Perdigueiro português
Portugal FCI 187 . Tipo Braco

Perdigueiro português

O Perdigueiro português Ele é extremamente carinhoso e muito apegado às crianças, também é um cão muito submisso.

Conteúdo

História

O Perdigueiro português surgiu Perdigueiro Peninsular, uma raça ancestral de cães ibéricos, sua presença está documentada desde o século 10, Sua primeira aparição na arte foi em uma lápide visigótica-árabe do Igreja de San Juan Bautista de Tomar. Sua evolução foi resultado de diversos fatores como a adaptação ao clima, o tipo de caça, o terreno e a selecção introduzida pela especificidade cultural portuguesa.

No século quatorze, Foi criado nos canis reais e usado para caça em Altaria., sendo conhecido como “Podengo de mostra”, mostrando já a possibilidade de parar antes da caçada. No século XVI (reinado de D. Sebastião) seu uso pelas classes populares era comum (embora proibido). O sangramento constante nos braços de trabalho causado pelas descobertas, o abandono dos campos, fome e mudança de hábitos, levou a população a recorrer mais à caça para obter alimentos e, como um resultado, para o uso de Cães de Parar ou Cães Apontadores, que eles eram “Entrada” por causar, graças às suas excelentes qualidades, sérios danos aos interesses da casa real e da nobreza.

No século XVIII, numerosas famílias inglesas marcaram presença na região do Porto no ramo da produção de vinho e tiveram contacto com a raça trazida para Inglaterra onde desempenhou um papel importante na origem da cultura. Pointer inglês.

No final do século 19 sofreu um certo declínio, devido a graves convulsões sociais e novos gostos e contatos com o mundo exterior, que deu projeção às raças estrangeiras que então estavam na moda. Mas ainda é representado em objetos de arte (tinaja pintada por D. Fernando II de Saxe-Coburg, Pena-Sintra), quadro do rei Luís e dos príncipes com roupa de caça no Palácio da Ajuda, Lisboa), foto de uma viagem de caça de um inglês no Douro (Quinta de Gatão, Duero) ou na cerâmica artística da Real Fábrica do Rato (Palácio Pimenta, Lisboa).

Só em 1920 alguns criadores se esforçaram para salvar a raça, localizando alguns dos cães no inacessível norte de Portugal. O livro genealógico português foi então estabelecido em 1932 e o padrão da raça em 1938. Por pelo menos mil anos, este cachorro sempre teve a mesma cabeça quadrada, orelhas triangulares e aparência compacta.

Foto: “Perdigueiro português” durante o Dog World Show em Poznań. por Pleple2000, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Perdigueiro português vem em proporções médias, reta, cara bom, robusto mas com uma conformação harmônica aliada à elasticidade manifesta dos movimentos.

A cabeça é proporcional em relação ao corpo, bem formado e harmonioso; parece ser grande no set. Um pouco grosso, No entanto, não é óssea nem grossa e tem pele solta e fina.

A pelagem é curta e grossa na maioria dos cães, com textura aveludada nas orelhas e rosto .

Amarelo em variedades claras, comum e escuro, sólido ou manchado de branco na cabeça, o pescoço, peito e calçado.

Nos machos, a altura na cernelha é 52 a 60 centímetros, o peso é 20 a 27 kg. Nas mulheres, a altura é 48 a 56 centímetros e o peso é 16 a 22 kg.

Caráter e habilidades

Perdigueiro português
Uma imagem de um “Perdigueiro português”, uma raça de cão de caça português. O animal na foto tinha 11 anos quando foi fotografado.

O Perdigueiro português ele é um cão extremamente gentil e afetuoso, com grande capacidade de entrega e muito resistente. É silencioso, muito sociável e um pouco petulante em relação a outros cães. Trabalha com vivacidade e persistência e é curioso por natureza. Ele sempre mantém contato com seu caçador.

Ele se move com um passo fácil e é gracioso. É versátil em sua função e muito adaptável a vários terrenos, climas e tipos de caça.

Extremamente carinhoso e muito apegado às crianças, também é um cão muito submisso. lata, por falta de educação, não obedeça gestos ou ordens. No entanto, é fácil treinar.

Saúde

O Perdigueiro português tem uma expectativa média de vida de 14 anos. É considerada uma raça resistente, sem problemas de saúde específicos. No entanto, displasia do quadril, lunação da patela, câncer e doenças autoimunes são potenciais problemas de saúde para cães deste tamanho.

Classificações do “Perdigueiro português”

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Perdigueiro português” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

adaptação ⓘ

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ cão amigável

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

5.0 Avaliação
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

necessidade social ⓘ

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

casa ⓘ

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

sanita ⓘ

1.0 Avaliação
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

cascas ⓘ

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

saúde ⓘ

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ territorial

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

inteligência ⓘ

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

versatilidade ⓘ

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

vigilância ⓘ

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

alegria ⓘ

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vídeos do “Perdigueiro português”

O Perdigueiro português, um cão polivalente
Principais características do “Perdigueiro português”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 187
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco
  • AKC – Braco

Padrão da raça FCI “Perdigueiro português”

Padrão FCI da raça Perdiguero Portuguesa
FCI Padrão No. 187 / 16.04.2009 / E

PERDIGUERO PORTUGUÊS
(Perdigueiro Português)

TRADUCCION : IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico).
Revisão técnica : Miguel Angel Martinez (Federação Cinológica Argentina).

ORIGEM : Portugal.

DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 04.11.2008.

CLASSIFICAÇÃO FCI : Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
Seção 1.1 Cães de Parar Continentais. Tipo Braco.
Com prova de trabalho.

BREVE RESUMO HISTÓRICO
O Perdiguero português tem as suas origens na Península Ibérica, descendente do antigo Peninsular Perdiguero, um predecessor de outros retrievers. Evoluiu adaptando-se ao clima, terreno e desporto e pela selecção imposta socioculturalmente pelos portugueses que a criaram durante séculos para fins de caça. A raça preserva os traços morfológicos e funcionais.
A sua existência em Portugal remonta, pelo menos, ao século XII. No século XIV era conhecido como "Podenco de show" por mostrar sua habilidade no esporte da caça.. Foi criado em criadouros da nobreza e da realeza e usado na falcoaria. No século XVI, nombrado “perdigueiro” (derivado de perdiz) foi freqüentemente usado por plebeus.
A definição dos traços atuais e a disseminação por um grupo de caçadores e criadores teve início no primeiro quartel do século. 20.

OLHAR GERAL : Cachorro de tamanho médio, retilíneo, tipo bracoide, forte, mas de uma estrutura harmoniosa combinada com grande elasticidade nos movimentos. No perfil, as linhas superior e inferior formam uma silhueta elegante.

Cão tipo Pointer de proporções médias e aparência geral harmoniosa. Sua configuração e altura revelam uma estrutura sólida e grande flexibilidade de movimento.

PROPORÇÕES IMPORTANTES :
Couro quadrado ou quase quadrado.
Proporção do crânio / focinho: 6:4
Altura à Cruz / profundidade do peito: 2:1

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO :
Extremamente gentil e atencioso, forte, de grande resistência e devoção. Calmo e muito sociável, mas um tanto arrogante com outros cães. Curioso por natureza, trabalha com persistência e vivacidade. Sempre um cão de caça entusiasta mantendo contato próximo com o caçador.

CABEÇA :
Proporcional ao tamanho do corpo, bem construído e harmonioso em suas dimensões. Dá a impressão de ser maior do que é. Algo grande, nunca ossudo ou carnudo. Coberto com pele solta e fina sem formar rugas. De perfil reto e quadrado visto de frente. Eixos de crânio longitudinais superiores convergentes.

REGIÃO CRANIANA :
Crânio : Quadrado, quase plano em sua linha superior, visto de frente e ligeiramente arqueado de perfil. Com um comprimento que não deve exceder 6 / 10 do comprimento total da cabeça, portanto, nos dá um 60 % índice cefálico.
Visto de frente, a testa é plana, alta, amplo e simétrico, ligeiramente arqueado de perfil. Arcos superciliares bem desenvolvidos. Dobra frontal ampla, mas não profunda. Protuberância occipital pouco visível.
Links de depressão (Stop) : Bem definido (90 - 100º).

REGIÃO FACIAL :
Trufa : O ângulo entre a ponte nasal e o lábio superior é de 90º. Nariz de boa conformação, bem desenvolvido com narinas grandes, úmido e aberto. Preto.
Focinho : Retilíneo e horizontal, adequadamente largo com a mesma largura em todo o seu comprimento, que é 4 / 10 o comprimento da cabeça.
Lábios : Lábio superior pendular, quadrados em seu perfil formando um ângulo reto com a ponte nasal, semicircular na borda vista de perfil; visto de frente, forma um ângulo agudo na borda inferior. A junção do lábio superior está solta, cantos dobrados com bordas caídas. Abertura moderada da boca com pigmentação irregular das membranas (Oris), oclusão normal permitindo a sobreposição natural do lábio superior.
Mandíbulas / Dentes : Saudável, corrigir, dentição completa, mordedura em tesoura.
Bochechas : Paralelo. Dobra retro-comissural pouco perceptível com área parótida completa (Não.: Bem acolchoado sob as orelhas).
Olhos : Expressivo, conversa feliz, Brown, de uma cor mais escura que o cabelo, forma oval tendendo a ser redonda, grande, mas muito, inserção de nível ocupando completamente a órbita. Pálpebras finas e bem abertas com pigmentação preta.
Orelhas : Inserido acima do nível dos olhos na parte de trás da cabeça, pingentes, superfície quase plana com uma ou duas dobras longitudinais quando em atenção. Triangular, mais largo na base do que nas pontas em uma proporção de 2.5 a 1 e com pontas arredondadas. O comprimento das orelhas deve ser ligeiramente maior que o comprimento do crânio. Bem, Soft, coberto com cabelo fino, grosso e muito curto.

PESCOÇO : É em linha reta, parte superior ligeiramente arqueada, não muito grosso, bastante alongado e tem uma barbela curta ao longo da parte inferior. Deve se juntar à cabeça de uma forma elegante, seguindo uma inclinação de aproximadamente 90 °; seu apego ao tórax deve ser sem transição apreciável, de modo que constitui um todo harmonioso e perfeito.

CORPO :
Top de linha : Em linha reta, subindo ligeiramente da garupa para a cernelha.
Cruz : Ela não é muito alta.
Voltar : Curto, ampla, retilíneo e ligeiramente inclinado em direção à região lombar, ao qual deve se juntar sem transição apreciável.
Lombo de porco : Curta, muito largo, muito musculoso e ligeiramente arqueado, em perfeita união com o traseiro.
Alcatra : Sua largura é proporcional à região lombar. Possui uma conformação harmoniosa e um eixo ligeiramente oblíquo, portanto, está ligeiramente inclinado
No peito : É alto e largo; a ampla cavidade torácica deve ser mais desenvolvida em profundidade e comprimento do que em largura. Desce até o cotovelo. É delimitado por nervuras muito largas e bem ajustadas que desenham uma curva bem pronunciada no topo, transmitindo à cavidade torácica a forma e a seção transversal de uma ferradura frontal, cujas faces laterais se encontram abaixo.
Linha inferior e barriga : Ligeiramente elevado do esterno à virilha. A barriga fina encontra os quadris formando uma circunferência; a distância entre o quadril e a última costela dá aos flancos uma aparência curta e unida.

CAUDA : Natural: de comprimento médio excedendo abaixo do jarrete. Derecha, inserção do meio, grosso na base afinando ligeiramente em direção à ponta. Bem inserido em perfeita continuidade com a linha da garupa. Em repouso, fica pendurado naturalmente, mas nunca entre as coxas. Em movimento, ele sobe horizontalmente ou ligeiramente acima da linha superior, mas nunca verticalmente ou em forma de foice. Movimento de lado a lado.
Amputada: Para cobrir os órgãos genitais sem excedê-los.

MEMBROS :
MEMBROS ANTERIORES : Direitos vistos de frente e perfeitamente paralelos à linha do corpo. Ver Perfil, prumo e dando uma aparência geral de grande estabilidade, apoio e movimento fácil e natural.

Ombro : Eles são longos, inclinação média. Bem posicionado e com músculos fortes. Ângulo da escápula - úmero 120º.
Braços : Eles aparecem presos ao tórax. Seu comprimento deve estar relacionado com a escápula e a angulação é proporcional.
Cotovelos : Separado do tórax pela axila, cotovelos devem ser bem abaixados e claramente delineados, mas sem convergência, sem divergência do peito. Ângulo do raio - úmero 150º.
Antebraços : Eles são separados do tronco; São longos, direto e, do ponto de vista estático, eles são claramente perpendiculares ao solo, ambos vistos de frente, como no perfil.
Carpi : Em perfeita continuidade com o antebraço.
Metacarpo : Larguras, ligeiramente oblíquo e de comprimento adequado.
Pés anteriores : Proporcional ao tamanho dos membros, tendendo a ser mais redondo do que comprido, mas sem lembrar sapatos de escalada. Dedos bem formados, apertado, uniforme e robusto para um bom suporte. Almofadas fortes e bem desenvolvidas com pele preta, espessura, duro e resistente. Unhas fortes, Difícil, de preferência preto.

MEMBROS POSTERIORES : Equilibrado visto de trás e perfeitamente paralelo à linha do corpo, postura normal vista no perfil.
Coxas: De preferência longo, larguras, muscular. O glúteo forma uma curva, mas o menos acentuada, longo e com uma musculatura um tanto elástica. Ângulo do quadril - fêmur: 95º.
Joelho : Ele está localizado um pouco abaixo do abdômen, mas não muito separado disso. É ligeiramente protuberante e um pouco desviado para fora.
Ângulo do fêmur - tíbia: 120º.
Perna : Bem alinhado; seu comprimento é proporcional ao comprimento da coxa. Sua obliquidade deve ser proporcional à inclinação da garupa.
Hock : Apresenta normalmente em ângulo e na posição adequada. Deve ser bem construído, Largura, e forte. Ângulo tíbia - tarso 145º.
Metatarsos : Eles são pequenos, vertical, quase cilíndrico, tamanho regular e fino.
Pé de trás : Idêntico ao anterior, mas um pouco mais longo.

MOVIMENTO : Com passos normais, fácil e elegante. Versátil em seu trabalho e adaptável a diferentes terrenos, tempo ou esporte. O movimento pode ser alterado entre um simples galope suspenso e um trote rítmico prolongado.

PELES

CABELO : Deve ser curto, forte, colado e denso. Não muito bom.
É bem distribuído por todo o corpo e é quase uniforme, exceto na axila, na região do ânus e perto das partes genitais, onde é fino e mais liso. É bom e achatado na cabeça, especialmente nas orelhas, onde é muito macio ao toque, como se fosse veludo. Não há nenhuma presença de uma camada interna de pêlos.

COR : Amarelo em tons de luz, médio a escuro, sólido ou com manchas brancas na cabeça, pescoço, peito, extremidades inferiores dos membros, abaixo dos cotovelos e jarretes e na ponta da cauda se não estiver cortada.

TAMANHO E PESO :
Altura à Cruz : Machos 56 cm.
Fêmeas 52 cm.
Com uma tolerância de 4 cm mais ou menos.

Peso : Machos : 20-27 Kg.
Fêmeas : 16-22 Kg.

FALHAS : Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada como a medida do desvio padrão e seu efeito sobre a saúde e o bem-estar do cão.
• Comportamento : Timidez

• Chefe : Proporção do crânio / focinho ligeiramente diferente de 6/4. Estreito. Pronuncia-se protuberância occipital. Seio frontal altamente desenvolvido. Vinco frontal pronunciado. Presença de rugas.
• Nariz: Qualquer outra cor que não é preto.
• focinho: Curto ou longo.
• lábios: Lábio superior não quadrado. Comissura não perceptível. Pigmentação incorreta das membranas mucosas.
• Mandíbulas / Dentes: Bite em clipe.
• olhos: Pequeno, claro, inexpressivo, muito redondo.
• Orelhas: Inserção do meio, muito grande ou muito pequeno, bordas pontiagudas.
• Pescoço: Demasiado curto. Sem queixo duplo ou muito queixo duplo.
• Corpo: Desenvolvimento insuficiente da mama.
• Cola: Muito curto se for natural, definido muito baixo ou com um rolamento incomum. (vertical ou em forma de foice)-
• Membros e pés: Inclinado para dentro ou para fora, pé aberto.
• Pelo: Macio.

FALHAS GRAVES
• Comportamento : Tímido demais.
• Chefe: Proporção do crânio / focinho muito diferente de 6 / 4. Pare apenas visível, Eixos craniofaciais superiores paralelos.
• focinho: Inclinado.
• olhos: Inclinado. Estrabismo. (Veja isso / Oeste, cruzado)
• Orelhas: Carnudo, baixa inserção dobras excessivas.
• Corpo: Sela ou linha superior carnuda. Garupa muito inclinada. Couro muito longo, tórax redondo. Crestfallen.
• Pelo: Pontos brancos fora dos limites descritos pela norma.
• Tamanho: Abaixo ou acima dos limites estabelecidos.

FALHAS ELIMINATÓRIAS
• Comportamento : Cão agressivo ou medroso.
• Chefe : Cabeça atípica com focinho convexo, muito longo ou muito curto, crânio muito estreito. Eixos longitudinais faciais do crânio superior divergente.
• Nariz : Ausência total de pigmentação.
• Mandíbulas : Prognatismo superior ou inferior.
• olhos : Olhos irregulares, ambos no caminho, como em tamanho. Olhos gazeos, cegueira congênita…
• surdez : Congênito ou adquirido.
• Corpo : Completamente atípico mostrando sinais de cruzamento com outra raça.
• Pelo : Diferente da característica da raça.
• Cor : Albinismo, qualquer outra cor além da descrita acima.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Perdigueiro Português, Portuguese Pointer Dog (Inglês).
    2. (Francês).
    3. (Alemão).
    4. (Português).
    5. (español).

Pastor americano miniatura
Estados Unidos FCI 270 . Cães Pastores

Pastor americano miniatura

Com sua expressão alerta, atenta e inteligente, o Pastor americano miniatura tem todas as qualidades de Cães Pastores

Conteúdo

História

Em quarenta anos, Os americanos conseguiram fixar as características desta nova raça, das linhagens de pequenos pastores australianos. Recentemente, o American Kennel Club (AKC) concordou em integrar e, Por conseguinte, reconhecer o Pastor americano miniatura como uma raça em seu próprio direito, integrando-o no Grupo Pastoral “Cães Pastores” … ao lado de seu ancestral, o Pastor-australiano.

Na década de 1960, os pequenos Pastor-australiano que trabalharam no circuito de rodeio nos Estados Unidos foram seletivamente criados para reduzir ainda mais seu tamanho. A nova raça foi originalmente chamada de “Pastor-australiano” em miniatura. “Eles se tornaram especialmente populares entre os cavaleiros que viajavam para exposições de cavalos, desde sua inteligência, lealdade e tamanho os tornavam um excelente companheiro de viagem”, dizem os especialistas do Club del Pastor americano miniatura dos EUA. “Desta forma, sua popularidade se espalhou por todo o país.”

Atualmente, a raça é reconhecida pela FCI (Fédération Cynologique Internationale), tendo em vista o número de criadores que estão embarcando na seleção desta raça de cães na Europa.

Foto: Buddy” Miniature American Shepherd – Lost Island’s Roy ‘Arsenal’ Harper – bred by: Julia Bettendorf, Lost River Miniature American ShepherdsJugabe3b, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Pastor americano miniatura compartilha muitas características físicas com seu antecessor, o Pastor-australiano, apenas em uma escala menor. As fêmeas medem entre 33 – 43 cm no ombro; os machos entre 35,5 – 46 cm. Apesar de seu tamanho, eles são em cada centímetro um verdadeiro cão pastor: enérgico, versátil, robusto e extremamente brilhante. Pele marcante vem em preto, merle azul, vermelho e vermelho merle. (Merle exibe qualquer quantidade de marmoreio, manchas ou manchas.) O Pastor americano miniatura eles se movem com o andar suave e ágil de um cão construído para o trabalho duro em terrenos acidentados.

Caráter e habilidades

Com sua expressão alerta, atenta e inteligente, cães Pastor americano miniatura eles têm todas as qualidades de um pequeno pastor alemão, com um forte instinto de liderar e cuidar dos rebanhos. Fácil de treinar, capaz de responder a uma variedade de demandas que lhes permitem evoluir em diferentes modalidades esportivas. o Pastor americano miniatura No entanto, eles são reservados para pessoas que não os conhecem.. Mas uma vez que “conhecido”, torna-se um companheiro selvagem, e capaz de feitos reais, graças a sua agilidade e pequeno tamanho.
Como todos os cães de trabalho, especialmente aqueles capazes de trabalhar em sua profissão original, quando em uma situação com um rebanho de animais, seu comportamento muda e eles se tornam ajudantes atentos e incansáveis.

Seu pequeno tamanho, seu banheiro reduzido ao mínimo, sua adaptabilidade e habilidades de escuta, facilita muito sua vida e sua educação na cidade. Mas, como todos os pastores, precisa gastar e “vazio” sua energia transbordante. Belas caminhadas e corridas na floresta são essenciais para manter o seu tom, sua forma física e seu caráter lúdico.

Saúde e nutrição

Este cão sólido e robusto, assim como seus ancestrais, não representa nenhum problema particular na alimentação. Sua saúde é a de um cão de gerações de cães trabalhadores, embora muitos compradores optem por ter um cão de companhia que seja fácil de viver. Nunca se esqueça de onde vem, como você merece atividade física regular para manter sua figura e força.

O Pastor americano miniatura geralmente é um cachorro saudável, e criadores responsáveis ​​testam sua raça quanto às condições de saúde, comunicar-se com outros criadores dedicados a trabalhar juntos para a saúde da raça e a preservação de suas qualidades únicas.

Embora o Pastor americano miniatura é uma raça relativamente saudável, as seguintes complicações foram observadas:

  • Catarata juvenil
  • PRA (atrofia progressiva da retina)
  • Iris Colobomas
  • PPM (membrana pupilar persistente)
  • Visitas regulares ao veterinário para exames e controle de parasitas ajudam a garantir uma vida longa e saudável para o cão..

    Limpeza

    O Pastor americano miniatura tem um casaco duplo, com um casaco externo mais longo e uma camada de lã. A raça mostra uma boa quantidade, ainda mais durante a temporada de queda, o que pode acontecer uma ou duas vezes por ano. Escovação Semanal, diariamente durante a temporada de queda, ajudará a remover a sujeira e o cabelo solto e a manter o cão com a melhor aparência. Bolas ou emaranhados podem ser resolvidos com uma escova mais fina ou pente de metal. Como em todas as corridas, as unhas devem ser aparadas regularmente, pois unhas muito compridas podem causar desconforto ao cão.

    Treinamento

    Como em todas as corridas, socialização precoce e aulas de treinamento para filhotes são recomendados, que ajudam a garantir que o cão se torne um companheiro bem ajustado e comportado. Inteligente e disposto a agradar, o Pastor americano miniatura é altamente treinável e atingirá seu melhor potencial como parceiro quando for ensinado pelo menos obediência básica.

    Exercícios físicos

    O Pastor americano miniatura ele é ativo e atlético, e precisa de uma quantidade moderada de exercícios, mas também é muito adaptável ao estilo de vida da sua família. Eles se dão bem como cães da cidade, desde que seus donos lhes forneçam exercícios suficientes.. Eles gostam de passeios com seu povo que ocuparão tanto sua mente quanto seu corpo. Eles gostam e se destacam em muitos eventos caninos, incluindo obediência, agilidade e rastreamento.

    Classificações do “Pastor americano miniatura”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pastor americano miniatura” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do “Pastor americano miniatura”

    Fotos:

    1 – Blue Merle Miniature American Shepherd by Lextergrace, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    2 – Miniature American Shepherd with Frisbee by Mullinspw, CC0, via Wikimedia Commons
    3 – Miniature american shepherd puppy por TanSinVic, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    4 – Pastor americano em miniatura por TanSinVic, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    5 – Pastor Americano em Miniatura, azul merle, feminino por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    6 – Pastor miniatura americano by https://pxhere.com/en/photo/1029669

    Vídeos do “Pastor americano miniatura”

    Tipo e reconhecimentos:

    • classificação FCI:

    • Grupo 1 –> Cães de Pastor e Boiadeiros (exceto Boiadeiros Suíço) / Seção 1 –> de pastor. Com prova de trabalho. –> FCI 367

    • Federações:

    • FCI
    • AKC

    Padrão da raça FCI “Pastor americano miniatura”

    Utilização

    Como o nome sugere, é um cão de pastoreio. Pode trabalhar em rebanhos de animais de fazenda (ovelhas, vacas, cavalos).

    Breve resumo histórico

    A história do mini australiano obviamente começa com a do Australian Shepherd Standard, que apesar do nome não é nativo da Austrália, em vez disso, seria basco e o país em desenvolvimento da América do Norte. Quando a raça merino de ovelhas foi importada para a Austrália, os espanhóis e os bascos trouxeram seus cães, o pastor pirenaico e o catalão. Após sua chegada neste continente houve casamentos com as outras raças já presentes. Eles imigraram para a América na época da corrida do ouro ou seus cães deixaram uma forte impressão nas fazendas americanas. Suas qualidades e capacidade de trabalhar com ovelhas rapidamente os tornaram populares e não demorou muito para que os criadores entendessem o potencial desses cães pequenos., pois se casaram com as diferentes raças de cães pastores que já existiam no território. Mais tarde, Jay Sisler, de Idaho, os tornou famosos nos Estados Unidos durante seus shows de rodeio, durante os quais exibiu uma exposição de cães acadêmica. Adquirido em 1939 seu primeiro cachorro azul: Keno, seu primeiro cachorro azul, também era de origem desconhecida; Estes dois cães produziram Shorty e Stub, que se tornaram as estrelas do show Sisler. Na verdade, Os estúdios da Disney dedicaram dois filmes a eles: “O maior cão vaca do mundo” e “Execute appaloosa run”.
    Os Sislers fizeram poucas ninhadas, mas eles contribuíram muito para o desenvolvimento do moderno pastor australiano. Shorty tinha uma grande linhagem, tinha um excelente cara azul merle, uma grande capacidade de trabalho, e foi a estrela de Sisler por anos, ainda hoje podemos encontrá-lo entre os ancestrais ​​em muitos pedigrees. A raça continuou a crescer e o menino melhorou para se parecer com o pastor australiano que conhecemos.

    Aspecto geral

    O pastor americano em miniatura é um pequeno cão pastor dos Estados Unidos da América. Ele é um pouco mais longo do que alto, com estrutura óssea moderada em proporção ao seu tamanho corporal e peso, sem extremos. Seus movimentos são fluidos, fácil e equilibrado. Sua agilidade excepcional combinada com força e ​​a resistência permite que você trabalhe em uma ampla variedade de terrenos. Este cão muito versátil e enérgico é um excelente atleta com grande inteligência e vontade de agradar a quem se dedica.. Ele é um companheiro fiel e um trabalhador dócil. A expressão dele é atenta. Cabelos de pelo, comprimento e textura médios, pode ser de cor sólida ou misturado com ou sem brancura, com ou sem fogos. Tradicionalmente não tem cauda, cauda curta natural ou encurtada.
    Uma construção sólida com um quadro médio em relação ao seu tamanho e peso. A estrutura do cão reflete a masculinidade sem ser muito rude para os machos.. As mulheres parecem femininas sem serem muito leves. A estrutura geral dá uma impressão de força sem ser exagerada.

    proporções importantes

    Comprimento, medido da ponta do esterno à ponta da nádega, é um pouco mais alto que a altura, medido do topo da cernelha ao solo.

    temperamento / comportamento

    O pastor americano em miniatura é um cão de trabalho inteligente. Tem um forte instinto para a conduta e cuidado dos rebanhos. Ele é um companheiro excepcional, versátil e muito fácil de educar. Embora reservado com estranhos, Ele não é tímido. Ele é um trabalhador enérgico e duradouro que ajusta seu comportamento e mostra a emoção certa para a tarefa em mãos. Com sua família ele é protetor, devotado e fiel.

    Cabeça

    Região craneal

    Cabeça

    A cabeça deve ser desenhada claramente e em proporção ao corpo do cão. A expressão é alerta, atenta e inteligente. O cão pode expressar um olhar reservado e / ou vigilante para com os estrangeiros.

    Crânio

    O crânio é plano ou ligeiramente abaulado e pode mostrar uma leve protrusão occipital. A largura e o comprimento do crânio são iguais.

    Links de depressão (stop)

    É moderado, mas definido.

    Região facial

    Trufa

    A trufa é a pigmentação do fígado para assuntos de merle vermelho ou vermelho e preto para assuntos de merle preto ou azul. Trufa totalmente pigmentada é preferida.

    Focinho

    Esmaece um pouco da base da trufa e completa no final. O comprimento do focinho é igual ao do crânio de perfil. A linha superior do crânio e a linha do chanfro são ligeiramente oblíquas uma à outra, e a linha superior do crânio inclina ligeiramente para baixo.

    Mandíbulas / Dentes

    Os dentes devem estar completos e em tesoura. Cães com dentes quebrados, ausente ou descolorido acidentalmente não será penalizado.

    Olhos

    Os olhos são implantados obliquamente, sob a forma de amêndoa, sem projeção ou afundado e em proporção à cabeça. Seja qual for a cor do vestido, todas as cores dos olhos são permitidas. Olhos são permitidos, manchas e manchas. A borda da pálpebra tem pigmentação hepática para assuntos vermelho ou vermelho merle e pigmentação preta para assuntos preto ou azul merle.

    Orelhas

    As orelhas são triangulares, médias, preso ao topo da cabeça. Quando é o cão atencioso, dobre para trás ou para o lado, em rosa.

    Pescoço

    O pescoço é sólido e em proporção ao corpo, é de comprimento médio e ligeiramente curvado. Pescoço se encaixa bem entre os ombros.

    Corpo

    Generalidade

    O corpo é firme e bem musculoso mas sem exageros.

    Voltar

    Firme e direto, tanto estático quanto em movimento.

    Lombo de porco

    Forte e amplo visto de cima.

    Alcatra

    Moderadamente inclinado.

    No peito

    O peito é cheio e profundo. Alcança o cotovelo com costelas bem curvas.

    Linha inferior

    Moderadamente elevado.

    Cola

    Tradicionalmente não tem cauda, cauda curta natural ou encurtada. A longa cauda não cortada pode formar uma ligeira curva quando o cão está em repouso. Quando o cachorro está se movendo, pode ser usado com uma curva ligeiramente mais íngreme.

    Extremidades

    Membros anteriores

    Generalidade

    As pernas dianteiras são bem musculosas e equilibradas com os posteriores.

    Ombro

    Ombros são longos, planos, bem perto da cruz e bem inclinado.

    Braço

    O úmero deve ter o mesmo comprimento da escápula e formar um ângulo reto com ele.

    Cotovelo

    A articulação do cotovelo é equidistante do chão e do torniquete. Os cotovelos devem estar próximos às costelas.

    Antebraço

    Eles são retos e fortes. O osso é oval em vez de redondo.

    Metacarpo

    Metacarpos são curtos, grosso e forte, mas ainda flexível, mostrando um leve ângulo visto de lado.

    Pés dianteiros

    Os pés são ovais, Compacto, com dedos apertados. Os dedos do pé são bem arqueados. As almofadas são grossas e elásticas. As unhas são curtas e duras. Os talões podem ser removidos em países que permitem a prática.

    Membros posteriores

    Generalidade

    A largura dos quartos traseiros é igual à da mão da frente nos ombros. O ângulo, quase certo, formado pela escápula e úmero corresponde ao formado pela pelve e coxa.

    Joelho

    Flashes quentes são claramente desenhados.

    Hock

    Os jarretes são curtos, perpendiculares ao solo e paralelos uns aos outros, vistos por trás.

    Pés traseiros

    Os pés são ovais, Compacto, com dedos apertados. Os dedos do pé são bem arqueados. As almofadas são grossas e elásticas. As unhas são curtas e duras. Os talões podem ser removidos em países que permitem a prática.

    Movimento

    Os passos são fluidos, claro e fácil. O Mini Pastor americano mostra grande facilidade em seus movimentos com passadas bem cobertas. Os membros anteriores e posteriores se movem em planos paralelos ao eixo mediano. À medida que a velocidade aumenta, patas dianteiras e traseiras convergem em direção ao plano mediano, enquanto o topo permanece firme e horizontal. O pastor americano em miniatura deve ser ágil e capaz de mudar o curso e o ritmo instantaneamente.

    Manto

    Cabelo

    O cabelo é de textura média e longa, direto para ondulado. A camada interna varia de acordo com as estações. O cabelo é curto e reto na cabeça e na frente das pernas dianteiras. A parte de trás das pernas dianteiras e as calcinhas são moderadamente fornecidas. A juba e a colheita são mais marcadas nos machos do que nas fêmeas. As orelhas, os pés, a parte de trás dos jarretes e a cauda podem ser corrigidas. O cão deve ter pelo natural.

    Cor

    As cores são variadas e únicas. Sem ordem de preferência, cores reconhecidas são pretas, Red, azul merle e vermelho merle. O melro ficará exposto com qualquer número de manchas, manchas ou manchas. O subpêlo pode ser ligeiramente mais claro que o cabelo do subpêlo. As marcações assimétricas não são um defeito.
    Não são necessárias marcas de fogo (Bronzeamento). Quando eles estão presentes, são permitidos nos seguintes locais: ao redor dos olhos, em pés, nas pernas, abaixo do pescoço, na cara, na parte inferior da orelha, sob a base da cauda, e calcinhas também podem enfatizar o resultado final. O tom das marcas “fogo” pode variar de bege cremoso a vermelho preto, sem preferência.
    As marcações brancas não são obrigatórias e não devem ser invasivas. Eles são limitados à boca, bochechas, crânio, pescoço, com gola parcial ou total, peito, barriga, membros anteriores e posteriores até o final do jarrete. A ponta da cauda pode ser branca. Os olhos devem estar completamente rodeados de cor. Olhos revirados são proibidos. As orelhas devem ser preferencialmente completamente cobertas com cabelos coloridos. Se houver branco na orelha, não deve ser mais do que 25% em uma orelha.

    Tamanho e peso

    Altura à Cruz

    O tamanho para homens deve estar entre 35,5 cm e 45,5 cm para a Cruz.
    O tamanho para mulheres deve ser entre 33 cm e 43 cm para a Cruz.

    Falhas

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta, e a gravidade disso é considerado o grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão e na habilidade do cão em realizar sua tarefa tradicional.

    Falhas

    ▷Orelhas pendentes ou totalmente eretas.
    ▷25 a 50% trufa não pigmentada.
    ▷Pelos atípicos.
    ▷Manchas brancas cobrindo mais de 25% da superfície das orelhas.
    ▷As raízes do cabelo de um colarinho branco saindo da cruz.

    Faltas desqualificadas:

    ▷Cão agressivo ou tímido.
    ▷Falta de tipo.
    ▷Tamanho cruzado fora dos limites do padrão: menos de 35,5 cm e mais que 45,5 para homens, menos de 33 cm e mais que 43 cm para as fêmeas.
    ▷Mais que 50% trufa não pigmentada.
    ▷Cor não compatível, diferentes dos permitidos pelo padrão.
    ▷A cor das membranas mucosas não combina com o vestido.
    ▷Pálpebras não pigmentadas.
    ▷Olhos não completamente coloridos.
    ▷Tarefas brancas em outro lugar que não seja especificado na norma.
    ▷Prognatismo mais baixo ou mais alto.
    ▷Criptorquídeo ou perro monorquídeo.
    NB:
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    • As faltas mais pronunciadas ou marcadas acima mencionadas são eliminatórias.
    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.
    Para saber mais, visite https://www.milouchouchou.com/es/les-races-fci-en-espagnol/pastor-miniatura-americano

    Nomes alternativos:

      1. Miniature Australian Shepherd, MAS (Inglês).
      2. Miniature Australian Shepherd (Francês).
      3. Miniature Australian Shepherd, Mini-Aussie (Alemão).
      4. Miniature Australian Shepherd (Português).
      5. Miniature Australian Shepherd (español).

    Pudelpointer
    Alemania FCI 216 . Tipo Braco

    Pudelpointer

    O Pudelpointer tem uma grande paixão por água e natação, que provavelmente vem da influência do Poodle em sua seleção.

    Conteúdo

    História

    Ele foi o Barão alemão Von Zedlitz, um verdadeiro foodie, quem criou o Pudelpointer no final do século XIX.

    O Pudelpointers são Cães de Parar ou Cães Apontadores cabelo duro, cujas origens genéticas podem ser rastreadas até um cruzamento entre um Pointer inglês e um Caniche, sem qualquer outra raça de Cães de Parar ou Cães Apontadores. Embora o Caniche (Poodle) foi usado apenas para criar as primeiras cepas, suas qualidades como caçador foram preservadas até hoje.

    O primeiro cruzamento de um Caniche e um Pointer inglês para estabelecer a nova raça aconteceu na Alemanha em 1881. O pai era um Pointer inglês propriedade de Kaiser Federico III liguei para contar e mãe, um Caniche (Poodle) chamada molly, pertencia a um famoso autor teutônico sobre o assunto de cães de caça, Hegewald.

    Os genes de Caniche (Poodle), como raça, parecia ter sido mais dominante na transmissão. Para alterar isso, muitos mais foram introduzidos Pointers O que Poodles no programa de melhoramento para chegar ao que Pudelpointer é hoje. Durante o primeiro 30 anos de paternidade, eles foram apenas usados 11 Poodles em vez de mais de 80 Pointers. Após aquele período inicial de tempo, apenas a reintrodução ocasional do Pointer. Após a Primeira Guerra Mundial e a Segunda Guerra Mundial, a raça foi severamente reduzida e a reintrodução do Pointer inglês tornou-se importante reconstruir a ninhada.

    O primeiro Pudelpointers na América do Norte foram importados para 1956. Depois que as bases da raça foram estabelecidas, em 1977 O Clube do Pudelpointer da America do Norte.

    Combinado com as habilidades excepcionais do Pointer inglês trabalhar nas planícies, i.e., um nariz fino e receptivo mesmo à distância, uma pesquisa rápida que cobre muito terreno e paradas firmes, criamos um cão de caça versátil e geneticamente robusto que atende aos requisitos de caça.

    A Alemanha é muito cuidadosa em preservar a saúde da raça, com maior vigilância contra displasia da anca e epilepsia. Além disso, o Pudlepointers atualmente desempenham um papel importante em eventos de caça, uma vez que apenas os cães que participaram deles com sucesso são registrados no registro de pedigree.

    Foto: Pudelpointer por https://www.akc.org/dog-breeds/pudelpointer/

    Características físicas

    O Pudlepointer É uma raça de cachorro que pesa entre 20 e 30 Kg., medido entre 53 e 66 cm. no ombro e vem com pele cor de fígado, marrom e ocasionalmente preto. O casaco ideal é duro, magro e denso.

    O Pudelpointer é um grande cão de caça que pesa entre 20 e 30 Kg e medidas entre 53 e 66 cm. O tipo ideal tem a construção de um ponteiro pesado. A cauda estende a garupa em uma linha regular sem quebrar. A cauda pode ser encurtada para caça e, se a lei permitir, o comprimento deve atingir a borda inferior da vulva nas mulheres ou cobrir os testículos nos homens. O comprimento do crânio é igual ao do focinho. As orelhas são de tamanho médio, orelhas caídas são altas e perto da cabeça. A ponta da orelha é ligeiramente arredondada. Localizado nas laterais, olhos são grandes e âmbar escuro.

    Cobrindo todo o corpo, cabelo de comprimento médio é áspero, perto e perto do corpo, com um subpelo grosso. A cabeça tem barba e topete com mechas cacheadas. O cabelo deve fornecer proteção contra o frio, água e ferimentos. O casaco é preto sólido, folha marrom ou morta. Manchas brancas são permitidas. Esses cachorros perdem muito pouco cabelo.

    Caráter e habilidades

    Do Pointer inglês, herdou o nariz sutil, o ardor e o andar animado. O Caniche (Poodle) deu-lhe a vivacidade do espírito, o talento do transportador e o sabor da água.

    Cachorro energético, rastreador e retriever muito entusiasmado no trabalho, é confortável em todos os terrenos e pode tolerar facilmente todas as condições meteorológicas.

    Saúde

    Alemania, o país de origem do Pudelpointer, atribui especial importância à saúde da raça com especial ênfase na prevenção da displasia da anca (HD) e epilepsia na raça. Alguns cães podem enfrentar esses desafios de saúde em suas vidas, mas a maior parte do Pudelpointers eles são cachorros saudáveis. Trabalhando com um criador responsável, possíveis proprietários podem obter a educação de que precisam para aprender sobre problemas de saúde específicos dentro da raça.

    Limpeza

    O Pudelpointer tem uma capa fechada, Flat, duro e áspero de comprimento médio com subpêlo denso; como resultado, derramado sazonalmente. Além da higiene semanal regular, o banho ocasional irá mantê-lo limpo e com sua melhor aparência. Cuidar pode ser uma experiência de união maravilhosa para você e seu cão..

    Unhas fortes e de crescimento rápido devem ser aparadas regularmente com um cortador de unhas ou esmalte para evitar crescimento excessivo, quebra e rachaduras. As orelhas devem ser verificadas regularmente para evitar o acúmulo de cera e detritos, que pode resultar em infecção. Os dentes devem ser escovados regularmente.

    Exercício

    O Pudelpointer, como uma raça de caça, precisa de exercício regular. As opções de exercícios podem incluir brincadeiras no quintal, de preferência cercado, ou ser levado para caminhadas várias vezes ao dia. O exercício também pode ser feito na forma de atividades internas, como o esconderijo, perseguir uma bola rolando no chão ou aprender novos truques. Certas atividades ao ar livre, como natação, caminhar ou pegar bolas ou frisbees pode ser uma boa saída para gastar energia.

    Nota: Ele Pudelpointer absolutamente amo água! Treinamento para esportes caninos, como agilidade, obediência, e rally também pode ser uma ótima maneira de dar exercício ao seu cão.

    Classificações do “Pudelpointer”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pudelpointer” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “Pudelpointer”

    Pudelpointer – TOPO 10 Fatos interessantes
    Martha the Pudelpointer – Entregar à Mão

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 216
    • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
    • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco
    • CKC Grupo 1 – Sporting Dogs
    • UKCGun Dogs

    Padrão da raça FCI “Pudelpointer”

    FCI Padrão No. 216 / 02.02.2005 / E
    PUDELPOINTER
    TRADUCCION : Senhorita. Brígida Nestler SUPERVISÃO TÉCNICA : SR. Miguel Angel Martinez.
    ORIGEM : Alemania.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 09.11.2004.

    UTILIZAÇÃO : cão de caça. Variável com todas as características exigidas para a raça. Útil para o campo, floresta e água.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

  • Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1.1 Cães de Parar Continentais, tipo “Braco”.Com prova de trabalho.
  • BREVE RESUMO HISTÓRICO : O Pudelpointer é uma raça de cão de exposição, com cabelos ásperos que geneticamente remontam às duas raças de sua origem, o Pudel (Caniche (Poodle)) e o Pointer e que foi desenvolvido completamente isolado das demais raças de cães pointer. Embora o Pudel tenha sido utilizado apenas para a fundação da árvore genealógica, suas qualidades de caçador se mantêm até hoje.. Juntamente com os atributos notáveis ​​do Pointer no campo, seu olfato apurado que reage à distância, sua busca rápida cobrindo todo o terreno e sua postura, formaram um cão de caça com todas as características para seu uso múltiplo e geneticamente sadio. No seu país de origem, o saneamento é de extrema importância e atenção especial é dada para prevenir a displasia do quadril (HD) bem como epilepsia.

    OLHAR GERAL :

    Idealmente, sua construção deve mostrar o tipo de um ponteiro pesado com uma pelagem marrom áspera não muito longa, castanho escuro, cor das folhas secas ou preta que protege todo o corpo.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    • A relação entre o comprimento do corpo e a altura na cernelha deve ser 10 a 9.
    • A proporção do comprimento do crânio da protuberância occipital ao stop é igual ao comprimento do focinho do stop ao nariz..

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : Nem tímido nem agressivo. Personagem quieto, controlado e equilibrado. Instinto de caça marcado sem medo de presas ou sendo sensível ao tiro.

    CABEÇA :

    Comprimento e largura harmônicos de acordo com sua altura e gênero.

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio: Plano, apenas algo arredondado nas laterais, moderadamente largo, arco superciliar claramente desenvolvido.
    • Links de depressão (Stop) : Marcado.

    REGIÃO FACIAL :

    • Trufa: Sua cor corresponde à cor do cabelo, fortemente pigmentada. Janelas nasais bem abertas.
    • Focinho : Relação harmônica entre seu comprimento e largura. Não deve ser estreito ou terminar em um ponto. Ponte direto nasal.
    • Lábios : Apertado, não pendurado. De maneira nenhuma você deve babar.
    • Mandíbulas / Dentes : Dentes grandes, mandíbulas fortes com uma mordedura em tesoura perfeita, regular e completo em que os incisivos superiores se fecham em frente aos inferiores sem perder o contato e os dentes são posicionados verticalmente na mandíbula. Com 42 dentes de acordo com a fórmula dentária.
    • Olhos : Colocado nas laterais, grande, tons de âmbar escuro com uma expressão viva. Pálpebras bem cobertas de pelos e coladas ao globo ocular.
    • Orelhas : Médias, encaixe alto pendurar plano e colado nas laterais do crânio; eles não são carnudos; bem coberto com pelos e pontas arredondadas.

    PESCOÇO :

    Médio longo, músculos fortes. Linha da nuca ligeiramente abaulada sem mostrar barbela.

    CORPO :

    • Top de linha : Derecha.
    • Cruz : Marcada.Dorso : Curto, direto, rígido com músculos fortes.
    • Lombo de porco : Com músculos fortes.
    • Alcatra : Longo e moderadamente inclinado, com boa musculatura.
    • No peito : Largo e profundo. Costelas bem arqueadas, mas não em forma de barril.
    • Linha inferior e barriga : Retraído de volta, formando um arco elegante. Delgado.

    CAUDA :

    A transição da garupa é uniforme em uma linha sem interrupção. Cauda direita, não deve ser carregado. Coberto com cabelo áspero sem formar bandeira. A cauda, para fins de caça e de acordo com a proteção animal, é amputado no caso das fêmeas até a borda inferior da vulva e nos machos cobrindo os testículos. Em países onde a amputação é proibida por lei, a cauda pode ser deixada natural. Deve atingir a junta do jarrete e seu porte vertical ou ligeiramente em forma de sabre um pouco acima da linha superior.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :

    • Em geral: Visto em frente e paralelo, visto de lado, membros direitos e bem colocado sob o corpo. Articulações e ossos fortes.
    • Ombro : Escápulas bem ajustadas e musculosas. Ombros e antebraço formam um ângulo correto.
    • Braço : Longo, bem musculoso e seco.
    • Cotovelo : Bem colocado sob o corpo, ajustado confortavelmente sem virar para dentro ou para fora.
    • Antebraço : Longo, músculos bem desenvolvidos, seco e colocado na vertical. Braço e antebraço formam um ângulo correto.
    • Articulação do carpo : Strong.
    • Metacarpo : Algo direcionado para frente.
    • Pé anterior : Redondo para oval, fechadas. Almofadas fortes e resistentes. O cabelo nos pés e dedos não deve ser muito longo.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Em geral : Membros traseiros vistos por trás, retos e paralelos, bem musculado, ossos fortes.
    • Coxa : Longo, Largura, bem musculado.
    • Joelho : Strong. Coxa e perna formam um ângulo correto.
    • Articulações do tarso quente : Strong, muito bem angulado.
    • Metatarso : Curta, colocação vertical.
    • Pé traseiro : Redondo para oval, fechadas. Almofadas fortes e resistentes. O cabelo nos pés e dedos não deve ser muito longo.

    MOVIMENTO:

    Harmônica, elástico, com bom alcance e impulso. Passos que cobrem bem a superfície. Extremidades dianteira e traseira direita e paralelas, mantendo uma postura ereta.

    PELE :

    Justa, pegada, sem formação de dobras.

    PELES

    CABELO :

    Fechado, colado, disco rígido, comprimento médio com subpêlo abundante. O comprimento do cabelo externo na cernelha é 4 – 6 cm. Cabeça com barba e aparas na testa. Cabelo da barriga é rente e denso. A pelagem dura e densa deve fornecer, tanto quanto possível, boa proteção contra intempéries e lesões..

    COR :

    Unicolor.

    • Castanho.
    • Cores de folhas secas.
    • negro.
    Pequenas marcas brancas são permitidas.

    ALTURA E PESO:

    Altura à Cruz : Machos : 60 a 68 cm,Fêmeas : 55 a 63 cm.

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e a sua gravidade é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências para a saúde e bem-estar do cão..
    Em especial :

    • Dorso afundado ou ondulado.
    • Cotovelos voltados para fora ou para dentro.
    • Jarrete de vaca, foice ou juntos em pé e em movimento.
    • Movimento rígido ou com passos curtos.
    • Cabelo muito longo, muito bem, ausência de subpêlo.

    FALTAS DESQUALIFICANTES:

    • Timidez em relação às presas, nervosismo, agressividade, morde por medo.
    • temperamento inadequado para caça, especialmente medo de atirar.
    • Prognatismo, enognatismo, mordida cruzada. Caninos com colocação estreita.
    • Falta de dentes, exceto P1.
    • Entropión, ectrópio de qualquer tipo.
    • pálpebras superiores sem cílios, bem como pálpebras sem pelos.
    • Cabelo curto.
    • Ausência de barba.
    • Qualquer outra cor ou marcações de outra cor além daquela descrita pelo padrão.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Pudelpointer (Inglês).
      2. Pudelpointer (Francês).
      3. Pudelpointer (Alemão).
      4. Pudelpointer (Português).
      5. Pudelpointer (español).

    Pequeno Sabujo Suíço
    Suiza FCI 60 . Farejadores de pequeno porte

    Pequeno Sabujo Bernés
    Pequeno Sabujo Bernés

    O cão Pequeno Sabujo Suíço, pouco estimulado, muitas vezes se torna um animal de estimação irritante que pode ser difícil de treinar.

    Conteúdo

    História

    No início do século XX, a caça começou a mudar na Suíça. Terrenos de caça privados foram introduzidos e o tamanho padrão do Sabujo Suíço ele era muito rápido e entusiasmado para caçar adequadamente dentro desses campos de caça menores. Os caçadores decidiram desenvolver uma raça diferente de caça que pudesse caçar com eficiência e eficácia em áreas de caça privadas fechadas.. Muitas pessoas pensam isso Pequeno Sabujo Suíço é apenas uma versão menor do Sabujo Suíço. Embora isso seja parcialmente verdade, Eles são uma raça diferente que se originou de cruzar o Sabujo Suíço com o Basset Hound. O objetivo final era desenvolver uma raça cada vez mais curta., mas também tinha as mesmas quatro variantes de cores que o Sabujo Suíço. Esperava-se que os cães resultantes tivessem um forte olfato para trabalhar o nariz e uma voz melodiosa para soar o alarme durante a caça..

    O Pequeno Sabujo Suíço Ele é um excelente caçador e tem a capacidade de rastrear cheiros por quilômetros em terrenos acidentados. O Pequeno Sabujo Suíço tornou-se o cão de caça de pessoas que caçam em terras privadas.

    O United Kennel Club reconheceu o Pequeno Sabujo Suíço em 2006. A Federation Cynologique Internationale (FCI) os aceitou e adotou o padrão oficial da raça sob o nome de Schweizer Niederlaufhund em 2015.

    O Pequeno Sabujo Suíço ainda um companheiro de caça popular em sua Suíça natal.

    Foto: Small Bernese Hound Smooth-coated male por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    Em proporção menor que o Sabujo Suíço. O formato do corpo é retangular, moderadamente longa, e forte conformação. Cabeça de tamanho médio, fina, elegante, com expressão facial amigável
    e atencioso. Suas orelhas são muito longas, inserção baixa, e ele os usa dobrados. Membros finos e fortes. Ao caminhar com calma, ele fica com o rabo pendurado, em atividade, dobra ligeiramente para cima.

    O Pequeno Sabujo Suíço vem em quatro variedades diferentes. A única diferença entre as variedades é a cor, mas cada variedade tem seu próprio nome.

    Variantes Pequeno Sabujo Suíço

    Pequeno Sabujo de JuraPequeno Sabujo BernésPequeno Sabujo de SchwyzPequeno Sabujo de Lucerna
    Pequeno cão de Juraequeño de Jura
    Pequeno Sabujo de Jura
    Pequeno Sabujo Bernés
    Pequeno Sabujo Bernés
    Pequeno Sabujo de Schwyz
    Pequeno Sabujo de Schwyz
    Pequeno Sabujo de Lucerna
    Pequeno Sabujo de Lucerna
  • O Pequeno Sabujo de Jura tem uma pelagem lisa que é preta com manchas castanhas sobre os olhos.
    O Pequeno Sabujo de Jura tem apenas uma pelagem e pode ter apenas uma pequena quantidade de branco em seu corpo.
  • O Pequeno Sabujo Bernés tem dois tipos de pele:
    a pelagem lisa e a pelagem áspera.
    A pelagem áspera tem uma única pelagem dura e uma pequena barba.
    O Pequeno Sabujo Bernés é preto e branco com marcas de fogo sobre os olhos; muitos chamam de tricolor.
  • O Pequeno Sabujo de Schwyz tem uma pelagem lisa e única que é predominantemente branca com manchas amarelo-avermelhadas; manchas vermelho-alaranjadas também são aceitáveis.
  • O Pequeno Sabujo de Lucerna tem uma pelagem lisa e única que é predominantemente branca, mas salpicada de preto ou cinza dando a ilusão de um corpo azul. Eles têm manchas pretas com manchas castanhas sobre os olhos.
  • Fotos:

    1 – Small Bernese Hound Smooth-coated male por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    2 – Jura low-run dog by Bhv The Max
    3 – Este cão é um pequeno cão Schwyz por pets.ch
    4 – Little Lucerne Hound por catálogo carlosh

    Caráter e habilidades

    Quando ele está caçando, o Pequeno Sabujo Suíço é incansável e implacável, exibindo resistência e força de caráter impressionantes. Eles tendem a ser animados e excitáveis, ansiosos para fazer seu trabalho. A maioria da Pequeno Sabujo Suíço eles estão felizes em caçar independentemente, sem qualquer ordem real de seu mestre.

    Apesar de ter sido criado para caçar, a maioria dos membros da raça pode fazer a transição de cão de caça para animal de estimação da família facilmente e geralmente são afetuosos e demonstram seus donos. Eles são bons amigos de crianças e outros cães, mas eles não podem ser confiáveis ​​com pequenos animais, incluindo gatos e coelhos.

    Os temperamentos individuais variam, e enquanto alguns podem ser hóspedes calmos e pacíficos da casa, outros podem ser excitáveis ​​e nervosos. Cães com mais energia geralmente podem ser ensinados a se acomodar em ambientes fechados, uma vez que tenham sido devidamente exercitados.. Idealmente, o exercício deve ser feito na forma de caça, pois isso não apenas queima o excesso de energia, mas também ocupa sua mente curiosa. O cão Pequeno Sabujo Suíço, pouco estimulado, muitas vezes se torna um animal de estimação irritante que pode ser difícil de treinar.

    Não ser um cachorro agressivo, o Pequeno Sabujo Suíço não deve ser usado como cão de guarda, pois não tende a assustar intrusos e geralmente não sente a necessidade de proteger sua propriedade.

    Treinamento “Pequeno Sabujo Suíço”

    A frase “a síndrome de cachorro pequeno” pode ser mencionado quando se fala sobre Pequeno Sabujo Suíço, porque eles têm a reputação de agir como cães grandes em corpos de cães pequenos. Cheio de confiança, animado e independente, esta não é uma raça para o treinador novato. O trabalho de obediência pode ser um desafio particular, como eles têm um caráter de espírito livre e uma mente própria.

    Os treinadores devem ser firmes e inflexíveis, mantendo suas sessões de treinamento curtas e interessantes para manter o interesse do cão. Como esta raça gosta de assumir uma posição dominante no lar, ele deve aprender seu lugar desde cedo, para evitar qualquer mau comportamento.

    A maioria dos cachorros Pequeno Sabujo Suíço ainda são usados ​​como cães de caça na Suíça hoje, o que significa que seus requisitos de exercício são facilmente atendidos durante a temporada de caça. No caso de cães que não trabalham, ou quando a temporada de caça acabar, os proprietários devem reservar um tempo para atender às necessidades deste cão ativo.

    Um ambiente rural é o lugar ideal para Pequeno Sabujo Suíço, quem precisa de terreno amplo para explorar e não gosta de ficar confinado. É essencial que sua propriedade esteja bem vedada para evitar aventuras solo.

    Saúde “Pequeno Sabujo Suíço”

    Não existem muitas doenças que afetam o Pequeno Sabujo Suíço mais do que outras raças, mas há um punhado de condições que devem ser observadas em indivíduos:

    Infecções de ouvido

    As orelhas caídas são propensas a desenvolver infecções de ouvido, particularmente se um cachorro passa muito tempo fora de casa molhado e enlameado. Manter os ouvidos limpos pode evitar que isso se torne um problema.

    Quadril Displasia.

    Articulações do quadril malformadas podem levar a desconforto vitalício e mobilidade reduzida. Radiografias dos quadris (um processo chamado “pontuação do quadril”) deve ser realizada quando um cão reprodutor tem mais de um ano de idade para garantir que seus quadris sejam de boa qualidade para serem transmitidos.

    Limpeza “Pequeno Sabujo Suíço”

    Embora haja vários tipos de cabelo diferentes dentro da raça, todos são fáceis de manter e pouco precisam de cuidados. A escovação semanal será suficiente. O Pequeno Sabujo Suíço você só precisará tomar banho algumas vezes por ano. Se os proprietários sentirem necessidade de disfarçar seus “odor para cão” eles podem usar shampoo seco, evitando o risco de ressecar a pele e o pelo.

    Orelhas do Pequeno Sabujo Suíço deve ser limpo semanalmente e idealmente deve ser verificado diariamente em busca de sinais de infecção. Eles devem estar completamente secos após serem molhados.

    Classificações do “Pequeno Sabujo Suíço”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pequeno Sabujo Suíço” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “Pequeno Sabujo Suíço”

    Cachorro suíço de perna baixa + Schweizer Laufhund + Cão laranja
    Schweizer Laufhund CERVA

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 60
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.3: Farejadores de pequeno porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.3: Farejadores de pequeno porte.
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI “Pequeno Sabujo Suíço”

    FCI Padrão No. 60 / 28.06.2002 / E
    SMALL SWISS HOUND (Cachorro suíço de perna baixa)
    TRADUCCION : Federação Canófila Mexicana a.c..
    ORIGEM : Suíça.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 28.11.2001.

    UTILIZAÇÃO :

    É um cão de caça no sentido estrito da palavra. Ele é um caçador independente, caçando com uma casca ; procura e encurrala sua presa com grande segurança, mesmo em terrenos difíceis. O Pequeno Sabujo Suíço também é usado para sangrar o animal ferido.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    Grupo 6 : Sabujos,cães rastreadores(exceto sighthounds e raças semelhantes).

    Seção 1.3 : Cães de caça de pequenos detalhes com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : Por volta do final do século passado, sistema de caça por zona introduzido em alguns cantões da Suíça. Os sempre premiados cães suíços de tamanho médio eram considerados rápidos demais para o distrito de caça, é por isso que eles decidiram substituí-los por pequenos cães do tipo hound. A nova raça pequena surgiu através de uma seleção planejada e cruzamentos apropriados até que o chamado "Niederlaufhund" fosse obtido sistematicamente., que tem as seguintes características : tem uma altura relativamente baixa na cernelha, semelhante ao cão suíço em sua atraente pelagem colorida, tem um latido harmonioso de um cão, tem uma vontade apaixonada de pesquisar, no trabalho de rastreamento e sangramento do animal ferido. The Little Swiss Hound Club, conhecido no início como o Clube do "Schweizerische Dachsbracken", foi fundada em 1º de junho, 1905.

    OLHAR GERAL :

    Cão bloodhound (Cachorro correndo), proporcionalmente menor do que o cão suíço, com altura na cernelha de 35-43 cm para os machos e 33-40 cm para as fêmeas; o formato do corpo é retangular, moderadamente longa, e forte conformação. Cabeça de tamanho médio, fina, elegante, com expressão facial amigável e atenciosa. Suas orelhas são muito longas, inserção baixa, e ele os usa dobrados. O tórax moderadamente largo e alto e o arco das costelas oferecem bastante espaço para o coração e os pulmões. Membros finos e fortes. Ao caminhar com calma, ele fica com o rabo pendurado, em atividade, dobra ligeiramente para cima.

    Variedades de cores :

    • Little Bernese Hound,
    • Pequeno cão Jura,
    • Pequeno Cão de Lucerna e
    • Pequeno cão de caça Schwyz.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : De olfato fino, é ágil e resistente ; pequeno cão de caça, apaixonada, que mantém a trilha segura e caça com uma casca harmoniosa e persistente. É gentil por natureza, nem medroso nem agressivo. O temperamento dele é calmo, mas animado.

    CABEÇA :

    Fina, elegante. Visto de frente, é longo e estreito e se alarga lentamente em direção às bochechas.

    REGIÃO CRANIANA

    • Crânio : Ligeiramente convexo, sem rugas na frente, sem sulco frontal. Crista occipital não proeminente. A linha que vai da crista occipital ao stop é quase tão longa e forma uma linha paralela com a linha que vai do stop ao nariz..
    • Links de depressão (Stop) : Moderadamente marcado.

    REGIÃO FACIAL

    • Trufa : Está escuro com as janelas abertas.
    • Focinho : Poderoso, bastante longo e moderadamente profundo, nuca pontiaguda. O focinho de preferência reto ou ligeiramente convexo, bastante estreito.
    • Lábios : Lábios superiores ligeiramente caídos e com bordas arredondadas na frente, nunca apontou. Canto de lábio fechado.
    • Mandíbulas / Dentes : Mordedura em tesoura muito forte, regular e completa, ou seja, os incisivos superiores se sobrepõem aos inferiores sem deixar espaço entre eles. Os dentes são implantados em uma posição vertical na poderosa mandíbula. Mordida em torquês permitida. A falta de dois PM1 ou PM2 é tolerada (pré-molares 1 ou 2 ). La falta de M3 (molares 3) não é levado em consideração.
    • Bochechas : Mal desenvolvido.
    • Olhos : Escuro, límpios, de forma ligeiramente oval; expressão gentil. Eles não devem ser afundados ou protuberantes. A fenda das pálpebras é rígida com pálpebras bem aderentes. Bordas da pálpebra bem pigmentadas.
    • Orelhas : Inserção baixa, estreito e ligeiramente para trás, não mais alto que a linha dos olhos. Em seu comprimento, alcançam pelo menos a ponta do nariz ; Ele os usa bem dobrados e caem perto de suas bochechas ; sua textura é macia e eles são cobertos com cabelos finos. Pinna não se projeta.

    PESCOÇO :

    Moderadamente longa, leve e elegante, mas com bons músculos. A pele da garganta está solta, mas um queixo duplo notável não é desejado.

    CORPO

    • Top de linha : Gaita, desce ligeiramente da inserção do pescoço até a garupa.
    • Voltar : Em linha reta, empresa, moderadamente longa.
    • Lombo de porco : Largo e forte, flexível.Grupa : Desce suavemente em direção à inserção da cauda; quadris não devem ser visíveis.
    • No peito : Largura e altura, alcançando os cotovelos; a ponta do esterno é visível, mas não muito proeminente. As costelas são longas e moderadamente arredondadas. O arco costal se estende bem para trás.
    • Linha inferior e barriga : A linha da barriga é elevada ligeiramente em direção aos membros posteriores. Os flancos estão moderadamente cheios.

    CAUDA :

    Baixo definido em continuação harmônica com a garupa ; comprimento médio, alcançando pelo menos o jarrete ; com bastante cabelo ; termina em uma ponta elegante, featherless. Em repouso e ao caminhar, fica pendurado sem flexão perceptível. Quando ativo ou excitado, ele o usa ligeiramente levantado, mas nunca virou nas minhas costas.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES

    • Como um todo. : Seus músculos são fortes, mas não parece tão pesado. Vistos de frente, as patas dianteiras são finas, muito reto e vertical com bons ossos e pés sólidos, direcionado para a frente.
    • Ombro : Seus músculos são fortes ; as omoplatas são planas e juntas, relativamente longo e inserido obliquamente ; o ângulo da articulação do ombro é de cerca de 90 °.
    • Braço : Quase tão longo quanto as omoplatas, colocado obliquamente.
    • Cotovelos : Naturalmente colado na lateral.
    • Antebraço : Strong, Delgado, muito direto, um pouco mais curto que os braços.
    • Articulação Ulnar-carpal : Strong.
    • Metacarpo : Curta ; visto de frente, sua posição é vertical, nunca desviou ; visto de lado, nunca deve ser totalmente reto, mas ligeiramente inclinado em relação ao solo.
    • Pés dianteiros : Arredondado, empresa, Compacto. Dedo curto, bem arqueado. Almofadas duras e ásperas. Unhas sólidas. Pêlo fino entre os dedos.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Como um todo. : Eles têm músculos fortes, bem proporcionado em relação aos membros anteriores. Boas angulações nas articulações do joelho e jarrete (Tibio-Tarsian). Membros posteriores paralelos, nem muito perto nem separado. Na posição natural, eles devem ser colocados ligeiramente para trás. Ossos ligeiramente menos fortes do que os dos membros anteriores.
    • Coxa : Bom comprimento e largura, forte e bem musculoso.
    • Joelho : Boa angulação ; não entrou nem saiu.
    • Perna : Proporcionalmente longo, com posição inclinada. Os ossos são ligeiramente menos fortes do que os dos membros anteriores.
    • Articulação do pé-quente : Strong, bem angulado, colocação baixa.
    • Metatarso : Curta, visto por trás em uma posição reta e paralela.
    • Pés traseiros : Bastante redondo e firme ; dedos fechados e curtos ; almofadas duras e ásperas. Unhas fortes. Cabelo fino entre os dedos. Sem esporas, exceto em países onde a amputação não é permitido por lei.

    MOVIMENTO :

    • Movimentos naturais favoritos : trote ou galope, que cobrem muito terreno. Trote, o movimento deve ser livre e dinâmico, com passos longos dos membros anteriores e forte impulso dos posteriores. Os membros se movem em linhas retas e paralelas.
    • Ação frontal : Nem estreito, nem desviante, com os dedos nem muito afastados nem fechados.
    • Ação traseira : Praticamente paralelo, com um impulso perceptível, nem muito estreito nem muito largo, nem em forma de vaca nem em forma de barril.

    PELE :

    Bem aderente e alongado, sem rugas.

    PELES

    CABELO :

    • Pelo liso : Curta, suave, bem aderente, mais fino na cabeça e orelhas.

    • Pelo duro : Durado, elástico, boa pasta ; com pouco subpêlo ; a barba é subdesenvolvida.

    COR :

    Existem quatro variedades de cores.

    • Pequeno Sabujo Bernés: Esta variedade existe com cabelos duros e com cabelos lisos. Sempre tricolor : preto branco e castanho (Red). A cor básica é o branco com grandes placas pretas. Branco muito ligeiramente salpicado de preto é permitido. Cor de fogo (manchas marrom-avermelhadas) os olhos, bochechas, na parte interna e superior das orelhas e ao redor do ânus. Uma capa preta é permitida. Pele negra sob cabelo preto, Marmoreio branco-escuro sob o cabelo branco.
    • Pequeno Sabujo de Jura: Esta variedade existe com cabelos lisos, raramente com cabelo duplo (Stockhaar). De preferência, preto profundo com manchas castanhas sobre os olhos, bochechas, no peito e / ou extremidades. O bem : cor marrom-avermelhada (fogo) com capa preta ou "sela" preta. Uma pequena mancha branca no peito é tolerada. Pele negra sob o cabelo preto e mais clara sob o bronzeado.
    • Pequeno Sabujo de Lucerna: Esta variedade tem cabelo liso. Cor básica branca- denso acinzentado ou manchado de preto-esbranquiçado com grandes manchas escuras ou pretas. Cor de fogo (manchas marrom-avermelhadas) os olhos, bochechas, abaixo da inserção da cauda, no peito e membros. Uma capa preta é permitida. Pele negra sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo manchado de azul.
    • Pequeno Sabujo de Schwyz: Esta variedade tem cabelo liso. Cor básica branca, com placas grandes ou menores amarelo-avermelhadas ou vermelho-laranja. Alguns respingos vermelhos isolados não são considerados ausentes. Cães com capa vermelha são permitidos. Pele cinza escura sob o cabelo laranja e mais clara sob o cabelo salpicado de azul.

    TAMANHO

    Altura à Cruz : Machos : 35 – 43 cm,Fêmeas : 33 – 40 cm.Tolerância : +/- 2 cm

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Ossos que são muito finos ou muito grossos ; falta de substância.
    • Cabeça espessa, pouco harmonioso.
    • Nariz parcialmente cor de carne.
    • Olhos claros ou expressão perdida.
    • Conjunto de orelhas muito altas ; orelhas chatas, grosso ou muito curto.
    • Mandíbula notavelmente desenvolvida.
    • Sela ou costas arqueadas (carpa).
    • Garupa curta, inclinado.
    • Peito raso, plano ou em forma de barril. Caixa torácica irregular (costelas esmagadas : peito em forma de sino).
    • Cauda portada muito alta, muito curvado.
    • Membros anteriores dobrados, desviado para dentro ou para fora.
    • Direto de volta (ângulo amplo) ; braço muito curto.
    • Articulação ulnar-carpal fraca, metacarpos esmagados.
    • Pés esmagados, pés de lebre.

    • Angulações dos membros posteriores muito retas ; membros em forma de vaca ou barril.
    • Falta de cor e marcações.- No Little Bernese Hound : muitos respingos de preto no branco.- No Little Schwyz Hound : muitos respingos vermelho-laranja no branco. Pele de carvão (Tizne) nos ouvidos, na inserção da cauda e / ou nas placas.
    • Comportamento questionável, ligeiramente agressivo.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS

    • Comportamento muito temeroso ou agressivo.
    • Nariz totalmente cor de carne.
    • Prognatismo superior o inferior, arcade incisivo desviou.
    • Falta de incisivos ou caninos; caninos na posição errada; faltando mais de três pré-molares e / ou molares.
    • Entropión, ectrópio.
    • Esterno muito curto, peito quebrado.
    • cauda enrolada ou quebrada.
    • Todas as combinações de cores que não correspondem às indicadas na norma.
    • Altura na cernelha : Machos menor de 33 cm e maior que 45 cm. mulheres com menos de 31 cm e maior que 42 cm.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Schweizerischer Niederlaufhund (Inglês).
      2. Schweizerischer Niederlaufhund (Francês).
      3. Schweizer Niederlaufhund (Alemão).
      4. Schweizerischer Niederlaufhund (Português).
      5. (en suizo, Schweizerischer Niederlaufhund) (español).

    Pastor-do-sudeste-europeu
    Rumanía FCI 357 - Cães Pastores

    Pastor-do-sudeste-europeu

    O Pastor-do-sudeste-europeu é um cão tranquilo, equilibrado, devoto e que ama crianças

    Conteúdo

    História

    Raça natural conhecida há séculos na região de Bucovina, no nordeste da Romênia, o Pastor-do-sudeste-europeu foi trazido à luz pela primeira vez em 1934 por G. Radulescu Calafat, editora do primeiro padrão Carpathian Sheepdog, que mencionou em um artigo publicado na revista Vet Sciences outro cão pastor do tipo molosser chamado “Dulau” o “Capau”. Até então, o Pastor-do-sudeste-europeu tinha sido comparado a ele Pastor-romeno-dos-cárpatos, menor.

    Enquanto o Pastor-do-sudeste-europeu há muito é usado como cão de guarda por rebanhos de ovelhas contra grandes predadores dos Cárpatos, como ursos, lobos e lince, também tem sido usado por muitos anos por fazendeiros romenos como um cão de guarda.

    Em 1982 a Associação Cinológica Romena, a organização canina de referência no país, desenvolveu um primeiro padrão que descreveu o Pastor-do-sudeste-europeu. Foi atualizado em 2001 e 2002 de acordo com os pedidos FCI (Fédération Cynologique Internationale) com vistas ao reconhecimento da raça, o que realmente aconteceu provisoriamente em 2009.

    Em 2019, o Pastor-do-sudeste-europeu obteve o reconhecimento definitivo da FCI. Por outro lado, ainda não reconhecido pela organização de referência britânica, O Kennel Club, nem pelo American Kennel Club (AKC) e o United Kennel Club (UKC).

    Na verdade, ainda é muito raro fora de seu país de origem e alguns países vizinhos, como Ucrânia ou Sérvia. Na Romênia, houve 6.000 cópias no Livro de Origem Romeno, mas apenas a criação de 300 as fêmeas e 200 machos, já que a lei romena impõe muitas restrições à criação de cães.

    Foto: Ciobanesc de Bucovina – Romania 2018 por 1jagdterrier – YouTube

    Características físicas

    O Pastor-do-sudeste-europeu eles são cães enormes com um corpo ligeiramente mais longo que o alto, membros inferiores poderosos e costas musculosas e horizontais. Colocado no alto do corpo, sua cauda longa é carregada pendurada em repouso e sobe na parte de trás em uma curva ligeiramente para cima quando no gazebo.

    Pastor-do-sudeste-europeu

    O chefe, que é largo e portado ligeiramente mais alto que o corpo, combina com o pescoço volumoso e moderadamente longo, que forma um ângulo de 100 a 110 graus com o resto do corpo.

    O focinho é preto, os olhos são relativamente pequenos em relação à cabeça, a mandíbula poderosa é em forma de cinzel e as orelhas em forma de V com uma ponta arredondada caem ao longo das bochechas.

    Enquanto a cabeça e a frente das pernas são cobertas por pêlos curtos, o resto do corpo é coberto com pêlos densos, longo (6 a 10 cm) e bastante rígido. A pelagem é predominantemente branca, marcado com manchas pretas, cinza ou leonadas bem definidas. No entanto, o padrão de Pastor-do-sudeste-europeu ele também reconhece espécimes não branqueados, não branqueados que são completamente brancos, Branco como a neve, cinza como cinza ou preto.

    O dimorfismo sexual é bem marcado no Pastor-do-sudeste-europeu, sendo o homem maior do que a mulher.

    Caráter e habilidades

    O Pastor-do-sudeste-europeu é um cão tranquilo, equilibrado, devoto e que ama crianças, o que pode torná-lo um cão ideal para uma família. Por outro lado, especialmente desconfie de estranhos, por isso é importante socializá-lo desde cedo com as pessoas com quem ele pode entrar em contato: amigos, vizinhos, carteiros…

    Costumava vigiar rebanhos na companhia de outros cães, coabita perfeitamente com seus congêneres e outros animais de estimação que compartilham seu território.

    Não é agressivo de forma alguma, o Pastor-do-sudeste-europeu eles não são propensos a atacar sem razão. Por outro lado, seu caráter muito protetor faz com que reajam de forma muito intimidante se perceberem uma intrusão em seu território. No entanto, seus rosnados e especialmente seus latidos sérios e poderosos são apenas uma forma de assustar “invasores” e raramente são precursores de ações ofensivas. No entanto, se você sente que seu “família” (que é simplesmente o rebanho que está no comando, se ele sempre viveu como um cão pastor) está ameaçada, este cão extremamente corajoso e protetor corre o risco de ir para o ataque, sem mesmo recuar na frente de um urso ou matilha de lobos.

    Independente e acostumado a vagar sozinho nas montanhas selvagens da Romênia, o Pastor-do-sudeste-europeu tolera a solidão muito bem e pode ser deixado sozinho por alguns dias sem muitos problemas, embora ele obviamente prefira a companhia de sua família. No entanto, sua capacidade de se manter ocupado depende de ter espaço suficiente para caminhar livremente.

    Devido ao seu tamanho, sua voz ressonante e sua necessidade de grandes espaços, o Pastor-do-sudeste-europeu Eles não são cães que podem viver confortavelmente em apartamentos e não são recomendados para áreas urbanas. Eles preferem muito áreas pouco povoadas, onde eles podem patrulhar seu território em paz e tranquilidade, sem risco de encontros indesejados.

    Um cão muito ativo e resistente, precisa de atividade física diária e fica feliz em acompanhar seu mestre em longas caminhadas no campo.

    Educação “Pastor-do-sudeste-europeu”

    Pastor-do-sudeste-europeu
    Cachorro de dos meses

    A fase de socialização do filhote é de fundamental importância para o filhote. Pastor-do-sudeste-europeu, e é muito importante que você conheça sua família logo, possíveis outros animais domésticos, bem como outras pessoas e animais que você encontrará regularmente durante sua vida. Em vigor, uma vez adulto, achar difícil aceitar uma nova pessoa em seu ambiente (incluindo, por exemplo, um treinador de cães em potencial ou um comportamentalista de cães), embora isso não seja impossível.

    Como um cão inteligente e obediente, pode ser facilmente treinado e treinado para seu futuro papel como cão pastor ou cão de guarda desde seu primeiro aniversário. Apesar de sua natureza independente, responde muito bem aos métodos de reforço positivo, mas o professor deve garantir que ele sempre mantenha um comportamento forte e autoritário.

    Além disso, em vez de uma longa sessão de treinamento diária, é aconselhável optar por várias sessões curtas distribuídas ao longo do dia.

    Saúde “Pastor-do-sudeste-europeu”

    O Pastor-do-sudeste-europeu é uma raça particularmente saudável e resistente.

    No entanto, como a maioria das grandes raças de cães, são propensos a displasia da anca e displasia do cotovelo. Para reduzir riscos, certifique-se de que eles não fiquem muito ativos fisicamente durante a estação de crescimento.

    A dilatação gástrica do cão é outro problema que pode afetar esta raça. Devido à ingestão de alimentos muito rápido, especialmente se eles estão secos, pode ser fatal e requer intervenção urgente de um veterinário. Para minimizar este risco, recomenda-se deixar grande quantidade de água disponível quando o cão comer, divida sua ração diária em pelo menos duas refeições e deixe-o descansar após essas refeições.

    Limpeza “Pastor-do-sudeste-europeu”

    O Pastor-do-sudeste-europeu eles são cães de pêlo comprido que precisam ser escovados uma vez por semana, e ainda mais frequentemente durante o período de eliminação. Perdendo o cabelo em abundância, não recomendado para pessoas que não gostam de encontrar pelos de cachorro por toda a casa e sempre têm um interior perfeitamente limpo.

    Além disso, no final do inverno, é aconselhável cortar o pêlo entre as almofadas para proteger o seu cão do calor.

    Não é necessário dar banho em seu cachorro a menos, É claro, é particularmente sujo. Em qualquer caso., não mais que 2 o 3 vezes por ano, pois isso pode danificar a camada protetora natural da pele.

    Por outro lado, o interior das orelhas precisa ser verificado regularmente, já que é comum que parasitas externos se escondam lá, e limpe-os bem para evitar qualquer risco de infecção.

    As garras do cão devem ser verificadas mensalmente e aparadas se o desgaste natural não for suficiente.

    Alimentos “Pastor-do-sudeste-europeu”

    Se ele Pastor-do-sudeste-europeu ele sempre foi alimentado com o que seu pastor costumava preparar para ele, rações comerciais de boa qualidade são a solução ideal hoje, Se e quando, É claro, as recomendações do fabricante são seguidas.

    Os ossos são importantes na dieta deste cão, então pode ser útil dar a ele um osso para roer de vez em quando. No entanto, ossos de frango e outras aves devem ser proibidos, pois podem causar sérios danos ao sistema digestivo.

    Além disso, como acontece com qualquer cão com alto risco de inchaço e torção do estômago, a ração diária deve ser dividida em 2 o 3 refeições e garantindo que o cão permaneça calmo durante e após essas refeições. Isso significa, por exemplo, certifique-se de que ele vê sua comida chegando, em vez de descobri-la na frente dele quando acordar, evite ter outro animal perto de você quando você comer, e não o estimule durante a refeição ou na hora seguinte.

    Além disso, é essencial para Pastor-do-sudeste-europeu ter grandes quantidades de água doce disponível o tempo todo.

    Preço “Pastor-do-sudeste-europeu”

    Um filhote de cachorro Pastor-do-sudeste-europeu normalmente vendido entre 500 e 1000 EUR, mas os preços tendem a subir, pois a raça tem sido objeto de algum interesse após seu reconhecimento pela FCI. Homens tendem a ser mais caros que mulheres, e o preço é mais alto quando o animal tem pelagem lisa.

    É necessário estar bem informado sobre a origem do cachorro e verificar os documentos com a Associação Canina Romena. De 2015, a criação de cães sem pedigree ou não registrados no Livro de Origem Romeno é proibida na Romênia, e a comercialização desses filhotes é ilegal.

    Classificações do “Pastor-do-sudeste-europeu”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pastor-do-sudeste-europeu” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “Pastor-do-sudeste-europeu”

    Ciobanesc de Bucovina – Romania 2018 por 1jagdterrier
    Pastor da bucovina – Ilie Forest 2018

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 357
    • Grupo 1: – Cães de pastor e boieiros (exceto boieiros suíços)
    • Seção 1: Cães de pastor. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Grupo 1 cães de pastoreio, Seção 1 Cães Pastores

    Padrão da raça FCI “Pastor-do-sudeste-europeu”

    Padrão Bucovina Romeno Shepherd FCI
    Conteúdo oculto

    Nomes alternativos:

      1. Bucovina Sheepdog, Bucovina Shepherd, Southeastern European Shepherd (Inglês).
      2. Berger roumain de Bucovine, Berger de l’Europe du Sud-Est (Francês).
      3. Ciobănesc Românesc de Bucovina (Alemão).
      4. (em romeno: Ciobanesc Romanesc de Bucovina) (Português).
      5. (en rumano: Ciobănesc de Bucovina) (español).

    Pastor-romeno-miorítico
    Rumanía FCI 349 - Cães Pastores

    Pastor-romeno-miorítico

    O Pastor-romeno-miorítico é um cão calmo e equilibrado que tem um vínculo extraordinariamente forte com seu cuidador.

    Conteúdo

    História

    O pastor romeno de Mioritza, o Ciobanesc Romanesc Mioritic em romeno, é uma raça natural que está presente há séculos nos Cárpatos, especialmente no sul da Transilvânia, nas regiões montanhosas perto de Sibiu e Brasov. Suas origens exatas são desconhecidas, mas parece que seus ancestrais chegaram à Romênia por volta do século 13 com os tártaros que vieram se estabelecer na região do Delta do Danúbio e ao longo da costa do Mar Negro.

    Na idade média, alguns governantes locais usaram esses cães poderosos para acompanhar seus exércitos. Isso alimentou a lenda de que os cães costumavam ser vistos em gravuras antigas que retratam as batalhas entre o Império Romano e os Dácios, um povo nativo dos Cárpatos, eles são os pastores de Mioritza. No entanto, desde que essas batalhas aconteceram 1000 anos antes da chegada dos ancestrais do cão à região, na verdade, é improvável que ele possa alegar ter qualquer conexão com esses feitos de armas.

    Na verdade, o Pastor-romeno-miorítico ele foi acima de tudo o companheiro fiel dos camponeses e pastores analfabetos isolados nas montanhas.. Imposição de, poderoso e corajoso, protegido, e ainda protege hoje, manadas contra os muitos predadores que vivem nos Cárpatos: linha, Wolf, Urso…

    Seu nome também é uma referência às suas qualidades como pastor, Porque a palavra “mioara” significa “ovelha” em romeno, exatamente o animal que vem protegendo há vários séculos.

    Ainda hoje, muitos pastores afirmam que apenas um desses cães pode assustar um urso, e a crença popular diz que é a única raça do mundo capaz de enfrentar um urso e sair com vida.

    As primeiras referências escritas a Mioritic volte para 1930, quando o professor Gheorghe Moldoveanu, estudando o Pastor-romeno-dos-cárpatos, fez uma primeira distinção entre os diferentes Cães pastores romenos. Em 1934, o National Zootechnical Institute publicou uma descrição do cão Pastor-romeno-miorítico, mas não foi até 1981 que um padrão de primeira raça foi definido, preparado pela Associação Cinológica Romena (ACR).

    Este padrão foi revisado em 2002 para atender aos requisitos da Fédération Cynologique Internationale (FCI), quem aceitou o cachorro Pastor-romeno-miorítico provisoriamente em 2005, antes de finalmente reconhecê-lo em 2015. Entretanto, tinha decolado através do Atlântico, reconhecido pelo American United Kennel Club (UKC) em 2006. O outro órgão de referência no país, o American Kennel Club (AKC), fez o mesmo em 2018. No entanto, nem os britânicos nem o canadense Kennel Club seguiram o exemplo.

    Estima-se que a população de Pastor-romeno-miorítico é de 10.000 indivíduos na Romênia, mas a grande maioria são cães com pedigree e não registrados. Na verdade, Embora a criação de cães sem pedigree seja proibida no país desde 2015, hábitos antigos estão mudando lentamente. Assim, frequentemente sobra um cachorro “campo” de onde um filhote é entregue ao vizinho da aldeia quando uma ninhada nasce, em vez de um cão com pedigree comprado de um criador profissional.

    Por outro lado, embora ainda sejam relativamente populares nas montanhas romenas, o Pastor-romeno-miorítico permanecem amplamente desconhecidos fora de seu país de origem, apesar dos esforços de Barbara Fallent, um criador austríaco dedicado a popularizá-los na Europa.

    Foto: Ciobanesc Mioritic por DorinRodina, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    Às vezes apelidado “urso de lã”, o Pastor-romeno-miorítico é alto, poderoso e peludo. Muitas vezes é confundido com o Bobtail (o Bobtail), com o qual tem muitas semelhanças físicas.

    Eles são grandes e enormes, mas harmonioso e muito ágil para um cão deste tamanho, enquanto suas pernas são musculosas e eretas. A cauda fica alta e cai quando em repouso, mas sobe horizontalmente quando no gazebo.

    O pescoço é de comprimento médio, mas largo e poderoso, e usa uma cabeça enorme de tamanho grande em relação ao resto do corpo. O crânio é ligeiramente abobadado e termina em um focinho bastante curto, afinando em direção ao nariz. Este último deve ser preto e bem desenvolvido. As poderosas mandíbulas são mordidas em tesoura. As orelhas triangulares com pontas arredondadas caem ao longo das bochechas e “desaparecer” na pele.

    Os olhos são de tamanho médio, frequentemente avelã ou marrom escuro, mas também podem ser de cor mais clara, exceto amarelo, que não é aceito pelo padrão de Pastor-romeno-miorítico. Eles expressam calma e inteligência.

    A pelagem do Mioritic é muito longo, mede pelo menos 10 cm. Cobre todo o corpo, da cabeça à ponta da cauda, passando pelas pernas, onde no entanto é um pouco mais curto. O casaco é áspero, enquanto a camada inferior é mais flexível e densa, o que torna o casaco perfeitamente adaptado às condições climáticas adversas.

    O casaco pode ser uniforme, branco ou cinza, mas na maioria das vezes é variegado, com manchas pretas ou cinza distintas saindo do pelo branco.

    O dimorfismo sexual é moderadamente marcado, a fêmea sendo apenas ligeiramente menor que o macho.

    Caráter e habilidades

    O Pastor-romeno-miorítico ele é um cão calmo e equilibrado que tem um vínculo extraordinariamente forte com seu dono e sua família, vínculo que se forma naturalmente durante o período de crescimento. Você sabe que é “um cachorro do mestre” – a pessoa que o adotou e o criou – tornando muito difícil adotar um cão adulto de Pastor Mioritza.

    Ele é incrivelmente dedicado e leal à família, pelo menos a família com a qual ele cresceu. Adultos, crianças, animais de estimação ou animais de fazenda…: todo mundo com quem ele mora faz parte de sua família, e uma vez que ele for um adulto ele não vai parar por nada para protegê-los. Calmo e afetuoso, se dá muito bem com crianças, sem ser um companheiro ideal, especialmente para os mais pequenos e / ou inquietos, já que ele prefere atividades mais calmas. Além disso, dado seu tamanho, poderia empurrar involuntariamente um pequeno.

    Um cão pastor típico, quem desconfia de estranhos. Embora ele tolere amigos íntimos que vêm com frequência, late vigorosamente quando um estranho se aproxima, e só permite que ele entre em seu território com o consentimento de seu mestre. Por conseguinte, É preciso muito trabalho de socialização e obediência desde cedo para impedir que o poder deste cão, capaz de assustar lobos e ursos, ser mal direcionado, com consequências dramáticas.

    O Pastor-romeno-miorítico precisa de espaço, e não é de forma alguma uma raça de cachorro adaptada para viver em apartamentos. Seu caráter territorial e protetor não o torna uma opção ideal para quem mora em uma área residencial., mesmo com um grande jardim. Mais bem, eles se adaptam melhor ao campo ou às montanhas, onde eles têm espaço e onde encontram menos “ameaças” potenciais, especialmente porque eles podem facilmente passar seus dias e noites ao ar livre.

    Dito isto, se você precisa de espaço, o Mioritic nem é um cão que precisa de muito exercício, pelo menos não como um adulto. É verdade que os cachorros desta raça são hiperativos e precisam se exercitar diariamente, seja na forma de jogos ou caminhadas. Mas o adulto fica muito mais calmo, como a maioria dos cães pastores, que preferem ficar perto de seu rebanho e não se afastar muito dele: patrulhar o jardim e dar um passeio ocasional com seu mestre é mais do que suficiente para ele.

    No entanto, é importante saber que o “território” que defende o Pastor-romeno-miorítico não se limita ao seu jardim: proteja o lugar onde sua família está, estabelecendo uma espécie de perímetro de segurança ao seu redor em todas as circunstâncias. Assim, se o seu rebanho pastar nas montanhas, não deixe ninguém chegar perto, e se sua família caminha em um parque, faz o mesmo.

    No entanto, o Pastor Mioritza não espontaneamente agressivo, e nunca ataca sem motivo. Latidos para avisar o intruso que eles não são bem-vindos, e deixe quem entende a mensagem sozinho. Por outro lado, quem se arrisca a ignorar o aviso sem o consentimento do seu dono arrisca-se a descobrir porque é que este cão foi durante séculos o melhor amigo dos pastores romenos e protetor dos seus rebanhos.

    Enfim, costumava acompanhá-los sozinhos, aprenderam a tomar decisões por conta própria. Apesar de leal e obediente, seu caráter independente e poder fazem dele um cão que não é adequado como primeiro cão.

    Educação “Pastor-romeno-miorítico”

    Se a socialização do filhote desde tenra idade é necessária para todas as raças, é ainda mais indispensável no caso de Pastor-romeno-miorítico. Você deve conhecer as pessoas que poderá conhecer como adulto o mais rápido possível e se acostumar com as situações que farão parte da sua vida: anda em um lugar lotado, visitas ao veterinário, sessões no cabeleireiro… Este último também deve permitir que você se acostume a ser tratado sem hesitação, o que é absolutamente essencial para evitar problemas uma vez adulto, dado seu tamanho e poder.

    Da mesma maneira, o aprendizado da obediência deve começar assim que o cão for adotado. Inteligente e dedicado, o Pastor-romeno-miorítico é relativamente fácil de treinar se o seu dono tem a experiência necessária e sabe como lembrá-lo de quem é o dono, se necessário. Por outro lado, Ordens inconsistentes ou hesitantes podem levar você a resolver o problema com suas próprias mãos e escolher a atitude que parece mais apropriada. Infelizmente, em tais casos, improvável de tomar a decisão desejada.

    Em qualquer caso., embora a ajuda profissional possa ser útil como suporte, a educação deve ser fornecida pelo próprio professor. Você é a única pessoa cuja autoridade você reconhece e confia.

    Além disso, métodos tradicionais de treinamento devem ser banidos, pois correm o risco de prejudicar o forte vínculo entre aluno e professor. O treinamento do cão baseado em reforço positivo é uma opção muito melhor.

    Em relação ao seu papel como guardião, não requer nenhum treinamento especial. Na verdade, seu instinto de proteção é inato, então você não precisa de nenhum treinamento específico para se tornar um excelente cão de guarda. Da mesma maneira, aprender a se tornar um bom cão de guarda observando os adultos, e apenas reproduzir esse comportamento quando ele crescer. Mais uma vez, nenhum treinamento específico é necessário.

    Saúde “Pastor-romeno-miorítico”

    O Pastor-romeno-miorítico ele é um cachorro muito saudável: não sujeito a doenças hereditárias, é apenas ligeiramente sensível a doenças comuns e é resistente a condições climáticas difíceis. Na verdade, muitos indivíduos atingem a idade de 14 anos ou mais, o que é incomum para um cachorro desse tamanho.

    No entanto, como todas as raças de cães grandes, pode sofrer de ..:

    ▷ Quadril Displasia.;
    ▷ displasia do cotovelo;
    ▷ dilatação-torção gástrica.

    Além disso, sua pelagem longa e densa pode se tornar um refúgio para muitos parasitas, especialmente se você passa a maior parte do tempo ao ar livre. Por conseguinte, é essencial garantir regularmente que todos os seus tratamentos de desparasitação estejam atualizados.

    Limpeza “Pastor-romeno-miorítico”

    O Pastor-romeno-miorítico É uma raça de cachorro fácil de cuidar: uma escovada semanal em seu casaco é o suficiente para se livrar dos pelos mortos e garantir que ele não tenha ferimentos que possam ser ocultados por seus longos cabelos.

    No entanto, durante a mudança, o cão deve ser escovado com mais frequência para evitar o acúmulo de pelos mortos, que poderia criar nós e se tornar realidade “ninhos de parasitas”.

    Dar banho no cachorro é desnecessário, ja que ele Pastor-romeno-miorítico tem um casaco autolimpante. Mesmo se ele rolou na lama antes de voltar para casa, deixá-lo fora em um local seco deve ser o suficiente para se livrar da sujeira. “A Mioritic seco é um Mioritic limpar”, como dizem os pastores.

    Por outro lado, é essencial verificar cada 2 o 3 dias em que seus olhos e ouvidos não estão sujos e não mostram sinais de infecção. Seus dentes e garras podem ser verificados com menos regularidade, mas atenção especial deve ser dada às almofadas das patas do cão para garantir que não haja sujeira acumulada.

    É uma boa ideia se acostumar com Pastor-romeno-miorítico a essas sessões de preparação desde tenra idade, para evitar quaisquer problemas mais tarde, dado seu tamanho e poder. Se o professor sabe como fazer, podem se tornar belos momentos de cumplicidade entre ele e sua parceira.

    Por outro lado, se tem que ser preparado por um profissional, a presença do seu cuidador é necessária para acalmá-lo e garantir que você não tenha nenhuma reação agressiva em relação ao estranho que o está manipulando.

    Preço “Pastor-romeno-miorítico”

    Um filhote de cachorro Pastor-romeno-miorítico custos entre 1000 e 1200 EUR. Um homem é mais caro que uma mulher, porque os machos são mais procurados pelos pastores.

    Em qualquer caso., É necessário estar bem informado sobre a origem do cachorro e verificar os seus documentos com a Associação Canina Romena (ACR). Na verdade, De 2015, a criação de cães sem pedigree ou não registrados no Livro de Origem Romeno é proibida na Romênia, e a comercialização desses filhotes é ilegal.

    Classificações do “Pastor-romeno-miorítico”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pastor-romeno-miorítico” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens “Pastor-romeno-miorítico”

    Pastor-romeno-miorítico
    Lindos cães pastor romenos, o da esquerda é o “Pastor-romeno-miorítico” e o que está à direita é o “Pastor-do-sudeste-europeu” por Remus Pereni, CC POR 2.0, via Wikimedia Commons
    Pastor-romeno-miorítico
    “Pastor-romeno-miorítico” por akc

    Vídeos “Pastor-romeno-miorítico”

    Romanian Mioritic Shepherd – Facts and Information
    The Miracle of Life – Romanian Mioritic shepherd dog babies

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 349
    • Grupo 1: – Cães de pastor e boieiros (exceto boieiros suíços)
    • Seção 1: Cães de pastor. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Grupo 1 cães de pastoreio, Seção 1 Cães Pastores
    • AKCFoundation Stock Service
    • UKC – cães de pastoreio

    Padrão da raça FCI “Pastor-romeno-miorítico”

    Standard-FCI No. 349 / 09.01.2006 / É

    CÃO DE PASTOR ROMENO DE MIORITZA
    (Pastor romeno miorítico)

    TRADUCCION:IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico).

    ORIGEM:Romênia.

    DATA DE PUBLICAÇÃO DA NORMA OFICIAL VÁLIDA:06.07.2005.

    UTILIZAÇÃO:

    Excelente cão de rebanho, guardião incorruptível e companheiro extraordinário.

    CLASSIFICAÇÃO FCI:

    Grupo 1 Cães pastores e cães boiadeiros (exceto Boiadeiros Suíços).
    Seção 1 Cães Pastores.
    Sem prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO:

    O pastor romeno foi selecionado de uma raça natural dos Cárpatos, e a principal razão para isso é a sua utilidade. Graças à sua aparência vigorosa, existem muitos seguidores desta raça na Romênia.. O padrão foi elaborado pela Associação Canófila Romena no 1981. A Comissão Técnica da Associação Romena revisou e adaptou o 29 em Março de 2002, de acordo com o modelo estabelecido pelo F.C.I. em jerusalém.

    OLHAR GERAL:

    Grande, mas nunca pesado. É vigoroso e espetacular. O cabelo é longo e muito espesso na cabeça, corpo inteiro e membros. Os machos são mais altos e maiores do que as fêmeas.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES:

    • Comprimento do corpo / altura na cernelha, 11 : 10.
    • A altura do peito deve corresponder a um 50% a altura na cernelha.
    • O focinho é ligeiramente mais curto que o crânio.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO:

    Este é um cão equilibrado e calmo. É um cão pastor muito bom, lutador muito corajoso e eficaz contra possíveis predadores (ursos, Lobos, Lince). Desconfie de estranhos. Ama muito as crianças.

    CABEÇA:

    Poderoso, sólido. Grande, em relação ao corpo.

    REGIÃO CRANIANA:

    Crânio:Médio de amplitude, ligeiramente volumoso. Os perfis superiores do crânio e focinho são mais ou menos paralelos. Visto de frente, o perfil superior é ligeiramente volumoso. Os arcos zigomáticos são mal marcados. A protuberância occipital é bem marcada.

    Links de depressão:Não é muito marcado.

    REGIÃO FACIAL:

    Trufa:Ampla, bem desenvolvido, Black.

    Focinho:Ligeiramente mais curto que o crânio; bem desenvolvido, diminui progressivamente em direção à trufa, nunca apontou; mandíbula é forte.

    Lábios:Espessura, bem pendurado, bem pigmentado.

    Mandíbulas / Dentes:Mandíbulas poderosas; dentadura completa, forte, vocês, com dentes brancos, bem implantado. A articulação é em forma de tesoura.

    Bochechas:Eles não são extrovertidos.

    Olhos:Médias, oblíqua. Sua cor é avelã, marrom escuro ou ligeiramente mais claro, nunca amarelo. As pálpebras são bem pigmentadas. A expressão é calma e inteligente.

    Orelhas:Eles são relativamente altos, Em forma de "V", com ponta ligeiramente arredondada. Seu comprimento é 10-15 cm, eles estão pendurados e bem aderidos às bochechas. Amputação é proibida.

    PESCOÇO:

    Comprimento médio, amplo e poderoso. Não há nenhum barbela.

    CORPO:

    Bem desenvolvido.

    Margem superior:Em linha reta, bem pronunciado.

    Altura à Cruz:Moderadamente marcado.

    Voltar:Horizontal, forte e musculoso.

    Lombo de porco:Moderadamente longa, largo e bem musculoso.

    Alcatra:Musculoso e moderadamente inclinado para o nascimento da cauda.

    No peito:Não é muito longo. É largo e sua altitude corresponde a aproximadamente metade da altura na cernelha. As costelas são bem formadas.

    Margem inferior:ligeiramente para cima, sem ser chicoteado.

    CAUDA:

    É apresentado alto. Durante o descanso, é apresentado pendente, alcançando o jarrete ou ultrapassando-o ligeiramente. Quando o cachorro está atento ou em ação, surge, algo dobrado, ser capaz de ultrapassar o nível das costas, mas nunca enrolado nele. Caudectomia é proibida.

    MEMBROS

    :

    MEMBROS ANTERIORES:

    Em geral:Vistas frontais ou de perfil, eles são perfeitos.

    Ombro:Comprimento médio, oblíqua, muito musculoso e bem preso ao corpo. Angulação escapulo-umeral de 100-105 graus aproximadamente.

    Braço:Comprimento médio, bem musculado.

    Cotovelos:Bem apegado ao corpo, eles não se desviam ou para dentro, nem fora.

    Antebraço:tempo suficiente, poderoso e musculoso.

    Carpo:Empresa.

    Metacarpo:Ligeiramente inclinado, no perfil.

    Pé anterior:oval, compacto e sólido. Os dedos estão juntos e arqueados, as unhas são cinza cinza.

    MEMBROS POSTERIORES:

    Em geral:Bem musculoso e poderoso. Vistas de trás, eles são retos e paralelos. Angulações bem abertas.

    Coxa:Longo, largo e bem musculoso.

    Babilla:O ângulo femoro-tibial é 100-105 graus aproximadamente.

    Pernas:Longo O suficiente, muscular, boa estrutura óssea.

    Hock:Altitude média; forte, bem angulado, não se desvia nem mesmo para dentro, nem fora.

    Metatarso:Não é muito longo. No perfil, é robusto e quase vertical. A presença de ergôs não deve ser penalizada.

    Pé traseiro:Um pouco mais do que o anterior.

    MOVIMENTO:

    Harmonioso, solto, bem coordenado, poderoso e fácil. Movimento preferido é o trote. O galope é uniforme e equilibrado.

    PELE:

    Espessura, bem esticado, bem pigmentado.

    MANTO

    :

    Cabelo:O cabelo é abundante na cabeça e no corpo, sua textura é áspera. É esticado e seu comprimento é 10 cm, como mínimo. O subpêlo é mais denso e mais liso, cor clara. Nos membros, o cabelo está mais curto. A cauda é muito espessa.

    Cor:Casacos com manchas de cores diferentes: O fundo deve ser branco com manchas pretas ou cinza bem definidas. Cores uniformes: Cães de cor branca ou cinza uniforme.

    TAMANHO E PESO:

    Altura à Cruz:
    Machos: mínimo 70 cm, ideal 75 cm.
    Fêmeas: mínimo 65 cm, ideal 70 cm.

    Peso:Em proporção ao tamanho.

    FALHAS:

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e a sua gravidade é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

    • Cachorro obeso ou fraco.
    • Cauda dobrada ou em forma de anel.
    • Falta de dentes além do PM1.
    • Movimento pesado.

    FALTAS GRAVES:

    • Características sexuais insuficientemente marcadas.
    • Expressão atípica.
    • Olhos redondos e esbugalhados.
    • Heterocromia ocular (olhos de cores diferentes).
    • Orelhas retas.
    • Cabelo muito curto (menos de 8 cm).
    • Cabelo cacheado ou outra textura que não a indicada no padrão.
    • Margem superior afundada, convexo ou profundo.
    • Pés abertos, entrando ou saindo (patizambo).
    • Angulações muito abertas nos membros posteriores.
    • Jarrete de vaca.
    • Presença de manchas mosqueadas.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    • Cachorro atípico.
    • Falta de incisivos ou caninos.
    • Prognatismo superior ou inferior.
    • Albinismo.
    • Sem cauda ou cauda muito curta.
    • Cauda amputada.
    • Altura na cernelha menor que 68 cm nos machos.
    • Altura na cernelha menor que 63 cm nas fêmeas.

    N.B.:

    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    Nomes alternativos:

      1. Romanian Mioritic, Mioritic Shepherd Dog, Ciobănesc Românesc Mioritic (Inglês).
      2. Mioritic (Francês).
      3. Mioritic, Mocano, Barac (Alemão).
      4. (em romeno: Ciobănesc românesc mioritic) ciobanesc romanesc mioritic (Português).
      5. Mioritic (español).

    Pastor-romeno-dos-cárpatos
    Rumanía FCI 350 - Cães Pastores

    Pastor-romeno-dos-cárpatos

    O Pastor-romeno-dos-cárpatos é ligeiramente mais sensível e menos independente do que outras raças de cães de guarda

    Conteúdo

    História

    O Cão Pastor Romeno dos Cárpatos, também conhecido como Carpatin (de seu nome original Ciobanesc Romanesc Carpatin), Ele é nativo da Romênia, mais precisamente do Delta do Danúbio.

    Diz-se que desce das corridas de Lupo – Molossos, comparável em tamanho aos antigos mastins, mas com uma morfologia mais próxima da do lobo, e isso tem sido usado para proteger rebanhos por mais de 9.000 anos, i.e., desde o início da domesticação do gado nesta região.

    Diz a lenda que seus ancestrais, de quem ele é fisicamente muito próximo, eles cruzam naturalmente com lobos, resultando em uma corrida poderosa e temível. Embora não haja nenhuma evidência irrefutável, tais hibridizações entre cão e lobo são conhecidas por terem de fato ocorrido em várias regiões do mundo, o que torna esta teoria plausível.

    Muitas vezes caçando em matilhas, nada impede este cão com sua coragem e instinto protetor infalível. Houve até casos em que uma manada de pastores Cárpatos foi vista repelida por um urso adulto.. O Pastor-romeno-dos-cárpatos foi selecionado ao longo dos séculos com o principal critério de utilidade, o que explica por que ele manteve suas qualidades de cão pastor intactas até hoje, especialmente porque a Romênia ainda tem muitos predadores em seu território, incluindo lobos e ursos. Ao longo dos anos, eles também se tornaram cada vez mais integrados à família como cães de guarda; muito protetor de seu mestre, é um papel que eles desempenham maravilhosamente.

    O primeiro padrão de raça foi desenvolvido na Romênia em 1934. Após a queda do comunismo em 1989, alguns criadores apaixonados do Pastor-romeno-dos-cárpatos desenvolveu a raça para que seu padrão pudesse atender aos critérios da Fédération Cynologique Internationale. Seus esforços valeram a pena, visto que este último finalmente o reconheceu provisoriamente em 2005, e então definitivamente dez anos depois, em 2015. Entre os outros grandes organismos caninos, a Société Centrale Canine e o United Kennel Club também reconhecem o Pastor-romeno-dos-cárpatos, o que não é o caso do American Kennel Club, o Canadian Kennel Club ou o Kennel Club, a organização líder na Grã-Bretanha.

    Embora sejam cada vez mais conhecidos e apreciados no resto do mundo, o Pastor-romeno-dos-cárpatos ainda muito raro fora de seu país de origem. Por outro lado, ainda muito popular na Romênia, onde é usado como cão pastor e como cão de guarda e companhia.

    Foto: Possibly Carpathian sheepdog or Bucovina sheepdog por Alex Zelenko, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    O Pastor-romeno-dos-cárpatos ele é um cachorro grande com um físico impressionante.

    O corpo é retangular, vigoroso e bem desenvolvido, sem peso. Seu comprimento é maior que a altura na cernelha, e a região lombar pode ser ligeiramente mais longa nas mulheres do que nos homens.

    A cauda é inserida alta, alcançando ou ultrapassando ligeiramente a ponta do jarrete. Com cabelo abundante, fica pendurado em repouso, mas é portado alto e ligeiramente curvado em ação. Não é plano nem enrolado na parte de trás.

    A cabeça é forte, mas não pesada, do tipo lupóide, com um stop moderadamente marcado. O nariz é sempre preto, grande e largo. A mordida em tesoura é poderosa. Os olhos são de tamanho médio, formulário de almendrada, marrom escuro. As orelhas, ligeiramente acima da linha dos olhos, eles são de forma triangular, um pouco arredondado na ponta, e cai perto das bochechas.

    A camada interna é densa e flexível, cor clara, mas o cabelo é áspero, suave e densa. É mais curto e mais plano na cabeça e na frente das pernas, mais longo no pescoço, a parte de trás das pernas e cauda. É abundante e de comprimento médio no resto do corpo. A pele é zibelina (Wolf) com manchas brancas, e a pele é cor de cinza.

    Caráter e habilidades

    O Pastor-romeno-dos-cárpatos é equilibrado, calmo e corajoso. Eles são cães pastores inatos com um instinto protetor muito forte, com um apego incondicional ao seu rebanho e uma proximidade com seu mestre e família que é muito maior do que a da maioria das outras raças de cães de guarda.

    Este instinto protetor os faz desconfiar de estranhos. Na presença de um estranho, vai ficar entre ele e sua família e latir como um aviso, até que seu mestre o faça entender que não há perigo.

    No entanto, devido ao seu temperamento mais amigável do que a média de outras raças de cães de guarda, também é um excelente cão de companhia. Como uma raça de cão adaptada às crianças, ele é muito gentil com eles e é um ótimo companheiro para eles. Sobre a coabitação do cão com o gato, geralmente vai bem. Último mas não menos importante, o fato de que há muito se acostumam a se defender e a trabalhar em matilha também explica por que geralmente conseguem se dar bem com seus colegas, embora eles possam ser dominantes com eles.

    Embora seja adequado para todas as famílias, este cão grande e enérgico precisa de muito exercício e brincadeiras para manter seu equilíbrio mental e saúde física. Por conseguinte, mais adequado para uma família que gosta de se mudar, e assim você pode desfrutar de caminhadas com seu cachorro (cachorros-rando), de correr com seu cachorro (Canicross) ou andar de bicicleta com seu cachorro (cani-mountain bike). Para se sentir completamente bem, precisa de pelo menos uma hora de exercício diário.

    Por conseguinte, nada adequado para uso em um apartamento: um espaço muito pequeno e exercício físico insuficiente podem causar distúrbios comportamentais no cão, incluindo agressão descontrolada (mesmo para seus donos) e / ou comportamento destrutivo por parte do cão. Isso é ainda mais verdadeiro porque o Pastor-romeno-dos-cárpatos é ligeiramente mais sensível e menos independente do que outras raças de cães de guarda; portanto, mostra mais ansiedade em caso de solidão prolongada, especialmente se você estiver dentro de casa sem nada para fazer para se manter ocupado. Por conseguinte, a casa ideal para ele é uma com um grande jardim fechado onde ele pode correr, e um mestre que está disponível para brincar com seu cachorro e passear com ele por longas horas.

    Educação “Pastor-romeno-dos-cárpatos”

    Embora o Pastor-romeno-dos-cárpatos é um cão calmo e equilibrado que é mais fácil de treinar do que outras raças de cães de guarda, precisa de uma educação sólida para começar bem cedo, uma vez que tem um caráter forte. É imperativo que o dono mostre imediatamente ao seu cão quem é o dono e imponha sua autoridade, correndo o risco de ver seu parceiro com seu físico impressionante assumir o controle.

    É claro, firme não significa brutal. Treinamento positivo do cão, com incentivos e recompensas, é sempre a melhor maneira de ganhar respeito e obediência. O treinamento puramente autoritário só levaria ao confronto com este cão voluntariamente dominante.

    Saúde “Pastor-romeno-dos-cárpatos”

    Embora tenha havido casos de displasia da anca ou problemas oculares em alguns indivíduos, o Pastor-romeno-dos-cárpatos é uma raça robusta de cachorro, capaz de permanecer ao ar livre em tempo inclemente sem obstáculos indevidos e, Além disso, não tem predisposição congênita para certas patologias.

    Por conseguinte, exercícios diários e uma dieta balanceada são suficientes para manter o cão saudável, vigoroso e tonificado.

    No entanto, tenha cuidado para não dar uma porção muito grande de comida antes do esforço físico: como todas as raças grandes, está particularmente exposto ao risco de dilatação-torção do estômago.

    Limpeza “Pastor-romeno-dos-cárpatos”

    Embora o Pastor-romeno-dos-cárpatos tem um pêlo comprido, raramente precisa de cuidados profissionais. No entanto, recomenda-se escovar o cabelo do cão diariamente com uma escova de aço ou desembaraçador, especialmente durante o período de derramamento.

    Se você passa a maior parte do tempo ao ar livre, recomenda-se lavar seu cachorro uma vez por mês. No entanto, se você ficar dentro, um banho de cachorro a cada três a quatro meses é suficiente.

    Por outro lado, é importante examinar e limpar regularmente as orelhas do cão, como para todos os cães de orelhas caídas. O acúmulo de cera de ouvido ou bactérias pode levar a infecções, como infecções de ouvido.

    Além disso, como em todas as corridas, escovar os dentes do seu cão em intervalos regulares é essencial para evitar problemas de tártaro. Idealmente, você poderia fazer isso duas ou três vezes por semana.

    Enfim, a frequência com que as garras de um cão são aparadas depende do seu nível de atividade. É melhor inspecioná-los de vez em quando e apará-los, se necessário.

    Classificações do “Pastor-romeno-dos-cárpatos”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pastor-romeno-dos-cárpatos” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens “Pastor-romeno-dos-cárpatos”

    Pastor dos Cárpatos

    Pastor dos Cárpatos

    Fotos:

    1 – “Pastor-romeno-dos-cárpatos” por https://pxhere.com/es/photo/1434185
    2 – “Pastor-romeno-dos-cárpatos” por https://pxhere.com/es/photo/1625909

    Vídeos do “Pastor-romeno-dos-cárpatos”

    Jeff the Carpathian Shepherd – 4 Weeks Residential Dog Training
    Sanziana, a Carpathian Shepherd Dog baby girl

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 350
    • Grupo 1: – Cães de pastor e boieiros (exceto boieiros suíços)
    • Seção 1: Cães de pastor. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Grupo 1 cães de pastoreio, Seção 1 Cães Pastores
    • UKC – cães de pastoreio

    Padrão da raça FCI “Pastor-romeno-dos-cárpatos”

    FCI Padrão No. 350 / 27.01.2015 / É

    CÃO DE PASTOR ROMENO CARPATINO
    (Pastor cárpato romeno)

    TRADUCCION:IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico).

    ORIGEM:Romênia.

    DATA DE PUBLICAÇÃO DA NORMA OFICIAL VÁLIDA:16.12.2014.

    UTILIZAÇÃO:

    Cão pastor usado pelos pastores cárpatos romenos durante séculos para defender rebanhos e ao mesmo tempo como excelente cão de guarda.

    CLASSIFICAÇÃO FCI:

    Grupo 1 Cães pastores e cães boiadeiros (exceto Boiadeiros Suíços).
    Seção 1 Cães Pastores.
    Sem prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO:O pastor cárpato romeno foi selecionado de uma raça endêmica no espaço Cárpato-Danúbio. Durante séculos, o principal critério de seleção tem sido sua utilidade, já que este cão preservou seu caráter intacto até hoje. O primeiro padrão foi escrito em 1934 pelo Instituto Nacional de Zootecnia. Este padrão foi modificado e atualizado em 1982, 1999 e 2001 pela Associação Canófila Romena. O 30-03-2002 a Comissão Técnica da A.Ch.R. adaptado de acordo com o modelo proposto pela Fédération Cynologique Internationale.

    OLHAR GERAL:

    Este é um cachorro bem grande, Agile,nunca pesado, sua aparência geral é a de um cão vigoroso. O corpo dele é retangular, o traseiro é largo, ligeiramente inclinado, a caixa torácica é larga e alta, ombros longos e ligeiramente inclinados. Dimorfismo sexual é bem marcado, os machos devem ser mais altos e maiores do que as fêmeas.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES:

    • O comprimento do crânio é ligeiramente maior ou igual a metade do comprimento total da cabeça.
    • O comprimento do corpo é sempre maior que a altura na cernelha. A parte inferior das costas das mulheres pode ser ligeiramente mais longa.
    • A altura do peito corresponde aproximadamente a metade da altura na cernelha.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO:

    Guardião inato e corajoso, destaca-se pelo seu afeto instintivo e incondicional para com os rebanhos e para com seu dono. É um cão de comportamento digno, calma e equilibrada.

    CABEÇA:

    Tipo lobo.

    REGIÃO CRANIANA:O pastor dos Cárpatos é um cão mesocefálico, com uma cabeça forte, mas não pesado. A testa é larga e ligeiramente saliente. O crânio é mais largo entre as orelhas e diminui progressivamente em direção à depressão naso-frontal. O sulco frontal é bastante longo e suficientemente bem marcado.

    Links de depressão:Moderado, nunca muito marcado, Ni Huidiza.

    REGIÃO FACIAL:

    Trufa:Grande, Banda larga, sempre preto.

    Focinho:Poderoso, com um perfil aproximadamente oval, ligeiramente truncado. O comprimento do focinho é ligeiramente menor que o do crânio ou no máximo, mesmo.

    Lábios:Espessura, bem pigmentado, bem esticado, com um canto bem fechado.

    Mandíbulas / Dentes:MANDÍBULAS fortes, sólido e direto. Os dentes são poderosos; junta de tesoura, os arcos dos incisivos são ligeiramente arredondados.

    Bochechas:Fina. Poderosos masseters, nunca excelente. A pele fica bem esticada.

    Olhos:Macaroons, ligeiramente oblíqua, não são muito grandes em relação às dimensões do crânio, sua cor é muito escura. Eles não estão protuberantes, nem estão afundados nas órbitas. As pálpebras são pretas e se adaptam bem ao formato do globo ocular.

    Orelhas:Triangular, não muito grande, são ligeiramente mais altos do que a linha dos olhos. Eles estão presos nas bochechas. O membro é ligeiramente arredondado.

    PESCOÇO:

    Muscular, Muito poderoso, comprimento médio. Seu ângulo é de cerca de 50 ° em relação à horizontal.

    CORPO:

    Vigoroso, bem desenvolvido, ligeiramente retangular.

    Margem superior:Reto e firme.

    Altura à Cruz:Pouco forte.

    Voltar:Comprimento médio, reta, e sólido e musculoso.

    Lombo de porco:Poderoso, muscular, mas não muito grande. De comprimento moderado, não muito longo (a margem superior não é firme), Não tão curto.

    Alcatra:Musculoso e largo, comprimento médio. Suavemente inclinada, nunca esquivo.

    No peito:Muito largo, bem desenvolvido e bem inclinado até o nível do cotovelo. Costelas sólidas, bem abalado, nunca em forma de barril.

    Margem inferior:Moderadamente ascendente, abdômen levantado, nem afundou, nem caído.

    CAUDA:

    Parece bastante alto, espesso, fornecido com cabelo abundante. Durante o descanso, parece baixo, reto ou ligeiramente em forma de sabre, alcançando a ponta do jarrete. Quando o cachorro está atento ou em ação, é elevado e pode ultrapassar o nível das costas; não está esticado, nem enrolado nele.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES:Ossos fortes.

    Em geral:Vistas frontais ou de perfil, os membros anteriores são prensados ​​e perpendiculares ao solo.

    Ombro:Sólido, moderadamente inclinado.

    Cotovelos:Bem apegado ao corpo, eles não se desviam ou saem, nem interior.

    Antebraço:Em linha reta, muito vigoroso, com perfil oval.

    Metacarpo:Curto, ligeiramente inclinado.

    Pé anterior:oval, sólido, Compacto.

    MEMBROS POSTERIORES:Muscular, com ossos sólidos e boas angulações.

    Em geral:Eles são de chumbo.

    Coxa:Largura, bem musculado.

    Pernas:Poderosas, muscular, comprimento médio.

    Hock:Sólido, empresa, não muito alto (determinar uma acentuação da angulação do joelho) não muito inclinado.

    Metatarso:Sólido, vertical.

    Pé traseiro:oval, bem desenvolvido e compacto, algo menor que o anterior. Dedos arqueados e juntos. Quaisquer ergôs devem ser removidos, exceto em países onde esta prática é proibida por lei. As solas são elásticas e resistentes.

    MOVIMENTO:

    Solto, com um bom alcance. O trote é vigoroso e sustentado. Os membros se movem em planos paralelos.

    PELE:

    Pigmentado acinzentado. A trufa, A beira, pálpebras e lábios devem ser pretos. Pregos cinzentos ou pretos são preferidos.

    MANTO

    Cabelo:Rude, denso e esticado. O subpêlo é denso e liso. Com exceção da cabeça e das faces internas das extremidades, onde o cabelo é curto e liso, o cabelo é abundante em todo o corpo, comprimento médio. No pescoço, na parte de trás dos membros e na cauda, o cabelo está mais comprido, sendo típica sua abundância nessas áreas.

    Cor:Arena Carbonado (baía escura) com tons diferentes, frequentemente mais claro nas partes laterais e mais escuro na parte superior do tronco. Arena Carbonado (baía escura) com manchas brancas, de preferência pouco espalhado.

    TAMANHO E PESO:

    Altura à Cruz:Ideal: 65 – 73 cm nos machos. 59 – 67 cm nas fêmeas. No entanto, a aparência geral é sempre o mais importante.

    Peso:Em proporção ao tamanho, dando a impressão de um cachorro poderoso, mas não pesado.

    FALHAS:

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e a sua gravidade é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

    FALTAS GRAVES:

    • Qualquer desvio em relação ao anterior e que afete o uso.
    • Constituição frágil ou muito pesada.
    • Olhos muito claros.
    • Pálpebras inferiores pendentes, expondo o globo ocular.
    • Lábios muito carnudos e cantos pendentes.
    • Defeitos de pigmentação significativos.
    • Comprimento excessivo do corpo (mais de 10%) e corpo quadrado.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    • Cachorro apático.
    • Cão claramente atípico, semelhante em aparência ao molosser.
    • Falta de um P3 e outro dente. Falta de um canino, de um P4, de um molar, ou com três ou mais dentes (exceto PM1y M3).
    • Prognatismo superior ou inferior, junta de pinça.
    • Ossos muito finos.
    • Caixa torácica que não está suficientemente desenvolvida.
    • Falta de subpêlo, cabelo que não é curto na cabeça e na frente dos membros.
    • Pelo enrizado o tipo grifón, cabelo fio, pelo longo, Soft, seda, formando uma separação clara sobre a linha média do corpo.
    • Despigmentação considerável das pálpebras, Brigadeiro, pele ou lábios. Heterocromia ocular (olho de cor diferente).
    • Cor: Brown, malhada, amarelo ou com manchas dessas cores.
    • Cães adultos com menos de 62 cm nos machos e 58 cm nas fêmeas.

    N.B.:

    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    As últimas alterações estão em negrito.

    Nomes alternativos:

      1. Romanian Shepherd, Romanian Carpathian Shepherd, Carpathian Sheepdog (Inglês).
      2. Chien de berger des Carpathes (Francês).
      3. Carpatin, Zavod (Alemão).
      4. (em romeno: Ciobănesc românesc carpatin) (Português).
      5. Carpatin, Pastor de los Cárpatos, Perro pastor de los Cárpatos (español).

    Pastor-de-shetland
    Escocia FCI 88 . Cães Pastores.

    Shetland Sheepdog

    O Pastor de Shetland é muito familiar, adorável com crianças, inteligente e leal.

    Conteúdo

    História

    No século XIX, nas Ilhas Shetland do Norte da Escócia, os ancestrais de Pastor-de-shetland, frequentemente chamado de Sheltie, ajudaram rebanhos de ovelhas e soaram o alarme quando estranhos se aproximaram de sua fazenda.

    No entanto, as origens exatas deste cão são tão escuras quanto a névoa que cobre sua terra natal. Sua semelhança com ele Collie de pelo longo apóia a teoria de que é descendente desses cães, que se acredita ter sido importado da Escócia. No entanto, Criadores de Colleys e vários especialistas refutam esta afirmação.

    Para eles, o Abrigo teria se desenvolvido isoladamente nessas ilhas, e seriam o resultado de cruzamentos diferentes. As raças mais frequentemente citadas como contribuintes para sua criação são as Cão-islandês-de-pastoreio, o Yakki de Groenlandia (uma raça extinta), o Cavalier King Charles Spaniel, o Pomerânia e o Border Collie.

    Em qualquer caso., no início do século 20 era frequentemente cruzada Collie de pelo longo, o que reforçou a semelhança entre as duas raças.

    O certo é que seu pequeno tamanho foi fruto de um trabalho de seleção muito racional.. Semelhante a “Pony of Shetland”, conhecido por seu tamanho em miniatura, os locais deram preferência a animais que precisavam de pouca comida, uma mercadoria rara nesta região difícil.

    Embora o Pastor-de-shetland era especialmente apreciado em suas ilhas nativas por suas qualidades de cão pastor e alerta, foi principalmente sua aparência que lhe permitiu sair de lá. Os visitantes da Inglaterra no final do século 19 ficaram maravilhados com o tamanho pequeno e a textura da pelagem do cão. Pastor-de-shetland, e logo eles queriam levar algo para casa, o que eles fizeram. Em breve, alguns moradores decidiram começar a criar para exportação, selecionando criadores por altura e pelo. Mais e mais indivíduos partem para conquistar a Grã-Bretanha e o resto do mundo. No entanto, não houve padrões de raça nem consultas entre os diferentes criadores, então a corrida se desenvolveu em direções às vezes muito distantes umas das outras.

    As coisas mudaram após o reconhecimento oficial em 1909 pelo Kennel Club, a organização líder na Grã-Bretanha. O nome escolhido foi simplesmente o nome pelo qual o cão era conhecido até então, o Pastor-de-shetland. Este reconhecimento ajudou a estabilizar a raça ao estabelecer um quadro bem definido no qual os diferentes criadores deveriam trabalhar..

    No entanto, o nome escolhido não foi do agrado dos criadores de colleys, que os pressionou e ganhou seu caso em 1914: então foi oficialmente renomeado como Pastor-de-shetland.

    Entretanto, os primeiros espécimes chegaram aos Estados Unidos e, já em 1911, o American Kennel Club (AKC) também aceitou. Não foi até 1948 que o United Kennel Club (UKC), a outra organização de referência nos Estados Unidos, ele fez o mesmo. Foi seguido pela Fédération Cynologique Internationale (FCI) em 1954, bem como por todas as outras instituições importantes, incluindo o Canadian Kennel Club (CCC).

    Embora o Pastor-de-shetland agora é comum em todo o mundo, paradoxalmente, tornou-se raro em sua ilha de origem, onde foi substituído pelo Border Collie para pastar.

    Este declínio também pode ser visto no resto da Grã-Bretanha. Por exemplo, As inscrições anuais do Kennel Club caíram de mais de 1300 Menor que 800 em menos de uma década.

    O fenômeno também está ocorrendo nos Estados Unidos, onde ele agora ocupa a posição 25 (de um pouco menos que 200) nas classificações de popularidade do AKC, com base no número anual de pessoas registradas na organização. Em outras palavras, perdeu muito terreno em comparação com as décadas de 1980 e 1990, em que ele estava quase constantemente entre os 10 primeiro, alcançando um máximo de 40.000 registros em 1993. A queda é lenta, mas constante, desde o começo de 2010, Eu ainda estava no 20 primeiras posições.

    A corrida “Pai” do Pastor-de-shetland "o"Abrigo"quantas vezes alcunha", eles são o Border Collie.

    Características físicas

    O Abrigo eles têm um manto duplo, O que torna muito mais do que outros cães desta raça peleche. Cabelos longos, cobrindo a camada espessa e macia base, é o repelente de água, Enquanto a camada de base fornece alívio para o calor e o frio.

    Há três principais cores: Sable, Ele varia entre o dourado e mogno; Tri-color, formada por black, Branco e Tan, e azul mirlo, composta em tons de cinza, Branco, Black and Tan.

    Preto e branco: é menos comum, mas ainda aceitável.

    Areia: a cor mais conhecida, domina sobre outras cores. A sombra Sabre, ou mogno, por vezes, pode ser confundido com o Tricolor abrigo por causa da grande quantidade de sombreamento escuro em seus casacos. Outro nome para ele Abrigo “sombreamento”, é branco e sable trifactorado. Este nome vem da mistura de um tricolor e um sable e branco. Outros é aceitável mas menos comum cor Sable Merle, que às vezes pode ser difícil distinguir entre sable regular depois da hora de cachorro. O sabre mirlo tem manchas de castanho escuro sobre um fundo castanho claro, em comparação com o preto e cinza azul Merle.

    Existem outras duas cores que são um pouco raras, inaceitáveis no anel. O branco cor-cabeça (maioria de cabeça branca “normalmente” marcado), Ele é que o produto de dois cães cruzou branco facotrados. Merle duplo, o produto da passagem de dois Abrigo pássaro azul, eles podem ser ultrapassados, mas têm uma alta incidência da surdez ou cegueira do que outras cores.

    A altura ideal na Cruz, nos machos 37,5 cm. As fêmeas 35,5 cm. Um desvio maior de 2,5 cm acima ou abaixo destas medidas é considerada altamente indesejável.

    Caráter e habilidades

    É um cão de companhia excelente, altamente leais. É alegre, inteligente e sempre pronto para obedecer. O abrigo é amor, leal e afetuoso com a família e do curso, à margem, com estranhos; por esta razão que o abrigo deve ser socializado. Alguns podem ser muito reservado. Esta raça é muito bem com crianças se levantam com eles desde tenra idade; No entanto, seu pequeno tamanho torna mais fácil para uma criança para prejudicá-los acidentalmente, Esse monitoramento é necessário. Também considere trazendo um abrigo adulto para uma casa com crianças pequenas, eles podem não ser compatíveis.

    Alguns abrigo tendem a mostrar uma semelhante a uma personalidade Terrier que tende a ser hiperativo, e sempre pronto, No entanto este temperamento não é sancionado no padrão da raça. Alguns podem ser tímido, mas este temperamento especificamente não é recomendado pela norma. A tendência para a timidez, Ele pode ser reduzido com adequada socialização. O abrigo médio é um cão de guarda excelente, dar alarme barks quando uma pessoa está na porta ou passar um carro na rua.

    O instinto de pastoreio é forte em muitos abrigo. Amo a perseguir e pastagens incluindo, esquilos, Patos, pombos e crianças. O amor de abrigo executar em grandes áreas abertas.

    Eles normalmente gostam de jogar. Eles são melhores com um proprietário sensível, mas firme. O abrigo é, em primeiro lugar e acima de tudo, um pastor inteligente e amor para mantê-los ocupados, Apesar de seu nível de atividade, de um modo geral, Ele coincide com o nível de seu proprietário. Como eles são muito inteligentes, eles são altamente treinados. Falta de estimulação intelectual e exercício, Ele pode levar a comportamentos indesejáveis, incluindo barking excessivo, fobias e nervosismo. Felizmente os comportamentos irritantes podem diminuir em grande parte por uma hora de exercício para fazer o cão com seu proprietário.

    Em sua categoria., a raça domina concorrência cão agilidade. Eles também analisar a concorrência de obediência, Flyball, Pastagem, Controle e prova de talento.

    É um cão muito inteligente, De acordo com Dr. Cidade de Stanley, especialista em inteligência animal. O Abrigo É um dos cães mais brilhantes que ocupa o número da posição 6 no O ranking dos 132 corridas avaliadas. Sua pesquisa descobriu que uma média de de que abrigo poderia compreender um novo comando em menos 5 repetições e rendimentos para o comando pela primeira vez o 95% as vezes ou mais.

    Saúde

    Semelhante a Collie de pelo longo, Há uma tendência para herdar malformações e doenças nos olhos. Cada cachorro deve ter seus olhos examinados por um veterinário qualificado olho. Algumas linhas podem ser suscetíveis a hipotireoidismo, Epilepsia, Quadril Displasia., ou alergias de pele. A expectativa de vida do abrigo é entre 10 e 15 anos, Embora alguns em alguns podem ser mais e em outros podem ser menos.

    Doença de von Willebrand é um transtorno sangramento herdado. A raça de abrigo, cães afetados, como regra geral, eles não vivem muito tempo. O tipo de transportar abrigo III Von Willebrand, que, É a mais grave dos três níveis. Existem testes de DNA que foram desenvolvidos para encontrar a doença em cães abrigo. Ele pode ser feito em qualquer idade e vai mostrar um dos seguintes resultados: afetados, transportadora ou afetadas não. O abrigo pode também sofrer de hipotireoidismo, Ele é o baixo funcionamento da glândula tireóide. Os sintomas clínicos incluem, perda de cabelo, desmaio e baixo peso.

    Apesar de cães de raça pequena não são susceptíveis de serem afectadas por displasia da anca, Ela foi identificada em alguns espécimes de abrigo. Ocorre quando a cabeça do fêmur e o acetábulo não cabem corretamente, Isso faz com que a dor e/ou claudicação. Quadril Displasia é pensada para ser genético; Muitos criadores enviado para testar seus cães para certificar-se de que eles estão livres deste.

    Classificações do “Pastor-de-shetland”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pastor-de-shetland” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 88
    • Grupo 1: – Cães de Pastor e Boiadeiros (exceto Boiadeiros Suíços).
    • Seção 1: Cães Pastores. Com prova de trabalho.
    • FCI – Grupo 1 cães de pastoreio, Seção 1 Cães Pastores
    • AKC – Pastoreio
    • ANKC – Grupo 5 (Cães trabalhadores)
    • CKC – Grupo 5 (Pastoral)
    • KC – Pastoral
    • NZKC – Trabalho
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI “Pastor-de-shetland”

    ORIGEM : Grã-Bretanha.

    UTILIZAÇÃO :

    pastor alemão.

    CLASSIFICAÇÃO FCI

    – Grupo 1 : Cães pastores e cães boiadeiros (exceto Boiadeiros Suíços).
    – Seção 1 : Cães Pastores.
    Sem prova de trabalho.

    OLHAR GERAL

    O Pastor-de-shetland é um cão de trabalho pequeno e de pêlo comprido, De grande beleza, sem sinais de peso ou aspereza, ação livre e graciosa. Sua estrutura deve ser simétrica para que nenhuma parte de seu corpo pareça desproporcional.
    As peles, juba e babador muito abundantes, a beleza da cabeça e a doçura da expressão se combinam para apresentar o espécime ideal.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES

    O crânio e o focinho devem ter o mesmo comprimento, o ponto de equilíbrio sendo o ângulo interno do olho.
    Um pouco mais longo da ponta do ombro à ponta da garupa do que a altura na cernelha.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO

    É um cão alerta, delicado, Inteligente, forte e ativo. Carinhoso e leal ao seu mestre, reservado com estranhos, mas nunca nervoso.

    CABEÇA

    A cabeça deve ser refinada e elegante sem exageros; visto de cima ou de lado deve ter a forma de uma cunha longa truncada, que é refinado desde as orelhas até a trufa. A largura e a profundidade do crânio devem ser proporcionais ao seu comprimento e ao comprimento do focinho. Deve ser considerado em conjunto com o tamanho do cão.

    REGIÃO CRANIANA

      – Crânio : Achatado, moderadamente largo entre as orelhas, sem protuberância occipital. A linha superior do crânio é paralela a – a linha superior do focinho.
      – Links de depressão ( Stop) : Luz, mas definido.

    REGIÃO FACIAL

    A expressão característica é obtida a partir da perfeita harmonia e combinação do crânio e do focinho, do formulário, a cor e colocação de seus olhos e a posição correta e porte de suas orelhas.

      – Trufa : Preto.
      – Focinho : Bem arredondado.
      – Lábios : Black, empresa.
      – Mandíbulas / dentes : Mandíbulas de igual comprimento, rede e forte, mandíbula inferior bem desenvolvida. Dentadura saudável com mordedura em tesoura perfeita, regular e completa, Quer dizer que a face interna dos incisivos maxilares está em contato com o lado exterior dos incisivos inferiores e colocados perpendicularmente às garras. É altamente desejável que a dentadura contenha 42 dentes devidamente colocados.
      – Bochechas : Plano, amarre suavemente com o focinho.
      – Olhos : São médias, em forma de amêndoa e colocada em posição oblíqua. A cor deve ser marrom escuro, exceto no caso de espécimes merle, em que um ou ambos os olhos podem ser azuis ou com listras azuis. As bordas dos olhos devem ser pretas.
      – Orelhas : Pequeno, moderadamente largo na base, colocados bastante próximos uns dos outros no topo do crânio. Quando o cachorro está em repouso, eles são jogados de volta; quando ele está atento, ele os traz para frente e os carrega semi-eretos com as pontas caídas para frente.

    PESCOÇO

    Musculoso e bem arqueado, o suficiente para usar sua cabeça com orgulho.

    CORPO

      – Voltar : Em linha reta, com uma curvatura delicada.
      – Alcatra : Desce gradualmente em direção aos membros posteriores.
      – No peito : Profundo, desce até os cotovelos. As costelas são bem arqueadas, mas afunila na metade inferior para permitir o movimento livre dos membros anteriores e ombros.

    CAUDA

    Tem uma implantação baixa, vértebras diminuem gradualmente de tamanho em direção à ponta, que atinge pelo menos os jarretes. Possui cabelo abundante e uma ligeira curvatura para cima. Quando o cão está se movendo, ele pode ser carregado ligeiramente levantado, mas nunca nas costas e enrolado.

    MEMBRO:

    MEMBROS ANTERIORES

    Membros frontais parecem retos quando vistos de frente; eles são musculosos e bem proporcionados com ossos fortes, mas não pesados.

      – Ombro : As omoplatas devem ser inclinadas, separados na região da cernelha apenas pelas vértebras, e deve se inclinar para fora para permitir a curvatura desejada das costelas. A articulação do ombro deve ser bem angulada.
      – Braço : O braço e a escápula devem ter aproximadamente o mesmo comprimento.
      – Cotovelos : Articulação úmero-rádio-ulnar (cotovelo) é equidistante do solo à região da cruz.
      – Metacarpo : Forte e flexível.

    MEMBROS POSTERIORES

      – Coxa : Amplo e musculoso; o fêmur deve se juntar à pelve em um ângulo reto.
      – Joelho : A articulação fêmoro-tíbio-patelar deve ter uma angulação marcada.
      – Hock : Nítido, angular, bem descido. Com ossos fortes. Vistos por trás, devem ser retos.

    PÉS

    Oval, com almofadas fortes. Dedos arqueados e juntos.

    MOVIMENTO

    Movimento ágil, reunido e engraçado; com um impulso dado pelos membros posteriores que cobre a extensão máxima com o mínimo esforço. Movimento ambling é altamente indesejável, marchar através dos membros, balançando o corpo, bem como o movimento rígido e com deslocamento vertical significativo.

    PELES:

    CABELO

    O casaco é duplo: a pelagem externa é cabelo comprido, áspero e liso. O subpêlo é curto, suave e densa. A juba e o peito têm pelos abundantes. Os membros anteriores têm franjas abundantes. Membros posteriores, nos jarretes, eles são cobertos com cabelo muito abundante, enquanto sob eles, o cabelo está mais curto. A pelagem deve acomodar o corpo e não dominar ou alterar a forma do cão. O cabelo do rosto é curto. Espécimes de pêlo curto são altamente indesejáveis.

    COR

      – Cebellina : Claro ou escuro. Todos os tons são permitidos, de ouro pálido a mogno escuro; mas esses tons devem ser de um tom intenso. Lobo e cores cinza são indesejáveis.
      – Tricolor : Cor preta intensa no corpo, e neles manchas coloridas de fogo brilhantes são preferidas.
      – Blue Merle : Prata azul claro, salpicado ou manchado de preto. As manchas bronzeadas profundas são preferidas, embora sua ausência não deva ser penalizada. Grandes marcas pretas e marcas de ardósia ou ferrugem na camada externa ou interna do cabelo são altamente indesejáveis. A aparência geral deve ser azul.
      – Preto e branco e preto e castanho : Também são cores reconhecidas.
      Podem existir manchas brancas (exceto nos espécimes pretos e castanhos) na frente, a gola e o peitoril, o peito, os membros e a ponta da cauda. Todas ou algumas manchas brancas são preferíveis (exceto nos espécimes pretos e castanhos), mas sua ausência não deve ser penalizada. Manchas brancas no corpo são altamente indesejáveis.

    TAMANHO

    – Altura ideal na cernelha :
    – Machos : 37 cm
    – Fêmeas : 35,5 cm
    Um desvio maior de 2,5 cm acima ou abaixo dessas medidas é considerado altamente indesejável.

    FALHAS

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falha, e a gravidade disso é considerada em proporção ao grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES

    Cão agressivo ou medroso.
    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    N.B.:
    Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para pais.

    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO: 19.08.2013.
    TRADUCCION: Lic. Valverde Calvo (Costa Rica) e Jorge Nallem (Uruguai).
    Informações obtidas de http://www.fci.be/es/nomenclature/PERRO-PASTOR-DE-SHETLAND-88.html

    Nomes alternativos:

      1. Shetland Collie, Dwarf Scotch Shepherd, Sheltie (Inglês).
      2. Shetland, Sheltie (Francês).
      3. Sheltie (Alemão).
      4. Sheltie (Português).
      5. Miniature Collie, Sheltie (español).