Spaniel de Pont-Audemer
Francia FCI 114 . Tipo Epagneul (Spaniel)

Spaniel de Pont-Audemer

O Spaniel de Pont-Audemer ele é um cachorro gentil, muito equilibrado e obediente. Enérgico, inteligente e leal, eles são fáceis de treinar.

Conteúdo

História

O Spaniel de Pont-Audemer é originário da região de Pont-Audemer, procurando o Marais Vernier, na normandia, onde é tradicionalmente usado para caça de aves aquáticas. Em 1886, o Kennel Club de Le Havre começou a selecioná-lo. Após a II Guerra Mundial, Apenas alguns espécimes deste pequeno spaniel marrom permaneceram e cruzamentos foram feitos com o Cão d'água irlandês para salvar a corrida.

O Spaniel de Pont-Audemer é muito raro. A população total da raça é de cerca de trezentos indivíduos na França. Alguns criadores perpetuam a raça, principalmente na Normandia e Picardia.

Foto: Riga, Vencedor do Báltico 2013, 9-10 Novembro por Tomasyna, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Spaniel de Pont-Audemer ele é um Spaniel atarracado e vigoroso, cujo corpo é quase quadrado. Colocado quase ao nível da linha dos lombos, a cauda é portada bem reta. Geralmente é cortado no terceiro; quando a cauda não é cortada, Ele deve ser de comprimento médio, um pouco curvo. Âmbar escuro ou avelã, os olhos são bastante pequenos. A parte superior do crânio e as orelhas longas são bem providas de rolos que enquadram a cabeça, dando a impressão de estar usando uma peruca.

O cabelo é ligeiramente áspero no corpo, ondulado, nem liso nem crespo. O pelo é marrom, de preferência marrom e cinza manchado, com reflexos de folhas mortas.

Altura e peso

  • Tamanho macho: De 52 - 58 cm
  • Tamanho fêmea: De 52 - 58 cm
  • Peso macho: De 19 - 20 kg
  • Peso fêmea: De 17 - 19 kg

Caráter e habilidades

O Spaniel de Pont-Audemer é amoroso e mostra lealdade inabalável aos seus mestres. No entanto, se eles não recebem sua dose regular de cuidados, esses cães muitas vezes podem ficar ansiosos, que é um traço importante de sua personalidade.

Esses cães são especialmente bons com crianças e são muito sociáveis. Eles também são ótimos companheiros de jogos e companheiros de família.. No entanto, se você está procurando um bom cão de guarda, pode não ser a melhor opção, porque eles são muito amigáveis ​​e quietos para ficar de olho em algo ou alguém.

Esta raça se dá muito bem com outros cães, mas não se dá bem com cães da mesma raça que não pertencem à mesma matilha ou grupo. Também não é muito amigável com outros animais de estimação.. No entanto, filhotes desta raça se misturam facilmente com outros animais de estimação e são conhecidos por terem um comportamento amigável com eles.

Treino e educação

O treinamento do Spaniel de Pont-Audemer é facil. Este cão é muito obediente e leal às ordens do dono. No entanto, as sessões de treinamento devem ser curtas, já que o cachorro odeia qualquer tarefa longa e repetitiva.

Exercício de Spaniel de Pont-Audemer

Este cachorro tem necessidades agressivas de exercício, o que significa que mesmo caminhadas longas geralmente não o satisfazem. A maior satisfação que você obteria seria em qualquer longa sessão de caça. No entanto, se a caça não é uma realidade, este cão deve ter permissão para brincar em áreas controladas para que queime calorias suficientes e atenda aos seus requisitos de exercício.

Saúde

Como o resto dos animais, esta raça tem condições de saúde a serem observadas. Displasia de quadril canina, uma condição relacionada às cavidades do quadril, pode causar artrite em cães. Esses cães também são propensos à doença de Von Willebrand (uma doença hemorrágica relacionada à coagulação), e hipertireoidismo (superprodução de hormônios na tireóide).

Além desses problemas, luxação da patela e problemas dentários são os mais comuns nesta raça. Alopecia, uma doença de pele causada por micose ou outros parasitas, também pode afetar esses cães.

Em resumo, os seguintes problemas de saúde não são incomuns na raça Spaniel de Pont-Audemer:

  • Displasia de quadril canina
  • Doença de von Willebrand
  • Hipertireoidismo
  • Doença dentária
  • Luxação da patela
  • Alopecia

Limpeza

A pele desses cães pode parecer que precisam de muito cuidado, mas na realidade, esta raça precisa de pouca ou nenhuma manutenção. Uma escovagem regular uma ou duas vezes por semana é tudo que você precisa.

No entanto, as orelhas do cão precisam ser limpas sempre que necessário e estão sob risco de infecção se não forem mantidas limpas.

Classificações do "Spaniel de Pont-Audemer"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Spaniel de Pont-Audemer" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Quanto custa ter um Spaniel de Pont-Audemer?

Cubs Spaniel de Pont-Audemer normalmente custa entre 1000 e 1300 EUR.

Imagens do “"Spaniel de Pont-Audemer"“

Fotos

1 – “Spaniel de Pont-Audemer” na Exposição Canina Mundial em Poznań por Pleple2000, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
2 – The Epagneul Pont Audemer is a french pointing dog by Alefalfa, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
3 – Head profile of a Pont-Audemer Spaniel male by Canárias, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
4 – Um Spaniel Pont-Audemer masculino por Canárias, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
5 – Pont-Audemer Spaniel male by Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
6 – “Spaniel de Pont-Audemer” por https://worlddogfinder.com/es/razas/spaniel-de-pont-audemer

Vídeos do “"Spaniel de Pont-Audemer"“

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 114
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Spaniel (Spaniel). Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Epagneul (Spaniel)
  • Sociedade Canina CentralGun Dog

Padrão da raça FCI "Spaniel de Pont-Audemer"

FCI Padrão No. 114 / 25.09.1998 / E

SPANIEL DE PONT-AUDEMER
(Spaniel Pont-Audemer)

TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila, A.C..

ORIGEM : França.

DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 6.05.1964.

UTILIZAÇÃO : Cão mostra.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
Seção 1.2 Cães de Parar Continentais, digite "Spaniel". Com prova de trabalho.

OLHAR GERAL :

É vigoroso e gordo.

CABEÇA

REGIÃO CRANIANA

Crânio : Redondo, desenvolvido no topo; crista occipital proeminente; os parietais são bastante redondos. A testa sobe em direção ao pompadour; a cabeça é coberta com cabelo crespo, pompadour, que atinge o topo do crânio, deixando a testa nua.

Nasofrontal depression (Stop) : Faça um pequeno ângulo, mas a parada está marcada.

REGIÃO FACIAL

Trufa : De cor marrom, excede significativamente a frente do lábio superior, bastante afiado.
Cana do nariz : Longo, com destaque no meio.
Lábios : Bem e um pouco pendurado, tornando o focinho bastante pontudo.
Olhos : Âmbar escuro ou cor de avelã, bastante pequeno, bem colocado em sua órbita; olhar franco e gentil.
Orelhas : Moderadamente grosso, plano, inserido mmmm mais para baixo para limpar as bochechas, Longo adornado com cabelo sedoso e crespo, que, junto com o cabelo pompadour, forma uma linda peruca cacheada que enquadra bem a cabeça.

PESCOÇO :

Um pouco arqueado, bem delineado, muscular, finamente inserido na cabeça e solidamente nos ombros.

CORPO :

Voltar : Reto ou ligeiramente convexo.
Lombo de porco : Bem curto, Largura, sólido, muscular.
Alcatra : Muito ligeiramente inclinado.
No peito : Profundo, ampla, cai completamente ao nível do cotovelo; costelas longas, excepcional, aproximando-se do quadril nas costas.
flancos : Plano e um pouco elevado.

CAUDA :

Inserido quase ao nível da linha da coluna, portado bastante reto, geralmente cortado em um terceiro; grosso em sua inserção; É coberto por cabelos crespos e deve haver cabelo em volta da cauda. Quando a cauda não está cortada, deve ser de comprimento médio e ligeiramente curvado.

MEMBROS :

Os membros devem ser bastante curtos, para que o cão fique um pouco perto do chão, mas sem parecer o Cocker.

MEMBROS ANTERIORES :

Ombro : Strong, longo, oblíqua, fechado em sua junção com a coluna vertebral.
Braços : Forte e musculoso.

MEMBROS POSTERIORES :

Quadris : Extrovertido, alcançando o nível das costas.
Coxas : Em linha reta, bem descido, muscular, muito forte com calças bem desenvolvidas. Ponta protuberante da coxa.
Articulações do tarso quente : Amplo e reto, sem entrar ou sair.
Metatarsos : Bastante curto, especialmente adornado nas costas por uma franja de cabelo encaracolado. Evite ergôs.

PÉS : Rodada, Prumo bem, coberto por longos cabelos cacheados entre os dedos.

PELES

CABELO : Encaracolado e ligeiramente sentido.

COR :

Brown, de preferência marrom e cinza manchado, com tons de folhas secas.

TAMANHO :

De 52 - 58 cm.

FALHAS :

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

• Crânio achatado dos lados, testa paralela ao focinho; ausência de pompadour, topete que atinge o osso da testa ou formado por cabelos caídos.
• Ângulo da depressão naso-frontal (Stop) muito direto.
• Trufa preta, pálida, redondo ou com manchas brancas.
• Focinho curto ou muito arqueado.
• Lábios grossos e pendentes.
• Olhos muito leve, ao nível da cabeça ou muito afundado; olhar agressivo ou taciturno.
• orelhas grossas, inscritas, muito curto, inserção muito alta, transportado para frente ou para trás.
• Pescoço muito pesado, achatado em sua linha superior, grosso em sua junção com a cabeça.
• costas compridas, estreito ou selado.
• Lombo longo, estreito ou plano.
• Garupa caída ou muito reta.
• Peito sem profundidade, muito arredondado, afundado; costelas planas ou juntas.
• Flancos arredondados, muito baixo.
• Cauda de inserção muito alta ou muito baixa, muito curvo, carregada na forma de um sabre ou com uma pluma.
• Ombros curtos, em linha reta, separados perto do topo.
• braço fino.
• Quadris baixos.
• coxa plana.
• Articulações tarsais-quentes desviadas, linhas retas, muito distantes ou muito próximos.
• Metatarsos longos, inclinar-se para trás ou inclinar-se para a direita ou esquerda, sem franjas.
• Pés estreitos, muito longo, muito peludo; almofadas muito grossas.
• Cabelo muito liso, muito cacheado, muito duro ou muito fino; sem topete cacheado ou com pelos que caem como no Poodle.
• Cor preta, preto e branco, English Toy Terrier.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

NOTA : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Epagneul Pont-Audemer, Setter of Pont-Audemer (Inglês).
    2. Épagneul de Pont-Audemer (Francês).
    3. Epagneul de Pont-Audemer (Alemão).
    4. (em francês: epagneul de Pont-Audemer) (Português).
    5. Epagneul du Pont-Audemère (español).

Spaniel da Picardia
Francia FCI 108 . Tipo Epagneul (Spaniel)

Dócil e resistente, feliz com pouco, o Spaniel da Picardia no entanto, precisa da atenção constante do seu cuidador.

Conteúdo

História

O Spaniel francês e o Spaniel da Picardia as duas raças de Spaniel mais antigo no continente europeu. Ambos parecem descendentes de “cachorro oysel” descrito nas obras de Gaston Fébus (siglo XIII). Naquela época, A caça era uma das atividades mais populares da nobreza francesa e dos Spaniel O tipo francês era uma das raças mais populares. A raça está representada em pinturas deste período de artistas como Alexandre-François Desportes e Jean-Baptiste Oudry. É também a primeira raça canina a ser admitida em exposições..

A raça se tornou mais popular após a Revolução Francesa, desde que a caça deixou de ser uma atividade reservada exclusivamente à nobreza. Embora seja encontrado em todo o país, um grande contingente está presente no noroeste do país, onde seu casaco impermeável o torna uma raça ideal para caça em florestas e pântanos. Durante o século XIX, Caçadores ingleses cruzaram o Canal da Mancha e viajaram para o noroeste da França para caçar nestas terras famosas. Então, eles trouxeram seus próprios cães de caça, que os franceses gradualmente adotaram, assim, colocando em perigo o Spaniel da Picardia. Além disso, a infusão de sangue de Setter inglês na corrida criou o Spaniel azul da Picardia.

O Spaniel da Picardia é uma raça de cachorro muito rara, que quase só é encontrado na França metropolitana.

O Spaniel da Picardia é reconhecida por uma grande variedade de clubes e associações caninas, como a International Canine Federation, mesmo no exterior como ele North American Kennel Club, o American Rare Breed Association, o United Kennel Club. Todas essas associações usam o padrão FCI. Também é reconhecido pelo Continental Kennel Club, mas ao contrário do Spaniel azul da Picardia, que está intimamente relacionado a ele, não é reconhecido pelo Canadian Kennel Club.

Foto: “Spaniel da Picardia” na Exposição Canina Mundial em Poznań por Pleple2000, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Spaniel da Picardia ele é um cachorro lindo, forte, elegante, nervoso, sólido e bem musculoso. Sua pelagem é cinza com manchas marrons nas diferentes partes do corpo e freqüentemente bronzeada na cabeça e nas pernas.. Seus olhos âmbar escuros se arregalam, dando a você uma aparência expressiva. Sua pelagem abundante e levemente ondulada lhe confere proteção, permitindo que você trabalhe nos lugares mais difíceis, especialmente na água. As orelhas são longas, bastante baixo, localizado na linha dos olhos e decorado com lindas franjas. A cauda, adornado com pele bonita, usado com distinção. Seu tamanho varia de 55 e 60 cm.

Caráter e habilidades

O padrão da raça FCI não descreve um temperamento típico para o Spaniel da Picardia. O Spaniel da Picardia é considerada uma raça de cão dócil que adora brincar com crianças, e se relacionar facilmente com seu cuidador. Geralmente descrito como um cão dócil, bem humorado e fácil de treinar.

Acima de tudo, são cães de caça que precisam de muito exercício para expressar sua energia, resistência e rusticidade.

O treinamento dele é natural; o Spaniel da Picardia eles trabalham para agradar seu cuidador. Relatório, em terra e em águas profundas, é um prazer para ele. As recompensas, carícias e elogios são a base de sua educação.

Utilitário

O Spaniel da Picardia é um cão de caça, que precisa de partidas diárias.

O Spaniel da Picardia são usados ​​para caça, na floresta para o faisão ou nos pântanos onde eles caçam, em particular, narceja. Também é um cão eficaz para a caça ao pato, a lebre ou o coelho. Eles são especialmente eficazes em pântanos, onde eles não hesitam em pular na água. Sim é necessário, também pode recuperar caça. Este cão adora espaços amplos onde pode fazer exercício, mas você também pode se contentar com espaços menores e pode viver muito bem na cidade. O cabelo é abundante e ligeiramente ondulado, permitindo que você cace em vegetação densa e entre na água sem qualquer dificuldade.

Esses cães dóceis são cães de companhia agradáveis, mas eles exigem muito exercício físico.

Saúde

Não existem doenças genéticas hereditárias conhecidas em cães Spaniel da Picardia. Sua longevidade é de 14 anos em média. O Spaniel da Picardia é especialmente sensível a infecções de ouvido, como a maioria dos cães com orelhas caídas, como outras raças de “Spaniels ou Bassets”. O Spaniel da Picardia tendem a ganhar peso rapidamente se forem alimentados em excesso.

Classificações do "Spaniel da Picardia"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Spaniel da Picardia" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens “"Spaniel da Picardia"“

Spaniel da Picardia

Nossa “Spaniel da Picardia”, Gibbs des Chaumes de Thiérache para o 6 meses por Rachelle Vafidis, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Spaniel da Picardia

Nossa “Spaniel da Picardia”, Gibbs des Chaumes de Thiérache para o 6 meses por Rachelle Vafidis, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Vídeos do “"Spaniel da Picardia"“

Spaniel picardo (Epagneul picard) – Raça de cachorro
Picardy Spaniel (Epagneul Picard)

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 108
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Spaniel (Spaniel). Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Epagneul (Spaniel)
  • KC – cão de caça
  • UKCGun Dog

Padrão da raça FCI "Spaniel da Picardia"

FCI Padrão No. 108 / 25.09.1998 / E

SPANIEL PICARDO
(Picard Spaniel)

TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila, A.C..

ORIGEM : França.

DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 30.10.1964.

UTILIZAÇÃO : Cão mostra.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
Seção 1.2 Cães de Parar Continentais, digite "Spaniel".
Com prova de trabalho.

OLHAR GERAL :

Cachorro bem compacto, com membros fortes e musculosos, aparência doce e expressiva; carrega a cabeça com uma atitude alegre e altiva. Seus membros anteriores são bem desenvolvidos.

CABEÇA :

REGIÃO CRANIANA
Crânio : Redondo e largo, com o occipital bem pronunciado; ossos parietais são achatados.
Depressão fronto-nasal (Stop) : Bem inclinado, sem formar um ângulo reto.

REGIÃO FACIAL

    Trufa : Marrom, médio, bastante arredondado.
    Focinho : Longo, bastante largo, ele se afina gradualmente da testa até a ponta do focinho e tem uma leve convexidade na parte média da ponte nasal.
    Lábios : Moderadamente grossa; o lábio superior cai um pouco no
    baixa, mas sem enforcamento.
    Olhos : Cor âmbar escuro, bem aberto com um olhar franco e expressivo.
    Orelhas : Baixo o suficiente para enquadrar bem a cabeça; os cabelos são lindos, sedosos y ondulados.

PESCOÇO :

Bem posicionado e bem musculoso.

CORPO :

    Os quadris são ligeiramente mais baixos que a cernelha.
    Voltar : Moderadamente longo, ligeiramente afundado depois
    Cruz.
    Lombo de porco : Bem direto, não muito longo, largo e grosso.
    Alcatra : Muito ligeiramente inclinado e arredondado.
    No peito : Profundo e bastante amplo; claramente desce ao nível do cotovelo.
    flancos : Planos, mas profundo, bastante levantados.

CAUDA :

A inserção da cauda não é muito alta; forma duas curvas ligeiramente côncavas e convexas; Não é muito comprido e é coberto por lindos cabelos sedosos.

MEMBROS

MEMBROS ANTERIORES : Reto e com músculos fortes, adornado com franjas de cabelo.

    Ombro : Omoplatas razoavelmente longas, bastante reto e dotado de músculos fortes.
    Braços : Bem musculoso.
    Cotovelos : Bem localizado.

MEMBROS POSTERIORES : Presença de uma boa franja de cabelo até a articulação tarsal quente.

    Quadris : Proeminente, no nível da espada e nas costas.
    Coxas : Em linha reta, bem descido, largo e bem musculoso
    Articulações do tarso quente : Ligeiramente inclinado.
    Metacarpo : Em linha reta.

PÉS : Rodada, larguras, juntos, com um pouco de cabelo entre os dedos.

PELE :

Muito fino e flexível.

PELES

CABELO : Espessura, não muito sedoso, bem na cabeça, ligeiramente ondulado no corpo.

COR :

Cinza mosqueado, com placas marrons em diferentes partes do corpo e no nascimento da cauda; mais frequentemente manchas bronzeadas na cabeça e pés.

TAMANHO :

Altura à Cruz : 55 - 60 cm.
Tolerância até 62 cm nos machos.

FALHAS :

Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e sua gravidade é considerada até o grau de
desvio padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

• Cabeça em forma de pêra, muito estreito.
• Caveira quadrada, estreito ou curto.
• Ângulo da depressão fronto-nasal muito reto.
• Trufa preta, Sharp, Fechado; nariz duplo.
• Focinho muito curto, muito convexo.
• Lábios muito grossos, muito apertado.
• Olhos de cores muito claras, muito afundado, a nível da cabeça, vestido; olhar maligno.
• orelhas estreitas, curto, implantação muito alta, coberto com cabelo crespo ou sem cabelo sedoso.
• pescoço muito longo, muito curto ou muito fino.
• Dorso muito comprido ou selado.
• Lombo muito longo, muito estreito ou muito fraco.
• Garupa muito inclinada.
• Peito muito estreito ou não profundo o suficiente.
• Flancos redondos, muito elevado ou muito caído.
• cauda em forma de sabre, muito longo, cabelo muito cacheado, inserção muito alta ou muito baixa.
• Ex-sócios sem listras, magro; cotovelos fechados ou abertos.
• Escápulas muito curtas, muito reto ou inclinado, dirigido bem atrás.
• Braço muito fino.
• Carpo desviado para frente.
• Quadris muito altos, Muito baixo, muito estreito.
• coxa estreita, sem franjas de cabelo.
• Articulações do tarso quente excessivamente anguladas ou em formato de vaca.
• Pés estreitos, esmagado, dedos bem separados.
• Pele muito grossa.
• Belo cabelo, seda, crespo ou muito curto.
• Muito marrom, manchas brancas ou pretas.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

NOTA : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Epagneul picard (Inglês).
    2. Épagneul picard (Francês).
    3. Epagneul Picard (Alemão).
    4. (em francês: Epagneul Picard) (Português).
    5. Epagneul picard (español).

Perdigueiro português
Portugal FCI 187 . Tipo Braco

Perdigueiro português

O Perdigueiro português Ele é extremamente carinhoso e muito apegado às crianças, também é um cão muito submisso.

Conteúdo

História

O Perdigueiro português surgiu Perdigueiro Peninsular, uma raça ancestral de cães ibéricos, sua presença está documentada desde o século 10, Sua primeira aparição na arte foi em uma lápide visigótica-árabe do Igreja de San Juan Bautista de Tomar. Sua evolução foi resultado de diversos fatores como a adaptação ao clima, o tipo de caça, o terreno e a selecção introduzida pela especificidade cultural portuguesa.

No século quatorze, Foi criado nos canis reais e usado para caça em Altaria., sendo conhecido como “Podengo de mostra”, mostrando já a possibilidade de parar antes da caçada. No século XVI (reinado de D. Sebastião) seu uso pelas classes populares era comum (embora proibido). O sangramento constante nos braços de trabalho causado pelas descobertas, o abandono dos campos, fome e mudança de hábitos, levou a população a recorrer mais à caça para obter alimentos e, como um resultado, para o uso de Cães de Parar ou Cães Apontadores, que eles eram “Entrada” por causar, graças às suas excelentes qualidades, sérios danos aos interesses da casa real e da nobreza.

No século XVIII, numerosas famílias inglesas marcaram presença na região do Porto no ramo da produção de vinho e tiveram contacto com a raça trazida para Inglaterra onde desempenhou um papel importante na origem da cultura. Pointer inglês.

No final do século 19 sofreu um certo declínio, devido a graves convulsões sociais e novos gostos e contatos com o mundo exterior, que deu projeção às raças estrangeiras que então estavam na moda. Mas ainda é representado em objetos de arte (tinaja pintada por D. Fernando II de Saxe-Coburg, Pena-Sintra), quadro do rei Luís e dos príncipes com roupa de caça no Palácio da Ajuda, Lisboa), foto de uma viagem de caça de um inglês no Douro (Quinta de Gatão, Duero) ou na cerâmica artística da Real Fábrica do Rato (Palácio Pimenta, Lisboa).

Só em 1920 alguns criadores se esforçaram para salvar a raça, localizando alguns dos cães no inacessível norte de Portugal. O livro genealógico português foi então estabelecido em 1932 e o padrão da raça em 1938. Por pelo menos mil anos, este cachorro sempre teve a mesma cabeça quadrada, orelhas triangulares e aparência compacta.

Foto: “Perdigueiro português” durante o Dog World Show em Poznań. por Pleple2000, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Perdigueiro português vem em proporções médias, reta, cara bom, robusto mas com uma conformação harmônica aliada à elasticidade manifesta dos movimentos.

A cabeça é proporcional em relação ao corpo, bem formado e harmonioso; parece ser grande no set. Um pouco grosso, No entanto, não é óssea nem grossa e tem pele solta e fina.

A pelagem é curta e grossa na maioria dos cães, com textura aveludada nas orelhas e rosto .

Amarelo em variedades claras, comum e escuro, sólido ou manchado de branco na cabeça, o pescoço, peito e calçado.

Nos machos, a altura na cernelha é 52 - 60 centímetros, o peso é 20 - 27 kg. Nas mulheres, a altura é 48 - 56 centímetros e o peso é 16 - 22 kg.

Caráter e habilidades

Perdigueiro português
Uma imagem de um “Perdigueiro português”, uma raça de cão de caça português. O animal na foto tinha 11 anos quando foi fotografado.

O Perdigueiro português ele é um cão extremamente gentil e afetuoso, com grande capacidade de entrega e muito resistente. É silencioso, muito sociável e um pouco petulante em relação a outros cães. Trabalha com vivacidade e persistência e é curioso por natureza. Ele sempre mantém contato com seu caçador.

Ele se move com um passo fácil e é gracioso. É versátil em sua função e muito adaptável a vários terrenos, climas e tipos de caça.

Extremamente carinhoso e muito apegado às crianças, também é um cão muito submisso. lata, por falta de educação, não obedeça gestos ou ordens. No entanto, é fácil treinar.

Saúde

O Perdigueiro português tem uma expectativa média de vida de 14 anos. É considerada uma raça resistente, sem problemas de saúde específicos. No entanto, displasia do quadril, lunação da patela, câncer e doenças autoimunes são potenciais problemas de saúde para cães deste tamanho.

Classificações do "Perdigueiro português"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Perdigueiro português" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vídeos do “"Perdigueiro português"“

O Perdigueiro português, um cão polivalente
Principais características do “Perdigueiro português”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 187
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco
  • AKC – Braco

Padrão da raça FCI "Perdigueiro português"

”Standard.
” abrir =”não” estilo =”padrão” ícone =”mais” âncora =”” classe =””]FCI Padrão No. 187 / 16.04.2009 / E

PERDIGUERO PORTUGUÊS
(Perdigueiro Português)

TRADUCCION : IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico).
Revisão técnica : Miguel Angel Martinez (Federação Cinológica Argentina).

ORIGEM : Portugal.

DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 04.11.2008.

CLASSIFICAÇÃO FCI : Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
Seção 1.1 Cães de Parar Continentais. Tipo Braco.
Com prova de trabalho.

BREVE RESUMO HISTÓRICO
O Perdiguero português tem as suas origens na Península Ibérica, descendente do antigo Peninsular Perdiguero, um predecessor de outros retrievers. Evoluiu adaptando-se ao clima, terreno e desporto e pela selecção imposta socioculturalmente pelos portugueses que a criaram durante séculos para fins de caça. A raça preserva os traços morfológicos e funcionais.
A sua existência em Portugal remonta, pelo menos, ao século XII. No século XIV era conhecido como "Podenco de show" por mostrar sua habilidade no esporte da caça.. Foi criado em criadouros da nobreza e da realeza e usado na falcoaria. No século XVI, nombrado “perdigueiro” (derivado de perdiz) foi freqüentemente usado por plebeus.
A definição dos traços atuais e a disseminação por um grupo de caçadores e criadores teve início no primeiro quartel do século. 20.

OLHAR GERAL : Cachorro de tamanho médio, retilíneo, tipo bracoide, forte, mas de uma estrutura harmoniosa combinada com grande elasticidade nos movimentos. No perfil, as linhas superior e inferior formam uma silhueta elegante.

Cão tipo Pointer de proporções médias e aparência geral harmoniosa. Sua configuração e altura revelam uma estrutura sólida e grande flexibilidade de movimento.

PROPORÇÕES IMPORTANTES :
Couro quadrado ou quase quadrado.
Proporção do crânio / focinho: 6:4
Altura à Cruz / profundidade do peito: 2:1

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO :
Extremamente gentil e atencioso, forte, de grande resistência e devoção. Calmo e muito sociável, mas um tanto arrogante com outros cães. Curioso por natureza, trabalha com persistência e vivacidade. Sempre um cão de caça entusiasta mantendo contato próximo com o caçador.

CABEÇA :
Proporcional ao tamanho do corpo, bem construído e harmonioso em suas dimensões. Dá a impressão de ser maior do que é. Algo grande, nunca ossudo ou carnudo. Coberto com pele solta e fina sem formar rugas. De perfil reto e quadrado visto de frente. Eixos de crânio longitudinais superiores convergentes.

REGIÃO CRANIANA :
Crânio : Quadrado, quase plano em sua linha superior, visto de frente e ligeiramente arqueado de perfil. Com um comprimento que não deve exceder 6 / 10 do comprimento total da cabeça, portanto, nos dá um 60 % índice cefálico.
Visto de frente, a testa é plana, alta, amplo e simétrico, ligeiramente arqueado de perfil. Arcos superciliares bem desenvolvidos. Dobra frontal ampla, mas não profunda. Protuberância occipital pouco visível.
Nasofrontal depression (Stop) : Bem definido (90 - 100º).

REGIÃO FACIAL :
Trufa : O ângulo entre a ponte nasal e o lábio superior é de 90º. Nariz de boa conformação, bem desenvolvido com narinas grandes, úmido e aberto. Preto.
Focinho : Retilíneo e horizontal, adequadamente largo com a mesma largura em todo o seu comprimento, que é 4 / 10 o comprimento da cabeça.
Lábios : Lábio superior pendular, quadrados em seu perfil formando um ângulo reto com a ponte nasal, semicircular na borda vista de perfil; visto de frente, forma um ângulo agudo na borda inferior. A junção do lábio superior está solta, cantos dobrados com bordas caídas. Abertura moderada da boca com pigmentação irregular das membranas (Oris), oclusão normal permitindo a sobreposição natural do lábio superior.
Mandíbulas / Dentes : Saudável, corrigir, dentição completa, mordedura em tesoura.
Bochechas : Paralelo. Dobra retro-comissural pouco perceptível com área parótida completa (Não.: Bem acolchoado sob as orelhas).
Olhos : Expressivo, conversa feliz, Brown, de uma cor mais escura que o cabelo, forma oval tendendo a ser redonda, grande, mas muito, inserção de nível ocupando completamente a órbita. Pálpebras finas e bem abertas com pigmentação preta.
Orelhas : Inserido acima do nível dos olhos na parte de trás da cabeça, pingentes, superfície quase plana com uma ou duas dobras longitudinais quando em atenção. Triangular, mais largo na base do que nas pontas em uma proporção de 2.5 - 1 e com pontas arredondadas. O comprimento das orelhas deve ser ligeiramente maior que o comprimento do crânio. Bem, Soft, coberto com cabelo fino, grosso e muito curto.

PESCOÇO : É em linha reta, parte superior ligeiramente arqueada, não muito grosso, bastante alongado e tem uma barbela curta ao longo da parte inferior. Deve se juntar à cabeça de uma forma elegante, seguindo uma inclinação de aproximadamente 90 °; seu apego ao tórax deve ser sem transição apreciável, de modo que constitui um todo harmonioso e perfeito.

CORPO :
Top de linha : Em linha reta, subindo ligeiramente da garupa para a cernelha.
Cruz : Ela não é muito alta.
Voltar : Curto, ampla, retilíneo e ligeiramente inclinado em direção à região lombar, ao qual deve se juntar sem transição apreciável.
Lombo de porco : Curta, muito largo, muito musculoso e ligeiramente arqueado, em perfeita união com o traseiro.
Alcatra : Sua largura é proporcional à região lombar. Possui uma conformação harmoniosa e um eixo ligeiramente oblíquo, portanto, está ligeiramente inclinado
No peito : É alto e largo; a ampla cavidade torácica deve ser mais desenvolvida em profundidade e comprimento do que em largura. Desce até o cotovelo. É delimitado por nervuras muito largas e bem ajustadas que desenham uma curva bem pronunciada no topo, transmitindo à cavidade torácica a forma e a seção transversal de uma ferradura frontal, cujas faces laterais se encontram abaixo.
Linha inferior e barriga : Ligeiramente elevado do esterno à virilha. A barriga fina encontra os quadris formando uma circunferência; a distância entre o quadril e a última costela dá aos flancos uma aparência curta e unida.

CAUDA : Natural: de comprimento médio excedendo abaixo do jarrete. Derecha, inserção do meio, grosso na base afinando ligeiramente em direção à ponta. Bem inserido em perfeita continuidade com a linha da garupa. Em repouso, fica pendurado naturalmente, mas nunca entre as coxas. Em movimento, ele sobe horizontalmente ou ligeiramente acima da linha superior, mas nunca verticalmente ou em forma de foice. Movimento de lado a lado.
Amputada: Para cobrir os órgãos genitais sem excedê-los.

MEMBROS :
MEMBROS ANTERIORES : Direitos vistos de frente e perfeitamente paralelos à linha do corpo. Ver Perfil, prumo e dando uma aparência geral de grande estabilidade, apoio e movimento fácil e natural.

Ombro : Eles são longos, inclinação média. Bem posicionado e com músculos fortes. Ângulo da escápula - úmero 120º.
Braços : Eles aparecem presos ao tórax. Seu comprimento deve estar relacionado com a escápula e a angulação é proporcional.
Cotovelos : Separado do tórax pela axila, cotovelos devem ser bem abaixados e claramente delineados, mas sem convergência, sem divergência do peito. Ângulo do raio - úmero 150º.
Antebraços : Eles são separados do tronco; São longos, direto e, do ponto de vista estático, eles são claramente perpendiculares ao solo, ambos vistos de frente, como no perfil.
Carpi : Em perfeita continuidade com o antebraço.
Metacarpo : Larguras, ligeiramente oblíquo e de comprimento adequado.
Pés anteriores : Proporcional ao tamanho dos membros, tendendo a ser mais redondo do que comprido, mas sem lembrar sapatos de escalada. Dedos bem formados, apertado, uniforme e robusto para um bom suporte. Almofadas fortes e bem desenvolvidas com pele preta, espessura, duro e resistente. Unhas fortes, Difícil, de preferência preto.

MEMBROS POSTERIORES : Equilibrado visto de trás e perfeitamente paralelo à linha do corpo, postura normal vista no perfil.
Coxas: De preferência longo, larguras, muscular. O glúteo forma uma curva, mas o menos acentuada, longo e com uma musculatura um tanto elástica. Ângulo do quadril - fêmur: 95º.
Joelho : Ele está localizado um pouco abaixo do abdômen, mas não muito separado disso. É ligeiramente protuberante e um pouco desviado para fora.
Ângulo do fêmur - tíbia: 120º.
Perna : Bem alinhado; seu comprimento é proporcional ao comprimento da coxa. Sua obliquidade deve ser proporcional à inclinação da garupa.
Jarrete : Apresenta normalmente em ângulo e na posição adequada. Deve ser bem construído, Largura, e forte. Ângulo tíbia - tarso 145º.
Metatarsos : Eles são pequenos, vertical, quase cilíndrico, tamanho regular e fino.
Pé de trás : Idêntico ao anterior, mas um pouco mais longo.

MOVIMENTO : Com passos normais, fácil e elegante. Versátil em seu trabalho e adaptável a diferentes terrenos, tempo ou esporte. O movimento pode ser alterado entre um simples galope suspenso e um trote rítmico prolongado.

PELES

CABELO : Deve ser curto, forte, colado e denso. Não muito bom.
É bem distribuído por todo o corpo e é quase uniforme, exceto na axila, na região do ânus e perto das partes genitais, onde é fino e mais liso. É bom e achatado na cabeça, especialmente nas orelhas, onde é muito macio ao toque, como se fosse veludo. Não há nenhuma presença de uma camada interna de pêlos.

COR : Amarelo em tons de luz, médio a escuro, sólido ou com manchas brancas na cabeça, pescoço, peito, extremidades inferiores dos membros, abaixo dos cotovelos e jarretes e na ponta da cauda se não estiver cortada.

TAMANHO E PESO :
Altura à Cruz : Machos 56 cm.
Fêmeas 52 cm.
Com uma tolerância de 4 cm mais ou menos.

Peso : Machos : 20-27 Kg.
Fêmeas : 16-22 Kg.

FALHAS : Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada como a medida do desvio padrão e seu efeito sobre a saúde e o bem-estar do cão.
• Comportamento : Timidez

• Chefe : Proporção do crânio / focinho ligeiramente diferente de 6/4. Estreito. Pronuncia-se protuberância occipital. Seio frontal altamente desenvolvido. Vinco frontal pronunciado. Presença de rugas.
• Nariz: Qualquer outra cor que não é preto.
• focinho: Curto ou longo.
• lábios: Lábio superior não quadrado. Comissura não perceptível. Pigmentação incorreta das membranas mucosas.
• Mandíbulas / Dentes: Bite em clipe.
• olhos: Pequeno, claro, inexpressivo, muito redondo.
• Orelhas: Inserção do meio, muito grande ou muito pequeno, bordas pontiagudas.
• Pescoço: Demasiado curto. Sem queixo duplo ou muito queixo duplo.
• Corpo: Desenvolvimento insuficiente da mama.
• Cola: Muito curto se for natural, definido muito baixo ou com um rolamento incomum. (vertical ou em forma de foice)-
• Membros e pés: Inclinado para dentro ou para fora, pé aberto.
• Pelo: Macio.

FALHAS GRAVES
• Comportamento : Tímido demais.
• Chefe: Proporção do crânio / focinho muito diferente de 6 / 4. Pare apenas visível, Eixos craniofaciais superiores paralelos.
• focinho: Inclinado.
• olhos: Inclinado. Estrabismo. (Veja isso / Oeste, cruzado)
• Orelhas: Carnudo, baixa inserção dobras excessivas.
• Corpo: Sela ou linha superior carnuda. Garupa muito inclinada. Couro muito longo, tórax redondo. Crestfallen.
• Pelo: Pontos brancos fora dos limites descritos pela norma.
• Tamanho: Abaixo ou acima dos limites estabelecidos.

FALHAS ELIMINATÓRIAS
• Comportamento : Cão agressivo ou medroso.
• Chefe : Cabeça atípica com focinho convexo, muito longo ou muito curto, crânio muito estreito. Eixos longitudinais faciais do crânio superior divergente.
• Nariz : Ausência total de pigmentação.
• Mandíbulas : Prognatismo superior ou inferior.
• olhos : Olhos irregulares, ambos no caminho, como em tamanho. Olhos gazeos, cegueira congênita…
• surdez : Congênito ou adquirido.
• Corpo : Completamente atípico mostrando sinais de cruzamento com outra raça.
• Pelo : Diferente da característica da raça.
• Cor : Albinismo, qualquer outra cor além da descrita acima.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Perdigueiro Português, Portuguese Pointer Dog (Inglês).
    2. (Francês).
    3. (Alemão).
    4. (Português).
    5. (español).

Pudelpointer
Alemania FCI 216 . Tipo Braco

Pudelpointer

O Pudelpointer tem uma grande paixão por água e natação, que provavelmente vem da influência do Poodle em sua seleção.

Conteúdo

História

Ele foi o Barão alemão Von Zedlitz, um verdadeiro foodie, quem criou o Pudelpointer no final do século XIX.

O Pudelpointers são Cães de Parar ou Cães Apontadores cabelo duro, cujas origens genéticas podem ser rastreadas até um cruzamento entre um Pointer inglês e um Caniche, sem qualquer outra raça de Cães de Parar ou Cães Apontadores. Embora o Caniche (Poodle) foi usado apenas para criar as primeiras cepas, suas qualidades como caçador foram preservadas até hoje.

O primeiro cruzamento de um Caniche e um Pointer inglês para estabelecer a nova raça aconteceu na Alemanha em 1881. O pai era um Pointer inglês propriedade de Kaiser Federico III liguei para contar e mãe, um Caniche (Poodle) chamada molly, pertencia a um famoso autor teutônico sobre o assunto de cães de caça, Hegewald.

Os genes de Caniche (Poodle), como raça, parecia ter sido mais dominante na transmissão. Para alterar isso, muitos mais foram introduzidos Pointers O que Poodles no programa de melhoramento para chegar ao que Pudelpointer é hoje. Durante o primeiro 30 anos de paternidade, eles foram apenas usados 11 Poodles em vez de mais de 80 Pointers. Após aquele período inicial de tempo, apenas a reintrodução ocasional do Pointer. Após a Primeira Guerra Mundial e a Segunda Guerra Mundial, a raça foi severamente reduzida e a reintrodução do Pointer inglês tornou-se importante reconstruir a ninhada.

O primeiro Pudelpointers na América do Norte foram importados para 1956. Depois que as bases da raça foram estabelecidas, em 1977 O Clube do Pudelpointer da America do Norte.

Combinado com as habilidades excepcionais do Pointer inglês trabalhar nas planícies, i.e., um nariz fino e receptivo mesmo à distância, uma pesquisa rápida que cobre muito terreno e paradas firmes, criamos um cão de caça versátil e geneticamente robusto que atende aos requisitos de caça.

A Alemanha é muito cuidadosa em preservar a saúde da raça, com maior vigilância contra displasia da anca e epilepsia. Além disso, o Pudlepointers atualmente desempenham um papel importante em eventos de caça, uma vez que apenas os cães que participaram deles com sucesso são registrados no registro de pedigree.

Foto: Pudelpointer por https://www.akc.org/dog-breeds/pudelpointer/

Características físicas

O Pudlepointer É uma raça de cachorro que pesa entre 20 e 30 Kg., medido entre 53 e 66 cm. no ombro e vem com pele cor de fígado, marrom e ocasionalmente preto. O casaco ideal é duro, magro e denso.

O Pudelpointer é um grande cão de caça que pesa entre 20 e 30 Kg e medidas entre 53 e 66 cm. O tipo ideal tem a construção de um ponteiro pesado. A cauda estende a garupa em uma linha regular sem quebrar. A cauda pode ser encurtada para caça e, se a lei permitir, o comprimento deve atingir a borda inferior da vulva nas mulheres ou cobrir os testículos nos homens. O comprimento do crânio é igual ao do focinho. As orelhas são de tamanho médio, orelhas caídas são altas e perto da cabeça. A ponta da orelha é ligeiramente arredondada. Localizado nas laterais, olhos são grandes e âmbar escuro.

Cobrindo todo o corpo, cabelo de comprimento médio é áspero, perto e perto do corpo, com um subpelo grosso. A cabeça tem barba e topete com mechas cacheadas. O cabelo deve fornecer proteção contra o frio, água e ferimentos. O casaco é preto sólido, folha marrom ou morta. Manchas brancas são permitidas. Esses cachorros perdem muito pouco cabelo.

Caráter e habilidades

Do Pointer inglês, herdou o nariz sutil, o ardor e o andar animado. O Caniche (Poodle) deu-lhe a vivacidade do espírito, o talento do transportador e o sabor da água.

Cachorro energético, rastreador e retriever muito entusiasmado no trabalho, é confortável em todos os terrenos e pode tolerar facilmente todas as condições meteorológicas.

Saúde

Alemania, o país de origem do Pudelpointer, atribui especial importância à saúde da raça com especial ênfase na prevenção da displasia da anca (HD) e epilepsia na raça. Alguns cães podem enfrentar esses desafios de saúde em suas vidas, mas a maior parte do Pudelpointers eles são cachorros saudáveis. Trabalhando com um criador responsável, possíveis proprietários podem obter a educação de que precisam para aprender sobre problemas de saúde específicos dentro da raça.

Limpeza

O Pudelpointer tem uma capa fechada, Flat, duro e áspero de comprimento médio com subpêlo denso; como resultado, derramado sazonalmente. Além da higiene semanal regular, o banho ocasional irá mantê-lo limpo e com sua melhor aparência. Cuidar pode ser uma experiência de união maravilhosa para você e seu cão..

Unhas fortes e de crescimento rápido devem ser aparadas regularmente com um cortador de unhas ou esmalte para evitar crescimento excessivo, quebra e rachaduras. As orelhas devem ser verificadas regularmente para evitar o acúmulo de cera e detritos, que pode resultar em infecção. Os dentes devem ser escovados regularmente.

Exercício

O Pudelpointer, como uma raça de caça, precisa de exercício regular. As opções de exercícios podem incluir brincadeiras no quintal, de preferência cercado, ou ser levado para caminhadas várias vezes ao dia. O exercício também pode ser feito na forma de atividades internas, como o esconderijo, perseguir uma bola rolando no chão ou aprender novos truques. Certas atividades ao ar livre, como natação, caminhar ou pegar bolas ou frisbees pode ser uma boa saída para gastar energia.

Nota: Ele Pudelpointer absolutamente amo água! Treinamento para esportes caninos, como agilidade, obediência, e rally também pode ser uma ótima maneira de dar exercício ao seu cão.

Classificações do "Pudelpointer"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Pudelpointer" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vídeos do “"Pudelpointer"“

Pudelpointer – TOPO 10 Fatos interessantes
Martha the Pudelpointer – Entregar à Mão

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 216
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco
  • CKC Grupo 1 – Sporting Dogs
  • UKCGun Dogs

Padrão da raça FCI "Pudelpointer"

FCI Padrão No. 216 / 02.02.2005 / E
PUDELPOINTER
TRADUCCION : Senhorita. Brígida Nestler SUPERVISÃO TÉCNICA : SR. Miguel Angel Martinez.
ORIGEM : Alemania.
DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 09.11.2004.

UTILIZAÇÃO : cão de caça. Variável com todas as características exigidas para a raça. Útil para o campo, floresta e água.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

  • Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1.1 Cães de Parar Continentais, tipo “Braco”.Com prova de trabalho.
  • BREVE RESUMO HISTÓRICO : O Pudelpointer é uma raça de cão de exposição, com cabelos ásperos que geneticamente remontam às duas raças de sua origem, o Pudel (Caniche (Poodle)) e o Pointer e que foi desenvolvido completamente isolado das demais raças de cães pointer. Embora o Pudel tenha sido utilizado apenas para a fundação da árvore genealógica, suas qualidades de caçador se mantêm até hoje.. Juntamente com os atributos notáveis ​​do Pointer no campo, seu olfato apurado que reage à distância, sua busca rápida cobrindo todo o terreno e sua postura, formaram um cão de caça com todas as características para seu uso múltiplo e geneticamente sadio. No seu país de origem, o saneamento é de extrema importância e atenção especial é dada para prevenir a displasia do quadril (HD) bem como epilepsia.

    OLHAR GERAL :

    Idealmente, sua construção deve mostrar o tipo de um ponteiro pesado com uma pelagem marrom áspera não muito longa, castanho escuro, cor das folhas secas ou preta que protege todo o corpo.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    • A relação entre o comprimento do corpo e a altura na cernelha deve ser 10 - 9.
    • A proporção do comprimento do crânio da protuberância occipital ao stop é igual ao comprimento do focinho do stop ao nariz..

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : Nem tímido nem agressivo. Personagem quieto, controlado e equilibrado. Instinto de caça marcado sem medo de presas ou sendo sensível ao tiro.

    CABEÇA :

    Comprimento e largura harmônicos de acordo com sua altura e gênero.

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio: Plano, apenas algo arredondado nas laterais, moderadamente largo, arco superciliar claramente desenvolvido.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Marcado.

    REGIÃO FACIAL :

    • Trufa: Sua cor corresponde à cor do cabelo, fortemente pigmentada. Janelas nasais bem abertas.
    • Focinho : Relação harmônica entre seu comprimento e largura. Não deve ser estreito ou terminar em um ponto. Ponte direto nasal.
    • Lábios : Apertado, não pendurado. De maneira nenhuma você deve babar.
    • Mandíbulas / Dentes : Dentes grandes, mandíbulas fortes com uma mordedura em tesoura perfeita, regular e completo em que os incisivos superiores se fecham em frente aos inferiores sem perder o contato e os dentes são posicionados verticalmente na mandíbula. Com 42 dentes de acordo com a fórmula dentária.
    • Olhos : Colocado nas laterais, grande, tons de âmbar escuro com uma expressão viva. Pálpebras bem cobertas de pelos e coladas ao globo ocular.
    • Orelhas : Médias, encaixe alto pendurar plano e colado nas laterais do crânio; eles não são carnudos; bem coberto com pelos e pontas arredondadas.

    PESCOÇO :

    Médio longo, músculos fortes. Linha da nuca ligeiramente abaulada sem mostrar barbela.

    CORPO :

    • Top de linha : Derecha.
    • Cruz : Marcada.Dorso : Curto, direto, rígido com músculos fortes.
    • Lombo de porco : Com músculos fortes.
    • Alcatra : Longo e moderadamente inclinado, com boa musculatura.
    • No peito : Largo e profundo. Costelas bem arqueadas, mas não em forma de barril.
    • Linha inferior e barriga : Retraído de volta, formando um arco elegante. Delgado.

    CAUDA :

    A transição da garupa é uniforme em uma linha sem interrupção. Cauda direita, não deve ser carregado. Coberto com cabelo áspero sem formar bandeira. A cauda, para fins de caça e de acordo com a proteção animal, é amputado no caso das fêmeas até a borda inferior da vulva e nos machos cobrindo os testículos. Em países onde a amputação é proibida por lei, a cauda pode ser deixada natural. Deve atingir a junta do jarrete e seu porte vertical ou ligeiramente em forma de sabre um pouco acima da linha superior.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :

    • Em geral: Visto em frente e paralelo, visto de lado, membros direitos e bem colocado sob o corpo. Articulações e ossos fortes.
    • Ombro : Escápulas bem ajustadas e musculosas. Ombros e antebraço formam um ângulo correto.
    • Braço : Longo, bem musculoso e seco.
    • Cotovelo : Bem colocado sob o corpo, ajustado confortavelmente sem virar para dentro ou para fora.
    • Antebraço : Longo, músculos bem desenvolvidos, seco e colocado na vertical. Braço e antebraço formam um ângulo correto.
    • Articulação do carpo : Strong.
    • Metacarpo : Algo direcionado para frente.
    • Pé anterior : Redondo para oval, fechadas. Almofadas fortes e resistentes. O cabelo nos pés e dedos não deve ser muito longo.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Em geral : Membros traseiros vistos por trás, retos e paralelos, bem musculado, ossos fortes.
    • Coxa : Longo, Largura, bem musculado.
    • Joelho : Strong. Coxa e perna formam um ângulo correto.
    • Articulações do tarso quente : Strong, muito bem angulado.
    • Metatarso : Curta, colocação vertical.
    • Pé traseiro : Redondo para oval, fechadas. Almofadas fortes e resistentes. O cabelo nos pés e dedos não deve ser muito longo.

    MOVIMENTO:

    Harmônica, elástico, com bom alcance e impulso. Passos que cobrem bem a superfície. Extremidades dianteira e traseira direita e paralelas, mantendo uma postura ereta.

    PELE :

    Justa, pegada, sem formação de dobras.

    PELES

    CABELO :

    Fechado, colado, disco rígido, comprimento médio com subpêlo abundante. O comprimento do cabelo externo na cernelha é 4 – 6 cm. Cabeça com barba e aparas na testa. Cabelo da barriga é rente e denso. A pelagem dura e densa deve fornecer, tanto quanto possível, boa proteção contra intempéries e lesões..

    COR :

    Unicolor.

    • Castanho.
    • Cores de folhas secas.
    • negro.
    Pequenas marcas brancas são permitidas.

    ALTURA E PESO:

    Altura à Cruz : Machos : 60 - 68 cm,Fêmeas : 55 - 63 cm.

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e a sua gravidade é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências para a saúde e bem-estar do cão..
    Em especial :

    • Dorso afundado ou ondulado.
    • Cotovelos voltados para fora ou para dentro.
    • Jarrete de vaca, foice ou juntos em pé e em movimento.
    • Movimento rígido ou com passos curtos.
    • Cabelo muito longo, muito bem, ausência de subpêlo.

    FALTAS DESQUALIFICANTES:

    • Timidez em relação às presas, nervosismo, agressividade, morde por medo.
    • temperamento inadequado para caça, especialmente medo de atirar.
    • Prognatismo, enognatismo, mordida cruzada. Caninos com colocação estreita.
    • Falta de dentes, exceto P1.
    • Entropión, ectrópio de qualquer tipo.
    • pálpebras superiores sem cílios, bem como pálpebras sem pelos.
    • Cabelo curto.
    • Ausência de barba.
    • Qualquer outra cor ou marcações de outra cor além daquela descrita pelo padrão.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Pudelpointer (Inglês).
      2. Pudelpointer (Francês).
      3. Pudelpointer (Alemão).
      4. Pudelpointer (Português).
      5. Pudelpointer (español).

    Braco-polonês
    Polonia FCI 52 - Farejadores de médio porte

    Braco-polonês

    É bastante difundido na Polônia, enquanto fora deste país é considerada uma raça rara.

    Conteúdo

    História

    Originalmente da Polônia, país ao qual deve seu nome atual, o Braco-polonês é uma raça de cachorro muito velha, já que se acredita que apareceu no século 13, embora os primeiros registros escritos que o mencionam explicitamente datem do século XVII. Eles fazem parte do grupo “Farejadores de médio porte” e acredita-se que sejam o resultado do cruzamento entre as Cão-de-santo-humberto, Cães alemães e russos e raças polonesas locais. Nobres poloneses, fãs de festas de caça, eles foram criados e usados ​​especialmente para caça maior.

    Desde meados do século 19, o Braco-polonês, que era muito popular naquela época, começou a aparecer em exposições de cães em seu país natal. Nesse momento, A Polônia estava sob ocupação russa, e a raça foi criada principalmente no território da atual Bielorrússia, que foi então anexado pela Rússia. Após 1918, Polônia recuperou sua independência, mas a criação do Braco-polonês continuou quase exclusivamente no leste do país.

    Durante a II Guerra Mundial, devido às sucessivas invasões da Polônia pela Alemanha nazista e, em seguida, pela URSS, a raça viu sua população diminuir dramaticamente. Depois da guerra, Fronteiras polonesas foram redesenhadas; Polônia, ao perder os territórios que possuía no leste, perdeu o berço de Braco-polonês bem como todas as fazendas restantes. Nenhum criador apreendeu o território do “Novo” Polônia, e a raça se viu à beira da extinção.

    Ela acabou sendo salva por um coronel polonês chamado Piotr Kartawik.. Em 1959, criou um canil dedicado a ele e reconstituiu o gado de 4 cães importados da Bielo-Rússia. O primeiro padrão do Braco-polonês foi escrito com base em indivíduos deste canil e publicado em 1964.

    A raça foi oficialmente reconhecida pela Fédération Cynologique Internationale (FCI) dois anos mais tarde, em 1966. No entanto, o Braco-polonês não é reconhecido por nenhuma outra organização canina importante e, embora mais uma vez seja muito difundido na Polônia, ainda relativamente raro no resto do mundo.

    Fotos: Cão polonês por Wikipédia

    Características físicas

    O Braco-polonês é um cão de caça de tamanho médio e um cão de companhia. Eles são musculosos, forte e compacta, com ossos poderosos e uma marcha massiva, mas sem a impressão de peso. Eles são mais adequados para resistência do que velocidade.

    O chefe, bastante pesado e cinzelado, parece retangular quando visto de lado. O osso occipital é muito pronunciado. A linha da testa forma um ângulo obtuso com a do focinho, e a testa tem várias rugas.

    O Braco-polonês tem uma mandíbula forte e longa com uma mordida regular. Os olhos são castanhos escuros e amendoados, com uma expressão suave, ligeiramente afundado e em forma de amêndoa. Os arcos superciliares são marcados. O focinho é alongado e truncado na ponta. Arredondado nas pontas, as orelhas são baixas, pendurado e bastante longo.

    Ascensão baixa e ligeiramente curvada, a cauda é grossa e sua parte inferior possui pêlos mais longos. O peito é largo, amplo e proporcionalmente profundo.

    O Braco-polonês tem uma camada dupla (cabelo e subpêlo) duração média. Esta camada confere uma excelente repelência à água e proteção contra o calor e as intempéries., especialmente porque o subpêlo é espesso. O cabelo é mais longo na coluna, na parte de trás das patas traseiras e na parte inferior da cauda; é mais curto e mais liso no focinho e orelhas.

    É marrom na cabeça, as orelhas (exceto os lados do crânio), as pernas, região esternal e coxas, e preto ou cinza escuro no resto do corpo. A cor castanha pode variar do vermelho ao marrom, mas o tom canela é o mais procurado. Em qualquer caso., a separação entre as duas cores deve ser muito clara. Manchas brancas no peito são toleradas (até o focinho) e nas pontas das pernas e cauda.

    ALTURA E PESO :

    • Altura à Cruz: Machos: 56-65 cm, Fêmeas: 55-60 cm.
    • Peso : Machos : 25-32 kg, Fêmeas : 20-26 kg.

      Caráter e habilidades

      O Braco-polonês ele é um cachorro carinhoso, protetor e muito inteligente. E ao contrário da maioria dos poloneses e outros cães de caça, que são notoriamente indisciplinados e não muito obedientes, eles não representam grandes problemas de treinamento. Este traço de caráter os torna igualmente apreciados por caçadores e famílias, como é o caso do seu vizinho, o Sabujo-austríaco-preto-e-castanho, uma raça rara, mas obediente e fácil de treinar que também é uma exceção. No entanto, o Braco-polonês tende a amadurecer um pouco mais lentamente do que outros cães, portanto, pode-se esperar que ele mantenha seu comportamento jovem em 2 o 3 anos de idade.

      Naturalmente calmo e amigável, eles são excelentes companheiros, leal tanto quanto possível, mostrando afeto não só para os adultos, mas também para cães mais jovens. Não é só amar, amigável e protetor com eles, mas ele também é muito paciente. Desta forma, pode-se criar uma grande cumplicidade entre o cão e a criança, já que este último aprende desde pequeno a respeitar o animal e suas necessidades. O Braco-polonês isto é, Por conseguinte, uma raça de cachorro adaptada para crianças, mesmo o muito pequeno.

      Fama de ser naturalmente vigilante e desconfiado de estranhos, sem ser agressivo, o cão polonês desenvolve instintos protetores com a idade, levando-o a defender ativamente aqueles ao seu redor, se eles são os mais fracos, o mais novo ou o mais velho. Enfrentando intrusos e armado com seu olfato infalível, Os cães poloneses são excelentes cães de guarda, protegendo sem falha seus mestres e suas propriedades, mesmo que eles não tenham sido criados para isso.

      Eles são animais sociáveis ​​e geralmente gostam da companhia de outros cães. Às vezes pode se tornar um latidor na sua presença, sem ser propenso a discutir com os colegas. A voz dele é poderosa, casos melodiosos, e permite que você se comunique com seu mestre enquanto caça. A voz é profunda no homem e bastante alta na mulher.

      A ele Braco-polonês adora grandes extensões e áreas arborizadas onde pode expressar totalmente seus instintos de caça. Nem um pouco adequado para morar em apartamento, e ele se sente muito mais confortável no campo do que na cidade.

      Desenvolvido para a caça e habitado em grandes espaços, deve ser percorrido por muito tempo e muito regularmente (em média duas ou três horas por dia), mesmo se você tiver acesso a um grande jardim. O ideal para ele é poder acompanhar um professor atuante durante seus exercícios.: pé, correr e outras saídas esportivas o farão feliz. Por outro lado, se não for pedido o suficiente, espere um latido longo e frequente, pretendia atrair atenção.

      Educação

      Uma raça obediente e inteligente, o Braco-polonês é relativamente fácil de treinar, já que ele é inteligente e bastante obediente. Eles têm uma boa memória e, como tal, facilmente retêm o que aprenderam, sem a necessidade de um grande número de repetições. No entanto, sua educação deve ser precoce e suficientemente equilibrada, misturando suavidade e firmeza. Ele é particularmente receptivo ao método de educação positiva, qual a melhor forma de educá-lo e fazê-lo obedecer.

      Por outro lado, Como pode demorar para atingir a maturidade mental (às vezes dois ou três anos), é importante ser paciente durante sua educação, especialmente se notarmos que você tende a perder a concentração facilmente.

      Último mas não menos importante, se o cão for usado como cão de caça, ensinar o cão a lembrar deve ser uma das prioridades em seu treinamento.

      Saúde e cuidados

      O Braco-polonês é uma raça de cão forte e resistente, que não apresenta nenhum risco significativo em termos de possível predisposição a certas doenças. Como a maioria das raças de cães mais velhas, tem saúde robusta e é muito menos suscetível a doenças genéticas que podem afetar raças mais novas.

      Apesar disto, devido ao seu grande tórax e alto nível de atividade, é bastante suscetível ao desenvolvimento da síndrome de dilatação-torção do estômago.

      Além disso, quanto de seu tempo é gasto ao ar livre, especialmente se forem usados ​​como cães de caça, são mais suscetíveis a parasitas (como carrapatos e pulgas) e infecções, bem como ferimentos e acidentes de caça.

      Último mas não menos importante, como acontece com qualquer cachorro com orelhas caídas, tenha cuidado com o risco de infecções de ouvido e inflamação.

      Cuidado e manutenção

      O Braco-polonês é fácil de cuidar porque sua pelagem é curta e reta. Escovar o pelo do seu cão uma vez por semana o mantém limpo e remove os pelos mortos, especialmente durante os períodos de queda. Como os períodos de derramamento não são muito consistentes, escovar a cada dois a três dias geralmente é suficiente.

      Porque seu lindo casaco impermeável não se suja facilmente, tomar banho raramente é necessário. Na verdade, na maioria dos casos, o casaco pode ser limpo com um pano úmido simples. Além disso, lavar seu cachorro tende a remover sebo, que tem muitas propriedades positivas, então só deve ser feito quando o casaco estiver realmente muito sujo.

      Além disso, você precisa verificar e manter as orelhas do seu cão regularmente, pois é muito propenso a infecções de ouvido caninas. Pode-se aproveitar a oportunidade para examinar seus olhos ao mesmo tempo.

      Olhando para suas garras, eles devem se desgastar naturalmente durante seus passeios. No entanto, Se não é assim, você deve cortar as garras do seu cachorro de vez em quando.

      Último mas não menos importante, quando ele volta da caça ou caminhada, é importante garantir que não haja carrapatos (a aplicação de um tratamento antiparasitário preventivo é fortemente recomendada) e quaisquer lesões que você possa ter sofrido durante a corrida.

      Preço de um Braco-polonês

      O preço de um cachorro Braco-polonês está entre 500 e 700 EUR.

      Imagens do “"Braco-polonês"“

      Fotos:

      1 – Cão polonês por Wikimedia
      2 – Polish Hound during dogs show in Katowice, Poland por Lilly M, CC BY-SA 2.5, via Wikimedia Commons
      3 – Cão polonês por Wikimedia
      4 – Cão polonês por https://pxhere.com/en/photo/1175414
      5 – Cão polonês por Wikimedia
      6 – Cão polonês por Wikimedia

      Vídeos do “"Braco-polonês"“

      POLISH HOUND THE OGAR POLSKI
      Mądry ogar polski

      Tipo e reconhecimentos:

      • CLASSIFICAÇÃO FCI: 52
      • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
      • Seção 1.2: Farejadores de médio porte. Com prova de trabalho.

      Federações:

      • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Farejadores de médio porte.

      Padrão da raça FCI "Braco-polonês"

      ”Standard.
      ” abrir =”não” estilo =”padrão” ícone =”mais” âncora =”” classe =””]Conteúdo oculto

      Nomes alternativos:

        1. Ogar Polski, Polish (Ogar) Hound (Inglês).
        2. (ogar polski en polonais), podzary (Francês).
        3. (Ogar Polski) (Alemão).
        4. em polonês/polaco: Ogar Polski) (Português).
        5. Sabueso de Polonia (español).

    Sabujo de Posavac
    Croacia FCI 154 . Farejadores de médio porte

    Sabujo de Posavac

    A raça foi registrada em 1955 com o nome de “Sabujo da Bacia do Kras”

    Conteúdo

    História

    É uma raça ancestral de cão de corrida, originalmente da croácia, cuja origem está perdida na pré-história escura. Os afrescos (1474, Capela de Nossa Senhora em Beram, perto de Pazin), as crônicas (1719, Bispo Bakic de Djakovo, 1859 o veterinário Franjo Bertic também de Djakovo) e os livros (Joze Kristen) testemunhar isso.

    O Sabujo de Posavac foram comprados na Croácia sob o nome de “boskini” e eram muito apreciados nas áreas vizinhas. Em 1924 esta raça foi apresentada pela primeira vez em uma exposição de cães. As primeiras inscrições no livro de linhagem croata datam de 1929 e o FCI reconheceu esta raça em 1955. O primeiro padrão com o nome correto da raça data de 1969; sublinha a origem da raça no vale amplo e denso do rio sava no sudeste de Zagreb.

    Fotos: Imagem recortada de jovem cão Posavac fêmea por Strojovodjazg, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas “Sabujo de Posavac”

    A Sabujo de Posavac pode pesar até 20 kg e medir ao redor 58 cm de altura. Este cão croata tem constituição forte e proporções médias. O pelo é tipicamente vermelho, avermelhado ou cor de trigo. Marcas brancas aparecem na área da cabeça, o pescoço, o peito, a parte inferior dos membros e a extremidade da cauda. O próprio cabelo tem entre 2-3 cm de comprimento, rígido e denso por natureza, e sempre muito mentindo. Nas costas dos membros, bem como na parte inferior da barriga e da cauda, cabelo fica um pouco mais comprido.

    Caráter e habilidades “Sabujo de Posavac”

    O Sabujo de Posavac é valorizado como um cão de caça extremamente resistente, especializado na caça de lebres e raposas. Sua constituição se adapta perfeitamente às condições de sua região natal, as vastas florestas do Savetal. Aqui você encontra áreas de difícil acesso e muito mato, terras que são adequadas para Sabujo de Posavac com a altura dele.

    Este cão é muito leal e afetuoso com seu dono. Ele é um caçador apaixonado com um temperamento moderadamente animado.

    Cuidado e manutenção de “Sabujo de Posavac”

    Posavac Hound pequeno
    Posavac Hound pequeno

    Basta escová-la uma vez por mês para manter a beleza e as propriedades protetoras de sua pelagem.

    Queda de cabelo

    A queda de cabelo é moderada.

    Nutrição do “Sabujo de Posavac”

    As rações diárias do em croata: Posavski gonic, também chamado, deve se adaptar à sua vida diária. Isso é especialmente verdadeiro para a temporada de caça.

    Uma refeição por dia é suficiente para ele. É melhor dar à noite para que você não trabalhe com o estômago cheio. Isso reduz o risco de doenças estomacais.

    Vídeos do "Sabujo de Posavac"

    Posavac Hound ?? Everything Dog Breeds ??
    Posavski gonic (mala)

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 154
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.2: Farejadores de médio porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Farejadores de médio porte.
    • UKCScenthound Group
    • Croatian Kennel Club

    Padrão da raça FCI "Sabujo de Posavac"

    ”Standard.
    ” abrir =”não” estilo =”padrão” ícone =”mais” âncora =”” classe =””]Utilização

    É um cão de excelente resistência, especialmente adequado para caça de lebre, a Fox, o javali, mas também pode ser usado como cão de trilha.

    Breve resumo histórico

    O posavatz, o cão de rastreamento Save Valley, é uma raça ancestral de cão derivado do "cão da Ilíria com manchas vermelhas". Na capela do cemitério da vila de Beram, (Ístria) podemos encontrar representados nas paredes em "A reverência dos três reis" do ano 1474, um cachorro cor de trigo escuro com orelhas caídas. Esta é a primeira representação do Posavatz Hound. Segue-se o retábulo "A Maternidade da Bem-Aventurada Virgem Maria", original del s. XVI, da Igreja de Nossa Senhora dos Anjos em Veli Lošinj, em que um ancestral do atual Posavatz Hound é representado. Além disso, encontramos uma descrição deste cão no manuscrito do bispo de Đakovo, Petar Bakic, do ano 1719, em que é indicado que a criação desses cães já era conhecida no s. XIV. Franjo Bertić descreve o Posavatz Hound no ano 1854. A FCI publicou o primeiro padrão no Posavatz Hound em 8 em abril de 1955.

    Aspecto geral

    Corpo forte de cão, cão de tamanho médio com movimentos harmoniosos. Sua característica cor avermelhada do trigo se apresenta em todos os seus tons.. Manchas brancas na cabeça, no pescoço, no peitoril e no peito, no útero, nas partes inferiores dos membros e na ponta da cauda. A diferença entre ambos os sexos deve ser bem marcada.

    proporções importantes

    Corpo Retangular, o comprimento do corpo excede a altura na cernelha.
    A altura até o cotovelo é de aproximadamente 50 % a altura na cernelha.
    O comprimento do crânio excede ligeiramente o do focinho.

    temperamento / comportamento

    Esta raça é facilmente treinada. É um cão universal com uma voz clara e melódica, adequado para caçar em qualquer área. Dócil, ele não é nervoso ou agressivo, temperamento moderadamente vivo. Muito apegado ao seu mestre.

    Cabeça

    Região craneal

    Cabeça
    A cabeça é bem proporcionada ao corpo. Tem linhas ligeiramente divergentes.

    Crânio
    Um pouco mais longo que o focinho, a parte mais larga é a área entre as orelhas. A zona temporal é ligeiramente arqueada. A largura do crânio excede sua profundidade. A protuberância occipital e o sulco frontal são ligeiramente marcados.

    Nasofrontal depression (stop)
    Bem desenvolvido, mas não muito exagerado.
    Região facial
    Trufa
    Strong, com as narinas bem abertas. Todo o nariz e o interior das narinas devem ser pretos ou castanho-escuros.
    Focinho
    Strong, quadrado e cheio, um pouco mais curto que o crânio, diminui gradualmente da depressão naso-frontal ao nariz, sem ser muito pontiagudo.
    Belfos
    Espessura média, bem ajustado ao queixo, o canto da boca não é visível. A pigmentação dos lábios está totalmente de acordo com a cor do nariz.
    Ponte nasal
    O focinho é reto ou ligeiramente convexo (nariz levemente machucado).
    Mandíbulas / Dentes
    As mandíbulas são fortes e bem desenvolvidas, os dentes são brancos e dispostos na mandíbula regularmente. Prótese em forma de tesoura; incisivos são inseridos verticalmente nas mandíbulas. É desejável que a dentadura esteja completa (42 dentes de acordo com a fórmula dentária). A falta de pré-molares PM1 e molares M3 não é levada em consideração. A falta de outros dentes é indesejável.
    Bochechas
    Os músculos da mastigação e o osso zigomático não devem ser muito marcados.
    Olhos
    Médias, moderadamente separado, colocado na parte semi-frontal com um ângulo entre 10 e 15 graus da linha horizontal. Forma oval e cor marrom escuro; expressão inteligente. As pálpebras não devem ser flácidas ou mostrar sinais de entrópio ou ectrópio. A pigmentação da borda das pálpebras deve estar totalmente de acordo com a cor do nariz.
    Orelhas
    Pingentes, cair perto da cabeça, inserido ao nível dos olhos. A orelha tem formato triangular com ponta arredondada, comprimento e espessura médios. Quando esticados para a frente, devem atingir o canto do lábio. As orelhas não devem apresentar dobras, ser enrolado ou protuberante. Eles são cobertos de cabelo curto.

    Pescoço
    Strong, bem musculoso e em um ângulo de 45 graus da linha horizontal. Diminui em direção à cabeça. A pele é esticada, sem barbelas ou dobras muito marcadas.
    Corpo
    Generalidade
    O corpo deve ser forte.
    Cruz
    Marcado.
    Voltar
    Strong, bem musculado, reta.
    Lombo de porco
    De comprimento médio, Largura, bom muscular, forte e bem preso à garupa.
    Alcatra
    Bem musculada, forte, largo e inclinado em um ângulo entre 25 e 30 graus da linha horizontal. Algo mais baixo que a cruz.
    No peito
    Profundo, largo, mas não muito ou em forma de barril. A caixa torácica deve chegar até o cotovelo.
    Costelas
    Costelas bem arqueadas.
    Linha inferior
    Linha inferior com leve recuo, do esterno aos flancos.

    Cola

    Inserido no prolongamento da linha da garupa. Forte na inserção, diminui gradualmente em direção à ponta e é de comprimento médio. Se esticar para baixo, alcança no máximo o jarrete. Rolamento em forma de sabre abaixo da linha superior. Uma cauda mais alta é tolerada quando o cão está em ação. A cauda é bem coberta com pelos, ligeiramente mais longo na parte inferior, de preferência como pequenos pincéis.

    Extremidades

    Membros anteriores

    Generalidade
    Visto de frente, os membros anteriores devem ser bem proporcionados ao corpo e ter ângulos regulares.
    Ombro
    De comprimento médio, muscular. O ângulo do ombro está entre 115 e 120 graus.
    Cotovelo
    Bem apegado ao corpo.
    Antebraço
    Ossos fortes e arredondados com forte tônus ​​muscular. Paralelos vistos de frente.
    Carpo
    Curto e elástico.
    Metacarpo
    Elástico, ligeiramente inclinado.
    Pés dianteiros
    oval, com dedos unidos e almofadas fortes. As unhas devem ser preferencialmente pigmentadas.

    Membros posteriores
    Generalidade
    Forte e elástico em movimento.
    Coxa
    Strong, largo e musculoso.
    Perna
    Eles formam um ângulo de cerca de 40 graus da linha horizontal.
    Joelho
    É largo.
    Metatarso
    Quase vertical em relação ao solo, firme e elástico.
    Jarrete
    Forte e firme.
    Pés traseiros
    oval, com dedos unidos e almofadas fortes. As unhas devem ser preferencialmente pigmentadas.

    Movimento
    Alcance é crítico, com bom empurrão. O movimento deve ser harmonioso, sem movimentos bruscos. Idealmente, a linha superior deve mover-se o menos possível e que os pés não se cruzem.

    Pele
    Elástico, de espessura média, adere bem a todo o corpo, sem rugas.

    Manto
    Cabelo
    O cabelo é difícil, espesso, brilhante e deve ficar bem próximo ao corpo. Tem um comprimento entre 2 e 3 cm. O cabelo é um pouco mais longo na parte de trás das coxas (até 4 cm), na barriga e na parte inferior da cauda, onde é preferível que forme as chamadas «escovas».

    Cor
    A cor base é trigo avermelhado em todos os seus tons, com marcas brancas na cabeça, no pescoço, no backsplash, sobre o peito., no útero, nas partes inferiores dos membros e na ponta da cauda. Eles nunca são marrom escuro ou chocolate., já que eles não são permitidos. A superfície total das manchas brancas não pode exceder mais de um terço da superfície total do corpo. A cor branca deve ser clara e não mostrar nenhum respingo da cor de base.

    Os pontos brancos característicos estão localizados em :
    – O chefe, na forma de um cordão ou tira (sem branco nas orelhas).
    – O pescoço., como um colar (completo o parcial) ou em forma de tira.
    – No peitoril da, como superfície branca mais estreita ou mais ampla.
    – No útero, uma faixa branca.
    – Nos membros, superfície branca nas pernas; também em forma de meia nos metacarpos.
    – Na fila, como uma ponta branca.

    É desejável que todas as marcações brancas estejam nos pontos indicados e que se distribuam simetricamente no corpo do cão. A ausência de marcas brancas nos pontos indicados é considerada uma falha. Marcas brancas não podem aparecer em outras partes do corpo.

    Tamanho e peso
    Altura à Cruz
    Para os machos: 50 cm-56 cm. Para mulheres: 47 cm-53 cm.
    Uma diferença de +/- 2 cm em machos e fêmeas de tipo e conformação excepcionais.
    Falhas
    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta, e a gravidade disso é considerado o grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão e na habilidade do cão em realizar sua tarefa tradicional.

    Faltas desqualificadas:

    – Agressividade ou extrema timidez.
    – Linhas principais convergentes.
    – Focinho mais comprido que o crânio.
    – Focinho atipicamente curto.
    – Prognatismo superior ou inferior, mordida torcida.
    – Olhos azuis.
    – Trufa, pálpebras ou lábios totalmente despigmentados.
    – Comprimento do corpo menor que a altura na cernelha.
    – Cachorro com membros curtos, tipo acondroplástico.
    – Cauda enrolada ou desviada curvada para um lado.
    – Cabelo corporal acabado 5 cm de comprimento.
    – Cachorro de cor única (sólido), ausência de manchas brancas.
    – Manchas cinzas ou pretas no corpo, presença de uma terceira cor.
    – Manchas brancas pontilhadas com a cor de base.
    – Tamanho acima ou abaixo das normas estabelecidas pelo padrão.

    NB :
    • Qualquer cão mostrando claros sinais de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.
    • As faltas mais pronunciadas ou marcadas mencionadas acima são eliminatórias.
    • Os machos devem ter dois testículos de aparência normal totalmente descidos para o escroto..
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    Nomes alternativos:

      1. Croatian: posavski gonič (Inglês).
      2. Chien courant de Posavatz, chien courant du bassin de Kras (Francês).
      3. Huidige hond van de Save Vallei, Posavski Gonič, Save-Bracke, Savetalbracke (Alemão).
      4. Em croata: Posavski gonic (Português).
      5. Sabueso de Posavaz (español).

    Petite Gascão Saintongeois
    Francia FCI 21 - Farejadores de médio porte

    Petite Gascão Saintongeois

    O Petite Gascão Saintongeois foi destinado, em suas origens, principalmente caçando a lebre.

    Conteúdo

    História

    De origem francesa, com o nome das províncias de Gasconha e Saintonge.

    Em meados do século 20, alguns grandes caçadores do sudoeste selecionaram os menores espécimes de suas ninhadas de Gascon Saintongeois e eles consertaram essa variedade, destinado, em suas origens, principalmente caçando a lebre.

    Foto: Little Gascon de Saintonge por Jérôme BARDIAU, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    Cachorro de tamanho médio, bem proporcionado e distinto.

    Tamanho:

    Machos: 56 - 62 cm.
    Fêmeas: 54 - 59 cm.

    Caráter e habilidades

    Cão multifuncional usado para caça de rifle. Pela sua origem caça principalmente a lebre, mas também é muito bom para caçar animais grandes.

    Vídeos do "Petite Gascão Saintongeois"

    Petit Gascon Saintongeois
    Little Gascon Saintongeois

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 21
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.1: Farejadores de grande porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Farejadores de médio porte.
    • Sociedade Canina Central

    Padrão da raça FCI "Petite Gascão Saintongeois"

    ”Standard.
    ” abrir =”não” estilo =”padrão” ícone =”mais” âncora =”” classe =””]TRADUCCÍON: Senhorita. IRIS Carrillo. Idioma oficial: FR.

    ORIGEN: França.

    FECHA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO OFICIAL V.LFOI: 06.03.2007.

    UTILIZAÇÃO:

    Gcorreu Gascon Saintongeois: Usado para caça de rifle e às vezes para pequenos jogos, grande jogo e também a lebre. Geralmente é usado em embalagem ou sozinho, como rastreador.

    Pequeño Gascon Saintongeois: Cão multifuncional usado para caça de rifle. Pela sua origem caça principalmente a lebre, mas também é muito bom para caçar animais grandes.

    CLASAPLICAÇÃO FCI:

    Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas

    GBeira:

    Seção 1.1: Farejadores de grande porte. Com prova de trabalho.

    Ppequeno:

    Seção 1.2: Farejadores de médio porte. Com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO:

    GBeira: Em meados do século 19, Conde Joseph de Carayon- Lantour queria regenerar a raça enfraquecida de cães Saintonge e uniu os últimos descendentes com os Azuis da Gasconha do Barão de Ruble. Foi assim que o Gascon Saintongeois foi criado, mas isso levou ao desaparecimento do cachorro de Saintonge.

    Ppequeno: Em meados do século 20, alguns grandes caçadores do sudoeste selecionaram os menores espécimes de suas ninhadas do Grand Gascon Saintongeois e fixaram esta variedade, destinado, em suas origens, principalmente caçando a lebre.

    APARSEGURO GERAL:

    GBeira: Cão muito bem construído, dando ao mesmo tempo uma impressão de força e elegância. Ele é meio francês quando se trata da cabeça, o casaco e a expressão.

    Ppequeno: Cachorro de tamanho médio, bem proporcionado e distinto.

    PROPORCIONES IMPORTANTE:

    Altura na cernelha / comprimento escapular-isquiático em uma proporção de 10/10.5 O comprimento do focinho é igual para o crânio.

    COMPORTAMIENTO / TEMPERAMENTO: Cachorro de carga por excelência, multa de olfato, negrito, dotado de uma bela voz. Junta-se ao bando por instinto. Está calmo, carinhoso e obedece ordens facilmente.

    CASEMA: As linhas do crânio e do focinho são divergentes.

    GION CRAEAL:

    Cenfurecido: Visto de frente, é arqueado e bastante estreito; protuberância occipital é bem marcada. Visto de cima, as costas têm uma forma ogival pronunciada.

    Ddepressão naso-frontal: Pouco aguçado.

    GION FACELEL:

    • Trufa: Preto, bem desenvolvido, janelas abertas.
    • Labios: Cubra o maxilar inferior, o canto é discreto. A borda dos lábios é preta.
    • Cano nasal: Poderoso, ligeiramente arqueado.
    • Mandíbulas: Junta de tesoura. Os incisivos são apresentados em ângulos retos com as mandíbulas.
    • Bochechas: Fina.

    OJOS: oval, Brown. A borda das pálpebras é preta. A expressão é doce e confiante.

    OREJAS: Bem, dobrado. Eles devem atingir pelo menos a ponta da trufa. Ocorre abaixo da linha dos olhos, bem de volta, deixando o crânio bem claro.

    COMELLO: Médio em comprimento e espessura. É ligeiramente arqueado e tem poucas barbelas.

    COMERPO

    • razãonea superior: É firme e não excessivamente longo.
    • Lomo: Está bem ligado ao corpo. É ligeiramente convexo, bastante musculoso e não muito longo.
    • Gsemelhança: Ligeiramente oblíquo, Largo o bastante.
    • Peco: Ampla, longo, desce ao nível dos cotovelos. A frente do baú é bastante aberta.
    • Costillas: Ligeiramente arredondado e longo. Flanco: Está um pouco levantado.

    COLA: É grossa na base; muito fino na ponta. Alcança a ponta do jarrete. O porte elegante, Em forma de sabre.

    EXTREMIDADES

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Aaparência geral: A sala anterior é poderosa.
    • Hombro: Bastante longo, muscular, moderadamente oblíquo.
    • Cotovelo: Bem apegado ao corpo.
    • Aantebraço: Ossos fortes.
    • Pemé anterior: Pequeno formato oval alongado. Os dedos são finos e juntos. As almofadas dos pés e as unhas são pretas.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Aaparência geral: A sala dos fundos é bem proporcionada. Coxas: Longo e bem musculoso.
    • COrvejón: Largura, bem angulado. Bem inclinado, visivelmente direcionado para o eixo do corpo.
    • Pemé mais tarde: Pequeno formato oval alongado. Os dedos são finos e juntos. As almofadas dos pés e as unhas são pretas.

    MOVIMENTO: Uniforme e solto.

    PIEL: Elástico e não muito grosso. É branco com manchas pretas.

    MANTO

    Pelo: Curto e denso.

    Codor: O fundo é branco, com manchas pretas; às vezes é manchado, embora não em excesso. Duas manchas pretas geralmente aparecem em cada lado da cabeça; cobrir as orelhas, ao redor dos olhos e bochechas-alcance. As bochechas são fogo de cor, de preferência pálido.

    Duas marcas bronzeadas, localizado no topo das sobrancelhas, simular "quatro olhos". Eles também são observados, traços bronzeados no interior da orelha e manchas ao longo das extremidades. Alguns pelos castanhos podem aparecer na parte superior da orelha, sem dar à cabeça uma aparência tricolor. Às vezes, uma mancha típica de folha morta é observada na parte inferior da coxa, conhecido como "marca de veado".

    TAMÃO:

    Altura para a cruz:

    GBeira: Machos: 65 - 72 cm.
    Hfogo: 62 - 68 cm.
    Ppequeno: Machos: 56 - 62 cm.
    Hfogo: 54 - 59 cm.

    Com uma tolerância de aproximadamente 1 cm.

    FALTAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    Celes não estão vindo:

    • Curto.
    • Crânio largo.
    • Orelhas curtas; orelhas que são colocadas altas.
    • Ausência total de cor bronzeada.

    Cuerpo:

    • Falta de volume
    • Márgen superior flácido.
    • Garupa afundada.
    • Cauda desviado.

    Membros:

    • Estrutura óssea que não está suficientemente desenvolvida
    • Ombros muito oblíquos ou muito retos.
    • Pés esmagados.
    • Angulação posterior reta.
    • Articulação do jarrete fechada, visto por trás.

    FALTCOMO DESQUALIFICADORES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão mostrando sinais claros de anormalidades físicas ou comportamentais.
    • Falta de tipo, e em particular o crânio largo e redondo.
    • Prognatismo superior ou inferior.
    • Olhos limpos
    • Qualquer outro casaco que não seja estabelecido no padrão.

    N.B.:

    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    Poitevin (cão)
    Francia FCI 24 . Farejadores de grande porte

    Poitevin (cão)

    No passado, o Poitevin (cão) também foi usado como caçador de lobos.

    Conteúdo

    História Poitevin (cão)

    A hipótese mais difundida sobre a origem desta raça de cão é que foi o Visconde Émile de La Besge quem começou a criar o Poitevin (cão) na primeira metade do século 19. Seus cachorros, que ele havia recebido como um presente de um tio, foram o resultado de uma união entre Chiens Blancs du Roi e Larryes. O visconde não criou nenhum outro cão até que a raiva o matou em 1842. Ele perdeu todos os seus animais, exceto duas cadelas.

    Para restaurar sua população, Émile de La Besge teve seis cães trazidos da Inglaterra (provavelmente Foxhound-inglês). No entanto, em seguida, tentou reverter sua influência por meio de endogamia estrita. É assim que os dois machos nasceram, Talbot e Rochester, e as duas mulheres, Tartane e Turbulente. Talbot e Turbulento Eles tiveram uma filha, Precipitado, que se tornou famosa por seu nariz particularmente fino e velocidade. Acasalado com Traveller, um macho inglês criado por ele Conde Le Couteulx e deu à luz cachorros de qualidade excepcional. É assumido que Poitevin (cão) hoje são todos descendentes de Fringante e Viajante. No entanto, um certo conde Henri de La Porte alegou que seus tios Auguste e Paulo eles já haviam começado a corrigir a corrida em 1835, e que no início havia alguns outros, a saber, o macho Ténor e a mulher Ravissante.

    O Poitevin (cão) não foi aceito como um cão de raça por muito tempo. No famoso manual de caça francêsParforce, publicado em 1890 pela contagem Le Couteulx de Canteleu, eles apenas mencionaram “bastardos de Haut-Poitou“, embora a capacidade dos cães de caçar lobos fosse certamente apreciada. Além dos cães brancos reais e do Foxhound-inglês, é dito que o desaparecido Larryes e Céris contribuiu para a criação da raça. Foi um Sabujo tamanho médio branco e laranja. Diz-se que ele se parecia com galgos e era um caçador de lebres muito bom. Talvez seja dele que a elegância especial do Poitevin (cão). Alguns cinologistas também acreditam que se trata de Larrye, que dizem ter tido galgos em sua linha ancestral.

    Fotos:

    1 – Um Poitevin de Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas Poitevin (cão)

    A pelagem desses cães com pedigree é curta e brilhante. Os cães são geralmente tricolores e têm pelo preto ou grandes manchas pretas. Alguns espécimes também podem ser de dois tons laranja e branco ou cor de lobo. Em geral, o físico é poderoso e elegante. Os olhos escuros expressivos dão a Poitevin (cão) um olhar sério.

    Altura à Cruz: Para os machos entre 62 e 72 cm, para mulheres 60 - 70 cm.

    Peso: Aprox.. 30 kg.

    Caráter e habilidades Poitevin (cão)

    O caráter de Poitevin (cão) é caracterizado por sua resistência e tenacidade. Este cão com pedigree não é detido nem mesmo por terrenos acidentados. A corrida Poitevin (cão) é corajoso. Ele é gentil com os humanos.

    Os cães desta raça foram criados para caça e, de um modo geral, eles não estão satisfeitos com uma vida como um cachorro de sofá. Idealmente, esses cães deveriam ser caçadores. Se você quer ter um cachorro desse tipo, mas não o use para caçar, você deve oferecer a esses animais uma ocupação adequada e exercício suficiente.

    Aptidões

    No passado, o Poitevin (cão) Ele se especializou principalmente em caçar lobos. Ele estava incansavelmente no caminho de sua difícil presa. Mas hoje este lindo cão de caça, isso é forte, elegante e leve ao mesmo tempo, pode ser usado para caçar todos os animais. A floresta de La Moulière, onde nasceu ele Poitevin (cão) atrás 150 anos sob a égide do Visconde de La Besge, não era um terreno fácil. Os cães deviam ser capazes de vagar por vegetação rasteira densa e espinhosa sem hesitação e não podiam ser perturbados por galhos pendentes, tojo e similares. E até hoje a raça manteve sua resistência e tenacidade especiais, permitindo que você conclua uma tarefa em qualquer circunstância.

    Poitevin (cão)
    Poitevin (cão)

    Além disso, o Poitevin (cão) Eu precisava de uma porção adequada de coragem, porque eu tive que colocar o lobo, também, e era muito maior que o seu Poitevin (cão). O Poitevin (cão) eles ainda tiveram que perseguir lobos especialmente robustos, às vezes quase 100 km. Durante a noite eles e os cães descansaram, mas na manhã seguinte o Poitevin (cão) eles tinham que ser capazes de seguir a trilha novamente. Para isso, eles precisavam de um olfato extremamente pronunciado.

    Está acostumado a viver em canil há muito tempo, então esta ainda é a maneira ideal de manter o Poitevin (cão). No entanto, o canil deve ser tão grande que os cães que vivem nele tenham espaço suficiente para desabafar. Deve-se prestar muita atenção à higiene e limpeza de sua casa.

    Também fora da temporada de caça, o Poitevin (cão) precisa de muito espaço e oportunidades suficientes para correr e jogar, um parque seria o ideal. Se os cães vivem em um canil, visite-os tão frequentemente quanto possível, porque a relação com os humanos não deve ser negligenciada.

    Poitevin (cão) saúde e cuidados

    O Poitevin (cão) é considerado um cão com saúde robusta. Pouca manutenção necessária. O pêlo curto pode ser escovado de vez em quando. As orelhas devem ser verificadas regularmente quanto a parasitas e limpas. Os donos de cães que desejam se proteger da melhor forma possível são aconselhados a ter seguro médico para cães e seguro de responsabilidade civil para cães.

    Nutrição Poitevin (cão)

    Este cachorro come por dois, especialmente durante a temporada de caça. Mas ele não é muito exigente e fica satisfeito com comida simples. Diariamente 200 g de vegetais com 200 g de cachorro ou flocos de arroz e 400 g de carne. Miudezas como fígado, os rins e o coração são particularmente adequados. Especialmente para cachorros e cães jovens. Os ovos também contêm muitos nutrientes valiosos. Eles podem ser alimentados tanto cozidos quanto crus. Em certas circunstâncias, mesmo com a concha. Durante a temporada de caça, o que é muito difícil para cães, você deve alimentá-los com bacon gordo. É claro, o cão deve sempre ter água fresca disponível. Um sistema de irrigação automático é recomendado aqui.

    Onde comprar um Poitevin (cão)

    Se você está interessado nesta raça de cão e está procurando o criador Poitevin (cão) certo, você pode precisar planejar um pouco mais de tempo para a pesquisa. Esses cães de caça franceses não são muito comuns fora de seu país de origem. Por esta razão, os interessados ​​devem procurar um criador na França.

    Vídeos do "Poitevin (cão)"

    Poitevin hound ?? Everything Dog Breeds ??
    Seu Animal De Estimação Ideal O Poitevin

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 24
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.1: Farejadores de grande porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.1: Farejadores de grande porte.
    • Sociedade Canina Central

    Padrão da raça FCI "Poitevin (cão)"

    ”Standard.
    ” abrir =”não” estilo =”padrão” ícone =”mais” âncora =”” classe =””].

    CLASAPLICAÇÃO FCI:

    Grupo 6: Sabujos, cães rastreadores (exceto Lebreles) e raças afins.

    Seção 1.1: Farejadores de grande porte. Com prova de trabalho.

    APARSEGURO GERAL: Este é um cachorro muito distinto, que reúne, com alto grau de perfeição, características como força, elegância e agilidade, combinado com um conjunto de cores muito atraentes.

    CABEZA: É alongado, mas sem excessos. Não é muito largo, e os ossos se projetam com uma ligeira protuberância na parte de trás do crânio.

    GIOhN CRANIANA:

    Cenfurecido: É mais plano do que abobadado e desce ligeiramente inclinado em direção à ponte nasal.

    GIOhN FACIAL:

    • Trufa: Muito forte, amplo e proeminente.
    • Caña nasal: Ligeiramente protuberante. É alongado, embora não em excesso.
    • Belfos: O lábio superior cobre bem o lábio inferior. O focinho é um pouco pontudo.
    • Ojos: Grande, Brown, com borda preta. O look é expressivo.
    • Obares: Largura média. Eles são finos e sua inserção é um pouco baixa. Eles são moderadamente longos e um pouco tortos.

    COMELLO: É muito tempo, Delgado, e não há queixo duplo.

    COMERPO

    • Espalda: É bem musculoso e bem aderido ao corpo.
    • Lombo de porco: Bem musculado.
    • Coandaime: longo.
    • Flancos: Eles são ligeiramente elevados, embora a barriga esteja bastante desenvolvida.

    COLA: Comprimento médio. É magra, e não é em forma de espiga (em direção à ponta, em torno de cauda, cabelos mais longos e grossos ligeiramente distantes). É bem preso ao lombo, e tem uma forma ligeiramente curvada. O cachorro usa elegantemente.

    EXTREMIDADES

    MEMBROS ANTERIORES: Em linha reta, bem musculado. Eles são finos, forte, plano e largo.

    Ho(m)bro: Longo, plano e oblíquo. É apresentado junto ao corpo.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Ancaso: Ligeiramente oblíquo, sólido e longo.
    • Coxas: Muito musculoso.
    • Corvejón: Fica perto do chão. Ele esta bem vestido, embora seja ligeiramente inclinado.

    PIÉ: Pé de lobo, bastante alongado e bem resistente.

    MOVIMENTO: É muito solto. O cachorro galopa facilmente, Altura sem esforço e move-se muito bem na vegetação rasteira.

    PIEL: A trufa é preta. A pele dos testículos varia entre branco e preto.

    MANTO

    • Pelo: Curto e brilhante.
    • Color: Tricolor, com casaco preto ou com grandes manchas; às vezes é branco ou laranja. Muitos espécimes têm cabelo de lobo.

    TAMÃO: Altura na cernelha de 62 - 72 cm nos machos, e 60 - 70 cm nas fêmeas.

    FALTAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALTAS DESQUALIFICANDO:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    • Cambosdia, agressão em direção do proprietário.
    • Cachorros pretos e brancos
    • Presença de papad
    • Cães com prognatismo leve não serão eliminados
    • Em igual qualidade, cães com mandíbula normal são preferidos.

    N.B.:

    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    EleAs últimas alterações estão em negrito.

    Nomes alternativos:

      1. Haut-Poitou (Inglês).
      2. Chien du Haut-Poitou (Francês).
      3. Haut-Poitou (Alemão).
      4. Pictava (Português).
      5. Poitevino (español).