Sabujo-montanhês-da-baviera
Germany FCI 217 . Farejadores de Rastro de Sangue

Sabujo-montanhês-da-baviera

O Sabujo-montanhês-da-baviera é muito suspeito de estranhos, Estou calmo e equilibrado com seu dono.

Conteúdo

História

O Sabujo-montanhês-da-baviera é um cão de caça de tamanho médio. Ele é um especialista altamente desenvolvido, mas ao mesmo tempo versátil na caça. Rastrear o trabalho é sua especialidade. Domine a busca e a caça e principalmente o rastreamento. Na trilha, acompanhe um animal ferido. O trabalho canino rápido e infalível é crucial para reduzir o sofrimento da presa.

O Sabujo-montanhês-da-baviera remonta a raças de cães antigas. Esses cães também são chamados “Bracken”. Para caçar, que foi um meio de vida importante para nossos ancestrais por milhares de anos, cães com um olfato particularmente bom e um sentido de detecção inteligente eram de grande importância. Os cães rastreadores também eram necessários para caçar criminosos.

Para os teutões um bom Sabujo valia mais que um cavalo. Isso é atestado por um texto legal de mais de 1000 anos de idade, el Lex Baiuwariorum. Um documento do ano 1459 mais tarde, atesta a doação de Bracken ao mosteiro Tegrinsee (hoje Tegernsee) por um conde Kaspar Törring. Já naquela época a contagem aumentava sistematicamente o Bracken de acordo com um livro genealógico. O real Sabujo-montanhês-da-baviera também descende destes Bracken.

Em 1870 ele também cresceu Cão-farejador-de-hanôver. Isso resultou em um ajudante moderno e versátil para o ranger e o caçador.. Os cães tiveram que se distinguir por seu alto desempenho na caça. Ao mesmo tempo, eles tiveram que lidar com as duras condições nas montanhas. Por conseguinte, pedras afiadas não podiam incomodá-los tanto quanto as tempestades, neve ou alta demanda em sua habilidade de escalar. Em 1883 realizou-se a primeira exposição oficial do Sabujo-montanhês-da-baviera. Em 1912 foi fundada a Klub für Bayerische Gebirgsschweißhunde, que desde então tem tido muito sucesso em cuidar desses cães.

Após a Segunda Guerra Mundial, o gargalo genético foi trabalhado cruzando para o Braco tirolês. Embora a raça seja muito rara, está espalhado por toda a Alemanha. Sua criação é organizada de forma muito responsável. Evitar “criação de elite ou campeã” o número de descendentes de um animal de fazenda é limitado a 18 um. 20. Por outro lado, pelo menos um animal de cada ninhada criada deve ser reintroduzido na raça se não houver sinais de doenças hereditárias. Além disso, a reprodução só é permitida com cães que passaram nos testes de desempenho. A criação do Sabujo-montanhês-da-baviera é um modelo, um projeto, como criar cães saudáveis ​​e fortes com pedigree, mesmo com uma população numericamente muito pequena. Eles são criados entre 10 e 12 ninhadas com 60 um. 80 cachorros por ano. Isso vai quase apenas para as mãos profissionais de guardas florestais e caçadores profissionais.

Foto: Bavarian Mountain Hound (name: Zoran Spod Ruskiej Granicy) por Ralf Lotys (Definitivamente), CC POR 2.5, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Sabujo-montanhês-da-baviera É um cão forte, médias, com uma altura na cernelha de cerca de 44 um. 52 cm e um peso de 17 um. 30 kg. Sexo masculino, No entanto, eles são maiores e mais pesados ​​que as mulheres. Para o seu tamanho, tem pernas bastante curtas. O padrão descreve sua aparência desta forma:

Um cachorro de tamanho médio, harmonioso, luz, muito ágil e musculoso. O corpo é um pouco mais longo do que alto, ligeiramente levantado por trás; inclina-se sobre as pernas não muito alto. A cabeça é portada horizontalmente ou um pouco ereta, cauda horizontal ou inclinada para baixo.

A pelagem deve ser densa, suave, moderadamente áspero, baixo brilho. O padrão requer as seguintes cores:

Vermelho escuro, cervo vermelho, Castanho avermelhado, vermelho amarelado, também amarelo pálido (até a cor da areia); cinza avermelhado como o cabelo de inverno do veado vermelho, também tigrado ou manchado de preto.
Nas costas, a cor básica é geralmente mais intensa. Focinho e orelhas escuras.
A cauda quase sempre é pontilhada escura. Um pequeno ponto claro é permitido no peito (estrela de caça).

O significado é: As cores devem camuflar o cão em seu trabalho de caça e não denunciá-lo, por exemplo com grandes marcas brancas.

Caráter e habilidades

O Sabujo-montanhês-da-baviera é um cão de caça puro-sangue com sentidos bem despertos, mas sem nervosismo. Contanto que você não tenha um cheiro no nariz, impressiona com uma natureza atenciosa, quieto e extremamente gentil, que irradia pura desaceleração para nós humanos. O padrão oficial descreve sua natureza da seguinte maneira: “Calmo e equilibrado; carinhoso com seu dono, reservado com estranhos. O que é necessário é um cachorro estável, auto-confiante, destemido e fácil de lidar, Nem tímido nem agressivo”.

O Sabujo-montanhês-da-baviera é um cão de trabalho muito capaz que realiza suas tarefas com consciência e dedicação.. Tem um forte instinto de pesquisa e é mestre em rastreamento. Explorar a natureza com ele é, Por conseguinte, uma experiência muito especial e felicidade. O Sabujo-montanhês-da-baviera, gerido profissionalmente, também é um cão de família muito bom com uma natureza gentil.

Atitude

A Sabujo-montanhês-da-baviera não é um cão de companhia para a cidade ou para passeios na natureza, mesmo que sejam diariamente. Não é um cachorro para a casa, mas um cão de caça profissional que deseja e precisa do emprego. Caso contrário, a atitude dele é completamente pouco exigente. Por conseguinte, o ideal seria você morar em uma casa na orla da floresta ou no campo com um jardim.

O Sabujo-montanhês-da-baviera quer e pode sair em todos os climas. A norma fornece informações sobre as condições de sua manutenção:

“De acordo com seu propósito de caça como especialista em rastreamento de caça de casco fendido, o Sabujo-montanhês-da-baviera deve possuir todas as qualidades exigidas para ser útil em um acompanhamento difícil. A utilidade deve ser comprovada por testes de desempenho apropriados”.

Educação “Sabujo-montanhês-da-baviera”

O Sabujo-montanhês-da-baviera é um amigo de quatro patas muito amigável e ansioso para aprender, que torna mais fácil para seu dono treinar e trabalhar com ele. Porque você quer e precisa deste guia. Mas não é um cachorro que espera ordens de seu dono. Uma vez que os cães foram autorizados a se reproduzir por muitas gerações apenas se eles dominassem muitos testes de desempenho exigentes, seu nível de treinamento é extremamente alto. Isso é ao mesmo tempo uma obrigação para a liderança deste cão. Porque você precisa do trabalho de caça, onde é bom. Seu elemento é o trabalho de pesquisa. Aqui, ele o levou ao domínio absoluto, você também precisa viver. No entanto, você deve levar isso em consideração se estiver brincando com a ideia de compartilhar sua vida com um Sabujo-montanhês-da-baviera como não um caçador.

Cuidados e saúde

A raça é muito fácil de cuidar. Escovar de vez em quando é o suficiente.

Doenças típicas da raça:

Doenças hereditárias não são conhecidas.

Nutrição / Alimentação

O Sabujo-montanhês-da-baviera é pouco exigente em sua dieta.

Expectativa de vida

O Sabujo-montanhês-da-baviera tem uma expectativa de vida de cerca de 12 anos.

Compre um “Sabujo-montanhês-da-baviera”

Se você está procurando um cachorro desta raça, você deve entrar em contato com um criador afiliado ao Clube Bávaro del Sabujo-montanhês-da-baviera bem antes de sua compra planejada. Como uma regra, cães são manipulados apenas por rangers ou caçadores. De vez em quando, No entanto, pode acontecer que um cachorro esteja procurando outro lugar. Mas então você deve ser capaz e estar disposto a dar a ele condições de vida que possam ser um substituto para seu modo de vida apropriado para a espécie. Um cachorro desta raça custa cerca de 1500 EUR.

Classificações do “Sabujo-montanhês-da-baviera”

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Sabujo-montanhês-da-baviera” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens do “Sabujo-montanhês-da-baviera”

Fotos:

1 – Bavarian Mountain Hound, female and male por Canárias, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
2 – “Sabujo-montanhês-da-baviera” por Wikimedia
3 – A Bavarian Mountain Scenthound por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
4 – Bavarian Mountain Hound during show of dogs in Rybnik – Kamień, Poland por Pleple2000, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
5 – Kafka und Frodo beim ersten Outdoor Treffen und Grillen bei Audigast. Februar 2014. Kafka ist ein Magyar Vizsla und Frodo ein Bayerischer Gebirgsschweißhund por Andreas Kruger
6 – Bavarian Mountain Hound por Pleple2000, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Vídeos do “Sabujo-montanhês-da-baviera”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 217
  • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
  • Seção 2: Farejadores de Rastro de Sangue. Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 2: Farejadores de Rastro de Sangue.
  • AKCGrupo FSS
  • KCCazadores
  • UKCScenthounds

Padrão da raça FCI “Sabujo-montanhês-da-baviera”

FCI Padrão No. 217 / 25.09.1996 / E
BAVARIA MOUNTAIN TRACKER(Cão de Soldagem da Montanha da Baviera)
TRADUCCION : Federação Canófila Mexicana a.c..
ORIGEM : Alemania.
DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 01.04.1996.

UTILIZAÇÃO :

Cão de trilha.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

  • Grupo 6 Sabujos, cães rastreadores (exceto Lebreles) e raças afins.
  • Seção 2 Farejadores de Rastro de Sangue. Com prova de trabalho.

BREVE RESUMO HISTÓRICO : Todos os cães-guia e farejadores vêm do cão de caça mais velho, o hound. Todos os cães puros têm um nariz muito fino para procurar a trilha, possuem grande confiança e disposição para rastrear e latir sem vacilar durante a caça. Originalmente, os cães mais confiáveis ​​e seguros foram escolhidos do pacote e, preso com uma alça, eles estavam procurando a pista perdida do animal selvagem que estava sendo caçado. Destes cães mais calmos e dóceis, cães-guia foram criados mais tarde (com quem um rastreamento saudável foi trabalhado, frio e natural) e os cães farejadores (direcionado para a pista do animal ferido, os chamados "rastreadores corrompidos"). Através de cruzamentos com raças relativamente próximas do ponto de vista genético, feito no final do século 18 e início do século 19, o atual surgiu Cão-farejador-de-hanôver. Após a Revolução de 1848, quando os grandes distritos se desintegraram e os antigos métodos de caça foram substituídos pela caça com armas de fogo aperfeiçoadas, como a espingarda e a paranza, o cachorro foi usado "após o tiro". Mas a especialização do trabalho com guia segura não poderia ser dispensada, da caça com latidos, de perseverança e resistência nos distritos montanhosos.
Em tais lugares, O cão de rastreamento de Hannover foi considerado muito pesado. A fim de alcançar essas características desejáveis ​​também em difíceis regiões montanhosas, Baron Kara-Bebenburg, Reichenhall, criado depois 1870 para o cão de trilha de montanha mais leve, nobre e autêntico ao cruzar rastreadores de Hannover com cães da montanha vermelha. Esses cães cada vez mais deslocaram outras raças dos distritos montanhosos, de modo que o Bavarian Highland Trace Dog se tornou o companheiro clássico do caçador profissional e dos guardas florestais. Em 1912 Fundado o "Bavarian Mountain Trackers Club", com sede em Munique. É a única associação reconhecida na Alemanha para a criação de rastejadores de montanha da Baviera..

OLHAR GERAL :

É um cão geralmente harmonioso, mais rápido, muito ativo e musculoso, médias. O corpo é um pouco alongado e elevado na região posterior ; fica em membros muito longos. A cabeça é horizontal ou ligeiramente ereta ; tem a cauda transportada horizontalmente ou ligeiramente inclinada para baixo.

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : Ele é calmo e equilibrado ; apegado ao seu dono e desconfiado de estranhos. O cão deve ser firme, auto-confiante, dóceis e sem medo, sem ser tímido ou agressivo.

CABEÇA

REGIÃO CRANIANA : Relativamente largo, um pouco arredondado, com uma testa bem marcada, arcadas superciliares bem desenvolvidas e protuberância occipital rasa.

  • Nasofrontal depression (Stop) : Marcado.

REGIÃO FACIAL

  • Trufa : Bom tamanho, não muito largo, narinas bem abertas, preto ou vermelho profundo.
  • Focinho : Um pouco partido na frente dos olhos, ligeiramente mais curto que o crânio, Largo o bastante, não é pontiagudo. A ponte do nariz é ligeiramente arqueada ou reta.
  • Lábios : Lábio superior caindo bem sobre o inferior, moderadamente grosso. Os cantos dos lábios são bem visíveis.
  • Mandíbulas / Dentes : Mandíbulas poderosas com uma mordedura em tesoura perfeita, regular e completa, em que os incisivos superiores se sobrepõem aos incisivos inferiores sem deixar espaço ; dentes são implantados verticalmente na maxila. Deve ter 42 dentes saudáveis ​​de acordo com a fórmula dentária. Mordida em torquês permitida.
  • Bochechas : Destaque-se moderadamente.
  • Olhos : Limpar limpo, com uma expressão atenta. Não muito grande ou redondo. Marrom escuro ou mais claro. Pálpebras bem aderidas e pigmentadas.
  • Orelhas : Algo mais do que moderadamente longo, deve atingir um máximo até a trufa ; pesado, inserção alta e ampla, arredondado em sua parte inferior, pender perto das bochechas, mas não dobrado.

PESCOÇO :

Moderadamente forte. A pele da garganta está um pouco solta.

CORPO

  • Top de linha : Eleve-se um pouco da cernelha à garupa.
  • Cruz : Pouco forte. Transição suave do pescoço para as costas.
  • Voltar : Forte e elástico.
  • Lombo de porco : Proporcionalmente curto, ampla, com boa musculatura.
  • Alcatra : Longo e razoavelmente plano.
  • No peito : Moderadamente largo, com parapeito bem desenvolvido; caixa torácica oval, profundo e longo, com costelas bem para trás.
  • Linha inferior e barriga : Sobe gradualmente em direção à parte de trás do corpo; barriga ligeiramente retraída.

CAUDA

: De comprimento médio que atinge um máximo até a articulação tíbio-tarsal ; inserção alta, carrega-o horizontalmente ou ligeiramente inclinado para baixo.

MEMBROS

MEMBROS ANTERIORES

  • Como um todo. : Vistos de frente, eles são retos e paralelos, e vistos de lado, eles estão bem posicionados sob o corpo. Eles têm boas angulações.
  • Ombro : Fortemente musculoso. Escápulas oblíquas e direcionadas para trás.
  • Braço : Longo, com músculos fortes e finos.
  • Cotovelos : Colado ao corpo, sem desvios para fora ou para dentro.
  • Antebraço : Vertical e fino. Com ossos fortes e musculatura muito boa.
  • Articulação do carpo : Strong.
  • Metacarpo : Um pouco direcionado para a frente.

MEMBROS POSTERIORES :

  • Como um todo. : Ossos fortes. Vistos por trás, são retos e paralelos. Boas angulações.
  • Coxa : Largo e muito musculoso.
  • Joelho : Perna forte : Relativamente longo, muscular e tendão.
  • Articulação do pé-quente : Strong.
  • Metatarso : Curta, posição vertical.

PÉS : Em forma de colher, com dedos bem arqueados e unidos, bem como almofadas de ouvido suficientemente acolchoadas, Difícil, forte e bem pigmentado. Eles são colocados no chão paralelamente à posição de pé ou durante o movimento, sem desvios para fora ou para dentro. Unhas pretas ou cor de chifre.

MOVIMENTO :

Cobre terreno com bom alcance e excelente dinâmica, membros anteriores e posteriores retos e paralelos ; movimento ligeiramente elástico.

PELE :

Espessura, Firmemente ligado.

PELES

CABELO :

É denso, colado, suave, moderadamente áspero, com pouco brilho ; é mais fino na cabeça e orelhas, mais áspero e mais longo na barriga , membros e cauda.

COR :

Vermelho escuro, cervo vermelho, Castanho avermelhado, vermelho amarelado, também amarelo pálido (até a cor da areia); cinza avermelhado como o cabelo de inverno do veado vermelho, também tigrado ou manchado de preto. Nas costas, a cor básica é geralmente mais intensa. Focinho e orelhas escuras. A cauda quase sempre é pontilhada escura. Um pequeno ponto claro é permitido no peito (estrela de caça).

TAMANHO E PESO :

Altura à Cruz : Macho : 47 – 52 cm.Hembra : 44 – 48 cm.

Tanto em homens como em mulheres, a tolerância nunca é permitida no tamanho maior ou menor.

FALHAS :

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

FALTAS GRAVES

• Trufa cor de carne.
• Prognatismo superior o inferior leve. Braçadeira parcial.
• Pálpebras muito soltas.
• Dorso muito antigo ou arqueado.
• Caixa torácica muito plana ou em forma de barril.
• Cotovelos muito estendidos ou para dentro.
• Membros posteriores muito altos.
• Posição muito estreita dos membros posteriores, ou em forma de vaca ou em O, tanto em pé quanto durante o movimento.
• Pelagem muito fina ou muito fina.
• Desvios intensos na cor; preto com marcas vermelhas.
• Tamanho diferente.

FALHAS ELIMINATÓRIAS

• cão agressivo ou medroso.
• Prognatismo superior o inferior marcado. Arco desviado dos incisivos.
• Falta de dentes (exceto P1).
• Ectropión, entrópio.
• Cauda congênita quebrada.
• Fraqueza de caráter.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Bavarian Mountain Scenthound (Inglês).
    2. Chien de recherche au sang de la montagne bavaroise (Francês).
    3. Bayerischer Gebirgsschweisshund (Alemão).
    4. (em alemão: Bayrischer gebirgsschweisshund) (Português).
    5. Sabueso bávaro de montaña, Rastreador de Baviera (español).

Cão-farejador-de-hanôver
Germany FCI 213 . Farejadores de Rastro de Sangue

Cão-farejador-de-hanôver

O Cão-farejador-de-hanôver Ele é um cachorro com um olfato muito bom, especializado em localizar presas feridas.

Conteúdo

História

O Cão-farejador-de-hanôver é um cão de caça de tamanho médio.

Ele é um especialista altamente desenvolvido, mas ao mesmo tempo versátil na caça. Rastrear é a disciplina suprema de um cão de caça, que o Cão-farejador-de-hanôver domina como nenhum outro. No rastreamento, manter o controle de animais feridos em uma caçada. O trabalho canino rápido e infalível é decisivo para reduzir o sofrimento do animal ferido. Esta tarefa é antiga, mas não menos relevante hoje.

O Cão-farejador-de-hanôver remonta a raças de cães arcaicas. Bloodhounds também são chamados “Samambaia”. Para caçar, que foi um meio de vida importante para nossos ancestrais por milhares de anos, cães com um olfato particularmente bom e um sentido de detecção inteligente eram de fundamental importância. Os cães farejadores também eram indispensáveis ​​para caçar criminosos. Antes da introdução de armas de fogo, os caçadores tiveram que perseguir o jogo muito mais perto. Era para isso que serviam os cães-guia. Deles surgiram os cães de hoje. Este tipo de cachorro provavelmente acabou 10.000 anos. Para os teutões um bom “cão de trilha” valia mais que um cavalo. Isso é atestado por um texto legal de mais de 1000 anos de idade, el Lex Baiuwariorum. Na era barroca, príncipes ricos administravam as chamadas cortes de caça. Era uma espécie de faculdade de caça com orientação prática. Um dos primeiros foi o “Cão hanover”. Aqui, esses cães foram sistematicamente criados e treinados a partir de 1657.

A reprodução de acordo com os padrões atuais começou em Erfurt, em 1894 com a fundação do clube Hirschmann, que ainda faz muito sucesso com esta raça hoje. Sua criação tem sido organizada de forma extremamente responsável desde tempos imemoriais.. Por conseguinte, cães vitais e saudáveis ​​com ótimo temperamento e excelente desempenho podem ser criados de forma confiável até hoje.

O Cão-farejador-de-hanôver é um cão de caça, mas também um bom cão de família e companheiro no dia a dia. Tem que ser. Seu controlador deve estar pronto para agir com ele a qualquer momento, por exemplo, se houve um acidente de trânsito e é necessário encontrar um veado ou javali ferido. Você não precisa ser um caçador ou guarda florestal para obter um filhote de um criador do clube Hirschmann, mas você tem que ser um membro deste clube e fazer um curso de treinamento para treinadores do Cão-farejador-de-hanôver. Entre 40 e 60 os cachorros são criados todos os anos sob a égide da Federação Canina Alemã – VDH.

Foto: Hanover Hound por TobiasHR, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Cão-farejador-de-hanôver é um cachorro forte de tamanho médio. Pelo tamanho do corpo dela, tende a ter pernas curtas, pois isso é vantajoso quando você deve fazer a plástica do nariz perto do chão. Os machos são maiores e mais pesados ​​do que as fêmeas. Os machos devem ter altura na cernelha de 50 um. 55 centímetros com um peso de 30 um. 40 kg. As cadelas devem ter uma altura na cernelha de 48 um. 53 centímetros e um peso de 25 um. 35 kg. O padrão oficial descreve sua aparência desta forma:

A aparência geral do poderoso Cão-farejador-de-hanôver é de um cachorro de tamanho médio, bem proporcionado e poderoso. Membros dianteiros e traseiros bem posicionados e fortemente musculosos permitem que você trabalhe com resistência. Pernas muito altas, especialmente uma direita superdimensionada, eles impedem o trabalho com um nariz profundo e estão fora do personagem. O peito largo e profundo oferece bastante espaço para os pulmões e permite perseguições longas e cansativas. A testa ligeiramente enrugada e os olhos claros e escuros dão a Cão-farejador-de-hanôver sua típica expressão facial séria.

As orelhas são de comprimento médio e, segurado alto na cabeça, Cachoeira. Sua pelage é curto, densa, espessura. Típico da raça é a cor avermelhada básica, que pode variar de vermelho claro claro a tigrado escuro, quase preto.

Caráter e habilidades

O Cão-farejador-de-hanôver é um cão de caça puro-sangue com sentidos alertas, mas sem nenhum tipo de nervosismo. Contanto que você não tenha um cheiro no nariz, impressiona com uma natureza atenciosa, quieto e extremamente gentil, que para nós humanos irradia pura desaceleração. No caminho, ele mostra sua paixão e a segue com latidos altos. O padrão FCI descreve sua natureza da seguinte maneira:

Natureza tranquila e segura, mas sensível ao seu controlador. Seletivo e reservado com estranhos. A alta capacidade de concentração no rastreamento de caça funciona com uma relação de rebanho pronunciada com o caçador principal.

O Cão-farejador-de-hanôver ele é um cão de trabalho muito eficiente, que cumpre suas tarefas com consciência e com o maior compromisso. Explorar a natureza junto com ele e seus sentidos superiores é uma experiência e felicidade muito especial. Sua natureza equilibrada, mesmo soberano, suas qualidades sociais e gentileza humana fazem dele um excelente cão de família.

Ginástica

A Cão-farejador-de-hanôver ele não é um cão de companhia para a cidade. Não é um cachorro de apartamento, mas um assistente de caça apaixonado que quer e precisa do emprego. Caso contrário, a atitude dele é completamente pouco exigente. Idealmente, você deveria viver com seus humanos em uma casa na orla da floresta ou no campo com um jardim.. Isso já resulta de sua tarefa, que também deve ser do seu cuidador: a busca.

A equipe do cão de caça, composto pelo cão e pelo condutor, Esteja sempre preparado para procurar animais de caça feridos em nome da comunidade local de caçadores, depois de uma caçada ou acidente de trânsito. Esta tarefa também deve ser compartilhada por toda a família. Os desafios são grandes em todos os aspectos: todos os tipos de clima, dia ou noite, rasteje forte em terreno denso e terreno aberto, com segurança em busca de um animal ferido e talvez agressivo, pense no javali. O cão deve ser capaz de ser dirigido por seu tratador em todos os momentos. Esses são desafios incomparáveis ​​nos esportes caninos. Na vida cotidiana ele é sociável e discreto. Você pode fazer tudo com isso.

Educação

O Cão-farejador-de-hanôver é um amigo de quatro patas profundamente amigável e ansioso para aprender, que torna mais fácil para seu treinador treinar e educar você, bem como trabalhar com ele. Quer e precisa deste guia. Mas não é um cão que espera ordens de seu dono. Você não pode ensiná-lo, mas você pode treiná-lo de forma excelente com base em reforço positivo e profunda confiança emocional.

Como os cães só foram autorizados a se reproduzir por muitas gerações se eles dominaram muitos testes comportamentais exigentes, seu nível de desempenho é extremamente alto. Isso é ao mesmo tempo um compromisso com o manejo deste cão.

Cuidados e saúde

O Cão-farejador-de-hanôver não requer nenhum cuidado especial.

Escovar o pelo do cão semanalmente é o suficiente para se livrar dos vários detritos coletados durante a caminhada ou caça e para remover os pelos mortos.

No entanto, é recomendado inspecionar regularmente seus ouvidos. Na verdade, como em qualquer raça de cachorro com orelhas caídas, têm um risco aumentado de otite. Cera de ouvido e bactérias acumuladas podem causar tais infecções.

Para te proteger de problemas dentários, os dentes do cachorro devem ser escovados regularmente. Idealmente, isso deve ser pelo menos duas ou três vezes por semana.

Além disso, quando você volta de longas caminhadas com seu cachorro ou de caça, é uma boa ideia verificar as partes do corpo que podem estar danificadas, especialmente as pernas, cauda e orelhas.

Você também deve verificar regularmente se há parasitas e certificar-se de que seu cão receba o tratamento adequado de controle de pragas..

Enfim, as unhas do cachorro devem ser aparadas se forem muito longas. Isso é especialmente necessário se o cão não andar regularmente em superfícies muito duras como concreto..

Doenças típicas da raça:

Embora o Cão-farejador-de-hanôver não tem uma predisposição congênita para qualquer patologia particular, é particularmente propenso a infecções de ouvido em cães. Para prevenir essas infecções, é aconselhável inspecionar as orelhas do cão regularmente.

Também pode ser sensível a anestésicos e apresentar riscos de entrópio (a borda da pálpebra está voltada para dentro, o que faz com que os cílios e a pele esfreguem os olhos) o ectrópio (a pálpebra está virada para fora, expor a conjuntiva e possivelmente causar infecções oculares).

Também apresenta risco de obesidade para o cão, se você está superalimentado e / ou leva uma vida muito sedentária.

Além disso, os principais riscos a que está exposto como cão de caça são picadas ou picadas de insetos (de víboras, por exemplo), bem como insolação. Para evitar isso, é melhor evitar caçar nas horas mais quentes do dia.

Enfim, você também corre o risco de se ferir ao caçar (Javali, Veados…). Este risco é particularmente importante para o Cão-farejador-de-hanôver, que é muito teimoso no trabalho e nunca desiste, mesmo quando ele está machucado.

Nutrição / Alimentação

O Cão-farejador-de-hanôver é um cão resistente que não é difícil de alimentar. Ração industrial de qualidade para cães é ideal para ele, idealmente dividido em duas refeições por dia.

Se você caçar, a dieta do cão deve ser adaptada a esta atividade e sua sazonalidade: um mês antes de abrir, pode ser necessário fazer o seu cão perder peso se ele ganhou muito peso durante o inverno. Isso pode ser feito reduzindo suas porções ou comendo uma dieta de baixa caloria..

Por outro lado, uma vez que a temporada de caça começa, as necessidades dietéticas e energéticas do cão são aumentadas por sua alta atividade física, e é necessário, Por outro lado, ou aumentar as porções em 10 um. 20% ou dar a ele uma dieta mais rica.

Além disso, é preferível dividir as refeições durante um dia de caça: uma pequena quantidade de comida deve ser dada antes da partida, e depois outro ao meio-dia, para evitar síncope devido a hipoglicemia. Esta porção é preferencialmente quente e úmida para que você possa digeri-la mais rápido, de modo a não sobrecarregá-lo antes do exercício intenso, isso poderia te deixar doente (vômito…). A maior parte é dada à noite.

Expectativa de vida

Esta raça de cachorro tem uma expectativa de vida de cerca de 12 anos.

Compre um “Cão-farejador-de-hanôver”

Se você estiver interessado em um Cão-farejador-de-hanôver, você deve contatá-lo Club Hirschmann bem antes de sua compra planejada. Os filhotes são liberados apenas para os membros em um cronograma definido. Então você deve ser capaz e estar disposto a dar a esta espécie condições de vida adequadas para este cão de caça por pelo menos 10 anos. Um cachorro desta raça custa cerca de 850 EUR.

Classificações do “Cão-farejador-de-hanôver”

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Cão-farejador-de-hanôver” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens do “Cão-farejador-de-hanôver”

Fotos:

1 – Cão-farejador-de-hanôver por https://pixabay.com/es/photos/hs-hannoverscher-schweisshund-macho-5226519/
2 – Cão-farejador-de-hanôver por https://pixabay.com/es/photos/hannoverscher-schwei%C3%9Fhund-perros-5193568/
3 – Cão-farejador-de-hanôver por https://pixabay.com/es/photos/terrier-hannoverscher-schweisshund-4453683/
4 – Cão-farejador-de-hanôver por https://pixabay.com/es/photos/hannoverscher-schwei%C3%9Fhund-perros-5193562/
5 – Cão-farejador-de-hanôver por https://pixabay.com/es/photos/hannoverscher-schwei%C3%9Fhund-perros-5193559/
6 – Cão-farejador-de-hanôver por Associação Hirschmann, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Vídeos do “Cão-farejador-de-hanôver”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 213
  • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
  • Seção 2: Farejadores de Rastro de Sangue. Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 2: Farejadores de Rastro de Sangue.
  • UKCScenthounds

Padrão da raça FCI “Cão-farejador-de-hanôver”

FCI Padrão No. 213 / 18. 12. 2002 / E
RASTREADOR DE HANNOVER(Cão soldador hanoveriano)
Tradução : Brígida Nestler. Supervisão Técnica : SR. Miguel Angel Martinez.
PAÍS DE ORIGEM : Alemania.
DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 09. 06. 1999.

UTILIZAÇÃO : Cão de trilha. Hound Dog.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

  • Grupo 6 Sabujos, farejadores e raças assemelhadas.
  • Seção 2: Rastrear cães com prova de trabalho.

BREVE RESUMO HISTÓRICO : Os rastreadores de Hannover permaneceram quase inalterados desde o início. Descendente dos cães de trilha da Idade Média. O cão fedorento da raça dos bracos encontrou lugar de destaque desde a época dos direitos de descendência dos povos germânicos. (500 D. C). Com o advento das armas de fogo, os métodos de caça começaram a mudar. Um cachorro foi necessário para procurar presas selvagens feridas. Aqui o cão fedorento demonstrou as melhores condições e daí surgiu o cão fedorento. A corte de caça de Hanover no reinado de mesmo nome continuou a desenvolver essencialmente esta raça e obteve métodos de orientação experientes.. De 1894 A Associação de Hirschmann e.V atua como um clube de criação para esta raça de cães. Aqui o nome "Hannover Tracker" foi definido.. Desde então os cães continuam a ser criados com estrito controlo de acordo com a performance e são encaminhados exclusivamente para as áreas de caça como especialistas na procura de presas selvagens..

OLHAR GERAL :

A aparência geral do resistente Hannover Hound é a de um cão de tamanho médio, bem proporcionado e forte. Membros dianteiros e traseiros bem posicionados, com músculos fortes que o capacitam para um trabalho perseverante. Membros muito altos e principalmente uma testa superdesenvolvida restringem seu trabalho de farejar o chão e são atípicos. O peito largo e profundo dá aos pulmões bastante espaço e permite trabalhos longos e exigentes. A testa ligeiramente enrugada e os olhos escuros transparentes dão ao Hanover Hound aquele olhar sério em seu rosto, tão típico no. A cor vermelha básica também é típica da raça., variando de uma coloração clara e pode variar a uma coloração tigrada de tons com efeitos escuros, quase preto.

PROPORÇÕES IMPORTANTES :

• UMA . Comprimento do corpo / Altura na Cruz : 1,4 um. 1
• B. Profundidade do peito / Altura na Cruz: 0,5 um. 1
• C. Long da Ponte Nasal / Comprimento da cabeça: 0,5 um. 1

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO : Temperamento calmo e confiante, sensível com seu motorista e seletivo e reservado com estranhos. Alta capacidade de concentração no trabalho de busca durante a caça com uma proporção acentuada de revolta em relação ao caçador que o lidera.

CABEÇA :

Testa ligeiramente enrugada.

REGIÃO CRANIANA :

  • Crânio : Largura, aumentando as mesmas costas, ligeiramente abobadado. Protuberância occipital ligeiramente desenvolvida, arco superciliar, visto no perfil claramente marcado.
  • Stop : Fortemente marcado, nos machos é mais perceptível.

REGIÃO FACIAL :

  • Trufa : Ampla, geralmente preto, raramente marrom escuro. Nariz grande, Banda larga, narinas bem abertas. Ponte ligeiramente convexa ou quase plana do nariz, nos machos mais convexo. Estreitando gradualmente na direção da testa.
  • Focinho : Strong, profundo e amplo. Bem desenvolvido para uso (aproximadamente 50 % o comprimento da cabeça).
  • Lábios : Larguras, pendurado e bem arredondado.
  • Mandíbulas / Dentes : Mandíbulas normalmente desenvolvidas, muito fortes, certo, dando espaço suficiente para todos os dentes. 42 dentes com mordedura em tesoura ou pinça.
  • Bochechas : Músculos poderosos e muito fortes.
  • Olhos : Nem proeminente nem afundado, pálpebras apertadas, íris marrons escuras. Livre de ectrópio ou entrópio.
  • Orelhas : Médio longo, inserção alta e larga, liso e sem torcer. Eles ficam pendurados na cabeça, com borda arredondada.

PESCOÇO :

Longo e forte, alargando gradualmente em direção ao peito, pele da garganta cheia e solta, a formação de um leve queixo duplo é permitida.

CORPO :

  • Top de linha : Longo, muitas vezes ligeiramente desenvolvido.
  • Cruz : Normalmente marcada, inserção de pescoço forte.
  • Voltar : Strong.
  • Lombo de porco : Com um ligeiro arco, amplo e flexível.
  • Alcatra : Largo e comprido, descendo ligeiramente em direção à cauda.
  • No peito : Profundo e espaçoso, mais profundo do que largo.
  • Linha inferior e abdômen : Em uma linha que sobe gradualmente, ligeiramente retraído.

CAUDA : Inserção alta, longo e ligeiramente arqueado. Em sua inserção é forte, diminuindo gradualmente até um ponto.

MEMBROS :

MEMBROS ANTERIORES :

  • Como um todo. : Visto de lado, a colocação é reta e paralela sob o corpo.. Visto de frente, sua localização é reta e geralmente muito próxima.. Bem proporcionado ao corpo.
  • Ombro : Escápulas planas, músculos fortes, colocado bem oblíquo.
  • Braço : Longo. Cotovelos : Bem colocado para trás e colado.
  • Antebraço : Direito, músculos fortes.
  • Articulação do carpo : Ampla, quase certo.
  • Metacarpo : Nunca totalmente inclinado.
  • Pés anteriores : Strong, rodada, dedos bem arqueados e juntos, grandes almofadas de ouvido rudes, unhas fortes.

MEMBROS POSTERIORES :

  • Como um todo. : Visto de perfil, o posicionamento é para frente ou ligeiramente para trás. Boa angulação. Visto da parte traseira direita. Para um cão de tamanho médio com mais que altura, a relação com o corpo é normal..
  • Pélvis : Amplo e espaçoso.
  • Coxa : Com músculos fortes.
  • Joelho : A junta com um ângulo de mais de 120º.
  • Perna : Reto e seco.
  • Tarso : Largo e forte
  • Metatarso: Colocado quase verticalmente no chão.
  • Pés de volta : Arredondado, dedos bem juntos.

MOVIMENTO :

Domine todos os movimentos, com forte impulso e elástico e durante o galope cobre bem a superfície. O movimento preferido durante o trabalho é a caminhada e o galope.

PELE :

Espessura, bem solto, dobras predominantemente na cabeça e às vezes na área da garganta. A testa com dobras é típica.

PELES :

CABELO : Curta, espesso, disco rígido, áspero. Na parte de trás da coxa um pouco mais longo e mais grosso. O cabelo na cauda é espesso, áspero e um pouco mais longo e mais espesso na parte inferior.

COR :

Vermelho cervo claro a escuro, mais ou menos tigrado, com ou sem máscara. Pequenas manchas brancas no peito são toleradas.

ALTURA E PESO :

Altura na Cruz : Machos: 50 –55 cm.Hembras: 48 – 53 cm. Peso: Machos: 30 – 40 Kg. Fêmeas: 25 – 35 Kg.

FALHAS:

Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta, e a gravidade desta refere-se ao grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

• Estrutura quadrada.
• Estrutura óssea fina.
• Falhas na mordida: Ausência dos primeiros pré-molares ou outros dentes, prognatismo ou inferior.
• Ectropión, entrópio.
• orelhas torcidas ou pequenas.
• Cão fortemente desenvolvido nas costas.
• Dorso afundado ou ondulado.
• Peito em forma de barril.
• Cauda fortemente curvada ou muito fina.
• Ombros retos ou soltos.
• Jarrete de vaca pronunciado ou jarrete aberto.
• Abra os pés ou pé de lebre.

FALHAS ELIMINATÓRIAS :

• cão agressivo ou medroso.
• As faltas mais pronunciadas ou marcadas mencionadas acima são eliminatórias.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Hanoverian Hound, Hanoverian Scenthound, Hannover’scher Schweisshund (Inglês).
    2. Chien de rouge du Hanovre (Francês).
    3. Hannoversche Schweisshunde (Alemão).
    4. (em alemão: hannover’scher schweisshund) (Português).
    5. Sabueso de Hannover (español).

Rafeiro do Alentejo
Portugal FCI 96 - Molossóides . Montanha

Rafeiro do Alentejo

O Rafeiro do Alentejo É um excelente cão de guarda nas fazendas e casas do Alentejo.

Conteúdo

História

O Rafeiro do Alentejo (Mastim do Alentejo), como o próprio nome sugere, vem da região portuguesa de Alentejo, que se estende ao sul do rio Tejo até ao Algarve. O cão de raça, que dentro do FCI pertence ao grupo 2 (Molossóides), Subseção Mountain Dogs, tem uma longa história como cão pastor. Embora pouco se saiba sobre a origem exata dessa raça rara, seus pais devem ser encontrados nos cães molossianos do Oriente Médio. O Cão da Serra da Estrela (Star Mountain Dog), também de portugal, provavelmente também estava envolvido em sua origem.

Nas planícies alentejanas, os pastores usavam Rafeiro do Alentejo pastorear e conduzir gado. Além disso, o intrépido amigo de quatro patas protegeu o rebanho que lhe foi confiado, evitando confiantemente ataques de animais selvagens ou ladrões. Especialmente à noite, o Rafeiro do Alentejo defendeu seu rebanho no sangue. Os grandes proprietários ricos apreciaram o cão imponente não apenas como um protetor vigilante, mas também como um símbolo de status de força e poder.

À medida que a industrialização progredia e grandes propriedades declinavam, o rafeiro ficou mais estranho. No início do século XX, cães deste tipo estavam quase extintos. No entanto, um pequeno círculo de entusiastas garantiu que a raça fosse preservada. Em 1940 um primeiro padrão de raça foi estabelecido. 14 anos mais tarde, Fédération Cynologique Internationale (FCI) finalmente reconheceu a raça.

Características físicas

Quando o Rafeiro do Alentejo, ladrões de gado e animais selvagens fogem rapidamente: Quem iria querer mexer com um cachorro tão grande e poderoso?

Com uma altura na cernelha de até 76 cm e um peso de aproximadamente 50 kg, o cão de raça portuguesa tem uma aparência muito marcante. Sua cabeça maciça e seu corpo forte e musculoso dão uma impressão defensiva.. Olhe com calma para o seu oponente com pequenos olhos castanhos, entre os quais há um ligeiro sulco, mas nada escapa do seu olhar atento.

Apesar de sua forma volumosa e marcha um tanto pesada e lenta, o corpo do Rafeiro do Alentejo parece ser bastante longo do que largo. O pescoço oferece uma boa transição para o ombro, as costas são retas. A cauda é bem mobiliada e espessa na base, bastante baixo e forma uma ligeira curva ascendente quando excitado. Em posição de repouso, chega ao jarrete. Orelhas do Rafeiro eles são de tamanho médio e caem para um lado quando dobrados.

A pelagem densa e suave do cão pastor português é de comprimento curto a médio e possui subpêlo abundante, oferecendo proteção confiável em todas as condições climáticas. O Rafeiro do Alentejo está disponível em preto, Lobo cinzento, leonado ou amarelo com ou sem manchas brancas. Também é permitida uma cor de base branca com manchas amarelas., bem como as amostras tigradas de acordo com o padrão da raça.

Caráter e habilidades

À noite, o Rafeiro do Alentejo ele está no seu melhor momento: nada escapa do seu olhar atento, seu nariz bom e suas excelentes orelhas. Quem ousar entrar em seu território é capturado sem aviso prévio e, Sim é necessário, atacado. Pastores que têm um Rafeiro eles não precisam mais temer ladrões ou caçadores.

Como um cachorro de raça pura, cuja única tarefa é acompanhar e proteger sua família, o cão de raça portuguesa é completamente inadequado. Embora ele seja fiel e leal à sua família, sua nitidez inata é difícil de controlar, mesmo com uma educação consistente. Depois de tudo, o inteligente e autoconfiante Rafeiro do Alentejo sempre foi usado para trabalhar e agir de forma independente. No entanto, a vontade de subordinar e obedecer não está entre seus pontos fortes.

Quem quer manter um Rafeiro do Alentejo deve ser capaz de oferecer um amplo território no qual você possa viver seus instintos vigilantes e protetores de acordo com seu humor. Isso não significa, É claro, que alguém deveria deixar esse cachorro ir. Um proprietário responsável socializa e educa seu cão desde o início. Mostra claramente quem está segurando as rédeas na mão e onde estão seus limites. Ao mesmo tempo, ele também aceita que seu amigo de quatro patas precise de sua liberdade. O Rafeiro nunca se tornará um “bom cão de colo”.

Compre um “Rafeiro do Alentejo”

Os interessados ​​em um Rafeiro do Alentejo Às vezes, os puros-sangues precisam percorrer um longo caminho para encontrar um criador adequado. No entanto, pessoas que querem comprar esse cachorro por capricho, deve abster-se de comprá-lo. O Rafeiro é e continua sendo um excelente cão pastor e deve ser mantido nesse contexto. Quem quer transformá-lo em um cão de companhia familiar, ele faz a si mesmo e o cachorro não favorece.

Saúde e expectativa de vida de “Rafeiro do Alentejo”

As doenças típicas da raça são pouco conhecidas devido à baixa propagação da raça. O Rafeiro é um cão muito robusto cuja expectativa de vida é comparativamente alta, de 12 um. 14 anos. No entanto, como todos os cães de tamanho e formato, Você também pode ter problemas nas articulações, como displasia da articulação do quadril ou displasia do cotovelo.

A dieta do “Rafeiro do Alentejo”

Em princípio, esta raça não tem necessidades alimentares específicas. No entanto, uma dieta equilibrada e saudável é, É claro, também importante para este cachorro – também ou especialmente em relação a possíveis problemas articulares. Por conseguinte, seguindo a dieta de cachorros de alta energia, um alimento com poucas proteínas deve ser administrado primeiro para evitar que o cão jovem cresça rápido demais. No cão adulto, o valor energético dos alimentos pode aumentar novamente. Agora, carne fresca, através do qual a quantidade necessária de proteína animal é absorvida, deve principalmente encher a tigela de alimentação. Legumes frescos e arroz são adequados para um enfeite saudável. O peixe pode ser dado como uma alternativa à carne.

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 96
  • Grupo 2: – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços.
  • Seção 2.2: – Molossóides, Tipo de montanha.
  • Federações:
    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo de montanha.
    • AKC – FSS
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão FCI da raça Rafeiro do Alentejo

    RAFEIRO DO ALENTEJO
    ORIGEM
    Portugal.

    DATA DE PUBLICAÇÃO
    DO ESTALÃO DE ORIGEM EM VIGOR
    04-11-2008.

    UTILIZAÇÃO
    Guarda de propriedades e rebanhos.

    CLASSIFICAÇÃO F.C.I.
    Grupo 2 – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides, Cães de Montanha e Boieiros Suíços.
    Secção 2.2 - Molossoides, tipo Montanha.
    Sem prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO
    Julga-se que este cão descende dos molossos do Médio-Oriente. De acordo com o seu tamanho e coragem foi utilizado pelas tribos cuja sobrevivência dependia da criação de rebanhos; tinha assim um papel primordial nessas comunidades.
    No início da transumância, o que implicava a deslocação temporária de grandes rebanhos, constatou-se que o gado estava exposto a numerosos perigos no decurso desses longos trajectos.
    Nas estradas em direcção às montanhas no Verão e aquando do regresso às planícies no Inverno, os rebanhos foram sempre acompanhados por grandes cães; daí resultou que a raça se expandisse de uma região para a outra ao longo destes percursos.
    Tal facto explica a chegada deste cão possante, denominado Rafeiro do Alentejo desde o final do século XIX, às planícies alentejanas.

    ASPECTO GERAL
    Cão de grande tamanho, possante, rústico, sóbrio e tranquilo. Perfil, a cabeça é ligeiramente convexa; o conjunto da estrutura é mais comprido do que alto (sub-longilíneo).

    PROPORÇÕES IMPORTANTES
    Retangular (sub-longilíneo); sendo a altura ao garrote ligeiramente inferior ao comprimento do corpo.
    A relação largura/comprimento do crânio deve ser 1/2.
    A relação comprimento do chanfro/comprimento do crânio deve ser 2/3.
    A altura do peito deve ser ligeiramente menor do que metade da altura ao garrote.
    Excelente guarda das herdades e quintas. É igualmente útil para a protecção de rebanhos, sobretudo durante a noite, sendo pouco tolerante na defesa do território ou das propriedades que lhe são confiadas. A expressão é calma e confiante, nem agressivo, não timido.

    CABEÇA
    Volumosa, quase maciça, proporcionada ao seu tamanho; larga na parte posterior do crânio, mais estreita e menos convexa na fronte. Os eixos superiores crânio faciais moderadamente divergentes.

    REGIÃO CRANIANA
    Crânio: Longo; abaulado nos dois eixos; arcadas supraciliares não salientes; sulco frontal pouco pronunciado entre e acima dos olhos; protuberância occipital pouco marcada; as faces laterais são bem musculadas.
    Stop: Pouco pronunciado.

    REGIÃO FACIAL
    Trufa: oval, com a extremidade ligeiramente truncada de cima para baixo e de diante para trás; narinas bem abertas de cor preta.
    Chanfro: Direito, com corte transversal abaulado. A base é larga e alta, estreitando moderadamente até à extremidade; o chanfro é mais curto que o crânio.
    Lábios: Pretos, ligeiramente arredondados à frente, sobrepostos, bem rasgados; espessura média; de perfil inferior ligeiramente curvo.
    Maxilas/dentes: Fortes e bem desenvolvidos; articulação em tesoura, sendo tolerada a articulação em pinça.
    Rostos: Ligeiramente marcadas com região masseteriana saliente.
    Olhos: Pequenos; elíptico, à flor da pele, castanhos (de preferência escuros). Pálpebras de pigmentação escura, firmes e acompanhando a forma do globo ocular. Expressão calma.
    Orelhas: Colocadas a média altura, pouco móveis, pequenas, dobradas e pendentes. A base é estreita; o comprimento é igual ou ligeiramente superior à largura. Triangulares e arredondadas na extremidade. Quando o cão está atento, as orelhas ficam dobradas, mantêm-se direitas na base e as dobras tornam-se mais marcadas no sentido longitudinal.

    PESCOÇO
    Boa saída de pescoço; direito; curto; Forte; com uma só barbela (simples) de espessura regular e em proporção com o tamanho do cão.

    TRONCO
    Possante; bem musculado, o comprimento é ligeiramente superior à altura ao garrote, volumoso.
    Linha Superior: Direita, quase horizontal, tolerando-se uma ligeira inclinação da frente para trás.
    Garrote: Pouco saliente, bem ligado ao pescoço.
    Voltar: Ligeiramente mergulhante, quase horizontal.
    Lombo / Rim: De comprimento médio; direito e largo; bem musculado.
    Garupa: Ligeiramente descida; de comprimento médio; larga e musculada, em proporção à corpulência.
    Peito: Longo; bem descido, à altura do cotovelo ou ligeiramente abaixo.
    Peitoral: Longo, muito pouco marcado.
    Costelas: Bem arqueadas; ligeiramente inclinadas para trás.
    Linha Inferior e ventre: O esterno é quase horizontal; o ventre não é arregaçado, e prolonga a linha do esterno.

    CAUDA
    De inserção média no prolongamento da garupa; espessa na base, pode ser ligeiramente encurvada ou voltada na extremidade, mas não quebrada; comprida. Em repouso, cai pelo menos até ao jarrete, de preferência um pouco abaixo; quando em acção pode levantar e enrolar sem se apoiar na linha superior.

    MEMBROS
    MEMBROS ANTERIORES: Fortes, afastados, bem aprumados de frente e de lado.
    Ombros: Fortes; de comprimento médio; bem desenvolvidos e musculados; angulação escapulo-umeral próxima dos 105º.
    Braços: Fortes; de comprimento médio; inclinados e musculados.
    Cotovelos: Encostados ao tórax, nem virados para dentro nem para fora; angulação úmero-radial entre 130º e 135º.
    Antebraços: Verticais; compridos; fortes; bem musculados.
    Carpi: Espessos; com boa articulação.
    Metacarpo: De comprimento médio; espessos; ligeiramente inclinados.
    Mãos: Os dedos são grossos, fechados (não afastados) e ligeiramente encurvados (arredondados); unhas fortes, variando de cor conforme a pelagem; as almofadas são espessas e resistentes.

    MEMBROS POSTERIORES: Fortes; afastados; bem aprumados vistos de trás e de lado.
    Coxas: Compridas; longo; musculadas mas sem exagero; angulação coxo-femural cerca de 105º.
    Joelhos: Articulações fortes; na linha do corpo sem desvios para fora; angulação femuro-tibial entre 125º e 130º.
    Pernas: Fortes; moderadamente inclinado; de comprimento médio; bem musculadas.
    Tarso: Fortes; seca, de altura média; com angulações tíbio-társicas cerca de 140º.
    Metatarsos: Grossos, de comprimento e altura médios; muito ligeiramente inclinados; podem apresentar presunhos simples ou duplos.
    Pés: Idênticos às mãos.

    ANDAMENTOS
    Pesado, devagar, bamboleantes sem exagero.

    PELE
    Espessa, quase tensa; mucosas internas parcial ou totalmente pigmentadas de preto, sendo as externas totalmente pigmentadas.

    PELAGEM
    PÊLO: Pêlo curto ou preferencialmente de meio comprimento; espesso, liso e denso, regularmente distribuído até aos espaços inter-digitais.
    COR: De cor preta, lobeira, fulva ou amarela, tigradas ou não, sempre com marcas brancas; branca com marcas das cores precedentes.

    ALTURA E PESO
    Altura ao Garrote:
    Machos de 66-74 cm.
    Fêmeas de 64-70 cm.
    Peso:
    Machos de 45-60 kg.
    Fêmeas de 35-50 kg.

    DEFEITOS
    Qualquer desvio em relação ao estalão deve ser considerado como defeito e penalizado de acordo com a sua gravidade e das suas consequências na saúde e bem-estar do cão.
    Comportamento: Timidez.
    Aspecto geral: Má condição, magreza ou obesidade.
    Chanfro: Comprido, estreito, de perfil ligeiramente curvo ou truncado verticalmente.
    Linha dorsal: Encarpada ou enselada.
    Garupa: Comprida, muito descaída, estreita.
    Cauda: Inserção muito alta ou muito baixa.
    Membros: Jarretes fechados; muito aberto de frente; angulação incorrecta e falta de verticalidade dos tarsos.
    Pés: Não proporcionados ao tamanho, planos ou pés de lebre.
    Pelagem: Em más condições; pêlo comprido, porquinho ou ondulado.

    DEFEITOS GRAVES
    Aspecto Geral: Construção ligeira ou linfática.
    Cabeça: Não proporcionada ao tamanho, falta de volume, pare pronunciado, crânio plano e estreito, eixos crânio-faciais paralelos.
    Olhos: Clara, não elípticos, inclinado; os bordos das pálpebras não acompanhando o globo ocular.
    Orelhas: Grande, arredondadas, não dobradas, não caídas, parcialmente cortado.
    Pescoço: Ausência de barbela, barbela demasiado pregueada ou dupla.
    Peito: Estreito e costelas planas.
    Cauda: Enrolada em repouso, gancho na extremidade, curta, cortar.
    Mucoso: Despigmentação parcial da parte externa da boca, das pálpebras, dos lábios e do nariz.
    Tamanho: Machos – menos de 66 cm ou mas de 75 cm. Fêmeas – menos de 64 cm ou mas de 71 cm.

    DEFEITOS ELIMINATÓRIOS (DESQUALIFICAÇÕES)
    Comportamento: Agressivo ou medroso.
    Tipo: Atípica.
    Aspecto Geral: Construção muito ligeira ou muito linfática.
    Cabeça: Muito estreita e comprida.
    Chanfro: Muito comprido; perfil convexo.
    Maxilas: Prognatismo superior ou inferior.
    Crânio: Muito estreito.
    Olhos: Claro demais, de tamanho e cor diferentes.
    Orelhas: Muito mal implantadas, excessivamente grandes e redondas.
    Cauda: Anuros.
    Mucoso: Despigmentação total (albinismo), da boca, dos lábios e do nariz.
    Pêlo: Muito curto.
    Todo o cão que apresentar, obviamente, anomalias de ordem física ou comportamental deve ser desqualificado.
    Nota: Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos no escroto.

    Nomes alternativos:

      1. Rafeiro do Alentejo, Alentejo-Mastiff, alentejo mastiff (Inglês).
      2. mâtin de l’Alentejo, mastiff de l’Alentejo (Francês).
      3. Rafeiro do Alentejo, Rafeiro, Alentejo-Mastiff (Alemão).
      4. Mastim Português, Mastim do Alentejo (Português).
      5. Mastín del Alentejo (español).

    Fotos:

    1 – Rafeiro do Alentejo por https://brit-petfood.com/hr/node/8006

    Chesapeake bay retriever
    USA FCI 263 . Cães Cobradores de Caça (Retrievers)

    Chesapeake Bay Retriever

    O Chesapeake é um cão de caça, pura e simples.

    Conteúdo

    História

    Quando um brigue britânico foi destruído fora da costa de Maryland 1807, parte da carga foi resgatado incluiu dois cães de Terra Nova. Chamado Sailor e Canton, Ele foi encontrado para ter excelentes habilidades como recuperadores. Os moradores levantou-los com cães locais, e eles se tornaram os ancestrais da “Chesapeake bay retriever”. Outras raças que podem ter contribuído para a composição da Chesapeake foram “Flat-coated retriever” e o “Curly Coated Retriever“.

    El resultado fue un duro Recuperador que estaba listo y dispuesto a aguantar la dura y helada Bahía de Chesapeake siendo capaz de recuperar de 100 um. 200 dia patos. Os primeiros cães vinham apenas em marrom escuro, mas agora qualquer tonalidade de castanho, sedge ou grama morta é aceitável.

    O American Kennel Club registró su primer Chessie, chamado domingo, em 1878. A Chesapeake está classificado 48 raças registadas pelo AKC, abaixo do 41 uma década.

    Características físicas

    características distintivas incluem olhos muito claro, amarelado ou âmbar, quartos traseiros como alta ou ligeiramente mais elevados do que os ombros, e uma camada dupla que tende a onda em ombros, o pescoço, dorso e do lombo.

    Os Raincoats se sente um pouco oleosa e muitas vezes está associada a um ligeiro odor almiscarado. três cores básicas são geralmente vistos na raça: Brown, que inclui todos os tons de castanho claro a um marrom escuro profundo; carriço, variando de amarelo avermelhado ao vermelho brilhante e tons de castanho; e grama morta em todos os tons, variando de um bronzeado aborrecido para uma cor de palha fora.

    Os estados padrão da raça que o alvo também podem aparecer, mas deve ser limitado ao peito, o ventre, os dedos dos pés ou atrás dos pés. A cabeça é redonda e larga com uma parada de média e focinho. Os lábios são finos, e as orelhas são couro pequeno e médio. As patas anteriores devem ser retas com osso boa. Los cuartos traseros son especialmente fuertes y los dedos palmeados ya que una excelente habilidad para nadar es importante para el Chesapeake.

    Esta raça também é conhecido por seu peito grande e poderoso, quebra-gelos utilizados quando imerso em água fria, enquanto patos de caça.

    Caráter e habilidades

    O “Chesapeake bay retriever” Ele é valorizada pela sua disposição acordado e alegre, sua inteligência, seu comportamento calmo e sua natureza carinhosa e protetora. O valor, a vontade de trabalhar, vivacidade, bom senso de cheiro, A inteligência, o gozo da água e especialmente a qualidade geral e as disposições devem ter prioridade na selecção e elevar o “Chesapeake bay retriever”. extrema timidez ou agressividade não são desejáveis ​​nesta raça, se o animal é usado como cão de caça ou animal de estimação.

    No campo, o Chesapeake es un trabajador serio e incluso ha sido llamado neurótico en su afán por encontrar aves caídas. Não é lá fora para jogar. O Chesapeake son conocidos por su excelente visión y sus recuerdos cuando se trata de ver dónde caen los pájaros y recordar dónde ir a recogerlos. Sua atividade favorita é a caça de patos.

    Quando você treina, respeite a sua capacidade de aprendizagem. Continue treinando ele não muito tempo depois é claro que sabe o que fazer. A Chesapeake perfeito não é preparado pelo criador. qualquer cão, não importa quão agradável, níveis detestáveis ​​pode desenvolver latidos, escavação e outros comportamentos indesejáveis ​​se você está entediado, destreinado ou sem supervisão.

    Sabia?

    O Chessie no está diseñado para ser un compañero, é um cão de caça, pura e simples. E não apenas qualquer cão de caça de idade… é um cão de pássaro aquático e vive para se molhar na prossecução da sua pena presa.

    saúde “Chesapeake bay retriever”

    De acordo com uma pesquisa realizada em 2005 pela American Chesapeake Clube, a maioria dos problemas de saúde comuns visto na raça são displasia da anca, atrofia progressiva da retina e outros problemas oculares, o câncer, mielopatia degenerativa e hipotireoidismo. Esta raça também pode ser propenso a uma desordem de sangramento chamado doença de von Willebrand.

    Procurando por um criador que usar o novo teste genético disponível para mielopatia degenerativa, uma forma de fraqueza progressiva e paralisia dos membros. Embora DM é raro, É incurável e incapacitante. Nem todos os cães que positivo do teste no teste de DM desenvolver a doença, mas os agricultores que tentam sua raça para esta condição são provavelmente os mais consciencioso. O teste pode ser usado para determinar se os pais de um filhote de cachorro estão limpos, eles são portadores ou estão em risco; um filhote de cachorro cujos pais estão limpos – nem transportadores nem em risco – Também será. Um filhote de cachorro dois pais portadores estarão em risco, e um pai cachorro com um transportador pode estar em risco. Mesmo os cães que se submetem a teste de ter duas cópias do gene nunca mostram sintomas da doença, mas o status dos pais de seu filhote de cachorro, e seu próprio cão, Ele pode ajudá-lo a estar ciente dos sinais de alerta precoce.

    criadores cuidadosas examinar seus cães produzindo para doenças genéticas e se reproduzem apenas o saudável e melhores cópias que procuram, mas às vezes a mãe natureza tem outras idéias e um filhote de cachorro desenvolve uma dessas doenças, apesar de bons reprodutores práticas. Avanços na média medicina veterinária que na maioria dos casos cães ainda podem viver uma vida boa. Se você vai ter um filhote de cachorro, Pergunte ao criador sobre as idades dos cães de suas linhas e por que eles morreram.

    Lembre-se que depois de sediar um novo ut filhote de cachorro para casa, Ele tem o poder de proteger um dos problemas mais comuns de saúde: a obesidade. Manter um “Chesapeake bay retriever” com um peso adequado é uma das maneiras mais fáceis para a vida prolongar. Vantagem ao máximo suas habilidades preventivas para ajudar a garantir um cão saudável para a vida.

    Limpeza “Chesapeake bay retriever”

    O Chesapeake tiene una capa exterior aceitosa y dura sobre un subpelo denso, fino e lanoso. A sujidade e detritos são facilmente removidos com uma escova de borracha. O sub-pelo é muito claro na Primavera, para estar preparado para escovar o cão mais frequentemente durante este tempo para evitar o cabelo solto a acumulação de roupas e móveis.

    Dê a lavagem com água Chessie fresco depois de ter sido em água salgada ou tem nadado na lama de uma lagoa ou lago, mas para manter a resistência do revestimento à água, Evite banhos menos que seja absolutamente necessário. Isso pode ser tão pouco quanto duas vezes por ano.

    O resto são cuidados básicos. Manter as orelhas limpas e secar para que eles não infectam, e as unhas em bom estado, conforme necessário, normalmente a cada duas semanas. Escovar os dentes para uma boa saúde geral e hálito fresco.

    Classificações da Chesapeake Bay Retriever

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Chesapeake bay retriever” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens “Chesapeake bay retriever”

    Créditos:

    1. Um Chessie pela Keith Rousseau at en.wikipedia / CC BY-SA
    2. Chesapeaker Bay retriever por Nevilley / CC BY-SA
    3. Macho, Chessie competir no anel por conformação George Makatura / Domínio público
    4. Chesapeaker Bay retriever por https://pxhere.com/es/photo/1407301
    5. Chesapeaker Bay retriever por https://pixabay.com/es/photos/perros-mascotas-el-agua-1582148/
    6. Chesapeake Bay Retriever por Diane – HTTPS://flic.kr/p/6k1uFQ
    7. Chesapeake Bay Retriever por https://www.peakpx.com/611264/chesapeake-bay-retriever
    8. Brown Chesapeake Bay Retriever na neve, transportando uma parte de planta no seu focinho pela Will Thomas / CC POR

    Vídeos “Chesapeake bay retriever”

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:Grupo 8 –> retrievers caça – Cães Levantadores de Caça – Cães de Água. / Seção 1 –> retrievers caça. Com prova de trabalho.
    • FCI 263
    • padrão FCI da raça Chesapeake bay retriever
    • Federações: FCI , AKC , ANKC , CKC , KC , NZKC , UKC

    Nomes alternativos:

      1. Chessie, CBR, Chesapeake (Inglês).
      2. Chesapeake Bay Retriever, Chesapeake (Francês).
      3. Chesapeake Bay Retriever (Alemão).
      4. Chesapeake bay retriever (Português).
      5. Chessie, CBR, Chesapeake (español).

    Redbone Coonhound
    Estados Unidos Não reconhecido pela FCI

    Redbone Coonhound

    O Redbone Coonhound É comumente usado para a ursos de caça, guaxinins e pumas.

    Conteúdo

    História

    Redbone Coonhound É uma raça de cão de origem americana que, Desde a sua criação tem sido usado para a ursos de caça, guaxinins, e até mesmo, Onças-pardas. Agilidade e características físicas autorizar a caça Redbone Coonhound em pântanos, nas montanhas e alguns tendem a ser usados como cães de água (oficiais de Justiça).

    De acordo com o padrão das American Kennel Club: “O Redbone Coonhound é uma mistura equilibrada de beleza e temperamento, com uma segurança ar notório e grandes talentos para caça”. Esta bela corrida ganha seu primeiro registro no American Kennel Club no 1904.

    Ler mais

    Rottweiler
    Alemania FCI 147 - Molosoides - Dogue

    Rottweiler

    O Rottweiler é um cão tranquilo, dócil e fiel família.

    Conteúdo

    História

    O Rottweiler é uma das raças de origem alemã que é reconhecido pela Federation Cynologique Internationale (FCI). O Rottweiler é um cão que tipo de trote.

    A história do Rottweiler remonta ao século XIX. A cidade de Rottweil na atual Baden-Württemberg era conhecida por seu comércio de gado. Para manter os animais sob controle a caminho do pasto, agricultores e açougueiros tiveram que usar cães companheiros inteligentes e persistentes. No início, estes cães foram chamados cães de açougueiro, mais tarde, eles finalmente receberam o nome de Rottweiler devido à sua proximidade com a cidade de Rottweil. Outras teorias sobre a história da raça Rottweiler dizem que a raça canina já era usada na pecuária em Roma e, portanto, chegou com os romanos através dos Alpes até a cidade de Rottweil.. No início do século XX, quando as pessoas procuravam um cão policial adequado, logo ficou claro que o Rottweiler, com sua estatura forte e musculosa e temperamento intrépido, foi particularmente adequado. Em 1910 o Rottweiler foi oficialmente reconhecido como um cão policial.

    Essas características, eles fizeram isso indispensável tanto para os agricultores e talhos Assistente.

    Características físicas

    O Rottweiler é um cão de médio a grande porte, muscular, robusto e forte, com dentes poderosos. Embora sua forma seja bastante robusta, o Rottweiler tem grande resistência e é muito ágil. De acordo com o padrão da raça, a altura na cernelha de um cão macho é 68 cm, o de uma cadela 63 cm. O peso de um Rottweiler está entre aprox.. 42 kg ( feminino) e aprox. 50 kg (masculino). O revestimento Rottweiler consiste em uma camada superior preta e uma camada inferior. A camada superior preta é descrita pelo VDH (Federação Canina Alemã) como “duração média, espessura, denso e apertado”, enquanto a camada inferior não deve se projetar da camada superior. O pêlo do Rottweiler é um pouco mais comprido nas patas traseiras. A característica do Rottweiler também é a chamada praga, o que significa marcações marrom-vermelho claramente definidas nos lábios, o focinho., as sobrancelhas, sob a raiz da cauda e no peito.

    Nesta corrida podemos encontrar duas linhas de envelhecimento, a Europeia, considera-se o original e o americano. A linha americana caracteriza-se por exemplos de altura maior e mais estilizados organismos, Por outro lado, Cães de linha Europeia apresentam uma mais robusto com uma baixo altura e compacto corpo.

    Caráter e habilidades

    Embora o Rottweiler é uma corrida que tem sido usada para o trabalho de defesa, seu trabalho e typicity exige que eles são descritos como amigável, conversa feliz, Quiet, fiéis, obediente e vontade de trabalhar. Em estudos recentes de agressividade nas corridas isso não estava entre os dez primeiros.

    Além do cão Rottweiler é localizado dentro os dez cães mais inteligentes, são cães de grande confiança e bondade, Você pode ser feliz que atenderá o objectivo pretendido.

    Um atributo importante que tem o Rottweiler é seu adiestrabilidad. É um cão muito inteligente e obediente, capaz de aprender muitas tarefas.

    De acordo com a classificação feita por Stanley Coren depois de analisar as respostas de mais de 200 trabalho dos juízes AKC ("A inteligência de cães", Cidade de Stanley, Ediciones B, 1995), o Rottweiler é o n º 9 na lista.

    Sua história como um pastor, como cão militar e cuidados como cão obediência e exposição, fala muito de sua versatilidade.

    Os Rottweilers são ideais como protectores da família e da propriedade. Você concorda com todos os membros da família e proteger o pai e o filho. Os Rottweilers geralmente não têm favoritos, Embora haja exceções. Eles tendem a ser individualistas, e isso é devido, Mais uma vez, são criaturas com discernimento e listas.

    Sua inteligência “afeta” para seu adiestrabilidad. Como, freqüentemente, Diz-se dos gatos, eles estão prontos para aguardar a repetição de uma ordem. Uma vez executaram de uma ou duas vezes como você gosta, Certamente eles cansado do jogo e buscam uma melhor saída. "Por que insistir humana para fazer essas coisas tantas vezes?"? "Já compreendeu a idéia da primeira vez e não foi tão emocionante", parece que ele acha que o Rottweiler.

    Alguns precisam de mais ajuda do que outros, mas paciência é sempre necessária quando você treinar um cão, independentemente de qual raça.
    Por favor, entenda que nada errado com a proprietária de um Rottweiler há. Eles são cães incríveis e maravilhosos animais de estimação. Esta não é uma questão de raça, mas sim os indivíduos que estão envolvidos com a modificação de comportamento canina.

    Manutenção de Rottweiler

    Como o Rottweiler foi criado como um cão de trabalho persistente e, portanto, precisa de muita trela para funcionar corretamente, mantê-lo no canil está fora de questão. No entanto, devido à sua robustez, pode ficar de fora se houver uma boa conexão familiar e carga de trabalho correspondente. É importante socializar o Rottweiler desde o início, através de treinamento e frequência específicos em uma escola de treinamento de cães, e acostumar-se a diferentes situações e pessoas. Devido ao seu caráter, o Rottweiler pode ser usado muito bem como cão de serviço, cão de guarda, cão de resgate ou cão-guia para cegos. Embora não seja o cão clássico da família, morar com crianças geralmente não é um problema. Devido ao seu tamanho e força, jogos selvagens com crianças devem ser evitados, e as crianças não devem andar sozinhas com o Rottweiler devido à sua enorme tração. A manutenção adequada de um Rottweiler inclui não apenas uma ocupação exigente, mas também uma boa educação.

    A expectativa de vida de um Rottweiler

    A expectativa de vida de um Rottweiler é de 8-10 anos um pouco abaixo do valor médio. Ao contrário de raças de cães pequenos, o sistema músculo-esquelético de raças de cães maiores já está sob grande estresse durante a fase de crescimento, causando sinais de desgaste mais cedo.

    Compre um Rottweiler

    Antes de decidir sobre um Rottweiler, é preciso examinar atentamente sua atitude e caráter e considerar cuidadosamente se essa raça é realmente adequada. As seguintes perguntas devem ser respondidas afirmativamente: Posso oferecer ao Rottweiler espaço e exercício suficientes? Tenho tempo para cuidar do animal o suficiente? Todos os membros da família concordam com o cão? Confio na educação de um Rottweiler? Posso levar meu cachorro de férias ou que alternativas existem? Se você finalmente decidir comprar um Rottweiler, não precisa necessariamente vir de um criador. Por que você não visita o abrigo de animais?- Talvez você encontre um Rottweiler lá que possa dar uma boa casa. Aqui a compra também é muito mais barata do que com um criador.

    Educação Rottweiler

    A educação correta é muito importante para um Rottweiler promover seu caráter geralmente humano e equilibrado.. Sua posição na hierarquia familiar deve ser clara para o cão desde o início, para que ele aprenda a obedecer e respeitar seu mestre. A consistência é extremamente importante na educação de Rottweiler, e deveria ser dominante, mas sem dureza. Como proprietário responsável do cão, você deve agir com soberania, calma e especialmente com consideração ao treinar um Rottweiler. O Rottweiler reconhece essas qualidades positivas de liderança, o que em última análise faz dele um companheiro leal. Como no caso de qualquer outro cachorro, o treinamento deve começar na idade do filhote, onde o comportamento positivo é recompensado com elogios, por exemplo, na forma de doces. Cuidado: Com liderança insuficientemente dominante ou educação errônea e inconsistente, Rottweiler pode desenvolver um comportamento perigoso – isso mostra o grande papel que a educação correta dos Rottweilers desempenha.

    Cuidados e Saúde Rottweiler

    Como o casaco do Rottweiler é bastante curto a médio longo, o banheiro não é muito complexo. No entanto, devido à sua natureza ágil, impurezas podem acumular-se rapidamente no revestimento, para que a preparação não deva ser totalmente negligenciada. Escovar ocasionalmente é completamente suficiente. Para comprimento do casaco Rottweiler, escovas especiais para cães, mas também luvas de algodão provaram ser muito eficazes. Além do banheiro, cuidados com os pés, bem como cuidados com os olhos, orelhas e unhas devem ser consideradas como de costume.

    Doenças específicas da raça

    Tal como acontece com muitos outros cães grandes, certas doenças ocorrem com mais frequência em cães Rottweiler. Estes incluem displasia da anca e displasia do cotovelo, ambos são um fraco desenvolvimento das respectivas articulações. Porque isso é devido a uma disposição genética, um exame radiográfico deve ser apresentado em um teste de aptidão para raças. Para prevenir doenças, deve-se tomar cuidado para que o animal não esteja acima do peso e faça exercícios suficientes. A leucoencefalomielopatia também é uma doença herdada. Isso leva à paralisia progressiva em animais jovens e não é curável., embora ocorra com pouca frequência. Por outro lado, nos últimos anos, doença cardíaca foi registrada com mais freqüência nesta raça. Constrição dos nervos do coração, por exemplo, é herdada e afeta o refluxo do sangue do coração, o que leva a um desempenho limitado do Rottweiler.

    Ração rottweiler

    Como qualquer outro cachorro, o Rottweiler precisa de uma dieta apropriada à espécie. Para prevenir sobrepeso e doenças de raça resultantes, como displasia da anca e cotovelo, comida de cachorro não deve ser muito gordurosa e especialmente pobre em proteínas. Também é importante que o Rottweiler se alimente com moderação e tenha acesso limitado ao recipiente de alimentação. Em vez de poder usar uma grande porção de comida, Os donos de cães devem distribuir os alimentos adequadamente “Rotti”. Se os alimentos secos ou úmidos são melhores para o Rottweiler, o dono do cão deve decidir por si mesmo.

    Filhotes de Rottweiler preferem comer o que estão acostumados a comer de seu criador. Por conseguinte, faz sentido continuar alimentando esse alimento por enquanto e só trocá-lo quando o cão for mais velho e tiver necessidades diferentes da comida. É melhor tentar o que o Rottweiler mais gosta: além de alimentos úmidos e secos, também uma alternativa saudável para latir para o cachorro.

    Classificações de Rottweiler

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Rottweiler” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do Rottweiler

    Vídeos do Rottweiler

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 147
    • Grupo 2: – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços.
    • Seção 2.1: – Molossóides, tipo dogue. Com prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.1 Molossóides, tipo dogo.
    • AKC – cães de trabalho
    • ANKC – Grupo 6 (cães utilitários)
    • CKC – Grupo 3 (cães de trabalho)
    • KC – cães de trabalho
    • NZKC – Cão utilitário
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão FCI da raça Rottweiler

    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO: 06/04/2000.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio: Comprimento médio, largura entre orelhas. Vista lateral, a testa é moderadamente abaulamento; a protuberância occipital é bem desenvolvida, sem ser muito perceptível.
    • Nasofrontal depression (Stop): Muito óbvio.

    REGIÃO FACIAL:

    • Trufa: Bem desenvolvido, mais ampla do que a rodada, com janelas relativamente grandes, preto sólido.
    • Focinho: Em relação à área do crânio, você não deve dar uma impressão de encurtado ou alongada. Cana do nariz em linha reta, Inserção de banda larga, moderadamente diminui largura para trás para a frente.
    • Lábios: Black, bem colado. O ângulo dos lábios bem fechado; Gengivas escuras de preferência.
    • Mandíbulas / Dentes: Tanto a mandíbula inferior e superior é fortes e bem ampla. Dentes saudáveis, forte e cheia (42 partes). Os incisivos superiores caem no fundo em forma de tesoura.
    • Bochechas: Arcos zigomáticos bem notórios.
    • Olhos: Médias, formulário de almendrada, castanho escuro; com pálpebras bem aderentes.
    • Orelhas: Médias, pingentes, triangular, alta muito separada e conjunto. Com as orelhas bem colado e colocado para a frente, a área do crânio dá a impressão de ser maior.

    PESCOÇO: Strong, moderadamente longa, bom muscular, ligeiramente arqueado no topo; breve, sem barbelas e peles soltas.

    CORPO

    • Voltar: Em linha reta, forte e duro.
    • Lombo de porco: Região lombar é curta, forte e profunda.
    • Alcatra: Ampla, comprimento médio, ligeiramente arredondado, sem ser em linha reta, ou com a grande queda.
    • No peito: Espaçoso, ampla e profunda (aprox.. 50% a altura da Cruz), com um peitoril bem desenvolvida e costelas de volumosas.
    • Abdômen: Flancos não coletados.

    CAUDA: Naturalmente, extensão horizontal da linha superior; Você também pode pendurar de descanso.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Como um todo.: Vistos de frente são retos e não muito juntos. Os antebraços, visto de lado, são retas. O ângulo da escápula em relação à horizontal é de 45 °.
    • Ombro: Bem colocado.
    • Braços: Bem colados ao tronco.
    • Antebraços: Fortemente desenvolvidos e muscular.
    • Metacarpo: Ligeiramente elástica, forte, ligeiramente oblíqua.
    • Pés dianteiros: Rodada; dedos fechados e inchados. Almofadas duras; unhas curtas, preto e forte.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Como um todo.: Vistos por trás são retos, paralelos e não muito juntos. Posição natural são ângulos obtuso entre a coxa e o osso do quadril, entre a coxa e da perna (joelho), e entre a perna e o metatarso (Hock).
    • Coxa: Moderadamente longa, largura e pesadamente muscled.
    • Perna: Longo, forte, com muitos músculos, resistente.
    • Jarrete: Poderoso; bem angulado, não íngreme.
    • Pés traseiros: Um pouco mais de frente; também os dedos fechados, volumosos e pesados.

    MOVIMENTO: O Rottweiler é um m, mantendo suas costas fortes e com pouco movimento. O desenvolvimento do movimento é harmonioso, seguro, com força e graça, com passos de largo.

    PELE: A cabeça apertada em toda a área da pele; formar pequenas rugas na testa quando o cão está em atenção.
    PELES

    CABELO: Composto por camada externa e interna NAP. O cabelo de camada externa é meio longo, disco rígido, grossa e apertada; NAP interno não deve sobressair do cabelo externo. Na posterior, o cabelo é um pouco mais.

    COR: Black, com marcas de fogo bem definidas de cor pardo-rojizo brilhante nas bochechas, focinho, garganta, tórax e membros, como acima olhos e sob a cauda.

    TAMANHO E PESO:

    Machos:

    • Altura à Cruz: 61-68 cm.
    • De 61 um. 62 cm: pequeno; de 63-64 cm: médio-.
    • De 65-66 cm: grande (tamanho correto); de 67-68 cm: muito grande.
    • Peso: Aproximar: 50 kg.

    Fêmeas:

    • Altura à Cruz: 56-63 cm.
    • De 56 um. 57 cm: pequeno; de 58 um. 59 cm: médio.
    • De 60-61 cm: grande (tamanho correto); de 62-63 cm: muito grande.
    • Peso: Aproximar: 42 kg.

    FALHAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    Aparência geral: Leve aparência geral, frágil; membro muito alto; ossos e músculos fracos.

    • Cabeça: Cabeça de cães, Estreito, luz; muito curto ou muito longo, Tosca; Plano frontal; stop ausente ou pouco perceptível.
    • Focinho: Pontiagudos ou longo; dividir o nariz; cana do nariz de tipo de borrego (convexo), ou deprimido (côncavo); largar a cana do nariz (Eagle); Trufa manchada ou cor clara.
    • Lábios: Não juntos, -de-rosa ou manchados; Abrir o ângulo dos lábios.
    • Mandíbulas: Mandíbula estreita.
    • Dentes: Mordida de ferro.
    • Bochechas: Muito proeminentes.
    • Olhos: Clara, Deep, abaulamento ou redondo. Pálpebras soltas.
    • Orelhas: Muito baixo, pesado, longo, inclinando-se, dobrados para trás, bem como a nota de remessa separado ou não-uniforme.
    • Pescoço: Muito longo, Delgado, músculos fracos, com a pele solta ou barbela.
    • Corpo: Muito longo, demasiado curto, Estreito.
    • Voltar: Muito longo, fraco, passado devido ou pe (convexo).
    • Alcatra: Queda, demasiado curto, Long ou reto.
    • No peito: Peito com uma costela de apartamento, barril ou estreito, para trás.
    • Cola: Demasiado alta ou baixa implementação.
    • Membros anteriores: Juntos, não em linha reta; ombro íngreme; cotovelos não muito agarrados ao corpo ou separados; antebraços muito longos, curto ou íngreme; Metacarpo fraco ou forte; pés esmagados; dedos muito planos, carentes ou muito volumoso; Unhas de cor clara.
    • Membros posteriores: Coxas planas; fechado ou tipo dicas de vaca; os ângulos muito agudos ou obtusos das articulações; Esporas.
    • Pele: A pele do rosto enrugada.
    • Cabelo: Macio; muito curto ou muito longo, ondulado; ausência de NAP interno.
    • Cor: Marcas de cor errada, muito grande, ou não claramente definidos.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS

    • Comportamento: Animais tímidos, Tímido, covardes, agressivo, muito suspeito, nervoso e com medo de fotos que mostram.
    • Aparência geral: Investimento marcado na natureza sexual (o macho que apresente características de mulher ou vice versa).
    • Dentes: Prognatismo superior ou inferior, arcade incisivo desviou; ausência de um dente incisivo, Bolota, um pré-molar ou um molar.
    • Olhos: Entrópio, ectrópio, olhos amarelos; anisocromia (olhos de cores diferentes).
    • Cola: Quebrada, threaded, fortemente desviada lateralmente.
    • Cabelo: Acentuadamente longos ou ondulados.
    • Cor: Qualquer discrepância da característica cor preta com manchas pardo-rojizo; manchas brancas.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    N.B.: Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    TRADUCCION: Federação Canófila Mexicana a.c..

    Nomes alternativos:

      1. Rott, Rottie (Inglês).
      2. Rottweiler (Francês).
      3. Rottweiler Metzgerhund (Alemão).
      4. Rottweiler Metzgerhund (Português).
      5. Rottie, Rott (español).

    Cão-tailandês-de-crista-dorsal
    Tailandia FCI 338 . Tipo primitivo - cães de caça

    Ridgeback Tailandés

    O Cão-tailandês-de-crista-dorsal é anexado ao seu dono., resistente, ativo e gosta de saltar.

    Conteúdo

    História

    O Cão-tailandês-de-crista-dorsal é uma raça de cão de tipo primitivo de seção de cães.

    Este elegante e atraente raça de cão aparece citada de atrás 360 contagem de anos e de acordo com estudiosos da raça, mantidos como era no início.

    A razão crucial pela qual o Cão-tailandês-de-crista-dorsal, Manteve-se intacta suas características foi o isolamento por tanto tempo, Tailândia sofreu, que levou a que a raça não se mistura com os outros e ser mantido puro.

    Vem exatamente da parte leste da Tailândia, ou pelo menos, Foi lá onde foi usado mais como um cão de guarda, como responsável para defender contra ataques de bandidos e como assistente na javalis de caça e carrinhos de víboras.

    Alguns especialistas, eles sustentam que o Cão-tailandês-de-crista-dorsal É um dos ancestrais de muitas das raças asiáticas atuais que compartilham algumas características com ele, como ele está Cão chinês de chongqing, o Shar-Pei ou o Chow Chow.

    É uma das raças mais antigas que existem hoje.

    Isso atualmente desfrutando mais difundido como um animal de estimação, Embora seja praticamente desconhecido fora de seu país de origem. E mesmo na Tailândia é uma raça rara, ou pouco conhecido.

    Características físicas

    O Cão-tailandês-de-crista-dorsal é um cão de tamanho médio com cabelo curto, que forma uma crista nas costas. Seus músculos altamente desenvolvidos e estrutura anatômica são adequados para sua atividade como cães de caça. Os olhos são de tamanho médio, formulário de almendrada, marrom escuro; em cachorros azuis ou prateados, olhos âmbar são permitidos. As orelhas estão presas ao topo do crânio, que é muito largo entre as orelhas. Triangular, muito grande, estão inclinados para frente e muito retos. A cauda, grosso na raiz, diminui gradualmente em direção à ponta. Portado verticalmente reto ou curvado como uma foice.

    Cabelo: Curto e liso. Na parte posterior, a crista é composta de cabelos desviados do resto do corpo. O limite entre o cume e as regiões vizinhas deve ser bem definido. O cume pode ter diferentes formas, mas simétrico é o preferido.

    Cor: Uniforme. Castanho claro vermelho, Black, prata e azul.

    Tamanho: Machos 56-61 cm, fêmeas 51-56 cm.

    Peso: 25 um. 30 kg para o homem e 20 um. 25 kg para as fêmeas

    Caráter e habilidades

    O Cão-tailandês-de-crista-dorsal é um cão forte, poderoso, tremendamente, Ativo e vigoroso. É muito desconfiado com estranhos e muito anexado ao seu mestre.

    As características de sua pele não são necessários grandes esforços na conservação, uma escovação semanal será mais que suficiente.

    Uma coisa importante a notar é a dose a atividade diária Você precisa este cão, pelo menos uma hora de exercício ao ar livre, que outra forma poderia tornar-se destrutivos com os móveis da casa.

    Você precisa executar, Sinta-se livre… pneu. Em seguida em casa geralmente um cão muito Vá com calma e guarda.

    Observações

    Uma das paixões de Cão-tailandês-de-crista-dorsal, e talvez o mais marcante, é isso adora saltar, gosta de dar saltos sem parar.

    É um corrida pouco conhecido, mesmo em seu país de origem.

    Deus o abençoe “Cão-tailandês-de-crista-dorsal”

    difícil / robusto :
    O Cão-tailandês-de-crista-dorsal é um cão robusto, mas dificilmente pode suportar as baixas temperaturas.

    Resiste ao calor:
    Devido a suas origens, este cachorro não tem medo de altas temperaturas.

    Resiste ao frio:
    Seu casaco curto não lhe dá uma boa proteção contra o mau tempo.

    Tendência a ganhar peso:
    A raça não se preocupa com problemas de excesso de peso.

    Doenças freqüentes:
    Seno dermoide
    Displasia do quadril

    Preço de “Cão-tailandês-de-crista-dorsal”

    O preço de um Cão-tailandês-de-crista-dorsal varia de acordo com sua origem, idade e sexo. A fraca difusão da raça fora do seu país de origem não permite conhecer o preço médio de um cachorro da Cão-tailandês-de-crista-dorsal.

    Em relação ao orçamento médio para cobrir as necessidades de um cão deste tamanho, você tem que contar aproximadamente 40 euros / meu.

    Imagens “Cão-tailandês-de-crista-dorsal”

    Vídeos “Cão-tailandês-de-crista-dorsal”

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 338
    • Grupo 5: – Cães de tipo spitz e de tipo primitivo.
    • Seção 7: – Tipo primitivo – cães de caça. Sem prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 5: Cães tipo Spitz e tipo primitivo – Seção 7: Tipo primitivo - cães de caça.

    FCI Cão chinês de chongqing

    FCI Cão chinês de chongqing
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO: 26.05.2003.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA

    • Crânio: O crânio é plano entre as orelhas, mas ligeiramente arredondada para ver o lado.
    • Frente: Com as rugas quando o cão está atento.
    • Nasofrontal depression (Stop): Claramente definido mas moderado.

    REGIÃO FACIAL:

    • Nariz: Cor preta, no nariz azul cães ser azulado.
    • Ponte nasal: Longo e reto.
    • Focinho: Cunha; ligeiramente mais curto que o crânio.
    • Lábios: Bem colado com boa pigmentação.
    • Boca: De preferência com uma mancha preta na língua.
    • Mandíbula: Maxilares superior e inferior são fortes.
    • Dentes: Branco e forte. Mordida em tesoura.
    • Olhos: Forma de amêndoa e de médio porte. Escuro. No azul e prata, os olhos âmbar são permitidos.
    • Orelhas: Localizado em ambos os lados do crânio. De preferência médio e triangular, firmemente ereta e dobra para a frente. Não corte.

    PESCOÇO: Um médio longo, forte, muscular, ligeiramente arqueado e segurando a cabeça dele.

    CORPO

    • Voltar: Forte e nível.
    • Lombo de porco: Forte e todo o.
    • Alcatra: Moderadamente inclinados.
    • No peito: Profunda o suficiente para alcançar os cotovelos. Costelas bem desenvolvidas, Mas não em forma de barril.
    • Abdômen: Estômago dobrado bem.

    CAUDA: Com uma base grossa e diminuindo em direcção à ponta. A ponta pode atingir os jarretes (“jarretes”). Mantém verticalmente ou ligeiramente curvo.

    MEMBROS

    RECEPÇÃO DE MEMBRO:

    • Ombro: Bem localizado na parte traseira.
    • Antebraço: Em linha reta.
    • Metacarpo: Em linha reta quando olham para frente e ligeiramente inclinado, quando visto de lado.
    • Pés: Oval.
    • Prego: Preto, Mas eles podem ser mais leves, dependendo da cor do cabelo.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Quadris: Joelhos bem desenvolvido e íngremes curvas.
    • Jarretes: Forte e bem desceram..
    • Metatarsos: Reto e paralelo visto de trás.
    • Pés: oval.

    MOVIMENTO: Passo com boa variedade, Não inclinado ou equilibrar o corpo para o lado. Quando pisou na, formam duas linhas paralelas em linha reta. Visto de frente, as pernas dianteiras se mover em linha reta, para que o ombro, cotovelo e metacarpo (“quartela”) Eles são uns dos outros online. Visto de trás, o joelho e a articulação do quadril, Eles estão aproximadamente alinhados.

    Ele se move em linha reta para a frente em uma reta padrão sem retirar o pé para dentro ou para fora, permitindo uma etapa longa e uma poderosa propulsão. O movimento é uniforme, Bem cadenciada e fácil.

    PELE: Suave e macio, com pele apertada, garganta sem papada.

    PELES:

    CABELO: Curto e liso. A saída (Ridge) na parte de trás e a coluna vertebral são formadas por pêlos que crescem na direção oposta do resto da pele; a borda de saída deve ser claramente definida. A projeção pode ter várias formas e tamanhos diferentes, Mas ele prefere uma saída simétrica em ambos os lados da coluna vertebral e dentro da largura da coluna vertebral. Coroas ou no início da projeção redemoinhos são aceitáveis.

    COR: Cor sólida: Red, Black, Marrom ou azul claro. Você prefere a máscara preta em vermelho.

    TAMANHO

    Altura à Cruz: Tolerância é mais ou menos 2,5 cm (uma polegada).

    • Machos: 56 um. 61 cm (22 – 24 polegadas)
    • Fêmeas: 51 um. 56 cm (20 – 22 polegadas)

    FALHAS: Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta e a gravidade disto será considerada proporcionalmente o desvio padrão e as suas consequências sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Quem não estiver scissor mordem.
    • Uma saída (“Ridge”) desequilibrado.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS:

    • Cães agressivos ou com medo.
    • Cães que não submeter a saída (“Ridge”).
    • Cabelos longos.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    NOTA: Os machos devem ter dois testículos aparentemente normais completamente descendentes no escroto.

    Tradução: Rafael Santiago.

    Nomes alternativos:

      1. Thaï Dog (Inglês).
      2. Mah Taï, Chien thaïlandais à crête dorsale, Thaï Dog, Thai Ridgeback (Francês).
      3. Thai Ridgeback (Alemão).
      4. Cão-tailandês-de-crista-dorsal (Português).
      5. Perro tailandés con cresta (español).

    Ratonero Bodeguero Andaluz
    España Não reconhecida pela FCI

    Ratonero Bodeguero Andaluz

    O Ratonero Bodeguero Andaluz está feliz, inquieto, amando, Bom e corajoso.

    História

    O Ratonero Bodeguero Andaluz é uma raça de cão nativo espanhol para tamanho pequeno de Andaluzia ocidental, especialmente na província de Cádiz.. Seu nome vem da função principal desta raça nas caves de Marco de Jerez: a caça aos ratos escondido entre barris.

    A origem desta é encontrada nos comerciantes de vinhos Português cães Terrier que se estabeleceram na área do envelhecimento de Marco de Jerez (Jerez de la Frontera, Sanlúcar de Barrameda e El Puerto de Santa Maria) final do século XVIII e início do século XIX. Estes cães (na sua maioria Fox terrier de pelo liso) eles cruzaram com os utilizados nos porões e blocos para eliminar ratos e ratos que estavam lá.

    Ler mais

    Snippets de código PHP Distribuído por : XYZScripts.com