Husky abandonado em uma pilha de lixo tem uma segunda chance.

Milly

Abandonado no meio do lixo, perto da morte, Tem uma segunda chance e desenvolve uma amizade notável com um chihuahua

Quando era recatada, era tão fraco que ele não tinha qualquer poder para fugir. Ser encontrados com infecções de Escabiose, parasitas, e desnutrição.

Miley, Assim é chamado o Husky, Teve uma recuperação incrível e está se aproveitando de sua nova oportunidade de vida para ajudar seu amigo, Frankie

Frankie, o chihuahua, foi encontrado em um esgoto prestes a afogar-se e morre de medo.

O casal agora é inseparável e Frankie é muito mais sociável após Miley ela tomou sob sua proteção.

Imagens

Vídeo:

Via: sapo

A segunda chance de um cão vadio, maltratados e abandonados.

Ralph passou a maior parte dos seus dias vivendo no meio do lixo quando seu antigo proprietário negligenciou e enviado para todos os tipos de humilhação antes de deixar ele.

Apesar dos atos agressivos para com os seus salvadores, Ralph que acaba revelando sua verdadeira identidade.

A polícia local em Arteixo salva um die cão enforcado em uma árvore – Galiza

cão
O cão, Depois de ser resgatado..

cão
O animal, Como foi localizado.

Quando os oficiais chegaram no local onde ele foi pendurado alto, o cão ainda estava vivo

Dois oficiais da polícia Local de Arteixo resgataram ontem à noite um cachorrinho que estava à beira de morrer enforcado, se eles falharem para impedir as forças de segurança.

Os agentes receberam o aviso de um vizinho que alertou para a presença de um cachorro pendurado em uma árvore em um campo da freguesia de Svevo, em Arteixo.

Uma patrulha que estava perto da área foi rapidamente para a chamada e descobriu que ele tinha uma corda no pescoço e que eles tinham pendurou uma altura considerável com a clara intenção de causar a morte do animal, Embora ele estava vivo.

Os oficiais começou a remover a corda e para baixo da árvore. Quando foi solto, descobriram que o animal estava em perfeito estado de saúde. Eles, então, passou a seguir o protocolo padrão nesses casos e o filhote de cachorro foi transferida para o canil que gerencia o consórcio como MARIÑAS.

Crime de abuso de animais

Polícia Municipal agora a tentar descobrir a identidade da pessoa que pendurou o cão, vai cair dentro de que um crime de abuso de animais. Além disso, também pediu a cooperação dos cidadãos para dar o autor dos factos.

O animal, Situa-se no canil consórcio como MARIÑAS, Isso pode ser adotado.

Quem estiver interessado por favor devem contactar o serviço.

Fonte: SMH

Dois jovens a investigar a morte de um cão atirado de um quinto andar

cão
O cão foi encontrado por vizinhos em um recipiente.

A polícia lotado que levou à abertura do processo no tribunal do magistrado e do promotor de justiça juvenil de Alicante acusa dois rapazes, um deles é menor, um crime contra a fauna e a flora. Testemunhas na área dizem que o animal baleado por uma varanda.

Tribunal de um magistrado e o promotor de justiça juvenil de Alicante abriu processo para investigar um alegado abuso animal cometido por dois jovens, um deles é menor, que, supostamente, ele lançou um cão de um quinto andar de um edifício na rua matemático Romero da capital Alicante em setembro passado.

Os fatos foram relatados para o serviço de protecção da natureza (Seprona) da Guarda Civil para a proteção dos animais e plantas de Alicante, e a polícia Local também abriu um inquérito para tentar esclarecer o que aconteceu.

Um policial lotado na polícia Local de Alicante, apresentado no Palácio da justiça de Benalúa logo após os fatos identificaram dois jovens de nacionalidade marroquina e equatoriano, o último menor, como os alegados autores de um genérico crime contra a fauna e a flora.

O aglomerado incorpora testemunhos de testemunhas que esclarecer que o acusado estava apreciando andar no dia do incidente porque o cara que viveu na emprestou para uma festa. Também, Este habitante tinha dado a casa o inquilino real da propriedade e proprietário, ao mesmo tempo, o já falecido cão.

O Tribunal de número da instrução 3 Alicante abriu processo para investigar o que aconteceu, mas não foi capaz de localizar até agora relatado adulto, De acordo com fontes judiciais indicaram este diário, que isso especificado, por seu lado, o promotor de justiça juvenil também fez o mesmo em relação ao menor relatado.

O ataque de animais ocorreu no passado 24 Setembro quando, alegadamente, um grupo de jovens estava bebendo e ouvindo música na casa de uma garota, dono do cão, Ele não estava na casa onde ocorreram os eventos. Durante a festa, dois filhos, supostamente pegou o cachorro e jogou-o no vazio, onde ele estava deitado.. O animal poderia ser fotografado por vizinhos em um recipiente de resíduos orgânicos durante a manhã seguinte, Embora vizinhos consultados por este jornal não sei como foi para o recipiente, Está localizado junto à escola de adultos Alberto Brandão.

O impulso de proteção

A alegada agressão animal puseram-se em conhecimentos de Seprona da Guarda Civil pela sociedade protetora de animais e plantas de Alicante, Ele pediu que foi aberta uma investigação criminal e é atribuído aos autores de um crime de abuso de animais. Esta entidade descrita neste episódio de "barbárie" e queixou-se de que o que aconteceu não podia ser impune.

No entanto, era a unidade canina da polícia Local Alicante que era capaz de identificar, Depois de abrir sua própria investigação, os alegados autores de abusos, bem como o proprietário do cão.

A instrução de polícia que chegou ao tribunal forçou a abertura do processo no tribunal do magistrado e o promotor de justiça juvenil tornar os tribunais que estão encarregados de tentar esclarecer o que aconteceu..

Aparentemente, De acordo com fontes consultadas por este jornal, os dois jovens acusados saberia porque concordaram em uma prisão para menores.

Fonte: diarioinformacion

Reunião emocional para uma mulher e sua conversa de cachorro perdido

Pedro

Silvina roda tinha perdido a Pedro, idade avançada do cão vira-lata que adotou faz 2 anos e meio, Depois que ele resgatou uma casa onde tinham abandonado à sua sorte. Naquela época era salgado, Ele tinha uma ferida infectada na parte de trás e seus antigos proprietários até chegou a bater um tiro para matá-lo e literalmente "removê-lo fora".

Conseguir um cão tão velho, quase sem dentes, Recupera, exigiu um enorme esforço.

Por esta razão, Quando é que 15 Silvana dias retornou a casa de Lamadrid para o 400 e encontrei que a grade aberta não podia acreditar. Pedrito tinha escapado.

Após duas semanas de intensa pesquisa, um par de mascoteros o encontrou na estrada de La Carrindanga, a poucos metros da ponte do sesquicentenário, com uma perna ferida, entre outros sinais que não tinham gasto muito.

Quando ele recebeu a chamada por telefone Silvina foi para procurá-lo no carro, carregado e no caminho para a medicina veterinária, Começa uma conversa incrível com seu amigo. Ele pergunta o que aconteceu e o cão parece responder-lhe sua provação e o sofrimento que tinha a dizer.

Assista ao vídeo em movimento.

Via: labrujula24

O holandês pastor Wiebe e tendas

 Wiebe

O holandês Wiebe pastor leva a beber água de uma lagoa quando ele regressa a casa depois de um agradável passeio,
Dorri Eijsermans, o proprietário de Wiebe, Aproveita para dar comida aos peixes, quando ambos retornam ride. Peixes têm associado o tempo bebendo Wiebe com almoço. Eles começaram a subir à superfície para reconhecer a sua presença. Wiebe aproveita o momento para dar um terno beijo de carpa.

Imagem: Dorri EIJSERMANS / Notícias especiais

Salvar um cão que foi lançado com as pernas anexadas ao Rio Sar em Padrón

Salvo por um jovem que andava a área e fica com o animal

Lila

Galiza / Santiago de Compostela

Lila é uma cadela vira-lata do cão de pastor alemão de menos de um ano que só salvou morre afogado no Rio Sar passando padrão, onde ele apareceu com quatro pés amarrados com uma corda. O animal está se recuperando em A Pobra do Caramiñal, na casa de seu Salvador, Mario Agrasar Salegui, de 21 anos.

Na tarde de quarta-feira passada, Este jovem caminhou algumas faixas paralelas ao Rio Sar na villa e na última ponte equitação, antes o passeio ribeirinho da boca, Ele parou e na margem do rio, avistou um animal que, em princípio, Parecia-lhe ser uma "raposo" e que estava tentando sair da água. Eu tinha o corpo na água e cabeça na beira da praia.

Ele veio e viu que era um cachorro que estava com quatro pernas amarradas. Ele saiu da água e remover os laços. Ele levou-ao veterinário, onde lá não te grandes lesões, Além da forte marcas deixadas por cordas e uma grande desnutrição. Depois de verificar que não tinha nenhum microchip, Apesar de uma pequena placa com o nome de Lila, levou-a para sua casa, onde atualmente se recupera.

O vizinho de A Pobra entrou em contato com a associação de defesa dos direitos dos animais Vox Anima, baseado em A Pobra, que, na época, ele denunciou o surgimento nos últimos meses de outros cães amarrados da mesma forma nas praias de Rianxo, Boiro e Ribeira. Agora, a associação denunciou o caso de Lila no Seprona.

Preocupação

De Vox Anima show «preocupação» por que qualificar «normal» que parece que «é expandir», Desde então, é o quarto caso de animais nesse estado ou, Talvez, «até o quinto se nós têm aparecido em Aguiño zoophil, Mas em estado avançado de decomposição que impediu para garantir que ele foi amarrado., Embora apresentado laços marcas nas pernas».

Mario Agrasar, ontem já andava pelas ruas de A Pobra com cadela, Ele planeja ficar com o animal para «máxima possível ao coidala», Depois de tudo que aconteceu. Fica com ela e deixa-lo com o mesmo nome. É bastante claro: a pessoa que deixou lá queria que ele se afogar, pela maneira em que foi depositado a cadela à espera para elevar a maré e porque, Ele disse, Era impossível vê-lo, a menos que "parar na Ponte e olhou para abaixo de propósito», para ou Rio». Dado que é um animal jovem, VOX Anima sugere a possibilidade que o proprietário da cadela me livrar dela porque «non lle serviu para ou trabalho queria».

Salvei este alvo preto, Lila encontrou seu melhor amigo no jovem Mario.

Fonte: SMH

Puta manteve à tona para a menina 4 anos e salvou a vida dele

Sasha

Sasha, um cão pastor alemão, salvou a vida de Milena 4 anos.

O incidente ocorreu em Cañada de Gómez, na Argentina.

A história de Sasha e Milena já percorreu o país. Sasha é uma cadela pastor alemão. Milena é uma menina de 4 anos para que seu cão salvou da morte. Tudo teve lugar no domingo passado na cidade de Cañada de Gómez, Departamento Iriondo, 225 quilômetros a sudoeste da capital.

De acordo com Valeria disse, Mãe de Milena, Milena deixou sua casa, a menos que a família tinha notado isso. Pensando que ele estava na casa de um vizinho jogando, como eu costumava fazê-lo várias vezes ao dia, Ninguém preocupado até que eles começaram a passar os minutos e os pais intranquilizaron.

Ler maisPuta manteve à tona para a menina 4 anos e salvou a vida dele

Utilização de cookies

Este web site utiliza cookies para que você tenha a melhor experiência de usuário. Se você continuar navegando você está dando seu consentimento para a aceitação dos cookies acima mencionados e a aceitação de nosso política de cookies, Clique no link para obter mais informações.cookies de plugin

ACEITAR
Aviso de cookies