▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Sabujo de Berna
Suiza FCI 59 . Sabujos de Médio Porte

Sabujo de Berna

O Sabujo de Berna É usado principalmente para caçar lebre.

Conteúdo

História

O Sabujo Suà­ço tem uma origem muito antiga. A sua existência na Suíça desde a época dos romanos verifica-se graças a um mosaico descoberto em Avanches que representa cães de caça cujas características coincidem com as variedades de Sabujo Suà­ço. No século XV foi apreciado pelos adeptos italianos e no século XVIII pelos franceses devido à sua extraordinária capacidade de caçar lebres.. Sua criação local original provavelmente foi influenciada por pequenos cães de caça franceses trazidos para a Suíça por mercenários.. No ano 1882 um padrão foi estabelecido para cada uma das cinco variedades existentes de Sabujo Suà­ço. Em 1909 Esses padrões foram revisados ​​confirmando o desaparecimento total do Sabujo de Thurgau. O 22 em Janeiro de 1933 estabelecido um padrão uniforme para o 4 variedades de Sabujo Suà­ço. A variedade original de Sabujo de Jura tipo St. Hubert desapareceu hoje.

Existem quatro variedades de Sabujo Suà­ço:

foto: Bernese Hound during dogs show in Katowice, Poland por Lilly M, CC BY-SA 2.5, via Wikimedia Commons

Características físicas

No Sabujo de Berna a pelagem é branca com manchas pretas ou sela, à s vezes ligeiramente manchado. Bege claro a escuro marca a parte superior dos olhos, bochechas, o lado interno das orelhas e ao redor do ânus.

▷ Peso do macho: 15 - 20 kg
▷ Peso fêmea: 15 - 20 kg
▷ O tamanho do macho: 49 - 59 cm
▷ Tamanho fêmea: 49 - 59 cm

Caráter e habilidades

O Sabujo de Berna ele está vivo e apaixonado. Sua sensibilidade é valorizada tão positivamente quanto sua facilidade de uso e seu apego ao adestrador de cães. Quando você segue uma pista, movimentos expansivos e fluidos são perceptà­veis, bem como o bom impulso dos posteriores. Você pode sentir força, resistência e temperamento, então seu nariz fino está intimamente ligado à  pista.

Olfato agudo é atípico para Sabujo de Berna, cuja paixão pela caça é tão incansável que o adestrador deve evitar que o cão exagere de antemão. Pelo contrário, o cachorro persegue a presa até que ele mesmo a pegue. Pesquisa diligente é desejável, mas o cachorro, exceto quando usado no pacote, deve permanecer sempre na mão de seu guia.

Enquanto isso ele Sabujo de Berna ele foi usado em sua terra natal principalmente como caçador de veados solitário, raposas e lebres; No oeste da Suíça, a caça ao javali também é realizada com cães de caça. Na França e na Itália, eles são mais propensos a continuar a ser usados ​​para a caça de rebanho de lebre, javali e veado.

Na Suà­ça, o Sabujo de Berna Eles são usados ​​principalmente para patentes e caça ao distrito. Na caça de patentes, três a seis caçadores geralmente formam um grupo de caça. Eles são distribuà­dos entre os diferentes postes e os cães são amarrados simultaneamente em um horário previamente combinado. Isso promove a busca independente de cada cão e também a caça de lebres ou veados como um caçador solitário.. Para a caçada ter sucesso, o caçador deve saber qual caminho o jogo irá percorrer para poder atirar com uma espingarda a uma distância máxima de 30 m.
Durante uma caçada em terreno de caça, há grandes grupos de até 30 caçadores. O líder da caça distribui os caçadores em diferentes posições, enquanto um caçador sai à caça com todos os cães, e finalmente segure todos os cães de uma vez. Aqui o líder da caça deve saber como a caça foge e, por consequência, distribuir posições de caçadores. Durante a caça no campo de caça, a lebre, o cervo e à s vezes também a raposa são alvejados a uma distância máxima de 30 m.

Fora da caça, o Sabujo de Berna Ele é um membro legal e tranquilo da família.. com quem está intimamente associado.

Classificações do "Sabujo de Berna"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Sabujo de Berna" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Và­deos do "Sabujo de Berna"

Cão de Bernês (02 Junho 2012)
Berner Laufhund
Cão de Bernês - Celer Cervarius e cachorrinho 🙂
Berner Laufhund

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Sabujos de Médio Porte.
  • UKCScenthounds

Padrão da raça FCI "Sabujo de Berna"

Origem:
Suíça

Data de publicação do padrão original válido:
28.11.2001

Uso:

É um pequeno cão de caça que caça lebres, Veados, raposas e às vezes javalis. Ele é um caçador independente, caçando com uma casca. Procure e encurrale sua presa com grande segurança, mesmo em terrenos difíceis.



Aparência geral:

É um cão com altura média na cernelha. A estrutura do seu corpo indica força e tenacidade. A sua cabeça fina com focinho comprido e orelhas compridas conferem-lhe uma expressão de nobreza.

Existem quatro variedades de Sabujo Suà­ço :

  • Sabujo de Berna
  • Sabujo de Jura
  • Sabujo de Lucerna
  • Sabujo de Schwyz

PROPORà‡à•ES IMPORTANTES :

• Comprimento do corpo : Altura na cernelha = aprox. 1.15 : 1.
• Altura da cernelha : profundidade do peito = aprox. 2 : 1.
• Comprimento da ponte nasal : comprimento do crânio = aprox.. 1 : 1.



Comportamento / temperamento:

Vivaz e apaixonado pela caça. Sensà­vel, gerenciável e fiel.

Cabeça:

---

Região craniana:
  • Crânio : Longo, limitar, delgado, nobre. Crânio protuberante, protrusão occipital visà­vel. A direção do eixo longitudinal do crânio e do focinho mostra uma ligeira divergência. Sem sulco frontal, sem dobras ou rugas.
  • Nasofrontal depression (Stop) : Não muito desenvolvido.

Região facial:

  • Trufa : Totalmente preto, bem desenvolvido; narinas bem abertas.
  • Focinho : Nobre desenvolvido, limitar ; não é quadrado ou pontudo ; o focinho é reto ou ligeiramente convexo.
  • Lábios : Moderadamente desenvolvido, os lábios superiores cobrem perfeitamente o maxilar inferior ; canto ligeiramente aberto.
  • mandíbulas / Dentes : mandíbula poderosa. Mordedura em tesoura poderosa, regular e completa, ou seja, os incisivos superiores se sobrepõem aos inferiores sem deixar espaço entre eles e os dentes são implantados verticalmente na maxila. Mordida em torquês permitida. A falta de um ou dois PM1 ou PM2 é aceitável (pré-molares 1 ou 2) . M3 não são levados em consideração (molares).
  • Bochechas : Solto, arcadas supraciliares não salientes.

Olhos : Eles são mais ou menos castanhos claros ou escuros dependendo da cor da pelagem ; eles são de tamanho médio e ligeiramente ovais. As bordas das pálpebras são bem pigmentadas. As pálpebras são bem aderentes. A expressão é doce.

Orelhas : Colocado abaixo da linha dos olhos, na parte posterior da região craniana e nunca implantado em sua largura máxima. Seu comprimento deve atingir pelo menos a ponta do nariz. O pavilhão não é proeminente. As orelhas são finas. Ele os desgasta, dobrado e torcido ; eles são arredondados na parte inferior e têm uma pelagem fina e macia.

Pescoço:

Longo, elegante, com boa musculatura ; a pele da garganta está solta, sem formar barbelas perceptà­veis.

Corpo:

  • linha superior : O pescoço., parte traseira, a garupa e a cauda formam uma linha harmônica e nobre.
  • Cruz : Pouco forte, aplicação de pescoço grátis e elegante.
  • Voltar : Firme e direto. : Muscular e ligeiramente arqueado.
  • Alcatra : alongado, estende a linha do dorso de forma harmoniosa e desce suavemente. Não é mais alto que a cruz. A crista do ílio não é muito proeminente.
  • No peito : Mais profundo do que largo, bem descido, alcança as pontas dos cotovelos. Caixa torácica alongada com costelas ligeiramente arqueadas.
  • Linha inferior e barriga : Barriga ligeiramente puxada para trás ; flancos completos.

Cola:

Inserido na extensão da garupa. É de comprimento médio e afunila em direção à  ponta ; no seu final tem uma ligeira inclinação para cima ; nobre. Em geral fica pendurado em repouso e ao caminhar com calma, sem mostrar uma curva importante ; quando está atento ou em ação, ele o carrega na linha das costas , mas nunca descansando nele ou enrolado. Está bem coberto de pelos, mas não tem uma forma de pico.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES :

  • Como um todo. : Eles são bem musculosos, magro e não pesado na aparência. Vistos de frente, são paralelos e de lado parecem verticais ; seus ossos são fortes com os pés apontados para a frente.
  • Ombro : Ombros oblà­quos longos, intimamente ligado à caixa torácica. A angulação ideal da articulação escapuloumeral é de aproximadamente 100°..
  • Braço : Um pouco mais longo que a omoplata, colocado obliquamente, intimamente ligado ao peito. A musculatura dele esta bem.
  • Cotovelos : Naturalmente colado ao lado.
  • Antebraço : Reto, forte, delgado.
  • Carpo : Strong, metacarpo largo : Relativamente curto; visto de frente está na linha perpendicular do antebraço; visto de lado é ligeiramente inclinado.
  • Pés dianteiros : arredondado, com dedos compactos ; almofadas duras e ásperas ; unhas fortes cuja cor depende da cor da pelagem.

MEMBROS POSTERIORES :

  • Como um todo. : Eles têm músculos fortes e estão em uma relação equilibrada com os membros anteriores ; visto por trás, os membros posteriores são verticais e paralelos.
  • Coxa : Longo e oblà­quo, poderoso embora seus músculos sejam finos. A angulação da articulação coxo-femoral é de aproximadamente 100°.
  • Joelho : Sem desvios internos ou externos. Angulação da articulação femoro-tibial aproximadamente 120°.
  • Perna : Relativamente longo, músculos e tendões finos e visíveis sob a pele.
  • Jarrete : Angulação da articulação tíbio-tarsal aproximadamente 130°.
  • Metatarso : Bem curto, colocado verticalmente e paralelo. Sem esporas, exceto nos países, em que a amputação não é permitida por lei.
  • Pés traseiros : arredondado, com dedos compactos, almofadas duras e ásperas ; unhas fortes cuja cor depende da cor da pelagem.

Movimento:

Está desdobrado, regular, harmonioso e com bom escopo. Apresenta bom impulso dos membros posteriores. Dirija os membros paralelos e retos. A cruz se move suavemente e regularmente para cima e para baixo, as costas permanecem retas e a cabeça e o pescoço balançam ligeiramente de um lado para o outro.

Manto

PELE : Multar, flexà­vel, bem aderente, cuja cor varia em cada uma das quatro variedades.

• Cão Bernese : A pele é preta sob o cabelo preto e marmorizado branco-escuro sob o cabelo branco.
• Jura Hound : Ela é preta sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo castanho.
• Cão de Lucerna : Ela é preta sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo manchado de azul..
• Cão de Schwyz : É cinza escuro sob o cabelo laranja e marmorizado branco-escuro sob o cabelo branco..

CABELO : É curto, suave, espesso, muito bom na cabeça e orelhas.

COR :

• Cão Bernese : Branco com manchas pretas ou uma mancha preta em forma de sela. Cor bronzeada de pálido a intenso sobre os olhos, bochechas, na parte interna das orelhas e ao redor do ânus. Às vezes é muito levemente respingado (salpicos pretos).

• Jura Hound : Bronzeado com capa preta, à s vezes com nuances de preto ou preto com bronzeado sobre os olhos, bochechas, ao redor do ânus e nas extremidades ; à s vezes com uma pequena mancha branca no peito ; esta mancha pode ser respingada (salpicos pretos ou cinza).

• Cão de Lucerna : Chamado de azul, com uma mistura de cabelos pretos e brancos, intensamente salpicado, com manchas pretas ou uma mancha em forma de "sela" ; cor bronzeada de pálido a intenso sobre os olhos, bochechas, sobre o peito., ao redor do ânus e nas extremidades ; uma capa preta é permitida.

• Cão de Schwyz : Branco com manchas de sela laranja ou laranja, à s vezes com salpicos de laranja ; um casaco laranja é permitido.



Tamanho e peso:

Altura à  Cruz :

  • Machos : 49-59 cm.
  • fêmeas : 47-57 cm Sem tolerância.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

• Aparência áspera, vulgar, estrutura corporal fraca.
• Proporções discordantes entre o comprimento do corpo, a altura da cernelha e a altura do peito.
• Crânio muito largo, muito convexo ou muito plano.
• Pare muito marcado.
• Focinho muito curto ou muito longo, muito quadrado ou pontudo.
• Canal nasal côncavo.
• Ausência de mais de dois pré-molares PM1 ou PM2. Los M3 (molares 3) não são levados em consideração.
• Lábios grossos.
• Olhos claros, expressão aguda, pálpebras não aderentes.
• Orelhas muito curtas ou achatadas, grosso ou muito alto.
• Pescoço muito curto.
• papada excessiva.
• Sela ou costas arqueadas (carpa de volta).
• Garupa muito inclinada ou muito curta.
• Caixa torácica não profunda o suficiente, muito plano ou em forma de barril.
• Barriga retraída, flancos flácidos.
• Cauda com inserção ruim, carregado muito alto, muito curvado, encorvada, cauda muito grossa ou em forma de ponta.
• Membros com ossos muito finos ou em má posição.
• Ombros muito inclinados, braço muito curto.
• Articulações do carpo fracas.
• Angulações insuficientes dos membros posteriores ; membros em forma de vaca ou barril.
• Esporas nos membros posteriores, exceto em países onde a amputação não é permitida por lei.
• Pêlo áspero, Não suave.
• Falhas de cor e marcação.

  1. Sabujo de Berna : Muitos respingos de preto no branco. Castanho ou branco na parte externa das orelhas.
  2. Sabujo de Jura : Cor uniforme. Mancha branca perceptà­vel ou mancha muito salpicada no peito.
  3. Sabujo de Lucerna : Falta o respingo «azul». Bronzeado na parte externa das orelhas.
  4. Sabujo de Schwyz : Muitos respingos de laranja no branco. Cor uniforme. Branco na parte externa das orelhas.

• Comportamento levemente medroso ou agressivo.

FALTAS DE ELIMINAÇÃO

• Cão excessivamente medroso ou agressivo.
• Aparência geral atípica da raça.
• Trufa totalmente despigmentada.
• Prognatismo superior o inferior, arcade incisivo desviou.
• Ectrópio, entrópio (mesmo após a cirurgia).
• Cauda de chifre, threaded, nodosa o de gancho.
• Tamanho acima ou abaixo da tolerância.

Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..



N.B.:

Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Variedades de “Sabujos Suà­ços”

As quatro variedades de sabujos suíços têm suas próprias características específicas de caça.:

– O Sabujo de Berna, com sua linda garganta (“o uivador do Jura”), exigindo, usado principalmente para lebres;
– O “Sabujo de Jura“, um excelente recuperador
– O Sabujo de Lucerna, remanescente de Pequeno azul da Gasconha, ele é um cão ativo e apaixonado que caça veados muito bem;
– O “Sabujo de Schwyz”, menos difundido fora da Suà­ça, é reservado para coelhos e lebres.

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Sabujo de Lucerna
Suiza FCI 59 . Sabujos de Médio Porte

Sabujo de Lucerna

O Sabujo de Lucerna é um cão cheio de energia, mas gentil e dócil. Muito apegado ao seu mestre.

Conteúdo

História

A raça foi originalmente criada na área de Lucerna, Suíça. Já na aparência, está intimamente relacionado ao cão Cão-de-santo-humberto. Pode-se supor que o Pequeno azul da Gasconha também pode ter desempenhado um papel no desenvolvimento da raça: Casaco colorido marcante com padrão pontilhado sugere isso. É um dos quatro cães suà­ços, que foram combinados pela FCI sob um único padrão de raça, mas eles são julgados separadamente nas exposições. As outras variedades da raça são:

Características físicas

Altura na cernelha até 59 cm.
As orelhas estão bem para trás, muito grande, pesado, dobrou e virou.
Pelo: Curta, grosso e grosso, pele de raposa
cor: azul, de uma combinação de cabelos pretos e brancos, muito manchado, com manchas pretas ou uma cadeira preta.

Caráter e habilidades

O Sabujo de Lucerna é um cão cheio de energia, mas gentil e dócil. Muito apegado ao seu mestre.

como todos os cães Sabujos Suà­ços, esta raça também é relativamente pequena. Isso se deve em parte ao fato de que as condições ambientais nas montanhas, onde nasceram esses cachorros, eles são extremamente difà­ceis, portanto, animais com baixos requisitos de energia sobreviveram melhor do que cães maiores. O Sabujo de Lucerna usado para uma grande variedade de caça, de javalis a veados e lebres. Embora a pelagem densa proteja o cachorro do frio e ele goste de viver ao ar livre, procure conforto; portanto ele se sente confortável na cidade, mas precisa de muita atividade e bastante exercà­cio. Existe uma raça quase idêntica com pernas mais curtas – o Pequeno Sabujo de Lucerna, uma das variedades de Pequeno Sabujo Suà­ço. É adequado como cão de trabalho, caça e companhia.

Classificações do "Sabujo de Lucerna"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Sabujo de Lucerna" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Và­deos do "Sabujo de Lucerna"

chiens courant lucernois entrainement 2
chiens courant lucernois entrainement 1

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Sabujos de Médio Porte.
  • UKCScenthounds

Padrão da raça FCI "Sabujo de Lucerna"

Origem:
Suíça

Data de publicação do padrão original válido:
28.11.2001

Uso:

É um pequeno cão de caça que caça lebres, Veados, raposas e às vezes javalis. Ele é um caçador independente, caçando com uma casca. Procure e encurrale sua presa com grande segurança, mesmo em terrenos difíceis.



Aparência geral:

É um cão com altura média na cernelha. A estrutura do seu corpo indica força e tenacidade. A sua cabeça fina com focinho comprido e orelhas compridas conferem-lhe uma expressão de nobreza.

Existem quatro variedades de Sabujo Suà­ço :

  • Sabujo de Berna
  • Sabujo de Jura
  • Sabujo de Lucerna
  • Sabujo de Schwyz

PROPORà‡à•ES IMPORTANTES :

• Comprimento do corpo : Altura na cernelha = aprox. 1.15 : 1.
• Altura da cernelha : profundidade do peito = aprox. 2 : 1.
• Comprimento da ponte nasal : comprimento do crânio = aprox.. 1 : 1.



Comportamento / temperamento:

Vivaz e apaixonado pela caça. Sensà­vel, gerenciável e fiel.

Cabeça:

---

Região craniana:
  • Crânio : Longo, limitar, delgado, nobre. Crânio protuberante, protrusão occipital visà­vel. A direção do eixo longitudinal do crânio e do focinho mostra uma ligeira divergência. Sem sulco frontal, sem dobras ou rugas.
  • Nasofrontal depression (Stop) : Não muito desenvolvido.

Região facial:

  • Trufa : Totalmente preto, bem desenvolvido; narinas bem abertas.
  • Focinho : Nobre desenvolvido, limitar ; não é quadrado ou pontudo ; o focinho é reto ou ligeiramente convexo.
  • Lábios : Moderadamente desenvolvido, os lábios superiores cobrem perfeitamente o maxilar inferior ; canto ligeiramente aberto.
  • mandíbulas / Dentes : mandíbula poderosa. Mordedura em tesoura poderosa, regular e completa, ou seja, os incisivos superiores se sobrepõem aos inferiores sem deixar espaço entre eles e os dentes são implantados verticalmente na maxila. Mordida em torquês permitida. A falta de um ou dois PM1 ou PM2 é aceitável (pré-molares 1 ou 2) . M3 não são levados em consideração (molares).
  • Bochechas : Solto, arcadas supraciliares não salientes.

Olhos : Eles são mais ou menos castanhos claros ou escuros dependendo da cor da pelagem ; eles são de tamanho médio e ligeiramente ovais. As bordas das pálpebras são bem pigmentadas. As pálpebras são bem aderentes. A expressão é doce.

Orelhas : Colocado abaixo da linha dos olhos, na parte posterior da região craniana e nunca implantado em sua largura máxima. Seu comprimento deve atingir pelo menos a ponta do nariz. O pavilhão não é proeminente. As orelhas são finas. Ele os desgasta, dobrado e torcido ; eles são arredondados na parte inferior e têm uma pelagem fina e macia.

Pescoço:

Longo, elegante, com boa musculatura ; a pele da garganta está solta, sem formar barbelas perceptà­veis.

Corpo:

  • linha superior : O pescoço., parte traseira, a garupa e a cauda formam uma linha harmônica e nobre.
  • Cruz : Pouco forte, aplicação de pescoço grátis e elegante.
  • Voltar : Firme e direto. : Muscular e ligeiramente arqueado.
  • Alcatra : alongado, estende a linha do dorso de forma harmoniosa e desce suavemente. Não é mais alto que a cruz. A crista do ílio não é muito proeminente.
  • No peito : Mais profundo do que largo, bem descido, alcança as pontas dos cotovelos. Caixa torácica alongada com costelas ligeiramente arqueadas.
  • Linha inferior e barriga : Barriga ligeiramente puxada para trás ; flancos completos.

Cola:

Inserido na extensão da garupa. É de comprimento médio e afunila em direção à  ponta ; no seu final tem uma ligeira inclinação para cima ; nobre. Em geral fica pendurado em repouso e ao caminhar com calma, sem mostrar uma curva importante ; quando está atento ou em ação, ele o carrega na linha das costas , mas nunca descansando nele ou enrolado. Está bem coberto de pelos, mas não tem uma forma de pico.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES :

  • Como um todo. : Eles são bem musculosos, magro e não pesado na aparência. Vistos de frente, são paralelos e de lado parecem verticais ; seus ossos são fortes com os pés apontados para a frente.
  • Ombro : Ombros oblà­quos longos, intimamente ligado à caixa torácica. A angulação ideal da articulação escapuloumeral é de aproximadamente 100°..
  • Braço : Um pouco mais longo que a omoplata, colocado obliquamente, intimamente ligado ao peito. A musculatura dele esta bem.
  • Cotovelos : Naturalmente colado ao lado.
  • Antebraço : Reto, forte, delgado.
  • Carpo : Strong, metacarpo largo : Relativamente curto; visto de frente está na linha perpendicular do antebraço; visto de lado é ligeiramente inclinado.
  • Pés dianteiros : arredondado, com dedos compactos ; almofadas duras e ásperas ; unhas fortes cuja cor depende da cor da pelagem.

MEMBROS POSTERIORES :

  • Como um todo. : Eles têm músculos fortes e estão em uma relação equilibrada com os membros anteriores ; visto por trás, os membros posteriores são verticais e paralelos.
  • Coxa : Longo e oblà­quo, poderoso embora seus músculos sejam finos. A angulação da articulação coxo-femoral é de aproximadamente 100°.
  • Joelho : Sem desvios internos ou externos. Angulação da articulação femoro-tibial aproximadamente 120°.
  • Perna : Relativamente longo, músculos e tendões finos e visíveis sob a pele.
  • Jarrete : Angulação da articulação tíbio-tarsal aproximadamente 130°.
  • Metatarso : Bem curto, colocado verticalmente e paralelo. Sem esporas, exceto nos países, em que a amputação não é permitida por lei.
  • Pés traseiros : arredondado, com dedos compactos, almofadas duras e ásperas ; unhas fortes cuja cor depende da cor da pelagem.

Movimento:

Está desdobrado, regular, harmonioso e com bom escopo. Apresenta bom impulso dos membros posteriores. Dirija os membros paralelos e retos. A cruz se move suavemente e regularmente para cima e para baixo, as costas permanecem retas e a cabeça e o pescoço balançam ligeiramente de um lado para o outro.

Manto

PELE : Multar, flexà­vel, bem aderente, cuja cor varia em cada uma das quatro variedades.

• Cão Bernese : A pele é preta sob o cabelo preto e marmorizado branco-escuro sob o cabelo branco.
• Jura Hound : Ela é preta sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo castanho.
• Cão de Lucerna : Ela é preta sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo manchado de azul..
• Cão de Schwyz : É cinza escuro sob o cabelo laranja e marmorizado branco-escuro sob o cabelo branco..

CABELO : É curto, suave, espesso, muito bom na cabeça e orelhas.

COR :

• Cão Bernese : Branco com manchas pretas ou uma mancha preta em forma de sela. Cor bronzeada de pálido a intenso sobre os olhos, bochechas, na parte interna das orelhas e ao redor do ânus. Às vezes é muito levemente respingado (salpicos pretos).

• Jura Hound : Bronzeado com capa preta, à s vezes com nuances de preto ou preto com bronzeado sobre os olhos, bochechas, ao redor do ânus e nas extremidades ; à s vezes com uma pequena mancha branca no peito ; esta mancha pode ser respingada (salpicos pretos ou cinza).

• Cão de Lucerna : Chamado de azul, com uma mistura de cabelos pretos e brancos, intensamente salpicado, com manchas pretas ou uma mancha em forma de "sela" ; cor bronzeada de pálido a intenso sobre os olhos, bochechas, sobre o peito., ao redor do ânus e nas extremidades ; uma capa preta é permitida.

• Cão de Schwyz : Branco com manchas de sela laranja ou laranja, à s vezes com salpicos de laranja ; um casaco laranja é permitido.



Tamanho e peso:

Altura à  Cruz :

  • Machos : 49-59 cm.
  • fêmeas : 47-57 cm Sem tolerância.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

• Aparência áspera, vulgar, estrutura corporal fraca.
• Proporções discordantes entre o comprimento do corpo, a altura da cernelha e a altura do peito.
• Crânio muito largo, muito convexo ou muito plano.
• Pare muito marcado.
• Focinho muito curto ou muito longo, muito quadrado ou pontudo.
• Canal nasal côncavo.
• Ausência de mais de dois pré-molares PM1 ou PM2. Los M3 (molares 3) não são levados em consideração.
• Lábios grossos.
• Olhos claros, expressão aguda, pálpebras não aderentes.
• Orelhas muito curtas ou achatadas, grosso ou muito alto.
• Pescoço muito curto.
• papada excessiva.
• Sela ou costas arqueadas (carpa de volta).
• Garupa muito inclinada ou muito curta.
• Caixa torácica não profunda o suficiente, muito plano ou em forma de barril.
• Barriga retraída, flancos flácidos.
• Cauda com inserção ruim, carregado muito alto, muito curvado, encorvada, cauda muito grossa ou em forma de ponta.
• Membros com ossos muito finos ou em má posição.
• Ombros muito inclinados, braço muito curto.
• Articulações do carpo fracas.
• Angulações insuficientes dos membros posteriores ; membros em forma de vaca ou barril.
• Esporas nos membros posteriores, exceto em países onde a amputação não é permitida por lei.
• Pêlo áspero, Não suave.
• Falhas de cor e marcação.

  1. Sabujo de Berna : Muitos respingos de preto no branco. Castanho ou branco na parte externa das orelhas.
  2. Sabujo de Jura : Cor uniforme. Mancha branca perceptà­vel ou mancha muito salpicada no peito.
  3. Sabujo de Lucerna : Falta o respingo «azul». Bronzeado na parte externa das orelhas.
  4. Sabujo de Schwyz : Muitos respingos de laranja no branco. Cor uniforme. Branco na parte externa das orelhas.

• Comportamento levemente medroso ou agressivo.

FALTAS DE ELIMINAÇÃO

• Cão excessivamente medroso ou agressivo.
• Aparência geral atípica da raça.
• Trufa totalmente despigmentada.
• Prognatismo superior o inferior, arcade incisivo desviou.
• Ectrópio, entrópio (mesmo após a cirurgia).
• Cauda de chifre, threaded, nodosa o de gancho.
• Tamanho acima ou abaixo da tolerância.

Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..



N.B.:

Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Nomes alternativos:

1. Lucerne Hound (inglês).
2. Courant lucernois (Francês).
3. Blausprenkel (alemão).
4. Sabujo Lucerna (português).
5. Perro sabueso suizo de Lucerna (espanhol).

Variedades de “Sabujos Suà­ços”

As quatro variedades de sabujos suíços têm suas próprias características específicas de caça.:

– O Sabujo de Berna, com sua linda garganta (“o uivador do Jura”), exigindo, usado principalmente para lebres;
– O “Sabujo de Jura“, um excelente recuperador
– O “Sabujo de Lucerna”, remanescente de Pequeno azul da Gasconha, ele é um cão ativo e apaixonado que caça veados muito bem;
– O Sabujo de Schwyz, menos difundido fora da Suà­ça, é reservado para coelhos e lebres.

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Sabujo de Schwyz
Suiza FCI 59 . Sabujos de Médio Porte

Sabujo de Schwyz

O Sabujo de Schwyz eles são uma raça muito viva e enérgica que requer uma quantidade significativa de exercà­cios diários.

Conteúdo

História

O Sabujo de Schwyz tem origens antigas, os detalhes são um pouco confusos embora. Os cães deste tipo estão representados em mosaicos que datam da era romana helvética e os primeiros exemplares da raça foram muito procurados na Itália durante o século XV e depois pelos franceses no século XVIII..

Acredita-se que o Sabujo de Schwyz Foi influenciado pelos Hounds franceses trazidos para a Suíça por mercenários viajantes e eventualmente se tornou uma das cinco variedades de Hounds. “Sabujo Suà­ço”. Mais especificamente, o Sabujo de Schwyz é uma das quatro raças à s vezes referidas – as outras variedades são:

O primeiro padrão de raça para o Sabujo de Schwyz foi estabelecido em 1882 e revisado em 1909. A raça foi aceita pela FCI com o nome de Schweizer Laufhund em 2001.

Características físicas

É um cão com altura média na cernelha. A estrutura do seu corpo indica força e tenacidade. A sua cabeça fina com focinho comprido e orelhas compridas conferem-lhe uma expressão de nobreza.

Tamanho: Machos: 49-59 cm. fêmeas: 47-57 cm.

Cor: Branco com manchas de sela laranja ou laranja, à s vezes com salpicos de laranja; um casaco laranja é permitido.

Caráter e habilidades

O Sabujo de Schwyz eles são uma raça amigável que pode se dar bem em um ambiente familiar, desde que seus requisitos de exercà­cio sejam consistentes. Estes cães se dão bem com outros cães e também podem ser gentis com crianças. Basta ter cuidado com gatos e outros animais domésticos, porque esses cães têm fortes instintos de caça – criar animais de estimação juntos e trabalhar na socialização precoce ajudará. Você também deve garantir que seu cão faça bastante exercício físico e mental para evitar o tipo de tédio que pode levar a um comportamento destrutivo..

O Sabujo de Schwyz eles são uma raça muito viva e enérgica que requer uma quantidade significativa de exercà­cios diários. Esses cães precisam de pelo menos uma hora de exercícios moderados a vigorosos todos os dias e também apreciarão ter tempo para correr em um quintal cercado.. Esta raça também pode ser uma boa candidata para esportes caninos, se você está procurando oportunidades para fazer algum exercício extra.

Treinamento

O Sabujo de Schwyz tem fortes instintos de caça que podem ser desenvolvidos e controlados por meio do treinamento. Esses cães são treinados para caçar em bandos., então eles são um pouco independentes por natureza e podem ser teimosos à s vezes. Manter as sessões de treinamento curtas e oferecer muitas recompensas em alimentos ajudará a garantir o sucesso do treinamento., além disso, você deve manter uma mão firme e consistente na liderança desta raça. A socialização precoce também é importante para esta raça.

Classificações do "Sabujo de Schwyz"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Sabujo de Schwyz" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Và­deos do "Sabujo de Schwyz"

Willie de Schwyzer Hound 2
Willie de Schwyzer Laufhund 2
Willie de Schwyzer Hound
Willie de Schwyzer Laufhund

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Sabujos de Médio Porte.
  • UKCScenthounds

Padrão da raça FCI "Sabujo de Schwyz"

Origem:
Suíça

Data de publicação do padrão original válido:
28.11.2001

Uso:

É um pequeno cão de caça que caça lebres, Veados, raposas e às vezes javalis. Ele é um caçador independente, caçando com uma casca. Procure e encurrale sua presa com grande segurança, mesmo em terrenos difíceis.



Aparência geral:

É um cão com altura média na cernelha. A estrutura do seu corpo indica força e tenacidade. A sua cabeça fina com focinho comprido e orelhas compridas conferem-lhe uma expressão de nobreza.

Existem quatro variedades de Sabujo Suà­ço :

  • Sabujo de Berna
  • Sabujo de Jura
  • Sabujo de Lucerna
  • Sabujo de Schwyz

PROPORà‡à•ES IMPORTANTES :

• Comprimento do corpo : Altura na cernelha = aprox. 1.15 : 1.
• Altura da cernelha : profundidade do peito = aprox. 2 : 1.
• Comprimento da ponte nasal : comprimento do crânio = aprox.. 1 : 1.



Comportamento / temperamento:

Vivaz e apaixonado pela caça. Sensà­vel, gerenciável e fiel.

Cabeça:

---

Região craniana:
  • Crânio : Longo, limitar, delgado, nobre. Crânio protuberante, protrusão occipital visà­vel. A direção do eixo longitudinal do crânio e do focinho mostra uma ligeira divergência. Sem sulco frontal, sem dobras ou rugas.
  • Nasofrontal depression (Stop) : Não muito desenvolvido.

Região facial:

  • Trufa : Totalmente preto, bem desenvolvido; narinas bem abertas.
  • Focinho : Nobre desenvolvido, limitar ; não é quadrado ou pontudo ; o focinho é reto ou ligeiramente convexo.
  • Lábios : Moderadamente desenvolvido, os lábios superiores cobrem perfeitamente o maxilar inferior ; canto ligeiramente aberto.
  • mandíbulas / Dentes : mandíbula poderosa. Mordedura em tesoura poderosa, regular e completa, ou seja, os incisivos superiores se sobrepõem aos inferiores sem deixar espaço entre eles e os dentes são implantados verticalmente na maxila. Mordida em torquês permitida. A falta de um ou dois PM1 ou PM2 é aceitável (pré-molares 1 ou 2) . M3 não são levados em consideração (molares).
  • Bochechas : Solto, arcadas supraciliares não salientes.

Olhos : Eles são mais ou menos castanhos claros ou escuros dependendo da cor da pelagem ; eles são de tamanho médio e ligeiramente ovais. As bordas das pálpebras são bem pigmentadas. As pálpebras são bem aderentes. A expressão é doce.

Orelhas : Colocado abaixo da linha dos olhos, na parte posterior da região craniana e nunca implantado em sua largura máxima. Seu comprimento deve atingir pelo menos a ponta do nariz. O pavilhão não é proeminente. As orelhas são finas. Ele os desgasta, dobrado e torcido ; eles são arredondados na parte inferior e têm uma pelagem fina e macia.

Pescoço:

Longo, elegante, com boa musculatura ; a pele da garganta está solta, sem formar barbelas perceptà­veis.

Corpo:

  • linha superior : O pescoço., parte traseira, a garupa e a cauda formam uma linha harmônica e nobre.
  • Cruz : Pouco forte, aplicação de pescoço grátis e elegante.
  • Voltar : Firme e direto. : Muscular e ligeiramente arqueado.
  • Alcatra : alongado, estende a linha do dorso de forma harmoniosa e desce suavemente. Não é mais alto que a cruz. A crista do ílio não é muito proeminente.
  • No peito : Mais profundo do que largo, bem descido, alcança as pontas dos cotovelos. Caixa torácica alongada com costelas ligeiramente arqueadas.
  • Linha inferior e barriga : Barriga ligeiramente puxada para trás ; flancos completos.

Cola:

Inserido na extensão da garupa. É de comprimento médio e afunila em direção à  ponta ; no seu final tem uma ligeira inclinação para cima ; nobre. Em geral fica pendurado em repouso e ao caminhar com calma, sem mostrar uma curva importante ; quando está atento ou em ação, ele o carrega na linha das costas , mas nunca descansando nele ou enrolado. Está bem coberto de pelos, mas não tem uma forma de pico.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES :

  • Como um todo. : Eles são bem musculosos, magro e não pesado na aparência. Vistos de frente, são paralelos e de lado parecem verticais ; seus ossos são fortes com os pés apontados para a frente.
  • Ombro : Ombros oblà­quos longos, intimamente ligado à caixa torácica. A angulação ideal da articulação escapuloumeral é de aproximadamente 100°..
  • Braço : Um pouco mais longo que a omoplata, colocado obliquamente, intimamente ligado ao peito. A musculatura dele esta bem.
  • Cotovelos : Naturalmente colado ao lado.
  • Antebraço : Reto, forte, delgado.
  • Carpo : Strong, metacarpo largo : Relativamente curto; visto de frente está na linha perpendicular do antebraço; visto de lado é ligeiramente inclinado.
  • Pés dianteiros : arredondado, com dedos compactos ; almofadas duras e ásperas ; unhas fortes cuja cor depende da cor da pelagem.

MEMBROS POSTERIORES :

  • Como um todo. : Eles têm músculos fortes e estão em uma relação equilibrada com os membros anteriores ; visto por trás, os membros posteriores são verticais e paralelos.
  • Coxa : Longo e oblà­quo, poderoso embora seus músculos sejam finos. A angulação da articulação coxo-femoral é de aproximadamente 100°.
  • Joelho : Sem desvios internos ou externos. Angulação da articulação femoro-tibial aproximadamente 120°.
  • Perna : Relativamente longo, músculos e tendões finos e visíveis sob a pele.
  • Jarrete : Angulação da articulação tíbio-tarsal aproximadamente 130°.
  • Metatarso : Bem curto, colocado verticalmente e paralelo. Sem esporas, exceto nos países, em que a amputação não é permitida por lei.
  • Pés traseiros : arredondado, com dedos compactos, almofadas duras e ásperas ; unhas fortes cuja cor depende da cor da pelagem.

Movimento:

Está desdobrado, regular, harmonioso e com bom escopo. Apresenta bom impulso dos membros posteriores. Dirija os membros paralelos e retos. A cruz se move suavemente e regularmente para cima e para baixo, as costas permanecem retas e a cabeça e o pescoço balançam ligeiramente de um lado para o outro.

Manto

PELE : Multar, flexà­vel, bem aderente, cuja cor varia em cada uma das quatro variedades.

• Cão Bernese : A pele é preta sob o cabelo preto e marmorizado branco-escuro sob o cabelo branco.
• Jura Hound : Ela é preta sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo castanho.
• Cão de Lucerna : Ela é preta sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo manchado de azul..
• Cão de Schwyz : É cinza escuro sob o cabelo laranja e marmorizado branco-escuro sob o cabelo branco..

CABELO : É curto, suave, espesso, muito bom na cabeça e orelhas.

COR :

• Cão Bernese : Branco com manchas pretas ou uma mancha preta em forma de sela. Cor bronzeada de pálido a intenso sobre os olhos, bochechas, na parte interna das orelhas e ao redor do ânus. Às vezes é muito levemente respingado (salpicos pretos).

• Jura Hound : Bronzeado com capa preta, à s vezes com nuances de preto ou preto com bronzeado sobre os olhos, bochechas, ao redor do ânus e nas extremidades ; à s vezes com uma pequena mancha branca no peito ; esta mancha pode ser respingada (salpicos pretos ou cinza).

• Cão de Lucerna : Chamado de azul, com uma mistura de cabelos pretos e brancos, intensamente salpicado, com manchas pretas ou uma mancha em forma de "sela" ; cor bronzeada de pálido a intenso sobre os olhos, bochechas, sobre o peito., ao redor do ânus e nas extremidades ; uma capa preta é permitida.

• Cão de Schwyz : Branco com manchas de sela laranja ou laranja, à s vezes com salpicos de laranja ; um casaco laranja é permitido.



Tamanho e peso:

Altura à  Cruz :

  • Machos : 49-59 cm.
  • fêmeas : 47-57 cm Sem tolerância.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

• Aparência áspera, vulgar, estrutura corporal fraca.
• Proporções discordantes entre o comprimento do corpo, a altura da cernelha e a altura do peito.
• Crânio muito largo, muito convexo ou muito plano.
• Pare muito marcado.
• Focinho muito curto ou muito longo, muito quadrado ou pontudo.
• Canal nasal côncavo.
• Ausência de mais de dois pré-molares PM1 ou PM2. Los M3 (molares 3) não são levados em consideração.
• Lábios grossos.
• Olhos claros, expressão aguda, pálpebras não aderentes.
• Orelhas muito curtas ou achatadas, grosso ou muito alto.
• Pescoço muito curto.
• papada excessiva.
• Sela ou costas arqueadas (carpa de volta).
• Garupa muito inclinada ou muito curta.
• Caixa torácica não profunda o suficiente, muito plano ou em forma de barril.
• Barriga retraída, flancos flácidos.
• Cauda com inserção ruim, carregado muito alto, muito curvado, encorvada, cauda muito grossa ou em forma de ponta.
• Membros com ossos muito finos ou em má posição.
• Ombros muito inclinados, braço muito curto.
• Articulações do carpo fracas.
• Angulações insuficientes dos membros posteriores ; membros em forma de vaca ou barril.
• Esporas nos membros posteriores, exceto em países onde a amputação não é permitida por lei.
• Pêlo áspero, Não suave.
• Falhas de cor e marcação.

  1. Sabujo de Berna : Muitos respingos de preto no branco. Castanho ou branco na parte externa das orelhas.
  2. Sabujo de Jura : Cor uniforme. Mancha branca perceptà­vel ou mancha muito salpicada no peito.
  3. Sabujo de Lucerna : Falta o respingo «azul». Bronzeado na parte externa das orelhas.
  4. Sabujo de Schwyz : Muitos respingos de laranja no branco. Cor uniforme. Branco na parte externa das orelhas.

• Comportamento levemente medroso ou agressivo.

FALTAS DE ELIMINAÇÃO

• Cão excessivamente medroso ou agressivo.
• Aparência geral atípica da raça.
• Trufa totalmente despigmentada.
• Prognatismo superior o inferior, arcade incisivo desviou.
• Ectrópio, entrópio (mesmo após a cirurgia).
• Cauda de chifre, threaded, nodosa o de gancho.
• Tamanho acima ou abaixo da tolerância.

Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..



N.B.:

Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Variedades de “Sabujos Suà­ços”

As quatro variedades de sabujos suíços têm suas próprias características específicas de caça.:

– O Sabujo de Berna, com sua linda garganta (“o uivador do Jura”), exigindo, usado principalmente para lebres;
– O “Sabujo de Jura“, um excelente recuperador
– O Sabujo de Lucerna, remanescente de Pequeno azul da Gasconha, ele é um cão ativo e apaixonado que caça veados muito bem;
– O “Sabujo de Schwyz”, menos difundido fora da Suà­ça, é reservado para coelhos e lebres.

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Pequeno Sabujo Suà­ço
Suiza FCI 60 . Sabujos de Pequeno Porte

Pequeno Sabujo Bernés
Pequeno Sabujo Bernés
O cão Pequeno Sabujo Suà­ço, pouco estimulado, tende a se tornar um animal de estimação incômodo que pode ser difícil de treinar.

Conteúdo

História

No inà­cio do século XX, a caça começou a mudar na Suà­ça. Terrenos de caça privados foram introduzidos e o tamanho padrão do Sabujo Suà­ço ele era muito rápido e entusiasmado para caçar adequadamente dentro desses campos de caça menores. Os caçadores decidiram desenvolver uma raça diferente de caça que pudesse caçar com eficiência e eficácia em áreas de caça privadas fechadas.. Muitas pessoas pensam isso Pequeno Sabujo Suà­ço é apenas uma versão menor do Sabujo Suà­ço. Embora isso seja parcialmente verdade, Eles são uma raça diferente que se originou de cruzar o Sabujo Suà­ço com o Basset Hound. O objetivo final era desenvolver uma raça cada vez mais curta., mas também tinha as mesmas quatro variantes de cores que o Sabujo Suà­ço. Esperava-se que os cães resultantes tivessem um olfato forte para trabalhar o nariz e uma voz melodiosa para soar o alarme durante a caça..

O Pequeno Sabujo Suà­ço Ele é um excelente caçador e tem a capacidade de rastrear cheiros por quilà´metros em terrenos acidentados. O Pequeno Sabujo Suà­ço tornou-se o cão de caça de pessoas que caçam em terras privadas.

O United Kennel Club reconheceu o Pequeno Sabujo Suà­ço em 2006. A Federation Cynologique Internationale (FCI) os aceitou e adotou o padrão oficial da raça sob o nome de Schweizer Niederlaufhund em 2015.

O Pequeno Sabujo Suà­ço ainda um companheiro de caça popular em sua Suà­ça natal.

foto: Small Bernese Hound Smooth-coated male por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

Em proporção menor que o Sabujo Suà­ço. O formato do corpo é retangular, moderadamente longa, e forte conformação. cabeça de tamanho médio, fina, elegante, com expressão facial amigável
e atencioso. Suas orelhas são muito longas, inserção baixa, e ele os usa dobrados. Membros finos e fortes. Ao caminhar com calma, ele fica com o rabo pendurado, em atividade, dobra ligeiramente para cima.

O Pequeno Sabujo Suà­ço vem em quatro variedades diferentes. A única diferença entre as variedades é a cor, mas cada variedade tem seu próprio nome.

Variantes Pequeno Sabujo Suà­ço

Pequeno cão de Juraequeño de Jura
Pequeno Sabujo de Jura
Pequeno Sabujo Bernés
Pequeno Sabujo Bernés
Pequeno Sabujo de Schwyz
Pequeno Sabujo de Schwyz
Pequeno Sabujo de Lucerna
Pequeno Sabujo de Lucerna
  • O Pequeno Sabujo de Jura tem uma pelagem lisa que é preta com manchas castanhas sobre os olhos.
    O Pequeno Sabujo de Jura tem apenas uma pelagem e pode ter apenas uma pequena quantidade de branco em seu corpo.
  • O Pequeno Sabujo Bernés tem dois tipos de pele:
    a pelagem lisa e a pelagem áspera.
    A pelagem áspera tem uma única pelagem dura e uma pequena barba.
    O Pequeno Sabujo Bernés é preto e branco com marcas de fogo sobre os olhos; muitos chamam de tricolor.
  • O Pequeno Sabujo de Schwyz tem uma pelagem única e lisa, predominantemente branca com manchas amarelo-avermelhadas; manchas vermelho-alaranjadas também são aceitáveis.
  • O Pequeno Sabujo de Lucerna tem uma única pelagem lisa predominantemente branca, mas manchada de preto ou cinza, dando a ilusão de um corpo azul. Eles têm manchas pretas com manchas castanhas sobre os olhos.

  • Fotos:

    1 – Small Bernese Hound Smooth-coated male por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    2 – Jura low-run dog by Bhv The Max
    3 – Este cão é um pequeno cão Schwyz por pets.ch
    4 – Little Lucerne Hound por catálogo carlosh

    Caráter e habilidades

    Quando ele está caçando, o Pequeno Sabujo Suà­ço é incansável e implacável, exibindo resistência e força de caráter impressionantes. Eles tendem a ser animados e excitáveis, ansiosos para fazer seu trabalho. A maioria dos Pequeno Sabujo Suà­ço eles estão felizes em caçar independentemente, sem qualquer ordem real de seu mestre.

    Apesar de ter sido criado para caçar, a maioria dos membros da raça pode fazer a transição de cão de caça para animal de estimação da família facilmente e geralmente é afetuoso e demonstrativo com seus donos. Eles são bons amigos de crianças e outros cães, mas eles não podem ser confiáveis ​​com pequenos animais, incluindo gatos e coelhos.

    Os temperamentos dos indivíduos variam, e enquanto alguns podem ser hóspedes tranquilos e pacíficos, outros podem ser excitáveis ​​e nervosos. Cães com mais energia geralmente podem ser ensinados a se acomodar dentro de casa depois de terem sido devidamente exercitados.. Idealmente, o exercício deve assumir a forma de caça, pois isso não apenas queima o excesso de energia, mas também ocupa sua mente curiosa. O cão Pequeno Sabujo Suà­ço, pouco estimulado, tende a se tornar um animal de estimação incômodo que pode ser difícil de treinar.

    Não ser um cachorro agressivo, o Pequeno Sabujo Suà­ço não deve ser usado como cão de guarda, pois não tende a assustar intrusos e geralmente não sente a necessidade de proteger sua propriedade.

    Treinamento “Pequeno Sabujo Suà­ço”

    A frase “síndrome do cachorrinho” pode ser mencionado quando se fala sobre Pequeno Sabujo Suà­ço, porque eles têm a reputação de agir como cães grandes em corpos de cães pequenos. Cheio de confiança, animado e independente, esta não é uma raça para o treinador novato. O trabalho de obediência pode ser um desafio particular, uma vez que eles têm um caráter de espírito livre e uma mente própria.

    Os treinadores devem ser firmes e inflexà­veis, mantendo suas sessões de treinamento curtas e interessantes para manter o interesse do cão. Como esta raça gosta de assumir uma posição dominante no lar, ele deve aprender seu lugar desde cedo, para evitar qualquer mau comportamento.

    a maioria dos cães Pequeno Sabujo Suà­ço eles ainda são usados ​​como cães de caça na Suíça hoje, o que significa que seus requisitos de exercà­cio são facilmente atendidos durante a temporada de caça. No caso de cães que não trabalham, ou quando a temporada de caça acabar, os proprietários devem reservar um tempo para atender à s necessidades deste cão ativo.

    Um ambiente rural é o lugar ideal para Pequeno Sabujo Suà­ço, quem precisa de terreno amplo para explorar e não gosta de ficar confinado. É essencial que sua propriedade esteja bem vedada para evitar aventuras solo.

    Saúde “Pequeno Sabujo Suà­ço”

    Não existem muitas doenças que afetam o Pequeno Sabujo Suà­ço mais do que outras raças, mas há um punhado de condições que devem ser observadas em indivà­duos:

    infecções de ouvido

    As orelhas caídas são propensas a desenvolver infecções de ouvido., especialmente se um cão passa muito tempo fora de casa molhado e enlameado. Manter os ouvidos limpos pode evitar que isso se torne um problema..

    Quadril Displasia.

    Articulações do quadril malformadas podem levar a desconforto vitalà­cio e mobilidade reduzida. raios-x dos quadris (um processo chamado “pontuação do quadril”) deve ser realizada quando um cão reprodutor tiver mais de um ano de idade para garantir que seus quadris sejam de qualidade suficiente para serem transmitidos.

    Limpeza “Pequeno Sabujo Suà­ço”

    Embora existam vários tipos de pelagem diferentes dentro da raça, todos são fáceis de manter e pouco precisam de cuidados. A escovação semanal será suficiente. O Pequeno Sabujo Suà­ço você só precisará tomar banho algumas vezes por ano. Se os proprietários sentirem necessidade de disfarçar seus “odor para cão” pode usar shampoo seco, evitando o risco de ressecar a pele e o pelo.

    Orelhas do Pequeno Sabujo Suà­ço devem ser limpos semanalmente e, idealmente, verificados diariamente quanto a sinais de infecção. Eles devem estar completamente secos após serem molhados.

    Classificações do "Pequeno Sabujo Suà­ço"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Pequeno Sabujo Suà­ço" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Và­deos do "Pequeno Sabujo Suà­ço"

    Cachorro suà­ço de perna baixa + Schweizer Laufhund + Cão laranja + animais de estimação
    Cachorro suà­ço de perna baixa + Schweizer Laufhund + Cão laranja
    Schweizer Laufhund CERVA
    Schweizer Laufhund CERVA

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.3: Sabujos de Pequeno Porte.
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI "Pequeno Sabujo Suà­ço"

    Origem:
    Suíça

    Data de publicação do padrão original válido:
    28.11.2001

    Uso:

    É um cão de caça no sentido estrito da palavra.. Ele é um caçador independente, caçando com uma casca ; Pesquise e encurrale sua presa com grande confiança, mesmo em terrenos difíceis. O pequeno Sabujo Suíço também é usado para sangrar o animal ferido.



    Aparência geral:

    Cão bloodhound (Cachorro correndo), proporcionalmente menor do que o cão suà­ço, com altura na cernelha de 35-43 cm para os machos e 33-40 cm para as fêmeas; o formato do corpo é retangular, moderadamente longa, e forte conformação. cabeça de tamanho médio, fina, elegante, com expressão facial amigável e atenciosa. Suas orelhas são muito longas, inserção baixa, e ele os usa dobrados. O tórax moderadamente largo e alto e o arco das costelas oferecem bastante espaço para o coração e os pulmões. Membros finos e fortes. Ao caminhar com calma, ele fica com o rabo pendurado, em atividade, dobra ligeiramente para cima.

    Variedades de cores :

    • Pequeno Bern Hound,
    • Pequeno Cão de Jura,
    • Pequeno Lucerne Hound e
    • Pequeno Sabujo Schwyz.



    Comportamento / temperamento:

    De olfato fino, é ágil e resistente ; pequeno cão de caça, apaixonada, que mantém a trilha segura e caça com uma casca harmoniosa e persistente. É gentil por natureza, nem medroso nem agressivo. O temperamento dele é calmo, mas animado.

    Cabeça:

    Afinar, elegante. Visto de frente, é longo e estreito e se alarga lentamente em direção à s bochechas.

    Região craniana:
    • Crânio : Ligeiramente convexo, sem rugas na frente, sem sulco frontal. Crista occipital não proeminente. A linha da crista occipital ao stop é quase tão longa e forma uma linha paralela com a linha do stop ao nariz..
    • Nasofrontal depression (Stop) : Moderadamente marcado.

    Região facial:

    • Trufa : Está escuro com as janelas abertas.
    • Focinho : Poderoso, bastante longo e moderadamente profundo, nuca pontiaguda. O focinho de preferência reto ou ligeiramente convexo, bastante estreito.
    • Lábios : Lábios superiores ligeiramente caà­dos e com bordas arredondadas na frente, nunca apontou. Canto de lábio fechado.
    • mandíbulas / Dentes : Mordedura em tesoura muito forte, regular e completa, ou seja, os incisivos superiores se sobrepõem aos inferiores sem deixar espaço entre eles. Os dentes são implantados em uma posição vertical na poderosa mandà­bula. Mordida em torquês permitida. A falta de dois PM1 ou PM2 é tolerada (pré-molares 1 ou 2 ). La falta de M3 (molares 3) não é levado em consideração.
    • Bochechas : Mal desenvolvido.

    Olhos : Sombrio, limpar limpo, de forma ligeiramente oval; expressão gentil. Eles não devem ser afundados ou protuberantes. A fenda palpebral é rígida com pálpebras bem aderentes. Bordas da pálpebra bem pigmentadas.

    Orelhas : Inserção baixa, estreito e ligeiramente para trás, não mais alto que a linha dos olhos. Em seu comprimento, alcançam pelo menos a ponta do nariz ; Ele os usa bem dobrados e caem perto de suas bochechas ; sua textura é macia e eles são cobertos com cabelos finos. Pinna não se projeta.

    Pescoço:

    Moderadamente longa, leve e elegante, mas com bons músculos. A pele da garganta está solta, mas um queixo duplo notável não é desejado.

    Corpo:

    • linha superior : Gaita, desce ligeiramente da inserção do pescoço até a garupa.
    • Voltar : Reto, empresa, moderadamente longa.
    • Lombo de porco : Largo e forte, flexà­vel.Grupa : Desce suavemente em direção à  inserção da cauda; quadris não devem ser visà­veis.
    • No peito : Largura e altura, alcançando os cotovelos; a ponta do esterno é visà­vel, mas não muito proeminente. As costelas são longas e moderadamente arredondadas. O arco costal se estende bem para trás.
    • Linha inferior e barriga : A linha do ventre é levemente elevada em direção aos posteriores.. Os flancos estão moderadamente cheios.

    Cola:

    Baixo definido em continuação harmà´nica com a garupa ; comprimento médio, alcançando pelo menos o jarrete ; com bastante cabelo ; termina em uma ponta elegante, featherless. Em repouso e ao caminhar, fica pendurado sem flexão perceptà­vel. Quando ativo ou excitado, ele o usa ligeiramente levantado, mas nunca virou nas minhas costas.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES

    • Como um todo. : Seus músculos são fortes, mas não parece tão pesado. Vistos de frente, as patas dianteiras são finas, muito reto e vertical com bons ossos e pés sólidos, direcionado para a frente.
    • Ombro : Seus músculos são fortes ; as omoplatas são planas e juntas, relativamente longo e inserido obliquamente ; o ângulo da articulação do ombro é de aproximadamente 90°.
    • Braço : Quase tão longo quanto as omoplatas, colocado obliquamente.
    • Cotovelos : Naturalmente colado na lateral.
    • Antebraço : Strong, delgado, muito direto, um pouco mais curto que os braços.
    • Articulação Ulnar-carpal : Strong.
    • Metacarpo : Curta ; visto de frente, sua posição é vertical, nunca desviou ; visto de lado, nunca deve ser totalmente reto, mas ligeiramente inclinado em relação ao solo.
    • Pés dianteiros : arredondado, empresa, compactar. Dedo curto, bem arqueado. Almofadas duras e ásperas. Unhas sólidas. Pêlo fino entre os dedos.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Como um todo. : Eles têm músculos fortes, bem proporcionado em relação aos membros anteriores. Boas angulações nas articulações do joelho e jarrete (Tibio-Tarsian). Membros posteriores paralelos, nem muito perto nem separado. Na posição natural, eles devem ser colocados ligeiramente para trás. Ossos ligeiramente menos fortes do que os dos membros anteriores.
    • Coxa : Bom comprimento e largura, forte e bem musculoso.
    • Joelho : boa angulação ; não entrou nem saiu.
    • Perna : Proporcionalmente longo, com posição inclinada. Os ossos são ligeiramente menos fortes do que os dos membros anteriores.
    • Articulação do pé-quente : Strong, bem angulado, colocação baixa.
    • Metatarso : Curta, visto por trás em uma posição reta e paralela.
    • Pés traseiros : Bastante redondo e firme ; dedos fechados e curtos ; almofadas duras e ásperas. Unhas fortes. Cabelo fino entre os dedos. Sem esporas, exceto em países onde a amputação não é permitida por lei.

    Movimento:

    • Movimentos naturais favoritos : trote ou galope, que cobrem muito terreno. Trote, o movimento deve ser livre e dinâmico, com passos longos dos membros anteriores e forte impulso dos posteriores. Os membros se movem em linhas retas e paralelas.
    • Ação frontal : Nem estreito, nem desviante, com os dedos nem muito afastados nem fechados.
    • Ação traseira : Praticamente paralelo, com um impulso perceptà­vel, nem muito estreito nem muito largo, nem em forma de vaca nem em forma de barril.


    Manto

    PELE : Bem aderente e alongado, sem rugas.

    PELES

    CABELO :

    • Pelo liso : Curta, suave, bem aderente, mais fino na cabeça e orelhas.

    • Pelo duro : Durado, elástico, boa pasta ; com pouco subpêlo ; a barba é subdesenvolvida.

    COR :

    Existem quatro variedades de cores.

    • Pequeno Sabujo Bernés: Esta variedade existe com cabelos duros e com cabelos lisos. Sempre tricolor : preto branco e castanho (Red). A cor básica é o branco com grandes placas pretas. Branco muito ligeiramente salpicado de preto é permitido. Cor de fogo (manchas marrom-avermelhadas) os olhos, bochechas, na parte interna e superior das orelhas e ao redor do ânus. Uma capa preta é permitida. Pele negra sob cabelo preto, Marmoreio branco-escuro sob o cabelo branco.
    • Pequeno Sabujo de Jura: Esta variedade existe com cabelos lisos, raramente com cabelo duplo (Stockhaar). De preferência, preto profundo com manchas castanhas sobre os olhos, bochechas, no peito e / ou extremidades. O bem : cor marrom-avermelhada (fogo) com capa preta ou “sela” preta. Uma pequena mancha branca no peito é tolerada. Pele negra sob o cabelo preto e mais clara sob o bronzeado.
    • Pequeno Sabujo de Lucerna: Esta variedade tem cabelo liso. Cor básica branca- denso acinzentado ou manchado de preto-esbranquiçado com grandes manchas escuras ou pretas. Cor de fogo (manchas marrom-avermelhadas) os olhos, bochechas, abaixo da inserção da cauda, no peito e membros. Uma capa preta é permitida. Pele negra sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo manchado de azul.
    • Pequeno Sabujo de Schwyz: Esta variedade tem cabelo liso. Cor básica branca, com placas grandes ou menores amarelo-avermelhadas ou vermelho-laranja. Alguns respingos vermelhos isolados não são considerados ausentes. Cães com capa vermelha são permitidos. Pele cinza escura sob o cabelo laranja e mais clara sob o cabelo salpicado de azul.


    Tamanho e peso:

    Altura à  Cruz : Machos : 35 – 43 cm,fêmeas : 33 – 40 cm.Tolerância : +/- 2 cm



    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Ossos muito finos ou muito grossos ; falta de substância.
    • cabeça grossa, pouco harmonioso.
    • Nariz parcialmente cor de carne.
    • Olho claro ou expressão errante.
    • Orelha inserida muito alta ; orelhas chatas, grosso ou muito curto.
    • Barbela notavelmente desenvolvida.
    • Sela ou costas arqueadas (carpa).
    • Garupa curta, inclinado.
    • Peito raso, plano ou em forma de barril. Caixa torácica irregular (costelas esmagadas : peito em forma de sino).
    • Cauda portada muito alta, muito curvado.
    • Membros anteriores arqueados, desviado para dentro ou para fora.
    • Direto de volta (ângulo amplo) ; braço muito curto.
    • Articulação ulno-carpal fraca, metacarpos esmagados.
    • Pés esmagados, pés de lebre.
    • Ângulos dos membros posteriores muito retos ; membros em forma de vaca ou barril.
    • Falta de cores e marcações.- No Little Bernese Hound : muitos respingos de preto no branco.- No Little Schwyz Hound : muitos respingos vermelho-laranja no branco. Pele de carvão (Tizne) nos ouvidos, na inserção da cauda e / ou nas placas.
    • comportamento questionável, ligeiramente agressivo.

    FALTAS DE ELIMINAÇÃO

    • Comportamento muito medroso ou agressivo.
    • Nariz completamente cor de carne.
    • Prognatismo superior o inferior, arcade incisivo desviou.
    • Falta de incisivos o de caninas; caninos na posição errada; faltando mais de três pré-molares e / ou molares.
    • Entrópio, ectrópio.
    • Esterno muito curto, peito quebrado.
    • Cauda enrolada ou quebrada.
    • Todas as combinações de cores que não correspondam às indicadas no padrão.
    • Altura na cernelha : Machos menor de 33 cm e maior que 45 cm. mulheres com menos de 31 cm e maior que 42 cm.

    Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..



    N.B.:

    Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

    1. Schweizerischer Niederlaufhund (inglês).
    2. Schweizerischer Niederlaufhund (Francês).
    3. Schweizer Niederlaufhund (alemão).
    4. Schweizerischer Niederlaufhund (português).
    5. (en suizo, Schweizerischer Niederlaufhund) (espanhol).

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Sabujo Suà­ço
    Suiza FCI 59 . Sabujos de Médio Porte

    Sabujo de Schwyz
    Sabujo de Schwyz

    No padrão da raça, o temperamento de Cão suà­ço É descrito como “Vivaz e apaixonado Caçando, sensà­vel, dócil e muito apegado ao seu mestre”.

    Conteúdo

    História

    Diz-se que o Sabujo Suà­ço está entre os membros mais antigos do Grupo de Hounds. De acordo com uma carta do século 15 para Ernst, Eleitor da Saxà´nia (1441-86), Os cães suà­ços de trabalho estavam entre os melhores. Imagens do século XVII mostram matilhas de cães “com a mesma cor e o mesmo tamanho, cabeças grandes e orelhas muito longas”.

    Três séculos depois, o escritor alemão de cães Richard Strebel escreveu em “Die Deutschen Hunde” (Raças de cães alemães, 1903-05) que os cães que viviam separadamente em uma área restrita da Suíça, portanto, desenvolveram-se separadamente.

    Na década de 1890, parecia que cães de raça pura foram marcados para morrer na Suíça, apesar da criação Sabujo de Schwyz, Sabujo de Berna e Sabujo de Lucerna. Alguns cães foram exportados para a Escandinávia e, graças ao cruzamento com cães nativos, o Stövares (cães escandinavos) eles estavam florescendo. Mas ao mesmo tempo, o Thurgauer Laufhund desapareceu silenciosamente na Suà­ça, e o Aargauer Laufhund deu lugar a Sabujo de Jura (Bruno du Jura).

    Em 1903, J. Dust del Swiss Kennel Club fundou o Schweizerische Laufhunde-Club (Swiss Hound Club) e em 1907 um apelo foi feito para salvar o Cão suà­ço de extinção. Então algo notável aconteceu: o clube da raça comprou cães suà­ços de boa qualidade e os deu a criadores e caçadores prudentes. Regras e regulamentos de teste foram desenvolvidos e uma série de obrigações foram estabelecidas: -) apenas um cachorro de cada vez durante a caça; b) o cachorro tinha que estar sob controle ao procurar o jogo; c) um cachorro que desapareceu durante a caçada teve que retornar ao seu dono em meia hora; y d) o cachorro deveria voltar assim que a buzina soasse, independentemente de o cachorro estar olhando. Usando essas regras, o clube da raça tentou excluir cães desobedientes e forçou os proprietários a criar e treinar adequadamente seus cães.

    Quatro variedades

    O desenvolvimento de Sabujo Suà­ço começou na década de 1930, mas levou tempo e esforço. Em 1937, apenas cinco cães foram incluà­dos no livro genealógico suà­ço. O Dr.. O. Vollenweider conseguiu reunir 11 colecionadores de cães na cidade de Soleura, no noroeste da Suà­ça. Cães adequados para reprodução foram selecionados e, em 1933, um padrão de raça foi publicado. No padrão, variedades foram distinguidas pela cor e padrão da pelagem.

    Em 1944, 150 Hounds suà­ços foram inscritos em uma exposição de cães. (Como país neutral, A Suà­ça não participou da Segunda Guerra Mundial) Não era mais proibido trabalhar com cães com a là­ngua de fora, e os cães de mais de 20 polegadas (50 centímetros) a Cruz.

    Tenta salvar ou restaurar o Laufhund de Argovia eles não tiveram sucesso; em 1933, o padrão da raça foi cancelado. Quatro variedades permaneceram: o Sabujo de Berna, o Sabujo de Jura (Bruno du Jura), o Sabujo de Lucerna e o Sabujo de Schwyz. Seus nomes os conectam com cidades e áreas da Suà­ça (Berna, Luzerna, Jura), ou com a Suà­ça.

    É dito que entre 1902 e 1922, Uns poucos 1.200 cães suà­ços, principalmente Sabujo de Schwyz Branco amarelo, eles foram criados na Noruega. Alguns anos, havia mais sabujos suíços fora da Suíça do que em seu país de origem. Em 1993, sobre 1.000 cópias de Sabujo de Lucerna eles viveram na suecia.

    A França é outro importador. Setenta e cinco Sabujo de Jura (Bruno du Jura) inscrito em uma exposição em Lyon em 1976. Não é surpreendente que o Jura é encontrado predominantemente na França e na Suà­ça, e que se estende à  Alemanha. Desde o século 15, Hounds suà­ços também foram exportados para a Itália. De acordo com Raven, eles frequentemente se cruzavam com seu primo italiano, o Sabujo italiano de pelo curto.

    foto: XXXVIII Wystawa krajowa psów rasowych w Częstochowie. Gończy ze Schwyz: Ella Haniccina Zahradka z hodowli Z Pastorowej Sfory należąca do Mariusza i Wioletty Antoszczuk por acorrentado, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

    Variedades Swiss Hound:

    1 Sabujo de Berna

    Sabujo de Berna

    O Sabujo de Berna É usado principalmente para caçar lebre.

    O Sabujo Suà­ço tem uma origem muito antiga. A existência dele

    ... ler mais

    2 Sabujo de Jura (Bruno du Jura)

    Bruno du Jura

    O Sabujo de Jura É muito distante com estranhos e necessita de tratamento firme se mantidos como animais de estimação.

    No

    ... ler mais

    3 Sabujo de Lucerna

    Sabujo de Lucerna

    O Sabujo de Lucerna é um cão cheio de energia, mas gentil e dócil. Muito apegado ao seu mestre.

    A raça foi originalmente criada em

    ... ler mais

    4 Sabujo de Schwyz

    Sabujo de Schwyz

    O Sabujo de Schwyz eles são uma raça muito viva e enérgica que requer uma quantidade significativa de exercà­cios diários.

    O Sabujo de Schwyz

    ... ler mais

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Boiadeiro de Berna
    Suiza FCI 45 - Boiadeiros Suà­ços

    Boyero de Berna

    O Boiadeiro de Berna as corridas é mais doce e bom para crianças, apesar de seu grande tamanho

    Conteúdo

    História

    O Boiadeiro de Berna (Berner Sennenhund) também, chamada Bernese Mountain Dog, Perro de Montaña Bernés ou Bouvier Bernois) É uma raça de cão muito versátil Geminorum que se originou no Cantão de Berna.

    A raça foi usada com o objectivo de todos os cães de fazenda, custódia de mercadorias e a unidade gado leiteiro longas distâncias da exploração agrà­cola para as pastagens alpinas. Este tipo de Geminorum suà­ças, originalmente chamado o Dürrbächler, aludindo a uma cidade pequena (Dürrbach) onde estavam os cães grandes especialmente freqüente.

    No inà­cio do 1900, Houve um show de cão, em Berna e vários fãs trouxeram suas cópias, Mas eram um número muito pequeno., já em 1907 Alguns criadores da região Burgdorf fundaram o primeiro clube da raça, o “Clube Suíço de Dürrbach”, e escreveu o primeiro padrão que define o Molothrus de Berna como uma raça à  parte. Em 1910, Eu sabia 107 membros registrados.

    ler mais

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Grande boiadeiro suà­ço
    Suiza FCI 58 - Boiadeiros Suà­ços

    Gran Boyero Suizo

    Apesar de seu tamanho e peso impressionantes, O Grande boiadeiro suà­ço é forte e ágil.

    Conteúdo

    História

    O Grande boiadeiro suà­ço é um velho cão de fazenda suà­ço. É o maior da famà­lia de cães da montanha. Serviram nas montanhas e vales dos Alpes suà­ços como uma ferramenta completa para os agricultores. Eles assistiram a casa e a fazenda. Se você tivesse que levar um rebanho de vacas de um prado para outro, eles fizeram com que todos ficassem na estrada e nenhuma vaca fosse deixada para trás.

    Os grandes cães da montanha, de onde surgiu o atual Grande boiadeiro suà­ço, eles foram aproveitados na frente dos maiores vagões e serviram como tratores off-road e de montanha, mais ou menos como o antigo Unimog. Não era incomum que eles fossem aproveitados em pares na frente de um carrinho cheio de queijo valioso, para que eles pudessem encontrar o caminho independentemente, desde o pasto alpino até a vila, para o comerciante e de volta. Mountain Dogs e Swiss Cattle Dogs costumavam ser uma única família de cães. O que eles têm em comum é um forte vínculo com a família e sua fazenda., uma consciência autoconfiante, um instinto de caça amplamente perdido, um alto grau de vigilância, uma atitude amorosa em relação ao seu próprio povo e uma atitude reservada em relação a estranhos.

    Há alguns 100 anos, cães de montanha foram divididos em quatro raças: Entlebucher, aperitivo, Berna, Grande boiadeiro suà­ço – em ordem de tamanho. Isso e a fixação artificial em um tricolorismo concebido para reprodução não têm sido bons para a saúde desses cães de grande porte.. Portanto, as estatísticas do British Kennel Club 2014 documentar uma expectativa de vida de apenas 8 anos para cães de montanha e bovinos. Uma raça saudável poderia facilmente viver 4 mais anos. Mais sobre isso no retrato dos respectivos cães de montanha e gado.

    O Grande boiadeiro suà­ço tornou-se um valioso cão de companhia, mas ainda tem as habilidades de um cão de trabalho. Em 1912 o suà­ço foi fundado em “Grande clube suà­ço de cães de montanha e gado”.

    Características físicas

    O Grande boiadeiro suà­ço é um cão grande, robusto, de ossos fortes e bem musculados. Ele irradia calma soberana e compostura autoconfiante, e é assim. A diferença entre os sexos deve ser bem grande..
    O machos deve ter uma altura na cernelha de 65 - 72 centímetros, o fêmeas de 60 - 68. O Peso está entre 35 e 50 kg.

    A norma estabelece numerosos regulamentos sobre os detalhes da coloração, textura e padrão de sua pelagem. Deve ter cabelo escovado e ser tricolor. Vemos regulamentos detalhados, onde marcas brancas são permitidas e onde não são. No interesse de cães, essas características externas não devem ser levadas tão a sério, que são criados apenas pelo seu criador. Converter esses detalhes em critérios de seleção de reprodução não é do interesse do bem-estar do Grande boiadeiro suà­ço, eles só têm um pool genético extremamente pequeno de qualquer maneira. O que importa é o caráter e a condição física dos cães. esse último, Infelizmente, um problema não muito raro. O Grande boiadeiro suà­ço tem melhores qualidades que a cor de sua pelagem.

    Caráter e habilidades

    O Grande boiadeiro suà­ço sinta-se mais confortável em campo. Ele quer ser movido e você pode experimentar maravilhosos passeios sem estresse na natureza com ele. Como tem pouco instinto de caça e costuma ter boa audição, você pode desfrutar de horas relaxadas e sem estresse ao ar livre com ele, mesmo sem alça. Contudo, Não é um cão de companhia para atletas.

    Um Grande boiadeiro suà­ço não é adequado para a vida no meio da cidade grande. Você não precisa de uma casa com quintal grande, o que seria ideal. Ele gosta de ter uma terra ou um quintal onde ele pode cuidar das coisas. Caso contrário, não possui requisitos especiais em relação à  sua manutenção. O mais importante é a sua estreita integração na famà­lia humana. Para uma permanência permanente ou mesmo parcial em um canil, esses cães são completamente inadequados.

    Educando o Grande boiadeiro suà­ço

    Um Grande boiadeiro suà­ço pode ser treinado muito bem. Ele gosta de aprender. É fortemente orientado para o seu povo, o que você pode usar bem. O Great swiss você pode ler o humor e os desejos do seu povo em seus rostos. Por sua vez, isso significa que é preciso abordar a educação com sentimento e, é claro, com conseqüência.. Ele tem um senso pronunciado de justiça e, ao contrário, esperar um acordo igualmente justo. É preciso não apenas aceitar sua teimosia ocasional, mas você deve gostar. Eles desafiam uma relação íntima e mutuamente respeitosa entre cão e dono. A recompensa é uma feliz convivência para ambas as partes.

    Cuidados e saúde do Grande boiadeiro suà­ço

    O Grande boiadeiro suà­ço é muito fácil cuidar, apenas escove-o ocasionalmente.

    Como muitas raças de cães grandes, tende a ter problemas no quadril (HD) ou cotovelos (ED). La endogamia, infelizmente parcialmente forte, tem um efeito negativo na aptidão física e na expectativa de vida.

    Nutrição / Alimentação

    O Grande boiadeiro suà­ço não tem exigências especiais em sua dieta. Como muitos cães do seu tamanho, tende a agitar seu està´mago. Portanto, você não deve comer muito rápido e descansar depois de comer.. Os veterinários recomendam frequentemente uma tigela de alimentação elevada, que pode ser comprado em lojas especializadas. Durante a época de reprodução, atenção especial deve ser dada a uma nutrição adaptada.

    A expectativa de vida do Grande boiadeiro suà­ço

    Um Grande boiadeiro suà­ço é relativamente fortemente afetado pela endogamia e uma seleção de reprodução que é unilateralmente orientada para as aparências externas, como detalhes de cores de peles. Portanto, sua expectativa de vida diminuiu em parte enormemente. É entre oito e-saudável- 12 anos.

    Compre um Grande boiadeiro suà­ço

    Ao comprar um filhote, você deve ter cuidado para que nenhum ancestral apareça duas vezes no pedigree (endogamia). Pelo contrário, você deve procurar um criador afiliado ao Swiss Mountain Dog and Cattle Club. Você também pode encontrar o cão dos seus sonhos no abrigo de animais ou em uma iniciativa de emergência.

    Classificações do "Grande boiadeiro suà­ço"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Grande boiadeiro suà­ço" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do "Grande boiadeiro suà­ço"

    Fotos:

    1 – Maior cão suà­ço da montanha, tricolor por Canárias / CC BY-SA
    2 – Maior cão de montanha suà­ço por jude / CC POR
    3 – Grande cão de montanha suà­ço e cão de montanha Entlebucher durante a mostra internacional de cães em Katowice – pires, Poland por Pleple2000 / CC BY-SA
    4 – Todos os cães da montanha: Maior cão suà­ço da montanha, o cão de montanha de Bernese, o cão de montanha Appenzeller e o cão de montanha Entlebucher por Cão brilhante / CC BY-SA

    Và­deos do "Grande boiadeiro suà­ço"

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo Montanhês.
    • AKC – cães de trabalho
    • CKC – cães de trabalho
    • KC – cães de trabalho
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão da raça FCI "Grande boiadeiro suà­ço"

    Origem:
    Suíça

    Data de publicação do padrão original válido:
    25.03.2003

    Uso:

    Originalmente usado como cão de guarda e tração. Atualmente é usado como um cão de famà­lia, de companheirismo e proteção.



    Aparência geral:

    É um cachorro tricolor, robusto, osso forte e boa musculatura. Apesar de seu tamanho e peso, demonstra agilidade e resistência. As características sexuais do macho e da fêmea são pronunciadas.

    PROPORà‡à•ES IMPORTANTES:

    • comprimento do corpo (medido da ponta do ombro até a ponta da nádega: altura da cruz: = 10 : 9.
    • Profundidade do peito: altura da cruz: = 1 : 2.
    • Comprimento do crânio: comprimento do nariz: = 1 : 1.
    • Largura do crânio: largura do focinho: = 2 : 1.


    Comportamento / temperamento:

    seguro, atencioso, acordado e destemido em situações cotidianas, gentil e dependente com pessoas em quem você confia e autoconfiante em relação a estranhos; temperamento médio.

    Cabeça:

    Em relação ao corpo, é forte, mas não pesado. A cabeça dos machos é mais poderosa que a das fêmeas.

    Região craniana:
    • Crânio: Plana e larga com um sulco frontal que gradualmente se move e desaparece para cima.
    • Nasofrontal depression (Stop): Notório.

    Região facial:

    • Trufa: Preto.
    • Focinho: Strong, mais que profundo, sem olhar pontudo de cima ou dos lados. Cana do nariz em linha reta, sem sulco do meio.
    • Lábios: Mal desenvolvido, justa; pigmentado preto; não pendurado.
    • Maxilar - Dentes: mandíbulas fortes. Mordedura em tesoura completa, forte e regular. A falta de 2 dentes (pré-molares 1 s / o 2) é tolerado. A ausência do M3 não é levada em consideração.

    Olhos: Médio, sob a forma de amêndoa, não profundo ou abaulado, castanho avelã ou castanha, de expressão feliz e acordada. As pálpebras estão bem presas. A borda pigmentada das pálpebras.

    Orelhas: Médias, conjunto triangular e bastante alto. Quando o cachorro está calmo, suportado e plano; quando você está atento, direciona-os para frente. Com cabelos suficientes tanto por fora quanto por dentro.

    Pescoço:

    Strong, muscular, gordinho e sem queixo.

    Corpo:

    Um pouco maior que a altura na cernelha.

    • Voltar: Moderadamente longo, forte e reto.
    • Lombo de porco: Ampla e bem musculada.
    • Alcatra: Longo e largo, com uma queda suavemente arredondada; nem muito alto nem caindo abruptamente.
    • No peito: Strong, Largura, alcançando os cotovelos; peito oval redondo com diâmetro de costela nem plano nem cheio. Peitoril bem desenvolvido.
    • Abdômen e linha inferior: O abdà´men e os flancos estão mal reunidos.

     

    Cola:

    Inserido em continuação harmà´nica com a garupa. Bastante pesado, atingindo o jarrete; se o cachorro estiver calmo, a cauda trava; se você estiver atento ou em movimento, usa mais alto e ligeiramente curvado, mas nunca tocou ou nas costas.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Como um todo.: Visto de frente, reto e paralelo, um pouco separados.
    • Ombro: a longa omoplata, forte, inclinado, colado e bem musculoso, formando um ângulo não muito obtuso com o braço.
    • Antebraço: Osso reto e forte.
    • Metacarpo: Strong, visto de frente, em extensão reta do antebraço; visto dos lados quase perpendiculares.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • En conjunto: Vistos de atrás, reto e não muito perto. Metatarsos e pés não devem estar inclinados para dentro ou para fora; ergà´s devem ser amputados, exceto nos países, em que a amputação não é permitida por lei.
    • Coxa: Muito tempo, Largura, forte e bem musculado.
    • Joelho: Claramente um ângulo obtuso.
    • Pemerna: Relativamente longo.Jarrete: forte e bem angulado.

    PÉS: Strong, em linha reta, fechadas, dedos bem juntos, unhas bem arqueadas e fortes.

    Movimento:

    Ampla e uniforme em todos os tipos de engrenagens. Bom alcance para a frente e bom impulso dos membros posteriores. Ao correr, membros se movem em linha reta, visto na frente e atrás.

    Manto

    • Pelo: cabelo duplo, Composto por camada externa densa de comprimento médio, e velo interior, igualmente denso, de preferência cinza escuro a preto. Cabelo externo curto é permitido, se o velo interno for grosso.
    • Cor: tipicamente tricolor: A cor básica é preta, com marcações simétricas de marrom avermelhado e marcações brancas. As marcas ardentes marrom-avermelhadas ficam entre preto e branco nas bochechas, acima dos olhos, no lado interno das orelhas, nas laterais do peito, nos quatro membros e na parte inferior da cauda. Marcas brancas estão localizadas na cabeça (testa e focinho), da garganta ao peito (sem interrupção), nos pés e na ponta da cauda. Entre a marca branca na testa e as marcas marrons de fogo- avermelhado sobre os olhos deve ser uma faixa preta. Mancha branca no pescoço ou colarinho branco é tolerada.


    Tamanho e peso:

    TAMÃO:  
    Alturpara a cruz Nos machos: 65 – 72 cm,
      em fêmeas: 60 – 68 cm.


    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Comportamento duvidoso.
    • Falta de outros dentes, no máximo dois pré-molares (PM1 e / ou PM2). M3s não são levados em consideração na picada da pinça.
    • Olhos claros; oclusão palpebral insuficiente
    • Manto: Velo interno de cor marrom-amarelado ou cinza claro visà­vel. Cores sujas.
    • Falta de marcação
      • Falta de marca branca na cabeça; lista muito ampla.
      • Marca branca do focinho atingindo visivelmente além dos cantos do lábio
      • "botas brancas" (cor branca que atinge acima das articulações metacarpo ou metatarso.
    • Desenhos notoriamente assimétricos

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..
    • Prognatismo superior ou inferior, arcada dos incisivos desviados
    • Entropia, ectrópio.
    • Um olho ou dois olhos azuis.
    • Cabelo curto sem subpêlo.
    • Longhair.
    • Cão não tricolor.
    • Cor básica que não seja preta.


    N.B.:
    • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

    TRADUÇÃO: Federação Canófila Mexicana a.c.

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Boiadeiro de Appenzell
    Suiza FCI 46 - Boiadeiros Suà­ços

    Boyero de Appenzell

    O Boiadeiro de Appenzell mantidos em um princà­pio em geral como um cão de fazenda.

    Conteúdo

    História

    O Boiadeiro de Appenzell (Appenzeller Sennenhund) É uma raça de cão de tamanho médio, uma das quatro raças regionais de Sennenhund (Tipo de cães de Alpes suà­ços). O nome Sennenhund refere-se a pessoas Senn, agricultores de laticà­nios e criação de gado nos Alpes suà­ços. Appenzell É uma região alpina do nordeste da Suà­ça.

    Existem duas teorias sobre a origem do Appenzell Mountain Dog.. Um, É uma raça nativa remonta à  idade do bronze, e o outro, Ele descende da Molóssia e foi levado para a Suà­ça pelos romanos. Em qualquer caso, É um do quatro suà­ços Appenzeller. O Appenzell é o mais raro dos quatro. É um excelente cão de rebanho. Incansável e grande firmeza nas montanhas. Ele também adapta-se a puxar um carrinho e é usado para trazer o leite e queijo entre os comerciantes dos vales suà­ços.

    O primeiro Clube e o Livro das Origens da raça foram iniciados em 1906 por Albert Heim e outros, quem escreveu o primeiro padrão da raça 1916. Uma das primeiras referências para os antecessores da corrida foi incorporada em um livro de 1853, “Tierleben der Alpenwelt” (Vida animal nos Alpes), referindo-se aos cães na região de Appenzell. O Appenzell Mountain Dog foi reconhecido internacionalmente- como uma raça distinta em 1989.

    Características físicas

    O Boiadeiro de Appenzell é um cão grande montanha, tem uma altura de 47 - 58 cm para a Cruz e um peso de 22 - 32 kg. Como o outro Appenzeller, É um cão grande e tem uma camada de cabelo tricolor que distingue.

    É um cão de grandes músculos, mas não muito encorpado, com crânio largo e plano, e um focinho que se reduz para a trufa. Olhos pequenos e escuros; e orelhas, encostas. É o único cão de gado suíço a ter a cauda enrolada nas costas.. O cabelo é cortado, brilhante e espesso. Cor: Ele suporta o black e Tan com manchas brancas no peito, a cabeça e os pés

    Caráter e habilidades

    Boiadeiro de Appenzell funcionou inicialmente como um guardião do bando, cão tiro, e em geral, como um cão de fazenda.

    A corrida também foi usada para pastoreio e como um cão de guarda. Hoje a raça é mantida principalmente como companhia, e se destaca em competições de obediência e Schutzhund.

    Como todos os grandes cães de trabalho, muito ativo, razão pela qual, Esta corrida deve ser socializada cedo com outros cães e pessoas, e sempre com atividade normal e formação que pode viver com segurança como um animal de estimação (dado o seu tamanho, Pode ser um problema se você não receber educação adequada). De acordo com o padrão da raça, cães eles são alegres em espírito, lúdico, e desconfiado com estranhos.

    Apesar de seu caráter bastante forte, tende a ser sempre calmo e agradável. Caso não vá para custódia, se comportam de forma amigável com todos os. É o mais dócil de boyeros suà­ço e, Por conseguinte, a maneira mais fácil de trem, mas é também o mais latidos.

    Educação do Boiadeiro de Appenzell

    O Boiadeiro de Appenzell pode ser bem treinado. Ele gosta de aprender e faz isso com entusiasmo. É fortemente orientado para seus humanos, que pode ser bem aproveitado. O Boiadeiro de Appenzell você pode ler o humor e os desejos do seu povo em seus rostos. Isso, por sua vez, significa que você deve abordar sua educação com sentimento., e, claro, com consistência. Ele tem um senso pronunciado de justiça e, Por conseguinte, desafia as pessoas a tratá-lo de forma justa. É importante que já na fase de filhote eles comecem a controlar sua alegria de latir, que uma vez o caracterizou como um bom cão de corte.

    Boiadeiro de Appenzell cuidados e saúde

    O Boiadeiro de Appenzell é muito fácil cuidar, escovar aqui e ali é o suficiente.

    Em relação à  sua saúde, tendem a ter problemas com os quadris (HD) ou joelhos (ED), até cai. Na velhice, você pode ver uma tendência a tumores na pele. A endogamia parcialmente forte tem um efeito negativo na aptidão e na expectativa de vida.

    Nutrição / Alimentação

    O Boiadeiro de Appenzell você não tem requisitos especiais em sua dieta. Tenha um apetite saudável e tende a estar acima do peso, especialmente na velhice.

    A expectativa de vida do Boiadeiro de Appenzell

    O Boiadeiro de Appenzell é relativamente fortemente afetado pela endogamia e uma seleção de reprodução que é unilateralmente orientada para as aparências externas, como detalhes de cores de peles. Portanto, sua expectativa de vida diminuiu em parte enormemente. É entre oito e-saudável- 12 anos.

    Comprar Boiadeiro de Appenzell

    Ao comprar um filhote, deve-se tomar cuidado para que o ancestral no pedigree dos filhotes não apareça duas vezes. (endogamia). Pelo contrário, você deve procurar um criador afiliado ao Swiss Mountain Dog Club. Você também pode encontrar o cão dos seus sonhos no abrigo de animais ou em uma iniciativa de emergência. Você pode obter um filhote em um canil sério de 1200 EUR.

    Classificações do "Boiadeiro de Appenzell"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Boiadeiro de Appenzell" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens Boiadeiro de Appenzell

    Vídeos Appenzell Mountain Dog

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    FCI , AKC , ANKC , UKC

    Padrão da raça FCI "Boiadeiro de Appenzell"

    FCIFCI - Boiadeiro de Appenzell
    Boieiros

    Nomes alternativos:

    1. Appenzeller, Appenzeller Cattle Dog, Appenzeller Mountain Dog (inglês).
    2. Bouvier d’Appenzell (Francês).
    3. Appenzeller (alemão).
    4. Appenzeller Sennenhund (português).
    5. Appenzeller (espanhol).