▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Buldogue francês
Francia FCI 101 . Molossoides de pequeno porte

Bulldog Francés

O Buldogue francês É protetora e brincalhão, mas não é ideal para caminhadas.

Conteúdo

História

Qual é a origem de "Buldogue francês"?

O Buldogue francês é um dos menores representantes da classe dos molossos. Sua origem não é muito antiga, uma vez que não apareceu até meados do século 19, na região parisiense. É a única raça de cachorro francesa originária de Paris.

No século XIX, a maioria dos açougueiros parisienses tradicionalmente possuíam doguines, uma raça de cachorro pequeno que agora está extinta. Mas para estar na moda, eles começaram a comprar pequenos Buldogue, chamado Toy Bulldogs. Importando Buldogue na França teve início no final do século XVIII.

Também parece que, paralelo, entre 1865 e 1880, Os trabalhadores ingleses impulsionados pela revolução industrial para virem trabalhar na França contribuà­ram para introduzir a raça na classe trabalhadora francesa.

Naquela época, além de ser popular na Inglaterra, a briga de cães era muito popular nos subúrbios parisienses e em muitos açougues, cocheros, comerciantes e trabalhadores tinham um cão de briga. O Buldogue ainda não havia adquirido o caráter de cão de companhia, e ainda teve a tenacidade do Molossóides de onde veio.

Ao mesmo tempo, o cachorro rato também era muito comum nos subúrbios parisienses, especialmente popular entre cocheiros, que usou para livrar seus estábulos de ratos.

Assim, o cruzamento de um abutre com um Buldogue, para obter um cão de briga menor, lançou as bases de Buldogue francês. O Buldogue ele também foi criado aleatoriamente com outros cães locais, como o Doguins o Terriers franceses, e o caráter braquicefálico do cão foi acentuado com a ajuda de Lilleois, um pequeno cachorro do norte da França derivado de Pug, hoje extinto.

Em 1880 o primeiro Clube do Bulldog Francês foi formado e em 1888 um projeto de padrão foi elaborado. O objetivo era ter cães de cara curta e orelhas retas.

Em 1893, Krehl, um criador britânico, importou Bulldogs franceses de brinquedo para a Inglaterra para apresentar ao English Kennel Club. Imediatamente, uma disputa estourou sobre a paternidade da raça entre os franceses e os ingleses. Os ingleses consideraram que o padrão da raça não havia sido respeitado pelos franceses, e eles consideraram que o Bulldog de Brinquedo Francês foi sua criação. Até 1899, o clube de Buldogue recusou-se a admitir o Buldogue francês no livro de reprodução, alegando que não preservou a pureza da raça, antes de reverter sua decisão e finalmente aceitá-lo Buldogue francês ao lado do Buldogue.

Os franceses preservaram a paternidade da raça, não sem razão. “Os britânicos forneceram os ingredientes principais, mas foram os franceses que estabeleceram a receita final que levou ao Buldogue francês como nós sabemos”, escreveu Françoise Girard em seu livro The French Bulldog.

O primeiro padrão da raça foi estabelecido em 1898, ano em que a Société Centrale Canine a reconheceu. Posteriormente, foi modificado várias vezes, em 1931-1932 e em 1948. Remodelado em 1986 por H.F. Reant and Raymond Triquet e publicado em 1987 pela FCI, foi corrigido pela última vez em 1994 pela comissão do Clube de Buldogue francês, com a colaboração de Raymond Triquet.

Sua boca e sua mímica de palhaço se abriram para o Buldogue francês as portas da burguesia. No inà­cio do século XX, tornou-se o queridinho da aristocracia, e os grandes nomes da época como Colette, Mistinguett ou Yves Saint-Laurent sucumbiram aos seus encantos. Além de se tornar o preferido da alta sociedade francesa, também foi altamente cobiçado pela aristocracia de outros países europeus, como a realeza inglesa ou a corte do imperador russo, e teve grande sucesso nos Estados Unidos, onde personalidades americanas proeminentes, como Josephine Baker, eles se apaixonaram pelo pequeno animal.

Em resumo, em todo o oeste, as senhoras queriam ser acompanhadas por um Buldogue francês, embora a raça tenha vindo das camadas mais pobres da população.

A austeridade provocada pelas guerras mundiais será dramática para a raça, que estava à  beira da extinção devido à  falta de criadores para produzi-lo. Tivemos que esperar o inà­cio dos anos oitenta e a tenacidade de certos criadores apaixonados de Buldogue francês para que ele voltasse sob as luzes da parede.

Características físicas

Para um Buldogue francês em bom estado, o Peso Não deve ser menos de 8 kg, ou mais de 14 kg, o tamanho é proporcional ao peso.

O Buldogue francês é um pequeno molossiano típico. É um cão poderoso com uma aparência atarracada, compactar todos fora de proporção. Eles têm um rosto curto e achatado, com dobras e rugas, e uma mandíbula poderosa. Seus olhos são grandes., escuro e protuberante, e o nariz dele é necessariamente preto.

A pele de Buldogue francês é curto e fechado, sem subpêlo, e pode ser tawny, sólido ou ligeiramente tigrado, à s vezes com manchas brancas.

Por último, o Buldogue francês tem orelhas naturalmente retas e pontudas, enquanto sua cauda é curta, frequentemente torcido ou amputado naturalmente e pontudo.

Peso e altura

▷ Tamanho masculino: 30 – 35 cm
▷ Tamanho feminino: 29 – 34 cm
▷ Peso masculino: 8 – 14 kg
▷ Peso feminino: 7 – 12 kg

Caráter e habilidades

Diz-se que a maioria dos cães são pegajosos, e o Buldogue francês confirme a regra. Tanto que costuma estar mais próximo de seu dono do que de seus companheiros., e à s vezes ele é possessivo e exclusivo com seu querido mestre.

Por tudo isso, é um cão feliz, fofinho e brincalhão.

Quando ele não está dormindo, ele está perto de seu mestre, frequentemente reproduzindo suas ações por mimetismo. Para o Buldogue francês ele não gosta de ficar sozinho, mas seu tamanho pequeno permite que seja transportado para a maioria dos locais públicos, e até mesmo para trabalhar se sua educação foi bem feita.

Ele adora crianças e brinca com elas sem mostrar qualquer agressão. O que mais, se à s vezes ele late para sinalizar a chegada de um estranho (sabendo que ele raramente late e faz o mínimo de serviço de guarda, porque não é sua ocupação principal), o verdadeiro Buldogue francês, bem educado, nunca vai morder um humano. A agressão é considerada um defeito desta raça. Na verdade, mais Buldogue francês eles são gentis e respeitosos com todos, com humanos e animais, mas alguns podem ser reservados com estranhos.

O temperamento de Buldogue francês também o torna uma raça de cachorro adequada para idosos.

Dito isto, embora sejam capazes de ser os companheiros mais calmos, eles precisam gastar sua energia diariamente, caso contrário, seus proprietários podem encontrar alguma travessura, como destruição e danos à  casa.

Educação

Como educar um "Buldogue francês"?

Apesar de sua aparência tão bonita, não se esqueça das raízes deste cão. Portanto, sua capacidade de ser dominante deve ser controlada desde muito cedo por meio de uma educação gentil, firme e consistente. Na verdade, uma educação menos rigorosa poderia ter repercussões ruins na vida cotidiana e na convivência entre o cão e seus humanos.

Por outro lado, o Buldogue francês pode facilmente ficar com raiva se sua educação for muito agressiva, enquanto que, Por outro lado, uma firmeza bem equilibrada na voz permite que você incorpore rápida e facilmente as regras da casa.

Saúde

Ao contrário de muitas corridas, o Buldogue francês não tem nenhum defeito genético recorrente.

Contudo, sua saúde precisa ser monitorada de perto para prevenir ou identificar os problemas mais comuns o mais rápido possà­vel:

Sensibilidade ao calor

O Buldogue francês eles são muito sensà­veis ao calor. A partir de cerca de 25° e especialmente em dias ensolarados, os riscos de insolação e insolação podem ocorrer muito rapidamente, e até mesmo causar a morte do cachorro. Tanto quanto dizer que o Buldogue francês não pode viver no exterior.

Problemas de coluna

O desidratação do disco intervertebral, que desempenha o papel de buffer entre 2 vértebras, é um perigo real para ele Buldogue francês. O disco intervertebral torna-se cartilaginoso e acaba ossificando aos poucos. Já não desempenha a sua função de amortecedor e tende a ser expulso para o exterior. Essa ossificação pode ser seguida por compressão da medula espinhal., em risco de lesão do tecido nervoso e paralisia.

O hérnia discal é outro distúrbio clássico no Buldogue francês. Aparece com desgaste prematuro da cartilagem. Esta condição afeta com mais freqüência indivà­duos que foram pulados sobre as patas traseiras durante a juventude.. Cães com esta doença sentem fortes dores musculares quando se movem. Eles andam de cabeça baixa, com músculos do pescoço contraídos. Em casos graves, isso pode levar à  paralisia dos membros posteriores.

O condrodistrofia, menos comum, causa um encurtamento dos ossos, o que pode causar problemas de locomoção significativos.

Por último, o Buldogue francês também pode sofrer Quadril Displasia., Displasia do cotovelo o luxação de patela.

Obstrução de vias aéreas

O Buldogue francês você pode estar exposto a diferentes tipos de problemas de obstrução das vias aéreas, chamada síndrome braquicéfalo.

Em primeiro lugar, o estenose nasal (também chamado “narina comprimida”) corresponde a um colapso da cartilagem alar, muito macio. Isso causa desconforto respiratório que pode obrigar o cão a respirar pela boca para compensar a falta de oxigênio.. A condição é notada pela linha das narinas, que é reto em vez de em forma de và­rgula. Neste caso, o único remédio é a cirurgia.

O palato mole é muito longo e pode causar compressão da laringe. Esta condição não é detectável em filhotes, mas existem alguns sintomas que devem soar o alarme. Contudo, você tem que notar certos sintomas, como um ronco muito pronunciado, ou fadiga e falta de ar que ocorrem rapidamente ao caminhar. Uma descoloração azulada das membranas mucosas e da là­ngua também pode ser observada., olhos vermelhos e, à s vezes, raquitismo.

O edema da laringe, o que é um distúrbio especà­fico, aparece especialmente em caso de estresse ou insolação, ou mesmo ambos combinados. O cão então engasga e coça ao inalar. Esta situação requer intervenção rápida, colocar o cachorro em um lugar fresco o máximo possà­vel e resfriá-lo, por exemplo, pulverizando-o com bastante água fria. A primeira prioridade é acalmar o animal, antes de levá-lo ao veterinário para uma injeção de cortisona de emergência.

Problemas oculares

O Buldogue francês podem ser vítimas de Luxação da glândula nictitante. Essa glândula tende a se projetar para fora do canto do olho e pode crescer rapidamente até o tamanho de uma amora-preta.. Esta condição é comum em buldogues crescimento, mas também pode ser o resultado de uma infecção ocular.

Em geral, a proeminência dos olhos do Buldogue francês os torna particularmente frágeis nesta área. Contudo, é possà­vel protegê-los graças a óculos perfeitamente adaptados para eles.

Hermafroditismo

Hermafroditismo no Buldogue francês É raro, mas sua existência merece ser informada.

Limpeza

A pele de Buldogue francês não requer manutenção muito difícil. Escovagem regular (duas ou três vezes por semana) é o suficiente para remover seus muitos cabelos mortos, e um banho uma vez por mês com um xampu para cães manterá o pelo brilhante. O que mais, tem uma luz que derrama.

Por outro lado, as dobras do rosto devem ser limpas pelo menos duas vezes por semana e mantidas com creme, para evitar infecção. Você também deve limpar seus ouvidos pelo menos uma vez por semana.

O que mais, você tem que limpar seus olhos regularmente com um colà­rio antiinflamatório e ter cuidado com golpes. Seus olhos são particularmente frágeis, e qualquer rasgo, regular ou excessivo, pode ser um sinal de uma doença. Neste nà­vel, grande vigilância é necessária.

Por último, você também tem que cuidar da área sob o rabo dele, uma vez que o fato de estar localizado em suas nádegas faz com que a sujeira se acumule, e a morfologia do animal não permite que ele se limpe adequadamente.

Alimentos

Devido a sua cabeça braquicefálica, o Buldogue francês tende a engolir comida sem mastigar, que causa sensibilidade digestiva e causa ruà­dos no està´mago e flatulência. Portanto, você precisa de uma dieta que permita manter seu peso e ofereça boa digestibilidade, sem excesso de gordura, mas com um enriquecimento suficiente em ácidos graxos essenciais, aminoácidos e vitaminas do grupo B.

É aconselhável dar duas refeições por dia, uma de manhã e uma à  noite.

Uso

O Buldogue francês É principalmente um cão de companhia e de interior., mas também pode ser um bom cão de guarda e defesa.

Por outro lado, por causa do mau hálito dele, não é um cachorro esportivo. Assim, embora eu aprecie as caminhadas, que são bons para manter seus músculos poderosos, correr com ele não é recomendado.

Cuidado também com os cursos d'água e a piscina. Em vigor, por causa de seu corpo atarracado e cabeça pesada, o Bulldog Francês não é um nadador muito bom, e você corre o risco de se afogar.

Lista de criadores "Buldogue francês"

REGISTAR O GATIL

Criadores de Boxer

Ofereça seus filhotes de graça. Assine aqui.

  • Este campo é para fins de validação e deve ser deixado inalterado.

Classificações do "Buldogue francês"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Buldogue francês" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 5.0 fora de 5
5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5.0 fora de 5
5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 5.0 fora de 5
5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 5.0 fora de 5
5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 5.0 fora de 5
5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 3.0 fora de 5
3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

Avaliado 3.0 fora de 5
3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 3.0 fora de 5
3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 3.0 fora de 5
3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 2.0 fora de 5
2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 3.0 fora de 5
3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens “Buldogue francês”

Vídeos “Buldogue francês”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 9: Seção 11: Molossoides de pequeno porte
  • AKC
  • ANKC
  • CKC
  • KC
  • NZKC
  • UKC

Padrão da raça FCI "Buldogue francês"

Origem:
França

Data de publicação do padrão original válido:
28.04.1995

Uso:

cão de serviço, guarda e brinquedo.



Aparência geral:

É o típico molosso de pequeno porte. É um cão robusto apesar do seu pequeno tamanho e das suas proporções pequenas e roliças. Seu cabelo é teto e seu rosto é curto e liso. As orelhas são retas e a cauda curta desde o nascimento. Você deve ter a aparência de um animal ativo, Awake, muito musculoso, de uma estrutura compacta e ossos sólidos.



Comportamento / temperamento:

É sociável, alegre, lúdico, esportes e desperto. É particularmente afetuoso com seu mestre e as crianças.

Cabeça:

Isso deve ser muito forte, ampla e quadrada, e este deve ser coberto por pele, É pregas e rugas quase simétricas. A cabeça do Bulldog é caracterizada por uma contração do maciço Maxilo-nasal; Então, o crânio ganhou amplitude que perdeu em comprimento.

Região craniana:
  • Crânio: É grande, quase plana; a testa é abaulamento. As arcadas superciliares são proeminentes e estão separadas por um sulco particularmente desenvolvido entre os olhos. O Groove não deve ser alongado para a frente. A crista occipital é pouco desenvolvida.
  • Nasofrontal depression (Stop): Muito forte.
  • Região facial:

  • Trufa: ampla, muito curto, gerado; as narinas são bem abertas, eles são simétricos e estende-se obliquamente para trás. A inclinação das narinas, assim como o nariz levantado, devem permitir, No entanto, a respiração nasal normal.
  • bengala de nariz: Ele é bem curto, banda larga e apresenta pregas concêntrica simétricas que descem sobre o lábio superior (comprimento : 1/6 o comprimento total da cabeça).
  • Lábios: Grosso, um pouco frouxa, preto. O lábio superior está associado ao fundo no centro e cubra completamente os dentes, Não deve ser nunca visà­vel. O perfil do lábio superior é descendente e arredondado. A là­ngua nunca deve ser visà­vel.
  • mandíbulas: Eles são grande, Praça, forte. A mandíbula inferior forma uma curva larga que termina na frente da mandíbula superior.. Com a boca fechada, proeminência do maxilar inferior (prognatismo) É moderada pela curvatura dos ramos da mandà­bula. Essa curvatura é necessária para evitar a protrusão excessiva da mandíbula..
  • Dentes: Incisivos inferiores não são nunca atrás de incisivos. Arco incisivo inferior é arredondado. Os maxilares não devem apresentar ou desvio lateral, ou torque. A separação das arcadas incisivas não é rigorosamente delimitada, Já que é essencial para se juntar o lábio superior e o inferior para cobrir completamente os dentes.
  • Bochechas: Os músculos da bochecha são bem desenvolvidos, mas eles nunca Excel.
  • Olhos: São expressão acordado, são baixos e bastante afastado a trufa e acima de tudo, ouvidos. São escuros, muito grande, bem arredondado, ligeiramente abaulamento; a esclera não nunca é visà­vel quando o animal olha de frente. A borda das pálpebras deve ser preta.
  • Orelhas: Médias, largura na base e rodada na ponta. Eles estão erecto; alto, mas não muito perto uns dos outros. O pavilhão está aberto para a frente. A pele deve ser fina e suave ao toque.
  • Pescoço:

    É curto e ligeiramente arqueado. Apresenta-se sem queixo.

    Corpo:

  • linha superior: A linha superior sobe progressivamente ao nível do dorso e depois desce rapidamente em direção à cauda..
  • Voltar: É grande e musculado.
  • Lombo de porco: Curto e amplo.
  • Alcatra : É oblà­qua.
  • No peito: Cilíndrico e desce bem abaixo. As costelas são em forma de barril, muito arredondados.
  • Peitoril: É muito aberto.
  • Ventre e flancos: Gerado, Embora não agalgados.
  • Cola:

    Curto, baixa implantação na garupa, preso nas nádegas. É grossa na base, atados ou naturalmente dobrados e apontou para o fim. Mesmo quando o cachorro está em ação, a fila deve estar abaixo da horizontal. A cauda relativamente longa (Não deve exceder o ponto do Hock), Bent e sharp, Aceita-se, Embora não muito valorizada.

    Extremidades

  • Membros anteriores:
  • Perfil e vista frontal, eles têm membros regulares.

  • Ombro: Curto e grosso, de músculos fortes e aparentes.
  • Braço : Curta.
  • Cotovelo: Estritamente ligado ao corpo.
  • Antebraço: Curta, bem separadas, retilíneo e musculoso.
  • Carpo e metacarpo: Sólido e curto.
  • Membros posteriores:
  • Eles são fortes e musculosos, um pouco mais do que os anteriores, elevando assim o traseiro. Visto da parte traseira e perfil, eles têm membros regulares.

  • Coxa: Musculado, empresa, Embora não muito redondo.
  • Jarrete: Muito baixa. Não é demasiado angular e acima de tudo, não é muito reta.
  • Metatarso: Sólido e curto. O Bulldog deve nascer sem esporas.
  • PÉS
  • Pés anteriores: rodada, pequeno; eles são conhecidos como "Pé de Jack". Eles sentam-se firmemente no chão e tornar-se um pouco para fora. Os dedos são bem compactos, as unhas são curtas, grossos e separados. As almofadas são duras, grosso e preto. Em cães listrados unhas devem ser pretas.
    Em cães "Caille" (listrado cor cão castanho com manchas brancas moderadamente estendidas) e a cor castanho (com manchas brancas levemente ou muito prolongado) prefiro unhas escuras, Apesar de não penalizar os de cor clara.
  • Pés de volta: Compactos.
  • Movimento:

    Passo solto; Membros mover em paralelo ao plano médio do corpo.

    Manto

    CABELO:

  • É bonito, cetim, apertado, brilhante e liso.
  • COR:

  • Tom uniforme de Griffon, ou tigrado ou não, ou com manchas brancas moderadamente estendidas.
  • Pardo, Tigrado ou não, com manchas brancas moderadamente ou bastante generalizadas.
    Aceitamos todas as nuances do Griffon, do vermelho, até o café com leite. Todos os cães brancos são classificados na categoria de "Tigrado castanho com manchas brancas generalizadas". Se um cão tem uma trufa muito escura, e os olhos escuros com pálpebras também escuras, pode tolerar excepcionalmente alguns despigmentaciones do, Quando o animal está muito bonito.


  • Tamanho e peso:

  • TAMANHO E PESO:
  • Para um buldogue em bom estado, o peso não deve ser menor de 8 kg, ou mais de 14 kg, o tamanho é proporcional ao peso.



    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

  • Feche a trufa ou reduzindo, e o ronco crà´nico.
  • Lábios que não estão inscritos para a frente.
  • Despigmentação dos lábios.
  • Olhos claros.
  • Duplo queixo.
  • Cola relevo, muito longo, ou anormalmente curto.
  • Cotovelos pelados.
  • Hock reta, ou deslocado para a frente.
  • Entradas incorretas.
  • Cabelo muito longo.
  • Pele manchada.
    • FALTAS GRAVES:
    • Incisivos, visà­veis quando a boca está fechada.
    • Linguagem é aparente quando a boca está fechada.
    • Rigidez nos movimentos dos membros anteriores.
    • Descoloridos manchas no rosto, exceto a cor castanho listrada com manchas brancas moderadamente estendidas "Caille" e o Griffon com pouco ou muito generalizadas manchas brancas.
    • Peso insuficiente ou excessivo.
    • FALTAS DE ELIMINAÇÃO:
    • Covardia, agressão em direção do proprietário.
    • Trufa em uma cor que não é preta.
    • Split lip.
    • Incisivos inferiores colocados atrás de incisivos.
    • Canino constantemente visà­vel quando a boca está fechada.
    • Olhos heterocromos.
    • Ouvidos que não estão erecto.
    • Mutilação das orelhas, a fila ou esporas.
    • sem cauda.
    • Esporas em membros posteriores.
    • Casaco preto e fogo, rato cinzento, ou marrom.

    Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..



    N.B.:

    Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

    TRADUÇÃO : IRIS Carrillo, Federação de canil de Porto Rico.

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

    1. Frenchies (inglês).
    2. Bouledogue (Francês).
    3. Französische Bulldogge (alemão).
    4. Buldogue francês (português).
    5. Frenchie (espanhol).

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Boston Terrier
    Estados Unidos FCI 140 . Molossoides de pequeno porte

    Annie the Boston Terrier

    O Boston Terrier eles estão prontos e amigável, usado principalmente como cães de companhia.

    Conteúdo

    história “Boston Terrier”

    Ao contrário de muitas raças antigas, história Boston Terrier é bem conhecido e pode ser rastreado com precisão. Na Inglaterra do século 19, a popularidade de atividades sanguinárias envolvendo cães de ataque levou à  tendência de cruzar raças Terrier e Touro para desenvolver indivà­duos que pudessem se destacar em brigas de cães e outras competições de iscas de rato (a atividade de colocar ratos em uma área fechada e apostar no tempo que um cachorro leva para matá-los). No final da década de 1860, e Liverpool, um cruzamento entre um Buldogue e um English White terrier (uma raça canina extinta) gerou um cão forte e musculoso chamado Judge.

    O proprietário da Juiz vendeu para um americano chamado William O'Brien, que o trouxe para casa em Boston. Em 1870, O'Brien vendido Juiz para outro bostoniano, Robert C. Hooper. Juiz, agora conhecido nas árvores genealógicas da raça como “Juiz de Hooper“, tornou-se o patriarca da raça Boston Terrier e no ancestral comum de quase todos os seus representantes.

    Juiz ele tinha uma boa constituição e boa postura, e pesou sobre 14 kg. Ele tinha pêlo castanho escuro, uma cabeça quadrada e atarracada e uma faixa branca no focinho. Surpreendentemente, levantado apenas uma vez, com uma cadela branca de 9 kg chamada “Gyp de Burnett” (o Kate). Kate pertencia a Edward Burnett, que foi baseado em Southboro, Massachusetts. Desta união nasceu um filhote macho chamado Well's Eph. como eles dizem, não era particularmente atraente, mas tinha outras características além Hooper e seus amigos admiraram. Isso os levou a iniciar um programa de reprodução com ele no centro.

    Well's Eph ele acasalou com uma fêmea chamada Kate de Tobin, que pesou apenas 6 quilos e tinha uma cabeça bastante curta. Era de cor dourada e tinha uma cauda reta, três quartos amputada.. Acredita-se que seus descendentes tenham cruzado com um ou mais Buldogue francês para criar a base do Boston Terrier o que sabemos hoje.

    Contudo, esse nome ainda não existia naquela época. É por isso que., os muitos descendentes de Eph eles receberam nomes diferentes, como Bullet Dogs, Bull-and-Terriers, American Terriers y Boston Bull Terriers.

    Em 1889, cerca de trinta proprietários desses cães formaram o American Bull Terrier Club, decidir usar o termo Bull terrier nomear seu cachorro favorito, simplesmente adicionando um adjetivo indicando sua origem geográfica. Conforme o esperado, os amantes e donos do Bull terrier eles se opuseram fortemente a esta escolha. Dada a influência que tiveram na época com o American Kennel Club (AKC), entusiastas Boston Bull Terrier eles não tiveram escolha a não ser mudar o nome de sua associação para Boston Terrier Club, em homenagem ao local de nascimento da raça.

    Quatro anos depois, em 1893, o Boston Terrier tornou-se a primeira raça de cães nascida nos Estados Unidos a ser reconhecida pelo AKC. Ao mesmo tempo, foi o primeiro cão adicionado pela organização ao grupo de raças não esportivas.

    Nos primeiros dias, a cor e as marcas da pelagem do cachorro Boston Terrier eles não foram considerados muito importantes. O padrão definido pelo clube era muito flexà­vel quanto à  aparência dos casacos, então havia uma grande variedade de aparições. Após anos de criação cuidadosa para definir um tipo de pelagem específico, desenvolveu e padronizou o Boston Terrier tal como a conhecemos hoje. As marcas características, semelhante ao smoking, tornaram-se uma marca registrada da raça, O que ele ganhou o apelido de “cavalheiro americano”.

    No inà­cio do século XX, o Boston Terrier alcançou grande popularidade nos Estados Unidos: foi oficialmente reconhecido pelo United Kennel Club (UKC) em 1914, e em 1915 era a raça de cachorro mais popular do país. Permaneceu entre 10 raças de cães favoritas dos americanos até a década de 1960. Hoje em dia, embora ele tenha perdido parte de seu orgulho, continuamos a encontrá-lo ao redor da barraca 20 do ranking estabelecido pelo AKC com base no número de inscrições na organização.

    A sua difusão internacional foi muito facilitada pelo seu reconhecimento oficial pelo prestigioso e influente Kennel Club. (KC) britânico em 1937 y para a Fédération Cynologique Internationale (FCI) em 1955. Hoje em dia, é reconhecido pelas principais organizações nacionais em todo o mundo, incluindo, É claro, o Canadian Kennel Club (CKC).

    Sabia?

    O projeto de lei foi exposto no Parlamento de estado de Boston e aprovado pela Assembléia em 1979. O Boston Terrier foi proclamado mascote do estado por King Edward (o governador, naquela época que em sua juventude, teve um Boston Terrier).

    foto: Fickr – Marādah

    Características físicas Boston Terrier

    O Boston Terrier apresenta uma certa diversidade em termos de tamanho. Sem realmente falar sobre variedades em seu próprio direito, organizações que reconhecem raça geralmente distinguem entre 3 categorias de peso:

    ▷ menos de 6,80 kg ;
    ▷ de 6,80 kg a menos de 9 kg ;
    ▷ de 9 kg para 11,35 kg.

    Seja qual for o seu tamanho, eles têm uma bela estatura e uma aparência muito orgulhosa. Em vigor, é bem proporcionado e tem um tez musculoso e robusto, construà­do em torno de um peito largo e costas curtas e musculosas. O Grupa curvado dá ao corpo uma aparência quadrada sem parecer volumoso. O cauda é curto e curto. Pode ser usado reto ou com saca-rolhas.

    O pescoço, ligeiramente arqueado, é elegante e leva a ombros razoavelmente largos e inclinados para trás. O patas dianteiras eles são retos e musculosos, com cotovelos retos. O patas traseiras eles são sólidos e bem musculosos, terminando em pés pequenos e compactos.

    O cabeça é estruturado por um crânio quadrado e tem uma testa plana. O pele facial Ele deve ser livre de rugas. O orelhas são grandes, pontudo e ereto. Nos territórios onde é permitido, às vezes eles são aparados cirurgicamente para ajudá-los a se levantar ou dar-lhes uma forma definida. Esta prática, nomeado otectomia, é proibido em um número crescente de jurisdições (por exemplo, França, Bélgica, Suà­ça e Quebec), a menos que haja razões médicas para isso.

    O olhos eles são escuros, grande, redondo e muito expressivo, o que dá a este cão uma aparência particularmente inteligente e amigável. Alguns cães têm olhos azuis claros, com um único olho azul, e outros até têm olhos azuis. Contudo, esta particularidade é geralmente acompanhada por um ou mais problemas de saúde: glaucoma, uveíte (inflamação da úvea), surdez em um ou ambos os ouvidos… Em consequência, não são reconhecidos pelo padrão da raça e são excluídos da criação.

    O focinho é curta, quadrado e largo, e termina em um focinho chato e preto que domina uma mandíbula desdentada. O Boston Terrier É uma das chamadas raças de cães braquicéfalos. Como todos os outros cães braquicefálicos, a mandíbula inferior é proporcional ao resto do corpo, mas o superior é muito mais curto, o que dá à  cabeça uma aparência encovada.

    O peles do Boston Terrier é curta, brilhante e liso. Não tem subpêlo, o que explica em parte sua baixa muda e sua baixa resistência a temperaturas extremas. As marcas brancas distintas no focinho, entre os olhos e no peito eles formam um padrão semelhante ao do smoking, daí o apelido “cavalheiro americano”. Embora a pelagem preta e branca seja a mais conhecida e comum, os padrões da raça estabelecidos pelas organizações mais importantes do mundo também reconhecem a combinação de tigrado e branco, assim como o selo e branco (o selo é uma cor que parece preta, mas na verdade tem um brilho avermelhado visà­vel apenas à  luz do sol ou luz forte). Além dessas cores oficiais, espécimes com pelo branco liso também podem ser encontrados, Preto liso, fulvo e branco, Azul e branco, lilás e branco, areia e branco ou marrom e branco.

    Por último, o dimorfismo sexual não é muito pronunciado nesta raça, embora as mulheres sejam geralmente um pouco mais magras do que os homens.

    Tamanho e peso

    ▷ Tamanho masculino: 25 – 40 cm
    ▷ Tamanho feminino: 25 – 40 cm
    ▷ Peso masculino 7 – 11 Kg.
    ▷ Peso feminino 7 – 10 kg

    Variedades

    A questão das possà­veis variedades de Boston Terrier ainda é um assunto que à s vezes é muito debatido. Alguns criadores insistem que existem Boston Terriers “norma”, por um lado, e Boston Terriers “miniatura” Menor que 6 kg, o peso mínimo reconhecido por organizações mundiais, por outro. Outros vão mais longe e dizem que também existem Boston Terriers “em anos”.

    Contudo, a maioria dos profissionais, bem como as diferentes organizações de referência que reconhecem a raça, considere que não há variedades dentro dela. Contudo, levar em consideração a grande diversidade da raça em termos de tamanho, e classificam seus representantes em três categorias de peso:

    ▷ menos de 6,80 kg ;
    ▷ de 6,80 kg a menos de 9 kg ;
    ▷ de 9 kg para 11,35 kg.

    Isso não impede que alguns criadores cruzem intencionalmente Boston Terriers cada vez menor para obter cachorros em miniatura ou até mesmo minúsculos. Estes últimos ainda são de raça pura, mas eles não podem ser inscritos em um livro genealógico e ter um pedigree, porque seu tamanho é menor do que o estabelecido pelos padrões da raça. Na verdade, o Boston Terrier é como qualquer outra raça: nanismo é sinà´nimo de maior fragilidade e problemas de saúde.

    caráter de Boston Terrier e habilidades

    O Boston Terrier combina o entusiasmo de seus ancestrais Terrier com a doçura e bom senso de seus ancestrais Buldogue. Mais malandro, tem um certo senso de humor e gosta de fazer palhaçadas. Amando, ele gosta de receber muita atenção e estar com sua famà­lia, especialmente se isso significa ser capaz de sentar no colo ou compartilhar a cama ou sofá. Ele fica muito animado no inà­cio quando recebe visitantes, mas ele se acalma rapidamente assim que consegue dar-lhes uma recepção entusiástica.

    Tem uma afinidade especial com crianças, e suas características físicas (pequeno mas robusto) complete a imagem de um cão recomendado para crianças. Dito isto, só porque você pode deixá-los brincar com ele sem medo de machucar, não significa que você deve permitir que eles façam tudo e qualquer coisa, especialmente porque ele pode não suportar ser manipulado. Portanto, você tem que ensiná-los o mais rápido possà­vel para tratá-lo com respeito. Por outro lado, ele também pode empurrar involuntariamente crianças mais novas, levado por seu entusiasmo. Em qualquer caso, independentemente de raça, um cachorro nunca deve ser deixado sozinho com uma criança pequena.

    Embora possa latir quando alguém bate na porta, o Boston não é um bom protetor. Na verdade, eles geralmente são tão gentis com os humanos que cumprimentam calorosamente qualquer um que entre na casa, amigos ou estranhos. Na verdade, embora seja territorial, normalmente não representa nenhum problema com estranhos; a menos que provocado, nada agressivo.

    O que mais, embora alguns representantes da raça sejam especialmente ativos, está longe de ser o caso geral. Em geral, o Boston Terrier precisa de exercà­cio moderado: as caminhadas de comprimento médio, possivelmente complementado com algumas sessões de jogo (por exemplo, com uma bola) e que representam uma duração acumulada de uma hora por dia, são mais adequados do que longas sessões de exercà­cios vigorosos. Seu pequeno tamanho, sua necessidade de atividade moderada, sua adaptabilidade e baixa propensão a latir tornam-no perfeitamente adequado para viver em um apartamento. Por outro lado, se você mora em uma casa com jardim, é necessário que este último esteja devidamente protegido e vedado para evitar que a sua natureza curiosa o empurre para se interessar por outros animais ou fontes de distração localizadas no exterior. Isso também o protegerá de outros animais ou pessoas com más intenções em relação a ele..

    Por outro lado, quando sair, Deve ser usado com uma guia e arnês e não com uma coleira em volta do pescoço, porque usar uma coleira aumenta o risco de problemas respiratórios que seu rosto achatado já predispõe a.

    Essas peculiaridades morfológicas também fazem, em perà­odos de altas temperaturas, sinta-se à  vontade para encurtar suas caminhadas, mas acima de tudo para evitar dá-los nas horas quentes. Em vigor, seu focinho curto limita consideravelmente sua capacidade de resfriamento e, por conseguinte, torna-o especialmente sensà­vel ao calor. Por outro lado, sua pelagem curta o torna menos capaz de suportar o frio. Em outras palavras, mesmo que eu viva em um clima temperado, não foi feito para passar a maior parte do tempo fora: seu lugar é em casa, E isso é ainda mais verdadeiro porque você precisa estar em contato com sua famà­lia para ter uma boa cabeça.

    Se você puder se divertir sozinho, especialmente se eles deixam para ele seus brinquedos favoritos, ele prefere de longe fazer isso com sua famà­lia. Em qualquer caso, um Boston Terrier bem criado e socializado, ele é certamente sociável e está sempre disposto a jogar se a oportunidade se apresentar, precisando de uma família que aprecie e busque sua companhia, mas isso não requer atenção excessiva ou tempo. Adapta-se facilmente aos horários de seu proprietário, embora isso não signifique que ele goste de ficar sozinho por muitas horas. Na verdade, se sua família estiver fora a maior parte do dia, tê-lo compartilhando sua casa com outro pequeno companheiro é uma ótima maneira de evitar que ele se sinta solitário e desenvolva problemas de comportamento.

    Isso é ainda mais verdadeiro porque sua sociabilidade não se estende apenas ao ser humano, mas também outros animais, começando com seus congêneres e gatos, especialmente se você se acostumou a vê-los desde muito jovem, como parte de sua socialização. Contudo, pode recuperar rapidamente seus instintos de caça ao se deparar com um pequeno roedor, como um rato ou camundongo: uma possível convivência com um animal desse tipo teria grandes possibilidades de dar errado.

    Por outro lado, quando ele conhece cães desconhecidos, pode ser muito menos amigável, se não for diretamente territorial e protetor. A melhor maneira de evitar esse tipo de problema é permitir que você encontre todos os tipos de colegas desde a primeira vez que sair..

    Por último, deve-se notar que a Boston Terrier é muito barulhento. Na verdade, seu focinho curto o faz cheirar, babando e roncando alto. Alguns adotantes podem achar isso cativante., mas para outros é razão suficiente para mudar de raça.

    Educação

    O Boston Terrier é muito inteligente, mas à s vezes ele é teimoso. Alguns espécimes estão muito dispostos a agradar e são treinados de forma fácil e rápida, o que explica a popularidade da raça em certos esportes caninos. Otros, No entanto, eles são um pouco mais difíceis e demoram um pouco mais para treinar. Isso é verdade assim que o cão aprende a ser domesticado., o que pode levar a 6 meses com alguns cachorros. Neste contexto, é altamente recomendável usar a gaiola do cão dentro de casa.

    Em qualquer caso, seu temperamento sensà­vel significa que ele não aceita bem tons de voz ásperos e punições. Ambos podem ser contraproducentes para a sua educação., como eles podem levá-lo a retirar-se para si mesmo. Por outro lado, prospera em treinamento suave e contà­nuo por meio de reforço positivo.

    É por isso que., se você é teimoso e não está realmente disposto a buscar a educação que estamos tentando dar a você, é importante tentar entender o que pode motivá-lo, pedir a ajuda de um treinador de cães, se necessário. Guloseimas geralmente são o truque, mas o uso de elogios e abusos ou o uso de um brinquedo favorito também podem ser o gatilho para o sucesso do treinamento.

    Tal como acontece com todos os cães, socialização e educação do Boston Terrier deve começar em uma idade precoce. Conhecer muitas pessoas (famà­lia, amigos, vizinhos, entregador, veterinário…) e acostumá-lo a cruzar com todos os tipos de outros cães, bem como com representantes de outras espécies, permite que você se torne um adulto sociável e equilibrado. Isso reduz o risco de comportamento agressivo ou conflitos posteriores.

    Saúde

    Apesar de uma expectativa de vida de cerca de 13 anos, o Boston Terrier é propenso a muitos problemas de saúde, alguns dos quais estão relacionados com a subtraquicefalia, Eu quero dizer, com o fato de que sua boca está esmagada.

    Essa peculiaridade morfológica também implica que é muito mais sensà­vel ao calor do que muitos de seus congêneres., como qualquer cachorro com focinho curto, incapaz de inalar e exalar grandes volumes de ar, limitar sua capacidade de resfriar quando o mercúrio sobe O risco do cão de insolação, entre outros, é particularmente pronunciado e, Por conseguinte, é importante evitar esforços excessivamente intensos ou prolongados nesses períodos.

    Por outro lado, sua pelagem curta também o assusta com o frio.

    Além desta sensibilidade pronunciada a temperaturas extremas, os principais riscos para a sua saúde são:

    • problemas respiratórios causados ​​pelo formato da boca. Alguns são leves, como ronco alto ou soluços, mas outros podem ter consequências graves, e até fatal, como obstrução das vias aéreas ou fadiga cardíaca. Também deve ser mantido na coleira usando um arnês e não uma coleira no pescoço, porque usar uma coleira aumenta o risco de problemas respiratórios, devido à  pressão exercida;
    • problemas oculares como catarata,úlceras de córnea e glaucoma, novamente devido à  sua face plana. No caso de cataratas juvenis, um teste genético permite que os criadores identifiquem os cães que carregam o gene e os excluam da reprodução;
    • sopro cardíaco, um sintoma muitas vezes relacionado ao bloqueio parcial dos tubos ou válvulas do coração;
    • o mega esà´fago, um defeito do esà´fago que leva o cão a regurgitar sua comida;
    • o luxação patelar, um problema que pode ser congênito ou ocorrer mais tarde na vida, e é comum a muitos cães pequenos. Em casos mais leves, pode ser substituído por você mesmo ou com a ajuda do veterinário, mas casos mais graves requerem cirurgia;
    • alergias de pele, incluindo demodicose (sarna demodécica), que pode levar à perda de cabelo com lesões com coceira ou crostas;
    • o surdez: 4 - 6% dos cachorros Boston Terriers eles são surdos de um ouvido desde o nascimento, e alguns são completamente surdos. Isso afeta principalmente pessoas com olhos azuis e / ou cujo pelo contém muito branco É importante descobrir essa afeição quando o cão é o mais jovem possà­vel, porque afeta a educação e socialização que deve ser proporcionada;
    • hemivértebra, o que é uma falha no desenvolvimento dos ossos da coluna, é mais comum em cães com cauda em saca-rolhas. Alguns cães com hemivértebra permanecem assintomáticos ao longo da vida, enquanto em outros a doença geralmente se manifesta assim que eles são pequenos, por exemplo, devido a problemas de movimento e falta de coordenação nas patas traseiras., a doença progride muito rapidamente, a ponto de o animal ficar paralisado em poucos dias, e a cirurgia é muitas vezes o único tratamento;
    • espirros reversos, que pode ocorrer quando o cão está excessivamente excitado ou engole a comida muito rapidamente Corresponde a um ruà­do estranho, rosnando e roncando, geralmente não é perigoso para o cão, mas se os ataques se tornarem frequentes, pode ser um sintoma de inflamação das vias aéreas, presença de parasitas em suas narinas ou, mais raramente, pólipos nasais ou um tumor.

    O que mais, o nascimento de cadelas é frequentemente problemático no Boston Terrier.As cabeças largas dos filhotes à s vezes ficam presas na estreita pelve da mãe: a cesariana geralmente é necessária. As ninhadas têm uma média de 3 o 4 cachorros.

    Em uma nota completamente diferente, você deve saber que este cão é particularmente propenso a excesso de gases, mesmo que dependa muito da sua dieta.

    Ele também é muito guloso, por isso seu dono deve ter cuidado não só para escolher a comida que ele dá a ele e o tamanho de suas porções, mas também para permitir que você se esforce o suficiente. A obesidade não é uma doença em si, mas pode causar o aparecimento ou agravar vários problemas de saúde, começando com problemas nas articulações ou relacionados à  capacidade respiratória insuficiente. Manter o seu cão com um peso adequado é uma das melhores maneiras de proporcionar-lhe boas condições de vida.

    Esperança de vida

    13 anos

    Limpeza

    O casaco curto e macio do Boston Terrier é fácil cuidar. Muda muito pouco, então uma escovação semanal é suficiente. Contudo, quando a pele se desprende durante as estações de primavera e outono, a quantidade de cabelo morto é muito maior, então você precisa escovar pelo menos mais duas vezes.

    Por outro lado, é curto peles não fica sujo e, por conseguinte, não tende a emitir odores ruins. Portanto, raramente é necessário dar banho em seu cachorro: a menos que esteja especialmente sujo, uma ou duas vezes por ano é mais do que suficiente. A menos que seu cachorro esteja especialmente sujo, uma ou duas vezes por ano é o suficiente. Dar banho em seu cachorro com muita frequência só vai secar sua pelagem e pele, fazendo com que percam suas propriedades protetoras e podem causar coceira e até ferimentos. Em qualquer caso, é essencial usar um shampoo especialmente desenvolvido para cães, pois pode causar esses problemas.

    Por outro lado, seus olhos precisa de cuidados regulares, como seu tamanho e proeminência os tornam especialmente frágeis. É melhor verificar diariamente se há corrimento e limpá-lo, se necessário, mas também certifique-se de que não há sinais de vermelhidão ou irritação.

    Também pode ser a ocasião para escovar seu dentes, para prevenir o acúmulo de tártaro e os problemas que ele pode causar (mau hálito de cachorro, doenças…). Se for difícil manter uma frequência diária, geralmente é o suficiente para fazer isso duas ou três vezes por semana.

    Em relação ao ouvidos, eles devem ser verificados todas as semanas para ver se estão vermelhos ou cheiram mal, o que pode ser um sinal de infecção. Você deve aproveitar a oportunidade para limpá-los para evitar infecção.

    Na maioria dos casos, o unhas deve ser cortado uma ou duas vezes por mês, uma vez que o desgaste natural geralmente não é suficiente. A primeira vez, não hesite em pedir ajuda a um veterinário ou a um tratador para saber como fazê-lo corretamente.

    Por último, é importante aproveitar as sessões de higiene para procurar feridas, erupções cutâneas ou sinais de infecção, como vermelhidão, sensibilidade ou inflamação da pele, no nariz, boca e olhos, e nos pés. Uma revisão semanal completa ajuda a identificar potenciais problemas de saúde precocemente. Isso é verdade para todos os cães, mas é especialmente verdadeiro para cães como o Boston Terrier que são particularmente propensos a alergias de pele.

    Alimentos

    Dado que a Boston Terrier eles podem ser glutões, é especialmente importante estar atento ao alimentá-los com produtos e quantidades adequadas à  sua idade, tamanho e nà­vel de atividade.

    Uma vez que você pode estar sujeito a flatulência excessiva relacionada à  sua dieta, escolher produtos de alta qualidade e tentar identificar como seu corpo reage a diferentes alimentos pode ser especialmente útil para evitar ou reduzir esse problema.

    Em todos os casos, não hesite em usar a experiência de um veterinário para tomar as decisões corretas a fim de alimentá-lo da melhor maneira.

    Isso não o isenta de pesá-lo regularmente para se certificar de que ele não está acima do peso.. Sim é necessário, revisar suas rações e nà­vel de atividade muitas vezes resolve o problema. Sim, não é assim, é preciso ir ao veterinário para descartar uma possà­vel doença e desenvolver uma dieta mais adequada.

    Como a maioria dos cães, é melhor dividir sua ração diária em duas refeições.

    Por último, como todos os cachorros, deve ter acesso permanente a água doce.

    Uso

    Quando o Boston Terrier, no final do século XIX, Foi usado principalmente em competições de isca para ratos (que consistem em colocar os ratos em um espaço fechado e apostar no tempo que um cachorro leva para matá-los a todos), mas ele também era muito popular nas brigas de cães.

    Como os esportes sangrentos foram gradualmente banidos na maioria dos países, foi capaz de se tornar e se tornar menor e muito mais amigável por décadas. Na verdade, hoje tem muitas das qualidades de um companheiro ideal e cão doméstico.

    Graças a sua inteligência e forte desejo de agradar seus donos, eles também podem se destacar em certos esportes caninos, como agilidade, o flyball, obediência e rali-obediência.

    Sua natureza amigável e desejo de estar perto das pessoas os tornam cães de terapia ideais..

    Quanto pode um "Boston Terrier"?

    O preço de um filhote de cachorro Boston Terrier está entre 1500 e 2000 EUR.

    seja qual for o país, o preço depende em particular da linhagem da qual o cão descende (e as possà­veis distinções recebidas por seus ancestrais), o prestà­gio do canil e, acima de tudo, de suas características intrínsecas, Eu quero dizer, de sua maior ou menor conformidade com a norma, o que significa, Além disso, que dentro da mesma ninhada pode haver diferenças de preço bastante significativas. Por outro lado, não há diferença significativa de preço entre homens e mulheres.

    Classificações do "Boston Terrier"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Boston Terrier" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    Avaliado 2.0 fora de 5
    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4.0 fora de 5
    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    Avaliado 1.0 fora de 5
    1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 4.0 fora de 5
    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    Avaliado 2.0 fora de 5
    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Fotos de Boston Terrier

    Vídeos Boston Terrier

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    FCI , AKC , ANKC , CKC , KC , NZKC , UKC

    Padrão da raça FCI "Boston Terrier"

    FCIFCI - Boston Terrier
    Boston

    Nomes alternativos:

    1. Boston Bull, Boston Bull Terrier, Boxwood, American Gentlemen (inglês).
    2. Terrier de Boston, Boston Terrier (Francês).
    3. Boston Terrier (alemão).
    4. Boston Terrier (português).
    5. Boston Bull Terrier (espanhol).

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Pug
    China Gran Bretaña FCI 253 . Molossoides de pequeno porte

    O Pug É um cão amigável e afetuoso com outros cães e pessoas.

    Pug

    Conteúdo

    Classificações do "Pug"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Pug" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    Avaliado 4.0 fora de 5
    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 1.0 fora de 5
    1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    Avaliado 1.0 fora de 5
    1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    Avaliado 4.0 fora de 5
    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    Avaliado 5.0 fora de 5
    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    Avaliado 4.0 fora de 5
    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3.0 fora de 5
    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4.0 fora de 5
    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    História

    O Pug o Carlin (também conhecido como Chinese Pug, Mops, Puggu) é uma raça de miniatura do cão com rosto enrugado e um corpo de pequeno e médio porte, originários da China.

    Esta raça é geralmente resumida como “multum en parvo” (muito em pouco), descrevendo a personalidade do Pug relacionado ao seu tamanho pequeno.

    A palavra “Pug” Pode vir do antigo inglês Pugg, é um qualificador afetuoso seria algo como um pequeno demônio ou macaco brincalhão. Filhotes de Pug são chamados Puglets.

    A raça de cão Pug, tem origens muito antigas. Ela foi criada e selecionada na China, país onde era o cão preferido dos funcionários públicos, Também é muito popular na Holanda e Inglaterra raça de cão.

    Na verdade, Inglaterra conseguiu o patrocà­nio de la raza, desde que eles realizaram um excelente trabalho de seleção por anos. Finalmente, parte do patrocà­nio da corrida foi concedido à  Grã-Bretanha.

    Este filhote de cachorro enrugada e engraçado, Ele foi um companheiro fiel das senhoras do século XIX na Itália.

    Como quase todas as raças de cães, soube ter seus momentos difíceis principalmente quando aconteceram as guerras mundiais mas não esteve à beira da extinção como outras.

    hoje a corrida Pug é muito apreciado em quase todos os cantos do mundo.

    Sabia?

    Entre os ricos e famosos admiradores são do Pug rei Louis XIV, Josefina, Imperatriz de Napoleão, Rainha Victoria, o Duque ea Duquesa de Windsor e estilista Valentino.

    Características físicas

    É um cão sob aparência sólida de quadrados e compacto, bem proporcionado e muscular; o chefe, grande, aparência arredondada e sólida, é coberta com dobras; o focinho é plana e quadrada; os olhos, grande, abaulamento, eles são escuros; Possui pernas retas e fila de coletor anelada. O cabelo é apertado, Lisa e brilhante.

    O Pug o Carlin pode ser prata ou damasco macio com uma máscara preta, em ambos os casos, ele apresenta uma tarja preta que vai da cabeça à  cauda; Ele também pode ser preto puro ou branco que é mais escasso e caro de todos.

    Ele mede cada 30 cm para atravessar e pesa entre 6 e 8 kg. Sua natureza confiante, dócil e amigável faz do Pug um valioso animal de companhia. O Pug é particularmente um cão “com senso de humor”, expositoras expressões faciais muito humanas, devidos à  sua estrutura óssea. Devido à sua aparência marcante, algumas pessoas tendem a pensar que as características do Pug são resultado de manipulação genética ou endogamia.. Contudo, as características do Pug são semelhantes nos últimos quinhentos anos, perà­odo em que os europeus começaram a se importar da China.

    A cauda do Pug tem uma espiral característica ou formato de letra. “Q”. Essa variação na forma de cauda é devido à s vértebras nesta parte da coluna são realmente hemivertebrae. Em alguns poucos filhotes, esta alteração da forma pode estender-se ao resto da coluna e apresentar o animal com espinha bífida. A coluna vertebral do animal deve sentir-se antes de comprar para evitar escolher um filhote de cachorro doente. Um animal que sofre com essa condição não deve ser reproduzido para não passar este problema para sua prole.

    Dada a forma do crânio, os olhos do Pug tem uma aparência animada e saltitante. Para encontrar os olhos localizados acima, eles estão mais expostos ao atrito com objetos aos olhos dos outros animais e plantas, e é aconselhável para levá-los ao veterinário logo que possà­vel, se tiverem uma lesão. Recomenda-se que os donos de Pug limpem os olhos do animal uma vez por semana com um algodão limpo umedecido em água fervida fria ou chá frio., para remover as secreções ou sujeira.
    As rugas características do rosto também podem acumular secreções e sujeiras.. É recomendável pelo menos uma vez por semana limpa suavemente entre rugas usando o mesmo método.. Não é necessário aplicar SOAP, cremes ou outras substâncias.. Higiene Simple é suficiente e spare.

    O Pug é um cão de cabelo curto, tende a constantemente pelechar, por seu mandato não é recomendado para pessoas alérgicas ou asma. Eles têm um odor pungente característico que pode deixar algumas pessoas desconfortáveis., mas diminui um banho a cada duas semanas.

    O maior problema de saúde apresentado pela Pug é aquele que é completamente evitável e tratável, e depende de qual o PROPRIETÁRIO. Esta doença é o OBESIDADE. Um Pug recebe cuidados adequados pode viver mais de quatorze anos, Embora em média eles tendem a viver em torno de dez.

    Um 1% Cachorro pode chegar a apresentar uma doença neurológica degenerativa chamada encefalite Pug (ou toque para sua sigla em inglês). Esta doença é letal e não tem nenhuma cura conhecida. Para isso cães de razão não devem ser reproduzidos nos dois anos, para não transmitir o gene a seus descendentes. àšltimo ano de vida é muito improvável que o Pug vem a esta doença.

    Caráter e habilidades

    O Pug não são animais agressivos. como qualquer cachorro, eles podem morder, mas é muito raro que isso acontece sem que os maus-tratos dos animais. O Pug honra a seu lema “Multum em parvo” e eles fazem não amilanan para cães de raças maiores, que você pode entrar em apuros.

    Antes dos seres humanos, o Pug tendem a ser brincalhões e procuram interação. No entanto, eles podem exibir desconfiado com estranhos, e com seus latindo para anunciar a presença de pessoas desconhecidas. Embora seu tamanho não são cães, Se eles são bons “cães alertas”.

    O Pug mostrar um nà­vel moderado de inteligência, ser capaz de usar seus focinhos curtos e patas para obter objetos fora de alcance. Às vezes tendem a teimosia, e não são necessariamente quando você chamar, mas sim quando crave ele. Apesar disso, eles não se afastam de seus donos e preferem sua companhia à de outros cães..

    Durante os primeiros anos de vida Pug pode ocasionalmente ser hiperativo (executar, saltando e latindo constantemente) mas essa característica tende a desaparecer com o passar dos anos. O Pug 5 anos ou mais tendem a ser mais calmos e gostam mais das cadeiras do que da rua.

    Há uma tendência de acreditar que Pug são animais “doentio”, que é muito longe da realidade. Um Pug saudável será enérgico e brincalhão, e até mesmo um pouco hiperativo em seus primeiros anos de vida. Sua sólida estrutura faz eles toleram bem o jogo com crianças e adultos, e sua cabeça particularmente dura pode causar choques e quedas em crianças pequenas e adultos mais velhos..

    O Pug É um animal pequeno, e apesar de fortes, requer muito pouca comida. Contudo, sendo um animal de estimação, proprietários tendem a sobrecarregá-los e compartilhar sua comida com eles. Isso não deve ser. O Pug pode perfeitamente se alimentar com um copo de comida seca pela manhã e um copo à  noite, e você não passará fome ou precisará de suplementos extras.

    Um Pug obeso não é um Pug “bela”, pelo contrário, É um animal que doente porque você não pode respirar bem, seja esgotada facilmente e vai começar a sofrer de problemas na coluna vertebral e articulações. Um Pug alimentados saudável é, Por outro lado, um animal robusto, com seus músculos nà­tidos e claramente visà­veis sob a pele. Um Pug saudável pode correr tão rápido quanto qualquer outro cão, e você pode ignorar duas ou três vezes sua própria altura. Enquanto o animal gosta de comer extras de refeições e receber “Prêmios” ocasionalmente, é a tarefa do proprietário garantindo a quantidade e qualidade dos alimentos que consome é adequada.

    Imagens do “Pug”

    Và­deos do “Pug”

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

  • Federações: FCI , AKC , ANKC , CKC , KC , NZKC , UKC

  • Padrão da raça FCI "Pug"

    Origem:
    China, Reino Unido

    Data de publicação do padrão original válido:
    13.10.2010

    Uso:

    cão de serviço



    Aparência geral:

    É sem dúvida um cão quadrado e rechonchudo, "Multum em parvo" (muita substância em um espaço pequeno) mostrando em sua estrutura compacta, suas proporções bem construídas e a dureza de seus músculos, mas nunca deve parecer de membros curtos, nem magro nem “grande”.

    PROPORà‡à•ES IMPORTANTES:

    Definitivamente quadrado e compacto.



    Comportamento / temperamento:

    Grande charme, dignidade e inteligência. Equilibrado, alegre e animado.

    Cabeça:

    Relativamente grande e fornecido com o corpo, rodada, Você não deve ter a forma de maçã.

    Região craniana:
    • Crânio: Sem Groove. Rugas sobre o antecara devem ser claramente definidas sem exageros.

    Região facial:

    • Trufa: Preta com narinas grandes e bem abertas. Narinas estreitas e pesados sobre as dobras do nariz são inaceitáveis e devem ser severamente punidos.
    • Focinho: Relativamente curto, obtuso, Praça, não se inclinando para cima. Os olhos e o nariz nunca devem ser prejudicados ou ocultos por dobras excessivas no nariz.
    • mandíbulas / Dentes: Com um ligeiro prognatismo inferior. O maxilar inferior é largo com os incisivos posicionados quase em linha reta.. É altamente indesejável boca, dentes e là­ngua olhar irónico e deve ser severamente penalizado.

    Olhos: Sombrio, relativamente grande, rodada, expressão doce e em causa, muito brilhante, e quando é animado ardor completo. Nunca salientes, branco exagerado ou mostrando quando olham para a frente. Problemas oculares grátis.

    Orelhas: afinar, pequeno e macio de veludo preto. Existem dois tipos: "Orelha Rosa", É uma orelha de suspensão de pequeno que se dobra para trás para mostrar o canal auditivo. "orelha de botão", É uma orelha que se dobra, dobrando para a frente, Dica adere ao crânio para cobrir a abertura. os últimos são os preferidos.

    Pescoço:

    Ligeiramente arqueado assemelha-se a crista, forte, espessura, com tempo suficiente para tirar a cabeça com orgulho.

    Corpo:

    Curto e compacto.

    • linha superior: Nà­vel; Deve ser cà´ncavo nem inclinado.
    • No peito: Grande. Costelas bem arqueadas para trás.

    Cola:

    Inserção alta, firmemente enroladas no quadril. O threading dual é altamente desejável.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Ombro: Bem inclinada para trás.
    • antebraços: Membros muito fortes, em linha reta, baixa de comprimento moderada e posicionada no corpo.
    • Pés anteriores: Como longo como o pé de lebre, nem tão redondo como o pé do gato; com os dedos separados; as unhas devem ser pretas.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Aparência geral: Membros muito fortes, de comprimento moderado, bem posicionados sob o corpo, retas e paralelas, quando você olha para eles na parte de trás.
    • Joelho: Boa angulação de asfixiar articulações quentes rotulianas (joelhos).
    • Pés de volta: Como longo como o pé de lebre, nem tão redondo como o pé do gato; com os dedos separados; as unhas devem ser pretas.

    Movimento:

    Visto de frente, você deve levantar as patas dianteiras e cair bem em linha reta abaixo ombros, mantendo os pés diretamente para a frente, unoffset ou. Na parte de trás, a ação deve ser igualmente correta. Os membros dianteiros usa-los com força, trazendo-lhes bem em frente e a traseira, movendo-se livremente e dobrando os joelhos, bem. Balanceamento de quartas de final depois de luz caracteriza a viagem. Capaz de executar um movimento seguro e resolvido.

    Manto

    Pelo: Textura fina, suave, Soft, curto e brilhante. àsperos, nem lanosos.

    COR: Prata, damasco, Griffon claro ou preto. Cada uma dessas cores deve ser claramente definida, para enfatizar o contraste entre a cor, o sulco (uma linha preta que se estende do occipital até a cauda) e a máscara. As marcas devem ser bem definidas. O focinho ou máscara, as orelhas, manchas nas bochechas, a marca do polegar ou o losango na testa e a faixa devem ser o mais preto possível.



    Tamanho e peso:

    O peso ideal é entre 6,3 e 8,1 kg. Você deve ter músculos fortes, mas a substância não deve ser confundida com um excesso de peso.



    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES

    • Cão agressivo ou medroso.
    • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..


    N.B.:

    • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

    TRADUÇÃO: Brígida Nestler / Versão original: (IN).

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

    1. Chinese pug, Dutch mastiff (inglês).
    2. Pug (Francês).
    3. Pug (alemão).
    4. Carlin, Mops (português).
    5. Pug chino, Mops, Pug carlino, Doguillo (espanhol).