Sabujo norueguês (Dunker)
Noruega FCI 203 - Sabujos de Médio Porte

Sabujo norueguês

O Sabujo norueguês (Dunker) é encontrado apenas em seu país de origem e é virtualmente desconhecido fora de suas fronteiras.

Conteúdo

História

O Sabujo norueguês foi originalmente chamado Dunker, em homenagem ao capitão e criador norueguês Wilhelm Conrad Dunker (1806-1860), que estabeleceu o primeiro padrão de raça em 1850. Durante a primeira metade do século 19, havia uma grande população de sabujos na Noruega, incluindo vários tipos usados ​​para caça de lebre. Wilhelm Dunker seleccionó a los que tenían el sentido del olfato más agudo y los cruzó con un Sabueso Arlequín Ruso para produzir um cão versátil, capaz de caçar coelhos e lebres pelo olfato ao invés da visão, e durável o suficiente para suportar as condições climáticas adversas da Noruega.

Em 1902 foi fundada a Norsk Harehundklub, um clube dedicado a cães. Nesse mesmo ano, os cães foram divididos em dois grupos principais, conhecido hoje como Dunker y Hygenhounds. El primero era el más numeroso e incluía perros locales de todo el país, proporcionando una amplia y variada base de cría.

Aunque Noruega se vio menos afectada por la Segunda Guerra Mundial que otros países europeos, a demanda por esses cães caiu drasticamente, o que tornava difà­cil para os criadores continuarem seu trabalho adequadamente. Como resultado, el número de especímenes disminuyó significativamente.

Depois que o conflito acabar, o Dunker recuperou alguma popularidade e foi oficialmente reconhecido pelo Fédération Cynologique Internationale (FCI) em 1956.

Contudo, este salto durou pouco tempo: perdeu terreno novamente a partir da década de 1970, debido a la competencia de las razas extranjeras de perros de caza importadas al país.

As coisas não melhoraram muito no 80, ao ponto que os problemas de endogamia começaram a aparecer. Na verdade, o declà­nio em sua população levou muitos criadores a recorrerem à  endogamia para continuar reproduzindo. Isso levou a um alto à­ndice de surdez congênita.. Por esta razão, em 1987, el comité de cría del Sabujo norueguês perguntou a Norsk Kennel Klubb (NKK), a organização canina de referência na Noruega, permissão para cruzar o Dunker com outras raças, mas eles negaram. Contudo, como as coisas não melhoraram muito, o NKK finalmente deu sua aprovação para algumas cruzes dois anos depois. Isso resultou em uma composição genética mais variada e saudável, manteniendo al mismo tiempo los rasgos característicos de la raza.

O United Kennel Club (UKC) reconheceu em 1996. Contudo, a outra organização de referência americana, o American Kennel Club (AKC), no ha hecho lo mismo hasta el día de hoy – nem o vizinho Canadian Kennel Club (CKC) ou o prestigioso British Kennel Club (KC). Na verdade, a nà­vel mundial, o reconhecimento da raça ainda é parcial.

É o mesmo para transmissão. Incluso en los demás países escandinavos, está quase ausente, com exceção da Suécia, onde o Svenska Kennelklubben registra cada año un número de nacimientos que puede contarse con los dedos de una mano, en comparación con unos veinte a principios de los años noventa. Em França, no se hizo ni una sola inscripción en el Libro de los Orígenes Franceses (LOF) durante las dos primeras décadas del siglo XXI.

En Noruega, el número de Dunkers registrados cada año en el NKK ha rondado los 150 desde mediados de la década de 2000. Contudo, esto marca una reducción a la mitad del número comparado con el cambio de los años 90. Este número limitado se explica en parte por el problema de sordera presente en esta raza: casi el 75% de su población sufre de sordera.

foto: Um sabujo norueguês por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Características físicas “Sabujo norueguês (Dunker)”

O Sabujo norueguês É um cão de tamanho médio que se distingue por seu corpo longo e bem proporcionado, seu andar enérgico e claro e seu peso leve. Eles têm ossos sólidos, dando uma impressão de força e resistência. As costas são retas, firme e longo o suficiente para dar comprimento à  caixa torácica. Permite pernas dianteiras fortes e secas. A cauda é larga e grossa na base e afunila na ponta. Desce até o jarrete ou ligeiramente se projeta a partir do jarrete.

Dunker
Dunker

Bastante larga, sua cabeça é caracterizada por um crânio levemente abobadado e um stop marcado. Localizado a meia altura, as orelhas são achatadas, sem pregas, pendurado e macio ao toque. Meia largura, afunilar em direção à  sua ponta, que é arredondado. Sua boca possui dentes em forma de tesoura dominados por um focinho quadrado e bem desenvolvido., nariz preto e narinas largas.

Os olhos dele são redondos, grande e muito penetrante. Embora sejam geralmente de cor escura, também existem indivà­duos com um ou dois olhos azuis, una característica que se asocia con un mayor riesgo de sordera. Olhos de peixinho são permitidos em indivà­duos azuis (abigarrados). Independentemente da cor dos olhos, os olhos expressam calma e seriedade.

A pele de Dunker consiste em cabelo curto, disco rà­gido, apertado e denso. Sua coloração é um sinal distintivo da raça: são pretos com fulvo claro e manchas brancas, ou azul merle (¿bigarros?) e manchado com fulvo claro e manchas brancas. Casacos pretos com manchas castanho-amareladas são menos desejáveis, e aqueles em que o branco predomina (a ponto de representar pelo menos o 50% Da superfà­cie) são considerados indesejáveis ​​pela norma.

Por último, dimorfismo sexual não é muito acentuado nesta raça: machos e fêmeas são bastante semelhantes em tamanho e peso.

La esperanza de vida: 12 anos de idade.

Tamanho de Sabujo norueguês

    – Peso fêmea: A partir de 24 - 25 kg
    – Peso do macho: A partir de 24 - 25 kg
    – Tamanho fêmea: A partir de 47 - 53 cm
    – Tamanho macho: A partir de 50 - 55 cm

Caráter e habilidades “Sabujo norueguês (Dunker)”

O Sabujo norueguês é um caçador rápido e tenaz com uma capacidade olfativa acima da média. Eles se destacam principalmente na caça de lebre e coelho.

Sendo também gentil, amando, alegre e amigável, tienen todas las cualidades requeridas para ser un excelente perro de compañía. Equilibrados, pacientes, tolerante e desprovido de agressividade, eles são bons companheiros de brincadeira para crianças. Contudo, é importante notar que um cão nunca deve ser deixado sozinho com uma criança pequena sem a supervisão de um adulto, e isso se aplica a todas as corridas.

Sua total falta de agressividade e sua atração por humanos, mesmo para aqueles que você não conhece, torna totalmente impossà­vel usar como um cão de guarda. Em vigor, não reservado de forma alguma, tímido, medroso ou agressivo com estranhos, em vez disso, eles tendem a recebê-los positivamente e confiar neles. Eles são mais propensos a saudar uma pessoa mal-intencionada com curiosidade e lambê-la, em vez de latir para avisar seu mestre ou fazê-los entender que é melhor seguir seu caminho.

Sua sociabilidade se estende a outros cães também. Portanto, é bem possà­vel dividir uma casa com um cão companheiro sem temer que as situações de conflito se multipliquem, e é geralmente amigável com aqueles que encontra em suas caminhadas.

Com gatos e outros animais, as coisas são um pouco mais complicadas. Seu instinto de caça naturalmente o leva a perseguir qualquer pequeno animal peludo que não faça parte da espécie canina.. Mesmo que ele tenha crescido com ele e deva considerar seu pequeno companheiro como um membro da famà­lia e não como uma presa em potencial, risco nunca pode ser descartado, então é melhor evitar tal coabitação. Quanto à queles que podem ser encontrados em seus passeios, você provavelmente quer persegui-los. Portanto, é preferà­vel mantê-lo na coleira durante as excursões, para evitar qualquer acidente.

Dunker
Dunker

Em qualquer caso, el miedo a que persiga a otros animales no significa que no debas sacarlo lo suficiente cada día, sabiendo que necesita mucha actividad para gastar su gran energía. Precisa de pelo menos 45 minutos de ejercicio al día, mas sua resistência o deixa feliz para ir mais longe se tiver a chance. O que mais, es preferible variar los placeres para permitirle gastar plenamente su energía: longas caminhadas, correr pelo parque, esportes com cachorros, etc. Esportes que requerem corrida (como canicross) e aqueles que apelam aos seus sentidos (como rastreamento) eles são os mais recomendados. Na verdade, este perro es muy feliz cuando tiene que movilizar sus capacidades físicas y mentales. Em qualquer caso, além de permitir que você se exercite, todas essas atividades fortalecem o relacionamento com seu mestre, o que é especialmente importante se você for deficiente auditivo.

Do exposto, segue-se que o Dunker não é adequado para uma pessoa idosa ou muito sedentária, que no podría darle todo el ejercicio que necesita. O ideal para ele é um mestre do esporte, e disposto a levar seu parceiro em suas várias atividades. Aposentados podem ser adequados para ele, se eles são ativos o suficiente.

Em qualquer caso, a vida na cidade não é ideal para ele, que precisa de grandes espaços para se desenvolver plenamente. Una casa con un jardín en el campo es un ambiente mucho más apropiado para vivir. Contudo, es importante asegurarse de que el jardín esté bien cercado y que el entorno sea seguro, como seus instintos e instintos de caça logo o levam a seguir pistas e fugir.

Assim que sua necessidade de exercà­cio for satisfeita, o Sabujo norueguês tem um caráter fácil e dócil; está longe de ser tão teimoso quanto muitas raças de cães de caça. Contudo, seu olfato pode dificultar o treinamento, como ele é facilmente distraà­do por um cheiro e não responde aos comandos de seu mestre.

Sua propensão a latir também pode ser bastante irritante. Es particularmente propenso a hacerlo si su amo está lejos por mucho tiempo sin haberle dado ningún ejercicio de antemano y sin tener los medios para hacerlo por sí mismo. Na verdade, a inatividade pode ser um fardo e causar esses problemas de comportamento, así como destrucción, por exemplo. Contudo, contanto que você tenha algo para cuidar na ausência de sua famà­lia, não o tipo de cachorro que sofre muito de ansiedade de separação.

Educação “Sabujo norueguês (Dunker)”

Como todos os outros cães, o Sabujo norueguês deve ser socializado desde tenra idade. Em outras palavras, para que ele se torne um adulto equilibrado e não tenha problemas para encontrar seu lugar, ele deve ter o máximo de oportunidades sem demora para conhecer todos os tipos de humanos (veterinário, vizinhos, entregador, etc.), Outros animais, mas também para enfrentar vários ruà­dos, cheiros e situações. Esto es aún más importante ya que se distrae fácilmente con su sentido del olfato.

As regras estabelecidas em sua educação também devem ser ensinadas a você desde cedo, quando sua capacidade de aprendizado e docilidade estão no seu melhor. Como con cualquier raza, los malos hábitos se adquieren rápidamente cuando todavía es un cachorro y se convierten en verdaderos problemas cuando crece.

Em qualquer caso, o Dunker é uma raça de cão fácil de treinar e que escuta o seu dono, contanto que ele use um método de treinamento amigável para cães. Os tratamentos geralmente provam ser muito eficazes em reforçar positivamente as boas ações e facilitar o aprendizado. Contudo, à s vezes é necessário mostrar firmeza e afirmar sua própria autoridade para evitar que este cão obstinado faça o que lhe agrada. También puede ser difícil conseguir su atención, dada a tendência de se distrair com o olfato.

Uma vez que tem uma forte inclinação para seguir seu nariz e perseguir pequenos animais que passam, Ensinar seu cão a ligar é especialmente importante para evitar o risco de um puxão frenético na coleira ou de fugir se ele se mover livremente.

También puede ser útil tratar de enseñarle a canalizar su propensión a ladrar. Contudo, como está profundamente enraizado nele, não se deve esperar que seja o mais calmo dos cães. Se for impossà­vel fazê-lo entender que algumas coisas não obrigam necessariamente a latir, pelo menos ele pode ser ensinado a parar no comando.

Por último, se o cachorro é surdo de nascença, como é o caso de uma fração significativa dos representantes da raça, o mestre deve obviamente se adaptar a esta restrição: el entrenamiento de un perro sordo no se hace de la misma manera que el entrenamiento de otro perro que es capaz de oír la voz de su amo. La confianza es entonces aún más crucial en la relación entre el animal y su amo, para que pueda aprender y vivir en buenas condiciones a pesar de su minusvalía. É claro, a comunicação é então feita por meio de comunicação não verbal, y depende del maestro adoptar un lenguaje corporal explícito, basado en gestos y mímicas precisas, específicas para cada indicación que desee dar.

Saúde “Sabujo norueguês (Dunker)”

O Sabujo norueguês é muito resistente, geralmente têm excelente saúde e muito boa longevidade.

Acostumado a viver em clima rigoroso na Noruega, pueden tolerar el frío y la humedad sin dificultad. Sua pelagem é naturalmente à  prova d'água e oferece boa proteção contra os elementos. Por outro lado, mostra alguma intolerância a altas temperaturas, mesmo que seja capaz de se adaptar a um clima mediterrâneo. Você simplesmente precisa iluminar suas atividades durante ondas de calor, ou pelo menos privilegiar aqueles que são realizados dentro, para asegurarse de que siempre tiene acceso a un lugar a la sombra o incluso al aire acondicionado y evitarle cualquier ejercicio físico demasiado intenso en las horas más calurosas.

Sua pequena população e difusão limitada previnem uma deterioração muito importante da saúde, mas foi demonstrado que ele está predisposto a certos problemas:

  • surdez, o que é uma doença hereditária. Según la Fundación Ortopédica para los Animales (OFA), casi el 75% de la población de la raza es hoy en día sorda en al menos uno, si no ambos oídos;
  • displasia do quadril, uma malformação articular que pode ser caracterizada por uma predisposição hereditária. Puede causar dolor en las articulaciones así como dificultades para moverse;
  • displasia do cotovelo, que também pode ser favorecido por uma predisposição hereditária. É doloroso e leva à  dificuldade de movimentação e ao desenvolvimento de osteoartrite;
  • atrofia progressiva da retina, uma doença ocular hereditária e incurável. Causa perda de visão noturna primeiro, então perda de visão diurna, a ponto de o cachorro ficar totalmente cego;
  • Sarna demodecica, uma doença parasitária contagiosa que causa coceira e verdadeiro desconforto ao cão, perdendo gradualmente o apetite e o sono;
  • infecções de ouvido (otite, etc.), devido à  sua forma suspensa.
  • O que mais, indivà­duos usados ​​para caça estão expostos a vários riscos associados a esta atividade: feridas, parasitas, espinhos, etc.

    O que mais, o Dunker tem um forte apetite. Como geralmente está ativo, isso geralmente não é um problema. Contudo, Se não é, logo fica acima do peso.

    Dadas as condições hereditárias à s quais a raça está predisposta, o trabalho do criador desempenha um papel decisivo na adoção de um Sabujo norueguês que ele está em perfeita saúde e que provavelmente permanecerá assim. Além dos resultados dos testes genéticos realizados nos pais e no filhote para reduzir o risco dessas doenças, todo criador sério e responsável deve ser capaz de apresentar um atestado de boa saúde estabelecido por um veterinário, así como documentos relativos a las vacunas administradas.

    O que mais, cuando el perro es pequeño y aún está creciendo, seus ossos e articulações são particularmente frágeis: Por conseguinte, debe evitarse cualquier ejercicio físico demasiado intenso o prolongado, ya que podría pagarlo un día u otro, com sequelas potencialmente permanentes (malformações, etc.).

    Por último, é necessário consultar um veterinário pelo menos uma vez por ano para garantir que o cão está bem de saúde ou, Por outro lado, para poder detectar lo antes posible cualquier problema cuyos síntomas no sean todavía visibles. Este exame de saúde também é uma oportunidade para realizar seus lembretes de imunização, que são outra alavanca essencial para manter o cão em boa saúde. Aún en el registro de prevención, é responsabilidade do proprietário renovar os tratamentos antiparasitários sempre que necessário ao longo do ano, então seu parceiro nunca está desprotegido.

    Cuidados y mantenimiento “Sabujo norueguês”

    Uma raça difà­cil, o Sabujo norueguês não requer muita manutenção.

    Contudo, eles perdem muito cabelo, así que cepillarse el pelo dos veces por semana no es demasiado para ayudar a eliminar los pelos muertos y mantenerlo en buen estado. Durante sus períodos de muda en primavera y otoño, quando deveria ser feito com mais frequência (mesmo diariamente) para evitar o crescimento de cabelo em toda a casa.

    Já que seu cabelo não está muito sujo e, portanto, não tem um odor forte, dar banho nele duas ou três vezes por ano é geralmente suficiente. Em qualquer caso, um banho muito frequente fará com que a sebo naturalmente presente na pele desapareça, que la aísla y la protege de los elementos. Dito isto, não hesite em dar-lhe banho se ele ficar muito sujo, por exemplo, durante uma viagem de caça particularmente lamacenta. Em qualquer caso, sólo se puede utilizar un champú especialmente diseñado para perros, correndo o risco de danificar sua pele.

    Dunker
    Dunker

    O ouvidos, por outro lado, requer atenção especial, uma vez que sua forma suspensa implica um aumento do risco de infecções (infecções de ouvido, etc.). Deben ser limpiados cada semana con un paño húmedo o un producto de limpieza especialmente diseñado para este fin. También deben secarse después de cada baño o de un largo período de tiempo en un lugar húmedo.

    Seus olhos también deben ser examinados semanalmente y limpiados si es necesario con un paño húmedo.

    Também é necessário escovar o dentes de su perro cada semana o incluso cada día para evitar la formación de placa dental y sus posibles consecuencias (mal hálito, doenças, etc.). Um creme dental especialmente desenvolvido para cães deve sempre ser usado.

    O que mais, é importante verificar regularmente as garras do seu cão para se certificar de que não estão ficando muito compridas e para apará-las se for o caso. Esto no sólo podría dificultar su andar, sino que también podría romperse y potencialmente lesionarse al mismo tiempo. Dito isto, enquanto você está ativo e passando muitas horas ao ar livre, o desgaste natural geralmente é suficiente para arquivá-los.

    Para saber como proceder durante as sessões de manutenção, es útil beneficiarse de la experiencia de un veterinario o un peluquero la primera vez. Na verdade, se os vários procedimentos para escovar o casaco, as orelhas, os olhos, os dentes ou garras do seu animal de estimação não são feitos corretamente, não apenas resultados satisfatórios não serão obtidos, mas o dono pode até machucar ou machucar seu animal de estimação. O que mais, o dono deve se acostumar com seu animal de estimação logo, de forma que ao longo de sua vida ele aceita ser manipulado sem ser rebelde.

    O que mais, quando seu animal de estimação retorna de um longo tempo na selva, é uma boa ideia reservar sistematicamente um pouco de tempo para inspecioná-lo cuidadosamente: parasitas, espinhos ou sujeira podem ter entrado em seu pelo, e também pode ter sido ferido.

    ¿Que precio tiene un “Sabujo norueguês”

    En Noruega, um cãozinho Dunker Custa cerca de 7000 Coroas norueguesas (Uns poucos 650 EUR). El precio de venta varía de un individuo a otro dependiendo del prestigio de la cría, el linaje del perro y sus características intrínsecas.

    Uma vez que a raça não tem uma ampla distribuição internacional, es casi imposible encontrar un criador de la misma fuera de su país de origen.

    Portanto, se você está na França, Bélgica, Suíça, Canadá ou outro lugar, quem quer adotar um Sabujo norueguês você deve optar pela solução de importação. Neste caso, Deve-se notar que os custos de transporte e administrativos são adicionados ao preço de compra e, É claro, você deve respeitar os regulamentos para importar um cão do exterior.

    Classificações do "Sabujo norueguês (Dunker)"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Sabujo norueguês (Dunker)" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Và­deos do "Sabujo norueguês (Dunker)"

    Sabueso Noruego (Dunker) – Raza de Perro
    Dunker ?? Everything Dog Breeds ??

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Sabujos de Médio Porte.
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI "Sabujo norueguês (Dunker)"

    Origem:
    Noruega

    Data de publicação do padrão original válido:
    12.03.1999

    Uso:

    Sabujos



    Aparência geral:

    Médias; obviamente retangular, estrutura forte, sem dar a impressão de ser pesado. Deve mostrar a capacidade de ser tenaz e resiliente.

    PROPORà‡à•ES IMPORTANTES :
    A profundidade do peito deve ser de aproximadamente metade do comprimento da altura na cernelha.



    Comportamento / temperamento:

    El Sabueso Noruego es considerado como el perro de rastro resistente y robusto de los viejos tiempos, un perro con un excelente temperamento. La raza se caracteriza por nervios de acero y por ser especialmente sociable y confiada. Se sabe que han tenido buenos resultados en las pruebas de caza. Deste modo, se pueden caracterizar como una excelente combinación de un perro de caza y de compañía. Debido a su buen temperamento y carácter abierto, la raza también es fácil de entrenar.

    Cabeça:

    Você não deve levar isso alto. Limpar limpo, carregado com dignidade, con buena longitud y líneas paralelas, não cuneiforme.

    Região craniana:
    • Crânio : Ligeiramente volumoso, protuberância occipital proeminente. Se o focinho for longo e bem desenvolvido, o crânio pode ser mais largo, especialmente em machos, contanto que você não perca seus planos paralelos.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Marcado, mas não profundo ou abrupto.

    Região facial:

    • Trufa : Preto, Janelas bem abertas.
    • Focinho : Mais longo do que curto, corte quadrado. Focinho reto e uniformemente largo.
    • mandíbulas / Dentes : Mordedura em tesoura. Prótese total.
    • Bochechas : Limpar limpo, sem maçãs do rosto proeminentes.

    Olhos : cor escura, rodada, bastante grande, mas não excelente. Olhos expressivos, inteligência brilhante, calma e gravidade. Pálpebras bem coladas. Se permiten ojos gazeos en perros « Blue merle ».

    Orelhas : Implantação média, mais baixo do que alto. suave, largura moderada, afinando em direção à  ponta arredondada. Plano, sem pregas. Pendurado perto do rosto. Tempo suficiente para atingir o meio do focinho quando puxado para frente.

    Pescoço:

    Relativamente longa, sem queixo duplo visà­vel.

    Corpo:

    • linha superior : Nà­vel.
    • Voltar : Reto, firme e não muito longo.
    • Lombo : Largo e bem musculoso, no convexo.
    • Alcatra : Con una ligera caída, bem musculado, Não tão curto.
    • No peito : Grande capacidade, com costelas bem arqueadas; las últimas costillas deben estar particularmente bien desarrolladas, fazendo o peito parecer longo.
    • Línea inferior y abdomen : Ligeiramente incluà­do.

    Cola:

    Implantación al nivel de la línea superior. Gruesa en su raíz, afinando em direção à  ponta. Deve ser reto e portado com uma ligeira curva para cima; alcançando ou ligeiramente abaixo do jarrete.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES :

    • Como um todo. : Strong, magro e tendinoso.
    • Ombro : Muscular, escápula larga e inclinada, bem preso ao tronco; pontas das omoplatas juntas no topo. Ombros bem angulados e articulações do cotovelo.
    • Braço : Reto.
    • Metacarpo : Ligeiramente inclinado.
    • Pés dianteiros : Dedos cerrados y arqueados con mucho pelaje entre sí. Almofadas de ouvido resistentes. Pés devem apontar para frente.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Como um todo. : Bien angulados, paralelo na posição de parada. Sin estar demasiado angulados ni con corvejón de « vaca ».
    • Coxa : Grande.
    • Joelho : Perna bem angulada : ampla.
    • Jarretes : Posição estreita e baixa, largo se visto de lado.
    • Pés traseiros : Como os pés da frente.

    Movimento:

    Livre, com bom alcance. As extremidades, visto por trás, eles são paralelos; sem jarretes de vaca e sem ser muito angulado.

    Manto

    CABELO : Reto, disco rà­gido, denso e não muito curto. A parte de trás das coxas e a cauda podem ter mais pelos, contanto que o resto do corpo tenha um bom casaco.

    COR : Negro o « Blue merle » con marcas pálidas leonadas o blanquecinas. Castanho intenso ou cor predominantemente preta, Alcançar do focinho abaixo dos jarretes com uma chamada máscara é menos desejável. Quando branco, aumentando muito, atinge abaixo dos ombros para a barriga ou para os pés (meias), essas são marcas corretas e compatà­veis.



    Tamanho e peso:

    Altura à  Cruz:

    • Machos: 50-58 cm, ideal 52-54cm
    • fêmeas: 47-54cm, ideal 49-51 cm.


    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Cuando en perros negros o leonados claros el blanco alcanza hasta la mitad de la espalda, ou se os cães azul-merle apresentam manchas brancas, a avaliação desses cães deve ser diminuà­da em proporção ao grau de extensão do alvo.

    FALTAS DE ELIMINAÇÃO :

    • Agresividad.
    • Color predominantemente blanco (50% ou mais).

    Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..



    N.B.:

    Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

      1. Dunker (inglês).
      2. Dunker (Francês).
      3. Dunkerbracke, Dunkerlaufhund (alemão).
      4. Dunker (português).
      5. Cazador noruego, Dunker, Sabueso de Dunker (espanhol).

    Dogue canário
    España FCI 346 - Molossóides . Dogue

    Dogue canário

    A agressividade de Dogue canário não deve ser estimulado demais. É um ótimo guardião e defensor sem a necessidade de treinamento.

    Conteúdo

    História

    O Dogue canário É um moloso clássico. Es la descendencia de un antiguo y en esta forma antigua sólo se encuentra raramente en Europa Central hoy en día. Tem muitos nomes: Presa Canario, Perro de Presa, Perro de Toro, Alano o Presa Canario. Cães do tipo atual Dogue canário existían todavía hace 200 anos em todo lugar. Eles eram os velhos saupackers, mordedores de urso, cães de guarda, cães açougueiros, os ancestrais do atual grandes dinamarqueses, bulldogs, boxers e mastines. Eles são cães extremamente fortes e volumosos, que aún hoy se resumen como molosos. Ya fueron criados en la antigüedad y siempre han sido muy apreciados. Eles foram usados ​​em grandes fazendas, com rebanhos animais ou, por exemplo, em navios mercantes, como cães de guarda e proteção, sirvieron como perros de pastoreo y como perros de caza para jabalíes u osos. Serviram governantes como Hamurabi como cães de guerra, eles os tinham esculpido em pedra em pleno reconhecimento 3700 anos.

    Devido à  sua força, coragem e determinação, têm sido usados ​​como cães de combate nas arenas de brigas de animais desde os tempos romanos. Os molossianos têm uma cabeça de comando com um focinho bastante curto e lábios longos.. As orelhas são geralmente usadas penduradas. Según las tradiciones de la antigüedad en palabras e imágenes, las principales características del moloso han permanecido esencialmente iguales durante miles de años, pero en los últimos siglos y especialmente debido a la moderna cría de perros, o tipo clássico de molosser foi perdido até certo ponto. Em casos extremos, formas estranhas foram criadas com muitas dobras ou focinhos extremamente curtos, como bulldogs ou gigantes como ele Dogue alemão ou o Mastim. O cão ainda é criado em sua terra natal apenas por seu desempenho no trabalho.

    Portanto, as chances são de que o Dogue canário todavía personifique el tipo Molosoide como era común en los viejos tiempos. É claramente reconhecido como trote, pero no sufre de exageraciones cultivadas de ninguna característica o rasgo corporal. Sólo se puede esperar que siga siendo así. Infelizmente, criadores estão muito em desacordo com Dogue canário. Eles nem conseguiram concordar com um nome e um cartório. A partir de 1991 foi oficialmente considerado como “O cão Canary Presa” entre los símbolos naturales de las Islas Canarias. Enquanto isso em 2001 o Ministério da Agricultura espanhol reconheceu esses cães como uma raça nacional também sob o nome de Dogue canário, os mesmos cães foram então provisoriamente reconhecidos como Canário Dogo pela federação mundial FCI em 2001 e finalmente em 2011. Outros nomes são Perro de Presa y Alano. Alano É uma palavra antiga que significa great dane.

    Características físicas

    O Dogo Canario, Perro de Presa, Perro de Toro, Alano o Presa Canario – todas as designações para o mesmo amigo de quatro patas – ele é um cão elegante que irradia poder atlético. Ele é atlético, muscular, alargado pero sin embargo típico moloso.

    A relação crânio-focinho é de aproximadamente 6:4. O lábio superior repousa um pouco flácido no inferior. Os olhos, médias, eles são ovais e avelã, as orelhas, alta, eles são separados um do outro e têm a forma de um botão; únicamente se las amputa para recordar su función original de perro de combate. O pescoço., longo e musculoso, mostra uma ligeira barbela. A cauda é implantada alta: espessura na base, está sintonizado ao extremo. El vientre está retraído, pero las últimas costillas destacan sólo ligeramente, dando uma forma de harpa harmoniosa. Membros são resistentes, musculoso e perfeitamente prumo; angulação dos membros posteriores não é muito acentuada.

    A diferença entre os bulldogs masculinos e femininos desejados pelo padrão FCI é, portanto, extraordinariamente grande. De qualquer forma, desejos deste padrão de aparência externa não devem ser levados tão a sério.

    Porque felizmente essa raça de cachorro originalmente preservada, robusto e saudável estabeleceu seu padrão “por sí misma”, mais exatamente pelo desempenho no trabalho, e manteve na prática da vida até hoje. A gente, que ahora quiere ponerlo en un estándar de la cría moderna de perros con pedigrí, nem concordo com o princà­pio, como podemos ver em sua história da raça. La cría moderna de perros con pedigrí no le ha hecho bien a ninguna raza de perro, tanto em termos de saúde e caráter. Nos velhos tempos, o Bulldog equipado com prazer para os ouvidos, de modo que éstas sobresalían hacia arriba. Isso agora é proibido. Hoy en día muestran grandes orejas colgantes hacia abajo.

    • Pelo: curto, sem subpêlo, bem difà­cil.
    • Cor: leonado ou atigrado. Os espécimes malhados têm uma ampla gama de cores, desde los muy oscuros hasta un gris claro de tono bastante frío.
    • Tamanho: machos, de 61 - 66 cm; fêmeas, de 57 - 62 cm.

    Personagem

    O Dogue canário é um cão tranquilo, equilibrado y seguro de sí mismo. Ele é um atleta poderoso e defensivo que pode mostrar seu desempenho a qualquer momento. Como todos os molossos, ele é extremamente gentil, tiene nervios fuertes y un alto umbral de estímulo. Contudo, está más ansioso por moverse y no tan letárgico como la mayoría de los molosos criados hoy en día sólo como compañeros. Um Dogue canário Bem socializado é amigável com pessoas que conhecem e gostam de crianças. É muito sociável. Para estranhos é a princà­pio um pouco distante, sem medo. Ele é um guardião incorruptà­vel, intrépido y protector de su familia sin ser agresivo por sí mismo. O padrão FCI descreve o caráter desejado pela raça:

    Aparência calma; olhar alerta. É especialmente adequado como cão de guarda… Su temperamento es equilibrado y tiene mucha confianza en sí mismo. Latidos profundos. Ele é dócil e gentil com seus familiares e tem fortes laços com seu mestre, mas você pode suspeitar de estranhos. Un comportamiento seguro de sí mismo, elegante e um pouco distante. Quando você está alerta, sua atitude é confiante e alerta.

    Deve-se acrescentar que o Dogue canário rara vez ladra. Mas se ele late uma vez, é bem legal.

    Ginástica

    O Dogue canário é pouco exigente em termos de condições externas. É claro: un pequeño apartamento en la gran ciudad no sería óptimo para su actitud. Mas, além disso, é fácil manter. É também um cão de trabalho, um guarda, um motorista, un perro de caza para la caza de jabalíes. O Dogue canário é adequado como cão de famà­lia apenas com a condição de que seja bem socializado, bien educado y físicamente en forma. Você também deve levar em consideração um fato: É considerado um “cachorro perigoso” en muchos países.

    Dogue canário Educação

    O Dogue canário pode ser treinado bem, pero aún no es un perro para principiantes. Ele é inteligente, muito sociável e ansioso para trabalhar. Mas, ao mesmo tempo, ele é muito poderoso e assertivo. Em caso de dúvida, sempre a extremidade mais forte da tira. Portanto, su amo o cuidador no debe dejar dudas sobre su papel de líder y esto sobre la base de la autoridad natural. Entonces este perro dejará gustosamente el papel principal a sus bípedos sin reservas. Mas deve ser preenchido. O Dogue canário é até adequado para tarefas exigentes, como treinamento como cão de assistência ou proteção. El requisito básico es que provenga de un criador serio y que ya haya sido socializado allí.

    Dogue canário saúde e cuidados

    O Dogue canário não tem exigências especiais em seu atendimento.

    Enfermedades típicas

    No se conocen las enfermedades específicas de la raza. Debido a su todavía corta carrera como perro de pedigrí oficial, pode-se supor que a população do Dogo Canario, Presa Dog ou Presa Canario – Seja como for que essa raça antiga de cachorro seja chamada – goza de saúde robusta.

    Nutrição / Alimentação

    O Dogue canário não tem exigências especiais em sua dieta.

    expectativa de vida Dogue canário

    No hay cifras fiables sobre la esperanza de vida. Criado en serio, o Dogue canário debería poder vivir de 10 - 12 anos.

    Compre um Dogue canário

    Antes de hacer una compra, hay que ser consciente de que la actitud restrictiva del Estado puede causar muchos problemas en la vida cotidiana y cargas financieras adicionales. O Dogue canário es un perro grande y poderoso que pertenece a las manos de un maestro o amante experimentado. El coste de un Dogue canário é de alguns 1200 EUR.

    Classificações do "Dogue canário"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Dogue canário" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do "Dogue canário"

    Fotos:

    1 – Cão Presa das Canárias – Dogo canario por Kamen rider snipe / CC BY-SA
    2 – Cão Presa Canario – Dogo Canario por Dragão de manjericão / CC BY-SA
    3 – Presa Canario por https://pxhere.com/es/photo/732874
    4 – Buldogue das Canárias, editado por Canecorsodog (en. wikipedia) editado por Caronna 12:25, 6 fevereiro 2008 (UTC) / CC BY-SA
    5 – Zai-Kan de Irema Curtó. Perro de presa canário byManuel Curtó Jr. / CC BY-SA
    6 – Presa Canario por Wikipédia
    7 – Presa canario dog por https://pxhere.com/es/photo/75916

    Và­deos do "Dogue canário"

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.1 Molossóides, Tipo Mastife.
    • AKC – FSS
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão da raça FCI "Dogue canário"

    Origem:
    Espanha

    Data de publicação do padrão original válido:
    26.11.2018

    Uso:

    Cão de guarda e cuidar do gado.



    Aparência geral:

    Cão molossoide grande de tamanho médio, perfil rectilíneo y máscara negra. Robusto e bem proporcionado.

    PROPORà‡à•ES IMPORTANTES: O corpo é mais longo que a sua altura na cernelha. Esta característica es más acentuada en las hembras.

    A proporção do crânio para a antecara é 60-40 %. A largura do crânio é 3/5 o comprimento total da cabeça. A distância do cotovelo ao chão deve ser 50 % altura na cernelha nos machos e um pouco menos nas fêmeas.



    Comportamento / temperamento:

    Olhar calmo, expressão atenta. Especialmente adequado como cão de guarda e tradicionalmente usado para cuidar de gado. Temperamento balanceado y muy seguro de sí mismo. Casca baixa e profunda. Obediente e dócil com os membros da famà­lia, muito dedicado ao seu mestre, mas pode ser reservado com estranhos. Fitness confiante, nobre e um pouco distante. Quando ele está alerta, sua postura é firme com uma atitude alerta.

    Cabeça:

    Sólido, aparência braquicefálica e compacta, coberta de pele espessa. Sua forma tende a um cubo ligeiramente alongado. Las líneas cráneo- faciais são paralelos ou ligeiramente convergentes.

    Região craniana:
    • Crânio: Um pouco convexo na direção anteroposterior e transversal. O osso frontal tende a ser achatado. A largura é quase idêntica ao seu comprimento.
      Arcos cigomáticos pronunciados con músculos de las mejillas y mandíbulas bien desarrollados pero no prominentes, coberto de pêlos soltos. Colisão occipital apenas ligeiramente marcada.
    • Stop: A parada é pronunciada, mas não abrupta. A dobra entre os lobos frontais é bem definida e aproximadamente dois terços do tamanho do crânio.

    Região facial:

    • Trufa: ampla, preto fortemente pigmentado. En la misma línea del hocico. Narinas grandes para facilitar a respiração.
    • Focinho: Mais curto que o crânio, geralmente sobre o 40 % do comprimento total da cabeça. Largura é 2/3 a largura do crânio. Sua base é muito larga, afilando levemente em direção ao nariz. Nariz plano e reto, sem ranhuras.
    • Lábios: O lábio superior está pendurado, mas não excessivamente. Visto de frente, os lábios superior e inferior se unem para formar um V invertido. As arestas são ligeiramente divergentes. O interior dos lábios está escuro.
    • mandíbulas / Dentes: Mordedura em tesoura ou ligeiramente prognática, max. 2 mm. A mordida da pinça é aceita, mas não desejada, devido ao desgaste dos dentes. Os caninos têm uma grande distância transversal. Os dentes são largos com forte base de implantação. Molares grandes, pequenos incisivos e caninos bem desenvolvidos.

    OLHOS: Ligeiramente oval, médio a grande. Posicionados bem separados, mas nunca caà­dos ou salientes. Pálpebras pretas apertadas, nunca caídos. El color varía de marrón oscuro a medio dependiendo del color del manto. Eles nunca devem ser claros.

    ORELHAS: Tamanho médio, bem separados com cabelo curto e fino. Cair naturalmente em ambos os lados da cabeça. Se são dobradas, têm o formato de uma rosa. Sua inserção é um pouco acima do nà­vel dos olhos. Orelhas com inserção muito alta ou próximas são consideradas incomuns. En países dónde se permite su amputación deben ser erectas.

    Pescoço:

    Menor que o comprimento da cabeça. Pele na parte inferior solta formando uma ligeira barbela. Sólido e reto, tiende a ser cilíndrico y muscular.

    Corpo:

    Longo, largo e profundo.

    • linha superior: Reto, sin deformaciones sostenida por músculos bien desarrollados pero poco visibles. Subindo ligeiramente da cruz até a garupa. A altura na garupa é 1 – 2 cm maior que a altura na cernelha.
    • Alcatra: Longitud media, largo e arredondado. No debe ser larga porque limitaría su movimiento. As fêmeas são geralmente mais largas.
    • No peito: De gran capacidad y músculos pectorales bien definidos. Visto de frente e de perfil, deve ser baixado, pelo menos até o nà­vel do cotovelo. El perímetro torácico por lo general es igual a la altura a la cruz más 45 %. costelas bem arqueadas.
    • Linha inferior e barriga: Levemente coletado e nunca abaixado. Os flancos são apenas ligeiramente pronunciados.

    Cola:

    Espessa na base afinando em direção à  ponta, atingindo não mais do que a altura do jarrete. Inserção do meio. Durante o movimento, levanta-o na forma de um sabre, mas sem inclinar-se ou inclinar-se nas costas. Em repouso, ele fica à  direita com uma ligeira curva no final.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Ombro: Com boa inclinação.
    • Brazos: Bien angulados, oblà­qua.
    • Antebraço: Bien balanceado, direito. Ossos fortes e boa musculatura.
    • Cotovelos: Eles não devem ser colados à s costelas ou abertos para o exterior. Metacarpo: Muito sólido e levemente inclinado.
    • Pés anteriores: Pé de gato com dedos arredondados, não muito perto.
      As almofadas para os pés são altamente desenvolvidas e pretas. Unhas são escuras. Unhas brancas devem ser evitadas, embora isso possa acontecer de acordo com a cor da pelagem.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Aparência geral: Visto por trás forte e paralelo sem desvios.
    • coxas: Longo e muito musculoso.
    • Joelho: A angulação não é muito pronunciada, mas não deve ser insuficiente.
    • Metatarsos: Sempre bem descido.
    • Pés de volta: Ligeramente más largos que los delanteros y de similares características.

    Movimento:

    Durante o movimento, o Presa Canario é ágil e elástico, cobrindo bem o terreno. Passo longo. A cauda é abaixada e a cabeça é levemente elevada acima do nà­vel das costas. Quando você está alerta, a cauda e a cabeça são carregadas altas.

    Manto

    PELE: Grosso e elástico. Mais folgado ao redor do pescoço. Quando alerta, a pele da cabeça forma dobras simétricas que se formam a partir da dobra entre os lobos frontais..

    • Pelo: Curta, áspero, liso sem subpêlo (pode aparecer no pescoço e na parte de trás da coxa). Bastante áspero ao toque. Muito curto e fino nas orelhas, ligeiramente mais longo na cernelha e na parte de trás das coxas.
    • Cor: Todas as tonalidades de castanho a areia, do marrom escuro ao cinza claro ou loiro. Todas as tonalidades de malhado a areia. Marcas brancas são aceitas no peito, na base do pescoço ou garganta, pies anteriores y dedos de los pies posteriores pero esto debe ser mínimo. A máscara é sempre preta e não deve ser espalhada acima do nà­vel dos olhos.


    Tamanho e peso:

    Alzada a la cruz:

    • Machos: 60 - 66 cm.
    • fêmeas: 56 - 62 cm.

    En el caso de ejemplares muy típicos se admitirá 2 cm de tolerancia por sobre o debajo de los límites.

    Peso mínimo:

    • Machos: 50 Kg.
    • fêmeas: 40 kg.

    Peso máximo:

    • Machos: 65 kg.
    • fêmeas: 55 kg.


    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    Bite em clipe

    FALTAS SEVERAS:

    Qualquer falha é considerada grave quando afeta a expressão e limita o tipo de cão..
    Proporções incorretas da cabeça
    Líneas cráneo-faciales extremadamente convergentes (pare muito à­ngreme)
    Lombo e cruz na mesma altura
    Posição incorreta do membro
    Perfil quadrado.
    Cabeça triangular, fechar (não cubo)
    Cauda fina, threaded. Inserção alta.
    Costas afundadas ou encharcadas.
    Olhos claros (amarillos), muito perto um do outro ou oblà­quo, afundado ou abaulado
    Mordida excessivamente prognática.
    Máscara insuficiente.
    Ausência de dentes (Excepto P 1)

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    Agressividade ou extrema timidez.
    Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais.
    Nariz totalmente nonpigmented.
    Marcas brancas não aceitas.
    Mordida: enognática.
    Garupa menor que a cruz. Línea superior inclinada.
    Olhos azuis ou com diferença de tonalidade.
    Cola amputada.



    N.B.:
    • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

      TRADUÇÃO: Brígida Nestler

    Supervisão técnica: SR. Miguel Ángel Martinez

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

      1. Canary Mastiff, Canary Catch Dog, Canarian Dogo, Presa Canario.Dogo Canario, Presa (inglês).
      2. dogo Canario (Francês).
      3. Presa Canario, Kanarische Dogge (alemão).
      4. Perro de presa canário, Dogo canário (português).
      5. Perro de presa canario (espanhol).

    Dogo espanhol
    España Molosoide

    Dogo Español

    O Dogo espanhol Ele tem o instinto de guarda e defesa preserva ainda o instinto de caça e barragem;

    Conteúdo

    História “Dogo espanhol”

    Los perros de presa entraron en la península ibérica acompañando a las tribus de bárbaros allá por el siglo IV; Svevos, Vândalos e alanos Eles guardavam seus rebanhos animais e transumantes com este tipo de campos de cão.

    A lo largo de la historia estos animales se emplean en distintas funciones con un denominador común; seu instinto de caça e barragem como uma ferramenta ao serviço da caça; gestão da pecuária; guarda e custódia das propriedades; cão de guerra; etc.

    Reis, senhores feudais, mercenários, carniceiros, pecuária, e até mesmo as touradas, hacen de estas estirpes un referente importantísimo en la historia de nuestro país, alcanzando su mayor apogeo durante el periodo denominado “romanticismo español”. As referências históricas são tão numerosos como diversas. En función de sus características morfológicas se emplearían para unos menesteres u otros; los perros más ligeros y de tipología más corredora se utilizaban para la caza mayor, y los más corpulentos y cabezones se empleaban en labores que requerían más potencia o fuerza de parada que resistencia. Onde, como y cuando comienza a seleccionarse sistemáticamente hacia una u otra tendencia y bajo uno u otro nombre es algo difícilmente descifrable. Entonces se hablaba de “tipos” -el concepto de raza es mucho más moderno en materia canina-; y bajo ese concepto de “tipo” coexistían distintas morfologías con determinados rasgos comunes. Las denominaciones más genéricas de este “tipo” han venido siendo “alanos”; “presas”;“dogos”; “perros de toros”; “alanos carniceros”; “chatos”; etc.

    Às vezes, referindo-se à s especificidades diferenciais chamado-los de uma maneira ou de outra, e outras vezes de genericamente sob o mesmo conceito de diferentes variedades. Una clasificación “taxonómica” actual de estos perros atendiendo a los referentes históricos, sería un anacronismo de difícil solución zootécnica.
    Encontramos descripciones centenarias –como la del “Libro de la Montería”- que bajo el mismo concepto de “Alano” mete al tipo ligero para las monterías haciendo mención a otra variedad más pesada para el agarre de ganado.

    Vídeos "Dogo espanhol"

    Pero también encontramos argumentos y referencias que respaldan diferencias morfológicas y funcionales entre estos “presas”; véase la descripción de “Dogo” por la Real Academia de la lengua Edición del Siglo XX; A distinção pela sociedade real canina de Espanha em 1911 entre “presa español” en su faceta de guarda y utilidad y el “Alano” en el grupo de rastro y montería; la medalla con la inscripción “Dogo de Burgos” del año 1625 ; documentadas as entregas dos indà­genas Bulldogs britânicos e italianos, etc.

    Por conseguinte, lejos de escudriñar sobre cuestiones etimológicas o lingüísticas no exentas de ambigüedades en ocasiones, Focamos no processo construtivo, Isso não é outra essa história com toda sua variabilidade de tipos reconciliados, con la realidad presente del concepto “raza”, que requer um ajuste a mais definidos padrões.

    Sob este propósito, nasce o projeto para a recuperação da Dogo espanhol; que englobaría al tipo de alano o presa más pesado y corpulento de nuestra península.

    ¿Por qué unificar bajo la denominación de “Dogue”? Era para usar um nome que cumprir uma série de requisitos:

      1. Tendo histórico endosso em número e a importância da referência
      2. Nombre genérico e identificable con estas morfologías
      3. Evitar conotações controversas relacionadas com a colocação em perigo
      4. Evite regionalismos ou alusão à s funções obsoletas ou demasiado restritivas

    Resultado de todo ello la denominación de “Dogue” es la que mejor engloba el concepto de “Molosser Ibérica”.

    Contamos con la definición de “Dogue” por la Real Academia de la lengua; nossos Dogos influenciados diretamente ou indiretamente o resto das raças relacionadas; existen manifiestos de la Corona de Aragón para el envío de Dogos Españoles a Nápoles; el Gobernador de Cuba refiere la entrega de “presas españoles” a la armada británica para el control de cimarrones; Eles amplamente exportados para a Inglaterra; en Alemania recrearon al extinto “bullesbeizer” a través del Boxer cruzando un bulldog con una perra de presa llamada “Flora” de clara ascendencia hispana; basta mirar los primeros Boxers de finales del XIX para ver el parecido de la raza germana de aquel periodo con nuestros rústicos chatos autóctonos.
    El número de referencias es incontable.

    • 2. Orígenes del proceso de recuperación del Dogo espanhol

    Na década do 80, con el inicio de la recuperación del Alano ya se contempla la existencia de distintas tipologías y tendencias. Entonces se utilizaban los términos “tipo, línea o tendencia ganadera” Vs “tipo cazador” como etiqueta diferencial.

    La fusión de “Alanos ou barragens” con perros “villanos” del terreno, -perros ligeros de pastoreo y corte lupoide – daba un híbrido polivalente que conservaba el atavismo de los perros de agarre, Mas com a faà­sca e a resistência dos pastores. De ahí nace el “Vilão do Encartaciones”, um derivado da alano na sua versão mais leve.

    O Alano espanhol se estandariza orientando su selección hacía un tipo intermedio. O processo conclui com o reconhecimento oficial da raça no ano 2003 por parte da Real Sociedade Canina da Espanha.

    Em suma as tendências básicas numa escala bipolar encontramos a seguinte imagem:

      1º/ Por un lado morfología ligera de estructuras más corredoras y descargadas;

      2º/ En el polo opuesto las tipologías más corpulentas y braquicéfalas;

      3º/ Y entre ambos extremos, um tipo de intermediário maioria e consolidado.

    Los tipos “corredor” e “intermediário” estarían representados por “Vilões” y “Alanos” respectivamente; deixando a descoberto o maioria molosser nicho da escala.

    Era de justicia desvincular por primera vez desde principios de siglo pasado a nuestros “presas más corpulentos” de su matriz alánica, y hacerlo no bajo la restricción que imprime una “tendencia”, Mas conciliar as idiossincrasias deste tipo com o conceito de raça atual. Qualquer tendência que leva o corpo e a proeminência é provável capacitar baixo status de raça; É apenas uma questão que, sob certas circunstâncias: tendo o material genético; referências históricas; e acima de tudo, com um grupo coordenado disposto a redirecionar a seleção facilitar este trabalho.

    Com a recuperação da Alano era previsible el tributo que pagarían los tipos extremos; marginalizados a uma presença meramente testemunhal em relação diretamente proporcional à  fixação do intermediário alano. Bajo este panorama nuestros últimos reductos de “Dogos” se verían abocados a su extinción como raza potencial o en el mejor de los casos relegados a tendencia dentro de la moderación impuesta por el estándar del Alano.

    Afortunadamente seguían naciendo individuos en este tipo en las camadas de alanos. Continuamos a usar alguns criadores como jogadores ocasionalmente, e se apenas foram à  procura de complementaridade, esos genes han seguido ahí. Otros criadores –mención especial a Francisco Rinconhan tenido la valentía no solo de seguir utilizando Alanos en esta tendencia, Mas fazer tão olhando para correção deste tipo, ao invés de complementá-lo. Gracias a esto el proyecto de recuperación del “Dogo espanhol” partiendo de la base genética del “Alano” es una realidad.

    Características físicas

    Uma das questões mais controversas em mapear o caminho e alvos na seleção, É ser claro onde começou e onde nós estamos indo; definir esse nicho é coberto com este projeto, e fazê-lo com sua própria identidade, tentando convergir o mà­nimo possà­vel com o resto das raças relacionadas. Nossa Dogue se encuadraría entre el a Molóssia de arenas e o grupo molosoides.

    Mais relacionados com as nossas raças Dogo espanhol Terra Indà­gena, tanto pelo tipo e pela junção, serían el Canário Dogo; o Alan espanhol; o Cão de presa maiorquino; o Dogue-de-bordéus; o Cane Corso; e o bullmasfiff.

    Baseada em uma minuciosa análise diferencial do nosso projeto padrão, Nós temos o nosso nicho seguro conexão todos os. De eco, Há maior sobreposição entre muitos terriers; bracoides; pastores y nórdicos –por citar unas familias- para inserir nosso Dogo espanhol e o resto dos relacionados.

    Para ver claramente onde se encontram estas diferenças, -otras como la expresión y la tipicidad son más difíciles de cuantificar- Pegamos os valores médios de cada resultados de veia e padrão raciais com nossos Dogo espanhol. Vamos olhar para um exemplo, que onde poderia ter alguma sobreposição de peso, Não haverá nenhum tamanho, ou onde qualquer tamanho não seja em proporções; para não falar em expressão e tipicidade, embora não é facilmente descrito valores.

    Nesse sentido, apresentamos o tabela anexa oferecendo a média naqueles mais fácil para obter valores de parâmetros: sumando umbrales máximos y mínimos y dividiendo entre dos sacamos pesos y tallas medias de cada estándar. Podemos fazer assim somente em machos, simplificando os dados e observar tais diferenças de relance rapidamente.

    Raças assemelhadas mastim espanhol

    Investigando essas diferenças, otras variables –como las líneas cráneo faciales; perímetros corporales como el cefálico y torácico; proporção de focinho ao crânio; cor dos olhos; etc.,- vienen a dejar aún más claro cuál es nuestro nicho y lo hacen sin entrar en conflicto de competencia con respecto al resto de razas emparentadas.

    Padrão da raça
    PATRÓN RACIAL DOGO ESPAÑOL

    Padrão racial

    RESEÑAS HISTÓRICAS:

    Durante o perà­odo entre o final do s. IV e o século v, a aldeia de alano vai ocupar grandes áreas do Sul da Europa, entre otras la península Ibérica. Esta cidade é feita acompanhada de seus cães de rapina, los cuales se mestizan con los poderosos perros traídos a la península por fenicios y romanos, principalmente.

    Mestizaje que da origen al que más tarde sería llamado Dogo, Dam ou plana espanhol entre outros sinà´nimos. O nome dele é principalmente devido à s suas excelentes qualidades na gestão e controle do gado bravo e tipo semi bravo, oriundo de la península Ibérica.
    Mais tarde, o surgimento das touradas, haría que estos jugaran un papel destacado en la misma, com a sorte so-called de cães, até o inà­cio do século XX.

    Também, por suas excelentes qualidades para a defesa e guarda, sería utilizado como perro de guerra, sendo muito apreciado pelos soldados de outras nações, especialmente para o controle dos rebeldes nas Américas.

    OLHAR GERAL:

    Tipo molossoide, moderadamente brevilineo, muito forte, rústico y dotado de una tremenda potencia.
    Costas direitas e compacto. Apresenta um dimorfismo sexual notável, os machos mostrando uma região craniana mais desenvolvida e um tipo mais forte. Médio e grande porte, braquicefálico, Possui uma estrutura robusta como um todo., Compacto e potente.

    TEMPERAMENTO:

    Doce e caráter afável com a famà­lia. Trabalhador incansável e multifacetada.
    Muito atencioso e especialmente dotado para o guardian, Defesa, gestão e controle de gado. Educação e gerenciamento fácil. Se muestra muy seguro de sí mismo.

    CABEZA:

    Braquicefálico, cabeça forte e poderosa.

    REGIàƒO CRANIANA:

    Crânio ligeiramente convexo, Praça, larga e muito forte. De largura media, siempre en armonía con el resto del cuerpo. Líneas cráneo faciales ligeramente convergentes. Bem apontado frente Groove. Músculos temporales muy desarrollados. Os arcos zigomáticos, superciliares, así como los huesos temporales, Eles mostram um alto desenvolvimento. La piel se presenta lisa, sem rugas. Stop muito marcado.

    REGIÓN FACIAL (CARA):

      – Trufa: Pigmentada preta e completa. Buracos grandes e largos.
      Focinho: É uma praça, forte, ocupando o 34% o comprimento total do crânio, admitindo um desvio do 2%. Dobras de luz são suportadas.
      – Lábios: grosso e bem pigmentado.; desejável que eles não desligam também.
      Mandíbulas y dientes: Eles devem ser muito poderosos. O grande o suficiente para permitir uma correcta inserção da dental. De preferência completa (42 partes). Os dentes não são visà­veis com a boca fechada. Canino sem corte, curta, ampla e bem separados. É suportado como a mordida da tesoura, Clip, reverter a tesoura, así como un leve prognatismo que no supere los 0,5cm. MAXILARES bem desenvolvidos.
      – Olhos: médias, amêndoa e separado. De Hazel escuro âmbar e amarelo. Pálpebra aderida, bem pigmentada.. Frente e olhar de Frank. Com nenhuma aparente conjuntiva e pequena branca.
      – Orelhas: inserção de médio-alto. De preferência dobrada sobre a face e ligeiramente arredondado na parte inferior. Médio a pequeno porte.

    PESCOà‡O:

    Bien musculado, ligeiramente arqueado e de comprimento médio. Permitido a dobras de luz na área de papada. Esmagar ligeiramente dos ombros para a cabeça.

    CORPO:

      – Cruz: bem marcado, média de implementação e desceu em direção à  traseira.
      – Voltar: médio, planas e bem desenvolvidas.
      – Lombo de porco: curto, ampla, forte e convexa.
      – Alcatra: um pouco abatido. É curto, larga e bem desenvolvida.
      – No peito: Largura, profundidade, muito forte e desenvolvido. Costillar ligeramente cilíndrico. Perfil até o cotovelo. El perímetro torácico, en su parte más ancha debe superar como mínimo en un 25% a altura na cernelha.
      – Abdà´men: moderadamente retraído.
      – Cola: inserção média. Grande espessura na sua base está sintonizada em direção destina-, Não deve ultrapassar o jarrete. Isso não é ferido na ponta.

    MEMBROS ANTERIORES:

      – Ombro: forte, con músculos prominentes. Ligeiramente oblà­qua.
      – Brazos: bom muscular, Prumo e separado.
      – Cotovelos: nem voltou para o exterior ou muito ligado no peito.
      – antebraços: bom muscular, em linha reta e com bom osso.
      – Pés anteriores: arredondado, feito de dedos fortes que reforçam o aparecimento de grandes felinos.

    MEMBROS POSTERIORES:

    Forte e corretamente anguladas.

      – coxas: aparente e muito desenvolvido.
      – Jarretes: curta, vigorosa e moderada-ângulo. RAM não apresenta.
      – Pés de volta: arredondado, dedos ligeiramente mais do que os anteriores e gordura.

    MOVIMENTO:

    El paso típico de la raza es el trote. Isso é mostrado sem esforço, fluido e ágil.
    A traseira é do mesmo nà­vel, paralelo à  direção do movimento. A cabeça tende a ser baixa. Galope de explosivo.

    PELE:

    Grosso e anexado, exceto no pescoço, É um pouco mais relaxada.

    PELES:

      – Pelo: moderadamente curta (Nunca cetim), densa, Acre, Pode haver uma luz subpêlo. El pelo debe reforzar la apariencia rústica del individuo.
      – Cor: Fouveiro e barcinos ou tigrado em todas as suas variedades; alobados; carbonatos ou cadeira; preto e tigrado; negro y leonado y píos. Com ou sem máscara.

    TAMAÑO Y PESO:

      Alzada a la cruz: machos de 61cm a 66cm, fêmeas de 58cm para 63 cm. Apoiou uma tolerância de 2cm na parte superior.
      – Peso: homens entre 45 e 53 KGR, fêmeas entre 40 e 47 KGR. Apoiou uma tolerância de 3 KGR.
      Peso y talla deben ir en armonía:
      – IPT (índice medio peso talla) no sexo masculino = 49 KGS / 63,5 cms = 0’77
      – Fêmeas média IPT = 43,5 KGS / 60,5 cms = 0’72
      IPT medio racial = 0’745
      – ILA (índice altura/longitud) medio en machos = altura/longitud = 0’92 (um 8% mais do que alta).

    FALHAS:

    Qualquer desvio dos critérios acima deve ser considerado a ausência e a gravidade disso é considerada o grau de desvio do padrão.

    FALTAS GRAVES:

      – Timidez.
      – Agressão injustificada.
      – Focinho muito curto ou muito longo.
      – Sobrecarga de.
      Línea dorsal descendente.
      – Falta de dois pré-molares.

    FALTAS DE ELIMINAÇÃO:

      – Surdez.
      – Albinismo, falta de pigmentação.
      – Criptorquidismo ou monorquidismo.
      – Falta de quatro pré-molares.
      – Torque mandibular.
      – Longhair.
      – Cola amputada.

    Caráter e aptidões do “Dogo espanhol”

    A evidência histórica torná-lo claro que temos uma raça puramente funcional. Já referimos a alguns dos trabalhos que jogou estes cães; en la tauromaquia para la suerte de “cães do touro”; gestão da produção animal e caça; como força do cão para a barragem ou alça de gado; também como cão de guarda ou defesa acompanhou os exércitos. Eles tinham grande destaque na América durante o perà­odo colonial para o controle dos Maroons e o nascimento de grande parte das corridas funcionais naquele continente: Cimarrón Uruguayo; Fila Brasileiro; perro de pelea cordobés e traseira dogo argentino; antiguidade American Bulldogss; barragens do Caribe; etc.

    Enquanto é verdade que a sociedade evolui e os tempos estão mudando, Não é menos verdade que o potencial deste grupo pode trazer tanto como cão de trabalho. Queremos que o Dogo espanhol ainda um cão trabalhando na medida de suas possibilidades; Obviamente, não para competir com pastores agilidade o mondioring Não com os vilões em uma meia maratona; las limitaciones estarán marcadas por sus propias características morfológicas. Pero pueden esbozarse unas pruebas mínimas encaminadas a evaluar parámetros relacionados con la potencia; arrojo e segurança; cubrir unos requerimientos mínimos en cuanto al potencial físico; Tudo é uma questão de concordar, de acordo com a realidade do projeto.

    Obviamente se os parâmetros de demanda que agilidade e resistência prevalecem, caeríamos en el error de converger hacia tipologías más livianas, de ahí lo complicado que resulta a veces trazar directrices en este sentido. Isso não é comparar-nos para outras raças, destino de espremer o máximo potencial de nosso. Se tivermos algo claro quem decidiu dar forma a este projeto, é que nós não queremos que nossos Dogo espanholno se convierta en un mero “escaparate” bonito solo para recrear las reminiscencias de los antiguos perros de toro. Estos perros deben seguir siendo capaces de cumplir determinados requerimientos y hacerlo con la solvencia adecuada a su morfología.

    Sempre defendi a iniciativa individual de cada proprietário, cada criador; a seleção e, por conseguinte, a evolução ou uma padronização da raça, Não implica necessariamente um esforço coletivo de todos e cada um dos proprietários e criadores; É suficiente para incentivar aqueles que desejam se envolver um grau mais fazê-lo e facilitar a melhoria do resto. Não é tanto uma questão de obrigação e exigência, sino de motivar a quienes quieran emplear sus energías en la mejora de la raza a través de su faceta funcional.

    Con un pequeño grupo de aficionados “motivados” en este sentido y trabajando buenos perros en beneficio de la colectividad, debe haber resultados tangibles a medio largo plazo que permitan ir diferenciándonos de otras agrupaciones de similar corte pero que sí han ido convirtiéndose en meros escaparates exagerados de lo que fueron. Para minimizar el peligro de este “deterioro” –entendiendo como tal la merma de sus prestaciones ancestrales en pro de espectacularidad sin más-, a raça Club pode desempenhar um papel importante neste contexto.

    Se puede negociar a nivel de club con clínicas veterinarias que permitan descuentos importantes a socios en la gestión de parámetros de control de salud (chapas de displasia de ancas e cotovelos; hemivertebrae; testes de coração; etc.); mesmo subsidiar o clube como parte destes custos; establecer ranking de ejemplares recomendados por el club para la cría; Criando testes de trabalho; etc. É tudo sobre objectivos ir mapeamento e estudo de viabilidade de cada.

    Imagens “Dogo espanhol”

    Vídeos “Dogo espanhol”

    Nomes alternativos para “Dogo espanhol”:

    • de span = classe”no_translatelate”> PRESS, CHATO, CàƒO BULLS, ALANO PECUàRIA
    • Entre o grupo da Molóssia arenas e o Molossos.

    Fontes:

    Imagens:

    • (1),(2),(3),(4),(5),(7),(8),(9),(10) – Dogo espanhol “Os terços” (Fotos)
    • (6) – ROMERO DE LOS TARANTOS – Los Tarantos
    • (11),(12),(13) – Clube Nacional de mastim espanhol (Fotos)

    Mastim japonês
    Japón FCI 260 - Molossóides - Dogue

    O Mastim japonês é silencioso, Serenà­ssima, digno e extraordinariamente pacífico.

    Mastín Japonés

    O Mastim japonês (Tosa) É uma raça de cão originários do Japão. Molossóide impor aspecto, É uma das raças favoritas para os amantes de tamanho grande de cães em todo o mundo. A raça surgiu no século XIX, Quando cruzar Europeia várias raças de tamanho grande (Dogue alemão, Mastim, São-bernardo, Buldogue, Braco alemão ) com a nativa Shikoku Inu.

    Em Espanha é listado como um raça potencialmente perigosa de cão por decreto real, por que a sua posse deve obter a licença para a posse de cães perigosos e registrá-lo no correspondente registro Municipal de animais potencialmente perigosos. Uma das coisas que são necessárias para esta licença é um seguro de responsabilidade civil a terceiros.

    Outros nomes: 土佐 / Tosa Inu / Tosa Ken / Tosa Tōken / Japanese Fighting Dog / Japanese Mastiff / Tosa Fighting Dog

    Crupo 2 / Seção 2 – cães molosoides e montanha.

    Raças de cães: Mastim japonês

    Leia tudo sobre a corrida, clicando em: Tosa.

    Dogo cubano
    Cuba Extinto

    O Dogo cubano Era muito conhecido pela sua ferocidade e notáveis. Raça extinta.

    Mastín Cubano

    Conteúdo

    História

    O Dogo cubano o Mastà­n Cubano, É uma raça de cão de Cuba que foi finalizado. Era muito semelhante do Bulmastife. Esta raça de cão foi usada para cão de combate.

    Esta raça de cão foi introduzida em Cuba para capturar escravos fugitivos (Maroons). Após a abolição da escravidão tornou-se muito caro um animal para alimentar e foi assim que, a corrida deixou de existir com o tempo..

    Características físicas

    Eles estavam entre um Buldogue e um Mastim no que diz respeito ao tamanho. Focinho é curto, largura de banda e abruptamente truncado.

    O chefe era larga e plana, e lábios, pingentes. As orelhas de médias, e pendurado também. Cauda bastante curta, cilíndrico, arredondar para cima inclinados para a frente.

    Eles foram descritos como um “Cor enferrujado Wolf” com o rosto., os lábios e as pernas pretas. O Mastiff cubano é a maior raça de mastiff com um peso médio de 136.5 Kg.

    O Mastiff cubano era muito notável e reconhecido por sua ferocidade na luta e pela habilidade na perseguição aos escravos..

    Mastim francês
    Francia FCI 116 - Molossóides - Dogue

    O Mastim francês É muito fiel ao seu dono e amoroso com as crianças.

    Mastín de de Burdeos

    O Mastim francês (Dogue-de-bordéus) é de origem francesa, é parte da grande família de Mastiffs que mesmo sendo de tamanho médio acaba por ser um cão de grande força e poder, como uma empresa e determinado para torná-lo um cão de guarda grande.

    É uma das mais antigas raças francês, vinda de Leste mastiffs chegou na Europa com as hordas de bárbaros. Em tempos mais recentes, outras raças têm contribuà­do para a definição desta: o Mastim, o Bulldog-inglês, e o Dogue alemão.

    O Mastim francês também é chamado de "Doge of Bordeaux".

    Outros nomes: Dogo de Burdeos / Dogue de Bordeaux / Bordeauxdogge

    Crupo 2 / Seção 2 – cães molosoides e montanha.

    Raças de cães: Mastim francês

    Leia tudo sobre a corrida, clicando em: Dogue-de-bordéus.

    Dogue alemão
    Alemania FCI 235 - Molossóides - Dogue

    É um cachorro caro, que ele come proporcionalmente ao seu tamanho e que quando jovem ele precisa de alguns cuidados

    Conteúdo

    Classificações do "Dogue alemão"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Dogue alemão" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    História

    O Dogue alemão es la raza más antigua de la cría moderna de perros en Alemania. Desde então, é considerado por muitos como o Apolo entre os cães – depois da divindade grega. E de fato, o Dogue alemão es un perro con un encanto especial y un carisma y elegancia únicos e impresionantes. A origem desta raça é encontrada apenas parcialmente na Alemanha. Já no século 16, diz-se que os grandes dinamarqueses se originaram na Inglaterra, conforme descrito em fontes históricas “cruzando el mastín con los galgos irlandeses”. O nome “Dogge”, a antiga palavra em inglês para cachorro, a partir do qual a corrente “Dog”, también habla de una línea de descendencia británica. Contudo, este tipo de perro ya se crió en la antigüedad y se representaba en tablas de piedra.

    Também no continente europeu, velhos mordedores de touros regularmente acasalados com galgos e cães de caça, ya que estos resultados de los cruces se adaptaban perfectamente a las grandes cacerías de la nobleza de jabalíes, ursos e lobos. Pouco a pouco, uma raça própria com molossos se desenvolveu., Galgo e um pouco de sangue de cão de caça. Em 1867 o cinologista vienense Leopold Fitzinger distinguiu três variantes de Dogue alemão: el mastín común, inglês e dinamarquês. Incluso hoy en día los grandes dinamarqueses son llamadosDogue alemão” em alguns idiomas. As análises modernas feitas por geneticistas confirmam as opiniões dos cinólogos antigos sobre ancestrais e até as atribuem a galgos em vez de molosos.

    Em 1888 o clube da Dogue alemão en Berlín. Es el primer y más antiguo club de cría de perros con pedigrí de Alemania. O Dogue alemão moderno agora deve se tornar um companheiro e protetor representativo. O que mais, debería ser aún más elegante. Así que el estándar se adaptó a estas ideas. Fue posible lograr una mezcla extremadamente elegante y armoniosa de estos orígenes tan diferentes. O Dogue alemão combina a elegância e velocidade de sabujos com o poder e despreocupação do molosos.

    Características físicas

    O Dogue alemão é um cão extremamente grande e poderoso, mas ao mesmo tempo muito elegante e sensà­vel. Um cão macho atinge uma altura na cruz de 80 cm, muitas vezes ainda mais. As cadelas são um pouco menores. O Dogue alemão tiene un carisma único. O pintor de animais e conhecedor de cães Richard Strebel já traiu 1914 para os criadores do Dogue alemão, o: “… eles criaram um cão que pode ser considerado sem exagero como o mais bem sucedido em tamanho, proporção, força e movimento gracioso nunca criados em cães.” Infelizmente, este respeto no siempre se muestra en la cría de Dogue alemão. Independentemente da sua saúde, se utilizan para la cría extrema, o chamado gigantismo, así como para juegos con genes defectuosos para colores de pelaje raros; genes que também podem causar doenças graves.

    Enquanto estiver por perto 1900 a altura na cernelha para os machos era 76 – 80 cm, el estándar de la FCI válido hoy en día dice “pelo menos 80 cm” sin ningún límite superior claro. Isso permite que o Dogue alemão alcançar a honra duvidosa do maior cão do mundo. Según el Libro Guinness de los Récords, este era o macho Dogue alemão “Gibson” com 108 cm de altura. Isso foi em agosto 2004. Gibson todavía alcanzó una edad de casi 7 anos, pero los últimos años sólo en 3 pernas. Seu recorde foi ampliado cada vez mais.

    “Zeus” de Michigan / EE.UU. atingiu uma altura de 112 cm e morreu com apenas 5 anos, supostamente já na velhice – Registros duvidosos à  custa do bem-estar do cão. O Dogue alemão é impressionante o suficiente, mesmo sem esses extremos duvidosos. Sua aparência soberana e elegante também é destacada por seu casaco sedoso. É um casaco muito curto, que fica perto do corpo musculoso com um leve brilho. As cores são amarelas ou pretas, azul, malhado ou manchado.

    • Pelo: raso.
    • Cor:
    • Leonado: cor amarelo dourado com máscara preta. As extremidades dos olhos e sobrancelhas devem ser pretas, Enquanto as orelhas e a cauda podem ser mais claras.
      – Distribuà­dos: Castanho e preto em um padrão listrado.
      – Azul: Cinza escuro de aço, permitindo manchas brancas no peito e pernas.
      – negro: Jet preto puro, permitindo manchas brancas no peito e pernas.
      Arlequín: color blanco con parches negros. El Gran danés es la única raza que muestra este patrón de color en su pelaje.

    • Tamanho: la alzada mínima para los machos es de 80 cm e para as fêmeas de 72 cm

    Personagem

    O Dogue alemão é frequentemente descrito como um gigante gentil, mas é naturalmente protetor quando a situação exige. Ele é carinhoso e ama as pessoas, e essas qualidades nunca devem ser pervertidas incentivando comportamentos agressivos.

    Em termos de caráter e tamanho, o Dogue alemão um cão não é para principiantes. Pertence exclusivamente à s mãos de experientes donos de cães, quem pode e quer se envolver totalmente com o animal. Portanto, não há companheiro mais inspirador do que esse cachorro. El Canciller del Reich Otto von Bismarck, que foi acompanhado por grandes dinamarqueses a vida toda, ele admirava abertamente a inteligência e as habilidades de seus grandes dinamarqueses e diz-se que ele disse: “Tenho muito respeito pelo conhecimento da natureza humana do meu cão – é mais rápido e mais completo que eu.”

    Os dinamarqueses adoram crianças, mas eles devem aprender a ser legais com eles. E um golpe daquele rabo abanando derrubará um garotinho, así que es importante supervisar sus interacciones. Esses cães grandes também podem aprender a se dar bem com outros animais de estimação., especialmente cuando se crían con ellos.

    Um quintal cercado é necessário para evitar Dogue alemão dar um passeio sozinho. Geralmente não é um saltador, así que una valla de dos metros debería ser suficiente para mantenerlo contenido. Observe que, embora os dinamarqueses adultos sejam bastante calmos, os filhotes são muito ativos e gostam de cavar nos jardins..

    Se podría pensar que el Dogue alemão é mais adequado para a vida ao ar livre devido ao seu tamanho enorme, mas é justamente o oposto. Debería ser un perro de interior que sea parte de la familia. Quando for esse o caso, o Dogue alemão é amar, aprende bem e é facilmente treinado. Deixado para o seu próprio destino, la cantidad de destrucción que puede hacer a su casa y a su jardín está más allá de la imaginación.

    qualquer cão, não importa quão agradável, nà­veis detestáveis ​​pode desenvolver latidos, escavação, contra-navegação e outros comportamentos indesejáveis ​​se você está entediado, destreinado ou sem supervisão. E qualquer cão pode ser um teste que vivem durante a adolescência. No caso do Dogue alemão, anos “adolescência” eles podem começar aos seis meses e continuar até que o cão tenha cerca de dois anos.

    Comece a treinar seu cachorro no dia em que o trouxer para casa. Mesmo a oito semanas de idade, Ele é capaz de absorver tudo o que você pode ensinar-lhe. Não espere até os seis meses de idade para começar a treinar ou você terá que lidar com um cão teimoso. Sim é possà­vel, Leve-a a um treinador quando você tem entre 10 e 12 semanas, e socializa, socialice, socialice. Contudo, Note-se que muitos tipos de filhotes de formação exigem certas vacinas (tais como tosse do canil) mantenha-se atualizado, e muitos veterinários recomendam exposição limitada a outros cães e locais públicos até a vacinação dos filhotes (incluindo a raiva, cinomose e parvovirose) Eles são concluà­das. Em vez de treinamento formal, Você pode começar a treinar o seu cachorro para socializar em casa e entre amigos e familiares até imunizações são concluà­das no filhote de cachorro.

    Hable con el criador, Descrever exatamente o que você quer em um cão e pedir ajuda para escolher um filhote de cachorro. Los criadores ven a los cachorros diariamente y pueden hacer recomendaciones increíblemente precisas una vez que sepan algo sobre su estilo de vida y personalidad.

    O Dogue alemão perfeito não vem totalmente formado fora da caixa de filhote. É um produto de seu fundo e educação. Procure alguém cujos pais tenham boas personalidades e que tenham sido bem socializados desde a tenra idade do filhote..

    Great Dane fitness

    El mantenimiento del Dogue alemão é muito complexo e caro. Alimentos na qualidade e quantidade necessárias, possà­veis custos veterinários e medicamentos, custos de transporte diretos e indiretos e mais requerem um proprietário financeiramente rico. Sim um Dogue alemão quer sentar no sofá, você precisa de todos os lugares de dois lugares, pelo menos. Los muebles hechos de imitación de cuero sólido han demostrado su valía aquí. O Dogue alemão não deve ser mantido em um apartamento pequeno, mejor es una casa con jardín. Lo ideal sería vivir en una zona rural. Os agitados centros urbanos não são o lugar onde esses cães grandes se sentem confortáveis. También el perro y el dueño a menudo se encuentran con el rechazo e incluso la hostilidad abierta aquí. Isso deve ser considerado.

    Scooby Doo

    La ficción ha hecho que sea uno de los perros más conocidos para el público general. O personagem Scooby Doo é um Dogue Alemão.

    O Dogue alemão é um cachorro grande que quer ter muito movimento. Contudo, ele quase nunca é visto na rua, embora com 1.200 filhotes por ano ocupa o nono lugar na lista de sucessos da VDH (Federação Canina Alemã), mesmo antes de raças de cães como o Bernese Mountain Dog ou o Chihuahua, eles são vistos com muito mais frequência nas ruas. Muitas vezes, esses gigantes são trancados apenas após a idade dos filhotes e - pouco socializados e educados.- não pode mais ser gerenciado pelo proprietário que não está familiarizado com cães. O Dogue alemão não é um cachorro canil. Ele é basicamente um cão de famà­lia e quer e precisa da conexão amorosa com sua famà­lia humana. É inteligente e responsivo. Não se deve pensar no que fazer se esse cachorro grande, em tempos de 90 kg, está doente e precisa ser carregado. Portanto, compra um Dogue alemão deve ser cuidadosamente considerado.

    Educação de um Dogue Alemão

    O Dogue alemão um cão não é para principiantes. Sua força e perigo potencial requerem socialização especializada e amorosa, educação e orientação já nos filhotes. Es sensible e inteligente y no perdona ningún error del propietario tan rápidamente. Le gusta que la guíen y la eduquen, pero no con ningún medio de coacción. Muitos auxà­lios normais ao treinamento de cães não funcionam com o Dogue alemão, simplesmente porque é muito forte. Em caso de dúvida, até o homem mais forte não usará a trela. Debido a la sobreexplotación y a una selección de cría orientada unilateralmente hacia las apariencias exteriores, hoy en día existen, embora extremamente raro, espécimes com agressividade idiopática, que então representam problemas praticamente insolúveis para uma educação.

    Saúde do Dogue alemão

    Los grandes daneses también sufren una alta incidencia de cardiomiopatía, una enfermedad del músculo cardíaco que provoca el agrandamiento del corazón. Esto es muy común en muchos perros gigantes, y cuando se produce en una etapa tardía de la vida, muitas vezes pode ser controlado com medicação. Verifique o coração do seu cão pelo menos uma vez por ano, y que cualquier soplo o síntoma inusual sea investigado por un cardiólogo veterinario certificado. Essa condição também pode ser genética., mas os testes atualmente disponà­veis só podem descartar o cão no momento; un perro podría descartar un día y desarrollar una enfermedad cardíaca al día siguiente.

    Os dinamarqueses também podem sofrer de displasia da anca, una malformación paralizante de la cavidad de la cadera que puede requerir una costosa cirugía para repararla y que puede resultar en una dolorosa artritis más adelante en la vida. Outro problema genético com um teste de triagem imperfeito, A melhor prevenção para displasia da anca no momento é comprar apenas um filhote cujos pais foram testados com quadris normais e que têm muito poucos parentes próximos com a doença.. Mantenha seu cão esbelto, especialmente quando jovem, também pode ajudar.

    Outra doença óssea dolorosa é a osteodistrofia hipertrófica., que ocorre durante a fase de crescimento rápido do filhote. Pergunte ao seu veterinário sobre alimentos para cachorros de raças grandes. Essas dietas são formuladas para ajudar os filhotes a crescer lentamente., o que pode ajudar a prevenir problemas ortopédicos no desenvolvimento.

    O câncer é outra das principais causas de morte no Dogue alemão, especialmente câncer ósseo. Eles também são propensos a outros problemas esqueléticos, visual e neurológico, mais velhos e mais jovens.
    Nem todas essas condições são detectáveis ​​em um cachorro em crescimento, e é impossà­vel prever se um animal estará livre de estas doenças, então você precisa encontrar um criador respeitável que esteja comprometido em criar os animais mais saudáveis ​​possà­veis. Deve ser capaz de produzir uma certificação independente de que os pais do cão (e avós, etc.) foram examinados para defeitos comuns e considerados saudáveis ​​para reprodução. É aí que entram os registros de saúde..

    Criadores cuidadosos examinam seus cães de criação para doenças genéticas e criam apenas os espécimes mais saudáveis e mais bonitos., mas às vezes a mãe natureza tem outras ideias e um filhote desenvolve uma dessas doenças apesar das boas práticas de manejo. Os avanços na medicina veterinária significam que, na maioria dos casos, os cães ainda podem viver uma boa vida. Se você vai ter um filhote, pergunte ao criador sobre as idades dos cães em suas linhas e do que eles morreram.

    Lembre-se que depois de receber um novo filhote em sua casa, Ele tem o poder de proteger um dos problemas mais comuns de saúde: a obesidade. Manter um Dogue alemão com um peso adequado é uma das maneiras mais fáceis para a vida prolongar. Para tirar o máximo partido das habilidades preventivas para ajudar a garantir um cão saudável para a vida.

    Cuidados do Dogue alemão

    O Dogue Alemão tem um casaco curto, grosso e liso. Cai moderadamente, em outras palavras, más de lo que se podría pensar, mas requer pouca limpeza. Escove o dinamarquês semanalmente com uma luva de borracha ou um pincel de cerdas macias para manter os cabelos e a pele saudáveis. Na primavera e no outono, terá um galpão pesado, conhecido como “soprar” e deve ser escovado com mais frequência durante esse perà­odo para se livrar de todos os cabelos soltos.

    Banhe o dinamarquês como quiser ou apenas quando estiver sujo. Con los suaves champús para perros disponibles ahora, você pode tomar banho semanalmente, se quiser, sem danificar o casaco.

    O resto são cuidados básicos. Corte as unhas dos pés a cada poucas semanas. Unhas compridas podem prender nas coisas e arrancar. Isso é muito doloroso, e sangrar muito. Cepíllese los dientes frecuentemente para una buena salud dental. Para prevenir las infecciones de oído, mantenga los oídos secos y limpios, usando uma solução de limpeza recomendada pelo seu veterinário.

    Nutrição / Alimentação

    O Dogue alemão consumir grandes quantidades de alimentos. Ao mesmo tempo, este alimento deve ser de qualidade muito alta e ser composto seletivamente durante a fase de crescimento, que dura até dois anos. Quando se trata de comer, a veces es muy rústico. Certamente nem todos, mas alguns grandes dinamarqueses não têm o melhor “Modos à  mesa”. Así que puede ocurrir ocasionalmente que el perro, así como el lugar de alimentación debe ser limpiado después de comer. Como minimizar o risco de torção estomacal nessa raça predisposta através de um manejo adequado da alimentação é muito importante.

    La esperanza de vida

    expectativa de vida Dogue alemão aumentou ligeiramente a partir do nà­vel extremamente baixo de 2004 com 6 anos e 6 meses para 7 anos, según las estadísticas del British Kennel Club. Como uma regra geral: quanto maior e mais incomum a cor do casaco, menos será a expectativa de vida. Já com a idade de 8 anos a Dogue alemão es oficialmente considerado un viejo hoy en día. Sin el gigantismo y la cría saludable podría tener una esperanza de vida de 10 - 12 anos.

    Compre um Dogue Alemão

    Somente filhotes de pais com uma altura máxima de 80 cm à  cruz e tem as cores amarelo, distribuà­dos, Preto, manchado. O que mais, Deve-se tomar cuidado para evitar a consanguinidade de obter um filhote. Dogue alemão saudável. Uno debería saber qué edad tuvieron los antepasados de los cachorros. Os interessados ​​em cães podem encontrar uma Dogue alemão em uma das iniciativas de emergência para cães e oferecer-lhes um lar amoroso. Manter grandes dinamarqueses é muito caro. Os custos de aquisição podem ser insignificantes em comparação.

    Imagens do "Dogue alemão"

    Fotos:

    1 – Dogue alemão de 5 meses, cor negro por Eacampbell14 / CC BY-SA
    2 – 07 VICKY TRES MESES por https://flic.kr/ps/H4SaY
    3 – Dogue alemão por https://www.pxfuel.com/es/free-photo-oqedh
    4 – Dogue alemão por https://www.publicdomainpictures.net/es/view-image.php?image=34101&picture=perro-gran-danes
    5 – Perro Gran Danés Close-up retrato de un perro danés arlequín gran by dominio público
    6 – Pé de cão de tamanho grande na mulher vestindo capuz cinza pulà´ver no campo aberto verde durante o dia por https://www.wallpaperflare.com/large-size-dog-standing-on-woman-wearing-gray-pullover-hoodie-on-green-open-field-at-daytime-wallpaper-zqizp

    Và­deos do "Dogue alemão"

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.1 Molossóides, Tipo Mastife.
    • AKC – cães de trabalho
    • CKC
    • KC – cães de trabalho
    • NZKC – Não esportivo
    • UKC – Cão de guarda

    Padrão da raça FCI "Dogue alemão"

    Origem:
    Dinamarca, França, Alemanha

    Data de publicação do padrão original válido:
    08/10/2012

    Uso:

    Cão de guarda e proteção, perro de compañía



    Aparência geral:

    El Gran Danés reúne en su apariencia general aristocrática una estructura corporal fuerte en conjunto con orgullo, força e elegância. La sustancia junto a su nobleza y armonía en su apariencia con el trazado de sus líneas bien proporcionado, uma cabeça especialmente expressiva dá ao observador a imagem de uma estátua nobre. Não é nem elegante nem grosseiro. A diferença entre os sexos é claramente definida. É o Apolo entre as raças de cães.



    PROPORà‡à•ES IMPORTANTESSua estrutura é quase quadrada, especialmente em homens. As fêmeas podem ter um corpo um pouco mais longo.



    Comportamento / temperamento:

    Amigable, amar ou e dedicado ao seu mestre. Na frente de estranhos, pode ser um pouco reservado. Se requiere un perro de compañía, famà­lia, autoconfiante, Não assustador, fácil de manusear e educar com um alto limiar de estimulação, sem ser agressivo.

    Cabeça:

    En armonía con su apariencia general, alongada, fechar, significativo, mas não em forma de cunha. Expresiva, cinzelado finamente (especialmente na área sob os olhos). A distância da ponta do nariz até o batente e do batente ao occipital ligeiramente marcado deve ser o máximo possà­vel. La línea superior del hocico y del cráneo definitivamente deben ser paralelas. Visto de frente, a cabeça deve ter uma aparência estreita e o nariz deve ser o mais largo possà­vel..

    Região craniana:
    • Cenfurecido: Arcos superciliares bem desenvolvidos, mas não salientes.
    • Stem: Claramente definidos.

    Região facial:

    • Trufa: bem desenvolvido, mais largo que redondo (narinas bem abertas). Deve ser preto, exceto para o great dane manchado em preto e branco. Nestas, uma trufa preta é desejada e uma trufa com manchas pretas ou cor de carne é tolerada.. Nos cães azuis, a trufa é da cor da antracite (preto diluà­do).
    • Hocico: Profundo e possivelmente retangular. Não pontiagudo ou com bordas muito pequenas ou salientes. Comissura labial bem marcada. Solavancos pigmentados escuros. O Dogue alemão com manchas em preto e branco deve tolerar brânquias não totalmente pigmentadas ou cor de carne. A ponte nasal nunca deve ser cà´ncava, convexo ou descendente para a frente.
    • Maxilares/Dentes: Mandà­bulas largas e bem desenvolvidas. Bite em tesoura, forte, saudável e completo. (42 dientes según fórmula dentaria). Se tolera la falta de P1 de la mandíbula inferior. Todos os desvios de uma mordida em tesoura completa são absolutamente indesejados.
    • Bochechas: Los músculos de las mejillas solo levemente marcados y de ninguna manera protuberantes.
    • Ojos: Tamanho médio com uma expressão animada, Inteligente e simpático. Onde possà­vel escuro, amêndoa com pálpebras bem unidas. Sua localização não é muito distante nem devem ser olhos de formato alongado. Olhos claros são indesejáveis, esfaqueados e âmbar olhos amarelos. Olhos ligeiramente mais claros são permitidos no Dogue Alemão azul. O Dogue alemão manchado de preto e branco deve tolerar olhos claros ou de cor indefinida.
    • Obares: Por natureza pingentes, inserção alta, tamanho médio com a borda frontal apoiada nas bochechas. Eles não devem ter uma pastilha muito alta ou muito baixa ou separada ou plana nas laterais.

    Pescoço:

    Longo, seca, muscular. Não deve ser curto ou grosso. Inserção bem desenvolvida, estrechándose levemente hacia la cabeza y su línea superior arqueada. Porte erguido, um pouco inclinado para a frente, mas sem formar um pescoço de veado. Muito queixo frouxo ou duplo é indesejável.

    Corpo:

    • Cruz: É o ponto mais alto de um corpo robusto. É formado pelas escápulas que vão além do processo espinhal.
    • Dorso: Corto y firme, en una línea casi recta con una imperceptible caída hacia atrás. En ningún caso ascendente hacia el posterior o demasiado largo.
    • Lo(m)o: Ligeiramente arqueado, Largura, bom muscular.
    • Gsemelhança: ampla, com músculos fortes, ligeramente caída desde el sacro hasta la inserción de la cola con la cual se fusiona impercepti- borbulhante. A garupa nunca deve cair abruptamente ou ser completamente plana..
    • Peco: Atinge a articulação do cotovelo. Costelas bem arqueadas que se estendem para trás. Peito de boa largura e profundidade, com um peito bem desenvolvido sem que o esterno esteja muito marcado. As costelas não devem ser planas ou em forma de barril.
    • Leunea inferior e abdà´men: Vientre retraído bien hacia la parte posterior, formando una línea curva moderada con la porción inferior del tórax. Não é desejável nas fêmeas manter a barriga solta após a gravidez..

    Cola:

    Atinge a articulação tà­bio-tarso, não deve ser muito longo, não muito curto. Pastilha alta e larga, não deve ser muito alto ou muito baixo nem muito grosso. Melhora uniformemente no final. Em repouso, pendura, formando uma curva natural. Cuando está excitado o durante el movimiento un leve porte de sable pero no en forma de gancho o anillo y no considerablemente por sobre la línea del dorso o a los lados. Uma cola em forma de pincel não é desejada.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES: Bem angulado com ossos e musculatura fortes.

    • Ho(m)bros: Musculatura forte. Escápula larga e inclinada formando con el brazo un ángulo de 100º a 110º.
    • Brazo: Forte e musculoso, colada ao corpo, debería ser un poco más largo que la escápula.
    • Cotovelos: Sem desvios, nem dentro nem fora.
    • Antbraço: Strong, muscular. Visto de frente ou de lado completamente reto com parada vertical.
    • Carpo: Strong, empresa, muito pouca diferença da estrutura do antebraço.
    • Metacarpo: Visto de frente, forte e reto. Perfil, mostra uma leve inclinação para frente.
    • Pemé anterior: Rodada, bem arqueado com os dedos bem juntos (Pé de Jack). Unhas curtas, forte, o mais escuro possà­vel.

    MEMBROS POSTERIORES: El esqueleto completo está cubierto por músculos fuertes que hacen que la grupa, quadris e coxas têm uma aparência ampla e redonda. Os membros posteriores são bem angulados e fortes, visto por trás são paralelos aos membros anteriores.

    • coxas: Longo, largo e muito musculoso.
    • Cajadoemllcomo: Strong, posicionado quase verticalmente abaixo da articulação do quadril.
    • PemErna: longo, aproximadamente o mesmo comprimento das coxas. Com musculatura desenvolvida.
    • Aarticulação tà­bio-tarso (Jarrete): Strong, estável, sem desvios, nem para fora nem para dentro.Metatarso: Curta, forte, quase perpendicular ao chão.
    • Pemé mais tarde: Rodada, bem arqueado com os dedos bem juntos (Pé de Jack). Unhas curtas, forte, o mais escuro possà­vel.

    Movimento:

    Armonioso, ágil, cobrindo muito terreno, levemente elástico. Os membros observados na frente e atrás devem se mover paralelamente. Sem dar pequenos passos, nenhum passo de ambição.

    Manto

    PIEL: Pegada, bem pigmentado em cães com cores sólidas. En el Gran Danés manchado blanco y negro la distribución de la pigmentación corresponde en su mayoría con las manchas.

    Pelo: Muito curto, espesso, suave, aparência achatada e brilhante. Nunca deve ser difà­cil, camada fosca ou dupla.

    Companhialor: El Gran Danés se cría en tres variedades independientes: leonado e malhado, salpicado e preto, azul.

    • Leonado: Dourado pálido leonado a intenso dourado leonado. Uma máscara preta nunca é desejável., leonado azulado o un color leonado con hollín. Sem marcas brancas.
    • Avocê(g)rado: Fulvo de ouro pálido de cor básica a fulvo de ouro profundo, com listras pretas regulares e claramente desenhadas correndo na direção das costelas. Uma máscara preta é desejável. Nunca com listras descoloridas. Sem marcas brancas.
    • Arlequín(Brancos com manchas pretas espalhadas): Color base blanco puro en lo posible sin ningún moteado con manchas negro azabache bien distribuidas sobre todo el cuerpo de forma irregular y apariencia de estar rotas. Não são desejadas áreas cinzentas nas manchas, azul ou marrom, bem como um toque cinza-azul. Los llamados “Grautiger” (tem uma cor de base principalmente cinza em manchas pretas) ocorrer, eles não são procurados, mas não são desqualificados.
    • Negros: São permitidas as marcas Azabach Black White no peito e nos pés. Aquí se incluyen los “Manteltiger” en los cuales el negro cubre el cuerpo en forma de manto y el hocico, pescoço, peito, barriga, extremidades y la punta de la cola pueden ser blancos como así también los Gran Danés con color base blanco y placas grandes color negro (Registro de cães). É um defeito de cor cinza, marrom ou preto azul.
    • Acomul: Cor azul aço escuro, com manchas brancas no peito e nos pés Nunca azul acastanhado ou preto.


    Tamanho e peso:

    Alturpara a cruz:

    • Machos: pelo menos 80 cm não superior a 90 cm
    • fêmeas: pelo menos 72 cm não superior a 84 cm


    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Celes não estão vindo: Parada insuficiente
    • Hocico: Lábios enrolados (los labios inferiores apretados entre los incisivos de la mandíbula superior e inferior).
    • mandíbulas / Dentes: Posicionamento irregular dos incisivos individualmente, desde que a mordida correta seja mantida, dentes muito pequenos mordida de grampo parcial.
    • Ojos: Saliente ou muito profundo
    • Ho(m)bros: Solto ou sobrecarregado com omoplatas direitas
    • Cotovelos: solto
    • Antbraço: Curvado, articulações salientes na articulação do carpo
    • Carpo: Excelente comprometido ou inclinado.
    • Antigatremissões posteriores: angulação muito aberta ou muito fechada No jarrete estático de vaca, jarretes juntos ou lotados.
    • Pemisto é: Planos, aberto, Ergà´s longos.

    FALTAS GRAVES:

    • Timperador: Falta de seguridad en sí mismo, tímido o nervioso.
    • Celes não estão vindo: Amanzanada, músculos de las mejillas demasiado marcado
    • Ojos: Pálpebras frouxas, conjuntiva muito avermelhada
    • Dorso: volta afundado ou empapado.
    • Gsemelhança: muito inclinado
    • Companhial-: inclinado, espessado na ponta ou cauda amputada
    • Movimento: Pasuqueo permanente

    FALTAS DESQUALIFICANDO:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..
    • Timperador: Mordedor por medo, facilmente provocado
    • Trufa: trufa color hígado, nariz de festa
    • Ectropión, entrópio ou macroblefarian Cor diferente na cor sólida. Olhos azuis lacrimejantes.
    • mandíbulas / Dentes: Mordida prognática, enognática o boca cruzada, braçadeira de mordida, ausencia de dientes excepto dos P1 en la mandíbula inferior.
    • Companhial-: Cauda quebrada.
    • Companhialor
      • Gcorreu dinamarquês Leonado e malhado: cor prata azul ou isabella, estrela branca na testa, colarinho branco em volta do pescoço, pés ou soquetes brancos e ponta da cauda branca.
      • Dogue alemão manchado preto e branco: branco sem manchas pretas (albinos) como así también Daneses sordos, los así llamados Porzellantiger (estes mostram principalmente manchas azuis, leonadas ou atigradas). 
      • Gdinamarquês azul correu: estrela branca na testa, colarinho branco em volta do pescoço, “zoquetes” blancos o punta de la cola blanca.

    Ta mão: Por debajo de la altura mínima.



    N.B.:
    • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

    TRADUÇÃO: Senhorita. Brígida Nestler.

    Supervisão técnica: SR. Miguel Ángel Martinez.

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

      1. Deutsche Dogge, German Mastiff, Boarhound, Apollo of Dogs, Gentle Giant (inglês).
      2. Grand Danois (Francês).
      3. Ulmer Dogge, Englische Dogge, Dänische Dogge, Hatzrüde, Saupacker, Große Dogge (alemão).
      4. Grande dinamarquês, Alano tedesco (português).
      5. Dogo alemán, Alano alemán (espanhol).

    Cão-salsicha
    Germany FCI 148 - Dachshund

    Dachshund

    O Cão-salsicha (“Cão de texugo” em alemão), também chamado Dachshund, Dackel o Salsicha de cão, É uma raça de cão em alemão.

    Su peculiar fisonomía se debe a una mutación genética conocida como bassetismo, que é fornecido com cópias de algumas pernas muito curtas relativo ao tamanho do corpo.

    Há gravuras do antigo Egito onde são cães de pernas curtas. Contudo, corrida como sabemos que se trata da seleção dos cães afetados alemães de bassetismo, muito adequado para Coelho-caça, Lebre, Texugo e outras presas em tocas. Acredita-se ser a mais antiga variedade de cabelo curto; variedades de cabelo duro e longo foram, em seguida, através do cruzamento com as corridas Griffon e Epagneul, respectivamente.

    Cão-salsicha

    • Leia tudo sobre a corrida, clicando em: Dachshund.