Perdigueiro alemão
Alemania FCI 104 . Cães Levantadores de Caça

Perdigueiro alemão

O Perdigueiro alemão é muito apreciado especialmente para caça.

Conteúdo

História

O estudo da história da caça nos ensina que séculos atrás existiam cães de caça muito semelhantes ao atual. Perdigueiro alemão. Naquela época, eles estavam acostumados a caçar.

A reprodução da raça controlada em um livro genealógico começou no início do século 20, com algumas cadelas adequadas. O primeiro representante do Perdigueiro alemão foi o Sr. Augusta 1834 L, um cachorro Staufenberg na Alta Baviera.

No início, havia apenas cães marrons com manchas brancas parciais e cães com manchas brancas.. Este último tinha pequenas manchas vermelhas na cabeça e nos membros, chamadas de “marcas de fogo”. Foi a vadia Baby auf de Schanze 1838 L aquele que introduziu o ruão na corrida. Rudolf Friess, um amante de cães que por décadas teve uma grande influência na criação dos Perdigueiro alemão, introduziu melhoramento separado das variedades marrom e ruão.

Apesar da estreita base de criação inicial, colocar em prática um requisito essencial para evitar danos devido à endogamia por meio de acasalamento seletivo. A separação das duas cores também se justifica por uma certa disparidade nas qualidades naturais do Perdigueiro alemão. Os castanheiros eram mais fáceis de conduzir em distâncias curtas e mais persistentes na pista, enquanto os ruões tinham uma penetração altamente desenvolvida em longas distâncias.

Esses diferentes dons naturais não são mais um critério diferencial confiável hoje., já que nesse meio tempo, por muitas razões, houve cruzamentos repetidos entre as duas variedades de cores. No entanto, em princípio, a separação ainda mantém uma certa reserva de sangue não relacionado dentro da raça hoje.

O Perdigueiro alemão é e continua a ser criado por caçadores e para caçadores como um cão de caça com grande versatilidade.

Foto: “Perdigueiro alemão” por https://pixabay.com/de/photos/wachtelhund-jagdhund-st%C3%B6berhund-4604508/

Características físicas

O Perdigueiro alemão é um cão de caça de tamanho médio, longo-haired, muito musculoso, com uma cabeça nobre e ossos fortes. Em geral, eles são mais longos do que altos, mas eles nunca devem dar a impressão de serem altos.

Animado e muito apaixonado pela caça, amigável e confiante em seu ambiente natural, muito dócil e muito adaptável; Nem tímido nem agressivo.

O Perdigueiro alemão em alguns pontos:

– Tem um piercing bem desenvolvido,

– siga o caminho da caça de grandes e pequenos com vontade e perseverança,

– dê voz sem hesitação,

– tem um nariz fino,

– ele gosta de rapport e água,

– tem uma mordida para caça e vermes,

– Treinado e adequadamente gerenciado, caça sem desviar do curso em longas distâncias; trabalha como Cão de Caça e na busca por peças perdidas; é um cão de caça versátil para rastreamento e caça em valas, áreas densamente arborizadas e na água. Desde o início da criação supervisionada, a capacidade de parar não foi levada em consideração.

O casaco é forte, colado, principalmente ondulado, ocasionalmente também encaracolado (Astracã), ou longo, plano com subpêlo espesso; não muito longo, especialmente não é fino ou sedoso; na nuca, frequentemente enrolado nas orelhas e nádega; posteriores e cauda bem fornecidos; a presença de babado em volta do pescoço é frequente; a barriga também é bem provida de pêlos; o focinho e a região craniana têm pelos curtos, mas presos; as orelhas são cobertas por cachos ou cabelos crespos e ondulados que se estendem além da borda do pavilhão.; os espaços interdigitais têm um cabelo apertado, mas não muito longo.

O “Perdigueiro alemão” é produzido em duas variedades de cores:

– Castanho sólido, mais raramente também vermelho; muitas vezes com marcas brancas ou mosqueadas no peito e nos dedos dos pés.
– Ruão castanho, mais raramente também ruão vermelho; a cor de fundo consiste em cabelos castanhos, possivelmente vermelho, intimamente misturado com cabelos brancos; frequentemente a cabeça é marrom, possivelmente vermelho, com manchas ou também um manto que se estende por todo o dorso ; esta variedade de cores inclui casacos variegados com fundo branco e grandes manchas marrons, possivelmente vermelho, também os chamados cães “Tigre”, em que o fundo branco também é manchado ou mosqueado com pequenos tufos de cabelo castanho, possivelmente vermelho; o último pode perfeitamente descender de pais monocolorados.

Todos os tons e variações de vermelho estão incluídos neste termo (Raposa vermelha, cervo vermelho, veado vermelho).

TAMANHO E PESO :

  • Machos 48-54 cm
  • Fêmeas 45-52 cm
  • Varia em relação ao tamanho, entre alguns 18 e 25 kg.

    Caráter e habilidades

    Robusto, corajoso, pode trabalhar em todos os terrenos, principalmente florestas e pântanos. Rastreador ativo, caçador de arbustos, gritando na estrada, é especializado na caça de pequenos animais, mas também no rastreamento de raposas e animais de grande porte. Ele é um bom colecionador, também é um cão de trilha, capaz de procurar por jogo ferido. Amando, é apreciado como um companheiro. Ele está confiante em seu ambiente natural, ao mesmo tempo que é dotado de grande capacidade de adaptação.

    Eles não são tímidos ou agressivos, mas eles precisam de uma educação forte que comece logo.

    Educação

    Gentil, carinhoso e dócil, o Perdigueiro alemão tem essas predisposições maravilhosas por natureza. Mas com uma condição, e não menos importante. Porque este cachorro precisa de muito mais exercícios, educação e atividade desde o início do que uma família ou pessoas ativas podem oferecer. Estar em movimento não é suficiente. O Perdigueiro alemão Quer mais. Ele pode e deve fazer mais do que apenas ser um cão de família. A ociosidade vai contra sua natureza. Você precisa de um treinamento qualificado para cães de caça que seja física e mentalmente desafiador. Se você for bem sucedido, este caçador apaixonado provará ser um companheiro obediente e leal.

    Saúde

    O Perdigueiro alemão tem uma ligeira predisposição para displasia da anca. Os criadores são muito cuidadosos para não criar animais com esta predisposição. Isso vai reduzir muito essa deficiência.

    Por outro lado, suas orelhas caídas predispõem este cão a infecções de ouvido (e mais para cães acostumados a entrar na água).

    Limpeza

    A pelagem do Perdigueiro alemão está perfeitamente adaptado ao seu estilo de vida. A sujeira não parece grudar no cabelo, mesmo que ele caminhe por entre os arbustos por horas. Uma escovação semanal é o suficiente. Ele geralmente decide quando é hora de tomar banho. Tomar banho no verão é um momento de bem-estar que você gosta.

    Classificações do "Perdigueiro alemão"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Perdigueiro alemão" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do “"Perdigueiro alemão"“

    Fotos:

    1 – Deutscher Wachtel por Steffen Heinz (Caronna), CC BY-SA 2.5, via Wikimedia Commons
    2 – Perdigueiro alemão por https://pixabay.com/de/photos/deutscher-wachtelhund-jagdhund-4748569/
    3 – Perdigueiro alemão por https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Deutscher_Wachtel.jpg
    4 – Perdigueiro alemão por https://pixabay.com/de/photos/deutscher-wachtelhund-hund-haustier-5753477/
    5 – Perdigueiro alemão por https://pixabay.com/de/photos/deutscher-wachtelhund-jagdhund-4763510/
    6 – Perdigueiro alemão por https://pixabay.com/de/photos/deutscher-wachtelhund-jagdhund-4905048/

    Vídeos do “"Perdigueiro alemão"“

    German Spaniel (Deutscher Wachtelhund)
    Training German Spaniel

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 104
    • Grupo 8: – Cães levantadores e cobradores de caça e cães de água.
    • Seção 2: Cães Levantadores de Caça. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 8: Cães levantadores e cobradores de caça e cães de água – Seção 2: Cães Cobradores de Caça (Retrievers)

    Padrão da raça FCI "Perdigueiro alemão"

    FCI Padrão No. 104 / 12.03.1999 / E
    RETRIEVER ALEMÃO(Wachtelhund alemão)
    TRADUCCION : Federação Canófila Mexicana a.c..
    ORIGEM : Alemania.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 24.07.1996.

    UTILIZAÇÃO :

    Cachorro de caça, cão de caça versátil.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    • Grupo 8 Cães Cobradores de Caça (Retrievers),cães de caça e cães d'água.
    • Seção 2 Caça levantando cães com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : Na literatura de caça, descobriu-se que cães de caça semelhantes aos “Wachtelhund alemão”, que eram usados ​​para criar animais selvagens. Também o termo “Wachtelhund” é um fato histórico. Reprodução de acordo com o livro genealógico da “Wachtelhund alemão” ocorreu no início do século. O progenitor da raça foi “Lord Augusta 1834 L” de Staufenberg (Alta Baviera). A reprodução de raça pura começou com algumas fêmeas adequadas. No início, apenas cães marrons apareceram (alguns com marcações brancas) e cães brancos com marrom; em particular, o último mostrou pequenas marcas vermelhas na cabeça e nas extremidades, a chamada cor “fogo”. Através da mulher “Bebê no salto 1838L” castanho ruão foi introduzido na raça. Rudolf Friess (R.F.) influenciou decisivamente a educação do “Wachtelhund alemão” e introduziu a criação separada de cães marrons e castanhos ruão. Com isso ele criou a condição fundamental que, apesar da estreita base inicial da educação, Os defeitos de endogamia podem ser evitados por meio de cruzamentos programados dentro de ambas as variedades. A separação das variedades de cores pareceu útil também devido à predisposição pouco diferente dos cães.: os marrons como caçadores de perto mais fáceis de lidar e os marrons principalmente como caçadores e rastreadores à distância. A diferente predisposição não é mais válida hoje como uma característica confiável para diferenciar as duas variedades., devido ao facto de, por vários motivos, os cruzamentos entre as duas variedades terem sido realizados repetidamente. No entanto, em geral, a separação ainda serve hoje para manter uma reserva de sangue não relacionado dentro da raça. O German Retriever foi e continua a ser criado exclusivamente por caçadores para caçadores como um cão de caça utilitário versátil.

    OLHAR GERAL :

    O German Retriever é um cão levantador de caça de médio porte, pelo longo, muito musculoso, com cabeça nobre e ossos fortes. Ao todo, é mais comprido do que alto e de forma alguma dá a impressão de ter membros longos.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    Relação entre comprimento do corpo e altura na cernelha = 1,2 : 1Relação entre a altura do peito e a altura na cernelha = 0,5 : 1Relação entre o comprimento do focinho e o do crânio = 1 : 1

    COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO : Ele é animado e muito apaixonado pela caça; é amigável e seguro em seu ambiente; muito dócil e adaptável, não é medroso ou agressivo. O alemão retriever é:
    • Dotado de uma forte vontade de pesquisar.
    • É seguro em busca de vestígios ou pistas.
    • Tem uma casca confiável e contínua.
    • Tem um bom olfato.
    • Tem um gosto pronunciado por dinheiro e água.
    • Ele adora caçar animais selvagens e predadores.
    • Em sua iniciação e direção correspondentes caças de forma independente, extenso e controlado. Confiável ao trabalhar como cão de caça e procurar presas perdidas; é um cão de caça versátil e utilitário para trabalhar em locais densos, na floresta e na água. A adequação da amostra não foi considerada desde o início da criação desta raça.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA :

    • Crânio : Achatado, moderadamente largo; protrusão occipital não é perceptível.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Apenas ligeiramente marcado.

    REGIÃO FACIAL :

    • Trufa : Grande e escuro, com janelas abertas; despigmentação em pequenas manchas é considerada ausente; o nariz de carneiro embeleza o cachorro.
    • Focinho : Strong, com uma ampla ponte nasal em todo o seu comprimento; ligeiramente arredondado para baixo, nunca apontou, não mais curto que o crânio.
    • Lábios : Em linha reta, seca, rigorosamente ajustado, pigmentado de acordo com a cor da pelagem.
    • Mandíbula / Dentes : Mordida completa com 42 dentes na seguinte ordem (esquemático visto de frente):Direito M P C I I C P M Mandíbula superior esquerda 2 4 1 3 3 1 4 2 Maxilar superior——————Maxilar inferior 3 4 1 3 3 1 4 3 Maxilar inferior(Explicação das iniciais da fórmula dentária : I = incisivos, C = presas, P = premolares, M = Molares).Os incisivos da mandíbula superior se sobrepõem aos da mandíbula inferior, formando uma mordedura em tesoura; mordida em pinça é tolerada; dentes são bem desenvolvidos; mordida forte.
    • Bochechas : Fino com pele esticada; maçãs do rosto não salientes.
    • Olhos : Cor marrom médio, escuro se possível, médias, colocado um pouco oblíquo, Proeminente nem afundado; pálpebras bem ajustadas ao globo ocular; nenhuma membrana nictitante visível. A borda das pálpebras com sobrancelhas.
    • Orelhas : Definir alto e amplo, achatado; sin ser torcidas, pendure bem atrás dos olhos; eles não são grossos, nem carnudo nem rendado; coberto com cabelo desenvolvido regularmente que se projeta na borda interna das orelhas. A orelha voltada para a frente alcança o nariz.

    PESCOÇO : Strong; nuca especialmente bem musculada; forma um ângulo obtuso em sua transição para a cernelha; começa sem pele solta visível e se estende até o peito sem formar um queixo duplo.

    CORPO :

    • Top de linha : Em cada uma das regiões, a linha superior é reta e gradualmente os une.; o traseiro está ligeiramente descendo; a cauda é portada como uma extensão da linha posterior ou ligeiramente pendente.
    • Cruz : Forte e marcado.
    • Voltar : Curto e firme, não afundar atrás da cruz.
    • Lombo de porco : Poderosamente musculoso, então dá a impressão de ser largo.
    • Alcatra : Ligeiramente descendente, nunca mais alto do que a cruz, ligeiramente abaixo da altura da cernelha.
    • No peito : Visto de frente, é oval e atinge abaixo do cotovelo quando visto de lado. Tórax comprido, bem arqueado; não é em forma de barril nem achatado.
    • Linha inferior e barriga : Da última costela falsa para trás, ela está moderadamente retraída; também em sua parte inferior é tanto quanto possível totalmente coberto de pêlos e subpêlo denso.

    CAUDA : Em repouso, carrega-o como uma continuação da linha superior reta ou para baixo; na excitação ou com movimento animado, ele a levanta ligeiramente; para evitar lesões por atrito, deve-se cortar nos primeiros três dias de vida no máximo um terço de sua extensão (amputação).(Em países onde a amputação é proibida, pode permanecer natural).

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :

    • Como um todo. : Visto de frente, eles são retos e paralelos; vistos de lado, eles estão bem posicionados sob o corpo, com boas angulações.
    • Ombro : Poderosamente musculoso; escápulas oblíquas e voltadas para trás.
    • Braço : Durante o movimento, ele fica preso muito perto do tórax.
    • Cotovelos : Muito perto do corpo, sem desvios internos ou externos.
    • Antebraço : Em linha reta, as partes próximas às articulações não são hipertrofiadas ou raquíticas.
    • Articulação do carpo : Strong.
    • Metacarpo : Ligeiramente inclinado para a frente.
    • Pés anteriores : Em forma de colher, dedos juntos; pés de gato ou lebre são indesejáveis; almofadas duras, forte e bem pigmentado; unhas fortes, bem gasto.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Como um todo. : Vistos de lado, eles mostram boa angulação no joelho e nas articulações tíbio-tarsais.; vistos por trás, eles são retos e paralelos; eles não têm formato de barril ou vaca; ossos fortes.
    • Coxa : Largo e muito musculoso; boa angulação entre a pelve e a coxa.
    • Joelho : Strong, com boa angulação entre coxa e perna.
    • Perna : Longo, muscular e tendão.
    • Articulação do pé-quente : Strong.
    • Metatarso : Curta, vertical.
    • Pés de volta : Como os anteriores.

    MOVIMENTO :

    Espaço fluido e abrangente; membros deslizam retos e paralelos ao corpo.

    PELE :

    difícil, bem colado; não forma rugas ou é pigmentado.

    PELES

    CABELO : Strong, grosso colado; na maior parte é ondulado, embora às vezes também cresçam (Astrachan) o pelo liso largo, com lã interna densa; Não muito longo, nem fino nem sedoso; na nuca, orelhas e traseiro são frequentemente crespos; na parte de trás dos membros e na cauda tem boas penas; freqüentemente forma um babado no pescoço (Golilla); também a barriga é bem coberta de pelos; no focinho e no crânio, o cabelo é curto, mas denso; orelhas são cobertas por cachos ou cabelos crespos e ondulados, que também projeta a borda interna; os espaços entre os dedos são cobertos por pêlos densos, mas não muito longos.

    COR :

    O German Retriever é criado em duas variedades de cores:

    • Cor marrom uniforme, raramente também vermelho *; frequentemente com marcas ou manchas brancas no peito e nos dedos.
    • castanho ruão, também raramente ruão vermelho *; a cor básica é composta por cabelos castanhos ou vermelhos densamente misturados com brancos; frequentemente com cabeça marrom ou ruiva *; assim com pratos ou um casaco nas costas inteiras. Esta variedade de cores também inclui aquelas manchadas com uma cor branca básica e grandes placas marrons ou vermelhas *, bem como cães coloridos chamados “Tigre” em quem a cor branca básica é salpicada ou manchada, além de listras marrons ou vermelhas *, mesmo se vierem de pais de uma única cor, ambas as variedades de cores têm marcações vermelhas * (fogo)os olhos, sobre o focinho, nas extremidades e ao redor do ânus.
    *) A estes pertencem todas as variedades de tons vermelhos (Raposa vermelha, cervo vermelho, cervo vermelho).

    TAMANHO E PESO :

    Altura à Cruz : Machos 48 – 54 cm.Hembras 45 – 52 cm.

    PESO : Varia de acordo com o tamanho, aproximadamente entre 18 – 25 kg.(Mulheres ligeiramente mais leves que os homens).

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e a sua gravidade é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências para a saúde e bem-estar do cão..

    • Stop marcado.
    • lábios muito profundos, não fechado.
    • Pré-molar PM1 ausente.
    • Pálpebras não bem ajustadas.
    • Canais auditivos muito estreitos (disposição para doenças do ouvido).
    • Peito de barril.
    • Membros longos ou finos.
    • Cabelo fino, escasso ou sedoso; barriguinha coberta de pelos; aba de couro para orelha (sem pêlo).
    • Peso e tamanho ligeiramente maior ou menor do que o indicado.

    FALTAS GRAVES :

    • Doenças de pele (dermatite, atopia).
    • Falta de dentes (exceto a falta de um PM1).

    FALHAS ELIMINATÓRIAS :

    • Agressivo ou medroso.
    • Fraqueza de caráter, timidez diante de animais selvagens ou ao disparar armas.
    • Falhas graves de mordida (prognatismo superior, baixa, arcade incisivo desviou).
    • Ectropión, entrópio.
    • Cabelo preto.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    NOTA : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Deutscher Wachtelhund (German quail dog) (Inglês).
      2. Chien d’oysel (Francês).
      3. Deutscher Wachtel (Alemão).
      4. (em alemão: Deutscher Wachtelhund) (Português).
      5. Spaniel alemán, (en alemán deutscher wachtelhund) (español).

    Spaniel perdigueiro de Drente
    Holanda FCI 224 . Tipo Epagneul (Spaniel)

    Spaniel perdigueiro de Drente

    Uma peculiaridade de Spaniel perdigueiro de Drente Consiste no fato de que durante a busca a cauda faz um movimento giratório cada vez mais rápido conforme o cão se aproxima da presa..

    Conteúdo

    História

    O Spaniel perdigueiro de Drente é uma raça canina ancestral, que pode ser encontrado em pinturas pintadas há séculos.

    Originaria de Drenthe, uma província holandesa, a raça foi desenvolvida durante o século 16 a partir de cães da Espanha, quais eram os nomes deles Spionenen o Spaniolen. Na Holanda, eles receberam o nome Patrijshond, o que significa retriever.

    No leste do pais, especialmente na província de Drenthe, esses cães foram criados como raças puras, sem qualquer mistura com outras raças estrangeiras, como aconteceu em outros lugares. Este isolamento permitiu que o Perdiguero permanecesse inalterado durante 3 o 4 séculos.

    O 15 em Maio de 1943, foi reconhecido pelo Raad van Beheer op Kynologish Gebied dos Países Baixos, um reconhecimento fortemente encorajado pela Baronesa van Hardenbroek e Srs. van Heek junior e Quartero.

    O clube da raça responsável foi fundado em 5 em Junho de 1948, com o nome de Nederlandse Vereniging de Drentsche Patrijshond.

    Relacionado a ele Pequeno munsterlander e o Spaniel francês, o Spaniel perdigueiro de Drente é bastante limitado em número, e a raça é quase desconhecida fora de suas fronteiras.

    Foto: “Drentsche Partridge Dog” macho por Stefanie Joksch, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    O Spaniel perdigueiro de Drente ele é um cachorro bem proporcionado, com músculos secos, puro em suas linhas. Seu corpo revela força e também a capacidade de correr na velocidade adequada a um cão de caça. O focinho em forma de cunha é ligeiramente mais curto que o crânio. Os lábios estão bem secos e não pendem. Seu corpo, ligeiramente mais longo que a altura da cernelha, é ligeiramente alongado. Embora o pelo não seja muito longo no corpo, dá a impressão de sê-lo por causa das orelhas bem povoadas, cabelo um pouco mais abundante no pescoço e no peito, as franjas nas patas dianteiras e traseiras e na cauda espessa, abundantemente povoado por todos os lados.

    Eles têm uma camada densa que cobre bem o corpo. Não é cacheado. O cabelo não é muito comprido, mas como é mais longo em algumas partes, o cão, no seu conjunto, dá a impressão de ter cabelo comprido. No pescoço e no peito, o cabelo está mais comprido. Nos ouvidos, o cabelo é longo e de preferência ondulado. As orelhas, a parte de trás das pernas dianteiras e traseiras e a parte de trás das coxas são franjadas. Cabelo de preferência ondulado na parte superior do corpo e cauda. Exceto por sua base, a cauda é abundantemente provida de pêlos longos em todos os lados. Esses fios são gradualmente encurtados em direção à ponta.

    COR: Pêlo branco com manchas marrons, manchado ou não. Casacos com uma mistura de cabelos castanhos e brancos, com ou sem marcas, são menos desejáveis, como os casacos de capa. As orelhas são marrons, como o cabelo ao redor dos olhos.

    TAMANHO:

    Machos: 58 - 63 cm.
    Fêmeas: 55 - 60 cm.

    Peso: De 20 - 25 kg

    Caráter e habilidades

    Eles são ideais para caça em uma ampla variedade de terrenos. Eles caçam com tiros de pistola. Manter contato com o caçador é aparentemente uma qualidade inata. Uma característica de muitos cães desta raça é que, durante a caça, a cauda descreve um movimento circular, especialmente quando o cão está ciente da proximidade da presa. Quando ele está perto de caçar, o cachorro espera o caçador se aproximar e quando o caçador está atrasado, vire sua cabeça para procurar o jogo. Graças à sua adaptabilidade, o cão é capaz de caçar todos os tipos de animais nas planícies e pântanos. É também um bom retriever e se destaca na busca por jogos perdidos.. Essas características são inatas. Por esta razão, não requer treinamento longo.

    O Spaniel perdigueiro de Drente Também é um cão de companhia muito bom porque é fiel, amigável, atencioso. Sua educação deve ser feita sem problemas, sem agressividade ou muita firmeza.
    Este cachorro requer manutenção regular. Será cúmplice dos filhos e é possível deixá-los juntos. sob vigilância, É claro. Morar em um apartamento vai te derrubar, ele precisa ter pelo menos um jardim para ele. para desabafar e também para caminhadas diárias.

    Saúde

    O Spaniel perdigueiro de Drente ele é um cachorro robusto, mas você pode se machucar enquanto caça (fratura, entorse, tendinite, ferida…). Suas orelhas estão caídas, mal ventilado, propenso a infecções de ouvido. Alguns cães podem ser afetados por displasia femoral do quadril, uma malformação dos quadris que causa claudicação e dor.

    Limpeza

    O Spaniel perdigueiro de Drente deve ser escovado uma vez por semana para remover pelos mortos e sujeira. Você pode tomar banho uma vez por mês com um shampoo adequado.

    Inspecione e limpe as orelhas flexíveis uma vez por semana. Quando voltamos da caça, vamos verificar se ele não está ferido. Boa cobertura antiparasitária e de férias será lançada.

    Classificações do "Spaniel perdigueiro de Drente"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Spaniel perdigueiro de Drente" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens “"Spaniel perdigueiro de Drente"“

    Spaniel perdigueiro de Drente
    Drentsche Patrijshond Bowi the Gloucester during upland game hunt in Idaho by DutchID, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
    Spaniel perdigueiro de Drente
    Dutch Partridge Dog por mjk23, CC POR 2.0, via Wikimedia Commons

    Vídeos “"Spaniel perdigueiro de Drente"“

    Spyker – Partridge Dog (Spaniel) – 4 Week Residential Dog Training at Adolescent Dogs
    Drentsche patrijshond Indy: avonturen deel 27

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 224
    • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
    • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Spaniel (Spaniel). Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Epagneul (Spaniel)
    • UKCGun Dog

    Padrão da raça FCI "Spaniel perdigueiro de Drente"

    FCI Padrão No. 224 / 27.10.2003 / E

    DRENTE PERDIGUERO
    (Drentsche Partridge Dog)

    TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila, A.C..
    Avaliado por Jorge Nallem.

    ORIGEM : Holanda.

    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 25.03.2003.

    UTILIZAÇÃO : Cão mostra.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
    Seção 1.2 Cães de Parar Continentais, digite "Spaniel"
    Com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : A raça teve suas origens no século 16 com ponteiros da Espanha que chegaram pela França.; eles eram chamados de "Spanioles" ou "Spioenes". Na Holanda, eles eram conhecidos como “Patrijshonde” (retrievers). Estes cães foram criados como raça pura na região leste, especialmente na província de Drenthe; eles não foram misturados com raças estrangeiras, como aconteceu em outras regiões. O 15 em Maio de 1943 a raça foi oficialmente reconhecida pela “Conselho de Administração na Área Cinológica” da Holanda. O reconhecimento foi promovido ativamente pela Baronesa de Hardenbroek e pelos Srs. Van Heek Jr. y Quartero. A raça está intimamente relacionada com o Little Münsterländer (Cão pequeno de Munsterlander apontando) e com o Spaniel Francês. O 5 em Junho de 1948 o clube da raça correspondente foi fundado sob o nome de “Associação Holandesa do Cão Perdiz Drentsche”.

    OLHAR GERAL :

    Cachorro bem proporcionado, secamente musculoso com uma estrutura de corte bem definida, cujo corpo mostra força e também capacidade de desenvolver a velocidade necessária para um cão de caça.

    Tem um focinho em forma de cunha que é ligeiramente mais curto do que o comprimento do crânio e relativamente seco, sem lábios pendurados. Seu corpo é ligeiramente mais longo que sua altura na cernelha , portanto, ligeiramente alongado. O manto, embora realmente não demore muito no corpo, dá aquele visual porque as orelhas e cauda são bem cobertas de pelos e por causa da abundância de pelos no pescoço e no peito, bem como a presença de franjas nas orelhas, membros dianteiros e traseiros e especialmente na cauda.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO :
    É o cão de caça ideal para vários tipos de terreno. Caça dentro do alcance da espingarda. Ficar em contato com o caçador parece ser uma qualidade inata. Uma característica de vários cães desta raça é que ao procurar uma presa, a cauda tem um movimento circular, especialmente quando você sente o traço. Ao se aproximar da presa o cão espera a chegada do caçador, quando está atrasado, olhe para trás procurando por seu mestre.
    Possui a adaptabilidade que o torna capaz de caçar todos os tipos de presas na terra ou na água., à parte, ele é um bom colecionador e buscador de presas perdidas. Essas características são inatas, portanto, precisa de muito pouco treinamento.
    Devido à sua natureza gentil, não é bom usar métodos de força para seu treinamento.
    Es leal e inteligente, que faz, junto com uma boa educação e treinamento, um cachorro de família muito estimado, além de um valioso companheiro caçador.

    CABEÇA :

    REGIÃO CRANIANA : O crânio é bastante largo e apenas ligeiramente abobadado.. Na linha média tem uma ranhura quase invisível do stop, que é leve, até a metade da distância para a protuberância occipital, moderadamente desenvolvido.

    Nasofrontal depression (Stop) : Visto de frente e de lado, o crânio gradualmente inclina-se em direção ao focinho, as bochechas também afinam gradualmente em direção ao focinho. Os arcos superciliares são bem desenvolvidos.

    REGIÃO FACIAL :

    Trufa : Bem desenvolvido e de cor marrom. Janelas abertas.
    Focinho : Em forma de cunha e ligeiramente mais curto que o crânio, truncado no final, nenhum sinal de corte sob os olhos. O focinho é largo, não é côncavo nem convexo. É permitida uma ligeira curva ascendente atrás do nariz. Nariz romano é uma falha séria.
    Lábios : Bem fino e seco.
    Mandíbulas / Dentes : Mordida forte, mordedura em tesoura bem ajustada.
    Bochechas : Moderadamente desenvolvido.
    Olhos : Eles são amplamente separados e posicionados de forma que fiquem bem protegidos; eles não são proeminentes ou afundados, tamanho médio e formato oval. Sua expressão mostra o caráter bem-humorado e inteligente deste cão de caça. É desejável que a cor dos olhos seja âmbar, i.e., que não são nem escuros nem muito claros como os olhos de uma ave de rapina. As pálpebras estão bem aderidas ao globo ocular.
    Orelhas : Eles não são pesados, eles são altos; desde a sua inserção foi bem colado nas bochechas sem formar pregas; quando são puxados para frente, faltam três dedos para que seu comprimento alcance a ponta do nariz. Eles são largos na inserção e arredondados na ponta. O cabelo abundante que cobre as orelhas é ondulado e longo; não tem cabelo cacheado. O cabelo é mais curto na ponta das orelhas, a borda interna também com franja abundante. Quando ele é atraído pela atenção, ele coloca as orelhas para frente e as levanta. Vistas de frente, as orelhas formam um triângulo com a dobra no meio do couro destes. As orelhas são móveis mostrando diferentes estados de espírito.

    PESCOÇO :

    Strong, médio longo, mais curto do que longo; forma uma linha contínua e fluida entre a cabeça e o tronco. Um pescoço mais longo do que o desejado, dar a impressão de mais elegante, mas sem força é indesejável. A barbela e a pele solta na garganta são atípicas na aparência deste cão de constituição seca com linhas bem definidas e são, portanto, indesejáveis.

    CORPO :

    Top de linha : Uma linha suave do pescoço, de comprimento moderado, com costas retas e lombos, forma uma linha fluida que termina em uma garupa ligeiramente descendente.
    Voltar : Strong, médio longo, não muito curto; junto com as patas dianteiras e traseiras bem anguladas dá a impressão de que o corpo é alongado.
    Lombo de porco : Fortemente musculado.
    Alcatra : Largo e comprido, ligeiramente descendente.
    No peito : Alcançando profundamente os cotovelos; visto de frente é bastante largo; os membros anteriores não devem ser obstruídos por costelas excessivamente arqueadas, peito estreito e raso é considerado deficiente. Caixa torácica alongada; costelas bem desenvolvidas, curvado, não achatado ou em forma de barril.
    Linha inferior : Poco retraída.

    CAUDA :

    Inserção muito alta, o comprimento da cauda atinge a articulação tíbio-tarsal. A primeira metade está pendente e o resto forma uma ligeira curva ascendente. Em ação, parte da cauda é portada horizontalmente e a última parte em uma ligeira curva para cima. Ele nunca usa o rabo enrolado nas costas. Exceto por sua raiz, a cauda é coberta com muita franja, que diminui em direção à ponta.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :
    Ombros e braços : Escápulas compridas, inclinado para trás bem posicionado de forma que o ombro, braço e antebraço têm boa angulação. Também quando visto de frente, as escápulas são bem oblíquas, mantendo assim o corpo bem unido e harmoniosamente integrado.
    Cotovelos : Apertado no peito, sem desvios para fora ou para dentro, o que poderia limitar o movimento do cão.
    Antebraço : Reto e bem musculoso.
    Articulação do carpo : Strong, com bons ossos.
    Metacarpo : Sem desvios para fora ou para dentro, ligeiramente inclinado.
    Pés dianteiros : De formato redondo ou oval com dedos unidos, arqueado e forte, com palmilhas sólidas.

    MEMBROS POSTERIORES : bem desenvolvido, largo e bem musculoso.
    Coxa e perna : O conjunto de ossos da pelve, coxa e perna mostram bons ângulos uma com a outra. Membros posteriores, visto de trás, eles não estão nem muito próximos nem muito distantes; são retos e absolutamente verticais.
    Articulação do pé-quente : Definir baixo.
    Metatarso : Curta, sem desvios para fora ou para dentro.
    Pés traseiros : Igual aos avançados.

    MOVIMENTO :

    Movimento energético e harmonioso, cobrindo muito terreno; durante o trote, os membros não se movem muito próximos ou muito afastados; sem balançar ou desviar os cotovelos ou as articulações tibitársicas para fora. À medida que a velocidade aumenta, ele tende a buscar a linha média.

    MANTO

    CABELO : Pele densa, que cobre bem o corpo, sem ser cacheado; a capa não é muito longa, mas porque em algumas partes do corpo é mais longo, o cachorro dá a impressão de ter pêlo comprido. No pescoço e no peito, o cabelo está mais comprido. Sobre as orelhas, o cabelo é longo, preferência ondulada. As orelhas, a parte de trás dos membros anteriores e posteriores, coxas e cauda são cobertas por pêlos franjados.
    Sem estar na base, a cauda, é coberto com cabelos longos que gradualmente encurtam em direção à ponta.

    COR :

    Branco com manchas marrons, com ou sem manchas. Menos desejável é uma pelagem com uma mistura de cabelo branco e castanho com ou sem manchas.. Menos desejável é o manto. As orelhas são castanhas, assim como o cabelo ao redor dos olhos.

    TAMANHO :

    Altura à Cruz :
    Machos: 58 - 63 cm.
    Fêmeas: 55 - 60 cm.
    Um ou dois centímetros a mais são aceitos se o cão for bem proporcionado.

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta, e a gravidade desta refere-se ao grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Drentse Patrijshond, Drent (Inglês).
      2. (en néerlandais : Drentse Patrijshond), épagneul à perdrix de Drente, épagneul hollandais de Drente (Francês).
      3. Drentscher Hühnerhund (Alemão).
      4. (em neerlandês: Drentsche patrijshond) (Português).
      5. Drentsche Patrijshond, Drent (español).

    Braco alemão de pelo longo
    Alemania FCI 117 . Tipo Epagneul (Spaniel)

    Braco alemão de pelo longo

    A primeira coisa a ter em mente é que o Braco alemão de pelo longo é um cão de caça da cabeça aos pés.

    Conteúdo

    História

    O Braco alemão de pelo longo É uma das mais antigas raças alemãs de apontar. Cães de caça de pêlo comprido já podem ser vistos em antigas pinturas de caça e tapeçarias da Idade Média, que são muito semelhantes aos atuais “Cães de Parar ou Cães Apontadores” Alemão. Esses cães foram usados ​​principalmente como cães de caça para perseguir, mas também para capturar pequenos animais com redes.

    É raça pura desde 1879. Por ocasião de uma exposição da associação para o requinte de raças caninas em Hannover, as características da raça foram estabelecidas, o padrão da raça. A raça foi baseada em cinco linhagens diferentes, com os nomes de garanhões autorizados que já correspondiam ao padrão da raça na época.

    O Braco alemão de pelo longo ganhou o nome de “Cachorro velho da floresta” em particular por sua capacidade de fazer trabalhos de rastreamento muito bons, para alertar o caçador com latidos altos durante a busca e para trazer animais perdidos seguindo seu rastro de sangue. Trabalhar na água também é um de seus pontos fortes, que é apreciado por caçadores.

    Foto: Um cabelo comprido alemão chamado Falko por Wikimedia

    Características físicas

    A raça é produzida em marrom, Marrom e branco, e marrom e branco. O mais conhecido e mais comum é o Braco alemão de pelo longo castanho puro, que também pode ter marcas brancas no peito ou nas pernas. Taupe vem em gradações de cinza claro a cinza escuro e a rara variação de cor cinza truta.

    O Braco alemão de pelo longo geralmente é um cachorro forte, muscular, constituição baixa e com formas corporais harmoniosas. Os machos geralmente têm altura dos ombros 63 – 66 cm, as fêmeas de 60 – 63 cm. Tem olhos castanhos, jarretes longos e bem marcados e uma cauda com uma bela bandeira. Seu casaco deve ser de comprimento médio e não muito exuberante.

    Caráter e habilidades

    A primeira coisa a ter em mente é que o Braco alemão de pelo longo ele é um cão de caça da cabeça aos pés. Nas mãos de um instrutor experiente, é um ajudante útil na caça e, posteriormente, em um segundo emprego, um cão de família muito bom. A raça gosta muito de crianças e família. Mas isso não deve ser mal interpretado. Por quê “Amigável para a família” não significa “cachorro de familia”. É um cão de trabalho bastante pronunciado. O Braco alemão de pelo longo tem uma forte motivação e vontade de trabalhar, tanto na caça ou, Sim é necessário, seu substituto na forma de esportes caninos de todos os tipos. Por conseguinte, Não é um cão para iniciantes nem um cão para pessoas que não querem ou não podem trabalhar intensamente com ele.

    Braco alemão de pelo longo
    “Braco alemão de pelo longo” durante a exposição internacional de cães em Katowice, Polônia

    Na prática da caça, o Braco alemão de pelo longo é especialmente elogiado por sua calma pronunciada. É um cachorro líder, resistente aos nervos e de natureza calma e serena. Ao mesmo tempo, ele é um amigo gentil e pacífico com um alto limiar de irritação.. No entanto, o Braco alemão de pelo longo precisa de uma educação consistente, competente e sensível para dirigir sua alta inteligência, sentidos de alerta e sua pronunciada vontade de agir nos canais certos. Com uma atmosfera de caráter tão apropriada, esta raça de cachorro é uma grande amiga das crianças, um grande companheiro de família também fora da caça ou do trabalho esportivo e em todo caso uma maravilhosa experiência da associação de homem e cão.

    Aptidões:

    Se ocasionalmente oferecido simplesmente como um cão de família e apartamento, deve-se abordar esses vendedores com o máximo de cautela. Essas ofertas certamente vêm de fontes duvidosas. Como uma regra, um Braco alemão de pelo longo pertence às mãos de um caçador que trabalha com ele profissionalmente. Se você não ficar com ele para a caça, deve se manter ocupado com longas caminhadas na natureza ou desafios em esportes caninos. Além disso, precisa de uma conexão pessoal com o cuidador e sua família. Se o cão de caça não tem um desafio físico ou mental, no longo prazo, isso levará a sérios problemas de comportamento. Não pertence a um edifício de vários andares e nem à cidade grande. Em todos os outros aspectos, ele não tem problemas e sua atitude é pouco exigente.

    Educação

    A Braco alemão de pelo longo só deve ser treinado por um proprietário experiente. Deve absolutamente vir de uma criação reconhecida da Associação de “Cães de Parar ou Cães Apontadores” Alemão, onde pais e filhotes já foram socializados para suas tarefas a partir da caixa de areia em diante. Além disso, você precisa treinar e trabalhar profissionalmente para a caça ou para fins esportivos adequados. Apenas cães que passaram com sucesso nos exigentes testes de reprodução de outono são permitidos para reprodução. “Schorlemer”. Pergunte nos clubes de criação do Braco alemão de pelo longo.

    Saúde

    A corrida Braco alemão de pelo longo é servido de forma exemplar por seus clubes de criação organizados no Deutsch-Langhaar-Verband. Como um resultado., a saúde média dos cães não tem problema.

    Limpeza

    Cuidando de um Braco alemão de pelo longo é pouco exigente. Escovar regularmente o pêlo é suficiente.

    Compre um “Braco alemão de pelo longo”

    Se você está pensando em comprar um Braco alemão de pelo longo, você deve estar se perguntando se pode atender aos requisitos para uma atitude de caráter apropriada deste cão de caça. E o que durante 12 anos e mais será seu companheiro em uma base diária. Então você deve entrar em contato com os criadores locais que são membros do “Deutsch-Langhaar-Verband“. Um filhote desta raça custa cerca de 1000 EUR.

    Classificações do "Braco alemão de pelo longo"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Braco alemão de pelo longo" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “"Braco alemão de pelo longo"“

    Canis Obenstaat – Filhotes Braco alemão de pelo longo – Introdução à água

    “Braco alemão de pelo longo”

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 117
    • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
    • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Spaniel (Spaniel). Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Epagneul (Spaniel)
    • CKCGrupo 1 – Sporting
    • KC – cão de caça
    • UKCGun Dog

    Padrão da raça FCI "Braco alemão de pelo longo"

    FCI Padrão No. 117 / 16.03.2001 / E
    CÃO PONTO DE CABELO COMPRIDO ALEMÃO( Cabelo comprido alemão)
    TRADUCCION : Federação Canófila Mexicana a.c..
    ORIGEM : Alemania.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 25.10.2000.

    UTILIZAÇÃO :

    Cão de utilidade variável na caça.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    • Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
    • Seção 1.2 Cães de Parar Continentais, digite "Spaniel". Com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : Este longo cabelo cão Hunter atende aos cães de sangue, caçadores de aves, cães de água e caça com Falcons e, portanto, tem a tendência de grande versatilidade. Como do ano 1879 os reprodutores puro foi realizada e se estabeleceram as características essenciais da raça. No ano de 1897, O Barão Schorlemer estabeleceu o primeiro padrão para o cão apontador de pêlo comprido alemão e, assim, lançou as bases para a criação pura de hoje.

    OLHAR GERAL :

    É forte, muscular, sob, linhas fluidas. Em cães pequenos, é necessária muita substância. Cães pesados ​​e compactos não são desejáveis.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    O focinho e o crânio têm o mesmo comprimento; na sua região posterior não é muito alto, porque os ombros são um pouco mais altos do que a garupa.

    COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO está equilibrado, Vá com calma, com um temperamento regular, Tipo, Guia de fácil.

    CABEÇA :

    Ênfase especial deve ser dada à bela cabeça coberta por cabelos longos. É alongado e de aparência nobre.

    REGIÃO CRANIANA :

    • Crânio : Ligeiramente arredondado.
    • Nasofrontal depression (Stop) : A depressão naso-frontal aumenta ligeiramente, sem interromper abruptamente.

    REGIÃO FACIAL :

    • Trufa : De cor marrom, leve despigmentação é permitida.
    • Cana do nariz : Ligeiramente arqueado, não muito estreito.
    • Lábios : Eles não se sobrepõem muito.
    • Mandíbula / dentes : Mandíbula não refinada. Dentes bem desenvolvidos. Mordida completa (42 dentes) em forma de tesoura, isto é, os incisivos superiores cobrem de perto os inferiores.
    • Fórmula dental : 3 1 4 2 x 2 = 423 1 4 3
    • Bochechas : As maçãs do rosto não se destacam muito.
    • Olhos : Marrom, o mais escuro possível; pálpebras aderidas ao globo ocular, nenhuma membrana nictitante vermelha visível. Nem afundado nem saliente.
    • Orelhas : Sua inserção não é muito baixa; estão ligeiramente curvados para a frente.

    PESCOÇO :

    Forte e nobre, sem papada; estende-se alargando em direção ao peito formando uma bela linha; não é muito curto.

    CORPO :

    • Voltar : Em linha reta, empresa, não muito longo.
    • Lombo de porco : Especialmente musculoso.
    • Alcatra : Longo, cai moderadamente.
    • No peito : Peitoril bem desenvolvido; a caixa torácica é larga e profunda; atinge pelo menos o cotovelo.

    CAUDA :

    Não é muito íngreme. Deve ser transportado horizontalmente com o último terço ligeiramente levantado.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :

    • Como um todo. : Enquanto o cachorro está de pé, o braço, antebraço e metacarpo devem formar uma linha próxima à vertical, quando vistos de frente.
    • Ombro : Bem colado. Visto de lado e em repouso, a escápula e o braço devem ser angulados o mais próximo possível de um ângulo reto.
    • Cotovelos : Bem colado.
    • Articulação do carpo : Ligeiramente inclinado.
    • Metacarpo : Não completamente hetero.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Como um todo. : Visto de trás, protrusão ilíaca, a coxa, a perna e a planta do pé formam uma linha vertical.
    • Articulação do pé-quente : É muito importante que faça uma boa angulação.
    • Esporas : Eles devem ser removidos imediatamente após o nascimento.

    PÉS : Almofadas duras e resistentes.

    MOVIMENTO :

    Cobre o solo com bom impulso dos membros posteriores.

    PELE :

    Muito perto do corpo, sem pregas.

    PELES

    CABELO :

    A pelagem correta é muito importante, que não deve ser excessiva ou muito curta. Nas laterais das costas e tronco, o cabelo deve ser 3,5 cm de comprimento, boa pasta. Na região inferior do pescoço, no peito e abdômen os pelos podem ser mais longos.

    • Abdômen : Bem coberto com pelos.
    • Orelhas : Cabelo ondulado caindo.
    • Cola : Com boa caneta, coberto com cabelo até a ponta.
    • Região posterior dos membros anteriores : Capa de penas.
    • Região posterior dos membros posteriores: Capa de penas(calças).
    • Abaixo da articulação tíbio-tarsal : O cabelo é consideravelmente mais curto. O excesso de franjas de cabelo é indesejável. O espaço entre os dedos deve ter cabelo denso e curto.
    • Chefe : O cabelo é muito mais curto, embora mais longo do que o cão apontador alemão de pêlo curto. A formação de um tufo na região craniana não é desejável.
    • No corpo : Cabelo é firme, suave, reto ou ligeiramente ondulado, muito perto. Denso com uma boa quantidade de subpêlo.

    COR :

    • Castanho sólido.
    • Marrom com marcas brancas ou pontilhadas (especialmente no peito e pés).
    • Dark Roano (com placas marrom-escuras mais ou menos grandes ou pequenas; cabeça marrom, eventualmente com uma lista, uma pequena mancha ou uma estrela branca).
    • Roano Ligeiro (com placas castanhas claras mais ou menos grandes ou pequenas; cabeça marrom, eventualmente com uma lista, uma pequena mancha ou uma estrela branca).
    • Salpicado (muitas pequenas manchas marrons em um fundo branco. Cabeça marrom, eventualmente com uma lista, uma pequena mancha ou uma estrela branca).
    • marrom esbranquiçado, ou completamente marrom esbranquiçado ou, com muito poucos pontos pequenos (grandes pratos marrons, na sela ou casaco; Cabeça marrom, eventualmente com uma lista, uma pequena mancha ou uma estrela branca).
    • Isoladamente, a cor amarela ardente pode aparecer como uma herança ancestral dos cães..

    TAMANHO E PESO :

    Altura à Cruz : Machos : 60 – 70 cm, medida ideal 63 – 66 cm.Hembras : 58 – 66 cm, medida ideal 60 – 63 cm.
    Peso : É aproximadamente 30 kg

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados deve ser considerado uma falta e a gravidade deste é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

    • Olhos claros de falcão, colocação oblíqua.
    • Orelhas não colocadas, pontas sem pelos (de couro).
    • Convexo ou torto.
    • Baú em forma de barril, muito estreito.
    • Chifre ou cauda em forma de gancho.
    • Membros antigos : Articulação escapuloumeral muito aberta; metacarpo muito reto.
    • Posteriores em forma de vaca ou barril.
    • Pés com dedos abertos, pé de gato ou pé de lebre.
    • Pele : Cabelos mais longos na barba, sobrancelhas abundantes, cabelos crespos.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS :

    • cão agressivo ou medroso.
    • Aparência geral: Cães com ossos e músculos fracos.
    • Chefe : Cães com formatos de cabeça diferentes do tipo.
    • olhos : Ectropión (pálpebras caídas), entrópio (pálpebras viradas para dentro), pálpebras corrigidas também são consideradas ausentes.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. GLP, Pointer (German Longhaired), Langhaar (Inglês).
      2. Langhaar (Francês).
      3. Deutsch-Langhaar (Alemão).
      4. (em alemão: Deutsch Langhaar Vorstehhund) (Português).
      5. Pointer de pelo largo (español).

    Braco húngaro de pelo duro
    Hungría FCI 57 . Tipo Braco

    Braco húngaro de pelo duro

    O Braco húngaro de pelo duro eles são muito próximos de sua família e são afetuosos e brincalhões com sua família.

    Conteúdo

    História

    Apareceu em algum lugar entre as estepes da Rússia e dos Cárpatos, o Braco húngaro (comumente conhecido como Vizsla, oque quer dizer “indicador” Em Hungaro) tem uma história antiga, provavelmente milhares de anos. Ele já acompanhou as tribos magiares antes de se estabelecerem na bacia dos Cárpatos, onde fica a atual Hungria, no século 9.

    As primeiras referências a este cão datam do século 13, e mais precisamente para a história de um dos escribas do rei Adelberto III (1235-1270) que narra as migrações do povo húngaro, em que o uso de um cão amarelado chamado Vizsla para caça. Também foi retratado no século 14 nas ilustrações das crônicas escritas pelos Carmelitas. Numerosos documentos húngaros do século 16 também evocam seu papel como fiel companheiro de reis e da aristocracia..

    Embora não haja dúvida de que o Vizsla atual é o resultado de numerosos cruzamentos entre cães de caça ao longo dos séculos, estes foram sempre realizados de forma a preservar as características originais, como evidenciado pelo nariz marrom que é diferente da maioria dos outros ponteiros.

    Historicamente, o Vizsla sempre teve um casaco curto. No entanto, início do século XX, na década de 1930, dois criadores tiveram a ideia de um Braco húngaro de pelo duro para o clube de criadores do país. Seu objetivo era criar um cão com todas as qualidades do Vizsla, mas com um casaco que o protegeria mais eficazmente da neve e água gelada, bem como arranhões e arranhões ao caçar na floresta.

    Embora tenha sido debatido, a proposta foi aceita sob certas condições, incluindo a manutenção da mesma cor de pelagem. Jozsef Vasa, criador do Braco húngaro, y Laszlo Gresznarik, criador do Braco alemão de pelo curto, cruzou duas Vizsla fêmeas chamadas Csibi e Zsuzsi com um macho de Braco alemão de pelo curto chamado Astor von Potat. Duas gerações depois, Selle Day foi o primeiro Braco húngaro de pelo duro que foi mostrado em uma exposição de cães.

    Parece que durante a Segunda Guerra Mundial, quando a população estava em declínio, cruzamentos também foram feitos com outras raças, como a Setter Irlandês ou o Griffon. No entanto, não há registro dessa miscigenação nos registros mantidos por organizações húngaras.

    A raça foi reconhecida em 1963 pela Fédération Cynologique Internationale (FCI), nove anos após o Braco húngaro de pelo curto. Os primeiros exemplares foram exportados para a América do Norte na década de 1970. Adotado mais rapidamente no Canadá, a ponto de obter o reconhecimento oficial do Canadian Kennel Club (CKC) em 1977.

    Nos Estados Unidos, não foi até 2006 e 2014 respectivamente do que o United Kennel Club (UKC) e o American Kennel Club (AKC) eles fizeram o mesmo, enquanto eles já haviam reconhecido o Braco húngaro de pelo curto em 1960 (AKC) e 1984 (UKC). A sua crescente presença na Europa também permitiu ser reconhecida pelo British Kennel Club. (KC) em 1991.

    Foto: Braco húngaro de pelo duro; MVD pertence aos cães de amostra do grupo 7 FCI com prova de trabalho por Broneder, Domínio público, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    O Braco húngaro de pelo duro É um cão de tamanho médio que se diferencia de seu primo de pêlo curto por sua aparência ligeiramente mais quadrada em média., mas também e acima de tudo pelo comprimento e textura de sua pelagem.

    Seu corpo ligeiramente retangular é seco e bem desenvolvido, sem redondezas supérfluas. Ele se apóia em pernas de ossos sólidos, bem estruturado e com músculos proeminentes. As pernas são ovais e terminam em garras marrons.

    A cauda é larga na base e afunila na ponta. Por anos, como precaução para grupos de caça, a fila foi encurtada em cerca de um quarto. Essa prática de cortar o rabo dos cachorros (tail docking) atualmente é proibido em muitos territórios, incluindo França, Suíça, Bélgica e Quebec.

    Braco-Hungaro-de-pelo-duro-1
    Braco húngaro de pelo duro

    A cabeça da Braco húngaro de pelo duro é bastante largo, com um crânio levemente abobadado em uma parada moderada. Orelhas estão de volta, descendo ao longo das bochechas e são ligeiramente mais curtos do que os do Braco húngaro de pelo curto. Os olhos são ovais, médias, e marrom de acordo com o casaco. O focinho é bastante curto e termina também em um nariz largo e castanho, mas de cor mais escura que a pele.

    É o último que o distingue claramente de seu primo. Ambos têm uma camada densa e impermeável, mas a camada superior do Braco húngaro de pelo duro É mais longo (2 - 3 cm) e tem uma textura completamente diferente. Eles são feitos de fios de cabelo, Difícil, denso e muito denso. Esses recursos proporcionam uma excelente proteção contra as duras condições externas.. Ao nível do rosto, o cabelo é ligeiramente mais curto, exceto nas sobrancelhas e especialmente na barba. Isso não é muito longo (2-3cm), mas é muito pronunciado e perceptível.

    Como sua contraparte de cabelo curto, a pele do Braco húngaro de pelo duro é trigo dourado, e as pontas podem ser mais escuras na sombra. Tons de vermelho, marrom ou amarelo claro são aceitos, mas eles não são desejados. Uma pequena mancha branca no peito é possível, contanto que não exceda 5 cm.

    Enfim, dimorfismo sexual é bem marcado nesta raça, o macho sendo significativamente maior e mais massivo que a fêmea.

    Caráter e habilidades

    O caráter de Braco húngaro de pelo duro é comparável ao Braco húngaro de pelo curto, mas com a adição de uma barba molhada quando acariciada.

    Eles são muito próximos de sua família e são afetuosos e brincalhões com seus próprios. No entanto, geralmente se sente mais próximo de uma determinada pessoa entre eles, quem ele considera como sua referência humana, e isso não para de fazer você se sentir claramente.

    Em qualquer caso., ele é muito menos aberto com humanos que não fazem parte de sua casa. Isso não significa que ele seja agressivo ou desconfiado com eles., mas bastante indiferente.

    No entanto, se você perceber uma ameaça à sua família ou território, se vem de um ser humano desconhecido ou outro animal, ele é muito protetor, não hesitando em repreender ou mesmo interferir.

    Braco húngaro de pelo duro
    Braco húngaro de pelo duro

    Ele se comporta exatamente da mesma maneira com as crianças. Assim, está perto dos pequenos da família, mas ele prefere evitar os outros. Você tem que ter cuidado quando o primeiro jogar com os amigos, pois você pode interpretar mal algumas das ações do segundo como agressão, e então reagir de forma inadequada. Como qualquer outro cão de qualquer raça, não deve ser deixado sozinho com uma criança sem supervisão de um adulto.

    O Braco húngaro de pelo duro se dá bem com seus pares, sejam eles aqueles que você encontra em suas caminhadas ou aqueles que compartilham sua casa quando necessário. Suas relações com outros animais são muito mais complicadas, pois logo são vítimas de seu forte instinto de caça. O gato doméstico geralmente é protegido, especialmente se você cresceu com ele desde que era jovem, mas um roedor ou um pássaro não podem dizer o mesmo se ele mora ao lado dele na casa ou está passeando. Um gato desconhecido também pode ser perseguido implacavelmente.

    Usado por séculos para ter sucesso em longas viagens de caça, o Braco húngaro de pelo duro ainda um cachorro ativo hoje. Você precisa ser capaz de se exercitar por pelo menos uma hora por dia para se sentir confortável, e ele fica ainda mais feliz se puder passar dias inteiros caminhando na floresta. Por conseguinte, o seu nível de atividade implica que não é adequado para uma pessoa idosa ou muito sedentária.

    A caça ainda é sua atividade favorita, e aquele que melhor lhe permite expressar todas as suas qualidades. Em todos os outros aspectos, pesquisa de esportes caninos (rastreamento, homem das cavernas…) eles são uma saída perfeita, para solicitar seu extraordinário sentido de olfato.

    Obediência e agilidade também são disciplinas que lhe farão bem. Mais simplesmente, também é um ótimo companheiro para ciclistas, corredores, caminhantes, amantes da natureza, colhedores de cogumelos… Isso é tanto mais verdadeiro quanto robusto e capaz de evoluir em todos os tipos de terreno., de florestas densas a montanhas rochosas, passando por planícies nevadas ou pântanos.

    Na cidade, é altamente recomendável mantê-lo na coleira para evitar acidentes se ele correr atrás de um gato ou animal pequeno que esteja passando. No entanto, uma vez no deserto, é muito mais apropriado deixá-lo correr livremente. É claro, aprender ordens de retirada é um pré-requisito essencial, por razões de segurança óbvias. Uma coleira GPS para cães é, no entanto, um bom investimento para ajudar a localizar você se o cervo que você está perseguindo o levou a um terreno desconhecido..

    Além disso, como funciona muito bem no ambiente aquático. Sem ser particularmente apaixonado, ele gosta de nadar de vez em quando, especialmente se o lugar onde você mora oferece essa possibilidade.

    Acostumado a caçar de forma bastante independente e, Por conseguinte, tome decisões por si mesmo, o Braco húngaro de pelo duro adquiriu uma certa inteligência juntamente com um caráter forte. Um professor iniciante provavelmente está sobrecarregado.

    Se você é independente em sua maneira de agir, isso não significa que ele gosta de ficar sozinho. Você pode esperar pacientemente em casa quando sua família estiver trabalhando durante o dia, mas deve ser capaz de ser o máximo possível com o resto do tempo. Além disso, é provável que doa se for deixado sozinho por um fim de semana inteiro porque não pode suportar o estresse causado pela ausência de seus donos. Além disso, só porque estou fisicamente apto para dormir no jardim, mesmo quando está um pouco legal, não significa que isso seja recomendado. Na verdade, estar bem da cabeça, não o mantenha longe de sua família: é mais um cachorro dentro de casa, que prefere assistir televisão à noite com sua família do que admirar as estrelas sozinhas lá fora.

    Isso é tanto mais verdadeiro quanto ele fica surpreendentemente calmo quando suas necessidades de exercícios são satisfeitas., a ponto de poder morar em um apartamento, desde que seja grande o suficiente para acomodá-lo em boas condições. Discreto e bem educado, eles não são do tipo que latem a plenos pulmões ou uivam ao morrer, e geralmente não são notados pelos vizinhos. Na verdade, eles raramente latem (geralmente quando percebem uma ameaça), mas então eles não param de se fazer ouvir, já que a voz dele sobe muito.

    No entanto, o ambiente ideal para ele é uma casa com jardim (perfeitamente vedado) no campo. Um passeio pela cidade ao mesmo tempo não tem o mesmo sabor de um passeio para um cão habituado à natureza e ao ar livre..

    Educação

    Como todos os cães, o Braco húngaro de pelo duro se beneficia muito da socialização que começa nas primeiras semanas e continua nos meses seguintes. Normalmente corre bem, desde então ele está particularmente aberto e curioso, se acostumando rapidamente com os diferentes ambientes e situações que você encontra. Isto é, porque, o momento ideal para se acostumar com as pessoas que você conhecerá regularmente em sua vida (amigos, vizinhos, veterinário…), mas também para levá-lo a todos os tipos de lugares e permitir que ele encontre vários humanos e criaturas semelhantes.

    Braco húngaro de pelo duro
    Braco húngaro de pelo duro

    A educação de Braco húngaro de pelo duro pode ser difícil para um cuidador um pouco tímido, que ele não saberia ser respeitado por seu cachorro. Forte de caráter e independente, logo prevalecerá se for deixado sozinho. No entanto, perfeitamente adequado para iniciantes, contanto que eles saibam como afirmar sua autoridade. Para isso, é importante estabelecer regras claras e consistentes sem demora., tanto ao longo do tempo (o que é proibido um dia também é proibido no dia seguinte) entre os diferentes membros da família (não se trata de uma pessoa autorizando o que outra pessoa proíbe), para estabelecer disciplina impecável e garantir que ele respeita a autoridade de seu mestre. Depois de entender que você não pode decidir por si mesmo, aceita a situação e não é quem monitora o menor defeito e questiona constantemente a ordem estabelecida – Se e quando, É claro, seus mestres continuam a saber como se impor quando necessário.

    Por outro lado, educar um Braco húngaro de pelo duro é muito mais simples, rápido e eficaz com métodos baseados em reforço positivo. Elogios e carícias são uma boa fonte de motivação para fazê-la querer aprender, e os doces também são aliados valiosos para motivá-lo a fazer o que lhe é pedido. Por outro lado, técnicas de treinamento tradicionais estão fadadas ao fracasso, pois são susceptíveis de desestabilizar totalmente, tornando-o temeroso e inseguro.

    Último mas não menos importante, pedidos de retirada estão no topo da lista de coisas para ensinar seu cão como uma prioridade. Na verdade, para que você possa deixá-lo brincar livremente durante as excursões no campo, o que é particularmente benéfico para ele, deve ser perfeitamente assimilado.

    Saúde

    O Braco húngaro de pelo duro eles são geralmente robustos, com uma expectativa de vida de cerca 12-14 anos, o que está de acordo com a média para cães de seu tamanho.

    Seu casaco curto os protege do calor e do frio, permitindo que vivam em uma ampla variedade de climas. No entanto, não adaptado a extremos, e não consigo dormir fora quando congela, por exemplo, ou correr ao sol no meio de uma onda de calor de verão.

    Nenhum cão está imune a doenças, e o Braco húngaro de pelo duro não é exceção. Neste caso, aos quais está mais exposto são ..:

    • O Quadril Displasia., um problema articular frequentemente favorecido por uma predisposição hereditária, causando dor e dificuldade de movimento, bem como osteoartrite com a idade;
    • Displasia de cotovelo, uma malformação da articulação, que também está possivelmente relacionado a uma predisposição herdada dos pais, e isso também causa dor e claudicação;
    • Epilepsia, uma doença do sistema nervoso de origem muitas vezes hereditária, responsável por convulsões mais ou menos frequentes e intensas. A doença não pode ser curada por conta própria, mas seus sintomas podem ser aliviados com a ajuda de medicamentos;
    • doença de Addison, uma deficiência hormonal que geralmente é herdada dos pais e se manifesta de várias maneiras: fraqueza, vômito, diarréia, perda de peso… A forma mais grave da doença é geralmente fatal, enquanto a forma crônica pode ser mantida sob controle com tratamento ao longo da vida;
    • Hemofilia tipo A, uma doença hereditária que impede o sangue de coagular adequadamente, e isso afeta mais os homens do que as mulheres. Pode se manifestar em sangramento intenso, hematomas ou sangue na urina;
    • Hiperuricosia, uma doença também herdada dos pais. Corresponde a um excesso de ácido úrico, levando à formação de cristais na urina, que por sua vez pode causar sangramento e insuficiência renal;
    • Alergias, que pode ser causado por fatores tão diferentes como a comida, o meio ambiente ou parasitas. As alergias podem ser causadas por fatores tão diferentes como alimentos, o meio ambiente ou parasitas, e na maioria das vezes eles se manifestam como coceira e vermelhidão da pele;
    • Infecções de ouvido, como na maioria das raças de cães com orelhas caídas.

    O Braco húngaro de pelo curto também é particularmente suscetível a vários doenças dos olhos:

    • Atrofia progressiva da retina, uma degeneração do tecido ocular causando perda irreparável de visão, primeiro à noite e depois também durante o dia;
    • Entrópio, um defeito na posição da pálpebra que pode ser herdado e causa irritação do globo ocular. O problema pode ser tratado com cirurgia;
    • Ectropión, um problema de ondulação das pálpebras também herdado dos pais, o que também causa irritação nos olhos. Também neste caso, uma operação resolve o problema;
    • Glaucoma, frequentemente hereditário, que é um aumento doloroso na pressão dentro do olho. Isso leva à cegueira se não for operado o mais rápido possível.

    Além disso, pessoas acostumadas a caçar estão particularmente expostas ao risco de lesões que esta atividade implica.

    Uma vez que muitas das doenças às quais a raça está predisposta são ou podem ser hereditárias, adotando um criador estrito de Braco húngaro de pelo duro maximiza a probabilidade de obter um animal saudável, e aquele que permanece assim. Na verdade, um criador profissional não só garante que os filhotes sejam bem socializados desde as primeiras semanas de vida, mas também que eles não herdam um defeito hereditário de seus pais. Para alcançar este objetivo, faz com que vários testes genéticos sejam realizados sistematicamente no plantel em questão, e exclui todos aqueles que podem representar um risco. Você também pode mandar examinar os filhotes resultantes para confirmar a ausência de uma condição hereditária.. Em qualquer caso., deve ser capaz de apresentar os resultados dos testes realizados, além de um certificado de boa saúde de um veterinário e o registro de saúde ou vacinação do filhote, que inclui todas as vacinas que foram administradas.

    Além disso, desde o momento em que ele chega em casa até o fim de sua vida, é essencial permitir que seu cão seja regularmente examinado por um veterinário para um exame completo de saúde. Isso é necessário pelo menos uma vez por ano, e com mais frequência conforme você envelhece, uma vez que permite a detecção precoce de um problema potencial e as ações adequadas. Essas visitas também são uma oportunidade para aumentar a imunização quando necessário.. Ao mesmo tempo, Também é necessário garantir que os tratamentos antiparasitários do “Menino” são renovados ao longo do ano, então você nunca está desprotegido neste nível.

    Limpeza

    Continue quente Braco húngaro de pelo duro é bem simples, a escovação semanal é suficiente para mantê-lo limpo e saudável. No entanto, ela solta o subpêlo duas vezes por ano, na primavera e no outono, e a escovação diária é recomendada para ajudar a remover os pelos mortos.

    Braco húngaro de pelo duro
    Braco húngaro de pelo duro

    Um banho ocasional também é necessário, mas a frequência do banho depende muito do estilo de vida do seu cão. Por exemplo, não é inútil dar banho várias vezes por mês a um indivíduo que está acostumado a caçar ou que muitas vezes viaja por trilhas lamacentas na floresta e dorme dentro de casa. Por outro lado, dois ou três por ano podem ser perfeitamente suficientes para alguém que anda principalmente em trilhas rochosas nas montanhas e cujo lugar para dormir é na garagem. Em qualquer caso., um shampoo suave projetado especificamente para cães deve sempre ser usado, pois pode danificar sua pele ou pele.

    Além disso, atenção especial deve ser dada aos seus ouvidos, como sua forma inclinada significa que eles são ninhos potenciais para infecção (infecções do ouvido, etc.) assim que a sujeira ou umidade se acumular sobre eles. Por conseguinte, é importante verificar e limpar semanalmente. Ao mesmo tempo, é importante se acostumar a secá-los depois de muito tempo em um ambiente úmido, e ainda mais depois de nadar em um pântano, lago ou riacho…

    A sessão de manutenção semanal também é uma oportunidade para examinar e, Sim é necessário, limpe rapidamente a área ao redor dos olhos com um pano úmido, novamente para evitar infecções que seriam desencadeadas por um depósito de sujeira.

    Como em qualquer cachorro, higiene oral também é importante. Por conseguinte, o Braco húngaro de pelo duro você deve escovar os dentes pelo menos uma vez por semana, usando uma pasta de dente destinada ao uso canino. Isso reduzirá o depósito de placa dentária., isso pode causar mau hálito, cavidades e outras doenças transformando-se em tártaro.

    Além disso, apesar do que seu estilo de vida bastante ativo pode nos fazer acreditar, este cão precisa ter suas garras aparadas à mão com bastante regularidade. Isso ocorre porque eles são particularmente fortes e difíceis de usar.. Em média, deve ser aparado a cada 2 o 3 semanas, mas se eles não forem cortados a cada 2 o 3 semanas, é o suficiente para esticar a orelha ao caminhar em terreno duro: se então você ouvir uma espécie de clique a cada passo, é porque eles se tornaram muito longos e é hora de cortá-los. Caso contrário, não só poderia ser difícil para ele andar, mas você também pode se machucar se eles quebrarem.

    Último mas não menos importante, é recomendado examiná-lo (peles, orelhas, almofadas…) após cada sessão de caça ou uma longa permanência na selva, para detectar possíveis cortes ou arranhões, parasitas, espinhos…

    Como em todas as corridas, aprender a cuidar de um Braco húngaro de pelo duro de um profissional (cabeleireiro ou veterinário) é a melhor maneira de cuidar dele sem risco de danificá-lo ou feri-lo. É aconselhável acostumá-lo a essas diferentes manipulações desde muito jovem, para que se tornem um momento de prazer compartilhado, e não em uma tarefa que tento evitar.

    Utilização e treinamento

    Desde as primeiras referências ao assunto que datam do século 13, o Braco húngaro foi apresentado como um cão de caça, mais precisamente como um cachorro apontando. Já naquela época, bem como nos séculos posteriores, incluindo atual, sua missão era encontrar o jogo e apontar o caçador na direção dele. Versátil, é capaz de caçar em todos os terrenos (florestas, planícies, montanhas…) e não tem medo de frio ou água. Por conseguinte, usado para remover várias peças do jogo, ou nu ou com penas, geralmente trabalhando sozinho ou possivelmente com um parceiro, mas raramente em um grupo.

    Ainda hoje, a caça é a principal missão de Braco húngaro de pelo duro, e suas qualidades são reconhecidas em particular por caçadores na Europa Central e na Grã-Bretanha, onde está presente em grande número.

    As qualidades que mobiliza para a caça (estilo, obediência, independência…) eles também permitem que você brilhe em várias modalidades de esportes caninos, tanto no rastreamento, obediência ou agilidade.

    O Braco húngaro de pelo duro também está cada vez mais presente nas casas como um simples cão de companhia. Seu apego e energia podem ser muito benéficos para o moral de seus proprietários., e os mais atléticos encontram nele um companheiro de eleição para suas longas excursões na natureza. Em qualquer caso., sua necessidade de exercício é bastante alta, o que o torna impróprio para uma pessoa muito sedentária, por exemplo.

    Seu lado protetor também o torna um bom cão de guarda, que não mede esforços para colocar os intrusos em fuga, embora não seja tão imponente quanto outras raças.

    Compre um “Braco húngaro de pelo duro”

    O preço de um cachorro Braco húngaro de pelo duro é geralmente entre 600 e 800 EUR, sem qualquer diferença significativa de preço entre homens e mulheres.

    Qualquer que seja a localização, e como para todas as corridas, a quantidade solicitada depende da ancestralidade mais ou menos prestigiosa da qual o animal provém, bem como a reputação da prole de onde vem. Suas características intrínsecas são, No entanto, o principal fator a levar em consideração, o que explica que os preços de uma mesma ninhada podem variar enormemente; indivíduos mais próximos do padrão e com os melhores traços de caráter são necessariamente mais caros do que outros.

    Classificações do "Braco húngaro de pelo duro"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Braco húngaro de pelo duro" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “"Braco húngaro de pelo duro"“

    Hungarian Wire haired Pointing Dog
    Hungarian Pointer “wire-haired” – Julius-K9®

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 57
    • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
    • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco
    • AKC – Grupo 1 (Esportes)
    • CKC – Grupo 1 (Esportes)
    • KCGun Dog
    • NZKCGun Dog Group
    • UKCGun Dog Group

    Padrão da raça FCI "Braco húngaro de pelo duro"

    Veja o padrão
    FCI Padrão No. 57 / 13.09.2000 / E
    BRACO HÚNGARO DE PELO CORTO(Vizsla húngara de curto prazo)
    TRADUCCION : Lucas Bazzurro de Rodríguez.
    ORIGEM : Hungria.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO VÁLIDO ORIGINAL : 06.04.2000

    USO É um cão que provou repetidamente ser um utilitário para caçadores. Tanto no campo quanto na floresta, ou na água, provou ser útil devido às suas características típicas: sentido altamente desenvolvido da trilha, firma venteador, conduta ou comportamento excelente para trazer a presa, incansável caçador da trilha até nadando pela afinidade natural com a água. É capaz de sobreviver a condições climáticas extremas e nos mais variados solos.. Como um cão de caça completo, o medo de atirar ou de animais selvagens que se manifesta, por exemplo, na coleta de presas é uma falha. A falta de afinidade com a água também é altamente indesejável. Dada a sua natureza não problemática e adaptabilidade normal, É um excelente cão para se viver em casa.

    CLASSIFICAÇÃO FCI:

    Grupo 7 Cães de parar ou cães apontadores

    Seção 1 Cachorros Apontadores Continentais. Com prova de trabalho (no campo e na água)

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : Os ancestrais do ponteiro húngaro vieram com as primeiras tribos nômades húngaras. As primeiras menções e representações escritas aparecem em documentos do século 14. Seu significado especial para a caça cresce a partir do século 18. No final do século 19 iniciou na Hungria os testes de bracos em que a vizsla participou com excelente desempenho.
    Naquela época, outros cães de caça participaram da formação da raça. A criação guiada e regulamentada começou em 1920, sendo reconhecido pela FCI em 1936 como Braco húngaro de pelo corto.

    OLHAR GERAL : Cão de caça elegante com aparência aristocrática, cabelo médio e curto de cor de caroço amarelado. A construção, bastante leve, seca, tímpano, dá a imagem de harmonia, de beleza e força unidos.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES

    • O comprimento do corpo é ligeiramente maior que a altura na cernelha..
    • A profundidade do peito atinge um pouco menos da metade da altura na cernelha.
    • O focinho é ligeiramente mais curto que a metade do comprimento total da cabeça.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : Animada, amigável, equilibrado, facilmente treinável. A excelente capacidade de estar sempre pronto, é uma de suas características essenciais. Ele não suporta exercícios rudes ou rudes, pois podem levá-lo a comportamentos agressivos ou tímidos.

    CABEÇA : Seca, aristocrático bem proporcionado.

    REGIÃO CRANIANA

    • Crânio : Moderadamente largo, suavemente abobadado, no crânio, um sulco delicado que vai do occipital moderado ao stop. Os arcos supraorbitais são moderadamente desenvolvidos.
    • Nasofrontal depression (stop) : Moderado.

    REGIÃO FACIAL

    • Trufa : Nariz largo e bem desenvolvido, se possível com as narinas bem abertas. A cor da trufa se harmoniza com a cor do cabelo em um tom um pouco mais escuro que a pelagem.
    • Focinho : Romo, não apontado, com mandíbulas poderosas e fortemente musculosas. Leme nasal é reto.
    • Belfos : Empresa, adeptos sem nada pendurado.
    • Mandíbulas/Dentes : Mandíbulas poderosas com mordedura em tesoura, perfeito, regular e completa. Não deve haver espaço entre os incisivos superiores e inferiores. Os dentes são inseridos mais ou menos perpendicularmente às mandíbulas, 42 dentes saudáveis ​​e de acordo com a fórmula dentária do cão.
    • Bochechas : Poderosas, boa muscular.
    • Olhos : Suavemente oval, médias. As pálpebras são bem aderentes ao globo ocular. O olhar é animada e inteligente. A cor dos olhos é castanha e harmoniza com a cor da pelagem, preferido quando os olhos são o mais escuros possível.
    • Orelhas : Inserção ligeiramente para trás e em altura média. A orelha é fina e repousa na bochecha, terminando em um "V" arredondado. Seu comprimento é de aproximadamente três quartos do comprimento da cabeça.

    PESCOÇO : De comprimento médio e em harmonia com o conjunto do cão. Nuca muito musculosa e levemente arqueada. A pele da garganta está firmemente presa.

    CORPO

    • Cruz : Notório e musculoso.
    • Voltar : Empresa, bem musculado, forte e reto. Os ápices ósseos das vértebras devem ser cobertos por musculatura.
    • Lombo de porco : Curta, Largura, forte, muscular, reto ou suavemente arqueado. A passagem de costas é firme e compacta.
    • Alcatra : Largo e longo o suficiente, não corta, desce suavemente em direção à cauda, bem musculado.
    • No peito : Profundo e amplo, com uma soleira moderadamente desenvolvida, bem desenhado e musculoso. Esterno empurrado para trás o mais para trás possível. O esterno e as articulações do cotovelo devem estar na mesma altura. Costelas moderadamente saltadas. Costelas traseiras com bom alcance para cima.
    • Linha inferior e barriga : Desliza firmemente para trás com uma curva graciosa e ligeiramente dobrada.

    CAUDA : Inserção um pouco baixa, forte no início e afinando em direção à ponta. Em países onde não há proibição formal de corte da cauda, será cortado em um quarto de seu comprimento para fins de caça. Contanto que não possa ser cortado, atinge a altura do jarrete. É reto e seu porte é sabre de luz. Em movimento, a cauda sobe até a altura da horizontal. A cauda deve ser bem coberta por pelos bons e espesso.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES : Vistos de frente, são paralelos. De perfil, eles são vistos diretamente no chão e localizados bem abaixo do corpo. Boa estrutura óssea e músculos fortes.

    • Ombro : Escápulas compridas, idealmente inclinado para trás e plano. Elástico em movimento. Músculos secos e poderosos. Boa angulação entre a escápula e o braço.
    • Braço : O mais longo possível e bem musculoso.
    • Cotovelo : Ao lado do corpo, embora não seja apertado ou virado para dentro ou para fora. Boa angulação entre braço e antebraço.
    • Antebraço : Longo, reta, bom muscular. Ossos poderosos, no pesados o toscos.
    • Carpo : Seco, empresa.
    • Metacarpo : Curta, apenas com uma ligeira inclinação em sua postura.
    • Pés dianteiros : Ligeiramente oval, com os dedos juntos e bem arqueados ; unhas castanhas fortes. Almofadas fortes, poderosas, resistente e cinza ardósia. Os pés são mantidos paralelos tanto na imobilidade quanto durante o movimento.

    MEMBROS POSTERIORES : Vistos por trás, eles parecem retos e paralelos. Boas angulações. Ossos fortes.

    • Coxa : Longo e bem musculoso. Boa angulação entre o quadril e o fêmur.
    • Joelho : Boa angulação da coxa com a perna.
    • Perna : Longo, bem musculado, fibroso. Seu comprimento é aproximadamente igual ao comprimento da coxa. Boa angulação entre a perna e o metatarso.
    • Jarrete : Strong, seco e pegajoso. Localizado relativamente baixo.
    • Metatarso : Em linha reta, curto e seco.
    • Pés traseiros : Como os atacantes.

    MOVIMENTO : Seu deslocamento típico é um trote poderoso e fluido, elegante e com boa cobertura de solo, com ótima propulsão traseira e extensão frontal muito boa. Durante a pesquisa no campo, um galope obstinado é usado. As costas são firmes e a linha superior é mantida reta, sem afrouxar. O rolamento está bem ereto. Pasuqueo não é desejável.

    PELE : Empresa, aderente, sem rugas. A pele deve estar bem pigmentada.

    PELES

    CABELO : Curto e espesso, deve ser rústico e difícil de tocar. Na cabeça e nas orelhas deve ser mais fino, sedoso e mais curto, na parte inferior da cauda pode ser um pouco mais longo, mas não muito longo. Deve cobrir todo o corpo, na barriga é menos denso. Não tem subpêlo.

    COR : Diferentes tons de semente amarela. As orelhas podem ser um pouco mais escuras, embora permaneça dentro da coloração. As cores vermelhas não são desejáveis, amarronados, ou tons muito claros. Uma pequena mancha branca no peito ou na garganta não será considerada falta, desde que seu diâmetro não exceda 5 cm., nem as marcas brancas nos dedos serão consideradas ausentes. A cor dos lábios e das bordas das pálpebras se harmoniza com a cor do nariz.

    TAMANHO E PESO

    ALTURA NA CERNELHA

    Machos 58-64 cm. Fêmeas 54-60 cm.

    É improdutivo aumentar a altura na cernelha. Um tamanho médio é o objetivo. O todo e a simetria em estática e em movimento são muito mais importantes para o tamanho medido em centímetros.

    FALHAS : Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS

    • Qualquer fraqueza em um traço de caráter essencial.
    • Desvio sensível de características raciais.
    • Desvio notório das características de seu sexo.
    • Cabeça atípica.
    • Nariz manchado.
    • Lábios pendentes ou babados.
    • Prognatismo superior o inferior, desvio do arco dos incisivos e qualquer outra opção que não seja correta.
    • Ausência de um incisivo ou mais de um incisivo e / ou presas e / ou pré-molares (2-4) e / ou molares (1-2) ; falta de mais de dois PM1, M3 não será levado em consideração ou considerado. Dentes que não são visíveis serão considerados dentes ausentes.
    • Dentes supranumerários fora da linha dentária.
    • Paladar dividido, lábio leporino.
    • olhos amarelos claros, pálpebras visivelmente soltas ; ectrópio, entrópio, disksis (linha de cílios duplos).
    • Queixo duplo excessivo.
    • Ram.
    • Falhas muito graves que impedem o movimento normal.
    • Pelagem atípica.
    • Cor marrom escuro ou amarelo incolor ; mais de uma cor, cor desapareceu ; mancha branca no peito de mais de 5 cm.
    • pés brancos.
    • Falta de pigmentação tanto na pele quanto nas bordas dos lábios e pálpebras.
    • Mais de 2 cm. desvio das medições máximas e mínimas.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Wirehaired Vizsla, Hungarian Wirehaired Vizsla, Drótszőrű magyar vizsla (Inglês).
      2. (en hongrois : drótszőrű magyar vizsla), Vizsla à Poil Dur (Francês).
      3. (ungarisch Drótszőrű magyar vizsla), Drahthaar Vizsla (Alemão).
      4. (em húngaro: drótszőrű magyar vizsla) (Português).
      5. Vizsla húngaro de capa alambrada (español).

    Braco alemão de pelo áspero
    Alemania FCI 232 . Tipo Braco

    Braco alemão de pelo áspero

    O Braco alemão de pelo áspero tem um caráter calmo e equilibrado.

    Conteúdo

    História

    O Braco alemão de pelo áspero É a raça mais antiga de cães de pêlo duro. A história de Braco alemão de pelo áspero remonta a muitas centenas de anos. Já em 1539 esta raça de cachorro pode ser admirada nas gravuras de bronze. Em 1888 Hans Von Kaddisch mostrou que esta raça não é uma variedade do Cães de Parar de pêlo curto, mas a contraparte de cabelo duro do antigo apontador de pêlo duro alemão, e que foi selecionado e desenvolvido a partir de poucos indivíduos sobreviventes que sobreviveram na Alemanha.

    O clube da raça, fundada em 1892 como o “Club Stichelhaar“, mudou o nome dele para “Verein Deutsch Stichelhaar” em 1976. Desde o começo, aplicou as regras da criação de raça pura desde o início, e exclui qualquer cruzamento com as raças inglesas.

    Foto: The german pointing dog Deutsch Stichelhaar by Alefalfa, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    CÃO DE CABELO COM CERDA ALEMÃO
    Braco alemão de pelo áspero

    Os machos atingem uma altura de cernelha de 60 - 70 centímetros. As fêmeas são um pouco menores, crescendo até cerca de 58 - 68 centímetros. O peso de um Braco alemão de pelo áspero geralmente é entre 20 e 29 kg.

    A pelagem deste cachorro é dura e eriçada. É solto e tem subpêlo moderado. O Braco alemão de pelo áspero vem em uma variedade de cores e padrões. Eles são geralmente de cor marrom sólida, ou tem uma mancha branca no peito. Também há marrons e cinzas claros. O casaco do cachorro tem alguns 4 centímetros de comprimento.

    A estrutura desta raça de cão é quadrada e forte. Tem uma linha traseira reta, inclinando-se ligeiramente para a garupa. O crânio é amplamente construído e ligeiramente abobadado. As orelhas são lisas e pendentes e têm uma base alta. A aparência do Braco alemão de pelo áspero lembra um Braco alemão de pelo duro.

    Caráter e habilidades

    O Braco alemão de pelo áspero tem um caráter calmo e equilibrado. Ele é muito fácil de treinar e tem muita vontade de aprender. Seu alerta e instintos de proteção são fortes, mas eles podem ser controlados bem.

    O temperamento de Braco alemão de pelo áspero geralmente é quieto. Seu temperamento se manifesta quando suas habilidades são nutridas por meio de treinamento regular. Quando você traz um Braco alemão de pelo áspero para sua familia, você tem um novo colega de quarto amigável.

    Seu novo animal de estimação não é tímido nem agressivo. Se você mantiver seu amigo ocupado o suficiente, será um companheiro leal. No entanto, você deve deixar claro que você tem a posição de líder dentro da hierarquia. Só então ele será um cão leal a você.

    O Braco alemão de pelo áspero é muito popular entre os caçadores. No entanto, não é adequado como um cão de família puro. Como essa raça de cachorro é muito autoconfiante, você também deve ser um líder forte.

    Treinamento

    Os instintos naturais de Braco alemão de pelo áspero pode ser bem controlado com treinamento adequado. A melhor maneira de fazer isso é treiná-lo para ser um cão de caça.. O treinamento do Braco alemão de pelo áspero é muito mais complexo do que outros cães. Apenas visitar uma escola normal de cães não é suficiente. Normalmente o Braco alemão de pelo áspero só é dado a caçadores por este motivo.

    Limpeza

    Saúde e Higiene

    Quando se trata de preparação, o Braco alemão de pelo áspero é semelhante a muitos outros cães de caça. Por conseguinte, a quantidade de cuidados necessários é baixa. Se você escovar o casaco do seu amigo de quatro patas uma vez por semana, é perfeitamente o suficiente. O Braco alemão de pelo áspero é muito robusto na saúde. Por conseguinte, felizmente, não é muito suscetível a doenças.

    Classificações do "Braco alemão de pelo áspero"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Braco alemão de pelo áspero" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “"Braco alemão de pelo áspero"“

    Braco alemão de pelo áspero
    Braco alemão de pelo áspero

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 232
    • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
    • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco

    Padrão da raça FCI "Braco alemão de pelo áspero"

    Padrão-FCI n ° 232 / 13.03.2008 / E

    CÃO DE CABELO COM CERDA ALEMÃO
    (Stichelhaar alemão)

    TRADUCCION : Brigida Nestler
    SUPERVISÃO TÉCNICA: SR. Miguel Angel Martinez

    ORIGEM : Alemania.

    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 29.11.2001.

    FUNÇÃO ZOOTÉCNICA : Cão de caça versátil e fácil de manusear.

    CLASSIFICAÇÃO FCI : Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores
    Seção 1.2 Cães de Parar Continentais,
    tipo Braco
    Com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : O ponteiro alemão de pêlo de porco é o mais antigo dos cães ponteiros de pêlo áspero alemão.. No ano 1888 o cinófilo Hans von Kadisch conseguiu provar que o ponteiro alemão de pêlo eriçado é o Cachorro-Galinha alemão de pêlo áspero e de forma alguma uma variedade do de pêlo curto. O Ponteiro Hog-Haired Alemão, portanto, não é uma criação nova, mas foi recriado e desenvolvido a partir de espécimes mantidos no país.. No ano 1892 foi fundado o «Club Stichelhaar» que no ano 1976 Foi renomeado como "Verein Deutsch Stichelhaar". A Associação, Desde o início foi baseado no lema da raça pura e rejeitou todos os cruzamentos com raças inglesas..

    OLHAR GERAL :

    Ele é um cão ponteiro forte, de tamanho médio a grande com pelagem forte e dura e barba moderada.
    Sobrancelhas bem pontiagudas dão ao cão uma aparência irascível. Seu temperamento é calmo e equilibrado.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    • O comprimento do corpo e a altura dos ombros devem ser iguais, se possível.
    • O comprimento do corpo pode exceder ligeiramente a altura dos ombros.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO :
    Equilibrado, Vá com calma, robusto, corajoso mas controlado, Nem tímido nem agressivo.

    CABEÇA :

    Proporcional ao tamanho do corpo e de acordo com o gênero.

    REGIÃO CRANIANA :
    Crânio : Ligeiramente arredondado, largura vista de lado com a parte mais alta da convexidade no centro. Protuberância occipital não muito desenvolvida.
    Stop: Depressão fronto-nasal gradualmente ascendente, não serve
    abrupto.

    REGIÃO FACIAL :

    Trufa : Castanho claro a escuro, não cor de carne.
    Focinho : Longo, forte, meia largura. Não apontado. Ponte direto nasal.
    Lábios : Eles ficam pendurados fechando corretamente e formam um vinco no canto dos lábios.
    Mandíbulas / Dentes : MANDÍBULAS fortes. Dentes regulares e completos de acordo com a fórmula dentária, mordedura em tesoura. .
    Olhos : Ligeiramente oval, médias, claro, não protuberante ou afundado; pálpebras que se fecham bem ao redor dos olhos. Eles são marrons; quando o pelo é mais claro, também os olhos podem ser mais claros, mas não amarelo.
    Orelhas : Médio longo, não muito largo na sua inserção, arredondado na borda inferior. Inserção alta, em toda a sua largura e simétrico. Eles não devem exceder a altura do occipital e ficar pendurados sem formar dobras perto da cabeça.

    PESCOÇO :

    Comprimento médio, forte, ligeiramente arqueado na nuca; alarga-se gradualmente para baixo até a inserção completa no peito; não forma um queixo duplo.

    CORPO :

    Top de linha : Em linha reta, algo descendente.
    Cruz : Claramente marcada.
    Voltar : Em linha reta, forte, bem musculado, disco rígido.
    Lombo de porco : Muscular.
    Alcatra : Não muito curto e ligeiramente para baixo.
    No peito : Caixa torácica profunda, vista frontal bem acentuada. Costelas bem arqueadas, nunca plano.
    Linha inferior e barriga : moderadamente retraído para trás e forte, especialmente na área do flanco.

    CAUDA :

    Médio longo, forte na base e inserção não muito baixa. Em países onde o corte da cauda é proibido por lei, ele pode permanecer com seu comprimento natural. O comprimento deve ser até a junta do jarrete e reto e em qualquer caso seu rolamento com uma ligeira curvatura para cima.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES : Visto de frente, direitos e paralelos, visto de perfil bem posicionado sob o corpo. A distância entre o cotovelo e o solo deve ser ligeiramente maior do que a distância do cotovelo à cernelha.
    Ombro : Escápulas colocadas obliquamente, fortemente musculoso.
    Antebraço : Não muito longo, fortemente musculoso.
    Cotovelos : Sem desvios para fora ou para dentro.
    Braço : Forte e direto.
    Articulação do carpo : Fortemente desenvolvido.
    Metacarpo : Forte e direto.
    Pés anteriores : Rodada, apertado. Almofadas grandes e duras, unhas bem arqueadas.

    MEMBROS POSTERIORES : Visto de costas, reto e paralelo, com ossos fortes, bom muscular. Boa angulação tarsal quente.
    Coxa : Muscular, ampla com boa angulação em direção à pelve.
    Joelho : Forte com boa angulação.
    Perna : Longo, muscular e tendão.
    Articulação do pé-quente : Strong
    Metatarso : Colocado sob as articulações tíbia-tarsal sem ser muito inclinado, mas quase direto.
    Pés de volta : Oval para redondo com os dedos juntos e firmes. Almofadas grandes e duras, unhas bem arqueadas. Colocado paralelo, sem virar para dentro ou para fora.

    MOVIMENTO :

    Cobrindo bem a superfície, com bom alcance e impulso forte, paralelo anterior e posteriormente com postura ereta.

    PELE :

    Justa, sem formar rugas.

    PELES

    CABELO : No corpo o cabelo deve ser apertado, duro e hirsuto, colocado na direção do crescimento, solto e aproximadamente 4 cm de comprimento. Nos ombros e parte inferior do corpo, o cabelo é um pouco mais longo e se forma a partir da garganta, para baixo, uma franja curta ou pena na linha central do peito e barriga. Vezes, um subpêlo quase invisível está no corpo.
    Sobre o focinho, cabelo forma uma barba moderada, na ponte nasal o cabelo é curto e áspero, não longo ou liso ou caindo para os lados. Sobre o crânio, o cabelo está bem colado, curto e duro, nas orelhas um pouco mais longas do que na ponta de pêlo curto e não tão áspero como no crânio.
    A cabeça deve estar livre de cabelos macios, lanoso ou sedoso. As sobrancelhas são grossas e fortes e o cabelo se projeta para a frente de forma inclinada e arqueada.
    Na parte frontal das pernas dianteiras o cabelo curto e duro está bem colado, nas costas forma uma pena ligeiramente mais longa do cotovelo ao metacarpo.
    Membros posteriores, nas costas, eles também têm uma leve pena até a articulação tíbio-tarsal. Entre os dedos há cabelos curtos, algo mais macio, mas não deve sobressair.
    A cauda deve estar fortemente coberta de pelos, bem colado na direção do crescimento. Na parte inferior o cabelo é um pouco mais longo, mas sem formar uma escova ou bandeira-

    COR ;

    • Marrom com ou sem marca branca no peito.
    • Marrom manchado com ou sem manchas marrons.
    • Manchado claro com ou sem manchas marrons.

    TAMANHO :

    Altura da Cruz : Machos : 60 – 70 cm
    Fêmeas : 58 – 68 cm.

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta, e a gravidade desta refere-se ao grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Aparência geral pesada ou áspera.
    • Cabeça exageradamente grande.
    • Occipício com desenvolvimento cônico, protuberância occipital superdesenvolvida.
    • Nariz colorido ou preto.
    • orelhas muito longas, plissado ou carnudo.
    • Dorso afundado ou ondulado.
    • Membros anteriores tortos.
    • Cotovelos fortemente dobrados para fora ou para dentro.
    • Pé chato, aberto ou apagado, pé de lebre.
    • Cabelo nas costas dividido.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS :

    • Timidez, com medo de atirar e caçar presas, agressividade, animal mordendo.
    • Prognatismo, enognatismo, mordida cruzada, falta de dentes com exceção de dois PM1
    • Ectrópio, entrópio.
    • Cabelo macio ou semi-macio (exceto pela barba e sobrancelhas)
    • pele preta, marcações amarelas ou vermelhas na cabeça ou membros.

    Qualquer cão que apresentar anomalias físicas ou comportamentais deve ser desqualificado.

    NOTA : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. German Roughhaired Pointer , Stichelhaar (Inglês).
      2. Braque allemand à poil raide (Francês).
      3. Stichelhaar (Alemão).
      4. (Português).
      5. Perro de muestra alemán de pelo cerdoso (español).

    Sabujo alemão
    Germany FCI 299 . Farejadores de pequeno porte

    Sabujo alemão

    O Sabujo alemão É um cão bastante frequente em seu país e muito raro fora de suas fronteiras.

    Conteúdo

    História

    Os primeiros vestígios escritos do cão alemão datam do século 18. Criadores alemães queriam criar um cão de caça versátil, mas é muito difícil definir com precisão a ancestralidade da raça. No entanto, o Sabujo alemão era originalmente um descendente de Beagle, Pointer inglês e Foxhound-inglês. Outras raças como galgos, os cães, o “Basset alemão da Vestfália “, o “Holzbracke de Sauerland tricolor” (pequeno cão para caçar na floresta) e o “Steinbracken” os locais podem ter contribuído para a raça.

    A caça e os cães polivalentes estavam em alta na Alemanha naquela época, após o desmantelamento das grandes áreas de caça e o abandono dos métodos tradicionais de caça de cães em favor da espreita.

    Ao longo dos anos, o Sabujo alemão tornou-se conhecido por um grande número de variantes regionais com nomes diferentes. O Deutscher Bracken Club foi fundada em Olpe (Renânia do Norte-Vestfália) em 1896 e incluiu todas as variedades do noroeste do país. Em 1900, foram finalmente agrupados em uma única raça chamada “Deutsche Bracke” (Sabujo alemão).

    No entanto, não foi até 1964 que foi reconhecido pela Fédération Cynologique Internationale (FCI). A norma atualmente em vigor data de 1987.

    Às vezes conhecido como “Braque d’Olpe” (a cidade onde uma das variantes da raça foi encontrada e onde o Deutscher Bracken Club), o Sabujo alemão ainda um cão de caça muito popular em sua região natal, e até mesmo no resto da Alemanha. No entanto, sua distribuição fora da Alemanha permanece altamente confidencial.

    Isso não impede que seja reconhecido pelo American Kennel Club (A.K.C.) e o United Kennel Club (U.K.C.) nos Estados Unidos, bem como pelo Kennel Club (K.C.) Da Grã-Bretanha.

    Foto: hundeo.com

    Características físicas

    O Sabujo alemão é um cão de caça leve, alto e elegante que, No entanto, é de construção sólida. A cabeça é nobre e bastante leve, com orelhas caídas de tamanho médio e cauda bem portada, mas relativamente grossa em relação à linha do corpo. O abdômen é ligeiramente dobrado.

    A dentição do Sabujo alemão é particularmente forte e regular, com poderosos incisivos pontiagudos. Os olhos, que são moderadamente grandes, eles são claros e brilhantes. O chefe, seco e moderadamente longo, e pescoço relativamente forte (comparado com a cabeça) sigam um ao outro para alcançar um topo ligeiramente arqueado.

    O brasão é longo, muito denso e duro, e ainda cobre a barriga. É tricolor: vermelho ou fulvo, preto e branco. Sela e / ou casaco deve ser preto e bem definido. As manchas brancas características da raça são uma lista contínua no focinho, o pescoço (um colarinho totalmente branco é particularmente apreciado), peito e membros. A ponta da cauda também é branca.

    Caráter e habilidades

    O Sabujo alemão ele é um cão de tamanho médio que exala grande alegria de viver. Ligado e dotado de um caráter estável, fica feliz quando colocado para trabalhar e tem bastante espaço ao ar livre. Ser capaz de viver em total liberdade em um grande jardim cercado é essencial se o seu mestre está regularmente fora, já que ele gosta de viver ao ar livre e se exercitar. Na verdade, precisa desabafar pelo menos duas horas por dia para ser equilibrado. Se você não permite que seu parceiro use sua energia, o mestre tem todas as chances de acabar com um cachorro estressado, muito excitado, agressivo ou mesmo destrutivo.

    Sabujo alemão

    Além disso, mesmo se você tiver oportunidades suficientes para se exercitar, o risco de o cão escapar é alto com o Sabujo alemão, que aprecia especialmente fugir de sua casa assim que tem a chance, seja para explorar novos ambientes ou seguir cheiros tentadores.

    O Sabujo alemão não é uma raça de cachorro adequada para morar em apartamento. E a menos que você tenha um grande jardim – e mesmo assim… – também não é uma raça de cão adequada para uma pessoa idosa ou sedentária. Você precisa de um proprietário ativo, mesmo desportivo, para fornecer os exercícios e passeios de que você precisa.

    Bom viver, pode ser companheiro e cão de caça, uma vez que é capaz de se adaptar a muitas situações. No entanto, embora gostem de vagar por todos os cantos do jardim, sua grande paixão ainda é a caça, em que eles se destacam graças ao seu olfato particularmente desenvolvido. O Sabujo alemão é acima de tudo um cão de caça resistente que precisa trabalhar duro e trabalhar duro. Eles se destacam na busca de caça ilesa e na busca de presas feridas.

    Devido ao seu comportamento cauteloso diante de estranhos e sua capacidade de estar atento e alerta em qualquer situação, Também pode, ocasionalmente e enquanto não durar muito (sua jovialidade provavelmente recuperará o controle), ocasionalmente assume o papel de cão de guarda.

    No entanto, qualquer que seja a sua atividade naquele momento, pode ser facilmente distraído de sua missão por um cheiro agradável, nesse caso, torna-se difícil atrair a atenção deles novamente.

    Esses cães de caça são apaixonados por perseguir suas presas, mas eles também são muito sensíveis. Eles são muito próximos de sua família e muito leais a eles. Por conseguinte, deve ser tratado com cuidado e nunca intimidado, embora às vezes eles estejam em guarda. Particularmente leal, fiel e sociável, o Sabujo alemão prova ser o companheiro ideal para toda a família, e se dá tão bem com os adultos – cuja autoridade e liderança você busca – como com crianças pequenas, quem gosta de se divertir com. No entanto, não deve ser deixado sozinho com crianças pequenas, já que sua energia avassaladora pode inadvertidamente empurrá-los, derrubá-los ou deixá-los inconscientes.

    Embora o Cão Alemão seja geralmente amigável e equilibrado, conhecer outros cães pode ser um problema em alguns casos. Embora o Sabujo alemão há muito está acostumado a viver com outros cães devido ao seu longo uso na caça em matilha, alguns cães ainda tendem a ser dominantes, especialmente quando se trata de animais desconhecidos. Por esta razão, Qualquer partida que seja sinônimo de um possível encontro com um cachorro envolve manter seu companheiro na coleira.

    Em relação à coabitação com outros animais de estimação, especialmente um gato, também pode ser difícil. Na verdade, a menos que você tenha se acostumado com isso muito cedo, i.e., criados juntos, tende a considerar outros animais como presas em potencial. Em outras palavras, não é realmente uma raça de cachorro recomendada com um gato…

    Enfim, o Sabujo alemão é um cachorro barulhento cuja voz se estende muito. Esta é uma característica comum a todos os cães de caça., uma vez que eles devem se comunicar com seu mestre à distância. Mas isso pode não ser do gosto dos vizinhos, quem pode reclamar do latido prematuro do cachorro. É importante prestar atenção a este ponto ao treinar o filhote, para evitar que seu latido se torne um problema quando ele for um adulto.

    Educação “Sabujo alemão”

    Embora seja macio, estável e muito bom, o Sabujo alemão não é uma raça de cachorro fácil de treinar e obediente. Por conseguinte, requer uma educação forte e precoce, mas claro, sem qualquer brutalidade, já que isso só poderia sair pela culatra. Para obter o melhor de seu parceiro, é preciso combinar doçura e firmeza, e colocar ênfase especial na socialização do cão.

    Último mas não menos importante, se for para ser usado como cão de caça, aprender como chamar seu cachorro de volta é obviamente de particular importância.

    Em qualquer caso., as sessões de treinamento devem ser curtas e interessantes o suficiente, ja que ele Sabujo alemão pode ser irritante, especialmente se cheiros tentadores distraem sua atenção.

    Por todas essas razões, deve ser reservado para professores experientes: não é uma raça adequada como primeiro cão.

    Saúde “Sabujo alemão”

    O Sabujo alemão é um cão bastante robusto e resistente.

    No entanto, você está particularmente em risco de displasia de quadril, bem como o risco de reversão do estômago (dilatação-torção).

    Seja qual for a causa, uma possível operação deve ser feita com maior vigilância, pois este cão é muito sensível à anestesia.

    Além disso, como em qualquer raça de cachorro com orelhas caídas, atenção especial deve ser dada ao risco de infecções de ouvido no cão.

    Além disso, a ausência de descida de um ou mesmo ambos os testículos no escroto (criptorquidia canina) é relativamente frequente nesta raça. Geralmente evita que o macho afetado se reproduza e impossibilita a confirmação do cão.

    Enfim, o Sabujo alemão são frequentemente encontrados com problemas oculares, por isso é aconselhável também prestar atenção a este ponto.

    Cuidados “Sabujo alemão”

    O Sabujo alemão é uma raça de cachorro fácil de manter. Seu casaco curto requer apenas um cuidado mínimo e manutenção regular. Escovar seu cão uma vez por semana deve ser o suficiente para preservar a beleza de seu pelo. Além disso, como a pelagem repele naturalmente sujeira e água, o banho normalmente não é necessário.

    Além disso, mesmo durante o período de muda, perde muito pouco cabelo.

    Além disso, como em qualquer cachorro com orelhas caídas, o interior dos tubos também deve ser cuidadosamente vigiado para reduzir o risco de infecções de ouvido.

    Esta pode ser uma oportunidade para inspecionar seus olhos ao mesmo tempo., ser capaz de intervir rapidamente se houver um problema nesta área.

    Alimentos “Sabujo alemão”

    Como o Sabujo alemão é uma raça bastante resistente, alimentar o seu cachorro não deve representar nenhum problema particular. Uma dieta à base de carne, vegetais e alimentos ricos em amido, ou croquetes de qualidade, será perfeitamente adequado.

    No entanto, Cuidado com o volume das porções! Se usado como um cão de caça, certamente pode ser apropriado aumentá-los em 10 - 20% durante a temporada de caça, quando você está mais ativo do que o normal. Mas eles também devem se adaptar às necessidades de energia do cão quando diminuem, para evitar qualquer risco de o cão ficar acima do peso.

    Além disso, é importante evitar dar muita comida antes que o cão vá caçar, Em risco, por exemplo, de vomitar. Um pequeno lanche antes da caça é uma coisa boa, mas a maior parte da ração diária deve ser dada à tarde.

    Atividades “Sabujo alemão”

    Embora possam ser cães de companhia agradáveis, o Sabujo alemão isto é, acima de tudo e por sua própria natureza, um cão de caça especializado mais especificamente em rastrear lebres, texugos e grande jogo, estejam eles feridos ou não. Esses excelentes cães são especialistas em terrenos acidentados e podem suportar todos os tipos de condições climáticas. Eles gostam de perseguir suas presas por horas e horas. Seu focinho comprido e nariz extremamente sensível são seus melhores aliados nessa tarefa.. Assim que a presa for caçada, seu latido alto e claro é muito apreciado pelos caçadores, uma vez que lhes permite apontar a posição exata do animal caçado.

    Embora o Sabujo alemão é muito adequado para caçar sozinho, também se destaca em pares ou pequenos grupos de indivíduos. É assim que a raça foi originalmente usada.

    Preço “Sabujo alemão”

    O preço para adotar um cachorro de Sabujo alemão é entre 700 e 900 EUR.

    Classificações do "Sabujo alemão"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Sabujo alemão" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “"Sabujo alemão"“

    Deutsche Bracke
    Deutsche Bracke Excursão a pé pela floresta no distrito de Stöberhundwelpen

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 31
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.3: Farejadores de pequeno porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.3: Farejadores de pequeno porte.
    • AKCHound
    • KCHoundy
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI "Sabujo alemão"

    Padrão-FCI n ° 299 / 15.09.1997 / E
    GERMAN HOUND (Colchete alemão)
    TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila, A.C..
    ORIGEM : Alemania
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 24. 06. 1987

    UTILIZAÇÃO:

    Sabujos

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    • Grupo 6 Sabujos, cães rastreadores (exceto Lebreles) e raças afins.
    • Seção 1.3 Farejadores de pequeno porte.

    Com prova de trabalho

    BREVE RESUMO HISTÓRICO: Das muitas raças de cães que existiam anteriormente na Alemanha, apenas o cão de Westphalian permaneceu. Sua espécie local mais significativa foi a tricolor "Holzbracke de Sauerland" (pequeno cão para caçar na floresta). Através da mistura dessas espécies com «Steinbracken», cães locais para caça em terreno pedregoso, surgiu um tipo único que é considerado pelo nome "Deutsche Bracke" de 1900.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES:

    O comprimento da cabeça em cães de tamanho médio é de aproximadamente 21 cm, o focinho na região entre os olhos mede cerca de 9 cm.

    OLHAR GERAL:

    É um cão de caça leve e elegante com membros longos, possuindo uma estrutura corporal forte com uma cabeça nobre, relativamente leve, boas orelhas e cauda bem portada, embora espessa e vistosa em relação à aparência geral nobre do cão; a barriga está ligeiramente retraída.

    CABEÇA:

    É luz, seca, alongada. Vista de frente, a cabeça é estreita e alongada, crânio apenas ligeiramente mais largo que a região da bochecha, que mostram uma transição muito ligeira para o focinho e não são salientes.

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio : Ligeiramente abobadado, protrusão occipital muito normal.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Mínimo.

    REGIÃO FACIAL:

    • Cana do nariz : Ligeiramente arqueado.
    • Trufa : Possui uma faixa clara quase cor de carne em sua parte central, enquanto as asas nasais são pigmentadas de uma cor mais ou menos escura.
    • Lábios : Moderadamente pendurado; pequena comissura.
    • Mandíbulas / Dentes : Extremamente forte e regular. Os incisivos se sobrepõem ou a superfície interna dos incisivos superiores está em contato próximo com a superfície externa dos dentes inferiores. As presas são especialmente desenvolvidas.
    • Olhos : Escuro, limpar, com expressão gentil.
    • Orelhas : longo (aprox.. 14 cm) e espaçoso (aprox.. 9 cm); são bem presos à cabeça e arredondados nas pontas.

    PESCOÇO:

    Moderadamente longo e bastante forte em relação à cabeça.

    CORPO:

    • Voltar : Ligeiramente arqueado.
    • Alcatra : Ligeiramente descendente.
    • No peito : Profundo, atinge abaixo dos cotovelos; ligeiramente arqueado com caixa torácica alongada.

    CAUDA:

    Longo, não notavelmente forte em sua raiz. É coberto por pêlos longos e grossos para protegê-lo contra a fricção de caules e galhos; portanto, é relativamente grosso, embora termine em uma ponta; tem a forma de um pincel. A cauda é portada pendurada ou suavemente curvada para cima.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES: Alto, muito bem formado, magro, de ossos finos e tendinosos.

    • Ombro : Fina.
    • Cotovelos : Bem apegado ao corpo.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Coxas : As coxas, visto de perfil, eles são largos e cheios.
    • Perna : A perna é longa e não muito larga, bem angulado.

    PÉS : Mais longo que o do gato, Difícil, dedos bem fechados.

    PELES

    CABELO: Para um cachorro de pêlo curto, é muito, muito densa, disco rígido, cabelo quase duplo; também a barriga é bem coberta de pêlos densos; na parte inferior da cauda quase sempre é mais longo, formando um pincel normal; coxas bem cobertas com "calças"

    COR:

    De vermelho a amarelo com sela ou pelagem preta e manchas brancas típicas de cães : lista ininterrupta, focinho branco com um anel em volta do pescoço (é desejável que o anel esteja completo), peito branco, bem como extremidades e ponta da cauda.

    TAMANHO E PESO:

    Altura à Cruz : De 40 – 53 cm. É permitido exceder esta medida ao mínimo.

    FALHAS:

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Estrutura do corpo longa e baixa.
    • Chefe do Dachshund
    • Orelhas pontudas, plissado ou curto.
    • cauda em forma de foice ou enrolada.
    • Extremidades mal formadas.
    • pés malformados, esmagado.
    • Cor marrom chocolate.
    • cães malhados.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Deutsche Bracke, German Bracke, Olper Bracke, Westphalian Bracke (Inglês).
      2. (deutsche bracke en allemand) (Francês).
      3. Westfälische Bracke (Alemão).
      4. braco alemão, (em alemão: Deutsche Bracke) (Português).
      5. Sabueso de sangre de Baviera (español).

    Sabujo norueguês (Dunker)
    Noruega FCI 203 - Farejadores de médio porte

    Sabujo norueguês

    O Sabujo norueguês (Dunker) é encontrado apenas em seu país de origem e é praticamente desconhecido fora de suas fronteiras.

    Conteúdo

    História

    O Sabujo norueguês foi originalmente chamado Dunker, em homenagem ao capitão e criador norueguês Wilhelm Conrad Dunker (1806-1860), que estabeleceu o primeiro padrão de raça em 1850. Durante a primeira metade do século 19, havia uma grande população de sabujos na Noruega, incluindo vários tipos usados ​​para caça de lebre. Wilhelm Dunker selecionou aqueles com o olfato mais aguçado e os cruzou com um Sabujo arlequim russo para produzir um cão versátil, capaz de caçar coelhos e lebres pelo olfato ao invés da visão, e durável o suficiente para suportar as condições climáticas adversas da Noruega.

    Em 1902 foi fundada a Norsk Harehundklub, um clube dedicado a cães. Nesse mesmo ano, os cães foram divididos em dois grupos principais, conhecido hoje como Dunker y Hygenhounds. O primeiro era o maior e incluía cães locais de todo o país, fornecendo uma ampla e variada base de criação.

    Embora a Noruega tenha sido menos afetada pela Segunda Guerra Mundial do que outros países europeus, a demanda por esses cães caiu drasticamente, o que tornava difícil para os criadores continuarem seu trabalho adequadamente. Como um resultado., o número de espécimes diminuiu significativamente.

    Depois que o conflito acabar, o Dunker recuperou alguma popularidade e foi oficialmente reconhecido pelo Fédération Cynologique Internationale (FCI) em 1956.

    No entanto, este salto durou pouco tempo: perdeu terreno novamente a partir da década de 1970, devido à competição de raças estrangeiras de cães de caça importados para o país.

    As coisas não melhoraram muito no 80, ao ponto que os problemas de endogamia começaram a aparecer. Na verdade, o declínio em sua população levou muitos criadores a recorrerem à endogamia para continuar reproduzindo. Isso levou a um alto índice de surdez congênita.. Por esta razão, em 1987, o comitê de criação de Sabujo norueguês perguntou a Norsk Kennel Klubb (NKK), a organização canina de referência na Noruega, permissão para cruzar o Dunker com outras raças, mas eles negaram. No entanto, como as coisas não melhoraram muito, o NKK finalmente deu sua aprovação para algumas cruzes dois anos depois. Isso resultou em uma composição genética mais variada e saudável, ao mesmo tempo em que mantém as características da raça.

    O United Kennel Club (UKC) reconheceu em 1996. No entanto, a outra organização de referência americana, o American Kennel Club (AKC), não fez o mesmo até hoje – nem o vizinho Canadian Kennel Club (CKC) ou o prestigioso British Kennel Club (KC). Na verdade, a nível mundial, o reconhecimento da raça ainda é parcial.

    É o mesmo para transmissão. Mesmo em outros países escandinavos, está quase ausente, com exceção da Suécia, onde o Svenska Kennelklubben registra um número de nascimentos a cada ano que podem ser contados nos dedos de uma mão, em comparação com cerca de vinte no início dos anos noventa. Em França, nenhuma inscrição foi feita no Livro das Origens Francesas (LOF) durante as primeiras duas décadas do século 21.

    Na Noruega, o numero de Dunkers registrado a cada ano no NKK esteve por perto 150 desde meados da década 2000. No entanto, Isso marca uma redução para metade do número em comparação com a mudança dos anos 90. Este número limitado é parcialmente explicado pelo problema de surdez presente nesta raça: quase o 75% de sua população sofre de surdez.

    Foto: Um sabujo norueguês por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas “Sabujo norueguês (Dunker)”

    O Sabujo norueguês É um cão de tamanho médio que se distingue por seu corpo longo e bem proporcionado, seu andar enérgico e claro e seu peso leve. Eles têm ossos sólidos, dando uma impressão de força e resistência. As costas são retas, firme e longo o suficiente para dar comprimento à caixa torácica. Permite pernas dianteiras fortes e secas. A cauda é larga e grossa na base e afunila na ponta. Desce até o jarrete ou ligeiramente se projeta a partir do jarrete.

    Dunker
    Dunker

    Bastante longo, sua cabeça é caracterizada por um crânio levemente abobadado e um stop marcado. Localizado a meia altura, as orelhas são achatadas, sem pregas, pendurado e macio ao toque. Meia largura, afunilar em direção à sua ponta, que é arredondado. Sua boca possui dentes em forma de tesoura dominados por um focinho quadrado e bem desenvolvido., nariz preto e narinas largas.

    Os olhos dele são redondos, grande e muito penetrante. Embora sejam geralmente de cor escura, também existem indivíduos com um ou dois olhos azuis, uma característica que está associada a um risco aumentado de surdez. Olhos de peixinho são permitidos em indivíduos azuis (abigarrados). Independentemente da cor dos olhos, os olhos expressam calma e seriedade.

    A pelagem do Dunker consiste em cabelo curto, disco rígido, apertado e denso. Sua coloração é um sinal distintivo da raça: são pretos com fulvo claro e manchas brancas, ou azul merle (Variegado?) e manchado com fulvo claro e manchas brancas. Casacos pretos com manchas castanho-amareladas são menos desejáveis, e aqueles em que o branco predomina (a ponto de representar pelo menos o 50% Da superfície) são considerados indesejáveis ​​pela norma.

    Último mas não menos importante, dimorfismo sexual não é muito acentuado nesta raça: machos e fêmeas são bastante semelhantes em tamanho e peso.

    Expectativa de vida: 12 anos de idade.

    Tamanho de Sabujo norueguês

      – Peso fêmea: De 24 - 25 kg
      – Peso do macho: De 24 - 25 kg
      – Tamanho fêmea: De 47 - 53 cm
      – Tamanho macho: De 50 - 55 cm

    Caráter e habilidades “Sabujo norueguês (Dunker)”

    O Sabujo norueguês é um caçador rápido e tenaz com uma capacidade olfativa acima da média. Eles se destacam principalmente na caça de lebre e coelho.

    Sendo também gentil, amando, alegre e amigável, eles têm todas as qualidades necessárias para ser um excelente cão de companhia. Equilibrado, pacientes, tolerante e desprovido de agressividade, eles são bons companheiros de brincadeira para crianças. No entanto, é importante notar que um cão nunca deve ser deixado sozinho com uma criança pequena sem a supervisão de um adulto, e isso se aplica a todas as corridas.

    Sua total falta de agressividade e sua atração por humanos, mesmo para aqueles que você não conhece, torna totalmente impossível usar como um cão de guarda. Em vigor, não reservado de forma alguma, tímido, medroso ou agressivo com estranhos, em vez disso, eles tendem a recebê-los positivamente e confiar neles. Eles são mais propensos a saudar uma pessoa mal-intencionada com curiosidade e lambê-la, em vez de latir para avisar seu mestre ou fazê-los entender que é melhor seguir seu caminho.

    Sua sociabilidade se estende a outros cães também. Por conseguinte, é bem possível dividir uma casa com um cão companheiro sem temer que as situações de conflito se multipliquem, e é geralmente amigável com aqueles que encontra em suas caminhadas.

    Com gatos e outros animais, as coisas são um pouco mais complicadas. Seu instinto de caça naturalmente o leva a perseguir qualquer pequeno animal peludo que não faça parte da espécie canina.. Mesmo que ele tenha crescido com ele e deva considerar seu pequeno companheiro como um membro da família e não como uma presa em potencial, risco nunca pode ser descartado, então é melhor evitar tal coabitação. Quanto àqueles que podem ser encontrados em seus passeios, você provavelmente quer persegui-los. Por conseguinte, é preferível mantê-lo na coleira durante as excursões, para evitar qualquer acidente.

    Dunker
    Dunker

    Em qualquer caso., o medo de perseguir outros animais não significa que você não deve se cansar dele todos os dias, sabendo que você precisa de muita atividade para gastar sua grande energia. Precisa de pelo menos 45 minutos de exercício por dia, mas sua resistência o deixa feliz para ir mais longe se tiver a chance. Além disso, é preferível variar os prazeres para permitir que você gaste totalmente sua energia: longas caminhadas, correr pelo parque, esportes com cachorros, etc. Esportes que requerem corrida (como canicross) e aqueles que apelam aos seus sentidos (como rastreamento) eles são os mais recomendados. Na verdade, este cão fica muito feliz quando tem que mobilizar suas capacidades físicas e mentais. Em qualquer caso., além de permitir que você se exercite, todas essas atividades fortalecem o relacionamento com seu mestre, o que é especialmente importante se você for deficiente auditivo.

    Do exposto, segue-se que o Dunker não é adequado para uma pessoa idosa ou muito sedentária, Eu não poderia te dar todo o exercício que você precisa. O ideal para ele é um mestre do esporte, e disposto a levar seu parceiro em suas várias atividades. Aposentados podem ser adequados para ele, se eles são ativos o suficiente.

    Em qualquer caso., a vida na cidade não é ideal para ele, que precisa de grandes espaços para se desenvolver plenamente. Uma casa com jardim no campo é um ambiente muito mais adequado para se viver. No entanto, é importante ter certeza de que o jardim está bem vedado e o ambiente é seguro, como seus instintos e instintos de caça logo o levam a seguir pistas e fugir.

    Assim que sua necessidade de exercício for satisfeita, o Sabujo norueguês tem um caráter fácil e dócil; está longe de ser tão teimoso quanto muitas raças de cães de caça. No entanto, seu olfato pode dificultar o treinamento, como ele é facilmente distraído por um cheiro e não responde aos comandos de seu mestre.

    Sua propensão a latir também pode ser bastante irritante. Ele é particularmente propenso a fazê-lo se seu mestre se ausentar por um longo tempo sem lhe dar nenhum exercício prévio e sem ter os meios para fazê-lo sozinho.. Na verdade, a inatividade pode ser um fardo e causar esses problemas de comportamento, bem como destruição, por exemplo. No entanto, contanto que você tenha algo para cuidar na ausência de sua família, não o tipo de cachorro que sofre muito de ansiedade de separação.

    Educação “Sabujo norueguês (Dunker)”

    Como todos os outros cães, o Sabujo norueguês deve ser socializado desde tenra idade. Em outras palavras, para que ele se torne um adulto equilibrado e não tenha problemas para encontrar seu lugar, ele deve ter o máximo de oportunidades sem demora para conhecer todos os tipos de humanos (veterinário, vizinhos, entregador, etc.), Outros animais, mas também para enfrentar vários ruídos, cheiros e situações. Isso é ainda mais importante porque você se distrai facilmente com o olfato..

    As regras estabelecidas em sua educação também devem ser ensinadas a você desde cedo, quando sua capacidade de aprendizado e docilidade estão no seu melhor. Como em qualquer corrida, maus hábitos são adquiridos rapidamente enquanto ele ainda é um filhote e se tornam problemas reais quando ele cresce.

    Em qualquer caso., o Dunker é uma raça de cão fácil de treinar e que escuta o seu dono, contanto que ele use um método de treinamento amigável para cães. Os tratamentos geralmente provam ser muito eficazes em reforçar positivamente as boas ações e facilitar o aprendizado. No entanto, às vezes é necessário mostrar firmeza e afirmar sua própria autoridade para evitar que este cão obstinado faça o que lhe agrada. Também pode ser difícil chamar a atenção deles, dada a tendência de se distrair com o olfato.

    Uma vez que tem uma forte inclinação para seguir seu nariz e perseguir pequenos animais que passam, Ensinar seu cão a ligar é especialmente importante para evitar o risco de um puxão frenético na coleira ou de fugir se ele se mover livremente.

    Também pode ser útil tentar ensiná-lo a canalizar sua propensão a latir.. No entanto, como está profundamente enraizado nele, não se deve esperar que seja o mais calmo dos cães. Se for impossível fazê-lo entender que algumas coisas não obrigam necessariamente a latir, pelo menos ele pode ser ensinado a parar no comando.

    Último mas não menos importante, se o cachorro é surdo de nascença, como é o caso de uma fração significativa dos representantes da raça, o mestre deve obviamente se adaptar a esta restrição: treinar um cão surdo não é feito da mesma maneira que treinar outro cão que é capaz de ouvir a voz de seu dono. A confiança é ainda mais crucial no relacionamento entre o animal e seu dono., para que você possa aprender e viver em boas condições, apesar de sua deficiência. É claro, a comunicação é então feita por meio de comunicação não verbal, e cabe ao professor adotar uma linguagem corporal explícita, baseado em gestos e mímicas precisas, específico para cada indicação que você deseja dar.

    Saúde “Sabujo norueguês (Dunker)”

    O Sabujo norueguês é muito resistente, geralmente têm excelente saúde e muito boa longevidade.

    Acostumado a viver em clima rigoroso na Noruega, pode tolerar frio e umidade sem dificuldade. Sua pelagem é naturalmente à prova d'água e oferece boa proteção contra os elementos. Por outro lado, mostra alguma intolerância a altas temperaturas, mesmo que seja capaz de se adaptar a um clima mediterrâneo. Você simplesmente precisa iluminar suas atividades durante ondas de calor, ou pelo menos privilegiar aqueles que são realizados dentro, para ter certeza de que você sempre tem acesso a um local sombreado ou até mesmo ar condicionado e para evitar qualquer exercício físico excessivo nas horas mais quentes.

    Sua pequena população e difusão limitada previnem uma deterioração muito importante da saúde, mas foi demonstrado que ele está predisposto a certos problemas:

  • surdez, o que é uma doença hereditária. De acordo com a Fundação Ortopédica para Animais (OFA), quase o 75% da população da raça é hoje surdo por pelo menos um, se não ambas as orelhas;
  • displasia do quadril, uma malformação articular que pode ser caracterizada por uma predisposição hereditária. Pode causar dores nas articulações e também dificuldade de movimentação;
  • Displasia de cotovelo, que também pode ser favorecido por uma predisposição hereditária. É doloroso e leva à dificuldade de movimentação e ao desenvolvimento de osteoartrite;
  • atrofia progressiva da retina, uma doença ocular hereditária e incurável. Causa perda de visão noturna primeiro, então perda de visão diurna, a ponto de o cachorro ficar totalmente cego;
  • Sarna demodecica, uma doença parasitária contagiosa que causa coceira e verdadeiro desconforto ao cão, perdendo gradualmente o apetite e o sono;
  • infecções do ouvido (otite, etc.), devido à sua forma suspensa.
  • Além disso, indivíduos usados ​​para caça estão expostos a vários riscos associados a esta atividade: feridas, parasitas, espinhos, etc.

    Além disso, o Dunker tem um forte apetite. Como geralmente está ativo, isso geralmente não é um problema. No entanto, Se não é, logo fica acima do peso.

    Dadas as condições hereditárias às quais a raça está predisposta, o trabalho do criador desempenha um papel decisivo na adoção de um Sabujo norueguês que ele está em perfeita saúde e que provavelmente permanecerá assim. Além dos resultados dos testes genéticos realizados nos pais e no filhote para reduzir o risco dessas doenças, todo criador sério e responsável deve ser capaz de apresentar um atestado de boa saúde estabelecido por um veterinário, bem como documentos relacionados às vacinas administradas.

    Além disso, quando o cachorro é pequeno e ainda está crescendo, seus ossos e articulações são particularmente frágeis: Por conseguinte, qualquer exercício físico muito intenso ou prolongado deve ser evitado, já que eu poderia pagar um dia ou outro, com sequelas potencialmente permanentes (malformações, etc.).

    Último mas não menos importante, é necessário consultar um veterinário pelo menos uma vez por ano para garantir que o cão está bem de saúde ou, Por outro lado, ser capaz de detectar o mais rápido possível qualquer problema cujos sintomas ainda não sejam visíveis. Este exame de saúde também é uma oportunidade para realizar seus lembretes de imunização, que são outra alavanca essencial para manter o cão em boa saúde. Ainda no cadastro de prevenção, é responsabilidade do proprietário renovar os tratamentos antiparasitários sempre que necessário ao longo do ano, então seu parceiro nunca está desprotegido.

    Cuidado e manutenção “Sabujo norueguês”

    Uma raça difícil, o Sabujo norueguês não requer muita manutenção.

    No entanto, eles perdem muito cabelo, então escovar o cabelo duas vezes por semana não é muito para ajudar a remover os pelos mortos e mantê-los com boa aparência. Durante os períodos de queda na primavera e outono, quando deveria ser feito com mais frequência (mesmo diariamente) para evitar o crescimento de cabelo em toda a casa.

    Já que seu cabelo não está muito sujo e, portanto, não tem um odor forte, dar banho nele duas ou três vezes por ano é geralmente suficiente. Em qualquer caso., um banho muito frequente fará com que a sebo naturalmente presente na pele desapareça, que o isola e protege dos elementos. Dito isto, não hesite em dar-lhe banho se ele ficar muito sujo, por exemplo, durante uma viagem de caça particularmente lamacenta. Em qualquer caso., você só pode usar um shampoo especialmente desenvolvido para cães, correndo o risco de danificar sua pele.

    Dunker
    Dunker

    O orelhas, por outro lado, requer atenção especial, uma vez que sua forma suspensa implica um aumento do risco de infecções (infecções do ouvido, etc.). Devem ser limpos semanalmente com pano úmido ou com produto de limpeza especialmente desenvolvido para esse fim.. Eles também devem ser secos após cada banho ou por um longo período de tempo em local úmido.

    Seus olhos eles também devem ser examinados semanalmente e limpos, se necessário, com um pano úmido.

    Também é necessário escovar o dentes do seu cão todas as semanas ou mesmo todos os dias para evitar a formação de placa dentária e suas possíveis consequências (mal hálito, doenças, etc.). Um creme dental especialmente desenvolvido para cães deve sempre ser usado.

    Além disso, é importante verificar regularmente as garras do seu cão para se certificar de que não estão ficando muito compridas e para apará-las se for o caso. Isso não só poderia prejudicar sua marcha, também pode ser quebrado e potencialmente ferido ao mesmo tempo. Dito isto, enquanto você está ativo e passando muitas horas ao ar livre, o desgaste natural geralmente é suficiente para arquivá-los.

    Para saber como proceder durante as sessões de manutenção, é útil se beneficiar da experiência de um veterinário ou tratador pela primeira vez. Na verdade, se os vários procedimentos para escovar o casaco, as orelhas, os olhos, os dentes ou garras do seu animal de estimação não são feitos corretamente, não apenas resultados satisfatórios não serão obtidos, mas o dono pode até machucar ou machucar seu animal de estimação. Além disso, o dono deve se acostumar com seu animal de estimação logo, de forma que ao longo de sua vida ele aceita ser manipulado sem ser rebelde.

    Além disso, quando seu animal de estimação retorna de um longo tempo na selva, é uma boa ideia reservar sistematicamente um pouco de tempo para inspecioná-lo cuidadosamente: parasitas, espinhos ou sujeira podem ter entrado em seu pelo, e também pode ter sido ferido.

    Qual é o preço de um “Sabujo norueguês”

    Na Noruega, um cãozinho Dunker Custa cerca de 7000 Coroas norueguesas (Uns poucos 650 EUR). O preço de venda varia de indivíduo para indivíduo, dependendo do prestígio da criação., a linhagem do cão e suas características intrínsecas.

    Uma vez que a raça não tem uma ampla distribuição internacional, é quase impossível encontrar um criador do mesmo fora do seu país de origem.

    Por conseguinte, se você está na França, Bélgica, Suíça, Canadá ou outro lugar, quem quer adotar um Sabujo norueguês você deve optar pela solução de importação. Neste caso, Deve-se notar que os custos de transporte e administrativos são adicionados ao preço de compra e, É claro, você deve respeitar os regulamentos para importar um cão do exterior.

    Classificações do "Sabujo norueguês (Dunker)"

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Sabujo norueguês (Dunker)" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “"Sabujo norueguês (Dunker)"“

    Sabueso Noruego (Dunker) – Raza de Perro
    Dunker ?? Everything Dog Breeds ??

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 203
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.2: Farejadores de médio porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Farejadores de médio porte.
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI "Sabujo norueguês (Dunker)"

    Veja o padrão
    FCI Padrão No. 203 / 12.03.1999 / E
    NORWEGIAN HOUND(Dunker)
    TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila.
    ORIGEM : Noruega.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 12.03.1999.

    UTILIZAÇÃO :

    Sabujos.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    • Grupo 6 Sabujos, Farejadores de Rastro de Sangue (exceto Lebreles) e raças afins.
    • Seção 1.2 Farejadores de médio porte.

    Com prova de trabalho.

    OLHAR GERAL :

    Médias; obviamente retangular, estrutura forte, sem dar a impressão de ser pesado. Deve mostrar a capacidade de ser tenaz e resiliente.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    A profundidade do peito deve ser de aproximadamente metade do comprimento da altura na cernelha.

    CABEÇA :

    Você não deve levar isso alto. Limpar limpo, carregado com dignidade, com bom comprimento e linhas paralelas, não cuneiforme.

    REGIÃO CRANIANA :

    • Crânio : Ligeiramente volumoso, protuberância occipital proeminente. Se o focinho for longo e bem desenvolvido, o crânio pode ser mais largo, especialmente em machos, contanto que você não perca seus planos paralelos.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Marcado, mas não profundo ou abrupto.

    REGIÃO FACIAL :

    • Trufa : Preto, Janelas bem abertas.
    • Focinho : Mais longo do que curto, corte quadrado. Focinho reto e uniformemente largo.
    • Mandíbulas / Dentes : Mordedura em tesoura. Prótese total.
    • Bochechas : Limpar limpo, sem maçãs do rosto proeminentes.
    • Olhos : Escuro, rodada, bastante grande, mas não excelente. Olhos expressivos, inteligência brilhante, calma e gravidade. Pálpebras bem coladas. Olhos vidrados são permitidos em cães "Blue merle".
    • Orelhas : Implantação média, mais baixo do que alto. suave, largura moderada, afinando em direção à ponta arredondada. Plano, sem pregas. Pendurado perto do rosto. Tempo suficiente para atingir o meio do focinho quando puxado para frente.

    PESCOÇO :

    Relativamente longa, sem queixo duplo visível.

    CORPO :

    • Top de linha : Nível.
    • Voltar : Em linha reta, firme e não muito longo.
    • Lombo : Largo e bem musculoso, no convexo.
    • Alcatra : Com uma leve queda, bem musculado, Não tão curto.
    • No peito : Grande capacidade, com costelas bem arqueadas; as últimas costelas devem ser particularmente bem desenvolvidas, fazendo o peito parecer longo.
    • Linha inferior e abdômen : Ligeiramente incluído.

    CAUDA :

    Implantação ao nível da linha superior. Espesso em sua raiz, afinando em direção à ponta. Deve ser reto e portado com uma ligeira curva para cima; alcançando ou ligeiramente abaixo do jarrete.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :

    • Como um todo. : Strong, magro e tendinoso.
    • Ombro : Muscular, escápula larga e inclinada, bem preso ao tronco; pontas das omoplatas juntas no topo. Ombros bem angulados e articulações do cotovelo.
    • Braço : Em linha reta.
    • Metacarpo : Ligeiramente inclinado.
    • Pés dianteiros : Dedos fechados e arqueados com muito pelo um no outro. Almofadas de ouvido resistentes. Pés devem apontar para frente.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Como um todo. : Bem angulado, paralelo na posição de parada. Sem ser muito angulado ou com um jarrete de "vaca".
    • Coxa : Ampla.
    • Joelho : Perna bem angulada : Ampla.
    • Jarretes : Posição estreita e baixa, largo se visto de lado.
    • Pés traseiros : Como os pés da frente.

    MOVIMENTO : Livre, com bom alcance. As extremidades, visto por trás, eles são paralelos; sem jarretes de vaca e sem ser muito angulado.

    PELES

    CABELO : Em linha reta, disco rígido, denso e não muito curto. A parte de trás das coxas e a cauda podem ter mais pelos, contanto que o resto do corpo tenha um bom casaco.

    COR :

    Preto ou "azul merle" com manchas leoninas claras ou esbranquiçadas. Castanho intenso ou cor predominantemente preta, Alcançar do focinho abaixo dos jarretes com uma chamada máscara é menos desejável. Quando branco, aumentando muito, atinge abaixo dos ombros para a barriga ou para os pés (meias), essas são marcas corretas e compatíveis.

    TAMANHO :

    Altura à Cruz : Machos : 50 – 55 cm. Idealmente 53 cm.Hembras : 47 – 53 cm. Idealmente 50 cm.

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Quando em cães pretos ou fulvos claros, o branco atinge o meio das costas, ou se os cães azul-merle apresentam manchas brancas, a avaliação desses cães deve ser diminuída em proporção ao grau de extensão do alvo.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS :

    • Agressão.
    • Cor predominantemente branca (50% ou mais).

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Dunker (Inglês).
      2. Dunker (Francês).
      3. Dunkerbracke, Dunkerlaufhund (Alemão).
      4. Dunker (Português).
      5. Cazador noruego, Dunker, Sabueso de Dunker (español).

    Sabujo italiano de pelo duro
    Italia FCI 198 - Farejadores de médio porte

    Sabujo italiano de pelo duro

    O Sabujo italiano de pelo duro está reservado, sensato, calmo e atencioso em seu trabalho.

    Conteúdo

    História

    O Sabujo italiano isto é, de acordo com a grande maioria dos autores, um cachorro com origens muito antigas. Acredita-se, Na verdade, descendentes de cães de caça que viveram do antigo Egito, eles alcançaram as margens do Mar Mediterrâneo, e, portanto, também para a Itália, graças aos mercadores fenícios. Muitos desenhos egípcios que datam da época dos faraós mostram a presença de cães muito semelhantes ao atual. Sabujo italiano.

    Seu melhor período é o Renascimento, quando seu nível foi melhorado e sua grande difusão começou. A corrida então sofreu um declínio lento e inexorável até, desde o início do século 20, o Sabujo italiano tornou-se muito popular novamente.

    A história moderna de Sabujo italiano Começou em 1920, ano em que o Comitê Técnico da Society of Hound Hobbyists elaborou o primeiro padrão de raça que alguns anos depois, em 1929 para ser exato, foi aprovado pelo Italian Kennel Club. Naquela época, havia um único padrão que unificou o Sabujo italiano de pelo duro e para o “Sabujo italiano de pelo curto“; em 1976 veio a proibição de acasalamento entre as duas variedades; em seguida, em 1989, o ENCI (Ente Nazionale della Cinofilia Italiana) passou dois padrões diferentes, normas que mais tarde também foram reconhecidas pela FCI que os classificou no grupo 6, entre cães de caça, farejadores e raças assemelhadas.

    O Sabujo italiano de pelo duro provavelmente tem as mesmas origens que o “Sabujo italiano de pelo curto“; Na verdade, ambas as variedades de cães sempre coexistiram em quase toda a península.

    Foto: myanimallife

    Características físicas “Sabujo italiano de pelo duro”

    Cão de Pêlo Arame Italiano

    É semelhante da “Sabujo italiano de pelo curto”. Difere principalmente pelo casaco, feito de cabelo áspero com não mais que cinco centímetros de comprimento, mas mais fino e mais curto na cauda, orelhas e cabeça; as cores da pelagem são fulvo e preto ardente (ambos com manchas brancas permitidas, se eles estão bem localizados).

    Para o padrão, ele tem alturas cruzadas mínima e máxima maiores que dois centímetros em relação ao “Sabujo italiano de pelo curto”: portanto, é um pouco maior. Ela também tem um temperamento mais calmo e atencioso do que sua variante de cabelos acetinados., e que isso se reflete em uma abordagem ligeiramente diferente da caça.

    A altura na cernelha varia em machos de 52 - 60 cm e na fêmea de 50 - 58 cm. No caso de um assunto excelente há uma tolerância de dois centímetros mais ou menos. O peso pode variar em homens de 20 - 28 kg e as fêmeas em 18 - 26 kg. O comprimento do tronco é idêntico à altura na cernelha.

    Caráter e habilidades “Sabujo italiano de pelo duro”

    Grande caçador e companheiro secreto. É usado e se encaixa perfeitamente tanto na montanha como na planície e nos terrenos mais acidentados. É equipado com resistência, bem como com boa velocidade e trabalha com empenho e paixão tanto isoladamente como no fato de mergulho.

    Em comparação com o “Sabujo italiano de pelo curto”, o Sabujo italiano de pelo duro é mais reservado, menos exuberante, sensato, calmo e atencioso em seu trabalho. Um olhar gentil, amigável, mas orgulhoso e envolto em um halo de melancolia. Uma voz forte e muito legal.

    Este cachorro é antes de tudo um cão de trabalho, e raramente é mantido como um animal de estimação.

    Vídeos do “"Sabujo italiano de pelo duro"“

    SEGUGIO ITALIANO No10 Con sottotitoli in Italiano. Guarda ora a http://www.tstv.gr/it.html
    Trailer de documentário ITALIAN SEGUGIO

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 198
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.2: Farejadores de médio porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Farejadores de médio porte.
    • KCHoundy

    Padrão da raça FCI "Sabujo italiano de pelo duro"

    FCI Padrão No. 198 / 09.08.1999 / E
    CASA ITALIANA COM CABELO DURO( Cão italiano de pêlo forte)
    TRADUCCION : IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico).
    ORIGEM : Itália.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 27.11.1989.

    UTILIZAÇÃO :

    Sabujos, especialmente para caçar lebre e javali.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    • Grupo 6 Sabujos, Farejadores de Rastro de Sangue (exceto Lebreles) e raças afins.
    • Seção 1.2 Cães de caça de tamanho médio.

    Com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : A origem do cão de caça italiano se perde nas brumas do tempo. Cães do mesmo tipo e tamanho dos cães de hoje vacilam as estátuas de "Diana, a caçadora" no Museu de Nápoles e de "Diana com o Arco" no Museu do Vaticano. Dois esqueletos em perfeito estado foram recentemente descobertos em uma necrópole lombarda na província de Verona, cuja configuração é idêntica à dos cães modernos.. No castelo de Borso d'Este (1600) você pode ver uma imagem que mostra uma excelente representação do cão atual.

    OLHAR GERAL :

    É de proporções médias e seu corpo é quadrado. Sua configuração é harmoniosa em termos de dimensões (i.e., a relação entre o tamanho e as diferentes partes do corpo), mas não há harmonia em relação aos perfis (i.e., concordância entre os perfis da cabeça e corpo). Sua construção bem equilibrada, perfeitamente simétrico, bem desenvolvido, formas finas, bem musculoso, sem indícios de gordura, permitem que você acompanhe o jogo do amanhecer ao anoitecer

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    A altura do solo na cernelha é igual ao comprimento do tronco, medido da articulação escápulo-umeral até a ponta do ísquio. A cruz, não deve ser muito extrovertido, ligeiramente acima do nível da garupa. O comprimento do focinho deve corresponder a metade do comprimento da cabeça. A altura do peito é ligeiramente inferior à metade da altura na cernelha.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : O cão italiano se adapta perfeitamente aos terrenos mais difíceis e pode ser usado tanto para caça nas montanhas., como em terreno plano. Sendo muito resistente e rápido, trabalha com ardor e paixão, muito sozinho, como no pacote. Comparado com as amostras de cabelo acetinado, é mais reservado, menos exuberante, sensato, calmo e prudente no trabalho. Seu olhar gentil, doce e arrogante é velado por um reflexo de melancolia. Sua voz é sonora e muito harmoniosa.

    CABEÇA :

    Tem uma forma alongada. Seu comprimento atinge 4/10 a altura na cernelha.

    REGIÃO CRANIANA :

    • Crânio : Ele vem na forma de uma elipse alongada. No perfil, o eixo longitudinal superior é moderadamente divergente do eixo longitudinal do focinho. O perfil superior é ligeiramente abobadado. A largura bizigomática deve ser inferior a metade do comprimento da cabeça. Os arcos zigomáticos são pouco desenvolvidos. O sulco frontal é pouco marcado. A protuberância occipital deve ser clara, mas curto; fica um pouco para trás, então dificilmente é visível. Só pode ser percebido pelo toque.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Está muito pouco marcado. A partir do focinho, o perfil superior deve elevar-se em uma suave inclinação que atinge o crânio.

    REGIÃO FACIAL :

    Trufa : É ótimo, frio e molhado. Estende-se para a frente, vertical na frente dos lábios. As janelas são móveis e abertas. Sua cor é sempre preta. : Sua medida corresponde a metade do comprimento da cabeça. Sua altura mal chega à metade do comprimento; sua largura é igual a 17% do comprimento da cabeça. O perfil é convexo. As faces laterais do focinho são convegentes, mas não a ponto de dar uma aparência espetada. Os ramos da mandíbula são quase retilíneos; eles são mal desenvolvidos em sua parte anterior. A região suborbital é bem moldada, mas algo menos do que o de Hound.

    Mandíbulas / Dentes : MANDÍBULAS fortes, desenvolvimento normal. As arcadas dentárias dos incisivos estão perfeitamente adaptadas. Os dentes são brancos, normal em tamanho e implantado em uma linha regular. A dentadura está completa. A articulação é em forma de tesoura, embora a junta de grampo seja aceita.

    Bochechas : Eles não são muito marcados.

    • Olhos : Eles são grandes e brilhantes, ocre escuro. Eles estão em uma posição semilateral. O ângulo interno das pálpebras deve estar na mesma distância da borda anterior do nariz e da ponta externa da crista occipital. Expressão fascinante, o visual é doce e arrogante, com um leve véu de tristeza. A abertura da pálpebra é amendoada; as pálpebras se adaptam perfeitamente ao globo ocular. A borda das pálpebras deve ser preta.
    • Orelhas : Sua implantação de largura moderada está localizada ao nível dos arcos zigomáticos. Eles estão pendurados, forma triangular, plano em quase toda a sua extensão (66 – 70% do comprimento da cabeça) e muito largo. As orelhas devem terminar em uma ponta afiada. Embora finas, sua cartilagem deve ser bastante rígida em todo o seu comprimento; sua inserção torta e muito rígida desvia as orelhas para a frente, mas sem fazê-los ceder ou dobrar, ou tomar a forma de um saca-rolhas. A ponta se curva ligeiramente para dentro. As orelhas são cobertas por pelos de comprimento moderado mais curtos do que os do tronco, menos áspero e sem estrondos.

    PESCOÇO :

    O topo é ligeiramente arqueado. A parte inferior não mostra nenhum sinal de queixo duplo. Seu comprimento é igual ao comprimento da cabeça, alcançando assim 4/10 a altura na cernelha. Tem a forma de um cone truncado preso à cabeça por uma nuca muito marcada.. Da mesma forma, o pescoço deve se conectar com o tronco, fundindo-se harmoniosamente com os ombros. Por ser muito fino e leve, deve dar a impressão de ser ligeiramente musculoso.

    CORPO :

    Sua longitude, medido da ponta do ombro até a ponta da nádega, é igual à altura na cernelha.

    • Top de linha : Ver Perfil, da cruz para a garupa, é direto. É um tanto convexo na região do lombo.
    • Cruz : Pouco se destaca acima da linha de fundo; é estreito, devido à aproximação das pontas das omoplatas. Combina harmoniosamente com o pescoço.
    • Voltar : O perfil superior é reto e musculoso, embora os músculos não sejam muito aparentes. A relação entre o comprimento torácico e lombar é 3 - 1.
    • Lombo de porco : O comprimento da coluna é ligeiramente menor que 1/5 a altura na cernelha: sua largura é ligeiramente menor que seu comprimento; seus músculos estão bem desenvolvidos.
    • Alcatra : O perfil superior é levemente convexo. Diz-se que é horizontal devido à sua obliquidade, da ponta do quadril até o nascimento da cauda, É entre 15 - 20 graus; seu comprimento corresponde aproximadamente a 1/3 da altura à cernelha e sua largura ao 2/3 seu comprimento. Os músculos são fortes.
    • No peito : Seu comprimento atinge aproximadamente a metade da altura na cernelha e sua largura cerca de 1/3 a altura na cernelha. Sua altura deve ser igual a 48% a altura na cernelha. As faces laterais apresentam uma ligeira convexidade. Por outro lado, os arcos costais superiores devem ser bem arqueados. A cavidade torácica é de largura moderada. O manúbrio do esterno deve estar no plano da ponta dos ombros.
    • Linha inferior : É determinado por uma linha que sobe suavemente até o abdômen, que é fino e nunca alongado. Os flancos são magros, normalmente afundado, nunca recarregado.

    CAUDA : Inserção alta, acima da linha de garupa. É mais espesso na raiz do que o Hound em pêlo e é coberto por pêlos em todo o seu comprimento, mas não tem franja. Durante o descanso, pendurado em forma de sabre; quando o cão está em ação, ele sobe sem ultrapassar a altura das costas, move-se da esquerda para a direita escovando os flancos ou vira às vezes com movimentos rotacionais. A cauda é considerada longa, mesmo que seu membro esteja muito próximo ao final do jarrete.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES

    • Como um todo. : Visto de perfil, siga uma linha vertical que, começando da articulação escapulo-umeral, deve alcançar o solo tocando as pontas dos dedos, enquanto a vertical a partir da articulação úmero-radial deve se dividir em duas partes mais ou menos iguais (dos quais o maior é o acima) antebraço e carpo, protrusão de comprimento médio do metacarpo, que é oblíquo. A altura do membro anterior, do chão ao cotovelo, é igual a metade da altura na cernelha.
    • Ombro : Eles são finos, longo, movimentos livres. As pontas superiores das omoplatas estão bem juntas. A inclinação abaixo da horizontal é 45 50 °.
    • Braços : Eles estão bem ligados ao corpo. Como ombros, tem músculos longos e secos. Eles são paralelos ao plano mediano do tronco. O ângulo escapulo-umeral é de 110 °, a obliquidade da omoplata é de 45 °.
    • Cotovelos : Eles aparecem equidistantes do plano mediano do tronco; embora eles não devam se desviar ou para dentro, nem fora. O ângulo úmero-radial é 135 a 145 ° antebraço : É vertical. Seu comprimento é quase igual a 1/3 a altura na cernelha. O sulco ulnar-carpal é bem visível. O antebraço deve dar a impressão de estar muito seco e fino.
    • Carpi : Eles estão secos; uma pele fina e fina os cobre. Visto de frente, prolongar a linha vertical do antebraço.
    • Metacarpo : Seu comprimento não é inferior a um sexto do comprimento do membro anterior, medido do chão ao cotovelo. Visto de perfil, eles são um tanto oblíquos para a frente.
    • Pés dianteiros : Eles têm uma forma oval (pés de lebre); os dedos são arqueados e estão bem juntos. O cabelo que os cobre é denso. Tubérculos digitais não são muito carnudos; as almofadas são finas,Difícil, couro e preto. Unhas são fortes, curvado e sempre preto. A presença de algumas unhas brancas (não rosa) não constitui uma falha.

    MEMBROS POSTERIORES

    • Como um todo. : A vertical a partir da ponta da nádega toca ou cai quase na ponta dos dedos. Ver na parte de trás, a mesma vertical divide a ponta do jarrete em duas partes iguais, metatarso e pé. O comprimento total do membro posterior é igual a 90% a altura na cernelha.
    • Coxas : Eles são longos e largos. Seu comprimento não é inferior a um terço da altura na cernelha. Sua borda inferior é ligeiramente convexa; a ponta das nádegas é visível. Os músculos protuberantes são claramente distinguíveis uns dos outros. As coxas são um tanto oblíquas de cima para baixo e de trás para frente. O ângulo da articulação coxofemoral varia entre 90 ° e 95 °.
    • Joelho : Deve estar em perfeito equilíbrio com o membro; não deve desviar ou para dentro, ou fora. O ângulo tíbio-femoral varia entre 110 e 120 °
    • Perna : Seu comprimento é ligeiramente menor que o da coxa e sua obliquidade abaixo da horizontal é de 40 °. Os músculos são finos; o sulco do jarrete é bem marcado e visível com a veia safena externa bem aparente.
    • Jarrete : Visto de lado, seus rostos são muito largos. É considerado baixo porque a distância do solo até sua ponta não ultrapassa o 27% a altura na cernelha. O ângulo tíbio-tarsal, fechado devido à obliquidade marcada da tíbia, varia de 115 ° a 125 °.
    • Metatarso : Seu comprimento corresponde à altura do jarrete. É forte e fino e é perpendicular ao solo. Sem presença de ergôs.
    • Pés traseiros : Menos oval do que os da frente, mas com todas as mesmas características.

    MOVIMENTO :

    Embora o movimento favorito do cão italiano seja o galope, a atividade de caça obriga o cão a executar também o passo e o trote.

    PELE :

    É bem aderido por todo o corpo e apenas ligeiramente espesso. A cor das membranas mucosas, terceira pálpebra, de pregos, da almofada central e os tubérculos digitais são exclusivamente pretos. Embora a pigmentação escura do palato não seja prescrita, é sempre uma qualidade apreciável.

    PELES

    CABELO : O comprimento do cabelo que cobre o tronco não deve ultrapassar cinco centímetros. O cabelo está claramente duro, exceto sobre a cabeça, as orelhas, as extremidades, cauda e focinho, onde o cabelo é geralmente menos áspero do que no tronco e lábios. Cabelo sob os lábios, embora não muito longo, constitui o que é considerado uma barba. O cabelo que cobre as sobrancelhas é de comprimento moderado, para que não caia nos olhos, nem mesmo esconda-os.

    COR :

    As cores aceitas incluem a gama completa de fulvo unicolor, de vermelho escuro e carvão, para o fulvo claro, e preto e castanho. O fulvo pode ter branco no focinho e no crânio (a máscara pode ou não ser simétrica), uma estrela branca no peitoril da janela, cor branca no pescoço, metacarpos e metatarsos, os pés e a ponta da cauda. No entanto, cor branca não é apreciada, e é preferível que não seja muito abundante. O preto e castanho podem apresentar apenas uma estrela branca no peito; neste caso, diz-se que o cão é tricolor.

    TAMANHO E PESO :

    Altura à Cruz : Nos machos : 52 - 60 cm, nas fêmeas : 50 - 58 cm. Peso : Nos machos : 20 - 28 kg, nas fêmeas : 18 - 26 kg. Uma tolerância de 2 cm mais ou menos quando se trata de espécimes excelentes.

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e sua gravidade é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão. Estas modalidades também são válidas para cães que sempre vagam..

    FALTAS GRAVES

    • Chefe : eixos craniofaciais convergentes.
    • Tamanho que excede as margens superior ou inferior indicadas pelo padrão.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS

    • cão agressivo ou medroso.
    • focinho côncavo.
    • Despigmentação total ou grande parte do nariz, ou as bordas das pálpebras.
    • Olhar fixamente.
    • Prognatismo superior.
    • Cauda pequena, ou sem cauda, ambos congênitos, como artificial.
    • Ardósia ou cor de chumbo; casaco tigrado, Brown, Brown, fígado de cor branca predominante.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.