Rafeiro do Alentejo
Portugal FCI 96 - Molossóides . Montanha

Rafeiro do Alentejo

É um excelente cão de guarda nas quintas e casas do Alentejo.

conteúdo

História

O Rafeiro do Alentejo (Mastim do Alentejo), como o próprio nome sugere, vem da região portuguesa de Alentejo, que se estende ao sul do rio Tejo até ao Algarve. O cão de raça, que dentro do FCI pertence ao grupo 2 (Molossóides), Subseção Mountain Dogs, tem uma longa história como cão pastor. Embora pouco se saiba sobre a origem exata dessa raça rara, seus pais devem ser encontrados nos cães molossianos do Oriente Médio. O Cão da Serra da Estrela (Star Mountain Dog), também de portugal, provavelmente também estava envolvido em sua origem.

Nas planícies alentejanas, os pastores usavam Rafeiro do Alentejo pastorear e conduzir gado. Além disso, o intrépido amigo de quatro patas protegeu o rebanho que lhe foi confiado, evitando confiantemente ataques de animais selvagens ou ladrões. Especialmente à noite, o Rafeiro do Alentejo defendeu seu rebanho no sangue. Os grandes proprietários ricos apreciaram o cão imponente não apenas como um protetor vigilante, mas também como um símbolo de status de força e poder.

À medida que a industrialização progredia e grandes propriedades declinavam, o rafeiro ficou mais estranho. No início do século XX, cães deste tipo estavam quase extintos. No entanto, um pequeno círculo de entusiastas garantiu que a raça fosse preservada. Em 1940 um primeiro padrão de raça foi estabelecido. 14 anos mais tarde, Fédération Cynologique Internationale (FCI) finalmente reconheceu a raça.

Características físicas

Quando o Rafeiro do Alentejo, ladrões de gado e animais selvagens fogem rapidamente: Quem iria querer mexer com um cachorro tão grande e poderoso?

Com uma altura na cernelha de até 76 cm e um peso de aproximadamente 50 kg, o cão de raça portuguesa tem uma aparência muito marcante. Sua cabeça maciça e seu corpo forte e musculoso dão uma impressão defensiva.. Olhe com calma para o seu oponente com pequenos olhos castanhos, entre os quais há um ligeiro sulco, mas nada escapa do seu olhar atento.

Apesar de sua forma volumosa e marcha um tanto pesada e lenta, o corpo do Rafeiro do Alentejo parece ser bastante longo do que largo. O pescoço oferece uma boa transição para o ombro, as costas são retas. A cauda é bem mobiliada e espessa na base, bastante baixo e forma uma ligeira curva ascendente quando excitado. Em posição de repouso, chega ao jarrete. Orelhas do Rafeiro eles são de tamanho médio e caem para um lado quando dobrados.

A pelagem densa e suave do cão pastor português é de comprimento curto a médio e possui subpêlo abundante, oferecendo proteção confiável em todas as condições climáticas. O Rafeiro do Alentejo está disponível em preto, Lobo cinzento, leonado ou amarelo com ou sem manchas brancas. Também é permitida uma cor de base branca com manchas amarelas., bem como as amostras tigradas de acordo com o padrão da raça.

Caráter e habilidades

À noite, o Rafeiro do Alentejo ele está no seu melhor momento: nada escapa do seu olhar atento, seu nariz bom e suas excelentes orelhas. Quem ousar entrar em seu território é capturado sem aviso prévio e, Sim é necessário, atacado. Pastores que têm um Rafeiro eles não precisam mais temer ladrões ou caçadores.

Como um cachorro de raça pura, cuja única tarefa é acompanhar e proteger sua família, o cão de raça portuguesa é completamente inadequado. Embora ele seja fiel e leal à sua família, sua nitidez inata é difícil de controlar, mesmo com uma educação consistente. Depois de tudo, o inteligente e autoconfiante Rafeiro do Alentejo sempre foi usado para trabalhar e agir de forma independente. No entanto, a vontade de subordinar e obedecer não está entre seus pontos fortes.

Quem quer manter um Rafeiro do Alentejo deve ser capaz de oferecer um amplo território no qual você possa viver seus instintos vigilantes e protetores de acordo com seu humor. Isso não significa, É claro, que alguém deveria deixar esse cachorro ir. Um proprietário responsável socializa e educa seu cão desde o início. Mostra claramente quem está segurando as rédeas na mão e onde estão seus limites. Ao mesmo tempo, ele também aceita que seu amigo de quatro patas precise de sua liberdade. O Rafeiro nunca se tornará um “bom cão de colo”.

Compra de um Rafeiro do Alentejo

Os interessados ​​em um Rafeiro del Alentejo às vezes precisam percorrer um longo caminho para encontrar um criador adequado. No entanto, pessoas que querem comprar esse cachorro por capricho, deve abster-se de comprá-lo. O Rafeiro é e continua sendo um excelente cão pastor e deve ser mantido nesse contexto. Quem quer transformá-lo em um cão de companhia familiar, ele faz a si mesmo e o cachorro não favorece.

Saúde e esperança de vida em Rafeiro do Alentejo

As doenças típicas da raça são pouco conhecidas devido à baixa propagação da raça. O Rafeiro é um cão muito robusto cuja expectativa de vida é comparativamente alta, de 12 a 14 anos. No entanto, como todos os cães de tamanho e formato, Você também pode ter problemas nas articulações, como displasia da articulação do quadril ou displasia do cotovelo.

A dieta Rafeiro do Alentejo

Em princípio, esta raça não tem necessidades alimentares específicas. No entanto, uma dieta equilibrada e saudável é, É claro, também importante para este cachorro – também ou especialmente em relação a possíveis problemas articulares. Por conseguinte, seguindo a dieta de cachorros de alta energia, um alimento com poucas proteínas deve ser administrado primeiro para evitar que o cão jovem cresça rápido demais. No cão adulto, o valor energético dos alimentos pode aumentar novamente. Agora, carne fresca, através do qual a quantidade necessária de proteína animal é absorvida, deve principalmente encher a tigela de alimentação. Legumes frescos e arroz são adequados para um enfeite saudável. O peixe pode ser dado como uma alternativa à carne.

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 96
  • Grupo 2: – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços.
  • Seção 2.2: – Molossóides, Tipo de montanha.
  • Federações:
    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo de montanha.
    • AKC – FSS
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão FCI da raça Rafeiro do Alentejo

    RAFEIRO DO ALENTEJO
    ORIGEM
    Portugal.

    DATA DE PUBLICAÇÃO
    DO ESTALÃO DE ORIGEM EM VIGOR
    04-11-2008.

    UTILIZAÇÃO
    Guarda de propriedades e rebanhos.

    CLASSIFICAÇÃO F.C.I.
    Grupo 2 – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides, Cães de Montanha e Boieiros Suíços.
    Secção 2.2 - Molossoides, tipo Montanha.
    Sem prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO
    Julga-se que este cão descende dos molossos do Médio-Oriente. De acordo com o seu tamanho e coragem foi utilizado pelas tribos cuja sobrevivência dependia da criação de rebanhos; tinha assim um papel primordial nessas comunidades.
    No início da transumância, o que implicava a deslocação temporária de grandes rebanhos, constatou-se que o gado estava exposto a numerosos perigos no decurso desses longos trajectos.
    Nas estradas em direcção às montanhas no Verão e aquando do regresso às planícies no Inverno, os rebanhos foram sempre acompanhados por grandes cães; daí resultou que a raça se expandisse de uma região para a outra ao longo destes percursos.
    Tal facto explica a chegada deste cão possante, denominado Rafeiro do Alentejo desde o final do século XIX, às planícies alentejanas.

    ASPECTO GERAL
    Cão de grande tamanho, possante, rústico, sóbrio e tranquilo. Perfil, a cabeça é ligeiramente convexa; o conjunto da estrutura é mais comprido do que alto (sub-longilíneo).

    PROPORÇÕES IMPORTANTES
    Retangular (sub-longilíneo); sendo a altura ao garrote ligeiramente inferior ao comprimento do corpo.
    A relação largura/comprimento do crânio deve ser 1/2.
    A relação comprimento do chanfro/comprimento do crânio deve ser 2/3.
    A altura do peito deve ser ligeiramente menor do que metade da altura ao garrote.
    Excelente guarda das herdades e quintas. É igualmente útil para a protecção de rebanhos, sobretudo durante a noite, sendo pouco tolerante na defesa do território ou das propriedades que lhe são confiadas. A expressão é calma e confiante, nem agressivo, não timido.

    CABEÇA
    Volumosa, quase maciça, proporcionada ao seu tamanho; larga na parte posterior do crânio, mais estreita e menos convexa na fronte. Os eixos superiores crânio faciais moderadamente divergentes.

    REGIÃO CRANIANA
    Crânio: Longo; abaulado nos dois eixos; arcadas supraciliares não salientes; sulco frontal pouco pronunciado entre e acima dos olhos; protuberância occipital pouco marcada; as faces laterais são bem musculadas.
    Parar: Pouco pronunciado.

    REGIÃO FACIAL
    Trufa: oval, com a extremidade ligeiramente truncada de cima para baixo e de diante para trás; narinas bem abertas de cor preta.
    Chanfro: Direito, com corte transversal abaulado. A base é larga e alta, estreitando moderadamente até à extremidade; o chanfro é mais curto que o crânio.
    Lábios: Pretos, ligeiramente arredondados à frente, sobrepostos, bem rasgados; espessura média; de perfil inferior ligeiramente curvo.
    Maxilas/dentes: Fortes e bem desenvolvidos; articulação em tesoura, sendo tolerada a articulação em pinça.
    Rostos: Ligeiramente marcadas com região masseteriana saliente.
    Olhos: Pequenos; elíptico, à flor da pele, castanhos (de preferência escuros). Pálpebras de pigmentação escura, firmes e acompanhando a forma do globo ocular. Expressão calma.
    Orelhas: Colocadas a média altura, pouco móveis, pequenas, dobradas e pendentes. A base é estreita; o comprimento é igual ou ligeiramente superior à largura. Triangulares e arredondadas na extremidade. Quando o cão está atento, as orelhas ficam dobradas, mantêm-se direitas na base e as dobras tornam-se mais marcadas no sentido longitudinal.

    PESCOÇO
    Boa saída de pescoço; direito; curto; Forte; com uma só barbela (simples) de espessura regular e em proporção com o tamanho do cão.

    TRONCO
    Possante; bem musculado, o comprimento é ligeiramente superior à altura ao garrote, volumoso.
    Linha Superior: Direita, quase horizontal, tolerando-se uma ligeira inclinação da frente para trás.
    Garrote: Pouco saliente, bem ligado ao pescoço.
    Voltar: Ligeiramente mergulhante, quase horizontal.
    Lombo / Rim: De comprimento médio; direito e largo; bem musculado.
    Garupa: Ligeiramente descida; de comprimento médio; larga e musculada, em proporção à corpulência.
    Peito: Longo; bem descido, à altura do cotovelo ou ligeiramente abaixo.
    Peitoral: Longo, muito pouco marcado.
    Costelas: Bem arqueadas; ligeiramente inclinadas para trás.
    Linha Inferior e ventre: O esterno é quase horizontal; o ventre não é arregaçado, e prolonga a linha do esterno.

    CAUDA
    De inserção média no prolongamento da garupa; espessa na base, pode ser ligeiramente encurvada ou voltada na extremidade, mas não quebrada; comprida. Em repouso, cai pelo menos até ao jarrete, de preferência um pouco abaixo; quando em acção pode levantar e enrolar sem se apoiar na linha superior.

    MEMBROS
    MEMBROS ANTERIORES: Fortes, afastados, bem aprumados de frente e de lado.
    Ombros: Fortes; de comprimento médio; bem desenvolvidos e musculados; angulação escapulo-umeral próxima dos 105º.
    Braços: Fortes; de comprimento médio; inclinados e musculados.
    Cotovelos: Encostados ao tórax, nem virados para dentro nem para fora; angulação úmero-radial entre 130º e 135º.
    Antebraços: Verticais; compridos; fortes; bem musculados.
    Carpi: Espessos; com boa articulação.
    Metacarpo: De comprimento médio; espessos; ligeiramente inclinados.
    Mãos: Os dedos são grossos, fechados (não afastados) e ligeiramente encurvados (arredondados); unhas fortes, variando de cor conforme a pelagem; as almofadas são espessas e resistentes.

    MEMBROS POSTERIORES: Fortes; afastados; bem aprumados vistos de trás e de lado.
    Coxas: Compridas; longo; musculadas mas sem exagero; angulação coxo-femural cerca de 105º.
    Joelhos: Articulações fortes; na linha do corpo sem desvios para fora; angulação femuro-tibial entre 125º e 130º.
    Pernas: Fortes; moderadamente inclinado; de comprimento médio; bem musculadas.
    Tarso: Fortes; seca, de altura média; com angulações tíbio-társicas cerca de 140º.
    Metatarsos: Grossos, de comprimento e altura médios; muito ligeiramente inclinados; podem apresentar presunhos simples ou duplos.
    Pés: Idênticos às mãos.

    ANDAMENTOS
    Pesado, devagar, bamboleantes sem exagero.

    PELE
    Espessa, quase tensa; mucosas internas parcial ou totalmente pigmentadas de preto, sendo as externas totalmente pigmentadas.

    PELAGEM
    PÊLO: Pêlo curto ou preferencialmente de meio comprimento; espesso, liso e denso, regularmente distribuído até aos espaços inter-digitais.
    COR: De cor preta, lobeira, fulva ou amarela, tigradas ou não, sempre com marcas brancas; branca com marcas das cores precedentes.

    ALTURA E PESO
    Altura ao Garrote:
    Machos de 66-74 cm.
    Fêmeas de 64-70 cm.
    Peso:
    Machos de 45-60 kg.
    Fêmeas de 35-50 kg.

    DEFEITOS
    Qualquer desvio em relação ao estalão deve ser considerado como defeito e penalizado de acordo com a sua gravidade e das suas consequências na saúde e bem-estar do cão.
    Comportamento: Timidez.
    Aspecto geral: Má condição, magreza ou obesidade.
    Chanfro: Comprido, estreito, de perfil ligeiramente curvo ou truncado verticalmente.
    Linha dorsal: Encarpada ou enselada.
    Garupa: Comprida, muito descaída, estreita.
    Cauda: Inserção muito alta ou muito baixa.
    Membros: Jarretes fechados; muito aberto de frente; angulação incorrecta e falta de verticalidade dos tarsos.
    Pés: Não proporcionados ao tamanho, planos ou pés de lebre.
    Pelagem: Em más condições; pêlo comprido, porquinho ou ondulado.

    DEFEITOS GRAVES
    Aspecto Geral: Construção ligeira ou linfática.
    Cabeça: Não proporcionada ao tamanho, falta de volume, pare pronunciado, crânio plano e estreito, eixos crânio-faciais paralelos.
    Olhos: Clara, não elípticos, inclinado; os bordos das pálpebras não acompanhando o globo ocular.
    Orelhas: Grande, arredondadas, não dobradas, não caídas, parcialmente cortado.
    Pescoço: Ausência de barbela, barbela demasiado pregueada ou dupla.
    Peito: Estreito e costelas planas.
    Cauda: Enrolada em repouso, gancho na extremidade, curta, cortar.
    Mucoso: Despigmentação parcial da parte externa da boca, das pálpebras, dos lábios e do nariz.
    Tamanho: Machos – menos de 66 cm ou mas de 75 cm. Fêmeas – menos de 64 cm ou mas de 71 cm.

    DEFEITOS ELIMINATÓRIOS (DESQUALIFICAÇÕES)
    Comportamento: Agressivo ou medroso.
    Tipo: Atípica.
    Aspecto Geral: Construção muito ligeira ou muito linfática.
    Cabeça: Muito estreita e comprida.
    Chanfro: Muito comprido; perfil convexo.
    Maxilas: Prognatismo superior ou inferior.
    Crânio: Muito estreito.
    Olhos: Claro demais, de tamanho e cor diferentes.
    Orelhas: Muito mal implantadas, excessivamente grandes e redondas.
    Cauda: Anuros.
    Mucoso: Despigmentação total (albinismo), da boca, dos lábios e do nariz.
    Pêlo: Muito curto.
    Todo o cão que apresentar, obviamente, anomalias de ordem física ou comportamental deve ser desqualificado.
    Nota: Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos no escroto.

    Nomes alternativos:

      1. Rafeiro do Alentejo, Alentejo-Mastiff, alentejo mastiff (Inglês).
      2. mâtin de l’Alentejo, mastiff de l’Alentejo (Francês).
      3. Rafeiro do Alentejo, Rafeiro, Alentejo-Mastiff (Alemão).
      4. Mastim Português, Mastim do Alentejo (Português).
      5. Mastín del Alentejo (español).

    Fotos:

    1 – Rafeiro del Alentejo por https://brit-petfood.com/hr/node/8006

    Rottweiler
    Alemania FCI 147 - Molosoides - Dogue

    Rottweiler

    O Rottweiler é um cão tranquilo, dócil e fiel família.

    conteúdo

    História

    O Rottweiler é uma das raças de origem alemã que é reconhecido pela Federation Cynologique Internationale (FCI). O Rottweiler é um cão que tipo de trote.

    A história do Rottweiler remonta ao século XIX. A cidade de Rottweil na atual Baden-Württemberg era conhecida por seu comércio de gado. Para manter os animais sob controle a caminho do pasto, agricultores e açougueiros tiveram que usar cães companheiros inteligentes e persistentes. No início, estes cães foram chamados cães de açougueiro, mais tarde, eles finalmente receberam o nome de Rottweiler devido à sua proximidade com a cidade de Rottweil. Outras teorias sobre a história da raça Rottweiler dizem que a raça canina já era usada na pecuária em Roma e, portanto, chegou com os romanos através dos Alpes até a cidade de Rottweil.. No início do século XX, quando as pessoas procuravam um cão policial adequado, logo ficou claro que o Rottweiler, com sua estatura forte e musculosa e temperamento intrépido, foi particularmente adequado. Em 1910 o Rottweiler foi oficialmente reconhecido como um cão policial.

    Essas características, eles fizeram isso indispensável tanto para os agricultores e talhos Assistente.

    Características físicas

    O Rottweiler é um cão de médio a grande porte, muscular, robusto e forte, com dentes poderosos. Embora sua forma seja bastante robusta, o Rottweiler tem grande resistência e é muito ágil. De acordo com o padrão da raça, a altura na cernelha de um cão macho é 68 cm, o de uma cadela 63 cm. O peso de um Rottweiler está entre aprox.. 42 kg ( feminino) e aprox. 50 kg (masculino). O revestimento Rottweiler consiste em uma camada superior preta e uma camada inferior. A camada superior preta é descrita pelo VDH (Federação Canina Alemã) como “duração média, espessura, denso e apertado”, enquanto a camada inferior não deve se projetar da camada superior. O pêlo do Rottweiler é um pouco mais comprido nas patas traseiras. A característica do Rottweiler também é a chamada praga, o que significa marcações marrom-vermelho claramente definidas nos lábios, o focinho., as sobrancelhas, sob a raiz da cauda e no peito.

    Nesta corrida podemos encontrar duas linhas de envelhecimento, a Europeia, considera-se o original e o americano. A linha americana caracteriza-se por exemplos de altura maior e mais estilizados organismos, Por outro lado, Cães de linha Europeia apresentam uma mais robusto com uma baixo altura e compacto corpo.

    Caráter e habilidades

    Embora o Rottweiler é uma corrida que tem sido usada para o trabalho de defesa, seu trabalho e typicity exige que eles são descritos como amigável, conversa feliz, Quiet, fiéis, obediente e vontade de trabalhar. Em estudos recentes de agressividade nas corridas isso não estava entre os dez primeiros.

    Além do cão Rottweiler é localizado dentro os dez cães mais inteligentes, são cães de grande confiança e bondade, Você pode ser feliz que atenderá o objectivo pretendido.

    Um atributo importante que tem o Rottweiler é seu adiestrabilidad. É um cão muito inteligente e obediente, capaz de aprender muitas tarefas.

    De acordo com a classificação feita por Stanley Coren depois de analisar as respostas de mais de 200 trabalho dos juízes AKC ("A inteligência de cães", Cidade de Stanley, Ediciones B, 1995), o Rottweiler é o n º 9 na lista.

    Sua história como um pastor, como cão militar e cuidados como cão obediência e exposição, fala muito de sua versatilidade.

    Os Rottweilers são ideais como protectores da família e da propriedade. Você concorda com todos os membros da família e proteger o pai e o filho. Os Rottweilers geralmente não têm favoritos, Embora haja exceções. Eles tendem a ser individualistas, e isso é devido, Mais uma vez, são criaturas com discernimento e listas.

    Sua inteligência “afeta” para seu adiestrabilidad. Como, freqüentemente, Diz-se dos gatos, eles estão prontos para aguardar a repetição de uma ordem. Uma vez executaram de uma ou duas vezes como você gosta, Certamente eles cansado do jogo e buscam uma melhor saída. "Por que insistir humana para fazer essas coisas tantas vezes?"? "Já compreendeu a idéia da primeira vez e não foi tão emocionante", parece que ele acha que o Rottweiler.

    Alguns precisam de mais ajuda do que outros, mas paciência é sempre necessária quando você treinar um cão, independentemente de qual raça.
    Por favor, entenda que nada errado com a proprietária de um Rottweiler há. Eles são cães incríveis e maravilhosos animais de estimação. Esta não é uma questão de raça, mas sim os indivíduos que estão envolvidos com a modificação de comportamento canina.

    Manutenção de Rottweiler

    Como o Rottweiler foi criado como um cão de trabalho persistente e, portanto, precisa de muita trela para funcionar corretamente, mantê-lo no canil está fora de questão. No entanto, devido à sua robustez, pode ficar de fora se houver uma boa conexão familiar e carga de trabalho correspondente. É importante socializar o Rottweiler desde o início, através de treinamento e frequência específicos em uma escola de treinamento de cães, e acostumar-se a diferentes situações e pessoas. Devido ao seu caráter, o Rottweiler pode ser usado muito bem como cão de serviço, cão de guarda, cão de resgate ou cão-guia para cegos. Embora não seja o cão clássico da família, morar com crianças geralmente não é um problema. Devido ao seu tamanho e força, jogos selvagens com crianças devem ser evitados, e as crianças não devem andar sozinhas com o Rottweiler devido à sua enorme tração. A manutenção adequada de um Rottweiler inclui não apenas uma ocupação exigente, mas também uma boa educação.

    A expectativa de vida de um Rottweiler

    A expectativa de vida de um Rottweiler é de 8-10 anos um pouco abaixo do valor médio. Ao contrário de raças de cães pequenos, o sistema músculo-esquelético de raças de cães maiores já está sob grande estresse durante a fase de crescimento, causando sinais de desgaste mais cedo.

    Compre um Rottweiler

    Antes de decidir sobre um Rottweiler, é preciso examinar atentamente sua atitude e caráter e considerar cuidadosamente se essa raça é realmente adequada. As seguintes perguntas devem ser respondidas afirmativamente: Posso oferecer ao Rottweiler espaço e exercício suficientes? Tenho tempo para cuidar do animal o suficiente? Todos os membros da família concordam com o cão? Confio na educação de um Rottweiler? Posso levar meu cachorro de férias ou que alternativas existem? Se você finalmente decidir comprar um Rottweiler, não precisa necessariamente vir de um criador. Por que você não visita o abrigo de animais?- Talvez você encontre um Rottweiler lá que possa dar uma boa casa. Aqui a compra também é muito mais barata do que com um criador.

    Educação Rottweiler

    A educação correta é muito importante para um Rottweiler promover seu caráter geralmente humano e equilibrado.. Sua posição na hierarquia familiar deve ser clara para o cão desde o início, para que ele aprenda a obedecer e respeitar seu mestre. A consistência é extremamente importante na educação de Rottweiler, e deveria ser dominante, mas sem dureza. Como proprietário responsável do cão, você deve agir com soberania, calma e especialmente com consideração ao treinar um Rottweiler. O Rottweiler reconhece essas qualidades positivas de liderança, o que em última análise faz dele um companheiro leal. Como no caso de qualquer outro cachorro, o treinamento deve começar na idade do filhote, onde o comportamento positivo é recompensado com elogios, por exemplo, na forma de doces. Cuidado: Com liderança insuficientemente dominante ou educação errônea e inconsistente, Rottweiler pode desenvolver um comportamento perigoso – isso mostra o grande papel que a educação correta dos Rottweilers desempenha.

    Cuidados e Saúde Rottweiler

    Como o casaco do Rottweiler é bastante curto a médio longo, o banheiro não é muito complexo. No entanto, devido à sua natureza ágil, impurezas podem acumular-se rapidamente no revestimento, para que a preparação não deva ser totalmente negligenciada. Escovar ocasionalmente é completamente suficiente. Para comprimento do casaco Rottweiler, escovas especiais para cães, mas também luvas de algodão provaram ser muito eficazes. Além do banheiro, cuidados com os pés, bem como cuidados com os olhos, orelhas e unhas devem ser consideradas como de costume.

    Doenças específicas da raça

    Tal como acontece com muitos outros cães grandes, certas doenças ocorrem com mais frequência em cães Rottweiler. Estes incluem displasia da anca e displasia do cotovelo, ambos são um fraco desenvolvimento das respectivas articulações. Porque isso é devido a uma disposição genética, um exame radiográfico deve ser apresentado em um teste de aptidão para raças. Para prevenir doenças, deve-se tomar cuidado para que o animal não esteja acima do peso e faça exercícios suficientes. A leucoencefalomielopatia também é uma doença herdada. Isso leva à paralisia progressiva em animais jovens e não é curável., embora ocorra com pouca frequência. Por outro lado, nos últimos anos, doença cardíaca foi registrada com mais freqüência nesta raça. Constrição dos nervos do coração, por exemplo, é herdada e afeta o refluxo do sangue do coração, o que leva a um desempenho limitado do Rottweiler.

    Ração rottweiler

    Como qualquer outro cachorro, o Rottweiler precisa de uma dieta apropriada à espécie. Para prevenir sobrepeso e doenças de raça resultantes, como displasia da anca e cotovelo, comida de cachorro não deve ser muito gordurosa e especialmente pobre em proteínas. Também é importante que o Rottweiler se alimente com moderação e tenha acesso limitado ao recipiente de alimentação. Em vez de poder usar uma grande porção de comida, Os donos de cães devem distribuir os alimentos adequadamente “Rotti”. Se os alimentos secos ou úmidos são melhores para o Rottweiler, o dono do cão deve decidir por si mesmo.

    Filhotes de Rottweiler preferem comer o que estão acostumados a comer de seu criador. Por conseguinte, faz sentido continuar alimentando esse alimento por enquanto e só trocá-lo quando o cão for mais velho e tiver necessidades diferentes da comida. É melhor tentar o que o Rottweiler mais gosta: além de alimentos úmidos e secos, também uma alternativa saudável para latir para o cachorro.

    Classificações de Rottweiler

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Rottweiler” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do Rottweiler

    Vídeos do Rottweiler

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 147
    • Grupo 2: – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços.
    • Seção 2.1: – Molossóides, tipo dogue. Com prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.1 Molossóides, tipo dogo.
    • AKC – cães de trabalho
    • ANKC – Grupo 6 (cães utilitários)
    • CKC – Grupo 3 (cães de trabalho)
    • KC – cães de trabalho
    • NZKC – Cão utilitário
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão FCI da raça Rottweiler

    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO: 06/04/2000.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio: Comprimento médio, largura entre orelhas. Vista lateral, a testa é moderadamente abaulamento; a protuberância occipital é bem desenvolvida, sem ser muito perceptível.
    • Links de depressão (Parar): Muito óbvio.

    REGIÃO FACIAL:

    • Trufa: Bem desenvolvido, mais ampla do que a rodada, com janelas relativamente grandes, preto sólido.
    • Focinho: Em relação à área do crânio, você não deve dar uma impressão de encurtado ou alongada. Cana do nariz em linha reta, Inserção de banda larga, moderadamente diminui largura para trás para a frente.
    • Lábios: Black, bem colado. O ângulo dos lábios bem fechado; Gengivas escuras de preferência.
    • Mandíbulas / Dentes: Tanto a mandíbula inferior e superior é fortes e bem ampla. Dentes saudáveis, forte e cheia (42 partes). Os incisivos superiores caem no fundo em forma de tesoura.
    • Bochechas: Arcos zigomáticos bem notórios.
    • Olhos: Médias, formulário de almendrada, castanho escuro; com pálpebras bem aderentes.
    • Orelhas: Médias, pingentes, triangular, alta muito separada e conjunto. Com as orelhas bem colado e colocado para a frente, a área do crânio dá a impressão de ser maior.

    PESCOÇO: Strong, moderadamente longa, bom muscular, ligeiramente arqueado no topo; breve, sem barbelas e peles soltas.

    CORPO

    • Voltar: Em linha reta, forte e duro.
    • Lombo de porco: Região lombar é curta, forte e profunda.
    • Alcatra: Ampla, comprimento médio, ligeiramente arredondado, sem ser em linha reta, ou com a grande queda.
    • No peito: Espaçoso, ampla e profunda (aprox.. 50% a altura da Cruz), com um peitoril bem desenvolvida e costelas de volumosas.
    • Abdômen: Flancos não coletados.

    CAUDA: Naturalmente, extensão horizontal da linha superior; Você também pode pendurar de descanso.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Como um todo.: Vistos de frente são retos e não muito juntos. Os antebraços, visto de lado, são retas. O ângulo da escápula em relação à horizontal é de 45 °.
    • Ombro: Bem colocado.
    • Braços: Bem colados ao tronco.
    • Antebraços: Fortemente desenvolvidos e muscular.
    • Metacarpo: Ligeiramente elástica, forte, ligeiramente oblíqua.
    • Pés dianteiros: Rodada; dedos fechados e inchados. Almofadas duras; unhas curtas, preto e forte.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Como um todo.: Vistos por trás são retos, paralelos e não muito juntos. Posição natural são ângulos obtuso entre a coxa e o osso do quadril, entre a coxa e da perna (joelho), e entre a perna e o metatarso (Hock).
    • Coxa: Moderadamente longa, largura e pesadamente muscled.
    • Perna: Longo, forte, com muitos músculos, resistente.
    • Hock: Poderoso; bem angulado, não íngreme.
    • Pés traseiros: Um pouco mais de frente; também os dedos fechados, volumosos e pesados.

    MOVIMENTO: O Rottweiler é um m, mantendo suas costas fortes e com pouco movimento. O desenvolvimento do movimento é harmonioso, seguro, com força e graça, com passos de largo.

    PELE: A cabeça apertada em toda a área da pele; formar pequenas rugas na testa quando o cão está em atenção.
    PELES

    CABELO: Composto por camada externa e interna NAP. O cabelo de camada externa é meio longo, disco rígido, grossa e apertada; NAP interno não deve sobressair do cabelo externo. Na posterior, o cabelo é um pouco mais.

    Cor: Black, com marcas de fogo bem definidas de cor pardo-rojizo brilhante nas bochechas, focinho, garganta, tórax e membros, como acima olhos e sob a cauda.

    TAMANHO E PESO:

    Machos:

    • Altura à Cruz: 61-68 cm.
    • De 61 a 62 cm: pequeno; de 63-64 cm: médio-.
    • De 65-66 cm: grande (tamanho correto); de 67-68 cm: muito grande.
    • Peso: Aproximar: 50 kg.

    Fêmeas:

    • Altura à Cruz: 56-63 cm.
    • De 56 a 57 cm: pequeno; de 58 a 59 cm: médio.
    • De 60-61 cm: grande (tamanho correto); de 62-63 cm: muito grande.
    • Peso: Aproximar: 42 kg.

    FALHAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    Aparência geral: Leve aparência geral, frágil; membro muito alto; ossos e músculos fracos.

    • Cabeça: Cabeça de cães, Estreito, luz; muito curto ou muito longo, Tosca; Plano frontal; stop ausente ou pouco perceptível.
    • Focinho: Pontiagudos ou longo; dividir o nariz; cana do nariz de tipo de borrego (convexo), ou deprimido (côncavo); largar a cana do nariz (Eagle); Trufa manchada ou cor clara.
    • Lábios: Não juntos, -de-rosa ou manchados; Abrir o ângulo dos lábios.
    • Mandíbulas: Mandíbula estreita.
    • Dentes: Mordida de ferro.
    • Bochechas: Muito proeminentes.
    • Olhos: Clara, Deep, abaulamento ou redondo. Pálpebras soltas.
    • Orelhas: Muito baixo, pesado, longo, inclinando-se, dobrados para trás, bem como a nota de remessa separado ou não-uniforme.
    • Pescoço: Muito longo, Delgado, músculos fracos, com a pele solta ou barbela.
    • Corpo: Muito longo, demasiado curto, Estreito.
    • Voltar: Muito longo, fraco, passado devido ou pe (convexo).
    • Alcatra: Queda, demasiado curto, Long ou reto.
    • No peito: Peito com uma costela de apartamento, barril ou estreito, para trás.
    • Cauda: Demasiado alta ou baixa implementação.
    • Ex-membros: Juntos, não em linha reta; ombro íngreme; cotovelos não muito agarrados ao corpo ou separados; antebraços muito longos, curto ou íngreme; Metacarpo fraco ou forte; pés esmagados; dedos muito planos, carentes ou muito volumoso; Unhas de cor clara.
    • Membros posteriores: Coxas planas; fechado ou tipo dicas de vaca; os ângulos muito agudos ou obtusos das articulações; Esporas.
    • Pele: A pele do rosto enrugada.
    • Cabelo: Macio; muito curto ou muito longo, ondulado; ausência de NAP interno.
    • Cor: Marcas de cor errada, muito grande, ou não claramente definidos.

    MISS PLAYOFFS

    • Comportamento: Animais tímidos, Tímido, covardes, agressivo, muito suspeito, nervoso e com medo de fotos que mostram.
    • Aparência geral: Investimento marcado na natureza sexual (o macho que apresente características de mulher ou vice versa).
    • Dentes: Prognatismo superior ou inferior, arcade incisivo desviou; ausência de um dente incisivo, Bolota, um pré-molar ou um molar.
    • Olhos: Entrópio, ectrópio, olhos amarelos; anisocromia (olhos de cores diferentes).
    • Cauda: Quebrada, threaded, fortemente desviada lateralmente.
    • Cabelo: Acentuadamente longos ou ondulados.
    • Cor: Qualquer discrepância da característica cor preta com manchas pardo-rojizo; manchas brancas.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    N.B.: Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    TRADUCCION: Federação Canófila Mexicana a.c..

    Nomes alternativos:

      1. Rott, Rottie (Inglês).
      2. Rottweiler (Francês).
      3. Rottweiler Metzgerhund (Alemão).
      4. Rottweiler Metzgerhund (Português).
      5. Rottie, Rott (español).

    Utilização de cookies

    Este web site utiliza cookies para que você tenha a melhor experiência de usuário. Se você continuar navegando você está dando seu consentimento para a aceitação dos cookies acima mencionados e a aceitação de nosso política de cookies, Clique no link para obter mais informações.cookies de plugin

    ACEITAR
    Aviso de cookies