▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Puggle
Estados Unidos - Raças híbridas

Puggle

Conteúdo

Explorando a fascinante raça de cães Puggle

Os cães têm sido companheiros leais dos humanos há séculos., y entre las numerosas razas que han surgido, o Puggle se destaca como una mezcla única y encantadora. esta raça, nacida de la combinación entre un Beagle e um Carlin, ha ganado popularidad por su personalidad juguetona y su apariencia adorable. En este artículo, exploraremos a fondo la historia, características y cuidados de los Puggles.

Orígenes del Puggle

O Puggle es relativamente joven en comparación con otras razas, ya que su cruce intencional comenzó en la década de 1980 nos Estados Unidos. El objetivo era combinar las mejores cualidades del Beagle e do Carlin, creando así un perro con la energía y el olfato del primero, junto con la personalidad amigable y la apariencia distintiva del segundo.

Características físicas

Los Puggles son perros de tamaño mediano, con una apariencia compacta y robusta. Presentan una cabeza redonda y orejas caídas, heredadas principalmente del Beagle, mientras que su hocico corto y arrugado es característico del Carlin. Su pelaje suele ser corto y denso, con una variedad de colores que incluyen beige, Preto, y atigrado. Los ojos grandes y expresivos añaden un toque de encanto a su apariencia.

Personalidad Juguetona y Social

Una de las razones por las que los Puggles se han convertido en mascotas tan queridas es su personalidad amigable y juguetona. Son conocidos por ser perros sociales que se llevan bien con niños y otros animales. Su naturaleza curiosa y enérgica los hace ideales para familias activas que disfrutan de la interacción constante con sus mascotas.

Cuidados Esenciales

A pesar de su apariencia robusta, o Puggles requieren cuidados específicos para asegurar su bienestar. El ejercicio regular es fundamental para mantener su nivel de energía bajo control y prevenir problemas de salud relacionados con el peso. O que mais, sus arrugas faciales requieren una limpieza regular para evitar infecciones cutáneas. El cepillado semanal también ayuda a mantener su pelaje brillante y saludable.

Desafíos de Salud Comunes

Como todas as raças, o Puggles pueden ser propensos a ciertos problemas de salud. Su estructura facial corta puede contribuir a problemas respiratorios, y suelen ser susceptibles a la obesidad. Los dueños deben estar atentos a signos de dificultad para respirar y mantener una dieta equilibrada y ejercicios adecuados para prevenir el aumento de peso.

Conclusões

Em conclusão, o Puggle es una raza de perro fascinante y encantadora que ha ganado el corazón de muchas familias en todo el mundo. Su combinación única de características del Beagle e do Carlin lo hace distintivo tanto en apariencia como en personalidad. Con los cuidados adecuados y la atención a su salud, los Puggles pueden convertirse en compañeros leales y amorosos para aquellos que buscan la alegría de tener una mascota en sus vidas.

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Podenco andaluz
España Não reconhecida pela FCI

Podenco Andaluz

O Podenco andaluz É um cão vivo e bem equilibrado de carácter.

Conteúdo

História

Nativo da região andaluza do sul da Espanha, acredita-se que o Podenco andaluz provavelmente descendente do cão de caça europeu. Especulou-se que era uma das raças antigas representadas nas pinturas rupestres da Península Ibérica há milhares de anos., mas estudos genéticos recentes tornaram essa teoria improvável.

Esta raça não foi oficialmente reconhecida na Espanha até 1990, quando um grupo de raças foi criado. Devido à falta de características distintivas únicas e às semelhanças que compartilha com outras raças de cães, em particular com ele Podengo-português, o Podenco andaluz geralmente não reconhecido por direito próprio fora de seu país de origem.

Tradicionalmente usado como cães de caça, seus sentidos de visão, audição e olfato se desenvolveram muito ao longo dos anos, e têm a capacidade de resistir à s condições quentes e secas da paisagem árida de onde se originam. Eles são conhecidos por serem caçadores metódicos e bem-sucedidos.. O Podenco andaluz o menor tradicionalmente caça lebres ou coelhos, enquanto as variantes maiores podem ser usadas para caçar javalis. Eles geralmente caçam em matilhas.

O raça não é reconhecida pela FCI ou por nenhuma outra associação de Cynological internacional dado o grande número de correspondências com o padrão do Podengo-português, Ele faz com que a dúvida tratada ou não, realmente, de diferentes raças.

Características físicas

Como no português Hound Warren, o cão andaluz distingue três tamanhos e três tipos de cabelo, fatores cuja combinação pode causar até nove variedades diferentes.

Tendo em conta as variedades de tamanho são:

  • Grande Podenco andaluz
  • Médio-Podenco andaluz
  • Pequeno Podenco andaluz

Se tivermos em conta os diferentes tipos de cabelo, Temos as seguintes variedades:

  • Hound cabelo andaluz Sardenha ou disco rà­gido.
  • Cão andaluz Solorio ou cabelos longos.
  • Cão andaluz de cabelo liso e curto.

Há uma variedade derivada do Podenco andaluz, de pêlo curto, médio, que recebe o nome de Maneto, devido a suas pernas curtas e resistentes, fenômeno conhecido no campo da cinologia como bassetismo, aludindo ao Basset. Atualmente o Maneto é aceite como uma raça pela RSCE provisoriamente.

A cor básica da camada é branca ou canela, qualquer um que consiste de duas cores. A cor branca existe em sua prata variantes, companheiro e Marfim; e a canela pode variar de limpar a ignição canela.

Sobre o tamanho e o peso das três variedades, abaixo podemos especificar:

Altura à  Cruz:

  • Tamanho grande: machos de 54 - 64 cm e as fêmeas em 53 - 61 cm.
  • Médio tamanho: machos de 43 - 53 cm e as fêmeas em 42 - 52 cm.
  • Tamanho pequeno: machos de 35 - 42 cm e as fêmeas 32 - 41 cm.

Peso:

  • Tamanho grande: 27 kg. (+ – 6 kg).
  • Médio tamanho: 16 kg. (+- 6 kg).
  • Tamanho pequeno: 8 kg. (+ – 3 kg).

O Podenco andaluz, é um cão harmà´nico, compacto, muito rústico e bem canalizado.

Caráter e habilidades

O Podenco andaluz, tem uma grande inteligência, nobreza, sociabilidade e está sempre alerta. É um cão vivo e bem equilibrado caractere, reage apenas a estímulos importantes.

É um cão rápido, par Hunt b., com um excelente sentido de cheiro e muito resistentes à  fadiga, não mannish antes de qualquer coisa, ele é metódico e rápido em sua busca, caça e em uma menor, sendo um coletor excelente pêlos ou penas, se em água ou acidentados.

O Podenco andaluz como os outros podencos, tem um sentido de visão altamente desenvolvido, audição e olfato, o que os torna bons caçadores, especialmente quando se trata de caçar coelhos.

A balança de caça praticados no centro e sul da Espanha os podencos constituem o núcleo das rehalas (Grupo de cães de caça, cujo número varia de 20 e 24), que geralmente são compostos por grandes cães de caça para assédio e alguns espécimes de tamanho médio, como cães de ponta ou de busca.

No jogo de caça de pequeno meio utilizado e variedades de menina, quer a tà­tulo individual, em pares ou forma arcadas (bando de cães de caça).

Uma das funções mais típicas do grande cão, é que de mascaras, o colleras de corridas de galgos de acompanhamento durante a caça a lebre. Seu trabalho é, primeiro, levantar-se e fazendo o rabona de sua cama ou escondendo, tornando-se disponà­vel para as corridas de galgos e, Depois de terminado o lance, remover a peça de galgos para trazê-lo ao seu proprietário.

A andaluza fazendas de grande porte foram usadas como cães encarregados de educação e o tamanho de menina como limpadores de roedores.

É muito amando, submissa e justo com o proprietário, mas quebrar esse vínculo em face da punição injusta. Também, Ele tem uma grande capacidade de formação.

Imagens “Podenco andaluz”

Vídeos “Podenco andaluz”

Federações:

  • RSCE – Grupo 5 Seção 7 (Provisoriamente reconhecido)

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Pachón Navarro
España Não reconhecido pela FCI

Pachón Navarro

O Pachón Navarro tem uma divisão visível no nariz que também é chamado de 'nariz duplo'.

Conteúdo

História

O Pachón Navarro É uma raça de cão originário Navarra espanhol, Este é um cão de amostra utilizado em pequena pen e jogo de cabelo.

Estudiosos da corrida, a popularidade desta raça de cão alcançou sua popularidade de pico na pose, especialmente entre a nobreza espanhola no século XIX e XVIII. Após a Guerra Civil espanhola, a corrida estava à  beira da extinção.

Foi então, Quando uma entusiastas de corrida decidiu começar a trabalhar sobre a recuperação do mesmo. O primeiro passo foi percorrer o país e localizar todos os exemplares de Pachón Navarro que haviam sobrevivido ao desastre social..

É por isso que, o Pachón Navarro corrente é o produto da recuperação através de espécimes do Velho Cão Apontador Espanhol (Old Spanish ponteiro), essa é a teoria que os autores clássicos mantêm durante os últimos séculos.

Na verdade, Exemplo de cão velho espanhol, É uma das sete raças que figuram como cão de exposição na classificação realizada pela Royal Canine Society of Spain., no ano 1911.

Dentro da documentação de suas origens, algumas teorias sugerem que o Pachón Navarro descende do Talbot Hound e outros cães de caça, cuja origem remonta ao século XII.

Atualmente o Pachón Navarro, ainda em fase de recuperação.

Outros nomes: Old Spanish Pointer / Perdiguero Navarro / Pointer Navarro / Pachón de Victoria.

Raças de cães: Pachón Navarro

Características físicas

É um cão de corpo robusto, Retangular, Possui a cabeça grande e focinho forte, quadrado, as pernas são bastante curtas, o tronco é cilíndrico e sua pelagem tem textura dura e aparência desalinhada.

É um cão de tamanho grande, pesa em torno de 27-33 quilos e tem uma altura a Cruz de 48 - 57 centímetros.

Pachón Navarro é uma caça cão cujo característica mais marcante é um dividir na trufa É também chamado de 'nariz duplo'.

Aparentemente, esse nariz peculiar dá sensibilidade olfativa Pachón Navarro aumentada, sendo que uma das razões por que ele foi escolhido como cão de caça.

Sua pelo resumo pode ser o cor fígado e branco, ou laranja e branco. As manchas da cabeça e uma grande parte da camada são, geralmente, cor sólida.

Embora, na maioria dos exemplares da raça, predomina a pelagem curta, é possível encontrar espécimes com o pelo mais comprido ou "sedeño".

Seus orelhas eles são longos.

O Federação Cinológica Internacional, e as principais federações de Cinológicas na Europa, eles não reconhecem Pachón Navarro, como um oficial de corrida.

Caráter e habilidades

Pachón Navarro é um cão Inteligente, Vá com calma, dócil. É muito sociável com os seres humanos e outros cães.

Seu maior estado de felicidade é no campo, lá ele vai correr vigorosamente, dando gala de toda a sua resistência e a sua natureza de caçador. Se desempenha seu papel como Hunter, será um excelente companheiro.

Dado seu instinto de Hunter, É um cão que precisa de muito exercício, você sempre terá uma torrente de energia que precisa gastar, mesmo que atravessa os campos.

De todas as formas, Ele pode se adaptar à  vida doméstica em muito afetuoso com sua famà­lia, apesar de independentes, e Você poderá desfrutar de muito sendo ao ar livre dando alguns bons passeios.

Observações

Você pode encontrar muitas informações da corrida na teia da Clube espanhol Pachón.

Imagens de Pachón Navarro

Và­deos de Pachón Navarro

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Galguinho italiano
Italia FCI 200 . Lebréis de pelo curto

Galgo Italiano

O Galguinho italiano apesar de ser uma raça italiana, não é amplamente utilizado em seu país.

Conteúdo

História

De origem antiga, o Galguinho italiano Ele é um descendente dos pequenos sighthounds que estavam presentes na corte dos faraós do antigo Egito.

Acredita-se que a raça atual tenha se originado no que hoje é a Turquia e a Grécia.. Embora não esteja claro se a raça foi usada como cão de caça ou como cão de companhia. (ou talvez ambos), é claro que ele causou uma forte impressão lá, a ponto de ser representado em muitos achados de cerâmica durante as escavações arqueológicas.

A raça se espalhou para a Itália por volta do século 5 aC.. Restos de galgos italianos encontrados em Pompéia, cidade soterrada pela erupção do Vesúvio no ano 79 a.C.

Existem poucos vestà­gios deste cão até a Idade Média, quando ele se tornou o favorito da nobreza. Embora o cão tenha sido encontrado na maior parte da Europa mediterrânea, foi particularmente bem sucedido na Itália, de onde vem seu nome atual. Mais uma vez, os artistas da época escolheram homenageá-lo: Desta vez, foi imortalizado nas pinturas dos grandes mestres.

Aos poucos, ele conquistou o norte da Europa e chegou à  Grã-Bretanha no século XVI., onde logo se tornou popular com a nobreza, e até mesmo foi adotado por alguns soberanos. Sua popularidade na Europa cresceu continuamente, pico no século 19, mas os conflitos da primeira metade do século 20 dizimaram suas fileiras.

Felizmente, já havia cruzado o Atlântico para os Estados Unidos, ao ponto que o American Kennel Club (AKC) reconheceu a raça em 1886. Embora seu número nunca tenha sido muito grande, foram essas linhas americanas que contribuíram para o renascimento da raça no pós-guerra. Na verdade, para restabelecer seus programas de reprodução, Criadores europeus (e em particular os da Grã-Bretanha) Eles recorreram à  importação de animais dos Estados Unidos.

Em 1948, o United Kennel Club (UKC) Raça americana reconhecida, seguido em 1956 pela Fédération Cynologique Internationale (FC). Hoje em dia, todas as principais associações caninas reconhecem o Galguinho italiano, o IG, como é carinhosamente conhecido pelos fãs Anglo.

Assim, está presente em todo o mundo e goza de certa popularidade, que tende a crescer. no seu país de origem, a cada ano mais do que 300 cães no "Ente Nazionale della Cinofilia Italiana", versus menos que 200 no final dos anos 200. Nos Estados Unidos, fileiras 70 (de 195) entre as raças mais populares, de acordo com o número de inscrições anuais no AKC. No Reino Unido, os registros estão aumentando consideravelmente, indo de pouco mais que 200 por ano ao redor 2010 o dobro dessa figura sozinho 10 anos mais tarde. A mesma tendência de alta é observada na França, onde agora mais do que 450 cópias por ano no Livre des Origines Français (LOF), na frente de alguns 200 na década de 1990 e princà­pios de 2000. Na notà­cia, é a segunda raça de sighthound mais popular do país, muito atrás de Whippet.

Características físicas

O Galguinho italiano tem, como o próprio nome sugere, a aparência elegante e distinta de um galgo em miniatura. Na verdade, É o menor dos sighthounds.

Seu corpo esguio é quase perfeitamente quadrado, seu comprimento é igual a sua altura na cernelha. Suas pernas delgadas, com uma estrutura óssea refinada, tem musculatura bem desenvolvida, mas não volumoso. A cauda, portado baixo na primeira metade e depois curvado para cima, também é muito bom.

A cabeça é longa, oblongo e estreito, sentado em um pescoço longo e musculoso, com um diâmetro maior que o do crânio, que é plano. Seu focinho cà´nico termina em um nariz preto, ou pelo menos escuro. Seus grandes olhos redondos, muito expressivo, eles são bastante castanhos escuros. Suas orelhinhas, transportado alto, eles têm cartilagem fina e se dobram sobre si mesmos. Quando o cachorro está à  espreita, fica de pé e o lóbulo é colocado na posição horizontal, uma posição chamada “molinete”.

O manto de Galguinho italiano não tem subpêlo e consiste em cabelo curto, sedoso e fino que cobre todo o corpo sem franjas. O casaco pode ser de qualquer tom de preto, cinza ou isabela (uma cor entre bege e amarelo). Pode haver algumas marcas brancas no peito e nos pés.

Por último, dimorfismo sexual é muito leve: machos e fêmeas são praticamente do mesmo tamanho e peso.

Tamanho e peso

▷ Tamanho macho: 32 - 38 cm
▷ Tamanho fêmea: 32 - 38 cm
▷ Peso macho: 5 kg
▷ Peso fêmea: 5 kg

Caráter e habilidades

O Galguinho italiano Ele é muito carinhoso com os membros de sua famà­lia. Ele gosta de passar a maior parte do tempo com eles., ou jogando, andando, descansando ao seu lado ou escondendo-se sob as cobertas durante a noite. Pode tolerar ficar relativamente bem sozinho quando o mestre está trabalhando, principalmente se você sabe que receberá carinho e atenção quando voltar. Por outro lado, Você provavelmente sofrerá de ansiedade de separação se tiver que passar um fim de semana inteiro longe de sua famà­lia. É um cachorro que precisa de atenção, e é capaz de passar horas com seu mestre no sofá da sala, mas também para segui-lo com curiosidade por toda a casa.

Não importa o quão próximo ele seja de sua famà­lia, este cão é muito tímido na presença de estranhos: depois de latir para sinalizar sua presença, corre e se esconde para observar à  distância como as coisas estão indo.

Viver muito bem com os jovens, que são excelentes companheiros para ele: É um cão recomendado para crianças. Contudo, as crianças devem ter aprendido a se comportar com um animal e estar cientes de que não é um brinquedo, para evitar qualquer forma de abuso. Isso é especialmente verdadeiro porque o tamanho em miniatura deste cachorro, preso a seus ossos finos e quebradiços, significa que acidentes podem acontecer muito rapidamente. Eles também devem ter o cuidado de falar com você com uma voz calma, como ele logo se assustaria com altos gritos de alegria ou choro exagerado. Em qualquer caso, independentemente de raça, a interação entre um cão e uma criança pequena deve sempre ocorrer sob a supervisão de um adulto.

A sociabilidade de Galguinho italiano se espalha para outros animais, então morar com eles geralmente não é um problema. Contudo, se o galgo italiano deve dividir uma casa com um cachorro maior, é importante garantir que o cão maior não veja o Galguinho italiano como uma presa ou perturbá-la com muita violência quando brincam juntos. O que mais, este cachorro gosta de perseguir tudo que se move, o que poderia ser uma fonte de estresse para um pequeno roedor como um rato, embora seja improvável que seja realmente atacado.

Na verdade, o Galguinho italiano ele é um cachorro ativo, quem gosta de correr, pular e brincar, embora, É claro, isso diminui conforme você envelhece. Agilidade é um esporte canino ideal para satisfazer sua necessidade de exercà­cio. Mas se você não tem acesso ao exterior, encontrar rapidamente uma pista entre os móveis da sala de estar, que você pode usar, por exemplo, correr e pular nos móveis mais altos. Deve-se dizer que este cão compartilha com os gatos uma predileção especial por lugares altos., então não é incomum encontrá-lo brincando na mesa da cozinha ou na cà´moda do quarto.

Contudo, eles podem viver bem em um apartamento, desde que tenham espaço suficiente para se exercitar por pelo menos uma hora por dia. Contudo, o proprietário deve estar ciente de que eles podem ter problemas de limpeza, especialmente se não for levado para caminhadas com freqüência suficiente. É por isso que., é recomendado que você tenha acesso ao ar livre, onde ele pode correr e se aliviar antes de retornar ao calor de casa, em todos os sentidos. Como é difícil para ele se conter quando tem vontade, uma escotilha para cães é ideal para que ele possa ir ao jardim de forma independente. Isso também torna mais fácil para você tomar sol no jardim sempre que quiser., já que é uma de suas atividades favoritas. Contudo, o jardim não deve ter vãos por onde possa escorregar e deve ser vedado com uma cerca de pelo menos 1,5 m de altura para evitar que salte. Em qualquer caso, uma cerca elétrica subterrânea não seria um dispositivo eficaz, já que não é o download recebido que o faria voltar. Na verdade, sua propensão a correr atrás de qualquer coisa que se mova significa que ele pode decolar rapidamente assim que tiver a chance. Pela mesma razão, recomenda-se carregá-lo sempre na coleira ao caminhar. Isso é ainda mais verdadeiro porque pode atingir velocidades de até 40 km/h., o que torna muito difícil pegá-lo depois de iniciado.

A este respeito, lembre-se disso, como todos os sighthounds, o Galguinho italiano tem um pescoço mais largo que a cabeça, o que torna os colares usuais ineficazes. Existem coleiras especiais no mercado para este tipo de cão, mas um simples arnês também pode alcançar o resultado desejado.

Um pouco manipulativo, o Galguinho italiano tende a fazer o que quer e pode facilmente guiar um mestre que não sabe ensinar-lhe a hierarquia familiar e que se deixa tocar por seus grandes olhos. No entanto, é um cão inteligente, que geralmente gosta de agradar sua famà­lia. Eles podem te ensinar alguns truques e, em geral, ele adora jogos que o estimulem tanto física quanto mentalmente. Em especial, não se cansa de procurar uma bola e adora qualquer atividade que envolva procurar ou perseguir um objeto.

Seu impulso o torna capaz de entrar em situações difà­ceis, especialmente quando ele é jovem. Na verdade, Esse garotinho imprudente não percebe o quão frágil ele é, e muitos representantes da raça acabam com uma perna quebrada depois de tentar pular de um lugar muito alto.

Por último, tem uma voz muito mais poderosa do que seu pequeno tamanho sugere. Isso sim, não é um grande latidor, embora não hesite em se deixar ouvir por toda a vizinhança quando percebe um ruído desconhecido.

Educação

A educação de Galguinho italiano deve começar o mais cedo possà­vel, colocando ênfase especial em sua socialização. Na verdade, isso é importante para este cão relativamente tímido se acostumar com as pessoas, animais e situações que você pode enfrentar mais tarde na vida.

Outro ponto crucial em sua educação é a limpeza. Sua bexiga é tão pequena quanto o seu tamanho. Portanto, mesmo com toda a boa vontade do mundo, não posso aguentar por muito tempo. Portanto, é importante ensiná-lo a fazer as suas necessidades em um lugar combinado (No exterior, Se for possà­vel, ou em uma caixa de areia dentro) e para apontar suas necessidades urgentes, a ser levado em consideração sem demora. Contudo, nenhum proprietário está a salvo de um acidente um dia, mesmo com um cão adulto bem treinado. Se isso acontecer, É claro, você deve evitar punir seu cachorro, já que nada de bom virá disso.

Apesar de sua teimosia inegável, o treinamento do Galguinho italiano não deve ser muito difícil: Na verdade, é uma raça muito adequada como primeiro cão. Os métodos de reforço positivo são muito bem-sucedidos com esta raça, que gosta de ser recompensado por seus esforços com guloseimas, encorajamento e carícias. Por outro lado, técnicas tradicionais de treinamento de cães não funcionam bem com este cão e provavelmente amplificarão sua timidez natural.

Por outro lado, mesmo com um bom método de treinamento e um bom treinador, você achará difícil prestar atenção por um longo tempo, por isso é melhor fazer várias sessões curtas por dia do que uma sessão longa que vai aborrecê-lo e provavelmente não terá sucesso.

Saúde

O pequeno galgo italiano é uma raça bastante robusta, e muitos desses representantes têm mais de 15 anos.

Contudo, é particularmente predisposto a uma longa lista de doenças e condições:

  • Displasia da anca e displasia do cotovelo, problemas nas articulações que podem tornar a caminhada mais fácil ou mais difícil;
  • Joelho deslocado, que afeta a bola e causa claudicação;
  • Doença de Legg-Calvé-Perthes, deformidade óssea do quadril, muitas vezes confundida com displasia, o que pode tornar a artrite prematura se não for feito a tempo;
  • Problemas periodontais, por exemplo, com sangramento nas gengivas ou até mesmo perda de dentes;
  • atrofia progressiva da retina, causando ruptura do tecido ocular que pode levar à perda de visão;
  • Alopecia, perda total ou parcial de cabelo;
  • Criptorquidia, quando um dos testículos de um indivíduo do sexo masculino não desce em seu lugar;
  • O Hipotireoidismo, um distúrbio da glândula tireóide responsável pelo ganho excessivo de peso e comportamento apático;
  • Epilepsia, uma doença causada por atividade elétrica anormal no cérebro que causa convulsões;
  • O glaucoma, aumento excessivo da pressão dentro do olho, causando dor e perda de visão;
  • Degeneração Vitro-retiniana, caracterizado por depósitos na retina que se assemelham a flocos de neve;
  • O derivação portosistémica, quando uma veia permite que o sangue contorne o fígado. Então não vaza mais, o que causa muitos problemas. A cirurgia geralmente é prescrita, com uma taxa de sucesso de 85%;
  • Câncer de pele, frequentemente causado por exposição excessiva ao sol;
  • Doença de von Willebrand, causando problemas de coagulação do sangue.

Esta raça também é particularmente propensa a fraturas nas pernas., especialmente no rádio e na ulna (patas dianteiras). Na verdade, sua estrutura fina não é tão resistente como à s vezes parece ser imaginado, tanto que seu lado imprudente pode muitas vezes levar a um acidente.

O que mais, esta raça parece particularmente sensà­vel a inseticidas de fosfato orgânico. Portanto, é necessário escolher cuidadosamente os produtos usados ​​dentro de casa e / ou no jardim.

O Galguinho italiano você também pode ser alérgico a certos anestésicos e barbitúricos. Este ponto deve ser discutido com o veterinário antes de qualquer operação..

Finalmente, com seu tamanho pequeno e pelo curto, É uma raça canina que teme o frio e o mau tempo. Se você mora fora de casa, o que não é recomendado, precisa de abrigo adequado. O que mais, é útil vesti-lo com um blusão de cachorro em caminhadas quando chove, ou um suéter se o ar estiver frio.

Por outro lado, mesmo se você particularmente aprecia isso, devemos ter certeza de que não passa muito tempo ao sol no verão, porque é muito propenso a problemas de pele. Por conseguinte, é aconselhável mantê-lo na sombra, ou pelo menos colocar um protetor solar para cães.

Esperança de vida

A partir de 13 - 14 anos

Limpeza

O Galguinho italiano é uma raça muito fácil de cuidar.

Na verdade, seu pêlo curto requer apenas uma rápida escovação semanal para mantê-lo brilhante. Eles perdem muito pouco e não têm um período de muda perceptível durante o qual a muda pode exigir manutenção mais regular..

É por isso que eles são considerados uma raça de cão hipoalergênica.. Dito isto, lembre-se de que não há risco zero: alguém alérgico a cães deve se dar ao trabalho de verificar em condições reais se não há problemas com o animal que está pensando em adotar. Contudo, um cachorro que derrama muito pouco, como é o caso do galgo italiano, tem um risco efetivamente reduzido de transmitir alérgenos.

Em qualquer caso, escovar o cabelo do cachorro uma vez por semana geralmente é o suficiente para limpá-lo: a menos que tenha sido enrolado em uma substância pegajosa ou fedorenta, geralmente não é necessário dar banho nele.

Para completar esta sessão semanal, você tem que verificar seus dentes, olhos e ouvidos e limpe-os se necessário. Preste atenção especial aos seus dentes e gengivas para verificar se há alguma inflamação que possa ser um sinal de doença periodontal., uma vez que é um problema de saúde ao qual está mais sujeito do que outros cães.

Por último, verifique se suas garras não são muito longas, e se eles são, você tem que cortá-los, pois existe o risco de ser prejudicado em seus movimentos e / ou machucado. Contudo, isso não é necessariamente um problema com um cão muito ativo, já que o desgaste natural pode cuidar disso.

Alimentos

O Galguinho italiano você não tem dificuldade em escolher sua comida, e a comida comercial para cães está indo bem. Para que receba todos os nutrientes e vitaminas necessários à  sua boa saúde, os alimentos devem ser de boa qualidade e adaptados ao seu tamanho e idade.

É importante seguir as quantidades diárias recomendadas pelo fabricante para ter certeza de não comer demais. Se o seu cachorro recebe guloseimas, especialmente como parte de seu treinamento, a ingestão calórica correspondente deve ser deduzida de sua cota diária para evitar ganho de peso.

Em geral, um dono responsável que se preocupa em manter seu cão saudável deve monitorar sua dieta e peso pesando-o regularmente. Se você tiver um deslize, não espere para corrigir a situação: em geral, apenas reduza suas porções e lhe dê mais exercà­cios. Sim, não é assim, é aconselhável consultar um veterinário para descartar um possà­vel problema de saúde e estabelecer uma dieta mais adequada.

Por outro lado, lembre-se que o Galguinho italiano é uma raça naturalmente mais magra do que muitas outras: não se assuste com isso, ou tente remediar aumentando sua dieta.

Preço “Galguinho italiano”

O preço de um cachorro Galguinho italiano rodada a 1000 EUR.

Contudo, este preço médio esconde uma disparidade bastante grande, já que o garfo sai de 700 - 1.400 EUR. A diferença de um assunto para outro é em grande parte explicada por suas características físicas., mais ou menos perto da norma. A linhagem também é importante: um cachorro cujos pais ou outros ancestrais receberam honras em várias exposições caninas está fadado a obter um preço mais alto. Sexo também influencia, já que as mulheres tendem a ser um pouco mais caras que os homens.

Classificações do "Galguinho italiano"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Galguinho italiano" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens do "Galguinho italiano"

Fotos:

1 – Um homem de Galguinho italiano por Cristina, CC POR 2.0, via Wikimedia Commons
2 – Uma mulher de Galguinho italiano llamada Sakura por Tanakawho, CC POR 2.0, via Wikimedia Commons
3 – Enzo, um Galguinho italiano chamado Enzo por madaise
4 – Galguinho italiano por Mark Robinson
5 – Galguinho italiano por https://pixabay.com/es/photos/perro-galgo-italiano-lindo-mascota-3810479/
6 – Cachorros de Galguinho italiano por Italian_Greyhound_Puppies.jpg: Jim ou Katie McClartytrabalho derivado: Anka Friedrich, CC POR 2.0, via Wikimedia Commons

Và­deos do "Galguinho italiano"


Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 10: Seção 3: Lebréis de pelo curto
  • CCC padrão (Canadian Kennel Club / Canadian Kennel Club)
  • "Ente Nazionale della Cinofilia Italiana" –

Padrão da raça FCI "Galguinho italiano"

Origem:
Itália

Data de publicação do padrão original válido:
13.11.2015

Uso:

Cachorro de corrida



Aparência geral:

De aspecto longilíneo, seu tronco está inscrito em um quadrado.Apesar de seu pequeno tamanho, tem todas as características de um galgo em miniatura., o protótipo de requinte e elegância. Pode ser descrito como um modelo de graça e distinção.



PROPORà‡à•ES IMPORTANTES : Seu comprimento é igual, ou ligeiramente menor que a altura na cernelha. O comprimento do crânio é igual a metade do comprimento da cabeça. O comprimento da cabeça pode atingir o 40% a altura na cernelha.



Comportamento / temperamento:

Reservados, afetuoso, dócil.

Cabeça:

Comprido e estreito

Região craniana:

Crânio plano, com os eixos superiores do crânio e focinho paralelos.
O comprimento do crânio é igual a metade do comprimento da cabeça, que é ligeiramente arredondado nas laterais. A região suborbital é bem cinzelada. Os músculos da cabeça não devem dar uma aparência pesada a ela.. Ossos da sobrancelha marcados. Occipucio no Proeminente. Depressão média apenas ligeiramente marcada.

  • Nasofrontal depression (Stop): Muito pouco marcado.

Região facial:

  • Trufa: cor escura, de preferência preto; narinas estão bem abertas.
  • Focinho: Perto.
  • Lábios: As bordas dos lábios têm uma pigmentação muito escura, os lábios são finos e próximos na mandíbula.
  • Mandíbula / Dentes: mandíbula alongada, com os incisivos bem alinhados em círculo, forte em relação ao tamanho do cachorro. Dentes saudáveis ​​e completos, implantado em ângulos retos nas mandíbulas, tesoura articulada.
  • Bochechas: afinar.
  • Olhos: Grande arredondado e expressivo colocados sub frontalmente; o globo ocular não está afundado, nem gafanhoto. A à­ris é de cor escura. A borda das pálpebras tem pigmentação.
  • Orelhas: Muito alto, pequeno, com uma cartilagem fina. Eles são dobrados sobre si mesmos e se estendem para trás sobre a nuca e sobre a parte superior do pescoço.. É quando o cão de alerta, a base da orelha fica em pé e a parte distal se estende lateralmente horizontalmente, como se fosse um galpão.

Pescoço:

O nuca ligeiramente arqueado e saliente na base, em direção à  área da cruz. Linha da garganta ligeiramente convexa. Comprimento igual ao da cabeça. Em forma de cone truncado, muscular. Pele fina sem barbela.

Corpo:

Seu comprimento é igual ou ligeiramente menor que a altura na cernelha.

  • linha superior: perfil reto, com região dorso-lombar ligeiramente arqueado. A curva lombar estende-se harmoniosamente ao longo da linha da garupa.
  • Cruz: Bastante à­ngreme com a parte superior dos ombros colocada junto.
  • Voltar: Reto, muscular.
  • Alcatra: bem inclinado, largo e musculoso.
  • No peito: Perto sólido, mas de forma elegante, com leve arqueamento das costelas, no fundo até os cotovelos.
  • Linha inferior e barriga: Arco pontiagudo subindo sem ser abrupto em direção ao ventre.

Cola:

É baixo, é magra, ainda na base, diminui progressivamente até a ponta. É deitado e reto na primeira metade e depois dobrado na ponta. Esticado deve atingir o topo do jarrete. O cabelo é acetinado.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES:

  • Aparência geral: Bom equilà­brio geral, com musculatura fina.
  • Ombro: Pouco oblà­quo, com músculos longo, bem desenvolvido, claramente observável e saliente.
  • Antebraço: Com um ângulo escapular-umeral bem aberto e uma direção paralela ao plano mediano do corpo. Um pouco mais longo que a escápula.
  • Cotovelos: Nem extrovertido, Nem afundado.
  • Braço: Direito, estrutura óssea refinada, plana e afiada, comprimento deste, medido do chão ao cotovelo, dificilmente ultrapassa o que vai do cotovelo à  cruz; ossos muito leves; o antebraço apresenta uma posição vertical perfeita, ambos de frente, como no perfil.
  • Metacarpo: Seco, no perfil, é um pouco oblà­quo.
  • Pé da frente: Quase de formato oval, pequeno, com dedos arqueados e bem unidos. Almofadas não volumosas e pigmentadas. Unhas pretas ou escuras, de acordo com a cor da pele ou do pé, onde o branco é aceito.

MEMBROS POSTERIORES:

  • Aparência geral: bem angulado. Como um todo., vistos de atrás, equilà­brio perfeito.
  • Coxa: Longo, delgado, não volumoso; os músculos são claramente observáveis.
  • Perna: bem oblíquo, com ossos finos e estrias nas pernas claramente observáveis. Um pouco mais longo que a coxa.
  • Metatarso: Visto por trás deve ser paralelo.
  • Pé traseiro: Menos oval que o anterior, com dedos arqueados e bem unidos; almofadas não volumoso e unhas bem pigmentadas, como nos membros anteriores.

Movimento:

Elástico, harmonioso trote um tanto elevado cobrindo a superfà­cie. Isso significa que os membros anteriores devem ser movidos para a frente com bom alcance, com os metacarpos ligeiramente levantados em ângulo.. Galope rápido, com movimentos de mola, velozes.

Manto

  • PELE: Fina e bem aderida a todas as regiões do corpo, exceto pelos cotovelos, onde é um pouco menos tenso.
  • CABELO: Isso é cetim e fino, Soft sobre todo o corpo, sem o menor traço de franja.
  • COR: De uma só cor, em preto, cinza e elisabetano, em todos os tons possà­veis. Alvo é aceito apenas no peitoril e nos pés.


Tamanho e peso:

  • Altura à  Cruz: Machos e fêmeas : de 32 - 38 cm.
  • Peso: Machos e fêmeas : um máximo de 5 kg.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

  • Marcha permanente.
  • Movimentos elevados.
  • Movimento próximo ao solo com passos curtos.

FALHAS DE DESCALIFICANTES

  • Cão agressivo ou medroso.
  • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..
  • Convergência ou divergência acentuada dos eixos craniofaciais.
  • Despigmentação de todo ou metade do nariz.
  • Focinho cà´ncavo ou convexo.
  • Prognatismo superior ou inferior.
  • Olhos gazeos; despigmentação total das bordas da pálpebra.
  • Cauda levantada nas costas; sem cauda ou cauda muito curta, seja congênito ou por meios artificiais.
  • Casaco multicolorido; cabelos brancos em outros lugares que não os indicados pelo padrão.
  • Tamanho menor que 32 cm o superior a 38 cm, ambos em homens, como nas mulheres.

FALTAS DE ELIMINAÇÃO (no aptos para criar)

  • Mordida prognática
  • Criptorquidismo unilateral


N.B.:

Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
As últimas alterações estão em negrito.

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Nomes alternativos:

1. (Italian: Piccolo levriero Italiano), Italian Sighthound (inglês).
2. Petit lévrier italien (Francês).
3. Italian Greyhound (alemão).
4. (em italiano: Piccolo levriero italiano), Piccolo levriero italiano (português).
5. Piccolo, Galgo Italiano, Lebrel italiano (espanhol).

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Cão de crista chinês
China FCI 288 . Cães nús

Perro crestado chino

O Cão de crista chinês é uma raça de pequeno cão companheiro sem cabelo nativo da China.

Conteúdo

História

A origem do “Cão de crista chinês” Não é muito claro. Alguns especialistas veem nesta raça um descendente de certos cães egà­pcios, mas esta teoria é contestada.

Em qualquer caso, os vestígios mais antigos deste cão remontam à dinastia Hans (226 a.C. - 220 d.C.). Foi usado como um cão utilitário (especialmente por marinheiros, que o levou a bordo de seus navios para caçar ratos) e como cão de companhia na corte imperial, a ponto de os próprios imperadores possuírem um.

Eles também eram usados ​​como moeda nos portos de escala, o que contribuiu para a disseminação da raça.

Relatos de europeus que viajaram para a China no século 18 mencionam cães semelhantes aos Cão de crista chinês, mas foi só na segunda metade do século 20 que os primeiros representantes da raça como a conhecemos hoje chegaram à  Europa., e mais especificamente para a Grã-Bretanha. O primeiro bezerro foi criado em 1950 por Debora Wood. Ele fundou o primeiro clube da raça em 1959. Os primeiros cães chegaram à  França em 1973.

O Cão de crista chinês é reconhecido pela FCI desde 1987, pelo British Kennel Club desde 1981 e pelo American Kennel Club de 1991.

Características físicas

O Cão de crista chinês é uma das raças de cães mais incríveis. Este pequeno cão com uma silhueta esguia é facilmente reconhecà­vel.

A variedade nua, o mais conhecido, tem um corpo liso e sem pelos, exceto na cabeça, pernas e cauda.

Existe outra variedade, o cabeludo, que é coberto por um véu de cabelo longo e sedoso.

Todas as cores de casaco são permitidas. As orelhas são eretas na variedade nua e caídas na variedade peluda..

Tamanho e peso
    ▷ Tamanho macho: 28 – 33 cm
    ▷ Tamanho fêmea: 23 – 30 cm
    ▷ Peso macho: 3 – 4 kg
    ▷ Peso fêmea: 3 – 4 kg

Variedades

Existem dois tipos diferentes desta raça:

  • Tipo de cervo falta de cabelo em todo o corpo, exceto na cabeça, pernas e cauda, com ossos leves e caráter animado.
  • Tipo cobby cabelo longo e sedoso por todo o corpo, com ossos mais pesados.

Caráter e habilidades

O Cão de crista chinês É frequentemente conhecido como um cão antidepressivo devido à  sua natureza agradável, além de sua aparência bem maluca. Na verdade, este cachorrinho é carinhoso, alegre e brincalhão. É muito cativante e nunca é ruim. Portanto, é um bom companheiro para crianças. Muito desconfiado de estranhos, não vai demorar muito para latir à  menor visita.

Com necessidades moderadas em termos de atividade física, é uma raça de cachorro adaptada à  vida no apartamento. Contudo, o que ele mais precisa Cão de crista chinês é a companhia de seu mestre. Pode ser muito “dependentes” com este. O que mais, você pode sofrer de ansiedade de separação do cachorro. Em vigor, ele é um parceiro muito exigente, quem terá dificuldade em suportar a solidão.

Se ele Cão de crista chinês foi bem socializado, vai tolerar outros animais, bem como outros cães sem qualquer problema.

Educação

A educação de Cão de crista chinês deve ser firme mas não violento, porque é sensà­vel. Pelo contrário, pode adotar comportamento destrutivo.

Uso

O Cão de crista chinês É um cão de companhia e de interior.

Se diz que, graças ao calor do corpo, usado como uma bolsa de água quente viva para tratar reumatismo.

Saúde

O Cão de crista chinês é propenso a várias doenças de pele:

  • dermatite atópica ;
  • Dermatite alérgica ;
  • dermatite solar.

O que mais, a variedade nua de Cão de crista chinês é especialmente sensível ao frio e à humidade. Você também deve ter cuidado especial para proteger seu cão do sol., como você pode obter queimaduras.

Por último, a mutação genética que causa a ausência de cabelo leva a problemas de dentição: o cão geralmente perde todos ou parte de seus dentes em 2 anos.

Limpeza

No caso da variedade Tipo de cervo, sem pêlo, você deve banhar seu cão com frequência usando um shampoo para cães. Não há necessidade de hidratar a pele ou aplicar protetor solar.

No caso da variedade Tipo cobby, você deveria escovar seu cachorro toda semana, exceto durante o perà­odo de puberdade do cão, quando deve ser escovado todos os dias. É aconselhável dar-lhe banho regularmente. Não se esqueça de secar com secador de cabelo - temperatura baixa- para evitar pegar um resfriado.

Por último, Desde o Cão de crista chinês frequentemente tem problemas dentários, é recomendável escovar os dentes do seu cão em dias alternados.

Classificações do "Cão de crista chinês"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Cão de crista chinês" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens do "Cão de crista chinês"

Fotos:

1 – “Cão de crista chinês” por https://pixabay.com/es/illustrations/perro-perro-crestado-chino-4882997/
2 – “Cão de crista chinês” por https://pixabay.com/es/photos/crestado-chino-cachorro-3799578/
3 – “Cão de crista chinês” por https://pixabay.com/es/photos/perro-crestado-chino-invierno-2501289/
4 – “Cão de crista chinês” por Sheri Lands, CC POR 2.0, via Wikimedia Commons
5 – “Mulher de Perro crestado chino – Auriga Cassiopeia Maytays Minng – com seus sete cachorrinhos de um mês – quatro deles sem pelos, Tres Powderpuff” por HTO, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
6 – “Cão de crista chinês” por I, Jasmine2501, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Và­deos do "Cão de crista chinês"

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

Federações:

  • FCI – Grupo 9: Seção: 3.2 Pequeno brabançon
  • AKCToy
  • ANKC – (Toy)
  • CKC – Grupo 5 – (Toy)
  • KC – Toy
  • NZKCToy
  • UKC – Grupo 8 – cão de serviço

Padrão da raça FCI "Cão de crista chinês"

Origem:
China

Data de publicação do padrão original válido:
13.10.2010

Uso:

cão de serviço.



Aparência geral:

É um cão pequeno, ativo e engraçado; com ossos médios a leves; falta de pelos no corpo, mostrando apenas cabelos finos nos pés, cabeça e cauda ou coberta com um véu de pelo macio. Existem dois tipos diferentes desta raça: o "Tipo Cervo", de ossos leves e caráter vivo e o "Tipo Cobby" de corpo e ossos mais pesados.



Comportamento / temperamento:

É alegre, nunca arisco o malicioso.

Cabeça:

Plano sem muitas rugas. A distância entre o occipital e o stop é igual à  distância entre o stop e a ponta do nariz. Apresenta um visual engraçado, com uma expressão de alerta.

Região craniana:
  • Crânio: Ligeiramente arredondado e alongado.
  • Nasofrontal depression (Stop): Ligeiramente pronunciado, mas não excessivamente.

Região facial:

  • Trufa: É celebridades, segurando junto com o focinho. Qualquer pigmentação da trufa é aceitável.
  • Focinho: Emagrecendo ligeiramente, mas nunca apontou, fino e sem lábios.
  • Lábios: Fino e aderente.
  • Maxilares/Dentes: Mandíbulas fortes com uma mordida em tesoura regular perfeita, Eu quero dizer, que os incisivos superiores se sobrepõem aos inferiores e são implantados em ângulos retos com as mandà­bulas.
  • Bochechas: Claramente delineadas, magro e plano, afinando até o focinho.
  • Crista: Em forma ideal, a crista deve começar do stop e continuar diminuindo para a parte inferior do pescoço. De preferência, deve ser longo e abundante, mas também é aceitável que seja escasso.
  • Olhos: Tão escuros que parecem pretos. Eles não devem mostrar a conjuntiva ou muito pouco dela. Seu tamanho é médio e sua implantação é muito separada.
  • Orelhas: Inserção baixa: o ponto mais alto da base da orelha está no nà­vel do canto externo do olho. São longos, y levantado, com ou sem franjas de cabelo, exceto em Powder Puffs onde as orelhas caídas são permitidas.

Pescoço:

Limpo, queixo duplo livre, longo, graciosamente inclinado para sua inserção com ombros fortes. Durante o movimento, o cão usa o pescoço alto e ligeiramente arqueado.

Corpo:

De médio a alongado. Flexível.

  • Voltar: Horizontal.
  • Lombo de porco: empresas.
  • Alcatra: bem arredondado e musculoso.
  • No peito: Bastante profundo; desce para o cotovelo, sem apresentar costelas. O esterno não é proeminente.
  • linha de fundo: Moderadamente retraída.

Cola:

Inserção alta, usa-o em linha reta ou para o lado durante o movimento. É muito tempo, afinando gradualmente até a ponta; é quase direto, não enrola ou dobra para nenhum dos lados; trava naturalmente durante o descanso. Possui penas longas e abundantes que se limitam aos dois terços inferiores da cauda. Uma pena magra é aceitável.

Extremidades

Membros anteriores

Comprido e fino, bem equilibrado sob o corpo.

  • Ombro: Omoplatas bem delineadas, estreito e bem posicionado para trás.
  • Cotovelos: colado ao corpo.
  • Metacarpo: magrelo, forte, quase vertical.

Membros posteriores

eles estão bem separados. A angulação dos membros posteriores deve ser tal que as costas fiquem na horizontal.

  • Joelho: Strong; a perna longa desce suavemente em direção à  articulação tà­bia-tarsal.
  • Jarrete: Sob.

Pés

Pés extremamente moldados "Lebre", estreito e muito comprido, com um alongamento único dos pequenos ossos localizados entre as articulações, especialmente nas patas dianteiras, que quase dá a aparência de ter uma peça de conexão adicional. As unhas podem ser de qualquer cor e são moderadamente longas. O "meias" (pele peluda dos pés) deve, idealmente, ser confinado aos dedos e não deve se estender acima da articulação do carpo. Pés e dedos dos pés não se desviam para dentro ou para fora.

Movimento:

É muito tempo, fluido e gracioso com bom alcance e muita movimentação.

Manto

Pelo

Não deve haver grandes áreas cobertas de pelos em qualquer parte do corpo. A pele deve ser delicadamente granulada e lisa, quente ao toque. Em Powderpuffs a pele tem um subpêlo com um véu macio de cabelo comprido, sendo característico o pelo em forma de véu.

Cor

Qualquer cor ou combinação de cores é aceita.



Tamanho e peso:

Altura à  Cruz

  • Machos: 28-33 cm.
  • fêmeas: 23-30 cm.

O peso varia consideravelmente, mas não deve ser maior que 5 ½kg.



Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e sua gravidade é considerada até o grau de
desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..

Nota: Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..


Faltas desqualificadas:
  • Agressividade ou extrema timidez.
  • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais.


N.B.:

Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

Nomes alternativos:

1. Crested, Puff, Hairless Chinese Crested Dog (inglês).
2. Chien nu chinois (Francês).
3. Chinese Crested Dog (alemão).
4. (em chinês: 中国冠毛犬) (português).
5. Crestado, Puff (espanhol).

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Pequinês
China Inglaterra FCI 207 . Eagneul Japonês e Pequinês

Pekinés

O Pequinês Ela adora ser o centro das atenções e vai pedir para ser integrado em todas as atividades da famà­lia.

Conteúdo

História

O Pequinês o Pequinés É uma raça de cão de companhia, desenvolvido na China. Esta pequena raça de cão é um nativo da área do Leste Asiático, e é considerado um afastamento dos cães peludos míticos do Tibete. Referência depois referral, conhecido em Korean imprime a primeira documentação oficial de atrás 4.000 anos, e outros desde o século VIII, imerso na corte Imperial da China, no meio da Dinastia H'ang.

Para o Império., este animal surgiu em uma era mitológica, e aqui está um pequeno parágrafo sobre esta origem: “-Adorável apaixonada por um macaquinho, o Rei Leão procurou obter permissão para se casar com seu mágico de Deus Hai Ho. -Se você está disposto a sacrificar sua força e seu tamanho, Eu dou meu consentimento, Foi a resposta do deus.

ler mais

▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Pug
China Gran Bretaña FCI 253 . Molossoides de pequeno porte

O Pug É um cão amigável e afetuoso com outros cães e pessoas.

Pug

Conteúdo

Classificações do "Pug"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Pug" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cão amigável ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Perda de pêlo ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cuidado ⓘ

1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Latindo ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Territorial ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigo dos gatos ⓘ

5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado para crianças ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

História

O Pug o Carlin (também conhecido como Chinese Pug, Mops, Puggu) é uma raça de miniatura do cão com rosto enrugado e um corpo de pequeno e médio porte, originários da China.

Esta raça é geralmente resumida como “multum en parvo” (muito em pouco), descrevendo a personalidade do Pug relacionado ao seu tamanho pequeno.

A palavra “Pug” Pode vir do antigo inglês Pugg, é um qualificador afetuoso seria algo como um pequeno demônio ou macaco brincalhão. Filhotes de Pug são chamados Puglets.

A raça de cão Pug, tem origens muito antigas. Ela foi criada e selecionada na China, país onde era o cão preferido dos funcionários públicos, Também é muito popular na Holanda e Inglaterra raça de cão.

Na verdade, Inglaterra conseguiu o patrocà­nio de la raza, desde que eles realizaram um excelente trabalho de seleção por anos. Finalmente, parte do patrocà­nio da corrida foi concedido à  Grã-Bretanha.

Este filhote de cachorro enrugada e engraçado, Ele foi um companheiro fiel das senhoras do século XIX na Itália.

Como quase todas as raças de cães, soube ter seus momentos difíceis principalmente quando aconteceram as guerras mundiais mas não esteve à beira da extinção como outras.

hoje a corrida Pug é muito apreciado em quase todos os cantos do mundo.

Sabia?

Entre os ricos e famosos admiradores são do Pug rei Louis XIV, Josefina, Imperatriz de Napoleão, Rainha Victoria, o Duque ea Duquesa de Windsor e estilista Valentino.

Características físicas

É um cão sob aparência sólida de quadrados e compacto, bem proporcionado e muscular; o chefe, grande, aparência arredondada e sólida, é coberta com dobras; o focinho é plana e quadrada; os olhos, grande, abaulamento, eles são escuros; Possui pernas retas e fila de coletor anelada. O cabelo é apertado, Lisa e brilhante.

O Pug o Carlin pode ser prata ou damasco macio com uma máscara preta, em ambos os casos, ele apresenta uma tarja preta que vai da cabeça à  cauda; Ele também pode ser preto puro ou branco que é mais escasso e caro de todos.

Ele mede cada 30 cm para atravessar e pesa entre 6 e 8 kg. Sua natureza confiante, dócil e amigável faz do Pug um valioso animal de companhia. O Pug é particularmente um cão “com senso de humor”, expositoras expressões faciais muito humanas, devidos à  sua estrutura óssea. Devido à sua aparência marcante, algumas pessoas tendem a pensar que as características do Pug são resultado de manipulação genética ou endogamia.. Contudo, as características do Pug são semelhantes nos últimos quinhentos anos, perà­odo em que os europeus começaram a se importar da China.

A cauda do Pug tem uma espiral característica ou formato de letra. “Q”. Essa variação na forma de cauda é devido à s vértebras nesta parte da coluna são realmente hemivertebrae. Em alguns poucos filhotes, esta alteração da forma pode estender-se ao resto da coluna e apresentar o animal com espinha bífida. A coluna vertebral do animal deve sentir-se antes de comprar para evitar escolher um filhote de cachorro doente. Um animal que sofre com essa condição não deve ser reproduzido para não passar este problema para sua prole.

Dada a forma do crânio, os olhos do Pug tem uma aparência animada e saltitante. Para encontrar os olhos localizados acima, eles estão mais expostos ao atrito com objetos aos olhos dos outros animais e plantas, e é aconselhável para levá-los ao veterinário logo que possà­vel, se tiverem uma lesão. Recomenda-se que os donos de Pug limpem os olhos do animal uma vez por semana com um algodão limpo umedecido em água fervida fria ou chá frio., para remover as secreções ou sujeira.
As rugas características do rosto também podem acumular secreções e sujeiras.. É recomendável pelo menos uma vez por semana limpa suavemente entre rugas usando o mesmo método.. Não é necessário aplicar SOAP, cremes ou outras substâncias.. Higiene Simple é suficiente e spare.

O Pug é um cão de cabelo curto, tende a constantemente pelechar, por seu mandato não é recomendado para pessoas alérgicas ou asma. Eles têm um odor pungente característico que pode deixar algumas pessoas desconfortáveis., mas diminui um banho a cada duas semanas.

O maior problema de saúde apresentado pela Pug é aquele que é completamente evitável e tratável, e depende de qual o PROPRIETÁRIO. Esta doença é o OBESIDADE. Um Pug recebe cuidados adequados pode viver mais de quatorze anos, Embora em média eles tendem a viver em torno de dez.

Um 1% Cachorro pode chegar a apresentar uma doença neurológica degenerativa chamada encefalite Pug (ou toque para sua sigla em inglês). Esta doença é letal e não tem nenhuma cura conhecida. Para isso cães de razão não devem ser reproduzidos nos dois anos, para não transmitir o gene a seus descendentes. àšltimo ano de vida é muito improvável que o Pug vem a esta doença.

Caráter e habilidades

O Pug não são animais agressivos. como qualquer cachorro, eles podem morder, mas é muito raro que isso acontece sem que os maus-tratos dos animais. O Pug honra a seu lema “Multum em parvo” e eles fazem não amilanan para cães de raças maiores, que você pode entrar em apuros.

Antes dos seres humanos, o Pug tendem a ser brincalhões e procuram interação. No entanto, eles podem exibir desconfiado com estranhos, e com seus latindo para anunciar a presença de pessoas desconhecidas. Embora seu tamanho não são cães, Se eles são bons “cães alertas”.

O Pug mostrar um nà­vel moderado de inteligência, ser capaz de usar seus focinhos curtos e patas para obter objetos fora de alcance. Às vezes tendem a teimosia, e não são necessariamente quando você chamar, mas sim quando crave ele. Apesar disso, eles não se afastam de seus donos e preferem sua companhia à de outros cães..

Durante os primeiros anos de vida Pug pode ocasionalmente ser hiperativo (executar, saltando e latindo constantemente) mas essa característica tende a desaparecer com o passar dos anos. O Pug 5 anos ou mais tendem a ser mais calmos e gostam mais das cadeiras do que da rua.

Há uma tendência de acreditar que Pug são animais “doentio”, que é muito longe da realidade. Um Pug saudável será enérgico e brincalhão, e até mesmo um pouco hiperativo em seus primeiros anos de vida. Sua sólida estrutura faz eles toleram bem o jogo com crianças e adultos, e sua cabeça particularmente dura pode causar choques e quedas em crianças pequenas e adultos mais velhos..

O Pug É um animal pequeno, e apesar de fortes, requer muito pouca comida. Contudo, sendo um animal de estimação, proprietários tendem a sobrecarregá-los e compartilhar sua comida com eles. Isso não deve ser. O Pug pode perfeitamente se alimentar com um copo de comida seca pela manhã e um copo à  noite, e você não passará fome ou precisará de suplementos extras.

Um Pug obeso não é um Pug “bela”, pelo contrário, É um animal que doente porque você não pode respirar bem, seja esgotada facilmente e vai começar a sofrer de problemas na coluna vertebral e articulações. Um Pug alimentados saudável é, Por outro lado, um animal robusto, com seus músculos nà­tidos e claramente visà­veis sob a pele. Um Pug saudável pode correr tão rápido quanto qualquer outro cão, e você pode ignorar duas ou três vezes sua própria altura. Enquanto o animal gosta de comer extras de refeições e receber “Prêmios” ocasionalmente, é a tarefa do proprietário garantindo a quantidade e qualidade dos alimentos que consome é adequada.

Imagens do “Pug”

Và­deos do “Pug”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • Federações: FCI , AKC , ANKC , CKC , KC , NZKC , UKC

  • Padrão da raça FCI "Pug"

    Origem:
    China, Reino Unido

    Data de publicação do padrão original válido:
    13.10.2010

    Uso:

    cão de serviço



    Aparência geral:

    É sem dúvida um cão quadrado e rechonchudo, "Multum em parvo" (muita substância em um espaço pequeno) mostrando em sua estrutura compacta, suas proporções bem construídas e a dureza de seus músculos, mas nunca deve parecer de membros curtos, nem magro nem “grande”.

    PROPORà‡à•ES IMPORTANTES:

    Definitivamente quadrado e compacto.



    Comportamento / temperamento:

    Grande charme, dignidade e inteligência. Equilibrado, alegre e animado.

    Cabeça:

    Relativamente grande e fornecido com o corpo, rodada, Você não deve ter a forma de maçã.

    Região craniana:
    • Crânio: Sem Groove. Rugas sobre o antecara devem ser claramente definidas sem exageros.

    Região facial:

    • Trufa: Preta com narinas grandes e bem abertas. Narinas estreitas e pesados sobre as dobras do nariz são inaceitáveis e devem ser severamente punidos.
    • Focinho: Relativamente curto, obtuso, Praça, não se inclinando para cima. Os olhos e o nariz nunca devem ser prejudicados ou ocultos por dobras excessivas no nariz.
    • mandíbulas / Dentes: Com um ligeiro prognatismo inferior. O maxilar inferior é largo com os incisivos posicionados quase em linha reta.. É altamente indesejável boca, dentes e là­ngua olhar irónico e deve ser severamente penalizado.

    Olhos: Sombrio, relativamente grande, rodada, expressão doce e em causa, muito brilhante, e quando é animado ardor completo. Nunca salientes, branco exagerado ou mostrando quando olham para a frente. Problemas oculares grátis.

    Orelhas: afinar, pequeno e macio de veludo preto. Existem dois tipos: "Orelha Rosa", É uma orelha de suspensão de pequeno que se dobra para trás para mostrar o canal auditivo. "orelha de botão", É uma orelha que se dobra, dobrando para a frente, Dica adere ao crânio para cobrir a abertura. os últimos são os preferidos.

    Pescoço:

    Ligeiramente arqueado assemelha-se a crista, forte, espessura, com tempo suficiente para tirar a cabeça com orgulho.

    Corpo:

    Curto e compacto.

    • linha superior: Nà­vel; Deve ser cà´ncavo nem inclinado.
    • No peito: Grande. Costelas bem arqueadas para trás.

    Cola:

    Inserção alta, firmemente enroladas no quadril. O threading dual é altamente desejável.

    Extremidades

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Ombro: Bem inclinada para trás.
    • antebraços: Membros muito fortes, em linha reta, baixa de comprimento moderada e posicionada no corpo.
    • Pés anteriores: Como longo como o pé de lebre, nem tão redondo como o pé do gato; com os dedos separados; as unhas devem ser pretas.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Aparência geral: Membros muito fortes, de comprimento moderado, bem posicionados sob o corpo, retas e paralelas, quando você olha para eles na parte de trás.
    • Joelho: Boa angulação de asfixiar articulações quentes rotulianas (joelhos).
    • Pés de volta: Como longo como o pé de lebre, nem tão redondo como o pé do gato; com os dedos separados; as unhas devem ser pretas.

    Movimento:

    Visto de frente, você deve levantar as patas dianteiras e cair bem em linha reta abaixo ombros, mantendo os pés diretamente para a frente, unoffset ou. Na parte de trás, a ação deve ser igualmente correta. Os membros dianteiros usa-los com força, trazendo-lhes bem em frente e a traseira, movendo-se livremente e dobrando os joelhos, bem. Balanceamento de quartas de final depois de luz caracteriza a viagem. Capaz de executar um movimento seguro e resolvido.

    Manto

    Pelo: Textura fina, suave, Soft, curto e brilhante. àsperos, nem lanosos.

    COR: Prata, damasco, Griffon claro ou preto. Cada uma dessas cores deve ser claramente definida, para enfatizar o contraste entre a cor, o sulco (uma linha preta que se estende do occipital até a cauda) e a máscara. As marcas devem ser bem definidas. O focinho ou máscara, as orelhas, manchas nas bochechas, a marca do polegar ou o losango na testa e a faixa devem ser o mais preto possível.



    Tamanho e peso:

    O peso ideal é entre 6,3 e 8,1 kg. Você deve ter músculos fortes, mas a substância não deve ser confundida com um excesso de peso.



    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES

    • Cão agressivo ou medroso.
    • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..


    N.B.:

    • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para reprodução.

    TRADUÇÃO: Brígida Nestler / Versão original: (IN).

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

    1. Chinese pug, Dutch mastiff (inglês).
    2. Pug (Francês).
    3. Pug (alemão).
    4. Carlin, Mops (português).
    5. Pug chino, Mops, Pug carlino, Doguillo (espanhol).

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Spaniel anão continental
    Francia Bélgica FCI 77 . Epagneul anão continenta e outros

    Papillón

    O Spaniel anão continental Ele foi reconhecido pelo AKC em 1935. A variedade de orelhas caídas é chamada Mariposa.

    Conteúdo

    História

    O Spaniel anão continental (em francês: Borboleta), cão de água é uma raça de cão do tipo. Uma das mais antigas do Toy Spaniel, É nomeado após sua semelhança com a borboleta, em seus ouvidos., grande com franjas e cabelos longos, Ele emula abertas asas de uma borboleta.

    A história de Spaniel anão continental é rastreada através de várias obras de arte. O primeiro Spaniels de brinquedo que se assemelha ao Spaniel anão continental voce esta na italia. Vicelli Tiziano pintado estes cães pequenos em muitas pinturas famosas, sobre 1500, como a Vênus de Urbino (1542). Outras artistas de renome para ter pintado estes cães pequenos são Watteau, González coque, Fragonard, Paolo Veronese, e Mignard.

    Uma pintura da coleção Wallace, Londres, parece um Spaniel anão continental retratado com a famà­lia de Luà­s XIV. Também, Cães de Papillon aparecem em pinturas de famà­lias reais europeias e as famà­lias de comerciantes de pinturas de tempo. A corrida foi muito popular na Inglaterra, França e Bélgica, que são considerados países de origem pela FCI.

    A história de Spaniel anão continental e sua longa associação com a realeza levou a muitas histórias sobre a raça. Dizem que Maria Antonieta foi para a guilhotina, agarrados ao seu cão pequeno sob seu braço, um Spaniel anão continental. Contudo, A tradição diz que o cachorro de Maria Antonieta era um cachorro pequeno pertencente ao Cães de àgua que havia sido trazido da Espanha para a corte francesa nas costas de mulas de carga. De acordo com a história, seu cachorro foi salvo e tratado em um prédio em Paris que, atualmente chamado de Papillon House.

    O Spaniel anão continental Ele foi reconhecido pelo AKC em 1935. Na notà­cia, o Spaniel anão continental pode ser visto competindo em obediência e agilidade.

    Características físicas

    Cores

    • S – Preto e branco
    • S – Limão e branco
    • S – Branco e vermelho
    • S – Sable e branco
    • S – Preto e branco como

    Cores

    • A – Brown preto e branco
    • A – Branco e preto vermelho
    • A – Marrom e branco
    • A – Preto e castanho
    • A – Red

    Cores

    • A – Red, Sable e branco
    • A – Areia
    • A – Branca
    • A – Branco e marrom
    • A – Prata e branco

    Marcas

    • A – Marcas pretas
    • A – Máscara negra
    • A – marcas vermelhas
    • A – Areia
    • A – Marcas de fogo
    Mariposa
    FALENO, Vittoria vem junto

    Para o Spaniel anão continental com orelhas de abano é chamado Mariposa (do francês: traça). Sua cabeça pequena é ligeiramente arredondada. O focinho é um pouco curto, fina, estreitamento no sentido do nariz. Os olhos são escuro, tamanho médio, rodada, com um preto fino de fronteira que, muitas vezes se estende para a União das pálpebras para ouvidos. As orelhas grandes podem ser ereto ou cair com as pontas arredondadas.

    Eles têm a longa cauda de inserção alta, coberto com cabelos longos e finos. O cabelo é liso, longo, fina, uma única camada., e sobre o peito., as orelhas e a parte de trás da fila tem cabelo mais longo, como se fosse uma roda.

    A cor da pelagem é branca com manchas de qualquer cor. Uma máscara de cor diferente do branco cobre ambas as orelhas e os olhos de trás para frente..

    O mais distinto de Spaniel anão continental são suas grandes orelhas com franjas, Parece que as asas de uma borboleta. Eles também podem ser registrados, o American Kennel Club suporta as seguintes cores e marcações, os tipos especificados como S-standard, ou uma alternativa para uso em shows e competições:

    Há duas variações desta corrida, o das orelhas totalmente eretas do Spaniel anão continental mais comum, e o tipo Spaniel de orelhas caídas (orelhas de Mariposa). Mas, o American Kennel Club e a International Cynological Federation consideram a variação Mariposa e o Spaniel anão continental comum, como a mesma raça. a altura é 20 - 28 cm, e o peso de aproximadamente 3.5 kg.

    Observações

    em ninhada, um espécime da variedade nunca deve ser cruzado Spaniel anão continental com variedade Mariposa, porque existe um risco considerável que surgem com orelhas semierguidas quer misturados filhotes.

    Este detalhe, Devem ser tomada em conta para aquelas pessoas que desejem participar no anel de visualizar uma vez que essa diferença nos ouvidos é penalizada como falta grave.

    Caráter e habilidades

    O temperamento de Spaniel anão continental é muito carinhoso, dócil e até mesmo em momentos, absorvente.

    É - por definição- um cão de serviço é vai estar à  procura de mimos continuamente, que o torna um cão ideal para pessoas idosas, Desde seu amor todos os dias de resà­duos e seu pequeno tamanho são uma arma infalà­vel contra a solidão.

    Em geral, é um cão tranquilo, é muito paciente e apenas ladra.

    Adapta-se com total tranquilidade para qualquer situação, a única coisa que vai interessar a ele é estar ao lado de seu dono.

    Enquanto eles não exibirá agressividade com estranhos, nem dar sinais exagerados do amor. Eles não devem ser tímidos ou agressivos, isso não é comum na raça.

    Eles precisam de uma caminhada diária. Realmente gostei do jogo, e é bom que não há tempo para se divertir, mas longas caminhadas são necessárias para ser um bom estado de saúde.

    expectativa de vida Spaniel anão continental rodada a 16 anos.

    Y, como último detalhe, é um excelente caçador de ratos.

    Educação

    O caráter globalmente obediente e leal do Spaniel anão continental faz de você um bom candidato para uma primeira adoção. Em especial, sua inteligência o faz entender e memorizar rapidamente a associação entre ordens e ações. Isso torna mais fácil aprender os comandos básicos, mas também o torna um aluno ideal para um mestre que quer ir mais longe e ensinar truques ao seu cão. Muito inteligente, o cão Spaniel anão continental treina facilmente.

    Contudo, para usar sua inteligência e aprender, deve estar disposto a fazer isso. Na verdade, mimado e tratado como um príncipe durante séculos, tem mantido uma certa propensão a fazer apenas o que quer. Portanto, ênfase especial deve ser dada ao aprendizado da obediência no inà­cio de sua educação, pois é a chave para desbloquear todo o resto e explorar todo o seu potencial. Contudo, não é uma questão de pressa: dada a sua sensibilidade e a sua proximidade com os seus humanos, punir o cão por ser recalcitrante teria todas as chances de sair pela culatra, enfraquecendo o vínculo que o liga ao seu mestre. Melhor ver de cabeça para baixo, e recompensá-lo (com estímulos, mimos ou até carà­cias) toda vez que ele faz o que é esperado dele. Esta é a base do método positivo de treinamento de cães., e o valor que você atribui a tudo que vem de seu referente humano só torna o uso de recompensas mais eficaz. Assim, saber mostrar firmeza (e se paciência é necessária) para definir e impor limites ao chegar em casa, é melhor compartilhar beleza com gentileza e recompensas para tornar sua educação um sucesso.

    O que mais, o fato de ser sociável tanto com humanos quanto com outros animais não o isenta de ser socializado desde a mais tenra idade, correndo o risco de se comportar de maneira diferente. Fazer você conhecer muitas pessoas (amigos, vizinhos, entregador, veterinário…) e se acostumar a conhecer outros animais (Cães, gatos, roedores, aves…) é essencial evitar qualquer tendência à  agressão uma vez que ele seja um adulto e esperar, pelo menos parcialmente, conter seu instinto de caça. Ao mesmo tempo, expà´-lo a todos os tipos de ruà­dos e cheiros em todos os tipos de lugares permite que ele fique calmo e equilibrado depois, e, portanto, perfeitamente capaz de encontrar e manter seu lugar ao lado dos humanos.

    Saúde

    Apesar de sua aparência frágil, o Spaniel anão continental geralmente é bastante robusto. A maioria das pessoas tem poucos problemas de saúde e desfruta de uma boa expectativa de vida, pelo menos igual ao de outros cães desta estrutura.

    Seu casaco sem subpêlo, No entanto, torna pouco resistente ao frio. Por outro lado, tem menos dificuldade em forte calor.

    Os problemas de saúde aos quais você está particularmente predisposto são:

    • ataxia cerebelar hereditária, uma doença genética rara cujo desfecho é geralmente fatal;
    • atrofia progressiva da retina, que gradativamente provoca o peso do cão devido à  degeneração neuronal do olho responsável pela visão. É uma doença hereditária incurável;
    • a abertura da fontanela, quando uma mancha mole no topo da cabeça não fecha completamente. Este problema genético significa que um ferimento na cabeça pode ser fatal;
    • doença de von Willebrand, uma condição hereditária que afeta as plaquetas e leva a um distúrbio hemorrágico: por conseguinte, um simples corte pode causar sangramento excessivo;
    • luxação patelar, o que pode causar dor no joelho do animal e favorecer o desenvolvimento de artrose. Spaniel anão continental explica porque você está predisposto a este problema;
    • A cachoeira, dando ao olho uma aparência leitosa ou cristalina, e pode causar cegueira. Em alguns casos, corrigido por cirurgia;
    • entrópio, uma malformação da pálpebra que causa lesões dolorosas da córnea no animal;
    • traqueia colapsada, uma condição irreversà­vel que causa problemas respiratórios e piora com o tempo;
    • displasia folicular dos cabelos negros, uma condição da pele que causa queda de cabelo (alopecia);
    • problemas dentários, como todos os cães deste tamanho., o tamanho pequeno de sua boca favorece a formação de tártaro, e todos os problemas que vêm com isso (gengivite,periodontose…);
    • ossos quebrados, especialmente em cachorros, que são particularmente frágeis e devem ser manuseados com cuidado;
    • hipoglicemia, que se caracteriza por uma diminuição dos níveis de açúcar no sangue. O animal fica então num estado de grande fraqueza e fadiga. Nos casos mais graves, pode entrar em coma.

    O fato de muitas dessas condições serem hereditárias ressalta a diferença que a adoção de um criador sério pode fazer. Spaniel anão continental.Na verdade, um profissional digno desse nome deve ser capaz de fornecer não apenas um certificado de boa saúde estabelecido por um veterinário, bem como os detalhes das vacinas recebidas pelo animal (registrado em seu registro de saúde ou registro de imunização), mas também e especialmente os resultados dos testes genéticos realizados nos pais ou na criança sobre essas doenças.

    Dito isto, certificar-se de que você adota um filhote saudável é de pouco interesse se você não fizer tudo o que puder para mantê-lo assim. Neste sentido, a prevenção desempenha um papel fundamental: use regularmente (Pelo menos uma vez por ano) a um veterinário para uma verificação de saúde permite, em particular, verifique se você está em dia com suas vacinas, mas também detecta um possà­vel problema o mais rápido possà­vel.

    Esperança de vida

    A partir de 14 - 15 anos

    Limpeza

    Apesar de Spaniel anão continental é um cachorro de pêlo comprido, a ausência de subpêlo torna sua pelagem relativamente fácil de manter. Na verdade, esta particularidade implica que muito pouco é destacado, exceto durante os períodos de muda, na primavera e no outono. A escovação diária é necessária durante esses períodos, mas duas vezes por semana é mais do que suficiente no resto do tempo.

    Contanto que o casaco seja escovado o suficiente, não tende a ficar sujo ou cheirar mal. Portanto, a menos que seja especialmente sujo, Lave o cachorro 2 ou 3 vezes por ano geralmente é o suficiente. Use sempre um champô especialmente concebido para cães, uma vez que o pH da sua pele não é o mesmo dos humanos.

    Como no caso de qualquer cachorro, suas orelhas devem ser verificadas e limpas uma vez por semana para reduzir o risco de infecção.

    Uma vez que são especialmente propensos a doenças oculares, seus olhos também devem ser cuidadosamente limpos semanalmente.

    O que mais, escovagem de dentes regular, pelo menos uma vez por semana, É essencial limitar a formação de tártaro e evitar todos os riscos que isso acarreta. Não negligencie esta manutenção, pois é propenso a problemas dentários.

    Por último, suas unhas crescem rapidamente: Por conseguinte, geralmente precisam ser cortados uma vez por mês. Mas, corre o risco de incomodar ou mesmo quebrar e ferir.

    É claro, toda a manutenção do casaco, os olhos, as orelhas, os dentes e unhas do cão não devem ser feitos aleatoriamente: é importante saber como proceder. É importante saber fazer bem. A primeira vez, Pode ser útil consultar um veterinário ou tosador profissional para aprender como fazer isso..

    O que mais, para que as sessões corram o melhor possà­vel, é importante acostumar seu animal de estimação a todas essas manipulações desde cedo.

    Alimentos

    O Spaniel anão continental pode ser alimentado com ração industrial para cães, desde que seja de boa qualidade e adaptado à  sua idade, tamanho e nà­vel de atividade, para que forneça todos os nutrientes de que você precisa.

    Mesmo se o seu cão não estiver predisposto a estar acima do peso devido ao seu nà­vel de atividade, você tem que se certificar de que sua ingestão diária não excede suas necessidades e pese-o regularmente, por exemplo, Uma vez por mês. Caso se confirme alguma discrepância ou mesmo piore de um momento para o outro, não demora muito para levá-lo ao veterinário: ele será capaz de identificar a origem médica (doença, efeito colateral de um medicamento…) ou origem alimentar (produtos inadequados ou dados em quantidades excessivamente grandes) do problema, e definir como remediar. Por certo, É importante colocar atenção 300 o 400 gramas extras não é muito para um humano, mas eles representam para um cão pequeno como Spaniel anão continental uma porcentagem significativa do seu peso, e, portanto, claramente precisam ser alarmados.

    Por certo, guloseimas podem fazer maravilhas no contexto da sua educação, mas também podem trabalhar contra você, promovendo ganho de peso se administrados em grandes quantidades. Para limitar este risco, o ideal é deduzir a ingestão calórica da ração diária. Por último, como qualquer cão, o Spaniel anão continental deve ter acesso a água limpa e fresca em todos os momentos.

    Uso

    Ao contrário de muitas raças de cães que foram originalmente desenvolvidas para caça ou pastoreio, o Spaniel anão continental tem servido desde o início como um cão de companhia ideal, sendo gentil, carinhoso e calmo. Do século 15, eles eram o companheiro perfeito de senhoras nobres nas cortes reais da Europa.

    Este papel de cão de companhia fiel ainda é o mais frequente hoje, e precisa estar muito perto de sua famà­lia. Contudo, não deve ser confundido com um cão de colo que passa a maior parte do tempo dormindo: tem muita energia, e precisa de um mestre ativo o suficiente para permitir que ele gaste todos os dias.

    Seu sucesso passado e presente como cão de companhia deve muito à sua aparência atraente.. Não é de admirar que muitos proprietários tentem exibi-los em exposições caninas, então é comum encontrá-los como cães de amostra.

    Sua inteligência e habilidades físicas estão acima da média para um cão de seu tamanho., o que os torna competidores ideais em esportes caninos, como agilidade, o flyball, obediência e rali-obediência.

    O que mais, Seu nível de vigilância e o fato de não ser daqueles que passam horas dormindo durante o dia fazem dele um bom cão de alerta., que não para de avisar em caso de presença incomum.

    Por último, Sua proximidade com os humanos e sua capacidade de rapidamente se tornar amigo deles combinam com sua sensibilidade para torná-lo um excelente cão de terapia., dotado de acalmar as pessoas mais frágeis com sua simples presença. Eles podem ser encontrados em hospitais, centros de saúde mental e centros de reabilitação.

    Quanto custa um “Spaniel anão continental”?

    O preço de um cachorro Spaniel anão continental é mediano 1200 EUR.

    Contudo, pode haver uma diferença mais ou menos importante de um indivà­duo para outro, baseado em sua linhagem, o prestà­gio do canil de onde vêm, de suas características intrínsecas (e, em particular, de sua maior ou menor conformidade com a norma, o que significa que dentro da mesma ninhada pode haver diferenças significativas de preço), assim como seu sexo, uma vez que as mulheres tendem a custar mais do que os homens.

    Classificações do "Spaniel anão continental"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Spaniel anão continental" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercà­cio, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nà­vel de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cão amigável ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Perda de pêlo ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cuidado ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Latindo ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Territorial ⓘ

    1.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigo dos gatos ⓘ

    3.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Adequado para crianças ⓘ

    4.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    2.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    5.0 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do “Spaniel anão continental”

    Và­deos do “Spaniel anão continental”

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:
    • Grupo :
    • Seção : . .

    Federações:

    • FCI – Grupo 9: Seção 9: Epagneul anão continenta e outros
    • AKCToy
    • ANKC – Grupo 1 (Toy)
    • CKC – Grupo 5 – (Toy)
    • KC – Toy
    • NZKCToy
    • UKC – Grupo 8 – cão de serviço

    Padrão da raça FCI "Spaniel anão continental"

    Origem:
    França, Bélgica

    Data de publicação do padrão original válido:
    17.9.1990

    Uso:

    Cachorro de brinquedo.



    Aparência geral:

    Fancy Little Spaniel, estrutura normal e harmoniosa. O cabelo dela é longo, e o focinho moderadamente longo e mais curto que o crânio. É animado e engraçado, embora comportamento robusto e arrogante. Passagem livre e elegante. O corpo é um pouco mais longo do que alto.



    Comportamento / temperamento:

    ----

    Cabeça:

    Em proporção ao corpo, e proporcionalmente mais leve e mais curto do que o Spaniel Grande e Médio.

    Região craniana:
    • Crânio: Não muito arredondado, visto de perfil ou de frente, e à s vezes tem uma leve sugestão de um sulco intermediário.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Bastante acentuada. Em cães mais grossos, esta depressão é pequena, embora observável; em cães menores, está claramente marcada, mas nunca vem abrupto.

    Região facial:

    • Trufa : É pequena, preto, arredondado, embora ligeiramente plano no topo.
    • Focinho : É mais curto que o crânio; é fino e pontudo; a face lateral não é muito oca. Não deve ser levantado.
    • Cañal nasal : retilíneo.
    • Lábios : Altamente pigmentado, esguios e próximos.
    • Maxilares/Dentes : Dentes bastante fortes, bem e normalmente aplicado.
    • Là­ngua : Não deve ser visà­vel; o fato de ser constantemente visà­vel, ou que o cão não o mantenha na boca depois de tocado com o dedo, constitui uma falha.
    • Olhos : Eles são bem grandes, eles estão abertos, e têm a forma de uma grande amêndoa. Eles não são proeminentes e são encontrados na parte inferior da cabeça. O ângulo interno dos olhos está localizado na intersecção do crânio e do focinho. Eles são muito expressivos e de cor escura; as pálpebras são altamente pigmentadas.
    • Orelhas : O tegumento é muito bom, embora resistente. Seja a orelha oblà­qua, ou orelha caída, quando é examinado à  mão, a cartilagem não deve terminar em uma ponta muito afiada. As orelhas são colocadas na parte de trás da cabeça, distantes um do outro para que a forma ligeiramente arredondada do crânio seja observável.
    • Variedade de orelhas caídas (FALENO). Durante o repouso, a orelha de implantação alta aparece bem acima da linha dos olhos., e, embora caia, tem mobilidade suficiente. É fornecido com cabelos ondulados que podem ser muito longos, o que dá ao cachorro uma aparência bonita.  
    • Variedade com orelhas retas (PAPILLON). Orelha de implantação alta; a cartilagem conquiana é bem aberta e orientada para um lado; a borda interna da cartilagem conquiana faz um ângulo de cerca de 45° com a horizontal. Sob nenhuma circunstância a orelha deve apontar para cima, uma vez que se assemelharia a orelha do Lulu da Pomerânia, e isso não deve ser aceito de forma alguma. O interior da cartilagem conchiana apresenta pelos finos e ondulados. Os pêlos mais longos mal ultrapassam a borda da orelha; a face externa, pelo contrário, é coberto por cabelos longos que formam uma franja pendurada, que ultrapassa amplamente a borda da orelha.

    O cruzamento dessas duas variedades muitas vezes produz?vertical e com pontas caídas; esta mistura de caracterà­sticas é considerada uma falha grave.

    Pescoço:

    Comprimento médio, ligeiramente arqueado na nuca.

    Corpo:

    • linha superior : Não é muito curto, nem arqueado, nem afundou; No entanto, também não deve ser plano.
    • Lombo de porco : Forte e ligeiramente arqueado.
    • No peito : Largura, muito profundo. seu perímetro, medido entre as duas últimas costelas, deve ser aproximadamente equivalente à  altura na cernelha. As costelas são bem arqueadas.
    • Barriga : Ligeiramente coletado.

    Cola:

    Definido muito alto; é bastante longo com franja grossa, que forma uma bela pluma. É quando o cão de alerta, é elevado no plano da coluna e arqueado, para que a ponta possa esfregar contra as costas. Nunca deve ser dobrado, nem sente-se esticado na parte de trás.

    Extremidades

    Membros são retos, empresa, muito magro. O cão não deve parecer ereto. Vistos de atrás o de frente, os membros são paralelos.

    Membros anteriores

    • Ombro : bem desenvolvido, bem preso ao tronco.
    • Brazos : Eles têm o mesmo comprimento da escápula e estão presos a ela em um ângulo normal. Apertado no peito.
    • Carpo : Perfil, pode ser visto.

    Membros posteriores

    • Jarretes : Normalmente inclinado.
    PÉS : bastante longo; bem equilibrado nas solas, eles são chamados "pés de lebre". Unhas fortes, de preferência preto, são mais leves em cães com pêlo marrom ou branco (unhas brancas em cachorros brancos, ou pernas brancas não são uma falha se o cão for bem pigmentado em outras partes do corpo). Os dedos são duros e as almofadas são resistentes; entre eles existe um cabelo fino e abundante que ultrapassa a ponta do pé e forma uma ponta.


    Movimento:

    Passo altivo e livre, com facilidade e elegância.

    Manto

    Pelo

    Sem subpêlo, a pele é abundante, brilhante e ondulado (não deve ser confundido com encaracolado); Não suave, se não for bastante resistente, com reflexões sedoso, conjunto plano, muito fino e um pouco crespo devido à  ondulação. A aparência do cabelo lembra a do Spaniel Inglês, mas difere claramente do cabelo do Spaniel de Pequim. Por outro lado, não deve ter qualquer semelhança com a Pomerânia. O cabelo é curto na cara, o focinho., a frente dos membros e a parte inferior do jarrete. É de comprimento médio sobre o corpo, alongando no pescoço para formar uma gola e uma gola bem ondulada que desce no peito; forma franjas nas orelhas e na parte de trás dos membros anteriores. Sobre a parte de trás das coxas, calças largas são estendidas em tufos soltos. Pequenos fios de cabelo podem ser encontrados entre os dedos que os ultrapassam ligeiramente, contanto que eles não dêem ao pé uma aparência de peso, mas, pelo contrário, conferem-lhe uma aparência mais fina e alongada. Como uma indicação, Cães com pelagem bem desenvolvida têm pêlos de 7,5 cm na cruz e nas franjas de 15 cm na cauda.

    Cor

    Todas as cores são permitidas em um fundo branco. No corpo e nas extremidades, o branco deve predominar em relação à  cor. A cor branca é apreciada na cabeça, prolongado por uma lista mais ou menos ampla. Uma marca branca na parte inferior da cabeça é aceita, mas se o branco predomina, isso é considerado uma falta. Em todos os casos, os lábios, as pálpebras e principalmente o nariz devem ser pigmentadas.



    Tamanho e peso:

  • Altura à  Cruz : Em torno de 28 cm.
  • Peso : Dos categorías :
  • 1. Menos de 2,5 kg em machos e fêmeas.
    2. A partir de 2,5 - 4,5 kg em machos, de 2,5 - 5 kg em fêmeas.
    peso mínimo : 1,5 kg.


    Falhas:

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta, e a gravidade desta refere-se ao grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Caveira plana, em forma de maçã e volumoso, como o pequeno spaniel inglês.  
    • Depressão naso-frontal excessiva ou insuficiente.
    • Nariz que não é preto.
    • Ponte nasal arqueada, ou cà´ncavo.
    • Descoloração labial.
    • O prognatismo superior e especialmente o inferior.
    • Olhos pequenos,  muito redondo,  ou proeminente; olhos claros;  olhos cujos brancos são visà­veis quando o cachorro olha para a frente.
    • Descoloração nas bordas das pálpebras.
    • Afundado ou carpa para trás.
    • Cauda enrolada apoiada nas costas, ou que caia para o lado (isso se refere aos ossos e não à  franja, que pelo seu comprimento cai em fios).
    • Membros anteriores arqueados.
    • Carpo nudoso.
    • Membros traseiros soltos.
    • Membros traseiros que,  visto por trás, eles partiriam da vertical nos joelhos, jarretes e pés.
    • A presença de ergà´s simples ou duplos nos membros posteriores é considerada uma falha estética. É aconselhável removê-los.
    • Pés dobrados para fora ou para dentro.
    • Pregos que não atingem o solo.
    • Pele esparsa, Soft, ou volumoso; cabelo liso, cabelo liso, o lanudo.  Subpêlo de cabelo apontando para uma cruz com o pomerânio.

    fALTAS ELIMINATà“RIAS:

    • Cão agressivo ou medroso.
    • Trufa rosa, ou com manchas rosa.
    • Prognatismo superior ou inferior excessivo, a ponto de os incisivos não tocarem mais.
    • Là­ngua paralisada, ou constantemente visà­vel.

    Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais deve ser desqualificado..



    N.B.:

    Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos no escroto..

    Fonte: F.C.I - Federação Cinológica Internacional

    Nomes alternativos:

    1. Epagneul Nain Continental, Papillon, Butterfly dog, Squirrel dog (inglês).
    2. Papillon (Francês).
    3. Ursprünglich Epagneul Nain Continenta, Schmetterlingshündchen, Papillon und Phalène, Für den Papillon (alemão).
    4. Borboleta, Papillon (português).
    5. Epagneul papillón, Spaniel continental enano, Spaniel Continental enano de compania (espanhol).

    + Mais