▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Aidi – Cão do atlas
Marruecos FCI 247 - Molossóides . Montanha

aidi

O Aidi é altamente energética, proteção e extremamente vigilante. Apesar de sua semelhança com o Cães Pastores, O Aidi não é um deles, porque não existem cães pastores do Atlas.

ler mais

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Kangal
Turquía FCI 331 - Molossóides . Montanha

Pastor de Anatolia

O Kangal é silencioso, negrito, independente, Inteligente, dócil.

Conteúdo

História

O Kangal é um cão de guarda grande e muito forte que é difundido na Turquia, especialmente na Anatólia. O Kangal é oficialmente chamado de Anatolian Shepherd Dog ou em turco como Coban Köpegi. O nome original é Karabash. Contudo, no FCI esses cães são conhecidos como “Kangal“. Porque é o nome de uma famà­lia nobre influente da provà­ncia turca de Shivas, que muito cedo começou a criar Karabash profissionalmente.

Cães chamados Karabash (Schwarzkopf) eles foram chamados agora Kangal com o nome da famà­lia de criadores. El Karabash o Kangal é nativo das regiões montanhosas da Turquia. Lá ele guarda e protege os rebanhos de ovelhas. Faz esse trabalho de forma totalmente independente, frequentemente separado das pessoas por semanas, e você tem que decidir por sua própria autoridade como se comportar com estranhos. Esses cães grandes e extremamente fortes também podem defender seu rebanho contra ursos e lobos. Proteger e proteger a propriedade e seu povo também é uma de suas tarefas.

A frugalidade e robustez da raça é lendária, que é mantido mesmo com uma dieta pobre, muitas vezes consistindo apenas de resíduos agrícolas humanos. Estes são animais arcaicos, que provavelmente surgiu com a introdução da pecuária alguns 10.000 anos. Um Kangal não pode ser enganado, porque ele tem um entendimento claro de seu papel. Tipicamente, ele se deita em um lugar alto próximo ou dentro de seu rebanho para poder observar tudo o que há nos arredores. Seu rebanho, seus pastores e sua famà­lia são sagrados para ele. Portanto, é fiel e amorosamente dedicado a eles. Suspeita de estranhos. Portanto, não hesita em atacar ao interpretar comportamentos hostis. Como um cão de guarda, tem protegido os rebanhos de gado e as propriedades solitárias dos pastores, Agricultores e proprietários de terras da Anatólia desde tempos imemoriais.

Este recurso extremamente útil, mesmo necessário para o funcionamento de uma vida no vasto e solitário país, não se encaixa em uma sociedade apertada e agitada da Europa Central de hoje. Dificilmente existe um pedaço de terra grande o suficiente para Kangal trabalhos. É usado para diferentes padrões do que nas montanhas do deserto da Anatólia. O que mais, uma corrida vigilante como a Kangal é rapidamente condenado como perigoso e agressivo no mundo de hoje. Embora demore apenas uma ou duas gerações, proprietários de propriedades maiores se orgulhavam de seu cão ser confiável e afiado em uma emergência, tal característica não é desejável para o cão de hoje. É por isso que você pode encontrá-lo em quase todos os lugares nas listas de cães supostamente perigosos. – e infelizmente com muita frequência em abrigos de animais.

O Kangal é um arquétipo de cachorro, a que o homem deve muito em seu desenvolvimento. Como raça de cachorro, é conhecido, descrito e até reverenciado por um longo tempo. Contudo, na criação moderna de cães com pedigree, só foi reconhecido pela FCI em agosto 1989.

Características físicas

O Kangal, é uma raça muscular, com um pescoço espesso, poderoso, cabeça larga e corpo robusto. Seus lábios estão apertados no seu focinho e suas orelhas com triangular e para baixo.

O masculino medido entre 72 – 78 cm elevado e a feminino entre 65 – 73 cm e pesar entre 44 e 60 kg.

O manto Pode ser vários cores mas o mais comum é “Gergelim”, creme branco e branco com manchas de cor não cobrem mais do que o 30% seu corpo (tipo Piebald).

Esses cores eles podem ser acompanhados por uma máscara preta no rosto e/ou orelhas. Eles tem uma capa dupla de cabelo de olhos que precise ser escovados uma ou duas vezes por mês durante a estação quente devido a sudorese.

Eles têm um pelo muito duro no pescoço para proteger sua garganta. Eles parecem mais pesados do que você está realmente, devido ao seu pescoço grosso.

São cães de grande costillares, mas com pequenas barrigas.

Caráter e habilidades

O Kangal é um guardião e protetor independente. O padrão oficial descreve as qualidades de seu personagem dessa maneira.:

Equilibrado e arrojado, sem agressividade, independente, muito inteligente e líder. Orgulhoso e confiável. O Kangal é carinhoso e leal a seus senhores, mas cães adultos suspeitam de estranhos.

Para outros cães, um Kangal é geralmente dominante e bastante incompatà­vel. Essas caracterà­sticas em uma raça de cães grandes, que é muito forte e reivindica um grande território, dificilmente são compatíveis com a vida na Alemanha hoje. É uma grande experiência poder formar um vínculo estreito com um cachorro como esse.. Contudo, esses animais só podem desenvolver suas excelentes qualidades de caráter em seu ambiente natural. Aqui este grande cão soberano é mostrado como um amigo amoroso, fiel e carinhoso. Contudo, se você não possui os meios financeiros e espaciais para oferecer em nossas latitudes um ambiente adequado à  sua natureza, dificilmente é possà­vel manter as espécies Kangal apropriado.

O próprio Kangal é extremamente pouco exigente. Não precisa de aquecimento, sem brinquedos ou arreios nas trelas. É tão frugal em sua dieta quanto quase nenhum outro animal.. Isto também se aplica ao seu alojamento.. Você pode passar o ano inteiro fora sem problemas, desde que você tenha um gabinete adequado. Aqui “adequado” não significa nem canil nem cadeia. Contudo, você precisa de uma área muito grande, que pode se tornar seu reino. Aqui, recomenda-se um gabinete robusto com uma cerca sólida de aço de alta qualidade. 2 m, porque ele Kangal quer poder se mover livremente em seu território.

Um Kangal você aceita, mesmo de forma independente e autoconfiante protege todos os amigos de duas e quatro patas, o que conta para o seu rebanho ou famà­lia. Portanto, precisa especialmente de um chefe claro – ¡absolutamente! Para todos os outros, inicialmente suspeito e até hostil. Um vínculo estreito e orientação especializada são necessários para passear com este cachorro na coleira, que é sempre mais forte quando em dúvida. Esta é a única maneira de o cão e o dono passarem facilmente por um terrier que late agressivamente.. É possà­vel, mas requer educação séria, uma boa socialização e um proprietário experiente, sensà­vel e ao mesmo tempo sem nenhuma insegurança.

O Kangal está cada vez mais nas listas de cães supostamente perigosos e não é, de longe, um cachorro para iniciantes. Isso seria até irresponsável. Mesmo da mão de um conhecedor experiente, condições básicas externas são necessárias para uma atitude apropriada à  natureza do cão. Em geral, manter esta raça é bastante difícil.

Cuidados e saúde

O Kangal em si é absolutamente fácil de limpar e pouco exigente. A pelagem deve ser escovada duas vezes por ano quando a pelagem é trocada.

O Kangal de educação séria goza de uma saúde muito robusta em todos os aspectos.

Nutrição

O Kangal não faz nenhuma exigência especial em sua nutrição. Provavelmente um dos cães com menos demandas nesse sentido.

Expectativa de vida do Kangal

Por causa de seu tamanho, o Kangal tem uma expectativa de vida muito alta de 12 e às vezes mais anos.

compre um Kangal

Você só deve considerar a compra de um Kangal se você já é um especialista em criação de cães. Cubs Kangal custo em torno 1000 EUR.

Imagens “Kangal”

Vídeos “Kangal”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo Montanhês.
  • KC – Sheepdogs
  • NZKC – Cão utilitário
  • UKC – Cão de guarda

Padrão da raça FCI "Kangal"

FCIFCI - Kangal
Pastor

Nomes alternativos:

1. Turkish Kangal, Anatolian Shepherd Dog, Kangal (Anatolian, Anadolu Kangalı, Karabaş, Karayaka) (inglês).
2. berger d’Anatolie (Francês).
3. Çoban Köpeği, Türkischer Hirtenhund (alemão).
4. Anatolian shepherd, Anatolian sheepdog (português).
5. Çoban Köpeği, Karabaş, Akbaş, Karabash (espanhol).

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

São-bernardo
Suiza FCI 61 - Molossóides . Montanha

San Bernardo

O São-bernardo É muito carinhosa e tem um sentido inato de alà­vio, especialmente na neve.

Conteúdo

História

O São-bernardo Ele é uma raça de cão cujo nome em outros idiomas.: St. Muito, Bernhardiner, Chien du Saint-Bernard, Saint Bernard Dog.

De acordo com historiadores da raça, o São-bernardo, descende da antiga molossians Asian, cuja forma ancestral foi e é representada pela Mastiff tibetano.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Manchester., dirigido por Chris Klingenberg da faculdade de Ciências biológicas, revista 47 crânios de São-bernardo doados por criadores suíços ao Museu de História Natural de Berna, cobrindo um período de 120 anos, de cópias modernas até os cães antigos do tempo que foi inicialmente definido o padrão da raça. Verificou-se que as caracterà­sticas estipuladas no padrão de raça do São-bernardo tornaram-se mais exagerados ao longo do tempo, como criadores selecionaram cães que tinham os atributos físicos desejados.

Em relação aos seus antepassados., o São-bernardo moderno tem o crânio mais largo, o ângulo entre o nariz e testa mais pronunciado, e também um solavanco mais significativo sobre os olhos. Essas alterações são descritas exatamente como desejado nos padrões do raça. Claramente, não devido a outros fatores como o crescimento global, uma vez que não conferem ao animal qualquer vantagem física, Portanto, podemos ter a certeza de ter evoluà­do apenas por considerações de criadores seletiva.

Esta pesquisa mostra como a seleção, natural ou neste caso artificialmente influenciados pelo homem, É a força motriz fundamental a evolução da vida no planeta.

No ano 923 Nascido Bernard de Menthon em Menton, região de Sabóia (França), que ele se tornou arcediago de Aosta, nos Alpes italianos, dedicada a espalhar a fé cristã entre os habitantes dos Alpes. Em um desses passes alpinas foi fundado no ano de 1049 o Hospà­cio de Gran San Bernardo, para ajudar a, Ajuda e abrigo para os caminhantes que estavam a etapa. O Santo, Teólogo e estudioso católico, Ele fazia parte da Ordem cisterciense, ou mais conhecido como Trapista, como os colegas (os monges trapistas) na Suíça, eles tiveram um cachorro dessa raça como companheiro por volta do século XVI.

No grande passo de montanha de Monte St. Bernhard, - 2.469 metros acima do nà­vel do mar, monges fundados no século XI, um hospà­cio para viajantes e peregrinos. lá eles foram criados, Desde o meados do século XVII, cães de grande montanha para guarda e vigilância. A existência desses cães é documentada graficamente de 1695 escrito em uma crà´nica sobre o Hospà­cio de ano 1707.

Estes cães logo foram usados como cães de guarda e, especialmente, como cães de resgate para viajantes perderam no nevoeiro e neve.

Há crà´nicas publicadas em vários idiomas sobre as muitas vidas foram salvas por estes cães no “Morte branca” e histórias de soldados que atravessaram a montanha passam com Napoleão Bonaparte para 1800, no século XIX, eles espalharam a fama do cão por São-bernardo por toda a Europa.

Já conhecido no momento “Barry Hund“, e o lendário “Barry” tornou-se o símbolo do cão de resgate. Os ancestrais diretos do cão de São-bernardo foram os cães de grandes dimensões muito difundidos, camponeses da região. Estes cães grandes tornou-se apenas algumas gerações, um padrão ideal, na atual corrida.

Como resultado de um congresso internacional de cinologia realizado em 2 em Junho de 1887, o cachorro de São-bernardo foi oficialmente reconhecido como uma raça suà­ça e o padrão da raça se tornou obrigatório. Desde então, cão são Bernardo foi convertido no “Cão nacional suà­ço”.

Heinrich Schumacher Holligen, foi o primeiro, em 1867 criação de documentos genealógicos para seus cães. Em fevereiro de 1884 abriu a “Schweizerische Hundestammbuch” (Livro de corridas suà­ças, SHSB). A primeira entrada foi a de São-bernardo “Leon”, seguido por outro 28 anotações também de cães de São-bernardo. O 15 em Março de 1884 foi fundada a “Schweizerische St. Bernhardsclub” (Swiss Dog Club São-bernardo) em Basileia.

Características físicas

O Sao Bernardo, é classificada no grupo 2: Tipo de cão Pinscher e Schnauzer, Cães Molosoides e montanha e Boiadeiros Suà­ços, e outras raças; seção 2; Molossóides, 2.2 Montanha tipo (sem julgamento de trabalho). A partir de FCI (Federação Cinológica Internacional).

Existem duas variedades do cão São-bernardo:

  • A variedade de cabelo curto (cabelo duplo, Stockhaar).
  • A variedade de longa-haired.

Duas variedades são de grande estatura e de uma nobre aparência geral; eles têm um corpo vigoroso, robusto, harmà´nico e muscular, bem como uma cabeça imponente com uma expressão de atenção no rosto.

O recurso Cruz é, mínimo de 70 cm para os machos e 65 cm para as fêmeas. A FCI padrão define um máximo de 90 cm para os machos e 80 cm para as fêmeas (cães superior a altura máxima não não devaluarán se seu aspecto geral é harmà´nica e seu movimento adequado).

Em geral, o tamanho é definido como:

  • Muito grande“, para ser ideal em San Bernardo, Quando exceder o 86 cm nos machos e a 80 cm em fêmeas.
  • Grande” Quando vai de 82 - 86 cm nos machos e 75 - 80 cm em fêmeas.
  • Mà­dia” Quando vai de 78 - 82 cm nos machos e 70 - 75 cm em fêmeas.
  • Pequeno” Quando vai de 70 - 78 cm nos machos e 65 - 70 cm em fêmeas.

No "perà­odo de ouro de São-bernardo” (1920-1940) muito raramente foram vistas em homens mais baixos riscos para 80 Suà­ça cm, da Alemanha, nos Paà­ses Baixos e os temas não foram tão raro acima o 90 cm.

Também atualmente um bom São Bernardo para acessar o campeonato nunca precisaria ser - com algumas exceções- abaixo o 80-82 cm e exceda abundantemente tal limite para atingir acima, se possível, o máximo do Grande dinamarquês e do Wolfhound Irlandês embora com maior volume, maior comprimento do tronco e mais pesada, curso.

Caráter e habilidades

O cão São-bernardo irradia calma e tranquilidade. Ele é equilibrado e autoconfiante.. Apesar de seu tamanho imponente, é sensà­vel e tem uma natureza gentil. Sua “obstinação” é típico desta raça, não apenas na aparência. O São-bernardo é confiável e gentil, mesmo com estranhos. Dificilmente um cão tem uma natureza tão tolerante e equilibrada. Silenciosamente, ele se deixa acariciar e ser entendido por crianças que não conhece.. Dificilmente um cão gosta tanto de crianças quanto São-bernardo. Nada parece incomodá-lo.

Contudo, tem um instinto de proteção alerta. Defende sua famà­lia e território inflexà­veis e extremamente eficazes. Um São-bernardo saudável e bem socializado nunca perde o controle. Não é um cão latindo e vai parar qualquer invasor silenciosamente e abruptamente. Como você gosta de morar fora, ainda adequado como cão de guarda e proteção – mas não é de forma alguma um cachorro estar em um canil. A base disso é a estreita conexão com sua famà­lia humana, quem deve ser o centro das atenções. Porque ele é carinhoso e precisa de muito contato com os humanos e também com outros cães.. Depois de tudo, a estreita ligação com seu mestre é a base decisiva de sua educação.

Devido ao seu tamanho e força, um São-bernardo um cão não é para principiantes. O que mais, sua manutenção é – como com todos os cães grandes – muito complexo. Se você quiser comprar um cachorro de São-bernardo, Você deve primeiro ser claro sobre algumas coisas básicas:

As dimensões extremas trazem consigo problemas bastante práticos. Isso começa com o carro. E se o gigante adulto estiver doente ou não puder andar por um tempo devido à idade?? O São-bernardo não é um cachorro para um apartamento. O piso da casa não deve estar escorregadio. O cão não deve ter que subir as escadas com frequência. Para o São-bernardo ele gosta de viajar; não é atleta, e vá com calma. No interesse da sua forma física, deve-se garantir que ele se exercite ao ar livre todos os dias. Idealmente, um São-bernardo fique no campo.

Educação de São-bernardo

Para se divertir com seu cachorro São-bernardo, educação consistente a partir da idade do filhote é um requisito básico. 60 e mais quilos de teimosia, relutantemente, seguindo as instruções, não é uma coisa divertida. Lembre-se também de que o São-bernardo isto é, em caso de dúvida, muito mais forte do que qualquer homem bem treinado.

Um vínculo profundo e íntimo com seu cuidador é a base da educação, nunca dificuldades ou coerção. Como filhotes, deve ser transportado com consistência estóica. Em sua juventude, o São-bernardo eles geralmente são muito animados e desafiam a liderança de seus humanos. Contudo, o cachorro de São-bernardo pode ser bem educado. Sua natureza calma e gentil até perdoa esse ou aquele erro. Mas uma base sólida de educação com regras claras para a vida cotidiana é um pré-requisito absoluto para sua atitude futura..

São-bernardo saúde e cuidados

O cuidado do casaco é simples. Escovar regularmente é suficiente. Durante a troca de casaco, duas vezes ao ano, tudo é um pouco mais complexo.

O principal problema de saúde de São-bernardo é a reprodução extrema, criação de gigantismo. Filhotes e cães jovens dessa criação já crescem muito rápido. Portanto, é sobre problemas de coordenação corporal. Epilepsia e outras doenças acompanham o gigante que está se tornando. A expectativa de vida diminui drasticamente. O enorme crescimento e o rápido ganho de peso associado são um desafio extremo para todo o corpo.. A impressão digital do cão não foi projetada para esses gigantes. as cabeças, por mais “típicas” eles parecem, eles também foram criados para serem prejudiciais e poderosos, o que pode causar problemas no nascimento.

Deve-se prestar atenção aos olhos: Olho caído ou pálpebra caída é um problema generalizado, especialmente com cabeças particularmente poderosas, que requer cuidados ao longo da vida e pode danificar seriamente os olhos. O professor Distl, da Universidade de Medicina Veterinária de Hannover, considera o São-bernardo como uma das raças em que a epilepsia é mais comum. Vários tipos de câncer, como osteossarcoma, também parecem ser comuns em São-bernardo. A raça é fortemente afetada pela displasia da articulação do quadril, bem como outras doenças esqueléticas.

Nutrição / Alimentação

Filhotes e cães jovens, eles crescem muito rápido, requerem orientação especializada para nutrição adequada. Ao mesmo tempo, deve-se prestar atenção ao exercà­cio controlado, nem muito nem pouco. No adulto São Bernardo, existe o risco de torção no està´mago. Caso contrário, como com qualquer cachorro grande, o mesmo se aplica aos alimentos: bom e saudável.

A expectativa de vida de um São-bernardo

O lendário Barry Eu tive 14 anos, 10 dos quais ele os passou em serviço de resgate ativo no Gran San Bernardo. Hoje é diferente, feito pelo homem. Hoje em dia, o São-bernardo é um dos cães com a menor expectativa de vida. Os colossos de hoje atingem apenas 6 - 8 anos. Apenas muito raramente ele atinge a idade de 10 anos ou mais. Por outro lado, um São-bernardo criado saudável com um peso inferior a 70 kg é um cão robusto e, apesar do seu tamanho, muito frugal, sem problemas pode viver 10 anos.

Compre um cachorro São-bernardo

Antes de comprar um São-bernardo, você deve verificar com muito cuidado se realmente tem todos os requisitos para poder passar muitos anos maravilhosos com esse gigante. Somente quando tudo isso esclarece, um criador deve ser encontrado e contatado muito antes da compra. Especial importância deve ser dada ao fato de o criador evitar exageros. Os cães no seu canil não devem ser grandes ou muito pesados. Também as cabeças não devem ser muito poderosas. O que mais, certifique-se de que não ocorreu epilepsia nos ancestrais. Em qualquer caso, deve ficar claro que um filhote só é comprado diretamente de um criador sério. Melhor pagar algumas centenas de euros a mais por um filhote de cachorro de um criador sério. Estes euros têm uma boa oportunidade para se tornar o melhor investimento da sua vida. Vindo de uma educação séria, um filhote de São-bernardo custos entre 1.500 e 2.000 EUR.

Classificações do "São-bernardo"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "São-bernardo" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens do São-bernardo

Và­deos do São-bernardo

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo Montanhês.
  • AKC – Grupo de trabalho
  • ANKC – Grupo 6 (cães utilitários)
  • CKC – Grupo de trabalho
  • KC – Grupo de trabalho
  • NZKC – Cão utilitário
  • UKC – Cão de guarda

Padrão da raça FCI "São-bernardo"

Origem:
Suíça

Data de publicação do padrão original válido:
04.04.2016.

Uso:

empresa, cão de guarda e fazenda.



Aparência geral:

Existem duas variedades de San Bernardo:

  • Variedade de cabelo curto (capa dupla, "Stockhar")
  • Variedade de cabelos longos.

Ambas as variedades são de tamanho considerável e uma aparência geral impressionante.. Eles têm um corpo equilibrado, poderoso, forte e musculoso com uma cabeça impressionante e expressão facial alerta.

PROPORà‡à•ES IMPORTANTES

  • A proporção desejada entre a altura na cernelha e o comprimento do corpo (medido da ponta do ombro até a ponta da nádega) é de 9 : 10.
  • A relação desejada entre a altura na cernelha e a profundidade do peito é refletida no esboço no inà­cio..
  • O comprimento total da cabeça é ligeiramente maior que um terço da altura na cernelha..
  • A relação entre a profundidade do focinho (medir em sua raiz) e seu comprimento é de aproximadamente 2 : 1.
  • O comprimento do focinho é ligeiramente maior que um terço do comprimento da cabeça.


Comportamento / temperamento:

amigável por natureza. Temperamento calmo a alegre; vigilante.

Cabeça:

Poderoso, imponente e muito expressivo.

Região craniana:
  • Crânio: Forte e todo o. Visto de frente e perfil, que a parte superior do crânio é ligeiramente arqueada. É quando o cão a atenção, a inserção das orelhas forma uma linha reta com a parte superior do crânio que lateralmente apresenta uma leve curvatura em direção às bochechas altas e fortemente desenvolvidas. A inclinação da testa bem à­ngreme focinho. A protuberância occipital pouco deve ser acentuada. Os orbitais acima arcos fortemente desenvolvido. Claramente marcado frente Groove começa na testa e se estende em direção ao topo da cabeça. Pele da testa, sobre os olhos, dobras de ligeira de formas que convergem em direção ao sulco central. É quando o cão a atenção, eles geralmente são quase imperceptà­veis.
  • Nasofrontal depression (Stop): Pronuncia-se fortemente.

Região facial:

  • Trufa: Largos e quadrados com bem marcaram ângulos, narinas bem abertas. As trufas devem ser pretas.
  • Focinho: Uniformemente larga. Leme nasal em linha reta com uma ligeira constrição no centro.
  • Belfos: Bordas pigmentadas de preto. Os lábios da mandíbula superior devem ser altamente desenvolvidos., correias dos ombros, mas não demasiado pingentes; eles formam um amplo arco para o nariz. Comissuras devem ser visà­veis.
  • Maxilares/Dentes: Mandíbulas superiores e inferiores fortes, de largura e o mesmo comprimento.
  • Mordidatesoura ou pinça bem desenvolvida, regular e completa. Ele permite que o leve prognatismo inferior, desde que os incisivos não perder o contato. É tolerada a ausência da PM1 (pré-molares 1) e o M3.
  • Olhos: Médias, eles podem ser marrom escuro a avelã; moderadamente baixo relevo. Expressão educada. As bordas das pálpebras são completamente pigmentadas.
  • Um fechamento completo é desejável, natural. É permitida uma pequena dobra na parte inferior com pouco visà­vel conjuntiva palpebral e um pequeno vinco na pálpebra superior.
  • Orelhas: Médias, inserção alta e larga. Altamente desenvolvido Pavilion. Triângulo macio de lóbulos com ponta arredondada. Parte posterior é ligeiramente separado da cabeça, Enquanto acima deve ser definido para as bochechas.

Pescoço:

Muito forte e boa. O duplo queixo-pescoço e garganta, moderadamente desenvolvido.

Corpo:

  • Como um todo.: A impressão geral deve ser, gaita, bem musculoso e imponente.
  • Cruz: bem desenvolvido.
  • Voltar: ampla, poderoso e forte. A linha superior é reta e nivelada até a parte inferior das costas.
  • Alcatra: Longo, ligeiramente decrescente com uma transição harmoniosa para a inserção da cauda.
  • No peito: Peito moderadamente profundo, com costelas bem suspensa, mas não abarriladas. Você não deve chegar mais cotovelos jusante.
  • Abdômen e linha inferior: Leve para cima, para trás.

Cola:

De base ampla e forte, Deve ser longo e pesado.
  • A última vértebra deve atingir pelo menos a articulação do jarrete.. Em repouso, deve pender reto ou ligeiramente curvado para cima no último terço. No estado, cuidado pode ser maior.


Extremidades

Membros anteriores:

  • Como um todo.: Visto de frente, posição bastante ampla. Os membros devem ser retos e paralelos.
  • Ombro: Escápula inclinada, musculosos e firmemente conectados ao corpo.
  • Braço: Contanto que a escápula. O ângulo entre a omoplata e o braço não deve ser demasiado aberto.
  • Cotovelo: Anexado ao corpo.
  • Antebraço: Reto, à“ssea robusta e musculatura seca.
  • Metacarpo: Visto de frente deve ser vertical em sua extensão com antebraço. Visto lateralmente deve ser ligeiramente oblà­qua.
  • Pés dianteiros: Larguras, com dedos fortes, conjunto robusto e altamente arqueado.

Membros posteriores:

  • Como um todo.: Moderadamente angulado de trás dos membros e musculado. Visto de trás devem ser paralelo e não em conjunto.
  • Coxa: Robusto, muscular e ampla.
  • Joelho: Bem angulado e não virar para dentro ou para fora.
  • Perna: Bastante longa e oblà­qua.
  • Jarretes: Moderadamente angulado e forte.
  • Metatarsos: Visto de volta tão retas e paralelas.
  • Pés de volta: Larguras, com dedos fortes, conjunto robusto e altamente arqueado. As esporas são toleradas se não interferem com o movimento normal.

Movimento:

harmônico, passos longos. Bom impulso dos membros posteriores. A traseira permanece firme e estável. Os membros anteriores e posteriores devem avançar em linha reta ao caminhar..

Manto

  • Cabelo curto (cabelo duplo): Densa camada exterior, liso e preso ao corpo. Espessura interna NAP. Coxas com franjas dos cabelos não muito notáveis. Cauda com pêlos grossos.
  • Longhair: Camada externa de pêlos de comprimento médio, Lisa. NAP interno abundante. Sobre a anca e garupa, o cabelo pode ser um pouco ondulado. Coxas com franjas de cabelo abundante e patas dianteiras com bandeiras. Rosto e orelhas com cabelo curto. Cauda com abundante cabelo espesso.

COR: A cor básica é branca com manchas marrons avermelhadas menores ou maiores (cães malhados), para formar um manto contà­nuo de marrom na parte traseira e flancos ininterrupto avermelhado (cães com manto). Este manto interrompido por veias brancas têm o mesmo valor. O tabby marrom avermelhado é permitido. O marrom-amarelada é tolerado. O marrom escuro na cabeça é muito apreciado. Tolerar alguns ligeiros traços de cor preta no corpo.

  • Importantes marcas brancas: Peitoril, pés, a cauda, Leme nasal, cabeça e nuca.
  • Marcações desejáveis: Colarinho branco.
  • Máscara escura simétrico.


Tamanho e peso:

Altura mínima:

  • Machos: 70 cm.
  • fêmeas: 65 cm.

Altura máxima:

  • Machos: 90 cm.
  • fêmeas: 80 cm.
  • Cães exceder a altura máxima não não devaluarán no seu julgar se sua aparência geral for harmonioso e correto de movimento.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta e a gravidade desta é considerada proporcionalmente o grau de desvio do padrão e suas conseqüências sobre a saúde e bem-estar do cão.

  • Características sexuais inadequadamente desenvolvidas.
  • Aparência geral de não-harmà´nica.
  • Muito curto em relação a altura do membro transversal.
  • Excesso de dobras em cabeça e pescoço.
  • Focinho muito comprida ou muito curta.
  • Lábios do maxilar inferior pendurados e voltados para fora.
  • Falta de dentes (excepto os PM1 e M3) ; dentes pequenos (especialmente os incisivos).
  • Ligeiro prognatismo inferior.
  • Olhos claros.
  • Pálpebras demasiado soltas.
  • Sela de volta ou na tenda.
  • Grupa demasiado alta o demasiado caída.
  • Cauda enrolada em cima da parte traseira.
  • Ausência de marcas brancas considera-se importante.
  • Curvados ou muito retornados ex-membros fora.
  • Mais tarde, sob a forma de membros da Coop, de "X", ou também em linha reta.
  • Movimento defeituoso.
  • Cabelos cacheados.
  • Incompleto, ou falta na pigmentação da trufa, belfos, pálpebras e ao redor do nariz.
  • Cor de base errada, pequenos salpicos ou manchas de wetwood cor branco.

FALTAS DE ELIMINAÇÃO

  • Cães com medo, agressividade.
  • Prognatismo superior, prognatismo inferior marcado.
  • Olhos azuis.
  • Entropia, ectrópio.
  • Totalmente branco ou totalmente castanho avermelhado brasão (ausência da cor básica).
  • Casaco de uma cor diferente.
  • Cães que não atingem a altura mínima.
  • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..


N.B.:

Os machos devem ter dois testículos de aparência normal., totalmente a bolsa escrotal.

  • Esta norma revista deve ser aplicável a partir de abril 2004.

TRADUÇÃO: Brígida Nestler.

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Nomes alternativos:

1. St. Bernhardog, Bernhardinner, Alpine Mastiff (archaic), Saint, Saint Bernard (inglês).
2. Grand-Saint-Bernard (Francês).
3. St. Bernhardshund, Chien du Saint-Bernard, Saint Bernard Dog, Perro San Bernardo (alemão).
4. Cão de São Bernardo (português).
5. Gran San Bernardo (espanhol).

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Terra-nova
Canadá FCI 50 - Molossóides - Montanha

Terranova

O Terra-nova irradia serenidade majestosa.

Conteúdo

História

O Terra-nova nasceu na costa leste do Canadá. A grande ilha de Terra-nova, que está na frente do Canadá, deu-lhe o nome dele. O fato de descender dos cães dos vikings da era pré-colombiana ou dos cães dos à­ndios é uma lenda que não foi comprovada até agora.. Sua relação com os molossos pode ser vista, mas também comprovada no mapa genético das raças de cães de Heidi G.. Parker.

Provavelmente os ancestrais do Terra-novas veio com os primeiros colonos como molossos da Europa. Ele provou ser uma ajuda para pescadores e caçadores de focas e ocasionalmente era útil na caça de ursos e grandes animais em terra.. Transportava cargas e servia de cão de tração para os trenós com caça morta.. Trabalhar com pescadores no Atlântico Norte era extremamente exigente. O Terra-nova teve que pensar, teve que fazer um trabalho pesado nas redes. O Terra-nova salvou a vida dos náufragos repetidamente. Desta forma, desenvolveu as peculiaridades de seu caráter e físico que lhe permitiram enfrentar as duras condições climáticas em terra e os perigos do mar como um cão aquático e salvador..

Com os navios de bacalhau, ele veio para a Inglaterra várias vezes desde o século 18. Aqui ele se tornou famoso desde cedo devido às suas realizações impressionantes. Não foi até 1886 que o clube de Terra-nova na Inglaterra, e logo depois, em 1893, O clube de Terra-nova para o continente, agora chamado de “Clube Alemão de Terra-nova“. Ainda hoje, Terra-nova continuar trabalhando como um cão de resgate de água.

Sabia?

Um Terra-nova chamado Rigel afundou com o Titanic e nadou ao lado de um barco salva-vidas por três horas na água gelada, aparentemente procurando por seu dono, que tinha afundado com o navio. As pessoas no bote salva-vidas quase foram atropeladas pelo vapor Carpathia porque a tripulação não conseguia ouvir seus gritos fracos., mas o latido de Rigel foi notado e as pessoas e o cachorro foram salvos.

Características físicas

O Terra-nova é um cão grande. De acordo com o padrão, machos adultos devem pesar em média 68 kg e fêmeas 54 kg. É um cão muito forte, muito musculoso e com cabelos longos e densos. Seu casaco é repelente à  água. Tem um subpêlo forte e macio, o que faz com que pareça ainda mais volumoso. Isso não deve tentá-lo a criá-lo como um ursinho de pelúcia.. Porque o verdadeiro Terra-nova combina enorme poder com agilidade, esportividade e habilidades impressionantes na água. Seu exterior não engana seu interior. Domine os desafios com uma calma comprometida. O cabelo na sua cabeça, focinho e orelhas é curto e fino. As pernas dianteiras e traseiras estão cobertas de pêlo. A cauda é completamente coberta de cabelos longos e grossos. O preto, marrom e preto e branco são permitidos como cores do casaco.

Caráter e habilidades

Mesmo a mera aparência de Terra-nova tem um efeito relaxante e calmante, pelo menos para pessoas que geralmente não têm medo de cães. O Terra-nova irradia serenidade majestosa. Seu caráter é tão estável quanto parece do lado de fora. Tem uma natureza amigável e gentil. Mas isso não deve ser enganoso: Ele sabe muito bem como distinguir entre amigo e inimigo, que pode sublinhar inequivocamente pelo seu aspecto calmo mas mais determinado. Sim é necessário, defende sua famà­lia com todas as suas forças sem hesitar. Latir não é necessário para ser ouvido.

Ele é extremamente amigável com seus amigos. O Terra-nova ele é muito próximo de sua famà­lia e ama as crianças mais do que tudo. Ele quer educação e absolutamente precisa dela. Porque, como um cachorro grande e poderoso, é sempre mais forte que o outro extremo da trela.. Às vezes ele tem uma cabeça dura, mas depois de um pedido amigável de seu mestre ou zelador, ele faz tudo, desde que esteja bem conectado. O Terra-nova impressiona pela unidade de dois pólos aparentemente irreconciliáveis: por um lado, irradia calma e tranquilidade, por outro lado, pode evitar que as pessoas se afoguem em pouco tempo nas condições mais difíceis. De um modo geral, o Terra-novas são ratos de água reais. Eles são excelentes nadadores, que eles estão felizes em demonstrar com orgulho.

O Terra-nova não um cachorro para a cidade ou um apartamento. Ele gosta de longas caminhadas, mas a água é a melhor para ele. Devido à  sua força e à s altas exigências técnicas de sua manutenção, não é adequado para iniciantes, embora possa ser treinado e gerenciado bem. É um ótimo cão de famà­lia. Mas ele também gosta de dormir lá fora, mesmo com vento e chuva. O que você não precisa é correr ou fazer atividades no calor.

O Terra-nova É um salva-vidas natural e pode ser um bom auxiliar para os pais que têm piscina ou gostam de levar as crianças para o lago ou oceano, embora você nunca deva ser o único responsável por sua segurança.

Educação do Terra-nova

O Terra-nova pode ser educado muito bem. Ele é inteligente, interessado e entender rapidamente o que você tem permissão para fazer e o que não tem. Às vezes é um pouco lento, mas um pouco motivado, ele é muito cooperativo e se esforça para fazer feliz seu mestre e sua dama. O filhote já deve se mostrar claramente e sem exceção onde o martelo está pendurado. Não deve haver dúvida sobre a orientação de seus humanos, bem como sobre o relacionamento íntimo e respeito por ele.

Deve-se sempre ter em mente que este cão é o fisicamente mais forte e que a liderança só funciona através do reconhecimento inquestionável do papel de liderança humana.. Com elogios e resultados, basicamente você pode conseguir tudo com isso. Com base em uma boa educação, você pode treiná-lo muito bem Terra-nova. Muitos terranovas eles são usados ​​com sucesso como cães-guia para cegos e especialmente como cães de resgate aquático, mas também em terra. Para isso você pode fazer testes de trabalho com água nos clubes.

Cuidando de uma Terra-nova

Manter e cuidar do Terra-nova É muito caro. A pelagem densa e resistente às intempéries deve ser escovada todos os dias com uma escova especial.. Não deve ser cortado ou aparado. Devido à  sua constituição e pelagem densa, não tolere bem o calor.

Nutrição / Alimentação

Como todos os cães de grande porte, Terra-nova preciso de muita comida. Especialmente na fase de crescimento, você precisa de um planejamento nutricional profissional.

Expectativa de vida na Terra Nova

A expectativa de vida é entre 8 e 12 anos. Isso depende muito da educação. Cães magros e leves tendem a envelhecer mais do que cães pesados ​​e gordos.

Saúde do Terra-nova

como poderia ser previsto, dado o seu grande tamanho, o Terra-nova pode sofrer uma série de problemas articulares e estruturais. É importante que os cães jovens e em crescimento sejam mantidos magros e não possam se exercitar demais ou comer demais, pois isso causará lesões e problemas que podem ser paralisantes no futuro. Na verdade, todos os Terra-nova eles precisam ficar magros, uma vez que a obesidade aumenta as chances de eles desenvolverem problemas estruturais e os torna mais dolorosos quando ocorrem.

Um desses problemas estruturais é a deformação genética do quadril conhecida como displasia do quadril. A cabeça do fêmur não se encaixa bem no encaixe do quadril; com o tempo., a cartilagem na articulação se desgasta e o osso subjacente é danificado. Artrite grave ocorre que geralmente afeta cães muito jovens. Em alguns casos, cirurgia cara necessária, incluindo cirurgia de substituição total do quadril. Se não for tratado, o cão sofrerá dor e má qualidade de vida. Displasia do cotovelo é outro problema articular herdado, resultante de formação anormal de cotovelo.

A possibilidade de um Terra-nova desenvolver displasia do quadril ou cotovelo só porque os pais estão livres da doença, embora reduza as possibilidades. E enquanto os ossos de um filhote continuam crescendo, às vezes pode ser difícil confirmar um diagnóstico, dependendo dos testes realizados e da gravidade da condição.

A cada Terra-nova As radiografias dos quadris e cotovelos do seu cão devem ser feitas até os dois anos de idade, independentemente de apresentar ou não sintomas de claudicação ou rigidez. Para cães que apresentam claudicação antes dessa idade (Eu quero dizer, durante a fase do filhote), testes de diagnóstico devem ser realizados imediatamente.

O Terra-novas estão em risco de doença cardíaca, incluindo cardiomiopatia dilatada e estenose subaórtica (SAS). Atualmente não há teste genético para SAS, quem tem uma herança complexa, dificultando o desenvolvimento de um teste. Criadores não devem procriar Terra-nova sem sinais de SAS e filhotes devem ser examinados por um cardiologista veterinário certificado.

A cistinúria é um defeito renal genético que leva à formação de pedras na bexiga que são muito difíceis de controlar com dieta ou medicamentos e muitas vezes requerem cirurgia para remover as pedras da bexiga e reparar obstruções urinárias.. Pode não haver sinais precoces de que o cão esteja formando pedras de cistina, que pode criar uma emergência com risco de vida se causar obstrução. Felizmente, existe um teste genético para cistinúria. Dada a disponibilidade do teste genético, não há necessidade de um criador produzir um cão com o distúrbio

Nem todas essas condições são detectáveis ​​em um cachorro em crescimento, e pode ser difícil prever se um animal estará livre dessas doenças, portanto, é necessário encontrar um criador respeitável comprometido em criar os animais mais saudáveis ​​possà­veis. Deve ser capaz de produzir uma certificação independente que os pais do cão (e avós, etc.) foram examinados para esses defeitos e considerados saudáveis para a reprodução. É aí que entram os registros de saúde..

Nem todas as visitas de Terra-nova para o veterinário são devido a um problema genético. É sabido que o Terra-nova experimentar ruptura do ligamento cruzado. Eles também estão entre as raças de peito profundo predispostas ao inchaço., uma condição na qual o estômago é distendido por gás e pode torcer sobre si mesmo (chamado torção gástrica), cortando o fluxo sanguíneo. Inchaço e torção aparecem muito subitamente, e um cachorro que estava bem por um minuto pode morrer algumas horas depois. Fique atento a sintomas como inquietação e ritmo, la baba, a palidez das gengivas, lamber os lábios, tentativa mal sucedida de và´mito e sinais de dor. Inchaço requer intervenção veterinária imediata, e a cirurgia é necessária em muitos casos. Infelizmente, cães que estão inchados podem fazê-lo novamente, é por isso que a maioria dos veterinários oferece um procedimento conhecido como gastropexia ou “virar do està´mago”, que ancora o està´mago à  parede do corpo para ajudar a evitar torções futuras. Este procedimento também pode ser feito como uma medida preventiva..

Compre uma Terra-nova

Você só deve comprar um filhote localmente de um criador afiliado à FCI. deve vir de um bebê, onde os cães são bastante esportivos, magro e não muito gordo e “beary”. Um filhote de cachorro no canil geralmente é vendido a um preço entre 1500 e 2000 EUR.

Avaliações "Terra-nova"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Terra-nova" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens "Terra-nova"

Fotos:

1 – Terranova por Maria Amaro Jiménez / CC BY-SA
2 – Terranova por https://pixabay.com/es/photos/terranova-perro-negro-609531/
3 – Terranova por https://pxhere.com/es/photo/112392
4 – Terranova por https://www.publicdomainpictures.net/es/view-image.php?imagem=197196&picture=cachorrinho-fofo-da-terra-nova
5 – Terranova por https://www.pxfuel.com/es/free-photo-obraa
6 – Terranova por https://www.pxfuel.com/es/free-photo-jttkx

Vídeos "Terra-nova"

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo Montanhês.
  • AKC – Cães trabalhando
  • ANKC – Grupo 6 (cães utilitários)
  • CKC – Grupo 3
  • KC – cães de trabalho
  • NZKC – Cão utilitário
  • UKC – Cão de guarda

Padrão da raça FCI "Terra-nova"

Origem:
Canadá

Data de publicação do padrão original válido:
29.10.1996.

Uso:

Cão de trenó para cargas pesadas, cachorro d'água.



Aparência geral:

A Terra Nova tem um corpo poderoso, sólido, muscular. Seus movimentos são bem coordenados.

PROPORà‡à•ES IMPORTANTES: O comprimento do corpo, medido da articulação escápulo-umeral até a ponta do à­squio, é maior que a distância da cruz ao chão (altura à  Cruz). O corpo é compacto. O corpo da fêmea pode ser um pouco mais longo e menos maciço que o do macho. Da cernelha ao tórax, a distância é um pouco maior do que do tórax ao chão.



Comportamento / temperamento:

A expressão da Terra Nova reflete bondade e doçura. Digno, feliz e criativo, é caracterizada por sua genuà­na gentileza e serenidade.

Cabeça:

Sólido. A cabeça da fêmea tem a mesma configuração geral que a do macho., mas é menos massivo.

Região craniana:
  • Crânio: É grande; o ápice é ligeiramente arqueado e o osso occipital está bem desenvolvido.
  • Nasofrontal depression (Stop): É bem observável, mas nunca abrupto.

Região facial:

  • Trufa: Largo e bem pigmentado. Windows está bem desenvolvido. Em cães pretos e preto e branco, É preto; é marrom em cães da mesma cor.
  • Focinho: Definitivamente quadrado, profundo e moderadamente curto. É coberto por pêlos finos e curtos e não apresenta rugas. Os cantos dos lábios são aparentes, mas não muito pronunciado.
  • Belfos: suave.
  • mandíbulas / Dentes: A mordida é uniforme ou em forma de tesoura.

Olhos: Moderadamente afundado e relativamente pequeno. Eles estão bem separados e não há presença de uma terceira pálpebra.. Eles são marrom escuro em cães preto e preto e branco. Tons mais claros são permitidos em cães marrons.

Orelhas: Eles são relativamente pequenos, arestas triangulares e arredondadas. Eles se sentam em ambos os lados da cabeça e são bastante pesados.. Quando a orelha do cão adulto é estendida para a frente, atinge o canto interno do olho no mesmo lado da cabeça.

Pescoço:

É forte, musculoso e bem sentado nos ombros. É longo o suficiente para permitir uma orientação distinta da cabeça. O queixo duplo não deve ser excessivo.

Corpo:

A estrutura óssea é sólida em todos os lugares. No perfil, o corpo é profundo e vigoroso.

  • linha superior: É horizontal e firme da cruz à  garupa.
  • Voltar: ampla.
  • Lombo de porco: forte e bem musculoso.
  • Alcatra: ampla. Inclina em um ângulo de 30°.
  • No peito: Largura, profundo e espaçoso; as costelas são bem arqueadas.
  • linha de fundo: Quase uniforme e nunca elevado.

Cola:

Enquanto a Terra Nova está nadando, a cauda serve como leme; Por conseguinte, deve ser forte e largo na raiz. Quando o cachorro está em repouso, a cauda está para baixo, talvez formando uma pequena curva na ponta; atinge o jarrete ou um pouco mais baixo. Quando o cão está em movimento ou animado, a cauda é transportada reta com uma ligeira curva para cima, mas nunca vem enrolado nas costas, nem curvado entre os membros posteriores.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES: Eles são retos e paralelos também quando o cão anda ou corre devagar.

  • Ombro: Eles são bem musculosos e oblà­quos.
  • Cotovelos: Colado no peito.
  • Metacarpo: Eles são levemente inclinados.
  • Pés anteriores: Grande e proporcional ao corpo. Eles são arredondados e compactos, com dedos também compactos e firmes. Os dedos têm uma membrana interdigital.

MEMBROS POSTERIORES: Desde o desejo de arrastar cargas pesadas, nadar e cobrir muito terreno com eficiência depende em grande parte dos quartos traseiros, na Terra Nova, sua estrutura é muito importante. A pelve deve ser forte, largo e longo.

  • Coxa: Ele é amplo e musculoso.
  • Joelho: Está bem angulado, mas não o suficiente para dar a impressão de que o cão está agachado.
  • Perna: É forte e bastante longo.
  • Jarretes: Eles são relativamente curtos e estão bem reduzidos e separados, paralelas entre si. Eles não se desviam ou para dentro, nem fora.
  • Pés de volta: Firme e compacto. Em caso de garras de orvalho, estes devem ter sido removidos.

Movimento:

Os membros anteriores da Terra Nova têm um bom alcance e os membros posteriores dão um forte impulso, o que denota facilidade e força. Um leve balanço das costas é considerado natural. À medida que a velocidade aumenta, a linha superior permanece uniforme.

Manto

  • Pelo: A Terra Nova tem uma camada dupla de cabelos impermeáveis. A camada externa é moderadamente longa e cabelos lisos, sem cachos; uma leve onda é permitida. A camada interna é macia e densa. É mais denso no inverno do que no verão, mas mesmo assim está sempre existindo na garupa e no peito. O cabelo da cabeça, o focinho e as orelhas são curtas e finas. Membros dianteiros e traseiros têm franja. A cauda é completamente coberta por cabelos longos e densos, mas não tem formato de bandeira. Qualquer corte de cabelo ou higiene não deve ser incentivado.
  • Cor: negro, preto e branco e castanha.
    • negro: Esta é a cor tradicional. Deve ser o mais uniforme possà­vel, mas é permitido um leve tom bronzeado. Marcas brancas no peito também são permitidas, dedos e ponta da cauda, o ambos.
    • Preto e branco: Esta variedade tem significado histórico para a raça. O padrão de marcação preferido é: cabeça negra, de preferência com uma lista branca que se estende ao focinho, sela preta com marcações uniformes e parte superior das costas e cauda pretas. Outras partes do corpo devem ser brancas com manchas mínimas.
    • castanha: Essa cor varia de chocolate a bronze. Marcas brancas no peito são permitidas, dedos e ponta da cauda, o ambos. Cães pretos e brancos e marrons devem ser mostrados na mesma classe que os pretos.


Tamanho e peso:

Altura à  Cruz: A altura média na cernelha em machos adultos é 71 cm e de 66 cm em fêmeas adultas. O peso médio é de aproximadamente 68 kg em homens e 54 kg em fêmeas.

Um animal grande é valorizado, mas isso não deve ser mais importante do que o estado geral de saúde, a simetria, estrutura forte e movimento correto.



Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

  • Aparência geral: membros muito longos, falta de substância.
  • Estrutura geral dos ossos: flojedad, ossos finos.
  • Personagem: agressividade ou timidez.
  • cabeça estreita.
  • Focinho comprido ou pontudo.
  • Fole pronunciado.
  • Olhos redondos, Saltones, amarelo, ou com uma terceira pálpebra pronunciada.
  • Costas convexas, solto ou cà´ncavo.
  • Membros anteriores: metacarpo afundado, pés esmagados, dedos que giram para dentro ou para fora, ausência de membrana entre os dedos.
  • Membros posteriores: articulação do joelho muito reta, jarretes de vaca, membros lotados, pés torcidos para dentro.
  • Cauda pequena, longo, dobrado ou enrolado.
  • Dê passos curtos e rápidos, arrastando os pés, obliquamente deslocados como um caranguejo; movimento apertado e tricà´, cruzando os membros da frente, com pés desviados dentro ou fora; alto movimento (ação de hockney); passo amplo.
  • Pelo escaso; ausência de camada interna de cabelo

FALHAS DE DESCALIFICANTES:

  • Agressividade ou extrema timidez.
  • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..
  • Prognatismo superior ou inferior, arco dos incisivos desviados.
  • Cabelo curto e liso.
  • Marcas de uma cor que não seja branca em cães pretos ou marrons.
  • Qualquer cor que não seja preto ou preto e branco ou marrom.


N.B.:
  • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
  • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

TRADUÇÃO: IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico).

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Nomes alternativos:

1. Newfs, Newfies (inglês).
2. Retriever de Terre-Neuve, Chien de Terre-neuve (Francês).
3. Newfoundland (alemão).
4. Cão terra-nova (português).
5. Perro de Terranova (espanhol).

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Cão de Castro Laboreiro
Portugal FCI 170 - Molossóides . Montanha

Perro de Castro Laboreiro

O Cão de Castro Laboreiro É um cão de excelente guarda e companheiro

Conteúdo

História

O Cão de Castro Laboreiro (Cão de Castro Laboreiro) É uma raça de cão portuguesa de tamanho grande. Originários da freguesia de Castro Laboreiro, Melgaço, é que um tipo de cão lupóide amastinado é mais leve do que outras raças de cães de gado.

O Cão de Castro Laboreiro tem sua origem na região que lhe deu o nome, o povo de Castro Laboreiro, no concelho de Melgaço. É uma região montanhosa agreste que se estende desde o rio Minho até às serras da Peneda e Soajo entre os rios Trancoso, Laboreiro e moro, até que em torno de 1400 m acima do nà­vel do mar.

Como o cão., Castro Laboreiro é uma das regiões mais antigas da terra portuguesa. Os vestà­gios pré-históricos como Antas e pinturas rupestres, Eles demonstram a presença do homem na região há milhares de anos. Os pontos fortes são a prova da forte presença da cultura celta na região. Também os celtas e os romanos vieram aqui, as estradas romanas e a construção de pontes com seus marcos. As comunidades castrejas sempre viveram de caça, pesca, pastagem e agricultura.

ler mais

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Cão da Serra da Estrela
Portugal FCI 173 - Molossóides . Montanha

Cão da Serra da Estrela

O Cão da Serra da Estrela é um cão grande, linhas ásperas e aparência poderosa

Conteúdo

História

O cão da Serra da Estrela (Cão da Serra da Estrela) É uma raça de cão nativo de Portugal, na região montanhosa que leva o mesmo nome. Ele tem todas as qualidades necessárias nesta região selvagem, é inteligente, leal e corajoso.

Há quem defenda que foram introduzidos em Portugal pelos visigodos e lentamente em várias partes da Europa.. O Cão da Serra da Estrela foi usado -principalmente- nas áreas montanhosas para acompanhar os pastores e rebanhos em suas migrações anuais, defesa dos Lobos e ladrões.

Acredita-se que as duas variedades de pêlos existentes: cabelo curto e pêlo longo, eles são devido a variações regionais. Ao contrário do que se poderia esperar, a região mais quente, a região de Manteigas, é onde você pode encontrar os cães de pêlo comprido, Enquanto o cabelo curto variedades foram mais frequentes no norte, em Gouveia e Seia. Cruzamentos entre estas duas variedades foram freqüentes.

Em 1934 o padrão da raça foi redigido, que se estabeleceu de acordo com suas duas variedades de pelagem. A partir deste ponto, o cruzamento entre duas variedades tornou-se indesejável. A publicação da regra em 1966 e o reconhecimento da raça pela FCI, não trouxeram mais popularidade para a raça. Nos anos 60 e 70, Portugueses emigraram à  procura de fuga do regime da pobreza. A população de cães da Serra da Estrela diminuiu drasticamente nesse perà­odo, mas a dedicação de alguns criadores permitiu a continuidade da raça.

Hoje em dia, o Cão da Serra da Estrela está em alta demanda, especialmente a variedade de cabelos longos. Enquanto a variedade de cabelo curto era mais numerosos no inà­cio do século passado, é a variedade de cabelos longos que se destaca, especialmente por ser mais atraente e elegante, com um maior. Isso fez os criadores incidirá principalmente sobre a variedade de cabelos longos. Hoje, a variedade de pêlo curto é particularmente vulnerável e rara..

Características físicas

O cão da Serra da Estrela é uma cachorro grande, linhas ásperas e aparência poderosa. O cabeça é enorme, arredondados e com uma caveira deslumbrante. Ele tem olhos ovais, muito expressivo, Inteligente e sereno.
O orelhas eles são pequenos e pingentes, coberto com uma pele macia.

Molosoide de tipo mastín, o Cão da Serra da Estrela tem peito largo e garupa ligeiramente caída. Os membros são fortes e musculosos. a fila é longa, grosso e ligeiramente caído.

Existem duas variedades do cão da Serra da Estrela: cabelo comprido e cabelo curto. O cabelo é forte, espessura, mas não demasiado áspero. Em algumas regiões é mais do que outros, especialmente na fila, em torno do pescoço e costas.

Só é permitido as cores tawny, Tremoço e amarelo, monocromática ou em mármore.

Observações

Cão da Serra da Estrela é uma cão saudável, devido a forte seleção natural que foi exposto. Contudo, Existem algumas doenças de animais de grandes porte com maior incidência na raça. O displasia um deles é, especialmente a do quadril. Devido a esta tendência, os proprietários devem usar dietas de qualidade, não exercer também seu cão quando ele é jovem, evitar as escadas à­ngremes, quebras e Pisos escorregadios.

O variedade de cabelos longos eles requerem mais manutenção: escovado diariamente para desembaraçar o cabelo.
O variedade de cabelo curto apenas necessita de escovagens semanais. Banho só deve ser administrado, só, Quando não pode ser evitado,Uma vez que a oleosidade protetora da pele pode ser danificada por produtos de limpeza.

Caráter e habilidades

O Cão da Serra da Estrela sempre ficou com as ovelhas, Enquanto pastor foi afastado de seu rebanho o cão desenvolveu uma organização independente e isso levou a seu caráter de cão de guarda excelente.

Ele também é usado para defesa pessoal e como um tiro de cão.

A Serra da Estrela, devido ao seu isolamento e difícil acesso, Tornou-se a casa desta raça de cão. Seu cabelo duro ajuda você a sobreviver os invernos da região. Cada raça tem seu caráter específico desenvolvido ao longo de sua existência, de sua própria história.

Isto faz de natureza independente mais ou menos que esta raça se adapta bem aos tempos modernos, onde em vez de cuidar de won, espera que seus donos voltem do trabalho no final do dia. Eles têm muita paciência.

A beleza deste cão, sua inteligência e força, são as características que lhe permitem ser, para além de uma excelente guarda, uma boa famà­lia cão e muito tolerante com crianças.

Habitat do Cão da Serra da Estrela

O Cão da Serra da Estrela é um cachorro grande com um grande impulso. Portanto, um apartamento na cidade não é ideal para ele. Flutuações de tempo e temperatura não o incomodam muito, então você prefere passar o dia ao ar livre. Portanto, o ideal é uma casa com um grande logradouro ou jardim onde possa circular livremente. O que mais, não quer prescindir de suas longas caminhadas. Para muitos outros esportes caninos, exigindo obediência confiável, no entanto, é pouco adequado devido à sua obstinação.

Nutrição do Cão da Serra da Estrela

O Cão da Serra da Estrela requer uma porção correspondentemente grande de alimentos, que também deve ser considerado ao comprá-lo. A alimentação correta do cachorro ajuda a mantê-lo saudável por muito tempo. Se alguém deseja usar alimentos secos ou úmidos, é uma questão de preferência pessoal.. Em especial, nutrição durante o crescimento, especialmente em cães grandes, define o curso para mais tarde na vida.

Enquanto filhotes e cães adultos precisam de energia suficiente, cães jovens precisam de uma dieta adaptada, rico em proteína, para garantir que seus músculos e esqueleto cresçam uniformemente. Se o cão jovem crescer muito rápido com alimentos muito ricos em energia, existe o risco de problemas articulares permanentes e más posições. O que mais, Note-se que todas as raças grandes de cães correm o risco de perturbar o està´mago se a ração diária for administrada de uma só vez.. Portanto, é melhor e mais saudável dividir os alimentos em pelo menos duas porções de manhã e à  noite e depois dar ao animal uma pausa para digestão.

Educação e cuidados

Devido à  estreita conexão do Cão da Serra da Estrela com seres humanos e sua boa compreensão, boas condições são criadas para uma educação intencional. Contudo, a própria cabeça da corrida não deve ser subestimada. O cão do Cão da Serra da Estrela reage teimosamente a muita dureza no treinamento e à s ordens que ele considera sem sentido. Por consequência, a chave certa para um treino bem sucedido é a paciência, empatia e uma mão consistente. Durante o treinamento, atenção especial deve ser dada à  tendência de dominar, especialmente em homens.

Embora isso raramente seja dirigido contra seres humanos, mas principalmente contra outros cães grandes, pode perturbar a interação harmoniosa e, acima de tudo, O caminhante. Idealmente, grande importância deve ser dada à  socialização já existente no criador. Você também deve praticar conhecer outros cães o mais rápido possível depois que seu cão se mudar.. Você pode aprender que outros cães são um enriquecimento e não um perigo e que o comportamento dominante não é tolerado. Em uma boa escola de cães, você receberá muitas dicas quando estiver em dúvida, o que facilitará a gestão do seu cão da Serra da Estrela.

Muito escovado na troca de casaco

O Cão da Serra da Estrela tem uma pelagem densa com muito subpêlo, que se adapta à s condições climáticas. A mudança de pelagem é, portanto, forte nesta raça. Facilitar esse processo para o animal e reduzir a quantidade de pêlos de cachorro em casa, deve ser escovado suficiente e corretamente, especialmente durante o período. Ideal para esse fim são as escovas especiais, eles podem pentear a camada inferior. Fora da mudança de fase do pêlo, escove uma vez por semana.. O resto da preparação limita-se ao mínimo. Especialmente se o cachorro estiver do lado de fora e muito nos prados e florestas, deve ser verificado regularmente quanto a parasitas. Sim é necessário, garras devem ser encurtadas com um alicate.

Saúde e doenças típicas

O Cão da Serra da Estrela É um animal muito robusto que não tem que lutar com as doenças típicas da raça. Contudo, sendo uma raça muito grande, você pode sofrer de displasia da articulação do quadril. Os criadores reconhecidos pela FCI usam apenas os pais que não são afetados por esta doença para fins de reprodução., o que também reduz bastante o risco de a prole.

A expectativa de vida de um Cão da Serra da Estrela

Como uma raça saudável, o Cão da Serra da Estrela atinge uma idade de 10 - 12 anos sem dificuldade e geralmente sem muitas visitas ao veterinário. Nutrição e paternidade adequadas são os pré-requisitos para uma vida longa e saudável.

Fotos Cão da Serra da Estrela

Vídeos Cão da Serra da Estrela

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

FCI , AKC , ANKC , KC , NZKC , UKC – Será que a AKC não tem seu próprio padrão e, em vez está ligada à  FCI

Padrão da raça FCI "Cão da Serra da Estrela"

Origem:
Portugal

Data de publicação do padrão original válido:
04.11.2008

Uso:

Cão de guarda do rebanho, cão de vigilância e de companhia também utilizado em trabalhos de tração.



Aparência geral:

O Cão da Serra da Estrela é um tipo mastim. Existem duas variedades de cabelo: longo e curto. Rústico, de muita substância com um forte movimento e atitudes impressionantes.

A raça tem um olhar alegre, calmo e expressivo. Bem proporcionado, morfologicamente perfeito, compacto e rústico; a harmonia do todo é notável e demonstra uma pureza étnica de raças antigas do passado.

PROPORà‡à•ES IMPORTANTES :

Médio longo (sublongulinear) tendendo a meia linha. Profundidade do peito é menos da metade de sua altura na cernelha. O focinho e crânio devem ser aproximadamente o mesmo comprimento, sim, não é assim, o crânio deve ser ligeiramente mais longo.



Comportamento / temperamento:

Inseparável companheiro do pastor e guarda fiel do rebanho protegem contra predadores e ladrões. Famà­lias e fazendas de guarda excelente cão, desconfiado com estranhos e tipicamente dócil com seu mestre.

Cabeça:

Strong, volumoso. Ele é alongado e perfil ligeiramente convexo Ver. Bem posicionado e fornecido para o corpo, o mesmo que o relacionamento que mantêm o crânio e facial, acentuar a harmonia do todo. Pele lisa sobre o crânio e bochechas.

Região craniana:
  • Crânio: bem desenvolvido, arredondado crânio facial longitudinal superior eixos ligeiramente divergentes. Perfil convexo, arcos superciliares pouco desenvolveram com uma prega frontal pouco aparente. Nenhuma protuberância occipital proeminente.
  • Nasofrontal depression (Stop) : Pronuncia-se ligeiramente, localizado a uma distância de mais ou menos igual entre a extremidade do nariz e a protuberância occipital.

Região facial:

  • Trufa: Em linha reta e alinhada com a ponte nasal, Janelas bem abertas, grande e preto.
  • Focinho: Alongado, emagrecimento progressivamente em direcção à  ponta do nariz, mas não ser afiada. Cana-de-nariz quase em linha reta, Embora um pouco viciado no final.
  • Lábios: Bem desenvolvidos mas não grossa, bem ligado sem inclinação.  As membranas mucosas da boca e do palato, bem como a borda dos lábios altamente pigmentada em preto.
  • mandíbulas / Dentes: Boca bem definida com mandíbulas bem desenvolvidas, dentição completa com dentes fortes, Branco e bem implementada e boa oclusão. Preferência mordida em tesoura, aceitando a mordida no grampo.

Olhos: Horizontal, forma oval, a nà­vel da cabeça; são médias, destinado a pequenas, simétrico e aberto, com uma expressão calma e alerta; à‚mbar escuro, de preferência de cor. As pálpebras estão bem ligadas e pigmentadas bordas pretas. Sobrancelhas uma pouco marcadas.

Orelhas: Pequeno em relação ao restante do crânio, forma triangular, fina, arredondada em sua extremidade inferior, pingentes; inserido em uma altura média, se inclina ligeiramente para trás e pendure-se para os lados da cabeça perto de bochechas, revelando uma parte do seu lado interno da base (chamado orelha-de-rosa).

Pescoço:

Reto, curto e grosso, correctamente colocadas sobre os ombros e com uma ligeira barbela, mas não exagerado.

Corpo:

  • linha superior: Reto. Nà­vel.
  • Voltar: Curto de preferência, bem musculado.
  • Lombo de porco: Região lombar ampla, curto, muscular e inserido corretamente para a garupa.
  • Alcatra: Ligeiramente inclinado, curto, largo e musculado. A altura na garupa deve ser igual ou ligeiramente maior que a altura na cernelha.
  • No peito: Arredondado, sem ser cilíndrico, ampla, longo e bem desceu.
  • linha de fundo: A linha inferior deve subir gradual e suavemente do esterno até a virilha., barriga não muito grande, proporcionalmente a substância do animal e harmoniosamente ligado com o corpo.

Cola:

Robusto, longo, cuja ponta atinge a articulação tíbio-társica quando o cão está em pé ou em repouso. É grosso em forma de «cimitarra», inserido em uma altura média, bem cobertos com listras na variedade de longos cabelos e pêlos ; é um gancho no final. A cauda é portada abaixo da linha horizontal e cai naturalmente entre as coxas quando o cão está em repouso. ; quando estimulado ou em ação, é transportado acima da linha horizontal formando uma curvatura para cima, Vá em frente, para os lados ou para baixo.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES: Prumo, com ossos e articulações fortes, bastante aberto com ângulos de movimento irrestrito.

  • Antebraço:  Reto, paralelo, longo, com osso forte e sempre de forma cilíndrica.
  • Pé anterior: forneceu, nunca demasiado redondo ou muito longo, Eu entre o pé de Jack e um pé de lebre (não abra), espessura, dedos apertaram com abundante cabelo entre os dedos, Unhas escuras, preferencialmente preto, bem desenvolvido, almofadas grossas e duras.

MEMBROS POSTERIORES : Prumo, com ossos e articulações fortes, bastante aberto com ângulos de movimento irrestrito.

  • Jarrete: Um pouco baixo, abertura média, nunca inclinada ou.
  • Metatarso: Vertical, sempre de forma cilíndrica. Possà­vel presença de esporão simples ou dupla.
  • Pé traseiro: Idêntico do pé anterior.

Movimento:

Normal e light.

Manto

CABELO: Pelo: Strong, muito abundante, um pouco espessa, sem dureza excessiva com textura semelhante do cabelo da cabra. O subhair é composto de um cabelo fino, curto, abundantes e emaranhados. Geralmente mais leve do que a cor do cabelo de exterior.

  • Variedade de cabelos longos: Cabelo liso ou ligeiramente ondulado exterior, Eu desigual e algumas áreas. No membro, abaixo dos cotovelos e jarretes é mais curto e espesso, assim como na cabeça, orelhas é gradualmente mais curtos da base até a ponta, ser mais fino e mais macio. É mais longa na fila, onde é bem grosso, cabelos grossos e longos. Ao redor do pescoço e pescoço e nas coxas abundantes pelos longos, bem como nas laterais do antebraço.
  • Cabelo curto de variedade: Cabelo curto, distribuà­dos uniformemente sobre o corpo, um pouco mais curto na cabeça e membros, sem ter o cabelo mais.

COR

As seguintes cores são aceitas e consideradas típicas:

  •  Sólido: amarelo, Fulvo e cinza em todas as escalas de intensidade da cor;
  •  Lobo cinzento: leonado, tons de amarelos e cinza, geralmente com shaders mais claras e escuras.
  • Distribuà­dos: leonado, amarelo ou cinza como base com uma cor preta tigrada.

Na área craniofacial, uma máscara escura é típica.

Manchas brancas são permitidas somente em Membros ou pés antes e depois e uma extensão muito pequena na região inferior do pescoço e peito.



Tamanho e peso:

  • Machos : 65 - 73 cm.
  • fêmeas : 62 - 69 cm.

Tolerância + 2 cm.

PESO :

  • Machos: 45 – 60 Kg.
  • fêmeas: 35 – 45 Kg.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

  • Aparência: Má aparência geral, magreza ou obesidade.
  • Altura: Fora dos limites da norma mas com tolerância de 2 cm. do limite superior.
  • cabeça muito estreita, longo e pontudo.
  • Olhos: cor clara.
  • Orelhas: inserido incorretamente, muito carnuda ou redondas. Suspensão totalmente plana.
  • Cola: Porta na parte traseira. Ausência de gancho.
  • Cor: Ausência de máscara escura.

 FALTAS SEVERAS

  • Comportamento: Animais que apresentam sinais de timidez ou nervosismo.
  • Cola: Amputados ou rudimentar.
  • Trufa: Narinas pálidas, Trufa parcialmente nonpigmented.
  • Orelhas: Amputadas.
  • Pelo: Diferente do descrito acima.
  • Altura:
  • Machos :  abaixo de 65 cm. ou acima 75 cm.
  • fêmeas: abaixo de 62 cm. ou acima 71 cm.

FALTAS DE ELIMINAÇÃO

  • Comportamento:  Agresivo o demasiado tímido.
  • Tipicidade: Atípico.
  • Cabeça: Demasiado estreitas, por muito tempo e muito afiado, total ausência de tipo molossoide.
  • mandíbulas: Prognatismo ou enognatismo.
  • Olhos: Olhos de diferentes cores ou tamanho diferente.
  • Cola: Anurismo.
  • Pelo: Cabelo completamente diferente do normal.
  • Cor:  Qualquer outra cor que não é mencionado na norma. Albinismo.

Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado.



N.B.:

• Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
• Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Nomes alternativos:

1. Portuguese Shepherd (inglês).
2. Chien de montagne portugais (Francês).
3. Serra da Estrela Berghund (alemão).
4. Perro de la sierra de la Estrela (português).
5. Perro de la Sierra de la Estrela (espanhol).

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Tornjak
Bosnia & Herzegovina CroaciaFCI 355 . Molossóides . Montanha

Pastor de Bosnia-Herzegovina y Croacia

O Tornjak É um cão muito sensà­vel e tranquilo.

Conteúdo

História

O Tornjak, também chamado Tornjak, é uma raça de cachorro antiga, e sua origem exata se perde nos meandros da história. A maioria dos especialistas concorda que é um dos descendentes do Mastiff tibetano (Mastiff tibetano), que chegou à  Europa vários milhares de anos atrás.

Alguns relatos sugerem que já existia nos Alpes Dináricos (na atual Bósnia) na época do Império Romano, quase atrás 2000 anos. Contudo, as primeiras descrições de um cão correspondendo ao Tornjak podem ser encontrados em documentos da Igreja Católica Bósnia que datam de 1067.

Três séculos depois, em 1374, Petar Horvat, então bispo de Dakovo, Croácia, Ele também descreveu um cão que se assemelhava ao Tornjak em todos os aspectos, tamanho, cor e função. Naquela época era chamado Canis Montanis (“cão da Serra”) e eu já estava trabalhando com os pastores, liderando rebanhos de ovelhas nas pastagens de montanha e, acima de tudo, protegendo-os dos ataques de lobos.

O nome Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia apareceu pela primeira vez em 1752 nos escritos do Padre Petar Lukic, membro da Igreja Católica de Dakovo. Diz-se que deriva da palavra croata “Tor”, que poderia ser traduzido como “rebanho de ovelhas”.

Este cão foi encontrado principalmente no atual território bósnio, e em menor grau na Croácia. As primeiras referências científicas a ela datam do início do século XX., e mais precisamente para 1905, quando o fã austrà­aco de cães Franz Laska identificou com precisão um cachorro da montanha visto na Bósnia, chamada Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia pelos locais. Contudo, o Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia permaneceu confinado à s montanhas por muito tempo. Até diminuiu drasticamente nas décadas seguintes, à  medida que o estilo de vida mudou e a pastagem diminuiu.. Sua população cresceu de vários milhares no século XIX para pouco menos de uma centena nas décadas de 1960 e 1970, quando alguns entusiastas croatas e bósnios realizaram um censo para preservar a raça.

Se a maioria dos espécimes identificados veio da Bósnia, foi na Croácia que um programa de criação foi estabelecido no final 80. Em 1979, em Zagreb (Croácia), a Associação Canina da Iugoslávia reconheceu oficialmente a raça, e em 1982 a primeira ninhada com pedigree completo nasceu como resultado deste programa de criação. Apesar deste quase renascimento, o Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia ele não estava no fim de seus problemas, desde a explosão da Iugoslávia em 1991 e a guerra civil que se seguiu lhe causou muitas dificuldades.

A nova Associação Canina Croata decidiu identificar uma raça Tornjak croata, enquanto seu homólogo na Bósnia-Herzegovina falou da Tornjak Bosnio. Embora esses cães fossem iguais em todos os aspectos, o fato de serem considerados duas raças separadas os impedia de cruzar entre si, por exemplo.

Não foi até 2003 que as duas organizações unificaram seus padrões sob o nome de Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia. Em 2007, Federação Cinológica Internacional (FCI) reconheceu provisoriamente o Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia, que levou o nome de Tornjak. Nesse momento, houve 1800 espécimes registrados na Croácia, e 2700 na Bósnia.

Depois desse reconhecimento, a raça timidamente começou a se destacar fora dos países da ex-Iugoslávia. El American United Kennel Club (UKC) aceitou em 2011, enquanto o American Kennel Club (AKC), a outra organização de referência no país, incluiu em 2012 em seu Foundation Stock Service (FSS), uma etapa preliminar antes do reconhecimento total, o que ainda não foi produzido até hoje. Os primeiros espécimes chegaram à  Grã-Bretanha em 2013, e medidas foram tomadas para obter o reconhecimento do prestigioso e influente Kennel Club (KC), corpo de referência do país. Eles ainda não tiveram sucesso. No Canadá, o Canadian Kennel Club (KC) não reconhece o Tornjak. Contudo, ano 2017 marcou sua aceitação final pelo CFI.

Muito popular em sua região natal, o Tornjak luta para conquistar o público além de sua região natal. É extremamente raro na América do Norte, e também não é muito comum na Europa Ocidental. Em França, ele entrou 2010. No final desta década, havia uma média de cinqüenta registros por ano no Livre des Origines Français (LOF).

Características físicas

grande e poderoso, o Tornjaks retém agilidade e flexibilidade acima da média para um cão de montanha.

Eles têm uma forma quase quadrada, com ossos fortes que não são pesados, dando-lhes uma aparência geral harmoniosa. a fila é longa, muito móvel e espesso. Ao cair para descansar, sobe bem acima do nà­vel das costas quando em ação, o que é incomum em cães de montanha. Pernas são poderosas, paralelas y erguidas.

A cabeça é alongada, com uma pequena parada. O focinho é retangular e termina em um nariz escuro com narinas largas.. Os olhos também são escuros e amendoados. As orelhas, triangular e peludo, fique ereto e caia nas bochechas.

O subpêlo é denso e espesso, com uma textura lanosa no inverno. O top coat rígido é longo em todo o corpo, exceto no rosto e na frente das pernas. É particularmente abundante no pescoço, formando uma juba que o protege de picadas de predadores.

O Tornjak e o Pastor croata são os que mais frequentemente têm uma cor particular, embora haja assuntos brancos, com apenas algumas pequenas manchas de cor. O branco é a cor de fundo mais comum, com marcações de várias cores: Preto, Castanho, cervato… Mais raramente, alguns indivà­duos têm um casaco preto manchado de branco.

Por último, dimorfismo sexual é bem marcado nesta raça: a fêmea não é apenas menor em média em cerca de 5 cm, mas também menos massivo.

Caráter e habilidades

O Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia é surpreendentemente extrovertido e atencioso com um pastor que trabalhou por séculos nas montanhas. Ele gosta de passar tempo com sua famà­lia, e está disposto a brincar com animais mais velhos e menores. Na verdade, ele é um cachorro que adora crianças, e pode passar horas entretendo-os – O oposto também é verdadeiro. Contudo, devido ao seu tamanho e poder, poderia facilmente empurrar inadvertidamente uma criança pequena, então é melhor se você já tem uma certa idade, especialmente desde então, é mais provável que aprenda a se comportar com um animal e a respeitá-lo. Em qualquer caso, uma criança nunca deve ser deixada sozinha com um cachorro, independentemente de raça.

Seu apego à família com a qual cresceu também significa que ele dificilmente pode se acostumar com a vida em uma nova casa se os perigos da vida o obrigarem a mudar de dono.. Você provavelmente terá a maior dificuldade em se recuperar do abandono.

Além de sua grande proximidade com seus cuidadores, o Tornjak ele também é surpreendentemente pessoal com estranhos. Ele late quando eles se aproximam e cumpre perfeitamente sua missão de guardião, mas não hesite em ir cumprimentá-los e aceitar algumas carà­cias assim que seu cuidador tiver validado sua chegada.

Contudo, seria um erro esquecer que sua principal função é proteger seu rebanho. Sob seu ar alegre e amigável, esconde coragem sem limites e força incrà­vel. No entanto, não é agressivo e se contenta em latir quando uma ameaça se aproxima. Mas se a ameaça se tornar mais clara e sua famà­lia estiver em perigo, não hesita em forçar a sua natureza não agressiva e agir; poucas coisas podem pará-lo. O que mais, uma pessoa maliciosa não teria chance de persuadi-lo e corrompê-lo com doces e carícias, porque ele é infalivelmente leal.

Sua sociabilidade também se expressa contra seus pares, a ponto de geralmente compartilhar sua casa perfeitamente com um ou mais cães. O que mais, não tem instinto predatório, por isso não vê gatos ou roedores como presas, e, portanto, não está inclinado a persegui-los. No entanto, a diferença de tamanho significa que a coabitação à s vezes pode ser perigosa. Na prática, se houver pequenos animais na casa, é melhor para ele Tornjak viver fora.

Isso não seria para desagradá-lo. Na verdade, usado para grandes espaços, não foi realmente feito para viver dentro de casa. Você não precisa fazer muitos exercícios intensivos todos os dias, mas deve ser capaz de se mover a qualquer momento, então não é adequado para morar em um apartamento, mesmo que seu mestre o leve para fora por mais de uma hora por dia. Precisa de um grande jardim fechado, onde posso patrulhar, executar, jogar…

Se ele pode ser facilmente instalado ao ar livre é porque, como qualquer cachorro de montanha, é independente e tolera bem a solidão. Ele pode facilmente ficar em casa enquanto seus donos estão fora durante o dia, e não sofre de ansiedade de separação se essa ausência durar um fim de semana. Contudo, em nenhuma circunstância deve ser deixado sozinho no jardim durante todo o dia. Você precisa passar um tempo com sua famà­lia, e duas ou três caminhadas diárias de pelo menos meia hora cada são ideais.

Jogos e atividades esportivas também são ótimas maneiras de se relacionar com ele., enquanto é fisicamente e mentalmente estimulado. Com uma excelente memória que permite assimilar truques e comandos facilmente, tem potencial para brilhar em esportes caninos como o flyball, obediência ou agilidade.

Contudo, você não pode começar muito cedo com atividades fisicamente exigentes. Em vigor, dado seu tamanho, quando é um cachorro, você experimenta surtos de crescimento durante os quais você precisa desacelerar sua queima, ou pelo menos evitar qualquer tensão excessivamente intensa em suas articulações e esqueleto. Pelo contrário, existe um risco real de lesão (à s vezes com sequelas ao longo da vida) ou malformações.

Se você mora em uma área residencial, é melhor que a cerca que rodeia o jardim seja sólida, para evitar acidentes. Do mesmo modo, passeios em parques e lugares relativamente lotados devem sempre ser feitos com coleira, então você pode se conter se sentir uma ameaça. Por outro lado, em um ambiente onde os encontros são raros (por exemplo, nas montanhas), pode ser grátis, Se e quando, É claro, assimilou os pedidos de retirada.

Finalmente, o Tornjak tem um latido sério e poderoso que pode ser ouvido à  distância. Pode ser ouvido à  distância, e também é ouvido ao se aproximar de um estranho ou quando você percebe um ruà­do suspeito. Isso é reconfortante e agradável quando se vive em uma área isolada., mas pode causar rapidamente problemas de vizinhança em um bairro residencial.

Educação

como todos os cães, o Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia deve ser socializado assim que você chegar à  sua nova casa. Dê a você a oportunidade de conhecer todos os tipos de pessoas, animais e situações durante seus primeiros meses ajuda você a se familiarizar com o desconhecido, e para evitar ser surpreendido ou mesmo reagir mal como um adulto. Portanto, você não deve hesitar em aproveitar qualquer oportunidade para conhecer os vizinhos, amigos, concessionários, o veterinário… mas também outros animais, sejam cachorros, gatos, roedores, cavalos, vacas… Você também tem que lidar com situações às quais ainda não está acostumado., especialmente aqueles com os quais você terá que lidar regularmente após: viajar de carro, passear pela cidade, sair em um ambiente agitado…

O que mais, dado seu tamanho, é aconselhável acostumá-lo desde tenra idade a ser manuseado obedientemente. Escovar, tomar banho ou mesmo aparar as garras pode se transformar em momentos de cumplicidade com seu cuidador, em vez de serem testes temidos a cada vez por ambos os protagonistas. Em qualquer caso, tentando escovar ou dar banho em um cachorro 50 kg que não acomoda pode rapidamente se tornar uma aventura…

Embora tenham o caráter independente de cães pastores, para o Tornjak eles gostam de agradar seus donos. O que mais, como sua inteligência e memória são admiráveis, um cuidador que combina paciência e know-how pode ajudar muito em sua educação, mesmo ensinando-lhes muitos truques. Contudo, embora mais fácil de lidar do que a maioria das raças de montanha, isso não o torna um cão recomendado para uma babá novata. Contudo, Pode ser uma opção interessante para uma pessoa com pouca experiência que queira enfrentar o desafio de um cachorro grande e independente..

Em qualquer caso, métodos de treinamento tradicionais não devem ser usados ​​com o Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia, já que eles apenas reforçam seu lado independente em vez de desenvolver seu potencial. Por outro lado, reforço positivo, com a ajuda de carà­cias, guloseimas e estímulos, motiva você a querer aprender mais e mais e permite belos momentos de cumplicidade.

A assimilação da memória é de particular importância: dado seu tamanho, é melhor para tal cão obedecer o dedo e o olho quando o seu condutor lhe pede para parar de puxar a trela ou voltar para ele. Esta é a condição essencial para que você possa desfrutar da natureza com total liberdade., sem ser colocado na coleira.

Por outro lado, a proteção da embalagem é instintiva no Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia: você realmente não precisa de nenhum treinamento para desempenhar esse papel perfeitamente.

Saúde

O Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia é uma raça de cão extremamente robusta, com uma expectativa de vida muito maior do que a média dos cães de seu tamanho, a ponto de alguns espécimes atingirem o 15 anos de idade.

O casaco grosso e lanoso do Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia ajuda a protegê-lo do frio e do mau tempo, assim como os raios do sol. É claramente um cachorro feito para viver ao ar livre, quem não tem medo de baixas temperaturas, desde que tenha um lugar para se refugiar. Por outro lado, quando o mercúrio sobe e a onda de calor começa, é melhor limitar suas atividades e ter a oportunidade de descansar em um lugar com sombra.

Embora sejam geralmente saudáveis, o Tornjak eles não estão isentos de certos problemas, especialmente aqueles que afetam raças de cães maiores. Eles estão predispostos a ...:

  • Displasia de quadril e cotovelo, problemas articulares cujas origens podem ser hereditárias e causar dificuldades locomotoras mais ou menos graves;
  • dilatação-torção gástrica, que geralmente ocorre após a ingestão muito rápida de grandes quantidades de alimentos, e é fatal se um veterinário não intervir rapidamente;
  • intolerância a proteína, o que pode levar, entre outras coisas., a uma deterioração do casaco.
  • Outras doenças foram relatadas ocasionalmente em alguns assuntos, mas eles ainda são excepcionalmente raros. Estes incluem anemia ou doença de von Willebrand, uma condição hereditária.

    Para limitar o risco de ter um filhote com um problema hereditário e / ou congênito, nada melhor do que adotar de um criador Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia sério e responsável. Em especial, o profissional deve apresentar ficha de saúde ou vacinação atualizada, que permite verificar as vacinas recebidas pelo animal, bem como um certificado de boa saúde assinado por um veterinário. Contudo, o profissional também deve ser solicitado a fornecer os resultados dos testes genéticos realizados aos pais e à  criança.

    O que mais, as orelhas caídas de Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia pode rapidamente se tornar ninhos de infecção se não for limpo semanalmente.

    O que mais, como você passa a maior parte do seu tempo ao ar livre, sua pele é provavelmente um terreno fértil para parasitas: ainda mais do que a maioria Tornjaks, é imperativo ser rigoroso na administração de tratamentos regulares de controle de pragas para evitar esse tipo de inconveniente.

    Por último, o fato de ele estar geralmente de boa saúde não o isenta de usá-lo regularmente (pelo menos todo ano) a um check-up de rotina no veterinário, apenas para mantê-lo saudável. Isso não apenas garante que você esteja atualizado com suas vacinas, também permite a detecção precoce de quaisquer problemas de saúde.

    Limpeza

    O Pastor da Bósnia-Herzegovina e da Croácia raramente apresenta problemas em relação à  sua saúde, mas sua manutenção requer algum esforço.

    Em primeiro lugar, sua pelagem espessa precisa ser escovada uma ou duas vezes por semana para evitar nós e remover a sujeira, e seu tamanho significa que esta tarefa leva algum tempo.

    Durante seus períodos anuais de muda na primavera e no outono, muito subpêlo é derramado, e escovar deve se tornar uma rotina diária para lidar com a grande quantidade de cabelo morto.

    A escovagem também é uma oportunidade para inspecionar sua pele e ter certeza de que não está machucada., Tribunal de Justiça, ferida ou irritação. Passando a maior parte do tempo ao ar livre, ele está mais exposto a esse tipo de problema do que seus colegas que moram em apartamento e só saem meia hora por dia.

    Em qualquer caso, se a escovação é feita regularmente, pode remover uma grande parte da sujeira de sua pele, mantendo-o relativamente limpo e sem cheiro. Portanto, não é necessário dar banho em seu cachorro frequentemente. A menos que, É claro, ficou particularmente sujo, você pode se contentar em fazer isso duas vezes por ano, na hora da mudança. É necessário usar sempre um champô suave concebido especificamente para cães.

    Por outro lado, como acontece com qualquer cachorro com orelhas de abano, é necessário cuidado especial para evitar que a sujeira se acumule e cause infecção. Portanto, pelo menos uma vez por semana, escovar o casaco deve ser seguido pela limpeza das orelhas com um pano limpo.

    Você também deve aproveitar a oportunidade para verificar seus olhos e limpá-los, para limitar o risco de infecção ocular, embora, ao contrário das orelhas, não são particularmente suscetà­veis a isso.

    Para encerrar a sessão de manutenção de beleza, a limpeza dos dentes é de rigueur. Isto é, em vigor, a melhor maneira de protegê-los efetivamente contra a formação de placa dentária, cavidades e outros problemas a este nà­vel. O ideal é que seja feito diariamente.. Não importa quantas vezes você faça isso, sempre use uma pasta de dente especialmente desenvolvida para cães.

    Também pode ser necessário aparar as garras do seu cão de vez em quando. Mesmo que seu cachorro more ao ar livre, o desgaste natural nem sempre é suficiente para lixar suas garras fortes. Se você os ouvir batendo no chão enquanto você anda, cresceram muito e podem ferir ou quebrar: é hora de cortá-los com uma ferramenta especial.

    Embora todas essas operações não requeiram nenhum conhecimento específico, é melhor aprender a fazê-los corretamente, especialmente para evitar machucar ou até mesmo machucar seu parceiro. Pode ser útil na primeira vez ter a ajuda de um veterinário ou de um tratador profissional para aprender os gestos corretos a realizar.

    compre um “Tornjak”

    O preço de um cachorro Tornjak é de alguns 1000 EUR, mas é um meio: o preço de venda varia de acordo com o prestígio da criação, a ancestralidade do animal, mas também e sobretudo as suas características. Por outro lado, não há uma grande diferença de acordo com o sexo: homens e mulheres geralmente têm preços semelhantes.

    Dito isto, o Tornjak ainda difícil de encontrar fora dos países da ex-Iugoslávia. Portanto, pode ser sábio recorrer a um criador croata, esloveno, Bósnio ou sérvio para encontrar o caminho certo. O preço de venda não será necessariamente muito mais barato, mas os custos de importação devem ser adicionados ao orçamento, registro e transporte.

    É possà­vel encontrar incubatórios nos Estados Unidos, mas também ainda é muito raro lá.

    Classificações do "Tornjak"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Tornjak" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do “Tornjak”

    Fotos:

    1 – “Tornjak” por https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bosniantornjak.jpg
    2 – E o pequeno Tornjak. Cor: branco & preto por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    3 – E o pequeno Tornjak. Cor: branco & marrom por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    4 – A Croatian Tornjak (aka Croatian Mountain Dog or Bosnian and Herzegovinian – Croatian Shepherd Dog) female por Canárias, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
    5 – E o pequeno Tornjak. Cor: branco & preto por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    6 – Toro the Tornjak. Photo taken in a dog shelter in Zadar, Croatia por Mirta12, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

    Và­deos do “Tornjak”

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo Montanhês.
    • AKC(FSS)

    Padrão da raça FCI "Tornjak"

    Origem:
    Bósnia e Herzegovina, Croácia

    Data de publicação do padrão original válido:
    19.11.2007

    Uso:

    Pastoreio e proteção de gado e currais de fazenda e cão de guarda.



    Aparência geral:

    O Tornjak é um cão grande e poderoso, bem proporcionado e ágil. O corpo é quase quadrado. O osso não é leve, mas não é pesado ou áspero de qualquer maneira. Ficar de pé e se mover é forte, harmonioso e bem equilibrado. O casaco é longo e grosso.

    PROPORà‡à•ES IMPORTANTES:
    O corpo é quase quadrado. O comprimento do corpo não deve exceder sua altura em mais de um 8 %. O raio entre o comprimento do crânio e o focinho é 1:1.



    Comportamento / temperamento:

    De boa disposição, amigável, corajoso, obediente, Inteligente, cheio de dignidade e confiança. Feroz cuidando da propriedade que lhe foi confiada, não pode ser subornado e desconfia de estranhos. Devotado ao seu mestre e muito calmo na sua presença. Muito carinhoso com as pessoas que vivem em seu ambiente. Aprenda rapidamente e guarde esse aprendizado na sua memória por muito tempo. Executa agradavelmente as tarefas atribuà­das a você. É fácil de treinar.

    Cabeça:

    alongado. O raio entre o crânio e o focinho é 1:1.

    Região craniana:

    As linhas superiores do crânio e do focinho são divergentes..
    Os arcos supra-orbitais são ligeiramente visà­veis.
    A parte de trás do crânio é alongada, mas moderadamente larga.
    A área entre os arcos supra-orbitais e o occipital é plana.
    A protrusão occipital é muito leve.

    • Depressão nasal frontal (stop): Ligeiramente pronunciado.

    Região facial:

    Nariz: Grande, com narinas largas o suficiente. Deve ter pigmentação escura. A pigmentação deve estar em harmonia com a cor da pelagem.. A despigmentação não é permitida.
    Focinho: Retangular. A ponte do nariz é perfeitamente reta.
    Lábios: Justa, com pigmentação escura.
    mandíbulas/dentes :As mandíbulas são muito longas e fortes.. Mordedura em tesoura perfeita, dentição completa.
    Olhos: Macaroons, pálpebras coladas, cor escura. Pigmentação escura na borda das pálpebras.
    Orelhas: Médias, triangular, dobrado e brincos, inserção alta. Transportado perto das bochechas. Com cabelo mais curto.

    Pescoço:

    Comprimento médio, poderoso, portado ligeiramente baixo. Pele bem fixada. Com cabelo abundante e comprido formando uma juba.

    Corpo:

    Cruz: Moderadamente desenvolvido.
    Voltar: Curto, O tribunal, moderadamente largo e reto.
    Lombo de porco: A conexão entre o peito e o traseiro é curta, moderadamente largo; nas mulheres é um pouco mais.
    Alcatra: Médio longo, largo e ligeiramente inclinado.
    No peito: Muito espaçoso, profundidade, largo e oval. A parte inferior do tórax atinge pelo menos os cotovelos. Nunca em forma de barril. O peito é forte com a ponta do esterno moderadamente pronunciada.
    linha de fundo: Abdà´men bem musculoso. A linha inferior não é retraída, mas gradualmente sobe de onde o esterno termina em direção à parte posterior.

    Cola:

    Longo, inserido em uma altura média, muito móvel. Quando em repouso está sempre pendurado e em movimento está sempre acima do nível da linha superior., isso é uma característica da raça. Com cabelo abundante e franja característica.

    Extremidades

    forte e bem angulado.

    MEMBROS ANTERIORES:bem desenvolvido, com ossos fortes e músculos tensos. Paralelo e reto quando estacionário.

    Lâminas:Médio longo, bem inclinado para trás. O ângulo escapulo-umeral é de aproximadamente 120º..
    úmeros:Musculoso e forte, quase o mesmo comprimento das escápulas.
    Cotovelos:Moderadamente perto do corpo.
    antebraços:Ossos fortes e músculos retos e desenvolvidos.
    Metacarpo:Com ligeira inclinação.
    Pés anteriores:dedos arqueados e juntos. Unhas pigmentadas, pigmentação escura desejável. Pastilhas elásticas, duro e compacto, pigmentação escura é desejada. Os pés dianteiros são mais desenvolvidos do que os traseiros.

    MEMBROS POSTERIORES:Forte e paralelo. Em linha reta quando em pé com a angulação adequada. Joelhos bem angulados.

    coxas:Larguras, forte, bom muscular.
    Caloroso:Com bom fisiculturismo, forte, largo e do mesmo comprimento do fêmur.
    Tarso:Empresas. Inserção um pouco alta.
    Metatarsos:Strong. Eles podem ter esporas.
    Pés de volta:dedos arqueados e juntos. Unhas pigmentadas, pigmentação escura é desejável. Pastilhas elásticas, duro e compacto, pigmentação escura é desejável.

    Movimento:

    O Tornjak é um trotador. O movimento é bem equilibrado, elástico e poderoso, harmonioso e com grande impulso. Em movimento, a linha superior é firme.

    Manto

    PELE: a pele é grossa, bem aderido em todo o corpo.

    Pelo: Em geral, o Tornjak é um cachorro de pêlo comprido, espessura, rústico e reto. É especialmente longo no topo da garupa; sobre os ombros e costas pode ser ligeiramente ondulado. É curto no focinho e no rosto, acima da linha imaginária que liga as orelhas, sobre as orelhas e na frente das pernas e pés.

    É especialmente abundante em volta do pescoço (juba), denso e longo sobre as coxas. Forma franjas nos antebraços. Em cães bem cobertos de pêlo, também é especialmente abundante na parte posterior dos metatarsos.. A cauda é muito espessa com cabelo muito comprido. O subpêlo de inverno é longo, muito grosso e com uma textura lanosa agradável. A pelagem é espessa e densa e não deve se dividir ao longo da linha superior..

    Cor: Como regra, o Tornjak é dividido em cores com marcações características em várias cores sólidas. Geralmente a cor de fundo dominante é o branco. Pode haver cães com pelagem preta e manchas brancas que geralmente aparecem ao redor do pescoço, sobre a cabeça e ao longo das pernas. Também pode haver cães quase inteiramente brancos com apenas pequenas marcas.



    Tamanho e peso:

    Altura à  Cruz:

    Machos: 65 – 70 cm
    fêmeas: 60 – 65 cm

    Tolerância+/- 2cm



    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Osso muito fino ou muito pesado.
    • Cabeça muito fina ou muito grossa.
    • Orelhas perdidas (inclusão, longo, pelo).
    • Bite em clipe.
    • Ausência de 2 p2, 2 p3.
    • Ausência de mais de 2 p1.
    • Muito atrás.
    • Linha superior curvada ou em sela.
    • Cachorro obviamente exagerado.
    • Angulações com falhas.
    • Cotovelos para dentro ou para fora.
    • Cauda apoiada nas costas.
    • Cauda com pouco cabelo.
    • Cabelo com comprimento insuficiente.
    • Máscara escura.
    • Pés fracos.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..
    • falta de tipo (cães atípicos).
    • Desvio de tipo sexual.
    • Anormalidades na cor e forma dos olhos (olhos enrugados, expressão viciosa, olhos de cores diferentes).
    • Entropia, ectrópio.
    • Prognatismo ou enognatismo.
    • Ausência de qualquer outro dente além dos mencionados como ausentes.
    • Cabelo muito curto.
    • Falta de sub-pelo.
    • Cauda quebrada.
    • sem cauda.
    • Cães de cor sólida.
    • Albinismo.
    • Distribuição atípica de cores no corpo.
    • Diferenças nos limites das alturas indicadas (incluindo tolerância).
    • Tratamento cosmético no cão ou evidência de tratamento cosmético ou cirúrgico.


    N.B.:
    • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

    1. Tornjak (inglês).
    2. Tornjak (Francês).
    3. Tornjak, Bosnien und Herzegowina und Kroatien (alemão).
    4. Tornjak (português).
    5. Tornjak (espanhol).

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Pastor-da-ásia-central
    Rusia FCI 335 - Molossóides . Montanha

    Pastor de Asia Central

    O Pastor-da-ásia-central É um gato com pele de cão, sensà­vel e parceiro.

    Conteúdo

    História

    O cão Pastor-da-ásia-central (среднеазиатская овчарка o Sredneaziatskaya Ovtcharka, também conhecido como, Volkodav o The Crusher Wolf) é reconhecida pela FCI, como uma raça de cão molossóide Rússia, onde a maioria das cópias.

    Os clubes cinológicos russos concordam que esta é uma das raças mais populares do país, em muitas ocasiões, considerando-a o número 1 no ranking das raças de cães russa.

    O Pastor-da-ásia-central Ele provavelmente se originou em uma área geográfica entre os Montes Urais, o mar Cáspio, àsia menor, e o noroeste da fronteira da China. O cão pastor da àsia Central, bem como misturas com outras raças, ainda, podem ser encontrados em seus países de origem, como Quirguistão, Tadjiquistão, Turcomenistão, Cazaquistão, Afeganistão, Uzbequistão e países vizinhos.

    Alguns servem como guardiões da pecuária, alguns proteger seus proprietários, e alguns são usados para a luta do cão, que é uma tradição nacional em muitos países da região. Cientistas e biólogos da Rússia estudam a população canina local desde o século XVIII., até agora.

    Após a revolução comunista, o governo soviético enfoca as raças de cães de trabalho para o exército vermelho, importados os melhores representantes da raça em conformidade com os requisitos dos cães exército e protetor de Rússia e. Por décadas, Esta prática tem prejudicado a população local. Além de um grande número de và­timas, a introdução de novas raças na região levou a cruzamentos. Com o tempo., cães de raça pura foram esquerda apenas com alguns pastores e entusiastas de corrida, mas em outros lugares, houve um excesso de cruzes.

    Contudo, e apesar de todos os, hoje a população de cães de raça pura Pastor-da-ásia-central mantém-se estável, em geral, e a reprodução de alguns cães de qualidade verdadeira honra a sua capacidade de trabalho tem sido, independentemente do país de origem.

    Na Europa, o Pastor-da-ásia-central é relativamente desconhecido, mas nos países da Ásia Central ainda é usado como cão de trabalho e acompanha os pastores em suas caminhadas pelas estepes.

    Características físicas

    Esta raça tem muitas variedades que diferem no tamanho, a cor, tipos de cabeçalho, e os tipos de peles. Por estas razões é muito difà­cil estabelecer um padrão oficial da raça.

    O Pastor-da-ásia-central é um cachorro de tamanho grande ou médio, de constituição aproximada e musculatura forte. Sua pelagem é composta pela camada superior dura e lisa e pela abundante e densa camada interna. A camada superior pode ser curta (3 – 5 cm) ou um pouco mais (7 – 10 cm). Com uma camada superior mais longa forma uma crina distinta ao redor do pescoço. Devido a um subpêlo bem desenvolvido e a diferentes comprimentos da camada superior, cães se adaptam bem a diferentes condições climáticas.

    A cor da pelagem do Pastor-da-ásia-central é muito diverso: vem nas cores branco, Preto, cinza, Raposa vermelha, Marrom acinzentado, amarelo palha, sarda, manchado e manchado.

    Suas orelhas são triangulares, baixo e pendente. A cauda é grossa na base e bem alta. A cauda natural é longa e é portada como uma cauda falciforme. A amputação de cauda e orelhas ainda é praticada nos países de origem.

    Embora existam características únicas da raça puro-sangue de cães Pastor-da-ásia-central, como sendo extremamente flexà­vel, Isso é muito perceptà­vel nas suas articulações, ter false costelas, o pescoço muito forte e um queixo grande.

    Alguns têm uma máscara preta. A cabeça é muito sólida, o pescoço é de inserção baixa, curto, com duplo queixo. O corpo é bastante largo e proporcionado com músculos bem planos.. A caixa torácica aparece muito longa, porque eles têm suas costelas false famosas. as pernas são retas, o movimento típico é um galope.

    Ele tem os olhos expressivos, quase humana, revelando sua inteligência inimitável.

    De acordo com as qualidades de trabalho exigido pelos proprietários, o Pastor moderno da àsia Central foi levantada em diferentes direções, tentando destacar habilidades específicas. Dentro da área tradicional de origem destes canes, cão de combate foram sempre, mas eles nunca foram tão cruéis e destrutiva como as lutas do tipo Pit Bull Terrier.

    Todos os anos, os pastores da área se reuniam para organizar lutas de cães pastores da Ásia Central., mas ao contrário das lutas sangrentas e cruéis de que costumávamos ouvir notícias, neste caso eles estavam lutando pela guarda de um rebanho, e o vencedor foi o cão que eventualmente, foi feito com o comando do mesmo. Era sobre 'dominação' ao invés de destruir a própria espécie.

    Cães raramente machucam uns aos outros, pequenos arranhões foram causados ​​na maioria dos casos. apenas verdadeiros líderes, Na verdade, você foi medido através de uma luta real, mas não era o mais comum. A principal tarefa destes cães sempre foi a defesa da tropa aos ataques de vários predadores e cobras venenosas.

    O Pastor da àsia Central, Ele é um dos mais poderoso grupo de cães de guarda de cães de gado, depois do Pastor-do-cáucaso, o Kangal, Akbash, por exemplo.

    A altura na Cruz 60 - 65 cm. E pesar 37 - 50 kg.

    Caráter e habilidades

    Na notà­cia, as populações rurais continuam a exigir e usar o Pastor-da-ásia-central como cão de guarda de gado, Embora não tão bem como yesteryear.

    Esses cães, em diferentes graus, são protetores contra intrusos humanos, eles são muito territoriais, excelente com crianças, deve assegurar-lhes como se foram seu rebanho foram. Amor e respeito pelos mais velhos são algumas de suas características, para proteger todos os pequenos animais de predadores, eles são muito gentis e conectados com os membros da famà­lia.

    Eles não precisam de nenhum treinamento complicado para aprender as regras básicas da casa, mas são cães um tanto teimosos e muito independentes., o Pastor-da-ásia-central Ele deve ser capaz de trabalhar como uma equipe para proteger ovinos contra predadores, Por conseguinte, Se o animal tem um carácter excessivamente agressivo, outros cães como com pessoas de fora da famà­lia, eles não podem ser membros de um Pack, e não passaria no simples teste para o cumprimento da origem do objeto da raça.

    O Pastor-da-ásia-central pode vir de linhas de criação que imprimem um personagem bem diferente: Trabalhando, combater, e guardião de gado, e agir em conformidade, independentemente do país de origem.

    De acordo com os diferentes clubes caninos, a classificação dentro dos grupos varia., O Russian Kennel Club classifica o Pastor-da-ásia-central como um cachorro que trabalha, Isso reflecte-se nos resultados excepcionais em obediência, proteção e formação relativas ao exército.

    Reprodução moderna dos requisitos principais clubes canino da Rússia, requer registrar cópias de Pastor-da-ásia-central um teste de temperamento obrigatório e um diploma de treinamento credenciado, Além de mostrar a classificação. Nestes ensaios a capacidade do cão fica ajustar e adaptar-se a pastores de guardiões do cão de outros bandos, não ser motivo de conflito entre cães. O FCI classifica Pastor-da-ásia-central no grupo de cães Molossóides.

    Embora seja um bom cão viver, Não podemos esquecer que o Pastor da àsia Central é um cão de proteção de animais, as pessoas e bens, Ele foi criado para resolver problemas simples, é a mentalidade independente, forte, corajoso e responsável.

    É um cão grande mas ágil, por vezes descrita como um gato com pele de cão, por esse motivo e tendo em conta sua forte instinto de proteção e territorialidade, Pode não ser uma raça recomendada para um proprietário de principiante.

    Sensà­vel e Inteligente, o Pastor-da-ásia-central você responderá melhor a alguém que possa inspirar lealdade em você, além de uma liderança forte.

    Formação pesada será contraproducente com esta raça, formação mas respeitosa, reflexiva resultará em um companheiro dedicado e inseparável.

    O Pastor-da-ásia-central ele passou uma quantidade considerável de tempo se movendo em sua terra natal, e esse tipo de exercà­cio lento mas constante é o que ele gosta mais.

    Com um trabalho a ser feito e um pedaço de propriedade para proteger, é o ponto mais alto da felicidade e sempre ficar de olho em tudo o que acontece.

    Saúde do Pastor-da-ásia-central

    a raça ainda é considerada muito saudável e extremamente robusta. Os donos não devem temer as doenças típicas da raça. Contudo, de vez em quando, como em todos os cães grandes, problemas articulares ocorrem, especialmente nos joelhos.

    Nutrição do Pastor-da-ásia-central

    Embora muitas doenças articulares sejam herdadas, os sintomas geralmente podem ser evitados ou pelo menos aliviados com a ajuda de dieta e postura adequadas. Particularmente na fase de crescimento de cães, deve-se tomar cuidado para que os animais não atiram rápido demais. O crescimento muito rápido devido à ingestão excessiva de proteínas nos meses de crescimento é considerado uma das causas mais comuns de doenças articulares posteriores.. Além de um alimento bastante baixo em proteínas, administrado em pequenas quantidades cerca de três a quatro vezes ao dia, cães jovens também devem ser fisicamente preservados durante esta fase. Escadas ou longas caminhadas devem ser evitadas..

    Carne como principal componente dos alimentos

    Quando o Pastor-da-ásia-central está totalmente desenvolvido, o teor de proteína da ração pode ser aumentado novamente. O principal componente da comida de cachorro deve ser – como em todos os cães – carne de alta qualidade. Pode ser cozido ou cru ou, se forem utilizadas misturas alimentares produzidas industrialmente, pode estar na forma seca ou úmida. Independentemente do método de alimentação preferido pelo respectivo proprietário, é importante que o conteúdo e a composição do alimento sejam adaptados à s necessidades do cão. De acordo com a idade, sexo, tamanho, nà­vel de atividade e ambiente de vida, a composição dos nutrientes necessários pode variar consideravelmente. Não existe alimento correto para Pastor-da-ásia-central.

    Quanta comida ele precisa? Pastor-da-ásia-central?

    A questão da quantidade de alimentos para todos os cães desta raça também não pode ser respondida em geral.. Se a composição do alimento estiver correta, o Pastor-da-ásia-central pode lidar com porções surpreendentemente pequenas. Portanto, duas refeições por dia são geralmente suficientes para um cão adulto, que deve ser dado em horários fixos, se possà­vel. Porções muito grandes, muitos “sanduà­ches” entre as refeições e a falta de descanso após a alimentação pode aumentar o risco de torção no està´mago.

    Cuidando de um Pastor-da-ásia-central

    Como cachorro nà´made, o Pastor-da-ásia-central é bastante pouco exigente, isso se aplica não apenas ao tamanho das porções de alimentos, mas também sob seus cuidados. Casaco de comprimento curto a médio mostra-se muito resistente e requer pouca limpeza. Contudo, deve ser escovado regularmente para remover a sujeira e manter uma estrutura saudável. As garras também devem ser aparadas para evitar ferimentos e dentes, ouvidos e olhos devem ser verificados e limpos regularmente.

    Educação do Pastor-da-ásia-central

    A compra de um Pastor-da-ásia-central deve ser bem considerado – embora isso se aplique a todas as raças de cães, é especialmente verdade para esta raça da àsia Central. Não é um cão de famà­lia no sentido clássico, nem é adequado para uma vida urbana. Este cão independente, amante da liberdade, acha difà­cil lidar com as condições de vida dos paà­ses industrializados europeus.

    Para quem esta raça é indicada??

    Nas mãos de criadores e criadores que vivem em lugares remotos e isolados, este cão de guarda da matilha ainda está nas melhores mãos. Também pessoas que moram longe da cidade, possui muito e deseja ter um cão de guarda capaz, podem ser considerados proprietários deste Pastor-da-ásia-central. Contudo, experiência e algum conhecimento em treinamento de cães devem ser pré-requisitos para manter esta raça. O que mais, um proprietário precisa acima de tudo tempo e paciência, porque a socialização e educação deste autoconfiante amigo de quatro patas, que não pensa muito em obediência cega, É trabalho duro. Como os cães da àsia Central tendem a dominar, eles precisam de um treinador que constantemente estabeleça limites e mostre a empatia necessária (para não ser confundido com vontade de comprometer) que vale a pena confiar e seguir o seu humano.

    Pode uma coexistência harmoniosa ter sucesso?

    O Pastor-da-ásia-central certamente não é um cão de famà­lia no sentido clássico, Portanto, sua manutenção como puro cão doméstico e de companhia é absolutamente desaconselhável.. Isso não significa que um Owtscharka não pode viver junto com humanos. Em uma famà­lia que aprecia seu instinto natural de vigilância e proteção e lhe dá sua tarefa original de vigiar a casa, o quintal e o gado, o Pastor-da-ásia-central é bastante adaptável e orientado para o ser humano. Uma socialização básica, Eu quero dizer, contato precoce com outras pessoas e animais, é tão importante para a coexistência harmoniosa quanto oportunidades suficientes para administrar e manter a paternidade consistente.

    Fotos do Pastor-da-ásia-central

    Và­deos do Pastor-da-ásia-central

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo Montanhês.
    • AKC – FSS
    • ANKC – Grupo 6 (cães utilitários)
    • NZKC – Cão utilitário
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão da raça FCI "Pastor-da-ásia-central"

    Origem:
    Rússia

    Data de publicação do padrão original válido:
    13.10.2010

    Uso:

    Cão de guarda e vigilância.



    Aparência geral:

    O cão pastor da àsia Central tem uma constituição harmoniosa e grande estatura, moderadamente longa (nunca com um corpo longo ou curto). Corpo robusto e musculoso, volumoso, mas não com músculos visíveis.

    Dimorfismo sexual claramente definido. Os machos são mais espessos e mais corajosos que as fêmeas, com uma cruz mais pronunciada e uma cabeça maior.. A maturidade total é atingida aos três anos de idade.

    PROPORà‡à•ES IMPORTANTES: O comprimento do corpo excede levemente sua altura na cernelha. Aumento da altura é desejada, mas a estrutura proporcional deve permanecer. O comprimento dos membros anteriores aos cotovelos é 50 – 52% a altura na cernelha.

    O comprimento do focinho é menor que ½ do comprimento da cabeça, mas maior que 1/3.



    Comportamento / temperamento:

    Autoconfiante, em silêncio, equilibrado, orgulhoso e independente. Os cães têm muita coragem e alta capacidade de trabalho, resistência e um instinto natural de territorialidade. Coragem diante de grandes predadores é uma de suas características

    Cabeça:

    Sólido e bem equilibrado com a aparência geral. A forma da cabeça é retangular, vista superior e lateral.

    Região craniana:
    • Crânio: profundidade. A antecara é plana e a área do crânio é plana e longa. Occipício bem definido, mas dificilmente visível devido à musculatura bem desenvolvida. Arco supraorbital moderadamente definido.
    • Nasofrontal depression (Stop): Moderadamente definido.

    Região facial:

    • Trufa: Grande, bem desenvolvido, mas não excedendo o contorno geral do focinho. A cor é preta, mas nos cães brancos e bege a trufa pode ser um pouco mais clara.
    • Focinho: O focinho é rombudo e de comprimento moderado., é retangular visto de cima e os lados afunilam levemente em direção ao nariz. O focinho é volumoso, profundo e bem cheio sob os olhos. Ampla ponte nasal, reto e à s vezes ligeiramente afundado. Queixo bem desenvolvido.
    • Lábios: Grosso. Lábio superior apertado, cobrindo o fundo quando a boca está fechada. Preferida a pigmentação preta completa.
    • mandíbulas / Dentes: As mandíbulas são fortes e largas. Dentes são grandes, branco e próximos um do outro, 42 no total. Incisivos posicionados alinhados. Mordida em tesoura aceita, tesoura e clipe reverso. Caninos bem posicionados. Uma lesão no dente que não afeta o uso da mordida não tem conseqüência.
    • Bochechas: Ossos das bochechas são longos e bem desenvolvidos, sem interferir com a forma retangular reta da cabeça.
    • Olhos: Tamanho médio, forma oval, bem separados, olhando bem à  frente. Posicionamento moderadamente baixo. Cor dos olhos de marrom escuro a castanho. A cor mais escura é preferida. As pálpebras são grossas e de preferência com a pálpebra inferior não muito frouxa. A terceira pálpebra não deve ser visível. A borda das pálpebras é preferida totalmente pigmentada. Qualquer que seja a cor do cabelo, as pálpebras devem ser pretas. Sua expressão é confiante e digna.
    • Orelhas: Tamanho médio, forma triangular, espessura, baixo inserto e pingentes. Seu nà­vel mais baixo ou ligeiramente abaixo dos seus olhos. Orelhas tradicionalmente amputadas, como ilustrado na primeira página, que é praticado no país de origem e em países onde não é proibido por lei.

    Pescoço:

    O pescoço é de comprimento médio, muito forte, oval transversalmente, conjunto bem musculoso e baixo. A barbela é uma característica da raça.

    Corpo:

    • linha superior: Bem proporcionado e bem sustentado. Na postura, você deve manter a linha superior típica.
    • Cruz: bem definido, especialmente em homens, músculo, longo e alto, com uma transição bem definida para as costas.
    • Voltar: Direito, Largura, bom muscular; o comprimento é ½ do comprimento da cernelha até a inserção da cauda.
    • Lombo de porco: Curta, Largura, músculo, levemente arqueado.
    • Alcatra: Moderadamente longo, largo, bem musculado, ligeiramente inclinado para a inserção da cauda. A altura na cernelha excede a altura acima do quadril 1 – 2 cm.
    • No peito: Profundo, longo, Largura, bem desenvolvido, caixa torácica alargada para a posterior. Costela longa falsa. Parte inferior do peito ao nà­vel do cotovelo ou ligeiramente abaixo. O antepeito estende-se ligeiramente à frente da articulação úmero/escápula.
    • Linha inferior e barriga: Abdomen moderadamente retraído.

    Cola:

    Espessa na base e inserção um pouco alta. A cauda natural é portada em forma de foice ou curvada em um anel frouxo começando em seu último terço.. Quando alerta, a cauda sobe ao nà­vel das costas ou ligeiramente mais alta. Tradicionalmente, a amputação da cauda é feita da forma ilustrada, que é praticada no país de origem ou em países onde não é proibida por lei.. A cola natural tem o mesmo valor que a amputada.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Aparência geral: Membros certos de ossos fortes, visto de frente paralelo e não muito perto um do outro. Visto do lado, o antebraço é reto.
    • Ombro: Escápula longa, bem inclinado, formando um ângulo com o antebraço de aproximadamente 100°. bem musculoso.
    • Antebraço: Oblà­quo, longo e forte.
    • Cotovelos: Encaixe apertado sem entrar ou sair. Braço: Direito, osso muito forte, longo, oval transversalmente.
    • Metacarpo: Moderadamente longa, Largura, forte, direitos.
    • Pés anteriores: Grande, arredondado, dedos arqueados, almofadas volumosas e grossas; unhas podem ser de qualquer cor.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Aparência geral: Visto por trás, reto e paralelo, colocados um pouco mais separados do que os anteriores.
    • Coxa: Largura, moderadamente longo e com musculatura forte.
    • Joelho: Sem virar nem para dentro nem para fora. Sua angulação é moderada.
    • Perna: Sempre o mesmo comprimento da coxa.
    • A articulação do jarrete: Moderadamente angulado.
    • Metatarsos: Muito forte e de comprimento moderado, perpendicular. Sem esporas.
    • Pés de volta: Grande, rodada, dedos arqueados, almofadas volumosas e grossas; unhas podem ser de qualquer cor.

    Movimento:

    Bem equilibrado e elástico. Corrida com alcance livre dos membros anteriores e forte empurrão por trás. A linha superior permanece firme durante o movimento. Todas as articulações se inclinam sem esforço. As angulações do posterior são mais definidas durante o movimento do que durante a parada..

    Manto

    PELE: Bruto, solto o suficiente para evitar lesões durante o combate contra predadores.

    • Pelo: Abundante, suave, grossa com cabelos internos bem desenvolvidos. O cabelo na cabeça e na frente dos membros é curto e grosso.. O cabelo na cruz à s vezes é mais longo. Os pêlos externos podem ser curtos ou ligeiramente mais longos. Dependendo do comprimento do cabelo externo, pode haver cabelos mais curtos (3 – 5 cm), cobrindo todo o corpo ou cabelos mais longos (7-10 cm) formando uma juba no pescoço, penas atrás das orelhas e na parte de trás dos membros e na cauda.
    • Cor: Todos, exceto azul genético ou marrom genético em qualquer combinação e capa preta em chamas.


    Tamanho e peso:

    Altura à  Cruz:

    • Machos: Mínimo 70 cm.
    • fêmeas: Mínimo 65 cm.

    O maior tamanho é desejado, mas a estrutura proporcional permanece.

    Peso:

    • Machos: Mínimo 50 Kg.
    • fêmeas: Mínimo 40 Kg


    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Pequeno desvio da tipicidade da raça.
    • Mulheres com tendências masculinas.
    • Crânio arredondado, focinho estreito, maxilar inferior estreito, nariz pequeno.
    • Colocação ocular oblà­qua ou olhos próximos, pálpebras frouxas.
    • Inserção alta das orelhas.
    • Lábios finos ou pendurados.
    • Altura acima da garupa. Garupa ligeiramente curta.
    • Testa estreita.
    • Angulações exageradas da região posterior.
    • Pé aberto e dedos longos.
    • Movimento Hackney, movimento ligeiramente desequilibrado.
    • Cabelo muito curto.

    FALTAS GRAVES:

    • Muito nervoso.
    • Desvios significativos do tipo e estrutura necessários.
    • Aparência de membros longos, Ossos leves, músculos moles.
    • Olhos muito claros ou olhos salientes.
    • linha superior desceu.
    • Garupa muito superior à  cruz.
    • Garupa estreita, curto e à­ngreme.
    • Cauda naturalmente curta, cauda quebrada.
    • Metacarpo muito alto, baixa.
    • Posteriores colocados muito afastados sob o corpo.
    • Altura à  Cruz 2 cm a menos que o mínimo exigido na norma.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..
    • Tímido o sobreexcitado.
    • Tipo feminino masculino.
    • Mordida prognática o claramente enognática.
    • Olhos de cores diferentes, olhos azuis ou verdes, Bizco.
    • Articulações frouxas.
    • Pêlos de qualquer combinação de marrom genético ou azul genético.
    • Cor de fogo com uma capa preta.
    • Manto ensortijado o suave.
    • Movimento desequilibrado.


    N.B.:

    Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

    Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

    1. Alabai, Central Asian Ovtcharka, CAO Aziat (inglês).
    2. Chien de berger d’Asie centrale (Francês).
    3. Zentralasiatischer Owtscharka (alemão).
    4. Türkmen Alabaý, mastim-da-ásia-central (português).
    5. Perro Pastor de Asia Central (espanhol).