Pequeno cão russo
Rusia FCI 352 . Epagneul anão continenta e outros

Pequeno cão russo

O Pequeno cão russo ele é incrivelmente amoroso e próximo de sua família, com o qual você deseja passar o máximo de tempo possível.

Conteúdo

História

O “Pequeno cão russo” é uma raça de cachorro recente, mas sua história começou no século 18, na Rússia, com a importação de muitos Terrier de brinquedo inglês. Um deles foi até adotado pelo imperador Pedro I o Grande (1672-1725), durante os últimos anos de sua vida e seu reinado.

Durante os séculos 18 e 19, a popularidade de Toy Terrier cresceu entre a aristocracia russa. Eles se tornaram um elemento essencial, e no início do século 20 eles se tornaram claramente um símbolo de prestígio. Participar de eventos culturais e encontros sociais com um cachorrinho bem comportado tornou-se a norma da boa sociedade da época..

Embora muitos desses cães tenham sido importados da Grã-Bretanha, a maioria nasceu na Rússia, e um programa de reprodução livre já havia começado a diferenciá-los gradualmente de seus ancestrais. Presente em exposições caninas russas há algum tempo, eles começaram a se ligar oficialmente Terriers de brinquedo russos em uma exposição realizada em São Petersburgo em 1907, onde eles foram expostos 11 cópias.

A revolução de 1917 Eu ia mudar as coisas: associado à aristocracia, o Terrier de brinquedo russo experimentou um declínio repentino e brutal, que o deixou à beira da extinção. Alguns criadores tentaram preservar a raça, mas eles enfrentaram muitas dificuldades numa época em que a criação de cães era administrada pelo regime, que, em vez disso, incentivou o desenvolvimento de cães que poderiam ser usados ​​pelos militares.

A morte de Josef Stalin em 1953 restrições atenuadas e alguns criadores de Moscou, São Petersburgo, Svendlosk e Irkutsk foram capazes de reviver a raça. Mas depois 40 anos, não havia mais espécimes com ancestralidade perfeitamente conhecida e características puras, então eles tiveram que começar do zero, de indivíduos com características semelhantes às previamente conhecidas.

O ano 1958 marcou um ponto de viragem para a raça, quando um cara chamado Chicky nasceu com cabelo comprido e orelhas e cauda com franjas. Até então, todos os representantes da raça tinham uma pelagem lisa e curta. A criadora Yevghenina Zharova quis preservar essas características e cruzou com uma fêmea com pelagem maior que a média e iniciou um programa de criação específico. Sua iniciativa foi coroada de sucesso: começando pelo 1966 e a criação de um padrão específico, esses cães foram considerados como pertencentes a uma raça diferente da Terrier de brinquedo russo e eles foram chamados Moscow Long-haired Toy Terrier.

O ano 1988 marcou outro ponto de viragem, porque a Federação Cinológica Russa (RKF), a organização de referência na Rússia, então decidiu unificar cabelo curto e cabelo comprido novamente sob o mesmo padrão, considerando-os como duas variedades da mesma raça.

Nos anos seguintes, após a queda da Cortina de Ferro em 1989, as primeiras cópias de Terrier de brinquedo russo Eles conseguiram sair para conquistar a Europa e a raça começou a se desenvolver, particularmente na Finlândia e nos países orientais.

No entanto, a abertura das fronteiras também causou a entrada de novas raças na Rússia, que substituiu os cães locais no coração dos amantes de cães. Como um resultado., na década de 1990, este cachorro estava novamente à beira da extinção na Rússia. No entanto, por um lado, já havia sido imposta no exterior e, por outro, Criadores russos conseguiram manter um pool genético suficiente em seu país para manter a raça saudável.

Na primeira década de 2000, as coisas aceleraram. Em 2006, Fédération Cynologique Internationale (FCI) reconheceu a raça provisoriamente e deu-lhe o nome oficial de Pequeno cão russo, removendo o nome de Terrier. Dois anos depois, em 2008, um clube de raça foi fundado nos Estados Unidos (Russian Toy Club of America), e nesse mesmo ano o United Kennel Club (UKC) Americano também aceitou a raça. El American Kennel Club (AKC) fez o mesmo em 2010 incluindo-o em seu serviço de estoque da Fundação (FSS), um passo antes do reconhecimento total.

Em 2017, o Pequeno cão russo obteve o reconhecimento definitivo da FCI, bem como o famoso Kennel Club (KC) Britânico. Na verdade, hoje é reconhecido pela maioria das grandes organizações caninas nacionais – é o caso, em particular, del Canadian Kennel Club (CKC), por exemplo.

Hoje, o AKC está presente em quase toda a Europa, mas ainda raro na América, o que explica porque o reconhecimento final do AKC ainda está pendente.

Na Grã-Bretanha, os registros anuais em torno do KC são 50 desde a aceitação da raça em 2017.

Este número é maior na França, onde eles foram registrados entre 100 e 150 nascimentos no livro francês das origens (LOF) em 2010, o que mostra que esse cachorro, embora permaneça relativamente discreto no país, conseguiu encontrar seu público.

Foto: A Pequeno cão russo de 20 meses por Skest na Wikipedia alemã, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Pequeno cão russo leva bem o nome dele, uma vez que pertence às menores raças de cães do mundo nos lados específicos do Chihuahua, dos quais compartilham várias características.

Seu corpo quadrado com barriga elevada é mais alto no pescoço do que a garupa. As extremidades, de ossos finos e músculos magros, eles são bastante longos, dando a impressão de que têm pernas altas. A cauda é relativamente curta, portado em forma de foice ou sabre, e com franjas, no caso de cães de pêlo comprido. Em áreas onde o corte da cauda é permitido, cauda cortada é aceita, contanto que um toco seja deixado com 2 - 4 vértebras.

A cabeça é pequena em proporção ao corpo, com uma parada claramente marcada. O focinho é pontudo e termina em um nariz de preferência preto. Os olhos são grandes, redondo e muito expressivo. sua cor deve ser a mais escura possível. As orelhas, que são uma característica distintiva da raça, Eles são elevados e sustentados. Grandes e magros, eles formam dois triângulos isósceles no crânio. A variedade de pêlo comprido é coberta por pêlos longos e grossos que caem em forma de pluma..

Este cachorro não tem subpêlo. No entanto, a parte superior do cabelo difere de cachorro para cachorro, a ponto de haver duas variedades da raça: aquele com cabelo liso é curto, Lisa e brilhante, enquanto o de cabelo comprido tem comprimento médio (de 3 - 5 cm). Estes últimos também possuem franjas nas orelhas e na cauda., que cobrem toda a parte externa da orelha quando maduro.

Várias cores de revestimento são permitidas: English Toy Terrier, Brown e fogo, Azul e fogo, lilás e fogo, e vermelho com azul, marrom ou preto. Existem também alguns cães lisos: o pelo dele é vermelho, leonado ou creme. A cor mais comum é preto e castanho.

Último mas não menos importante, não há dimorfismo sexual real nesta raça: machos e fêmeas são aproximadamente do mesmo tamanho e aparência.

Tamanho e peso

Tamanho: 20 – 28 cm
Peso: 1 – 3 kg

Variedades

As associações caninas nacionais e internacionais geralmente distinguem entre duas variedades de Pequeno cão russo: o de pelo liso, às vezes chamado de shorthair, e o de pelo longo. Embora não seja usual, desde os criadores de Pequeno cão russo eles geralmente se especializam em um ou outro, essas variedades podem ser cruzadas: então as ninhadas misturadas são obtidas, composto por indivíduos de cabelos curtos e de cabelos compridos.

A variedade de longa-haired, com suas franjas específicas nas orelhas, é o mais procurado pelos fãs, e também o mais comum. Tem um casaco semilongo (entre 3 e 5 cm) no organismo, enquanto a cauda e as orelhas são cobertas por pêlos longos e grossos que formam franjas características.

A variedade de cabelos lisos, Por outro lado, tem um casaco superior curto, liso e brilhante. Historicamente, os primeiros representantes da raça eram todos de pêlo curto.

Nenhuma das variedades de Pequeno cão russo tem subpêlo. Em geral, além de sua pele, são perfeitamente idênticos em caráter e características físicas.

Caráter e habilidades

O Pequeno cão russo ele é incrivelmente amoroso e próximo de sua família, com o qual você deseja passar o máximo de tempo possível. Seu apego pode até se transformar em possessividade e, se eu não fosse bem socializado, pode ser abertamente ameaçador (na medida em que seu tamanho permite) para aqueles que chegam muito perto de seu mestre. Ele também tende a desconfiar de estranhos, pelo menos no começo: se você ver que eles são convidados para a casa, rapidamente curioso para saber mais sobre eles.

Se você conseguir ficar sozinho por algumas horas, ficará ansioso rapidamente se ausente por muito tempo (especialmente se isso acontecer quase todos os dias) e pode então se comportar de forma destrutiva. A presença de um pequeno companheiro em casa pode ser uma solução pertinente para ajudá-lo a não ver o tempo passar quando seu patrão está no trabalho e reduzir o risco de ansiedade de separação.. De um modo geral, seu animal de estimação vai se dar bem com outros animais, já ser parceiros, gatos, roedores ou répteis, e isso geralmente acontece mesmo com aqueles que não moram em sua casa. No entanto, tenha cuidado para não ser incomodado ou assustado por este cachorro latindo e hiperativo. E não se esqueça que um gato geralmente é muito maior, rápido e melhor armado em caso de discussão…

Em qualquer caso., vive perfeitamente em um apartamento, contanto que sua necessidade de exercício seja atendida. Este último também é relativamente consistente devido ao seu tamanho., já que é necessário viajar pelo menos meia hora por dia. Em outras palavras, carrego você em uma bolsa, em um carrinho de cachorro ou mesmo nos braços de seu dono não é o melhor presente que pode ser dado, já que você precisa esticar as pernas. No entanto, se você mora em uma casa com jardim no interior, pode ser perigoso deixá-lo sozinho no jardim, porque seu tamanho o torna uma presa potencial para muitos animais selvagens: aves de rapina, raposas, doninhas…

Como outras raças de cães em miniatura, não estou realmente ciente do último, por isso é capaz de se colocar em situações perigosas. Sem dúvida, por exemplo, em provocar um cachorro que pesa mais que 20 vezes seu peso, sem se preocupar com as possíveis consequências. Por conseguinte, é melhor conduzi-lo na coleira quando ele sair e ensiná-lo a conter sua queima.

Para o inteligente Pequeno cão russo ele gosta de ser estimulado intelectualmente. Jogos e quebra-cabeças de cães podem ser uma boa maneira de mantê-lo ocupado enquanto seus donos estão fora de casa., e ele adora aprender novos truques. Você também pode participar de esportes caninos, como obediência e agilidade, mas seu tamanho pequeno torna difícil competir.

Por outro lado, não recomendado para famílias com crianças pequenas. Em vigor, seu pequeno tamanho e sua fragilidade significam que pode ser facilmente maltratado pelos mais pequenos, e os riscos de acidente são muito reais – para os dois protagonistas, Além disso. Você pode se ferir gravemente por um pequeno carro atirado contra você em um momento de raiva, assim como ele pode responder mordendo se sua cauda ou orelhas forem puxadas. Além disso, um cachorro nunca deve ser deixado sozinho sem supervisão com uma criança pequena, e isso é válido qualquer que seja a sua raça.

Último mas não menos importante, o Pequeno cão russo late frequentemente. Sua voz estridente é um excelente alarme em caso de ameaça, mas também pode irritar rapidamente os vizinhos.

Educação

Como todos os seus semelhantes, o Pequeno cão russo precisa ser socializado desde as primeiras semanas. Isso é tanto mais importante quanto você tende a ser cauteloso: só uma socialização bem-sucedida pode permitir que você se torne um adulto sociável e equilibrado. Por conseguinte, preciso conhecer muitas pessoas (família, amigos…) mas também outros animais, sejam cachorros, gatos o roedores.

O fato de ser inteligente e gostar de ser estimado facilita muito sua educação. Aprender a limpar e lembrar dos pedidos geralmente não é um problema. Se a família for paciente e firme, é possível ir muito mais longe, já que eles também podem aprender muitos truques.

O reforço positivo é o melhor método para alcançar e educar o melhor possível Pequeno cão russo. Os humores, carícias e mimos são motivações reais para ele, e rapidamente aprende a fazer todo o possível para satisfazer seu Mestre.

Na verdade, o Pequeno cão russo É uma raça de cão adaptada para um iniciante, mas seu mestre nunca deve esquecer que um cão precisa de um líder para dirigi-lo. Este papel de líder, é ele quem deve exercê-lo. Seu parceiro precisa de limites, que deve ser imutável, impostos desde muito jovens e consistentes ao longo do tempo, bem como de um membro da família para outro. Se ele puder fazer o que quiser quando for pequeno, ou se as regras são diferentes dependendo do dia da semana ou da pessoa, você não sabe o que esperar e seu comportamento é afetado.

É sobre o famoso “a síndrome de cachorro pequeno”, comum a todas as raças em miniatura: aos poucos adota atitudes inaceitáveis (não deixe espaço no sofá, rosnar para seu mestre, roubar comida…) mas ignorado por seu mestre, que permanece hipnotizado por seu filho e “lindo” parceiro. Como nada te impede, essa frouxidão o incentiva a empurrar os limites cada vez mais, a ponto de assumir gradualmente o controle da casa. Quanto mais o dono espera para assumir o controle da situação e permitir que maus hábitos se enraízem, mais difícil será para você colocar seu parceiro de volta em ordem. Para evitar isso, as regras devem ser claras e instiladas desde o início, e então aplicar em todas as circunstâncias, sem exceção. Na mesma lógica, não é aconselhável segurá-lo em seus braços com muita frequência, especialmente se se trata de se mover com ele, quando ele também pode andar ao lado de seu mestre, porque não apenas não o ajuda a viver sua vida de cachorro e gastar, mas também pode provocar uma tendência de dominar.

Saúde

O Pequeno cão russo é particularmente robusto e apresenta pouco risco de doenças.

No entanto, É sensível a temperaturas extremas e deve ser protegido do calor e do frio. Quando o termômetro está subindo, você deve limitar suas atividades às horas mais frescas e não deixá-las ficar muito tempo ao sol, enquanto umcasaco de cachorronão muito quando você tem que sair no frio., não tem vocação para passar a maior parte do tempo ao ar livre: seu lugar natural é dentro de casa.

Entre as condições que podem afetar a raça, os mais comuns são:

  • dente impactado, quando um dente de leite não cai e, portanto, não dá lugar a um dente de adulto em crescimento. Este é um problema bastante comum, que é resolvido sem grande dificuldade por um veterinário;
  • o luxação patelar, um problema de rótula: sai de sua posição e força o cão a mancar para se mover. Este problema é relativamente comum em todos os cães pequenos e, às vezes, requer cirurgia;
  • o atrofia progressiva da retina, degeneração dos tecidos oculares levando à cegueira total É uma doença hereditária e os portadores normalmente são excluídos da reprodução, então ainda é muito raro;
  • o Doença de Legg-Calvé-Perthes, que ataca o quadril e causa necrose que causa rigidez e dor., esta doença é muito rara e pode ser operada para aliviar a dor causada.

No entanto, o principal risco para a saúde do Pequeno cão russo vem de seu tamanho pequeno e caráter impetuoso, que pode ser a causa de muitas fraturas. Caindo um livro sobre as pernas, Uma carreira que termina em uma colisão com uma cadeira ou uma discussão agitada com um sujeito maior pode terminar na sala de emergência., sua família deve estar constantemente vigilante.

Outro risco a que você está particularmente exposto é a obesidade, e mais uma vez, apenas seu mestre pode ajudá-lo. Você precisa monitorar seu peso regularmente e agir aos primeiros sinais de excesso de peso, ajustando o tamanho das porções e o nível de atividade.

Como em qualquer corrida, a adoção de um criador de Pequeno cão russo sério e responsável aumenta muito a probabilidade de se obter um filhote saudável O profissional deve fornecer um atestado de boa saúde emitido por um veterinário, apresentar o histórico médico ou registro de vacinação, em que as vacinas administradas ao animal são registradas, e disponibilizar os resultados dos testes genéticos realizados aos pais. um pequeno.

É claro, Isso não garante que você permanecerá saudável por toda a vida. Para maximizar as chances de que seja esse o caso, prevenção é essencial: é aconselhável usar regularmente (Pelo menos uma vez por ano) Leve seu cachorro ao veterinário para um checkup de rotina.Isso não apenas identifica o início de um possível problema, também garante que você não perca seus lembretes de tiro.

Expectativa de vida

12 - 13 anos

Limpeza

Tanto para a variedade de cabelos lisos quanto para a variedade de cabelos compridos, a manutenção do casaco do Pequeno cão russo é simples. Em vigor, uma escovação semanal é suficiente para evitar nós e remover possível sujeira. Muda pequena, mas pode ser útil aumentar a frequência de escovação para 2 o 3 vezes por semana quando aplicável, na primavera e no outono.

Como ele tolera bem o banheiro, limpe tudo 1 o 2 meses para livrar-se de todas as impurezas e garantir que não faça bagunça na casa normalmente também não é um problema. Você só precisa ter certeza de usar um shampoo específico para cães, e em nenhum caso um produto feito para humanos.

O resto é uma questão de curso. Por exemplo, sua sessão semanal de higiene também deve ser uma oportunidade para verificar e limpar seus olhos e ouvidos com um pano úmido. Isso impedirá que detritos e sujeira se acumulem, reduzindo assim o risco de infecção.

Você também deve aproveitar a oportunidade para escovar os dentes do seu cão com um creme dental especial para cães, embora duas vezes por semana (ou mesmo diariamente) é ainda melhor. Isso ajudará a prevenir o acúmulo de tártaro., isso pode causar mau hálito, cavidades e outros problemas.

Último mas não menos importante, embora tenha apagado o suficiente, suas garras tendem a crescer mais rápido do que se desgastam. Por esta razão, eles precisam ser aparados com um cortador de unhas simples quando se tornam muito longos, para impedi-los de atrapalhar ou mesmo quebrar. Um corte mensal geralmente é suficiente. A primeira vez, você pode aprender como fazer isso com um veterinário ou um tratador, para evitar fazer isso errado.

Alimentos

O Pequeno cão russo se encaixa perfeitamente com os alimentos industriais para cães disponíveis comercialmente. Basta ter o cuidado de escolher um produto adequado para cães deste porte, especialmente se você comer ração. Você também deve escolher alimentos de qualidade suficiente e estabelecer uma ração diária adaptada para fornecer todos os nutrientes de que necessita., especialmente considerando seu nível de atividade e sua idade.

Em qualquer caso., comida de gato, embora seja certamente o tamanho perfeito para seu tamanho, nada adequado. Muito rico, são susceptíveis de causar ganho de peso rápido e perigoso.

Isso é especialmente verdadeiro porque a obesidade é um problema muito real para esta raça, cujas necessidades são freqüentemente muito menores do que sua família pensa.. É necessário seguir escrupulosamente as rações diárias recomendadas pelos fabricantes ou pelo veterinário., e pesar regularmente seu cão para detectar rapidamente uma variação muito grande. Um ganho de peso de 200g é insignificante para um ser humano, mas por um Pequeno cão russo isso é em torno do 10% do seu peso normal.

No caso de ganho de peso injustificado, é aconselhável reagir sem demora, ajustando a ração diária do cão e o nível de atividade. Se isso não ajudar, uma visita ao veterinário é necessária para explorar a possibilidade de uma doença e desenvolver uma dieta mais adequada se este não for o problema.

Último mas não menos importante, como todos os cachorros, o Pequeno cão russo você deve sempre ter acesso a uma tigela de água doce, então você pode matar sua sede quando quiser.

Uso

O Pequeno cão russo é acima de tudo – e também sempre – um cão de companhia, feito para passar a maior parte do tempo com sua família. Brincalhão e carinhoso, perfeitamente capaz de viver em apartamento, representa uma opção ideal para quem tem pouco espaço para oferecer ao seu cão, mas, por outro lado, podem estar disponíveis para dedicar tempo.

Seu caráter afetuoso também o torna um cão de terapia muito bom, capaz de passar horas ao lado de seu mestre se ele precisar, e para ajudá-lo com sua mera presença.

Sua desconfiança natural pelo desconhecido e sua propensão a latir fazem dele um excelente cão alerta., mas seu tamanho o impede de ser um verdadeiro cão de guarda, embora sua bravura não seja questionável.

Último mas não menos importante, é comum encontrá-lo em exposições caninas, onde seu sucesso não é negado. Eles também podem participar de competições esportivas caninas, como obediência, mas seu tamanho pequeno é definitivamente uma desvantagem.

Quanto custa um "Pequeno cão russo"?

O preço de um cachorro Pequeno cão russo é de alguns 1500 EUR, mas esta média esconde grandes disparidades. Em vigor, dependendo da reputação do canil, do prestígio de seus ancestrais, mas também e acima de tudo de suas características físicas intrínsecas, pode ir de 800 euros para cópias com alguns pequenos defeitos até quase 4000 euros para os destinados à criação e / ou exposições. Por outro lado, não há grandes diferenças de preço de acordo com o sexo.

Classificações do "Pequeno cão russo"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Pequeno cão russo" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens do "Pequeno cão russo"

Fotos:

1 – “Pequeno cão russo” por Ernst Vikne, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons
2 – “Pequeno cão russo” Filhote de cachorro, 4 meses de idade por Shamanofthistown, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
3 – “Pequeno cão russo” Pelo curto, casaco liso, marrom e bronzeado por NiaNike, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
4 – Cabelo curto “Pequeno cão russo” por Ernst Vikne, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons
5 – Dois “Pequeno cão russo”, um com cabelo curto e outro com cabelo comprido por Ernst Vikne, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons
6 – “Pequeno cão russo” Daniel, Rostov del Don por Sofiya357, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Vídeos do "Pequeno cão russo"

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 9: Seção 9: Epagneul anão continenta e outros
  • AKCToy
  • CKC – Grupo 5 – (Toy)
  • KC – Toy
  • UKC – Grupo 8 – Cão de serviço

Padrão da raça FCI "Pequeno cão russo"

Origem:
Rússia

Data de publicação do padrão original válido:
21.02.2006.

Uso:

Cachorro de brinquedo.



Aparência geral:

Um cachorrinho chique, animada, pernas altas, com ossos finos e músculos secos. Dimorfismo sexual apenas um tanto definido.

proporções importantes: Construção quadrada. A altura nos cotovelos é apenas ligeiramente superior à metade da altura na cernelha.. O peito é profundo o suficiente.



Comportamento / temperamento:

Ativo, muito feliz, nem covarde nem agressivo. O comportamento é significativamente diferente entre homens e mulheres.

Cabeça:

Pequeno comparado ao corpo.

Região craniana:
  • Crânio: Alto mas não largo (a largura ao nível dos arcos zigomáticos não excede a profundidade do crânio).
  • Stop (Depressão naso-frontal): Claramente pronunciado.

Região facial:

  • Nariz: Pequeno, preto ou de acordo com a cor da pelagem.
  • Focinho: Limpo e afiado, ligeiramente mais curto que o crânio.
  • Lábios: Belas, seca, justo e escuro ou de acordo com a cor da pelagem.
  • Mandíbulas / Dentes: Pequeno e branco. Bite em tesoura. A falta de 2 incisivos são permitidos em cada mandíbula.
  • Bochechas: Apenas um pouco pronunciado.
  • Olhos: Tão grande, rodada, ligeiramente proeminente, bem inserido e voltado para a frente. Pálpebras escuras ou de acordo com a cor da pelagem, justa.
  • Orelhas: Grande, Bem, inserção alta, na vertical.

Pescoço:

Longo, limpar. Carregada alto, ligeiramente arqueado.

Corpo:

  • Top de linha: Em queda gradual da cernelha até a inserção da cauda.
  • Cruz: Pronuncia-se ligeiramente.
  • Voltar: Forte e direto.
  • Lombo de porco: Curto e ligeiramente arqueado.
  • Alcatra: A garupa é um pouco arredondada e ligeiramente inclinada..
  • No peito: O peito é oval e profundo o suficiente e não muito largo.
  • Linha inferior e abdômen: Abdômen retraído e flancos alongados, formando uma linha curva do peito aos flancos.

Cola:

Amputada: (apenas duas ou três vértebras sobraram), transportado alto. Em países onde o corte da cauda é proibido por lei, é deixado natural. Sem amputar: em forma de foice, não deve ser inferior ao nível da linha superior.

Extremidades

Belas, limpar. Vistos de frente, os membros são retos e paralelos.

Membros anteriores

  • Lâminas: As escápulas são moderadamente longas e não muito inclinadas.
  • Úmero: Forma um ângulo de 105 graus com a escápula. O comprimento do úmero é aproximadamente igual ao da escápula.
  • Cotovelo: De acordo com o corpo.
  • Antebraço: Longa e reta.
  • Carpo: Limpo.
  • Metacarpo: Quase vertical.
  • Pés anteriores: Pequeno, oval nem dentro nem fora, dedos arqueados e juntos. Unhas e almofadas pretas ou de acordo com a cor da pelagem.

Membros posteriores

Vistos por trás, os membros posteriores são retos e paralelos, mas um pouco mais separados do que os membros anteriores. O joelho e o jarrete com angulação suficiente.

  • Coxas: Músculos limpos e desenvolvidos.
  • PATA: O fêmur e a perna têm o mesmo comprimento.
  • Jarrete: Suficientemente angular.
  • Metatarso: Vertical.
  • Pés de volta: Arqueado, um pouco mais estreito do que os pés da frente. Unhas e almofadas pretas ou de acordo com a cor da pelagem.

Movimento:

Fácil, sempre em frente e rápido. Você não deve notar qualquer mudança na linha superior quando em movimento.

Manto

Cabelo

 Existe 2 caras para a raça, cabelo curto e cabelo comprido.

  • Cabelo curto: curto, colado, brilhante, sem manchas embaixo do cabelo ou descamação.
  • Cabelos longos: o corpo é coberto por pêlos moderadamente longos (3 – 5 cm.) reto ou ligeiramente ondulado, colado, que não esconde a figura natural do corpo. Cabelo na cabeça e na frente dos membros é curto e colado. Franjas notáveis ​​na parte de trás dos membros. Os pés têm cabelo comprido, sedoso que esconde completamente as unhas. As orelhas são cobertas por pêlos grossos formando franjas. Cachorros acabados 3 anos apresentam essas franjas, com o qual eles cobrem completamente a borda e a ponta das orelhas. Os pêlos do corpo não devem parecer bagunçados ou muito curtos (menos de 2 cm).

Cor

Preto e Tan, Brown e fogo, Azul e fogo. Também vermelho em qualquer tom com ou sem carbono preto ou marrom. Tons mais fortes são preferíveis para todas as cores.



Tamanho e peso:

  • Altura à Cruz: Machos e fêmeas: 20 – 28 cm (tolerância +/-1 cm)
  • Peso: Machos e fêmeas: até 3 kg.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

  • Comportamento tímido.
  • Mordedura em torquês ou incisivos inclinados para frente.
  • Orelhas semi-erguidas. Esta condição em cães de pêlo comprido com franjas pesadas é permitida, mas não desejada..
  • Inserção de cauda baixa.
  • Presença de manchas calvas em cães de pêlo curto.
  • Cabelo muito longo ou muito curto em cães de pêlo comprido.
  • Pequenas manchas brancas no peito ou nos dedos.
  • Black, castanho sólido ou azul. Marcas queimadas que são muito grandes ou sombreadas.

Faltas desqualificadas:

  • Agressividade ou extrema timidez.
  • Enognatismo ou prognatismo pronunciado. Ausência de 1 canino; ausência de mais de 2 incisivos em cada mandíbula.
  • Orelhas penduradas.
  • Membros curtos.
  • Muitas manchas carecas em cães de pêlo curto.
  • Cães de pêlo comprido: ausência de franjas nas orelhas e presença de cabelos cacheados.
  • Manto branco, manchas brancas na cabeça, abdômen e acima dos metacarpos; grandes manchas brancas no peito ou na garganta, presença de marcas tigradas.
  • Tamanho maior que 30 cm. o menor a 18 cm.
  • Peso menor que 1 kg.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.



N.B.:

Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

Fonte: F.C.I - Fédération Cynologique Internationale

Nomes alternativos:

    1. Russian Toy Terrier, Russian Terrier, Moscow Toy Terrier, Moscovian Miniature Terrier, Toychik (Inglês).
    2. Toychik, Toy-chic (Francês).
    3. Russischer Zwergspaniel, Moskauer Langhaariger Toy Terrier (московский длинношерстный той-терьер) (Alemão).
    4. (em russo: Русский той-терьер) (Português).
    5. Miniatura ruso, Toy Terrier ruso (español).

Sabujo arlequim russo
Rusia Hound não reconhecido pelo F.C.I.

O Sabujo arlequim russo É uma raça rara de cães encontrada quase exclusivamente na Rússia.

Conteúdo

História

No século XVIII, um cão nativo da Rússia começou a se desenvolver naturalmente, mas não foi até por volta 1900 que a reprodução seletiva começou a sério, e o primeiro padrão de raça para o Sabujo russo foi desenvolvido em 1925. Os criadores então cruzaram para o Sabujo estoniano com o Sabujos ingleses. O resultado foi o Sabujo arlequim russo, um cão ligeiramente mais quadrado com manchas tricolores em um corpo branco. A voz da Sabujo arlequim russo é muito mais profundo e melódico do que o de um Sabujo estoniano, e frequentemente tem marcas pretas na sela.

Até 1951 Esta nova raça de cão era conhecida como o Cão anglo-russo, mas quando ele foi aceito como uma raça separada de sua própria, ele era conhecido como o Sabujo arlequim russo. Esta raça era bem conhecida, não só por suas vozes melódicas, mas também por sua velocidade e resistência ao rastrear sua presa. Eles eram freqüentemente usados ​​como cães de caça vermelhos, o que significa que eles estavam perseguindo raposas e lobos, tradicionalmente conhecido como jogo vermelho, e raramente são encontrados fora da União Soviética.

Os criadores do Sabujo arlequim russo eles ainda estão em processo de melhorar o tipo e a uniformidade da raça e agora a raça é vista às vezes em exposições caninas soviéticas, e é considerado igual em qualidade ao melhor Sabujo estoniano. O Sabujo arlequim russo Também foi usado por William Dunker quando desenvolveu seu homônimo, o Dunker, às vezes também conhecido como Sabujo norueguês.

O Sabujo arlequim russo Não é reconhecido pelo F.C.I.

Foto: simonaaa93

Características físicas “Sabujo arlequim russo”

O Sabujo arlequim russo ele é um cachorro musculoso, médias, que tem cerca de vinte e quatro centímetros de altura e pesa entre 18 e 31 kg, com uma construção quadrada, pernas longas e retas e uma cauda forte que tem uma forma ligeiramente curva ou em forma de sabre. Eles também tendem a ter uma cabeça um pouco larga e quadrada com um focinho reto e quadrado., que sempre termina com um nariz preto. Eles têm lábios ligeiramente caídos, olhos ovais, geralmente marrom escuro, e orelhas pendentes de tamanho médio que ficam no alto da cabeça e pendem para os lados para emoldurar o rosto.

O casaco curto característico do Sabujo arlequim russo é principalmente branco com marcas tricolores na cabeça, rosto, costas e cauda, e é tipicamente bastante denso; esta coloração é particularmente útil ao caçar com este Sabujo russo pois torna muito mais fácil diferenciar o cão de caça de sua presa.

Caráter e habilidades “Sabujo arlequim russo”

O Sabujo arlequim russo É uma raça rara de cães encontrada quase exclusivamente na Rússia. Uma mistura do Estonian Hound e do Foxhound-inglês, este fedorento é conhecido por sua capacidade de rastrear o jogo tradicionalmente conhecido como jogo vermelho, como a raposa e os lobos. Eles tendem a ser amigáveis ​​e extrovertidos com quase todos que encontram., tanto humano quanto canino, mas eles têm um forte impulso de caça e podem não estar seguros perto de gatos e outros pequenos animais. Esta raça não se adapta bem a apartamentos devido aos seus altos níveis de atividade e natureza vocal.

Pastor-do-sudeste-europeu
Rumanía FCI 357 - Cães Pastores

Pastor-do-sudeste-europeu

O Pastor-do-sudeste-europeu é um cão tranquilo, equilibrado, devoto e que ama crianças

Conteúdo

História

Raça natural conhecida há séculos na região de Bucovina, no nordeste da Romênia, o Pastor-do-sudeste-europeu foi trazido à luz pela primeira vez em 1934 por G. Radulescu Calafat, editora do primeiro padrão Carpathian Sheepdog, que mencionou em um artigo publicado na revista Vet Sciences outro cão pastor do tipo molosser chamado “Dulau” o “Capau”. Até então, o Pastor-do-sudeste-europeu tinha sido comparado a ele Pastor-romeno-dos-cárpatos, menor.

Enquanto o Pastor-do-sudeste-europeu há muito é usado como cão de guarda por rebanhos de ovelhas contra grandes predadores dos Cárpatos, como ursos, lobos e lince, também tem sido usado por muitos anos por fazendeiros romenos como um cão de guarda.

Em 1982 a Associação Cinológica Romena, a organização canina de referência no país, desenvolveu um primeiro padrão que descreveu o Pastor-do-sudeste-europeu. Foi atualizado em 2001 e 2002 de acordo com os pedidos FCI (Fédération Cynologique Internationale) com vistas ao reconhecimento da raça, o que realmente aconteceu provisoriamente em 2009.

Em 2019, o Pastor-do-sudeste-europeu obteve o reconhecimento definitivo da FCI. Por outro lado, ainda não reconhecido pela organização de referência britânica, O Kennel Club, nem pelo American Kennel Club (AKC) e o United Kennel Club (UKC).

Na verdade, ainda é muito raro fora de seu país de origem e alguns países vizinhos, como Ucrânia ou Sérvia. Na Romênia, houve 6.000 cópias no Livro de Origem Romeno, mas apenas a criação de 300 as fêmeas e 200 machos, já que a lei romena impõe muitas restrições à criação de cães.

Foto: Ciobanesc de Bucovina – Romania 2018 por 1jagdterrier – YouTube

Características físicas

O Pastor-do-sudeste-europeu eles são cães enormes com um corpo ligeiramente mais longo que o alto, membros inferiores poderosos e costas musculosas e horizontais. Colocado no alto do corpo, sua cauda longa é carregada pendurada em repouso e sobe na parte de trás em uma curva ligeiramente para cima quando no gazebo.

Pastor-do-sudeste-europeu

O chefe, que é largo e portado ligeiramente mais alto que o corpo, combina com o pescoço volumoso e moderadamente longo, que forma um ângulo de 100 - 110 graus com o resto do corpo.

O focinho é preto, os olhos são relativamente pequenos em relação à cabeça, a mandíbula poderosa é em forma de cinzel e as orelhas em forma de V com uma ponta arredondada caem ao longo das bochechas.

Enquanto a cabeça e a frente das pernas são cobertas por pêlos curtos, o resto do corpo é coberto com pêlos densos, longo (6 - 10 cm) e bastante rígido. A pelagem é predominantemente branca, marcado com manchas pretas, cinza ou leonadas bem definidas. No entanto, o padrão de Pastor-do-sudeste-europeu ele também reconhece espécimes não branqueados, não branqueados que são completamente brancos, Branco como a neve, cinza como cinza ou preto.

O dimorfismo sexual é bem marcado no Pastor-do-sudeste-europeu, sendo o homem maior do que a mulher.

Caráter e habilidades

O Pastor-do-sudeste-europeu é um cão tranquilo, equilibrado, devoto e que ama crianças, o que pode torná-lo um cão ideal para uma família. Por outro lado, especialmente desconfie de estranhos, por isso é importante socializá-lo desde cedo com as pessoas com quem ele pode entrar em contato: amigos, vizinhos, carteiros…

Costumava vigiar rebanhos na companhia de outros cães, coabita perfeitamente com seus congêneres e outros animais de estimação que compartilham seu território.

Não é agressivo de forma alguma, o Pastor-do-sudeste-europeu eles não são propensos a atacar sem razão. Por outro lado, seu caráter muito protetor faz com que reajam de forma muito intimidante se perceberem uma intrusão em seu território. No entanto, seus rosnados e especialmente seus latidos sérios e poderosos são apenas uma forma de assustar “invasores” e raramente são precursores de ações ofensivas. No entanto, se você sente que seu “família” (que é simplesmente o rebanho que está no comando, se ele sempre viveu como um cão pastor) está ameaçada, este cão extremamente corajoso e protetor corre o risco de ir para o ataque, sem mesmo recuar na frente de um urso ou matilha de lobos.

Independente e acostumado a vagar sozinho nas montanhas selvagens da Romênia, o Pastor-do-sudeste-europeu tolera a solidão muito bem e pode ser deixado sozinho por alguns dias sem muitos problemas, embora ele obviamente prefira a companhia de sua família. No entanto, sua capacidade de se manter ocupado depende de ter espaço suficiente para caminhar livremente.

Devido ao seu tamanho, sua voz ressonante e sua necessidade de grandes espaços, o Pastor-do-sudeste-europeu Eles não são cães que podem viver confortavelmente em apartamentos e não são recomendados para áreas urbanas. Eles preferem muito áreas pouco povoadas, onde eles podem patrulhar seu território em paz e tranquilidade, sem risco de encontros indesejados.

Um cão muito ativo e resistente, precisa de atividade física diária e fica feliz em acompanhar seu mestre em longas caminhadas no campo.

Educação “Pastor-do-sudeste-europeu”

Pastor-do-sudeste-europeu
Cachorro de dos meses

A fase de socialização do filhote é de fundamental importância para o filhote. Pastor-do-sudeste-europeu, e é muito importante que você conheça sua família logo, possíveis outros animais domésticos, bem como outras pessoas e animais que você encontrará regularmente durante sua vida. Em vigor, uma vez adulto, achar difícil aceitar uma nova pessoa em seu ambiente (incluindo, por exemplo, um treinador de cães em potencial ou um comportamentalista de cães), embora isso não seja impossível.

Como um cão inteligente e obediente, pode ser facilmente treinado e treinado para seu futuro papel como cão pastor ou cão de guarda desde seu primeiro aniversário. Apesar de sua natureza independente, responde muito bem aos métodos de reforço positivo, mas o professor deve garantir que ele sempre mantenha um comportamento forte e autoritário.

Além disso, em vez de uma longa sessão de treinamento diária, é aconselhável optar por várias sessões curtas distribuídas ao longo do dia.

Saúde “Pastor-do-sudeste-europeu”

O Pastor-do-sudeste-europeu é uma raça particularmente saudável e resistente.

No entanto, como a maioria das grandes raças de cães, são propensos a displasia da anca e displasia do cotovelo. Para reduzir riscos, certifique-se de que eles não fiquem muito ativos fisicamente durante a estação de crescimento.

A dilatação gástrica do cão é outro problema que pode afetar esta raça. Devido à ingestão de alimentos muito rápido, especialmente se eles estão secos, pode ser fatal e requer intervenção urgente de um veterinário. Para minimizar este risco, recomenda-se deixar grande quantidade de água disponível quando o cão comer, divida sua ração diária em pelo menos duas refeições e deixe-o descansar após essas refeições.

Limpeza “Pastor-do-sudeste-europeu”

O Pastor-do-sudeste-europeu eles são cães de pêlo comprido que precisam ser escovados uma vez por semana, e ainda mais frequentemente durante o período de eliminação. Perdendo o cabelo em abundância, não recomendado para pessoas que não gostam de encontrar pelos de cachorro por toda a casa e sempre têm um interior perfeitamente limpo.

Além disso, no final do inverno, é aconselhável cortar o pêlo entre as almofadas para proteger o seu cão do calor.

Não é necessário dar banho em seu cachorro a menos, É claro, é particularmente sujo. Em qualquer caso., não mais que 2 o 3 vezes por ano, pois isso pode danificar a camada protetora natural da pele.

Por outro lado, o interior das orelhas precisa ser verificado regularmente, já que é comum que parasitas externos se escondam lá, e limpe-os bem para evitar qualquer risco de infecção.

As garras do cão devem ser verificadas mensalmente e aparadas se o desgaste natural não for suficiente.

Alimentos “Pastor-do-sudeste-europeu”

Se ele Pastor-do-sudeste-europeu ele sempre foi alimentado com o que seu pastor costumava preparar para ele, rações comerciais de boa qualidade são a solução ideal hoje, Se e quando, É claro, as recomendações do fabricante são seguidas.

Os ossos são importantes na dieta deste cão, então pode ser útil dar a ele um osso para roer de vez em quando. No entanto, ossos de frango e outras aves devem ser proibidos, pois podem causar sérios danos ao sistema digestivo.

Além disso, como acontece com qualquer cão com alto risco de inchaço e torção do estômago, a ração diária deve ser dividida em 2 o 3 refeições e garantindo que o cão permaneça calmo durante e após essas refeições. Isso significa, por exemplo, certifique-se de que ele vê sua comida chegando, em vez de descobri-la na frente dele quando acordar, evite ter outro animal perto de você quando você comer, e não o estimule durante a refeição ou na hora seguinte.

Além disso, é essencial para Pastor-do-sudeste-europeu ter grandes quantidades de água doce disponível o tempo todo.

Preço “Pastor-do-sudeste-europeu”

Um filhote de cachorro Pastor-do-sudeste-europeu normalmente vendido entre 500 e 1000 EUR, mas os preços tendem a subir, pois a raça tem sido objeto de algum interesse após seu reconhecimento pela FCI. Homens tendem a ser mais caros que mulheres, e o preço é mais alto quando o animal tem pelagem lisa.

É necessário estar bem informado sobre a origem do cachorro e verificar os documentos com a Associação Canina Romena. De 2015, a criação de cães sem pedigree ou não registrados no Livro de Origem Romeno é proibida na Romênia, e a comercialização desses filhotes é ilegal.

Classificações do "Pastor-do-sudeste-europeu"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Pastor-do-sudeste-europeu" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vídeos do "Pastor-do-sudeste-europeu"

Ciobanesc de Bucovina – Romania 2018 por 1jagdterrier
Pastor da bucovina – Ilie Forest 2018

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 1 cães de pastoreio, Seção 1 Cães Pastores

Padrão da raça FCI "Pastor-do-sudeste-europeu"

Origem:
Roménia

Data de publicação do padrão original válido:
14.05.2018

Uso:

Guardião dos rebanhos e excelente cão de guarda.



Aparência geral:

O Pastor-do-sudeste-europeu é um cão de tamanho grande, impor, arrogante e orgulhoso. A raça tem um evidente dimorfismo sexual.

PROPORÇÕES IMPORTANTES:
O comprimento do corpo é ligeiramente maior do que a altura na cernelha. O comprimento do crânio é
igual ao comprimento do focinho.



Comportamento / temperamento:

Equilibrado, calmo e leal, como crianças. Ele é um ótimo guardião dos rebanhos, bravo e um verdadeiro lutador contra possíveis presas (Urso, lobo e lince). Tem um latido alto. Quando estranhos ou animais se aproximam, o latido dele é muito alto, com uma chave baixa. Durante a patrulha noturna ao redor da casa ou do rebanho / rebanho.

Cabeça:

Sólido mas não pesado, transportado um pouco mais alto do que a linha superior.

Região craniana:
  • Crânio: Moderadamente largo, ligeiramente abobadado. O perfil superior do crânio e focinho são ligeiramente divergentes.
  • Visto de frente, o crânio é ligeiramente abobadado, visto de lado é quase plano. Largura do crânio: machos: de 16 - 18 cms, fêmeas: de 15 - 17 cms, arcos zigomáticos são moderadamente desenvolvidos.
  • A protrusão occipital é imperceptível.
  • Nasofrontal depression (stop): Pronuncia-se ligeiramente.

Região facial:

  • Trufa: Grande e bem desenvolvido, Black.
  • Focinho: Corte abrupto, o mesmo comprimento que o crânio; bem desenvolvido, progressivamente estreitando em direção ao nariz, mas nunca apontado; mandíbula forte.
  • Lábios: Espesso e firme, fortemente pigmentado.
  • Mandíbulas / Dentes: MANDÍBULAS fortes, dentição completa, dentes fortes, saudável e branco, bem colocado, mordedura em tesoura. Mordida em torquês é tolerada.
  • Bochechas: Não proeminente.

Pescoço:

De comprimento médio, É grande e forte, sem papada.

Corpo:

Boa resistência.

  • Top de linha: Horizontal.
  • Cruz: É ligeiramente evidenciado.
  • Voltar: Forte e musculoso.
  • Lombo de porco: Musculoso e forte.
  • Alcatra: Musculoso e moderadamente inclinado em direção à base da cauda.
  • No peito: Largo e profundo, descendo até os cotovelos, costelas bem arqueadas.
  • Linha inferior: ligeiramente para cima.

Cola:

Inserção alta, em repouso pendente; alcançando ou abaixo dos jarretes; quando o cão está alerta ou em ação a cauda o levanta até o nível das costas ou ligeiramente acima, com uma ligeira curva ascendente, nunca enrolado nas costas. Seu tribunal é proibido.



Extremidades

MEMBROS ANTERIORES:

  • Aparência geral: Visto de frente ou de lado. Lâminas: longo, oblíquo, bem musculoso e bem conectado ao corpo. A angulação escapulo-umeral é aproximadamente entre 100 e 110 graus.
  • Braço: Moderadamente longa, muscular.
  • Cotovelos: Colado ao corpo, com movimento livre.
  • Antebraço: Strong, não muito longo.
  • Carpo (pulso): Strong.
  • Metacarpo: Curto, ligeiramente inclinado.
  • Pés anteriores: Oval, compacto e maciço, dedos juntos e arqueados, unhas pretas ou cinzas.

MEMBROS POSTERIORES:

  • Aparência geral: Musculoso e forte. Postura normal.
  • Coxas: Médio longo, larguras, muito musculoso.
  • Joelhos: Ângulo femoro-tibial de 110 graus aproximadamente.
  • Pernas: Moderada a muito tempo, muscular.
  • Jarretes: Larguras, visto de lado com angulação moderada. Visto de trás, paralelo ao plano mediano do corpo.
  • Metatarso: Forte e ereto. A presença de ergôs não deve ser penalizada.
  • Pés de volta: Oval, compacto e forte. Com unhas pretas ou acinzentadas.

Movimento:

Harmonioso, elástico, bem coordenado, dando a impressão de potência sem esforço. O passo preferido é o trote. O overshoot será penalizado.

Manto

PIEL: Espessura, aderente ao corpo com pigmentação cinza escura.

  • Cabelo: A cabeça e a frente dos membros são cobertas por cabelos curtos. O cabelo é abundante no corpo, longo (6-9 cm.), impressão de poder sem esforço. O passo preferido é o trote. O overshoot será penalizado. avião, reto e áspero. O subpêlo é mais curto, muito denso e liso e de cor mais clara. Na região do pescoço o cabelo é muito mais comprido formando uma juba; na parte de trás dos membros anteriores, o cabelo forma franjas, na parte de trás dos membros posteriores o cabelo é mais longo e forma calças. A cauda é cabelo grosso.

COR

  • Ccheiro clássico: A cor principal da pelagem é um branco claro ou branco amarelado com manchas cinzentas distintas, preto ou preto com reflexos vermelhos. Pequenos pontos pretos ou cinza podem aparecer nas pernas. A aparência tigrada nos patches deve ser rejeitada.
  • Ccheiros sólidos: Indivíduos com cor sólida (sem patches) são aceitos, mas não devem ser encorajados: Branco, branco amarelado, cinza acinzentado ou preto.


Tamanho e peso:

Altura para a cruz:

  • Machos: 68 - 78 cm, ideal 71-75 cm.
  • Fêmeas: 64 - 72 cm, ideal 66-68 cm.

Tolerância: -4 cm Peso: Em proporção à altura.



Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Falta de substância ou muito pesado.
    • Caráter sexual insuficiente.
  • Ausência de outro dente que não seja PI.
  • Orelhas curtas.
  • Cauda curta.
  • Assunto muito pesado ou fraco.
  • Cabelo diferente ou curto (menos de 6 cm)
  • Cabelo muito longo (mais de 9 cm)
  • Ausência de cabelo ou franjas nos membros.
  • Cauda enrolada ou portada em forma de anel.
  • Dedos flácidos voltados para dentro ou para fora.
  • Cotovelos virados para fora.
  • Movimento pesado.

FALTCOMO GRAVES:

  • Expressão atípica.
  • Olhos Wiggly, rodada.
  • Orelhas eretas.
  • Linha superior solta ou selada.
  • Cabelo muito curto.
  • Cabelo cacheado ou mal texturizado.
  • Olhos amarelos
  • Olhos de cores diferentes um do outro (heterocromático).
  • Jarretes de vaca.

FALTCOMO DESQUALIFICADORES:

  • Agressão ou timidez extrema.
  • Qualquer cão que mostre sinais claros de anormalidades
  • físico ou comportamental.
  • Falta de tipicidade.
  • Prognatismo ou enognatismo.
  • Ausência de incisivos ou caninos
  • Albinismo.
  • Ausência natural de cauda ou cauda com atrofia.
  • Altura abaixo 64 cm o sobre 82 cm para machos.
  • Altura abaixo 60 cm o sobre 78 cm para hembra


N.B.:
  • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal
  • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

LAs últimas alterações estão em negrito.Standard-FCI No. 349 / 09.01.2006 / É

Fonte: F.C.I - Fédération Cynologique Internationale

Nomes alternativos:

    1. Bucovina Sheepdog, Bucovina Shepherd, Southeastern European Shepherd (Inglês).
    2. Berger roumain de Bucovine, Berger de l’Europe du Sud-Est (Francês).
    3. Ciobănesc Românesc de Bucovina (Alemão).
    4. (em romeno: Ciobanesc Romanesc de Bucovina) (Português).
    5. (en rumano: Ciobănesc de Bucovina) (español).

Sabujo da Ístria de pelo duro
Croacia FCI 152 . Farejadores de médio porte

Sabujo da Ístria de pelo duro

O Sabujo da Ístria de pelo duro é um excelente cão para caçar lebre e raposa.

Conteúdo

História

Sua história coincide com a de Sabujo da Ístria de pelo liso, mas a iconografia em palavras e imagens é muito mais limitada, como cães de pêlo comprido são geralmente menos atraentes para representações devido à sua aparência externa. No entanto, o Sabujo da Ístria de pelo duro foi descrito em detalhes por B. Laska em 1896 e 1905: sob o nome de “barbini” esses cães durões foram colocados à venda na área de Pazin e Buzet, na Ístria. Durante a Primeira Guerra Mundial, a raça estava quase extinta. Começando pelo 1924 estes cães foram registrados no Livro do Garanhão Croata. O FCI reconheceu a raça em 1948. O primeiro padrão data de 1969.

Fotos:

1 – Istrian Wirehaired Hound por https://pxhere.com/es/photo/1583815

Características físicas

O Sabujo da Ístria de pelo duro tem ossos fortes e robustos. Com uma expressão severa, dá a impressão enganosa de ser um animal sombrio e taciturno. Sua aparência um tanto cabeluda foi a causa de seu quase desaparecimento, já que é fisicamente repulsivo para alguns devido ao seu pelo áspero. No entanto, sua aparência enganosa esconde um caráter maravilhoso e qualidades muito bonitas.

ALTURA
Entre 45 e 58 cm (17,72 - 22,83 polegadas) para o sexo masculino
Entre 45 e 58 cm (17,72 - 22,83 polegadas) para a mulher

PESO
Entre 16 e 24 kg (35,27 - 52,91 libras) para o sexo masculino
Entre 16 e 24 kg (35,27 - 52,91 libras) para a mulher

COR
Seu pelo é branco com manchas laranja, mais ou menos grande, no corpo e muitas vezes no início da cauda. Suas orelhas são geralmente laranja.

CABELO
O cabelo dela é liso, duro e pontudo. Geralmente mede entre 5 e 10 cm de comprimento.

MORFOLOGIA
Sua cabeça tem um crânio abobadado e uma tampa ligeiramente pontiaguda. Seus olhos grandes são escuros. Suas orelhas delgadas são bem inseridas nas bochechas e tendem a dilatar para o meio. O nariz dele é preto. Sua cauda é bastante longa e atinge o jarrete.

Caráter e habilidades

Seu caráter é o de um cão gentil, obediente e calmo em casa, enquanto a caça está ativa, independente e apaixonado. Seu temperamento é moderadamente animado, expressão indicativa de uma natureza calma e equilibrada, o visual é sombrio. O latido dele é alto, moderado a profundo.

Ele se destaca por sua imensa diligência, é resistente e persistente. Pode ter um desempenho excelente, mesmo nos terrenos e condições climáticas mais difíceis. A trilha nunca sai. É usado principalmente para caçar javalis, Veados, raposas e lebres.

Treinamento / Educação:

A educação não é tão simples. Porque na caça ele sempre depende de si mesmo e não pode esperar pelas instruções do caçador, é adequado para uma ampla autonomia, o dono não pode evitar a obediência servil desta raça. Você precisa de um pouco de compreensão nessa direção por parte do proprietário ou treinador.

Sem métodos de treinamento severos, só iria interromper seu relacionamento com o homem, o que seria uma dupla vergonha. Requer uma certa dose de paciência e empatia, benigna e ainda uma abordagem totalmente consistente para a educação e treinamento. Mais do que punição, ajudará a estimular a voz positiva (elogio, estímulo) e o material (uma ameaça).

Cuidados e saúde

Este cão robusto e resistente não sofre de nenhuma doença genética ou qualquer patologia particular associada à raça. Sua saúde é excelente e ele raramente fica doente.

CUIDADO

Sua aparência áspera requer escovação regular para manter sua pelagem e garantir uma boa saúde.

Imagens do "Sabujo da Ístria de pelo duro"

Fotos:

1 – A female Istrian Hound, Coarse-haired. Colour: white & orange por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
2 – Istrian Wirehaired Hound por https://pxhere.com/en/photo/1583811
3 – Istrian Wirehaired Hound por https://pxhere.com/es/photo/1583803
4 – Istrian Wirehaired Hound por https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Istrian_hound2.jpg
5 – Istrian Coarse-haired Hound at a dog show in Zadar, Croatia (CACIB 2006.) por Mirta12, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
6 – ISTARSKI OSTRODLAKI GONIC por www.youtube.com

Vídeos do "Sabujo da Ístria de pelo duro"

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.1: Farejadores de grande porte.
  • UKCScenthound Group

Padrão da raça FCI "Sabujo da Ístria de pelo duro"

Origem:
Croácia

Data de publicação do padrão original válido:
25.10.2000

Uso:

Bloodhound por excelência, é usado principalmente para caçar lebre e raposa. Também pode ser usado como cão de rastreamento. Sua constituição é apropriada para a caça nas vastas terras abertas da Ístria.



Aparência geral:

A cor da pelagem é branco neve com manchas amarelo-laranja. O cabelo é longo e liso. A cabeça é oblonga, sobrancelhas espessas. O corpo é robusto, para ossos fortes. A cauda é grossa e um pouco em forma de sabre. O rosto é de expressão severa e taciturna, às vezes até sombrio. A voz é sonora, entonação média, o que muitas vezes se torna sério.

PROPORÇÃO SIGNIFICATIVA : O comprimento do corpo deve exceder a cernelha em um máximo de 10%.



Comportamento / temperamento:

Este é um cachorro pessoal, dócil e muito apegado ao seu mestre. De temperamento moderado, ele é muito apaixonado durante a caça.

Cabeça:

É bem proporcionado em relação ao corpo. Seu comprimento é 20 - 24 cm; não deve ser muito leve. A pigmentação da mucosa visível é escura.

Região craniana:
  • Crânio : Ligeiramente volumoso. A protuberância occipital é bem aparente, bem como o sulco frontal, que geralmente é coberto por um tufo de cabelo longo e reto. A testa é bastante larga. O crânio fica mais estreito na região dos olhos.
  • Nasofrontal depression (Stop) : Não está marcado.

Região facial:

  • Trufa : É largo, com narinas bem desenvolvidas. A pigmentação é preta escura.
  • Focinho : Espessura, Retangular; o focinho é largo e coberto com bigodes espessos. Visto de frente, as mandíbulas dão ao focinho uma aparência redonda.
  • Dentes : Strong; a articulação é em forma de tesoura. Os dentes estão completos. : Eles ficam bem juntos e não são muito grossos.
  • Olhos : A íris é de cor escura. Os olhos são grandes, mas não exorbitante. O visual é sombrio. Uma vez que os pelos das sobrancelhas são grossos e longos, estes são emaranhados e espessos.
  • Orelhas : Eles não são muito grossos e são cobertos por cabelos mais curtos. Eles são implantados perto dos olhos, mas eles não são altos, não perto da borda do perfil superior do crânio. As orelhas são mais largas no centro e próximas às bochechas. São longos o suficiente; mais fino e mais arredondado na ponta. Eles vêm para a frente. São considerados muito longos quando atingem mais ou menos o nariz, e muito tempo quando chegam aos caninos. Eles devem ser pelo menos semilongos e atingir pelo menos até os arcos zigomáticos.

Pescoço:

No perfil, a junção do pescoço com a cabeça é marcada na parte de trás da protuberância occipital. Seu comprimento é 12 - 15 cm e a pele dela está esticada, sem barbela.

Corpo:

Visto como um todo, a margem superior inclina-se ligeiramente em direção à garupa.

  • Altura à Cruz : Pouco pronunciado.
  • Voltar : É reto e largo. Seu comprimento é bem proporcionado em relação à altura na cernelha.
  • Lombo de porco : Curta, musculoso e arredondado.
  • Alcatra : Ampla, especialmente em mulheres. Suavemente inclinada; arredondado, uma vez que as ancas são aparentes.
  • No peito : É amplo e profundo. Desce pelo menos até o cotovelo. Sua circunferência geralmente excede em 12 - 15 cm de altura na cernelha. As costelas são arredondadas. A ponta do esterno mal é visível. A frente do peito é arredondada.
  • Ventre e flancos : A margem inferior sobe progressivamente, do apêndice xifóide, em direção ao ligamento dos membros posteriores. A barriga é ligeiramente levantada. Os flancos são ligeiramente acentuados e não devem ser coroados.

Cola:

Sua implantação não é muito elevada. É mais espesso na base e afunila na ponta. Baixo, com uma ligeira curva em direção ao topo. Alcança ou ultrapassa ligeiramente o jarrete.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES :

  • Ombro : As omoplatas são oblíquas, longo, musculoso e bem preso ao tórax. O ângulo da articulação escapulo-umeral é de cerca de 90 °.
  • Cotovelos : Eles não derivam para dentro.
  • Antebraços : Eles são eretos e bem musculosos.
  • Carpi : Quase invisível.
  • Metacarpo : Curto, quase vertical; porém com uma ligeira inclinação, que junto com a vertical forma um ângulo de 10 °.
  • Pés dianteiros : Pé de Jack, Estreito, com os dedos bem juntos. As almofadas são bem desenvolvidas e resistentes. Unhas são grossas.

MEMBROS POSTERIORES :

  • Coxas : Curto, largo e musculoso.
  • Pernas : Eles são mais longos que as coxas; oblíquo e bem musculoso.
  • Jarrete : Grosso e largo.
  • Metatarsos : Eles são curtos e verticais. Se houver esporas, estes devem ser removidos.
  • Pés de volta : Como a frente ; eles costumam ser um pouco mais longos.

Movimento:

É solto e energético.

Manto

PELE : É elástico, é bem esticado por todo o corpo, avermelhado. Sem presença de rugas.

CABELO : A camada externa dos cabelos - conhecida como cabelo de lã - é resistente. Seu comprimento é 5 - 10 cm, é hirsuto, nunca enrolado, nem com ondulações. Sob esta camada de cabelos grossos está, especialmente no inverno, um subpêlo de pelos curtos e abundantes. A camada externa dos pelos não é esticada sobre a pele, mas é desgrenhada. Não deve se enroscar ou formar tufos de feltro. O comprimento e a densidade do cabelo variam de acordo com a região do corpo.

COR : Branca de neve é ​​a cor de fundo. As orelhas são geralmente laranja. Um ponto em forma de estrela da mesma cor é frequentemente visto na testa. As orelhas também podem ter manchas laranja, que é um sinal de raça pura. Manchas laranja, mais ou menos estendido, ou manchas da mesma cor podem ser vistas por todo o corpo, mas geralmente são encontrados na base da cauda. Essas marcas não devem ser abundantes, nem espalhados de maneira que sejam mais perceptíveis do que a cor branca da neve. A cor das marcações deve ser elevada, nem pálido, nem escuro, nem marrom, o que seria um sinal de miscigenação. Uma terceira cor não é permitida, nem mesmo em alguns fios de cabelo.



Tamanho e peso:

Altura à Cruz : É a altura para a Cruz de 46 - 58 cm tamanho ideal para homens : 52 cm, para mulheres : 50 cm.

PESO : O peso de um cão adulto normalmente alimentado, é de 16 - 24 kg. Um peso médio de cerca de 20 kg.



Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

• Mandíbula quadrada, visto de frente.
• lábios flácidos e pendentes.
• Terceira pálpebra (corpo reluzente, membrana nictitante ) aparente.

FALHAS ELIMINATÓRIAS :

• cão agressivo ou medroso.
• Falta de proporção entre a altura na cernelha e o comprimento do corpo.
• Nariz muito rosa ou despigmentado.
• Focinho muito obtuso, pontudo ou mesmo levantado.
• Oclusão incorreta das mandíbulas; prognatismo pronunciado.
• pálpebras rosa.
• Olhos de cores diferentes
• orelhas muito curtas ou muito distantes da cabeça; implantação muito alta ou muito baixa. Pêlos da orelha muito longos, sedosos, ondulados, crespo ou com a consistência de feltro.
• Cauda que se desvia lateralmente ou foi cortada.
• Cotovelos amplamente separados do corpo.
• antebraços arqueados.
• Metacarpos muito oblíquos.
• Qualquer outra cor além do amarelo-laranja. Marcas acinzentadas ou enegrecidas nunca serão aceitas.
• Tamanho acima ou abaixo das normas.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.



N.B.:

Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Fonte: F.C.I - Fédération Cynologique Internationale

Nomes alternativos:

    1. Istrian Rough-coated Hound, Istrian Wire-haired Hound (Inglês).
    2. Chien courant d’Istrie à poil dur (Francês).
    3. Rauhhaarige Istrische Bracke (Alemão).
    4. Em croata: istarski ostrodlaki gonic (Português).
    5. En croata, istarski oštrodlaki gonič (español).

Rafeiro do Alentejo
Portugal FCI 96 - Molossóides . Montanha

Rafeiro do Alentejo

O Rafeiro do Alentejo É um excelente cão de guarda nas fazendas e casas do Alentejo.

Conteúdo

História

O Rafeiro do Alentejo (Mastim do Alentejo), como o próprio nome sugere, vem da região portuguesa de Alentejo, que se estende ao sul do rio Tejo até ao Algarve. O cão de raça, que dentro do FCI pertence ao grupo 2 (Molossóides), Subseção Mountain Dogs, tem uma longa história como cão pastor. Embora pouco se saiba sobre a origem exata dessa raça rara, seus pais devem ser encontrados nos cães molossianos do Oriente Médio. O Cão da Serra da Estrela (Star Mountain Dog), também de portugal, provavelmente também estava envolvido em sua origem.

Nas planícies alentejanas, os pastores usavam Rafeiro do Alentejo pastorear e conduzir gado. Além disso, o intrépido amigo de quatro patas protegeu o rebanho que lhe foi confiado, evitando confiantemente ataques de animais selvagens ou ladrões. Especialmente à noite, o Rafeiro do Alentejo defendeu seu rebanho no sangue. Os grandes proprietários ricos apreciaram o cão imponente não apenas como um protetor vigilante, mas também como um símbolo de status de força e poder.

À medida que a industrialização progredia e grandes propriedades declinavam, o rafeiro ficou mais estranho. No início do século XX, cães deste tipo estavam quase extintos. No entanto, um pequeno círculo de entusiastas garantiu que a raça fosse preservada. Em 1940 um primeiro padrão de raça foi estabelecido. 14 anos mais tarde, Fédération Cynologique Internationale (FCI) finalmente reconheceu a raça.

Características físicas

Quando o Rafeiro do Alentejo, ladrões de gado e animais selvagens fogem rapidamente: Quem iria querer mexer com um cachorro tão grande e poderoso?

Com uma altura na cernelha de até 76 cm e um peso de aproximadamente 50 kg, o cão de raça portuguesa tem uma aparência muito marcante. Sua cabeça maciça e seu corpo forte e musculoso dão uma impressão defensiva.. Olhe com calma para o seu oponente com pequenos olhos castanhos, entre os quais há um ligeiro sulco, mas nada escapa do seu olhar atento.

Apesar de sua forma volumosa e marcha um tanto pesada e lenta, o corpo do Rafeiro do Alentejo parece ser bastante longo do que largo. O pescoço oferece uma boa transição para o ombro, as costas são retas. A cauda é bem mobiliada e espessa na base, bastante baixo e forma uma ligeira curva ascendente quando excitado. Em posição de repouso, chega ao jarrete. Orelhas do Rafeiro eles são de tamanho médio e caem para um lado quando dobrados.

A pelagem densa e suave do cão pastor português é de comprimento curto a médio e possui subpêlo abundante, oferecendo proteção confiável em todas as condições climáticas. O Rafeiro do Alentejo está disponível em preto, Lobo cinzento, leonado ou amarelo com ou sem manchas brancas. Também é permitida uma cor de base branca com manchas amarelas., bem como as amostras tigradas de acordo com o padrão da raça.

Caráter e habilidades

À noite, o Rafeiro do Alentejo ele está no seu melhor momento: nada escapa do seu olhar atento, seu nariz bom e suas excelentes orelhas. Quem ousar entrar em seu território é capturado sem aviso prévio e, Sim é necessário, atacado. Pastores que têm um Rafeiro eles não precisam mais temer ladrões ou caçadores.

Como um cachorro de raça pura, cuja única tarefa é acompanhar e proteger sua família, o cão de raça portuguesa é completamente inadequado. Embora ele seja fiel e leal à sua família, sua nitidez inata é difícil de controlar, mesmo com uma educação consistente. Depois de tudo, o inteligente e autoconfiante Rafeiro do Alentejo sempre foi usado para trabalhar e agir de forma independente. No entanto, a vontade de subordinar e obedecer não está entre seus pontos fortes.

Quem quer manter um Rafeiro do Alentejo deve ser capaz de oferecer um amplo território no qual você possa viver seus instintos vigilantes e protetores de acordo com seu humor. Isso não significa, É claro, que alguém deveria deixar esse cachorro ir. Um proprietário responsável socializa e educa seu cão desde o início. Mostra claramente quem está segurando as rédeas na mão e onde estão seus limites. Ao mesmo tempo, ele também aceita que seu amigo de quatro patas precise de sua liberdade. O Rafeiro nunca se tornará um “bom cão de colo”.

Compre um “Rafeiro do Alentejo”

Os interessados ​​em um Rafeiro do Alentejo Às vezes, os puros-sangues precisam percorrer um longo caminho para encontrar um criador adequado. No entanto, pessoas que querem comprar esse cachorro por capricho, deve abster-se de comprá-lo. O Rafeiro é e continua sendo um excelente cão pastor e deve ser mantido nesse contexto. Quem quer transformá-lo em um cão de companhia familiar, ele faz a si mesmo e o cachorro não favorece.

Saúde e expectativa de vida de “Rafeiro do Alentejo”

As doenças típicas da raça são pouco conhecidas devido à baixa propagação da raça. O Rafeiro é um cão muito robusto cuja expectativa de vida é comparativamente alta, de 12 - 14 anos. No entanto, como todos os cães de tamanho e formato, Você também pode ter problemas nas articulações, como displasia da articulação do quadril ou displasia do cotovelo.

A dieta do “Rafeiro do Alentejo”

Em princípio, esta raça não tem necessidades alimentares específicas. No entanto, uma dieta equilibrada e saudável é, É claro, também importante para este cachorro – também ou especialmente em relação a possíveis problemas articulares. Por conseguinte, seguindo a dieta de cachorros de alta energia, um alimento com poucas proteínas deve ser administrado primeiro para evitar que o cão jovem cresça rápido demais. No cão adulto, o valor energético dos alimentos pode aumentar novamente. Agora, carne fresca, através do qual a quantidade necessária de proteína animal é absorvida, deve principalmente encher a tigela de alimentação. Legumes frescos e arroz são adequados para um enfeite saudável. O peixe pode ser dado como uma alternativa à carne.

Classificações do "Rafeiro do Alentejo"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Rafeiro do Alentejo" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

  • FCI – Cães do tipo Pinscher e Schnauzer-Molossoide – Cães de Montanha e Boieiros Suiços. Seção 2.2 Molossóides, tipo de montanha.
  • AKC – FSS
  • UKC – Cão de guarda

Padrão da raça FCI "Rafeiro do Alentejo"

Origem:
Portugal

Data de publicação do padrão original válido:
04.11.2008

Uso:

É um excelente cão de guarda nas quintas alentejanas, e também é um cão pastor muito estimado. Sou eu



Aparência geral:

É um cão de grande porte, forte, rústico, sóbrio. Com um perfil convexo ligeiramente acentuado. É sublongilíneo (um pouco mais longo do que largo).

    PROPORÇÕES IMPORTANTES: Retangular (Sub- longilíneo) com uma altura na cernelha um pouco menor que o comprimento de seu corpo.

  • A largura do crânio em relação ao comprimento da cabeça deve ter uma proporção de 1/ 2
  • O comprimento do focinho e do crânio deve ter uma proporção de 2 / 3
  • A profundidade do peito deve ser ligeiramente menor que a metade da altura na cernelha.


Comportamento / temperamento:

Um excelente cão de fazenda e cão de guarda de propriedade. Também é muito útil como protetor de gado, mais vigilante durante a noite sendo muito sério quando algum território ou propriedade é confiado a ele.

Sua expressão é calma e confiante, nunca agressivo ou tímido.

Cabeça:

Volumoso tendendo a ser sólido em proporção ao tamanho do cão, largo na parte de trás do crânio, estreito e menos convexo no focinho. O eixo craniofacial superior é moderadamente divergente.

Região craniana:
  • Crânio: Largura; saliente em ambos os eixos. Os arcos superciliares não são proeminentes. O sulco frontal não é muito pronunciado entre os olhos e acima deles. A protrusão occipital é pouco aparente. O espaço interatrial é de curvatura regular e leve.
  • Nasofrontal depression (Stop): É pouco pronunciado

Região facial:

  • Trufa: Oval e preto. Seu membro é ligeiramente truncado de cima para baixo e da frente para trás. Janelas nasais bem abertas.
  • Focinho: Seção transversal saliente. O perfil da ponte nasal é reto. O comprimento do focinho é menor que o do crânio. É de amplitude média.
  • Lábios: Ligeiramente inclinado na frente, sobreposto e bem dividido. Eles são finos, empresa, com um perfil inferior ligeiramente curvo.
  • Mandíbulas / Dentes: Strong, bem desenvolvido e bem oposto. Bite em tesoura, é aceito na braçadeira.
  • Bochechas: Ligeiramente evidente com zona massetérica proeminente. Olhos: Pequeno, elípticos quase rasos. Eles são marrons (de preferência escuro), horizontal, e pouco. As pálpebras possuem pigmentação escura firme aderente aos olhos. Expressão calma.

Orelhas: Inserção média. Estão dobrados, pende para os lados e tem pouco movimento. Quando o animal está ativo, suas orelhas ficam dobradas, ereto na base e mais flexionado verticalmente. Eles são triangulares, pequeno e estreito na base; sua largura na base é igual ao comprimento do eixo mediano do pavilhão.

PESCOÇO: Bem colocado nos ombros, reta, curto, forte com barbela longitudinal simples e uniforme, proporcional ao tamanho.

Pescoço:

Bem colocado nos ombros, reta, curto, forte com barbela longitudinal simples e uniforme, proporcional ao tamanho.

Corpo:

É forte, bom muscular, um pouco mais longo do que sua altura na cernelha, volumoso.

  • Top de linha: Derecha, quase nivelado, uma leve inclinação da parte posterior é tolerada.
  • Cruz: Não proeminente, bem conectado ao pescoço. Voltar: Ligeiramente inclinado, tendendo para a horizontal.
  • Lombo de porco: Reto e comprimento médio. É amplo, bem musculoso e ligeiramente volumoso.
  • Alcatra: Ligeiramente inclinado, tempo médio, largo e musculoso, em relação à substância.
  • Peitoril: Não muito aparente, ampla.
  • No peito: Ampla, bem abaixado ou ligeiramente acima do nível do cotovelo.
  • Costelas: Bem arqueado, ligeiramente inclinado para trás.
  • Barriga e quadris: Esterno quase horizontal. Não é torto e prolonga o esterno.

Cola:

É longo e grosso, com inserção média seguindo a linha da garupa. Tem uma curva na ponta, mas não é dobrado. Quando o cão está em repouso ele cai sob o jarrete; quando ativo, pode ficar torto.

Extremidades

MEMBROS ANTERIORES: São fortes, separado; visto de frente e de lado, eles estão bem posicionados.

  • Ombro: Strong, tempo médio, bem desenvolvida e muscular. Ângulo da escápula - úmero aproximadamente 105º.
  • Braço: Strong, tempo médio, inclinado e musculoso.
  • Cotovelos: Colado ao peito, inclinando-se nem para dentro nem para fora. Ângulo do raio - úmero entre 130º e 135º.
  • Antebraço: É vertical, longo, grosso e bem musculoso.
  • Carpo: Espessura. Com boa articulação.
  • Metacarpo: É grosso, comprimento médio e ligeiramente inclinado. Pés anteriores: Eles não são esmagados. Os dedos são grossos e longos, eles estão bem fechados e não muito dobrados. As unhas são fortes e a cor varia de acordo com o cabelo. As almofadas são duras e grossas.

MEMBROS POSTERIORES: Strong, separado, e vistos por trás e de lado eles estão bem posicionados.

  • Coxa: Longo, Largura, músculos não observáveis. Quadril - ângulo do fêmur de aproximadamente 105º.
  • Articulação do joelho: Junta forte, alinhado com o corpo sem inclinar-se ou para fora, Ângulo do fêmur - tíbia entre 125º e 130º. Perna: Um pouco inclinado e de comprimento médio. É musculoso. Jarrete: Médio alto. É magro. Tíbia - ângulo do tarso de aproximadamente 140º.
  • Metatarso: Espessura, comprimento médio, ligeiramente inclinado. Pode ter ergôs simples ou duplos.
  • Pés de volta: Eles não são esmagados. Os dedos são grossos e longos, eles estão bem fechados, e eles não são muito curvados. As unhas são fortes e a cor varia de acordo com o cabelo. As almofadas são fortes e resistentes.

Movimento:

Pesados, lento e ondulante sem exagero.

Manto

PELE: A pele é grossa e ligeiramente solta. As membranas mucosas são parcial ou totalmente pigmentadas de preto.

  • Cabelo: Deve ser curto ou de preferência semilongo. É grosso, suave e densa. É distribuído uniformemente pelo corpo e se estende aos espaços interdigitais.
  • Cor: Black, wolfhound, leonado ou amarelo. Branco com essas cores ou essas cores com branco, manchado, listrado ou tigrado.


Tamanho e peso:

Altura à Cruz:

  • Machos: 66 - 74 cm.
  • Fêmeas: 64 - 70 cm.

Peso:

  • Machos: 45 - 60 kg.
  • Fêmeas: 35 - 50 kg.


Falhas:

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

  • Comportamento: Timidez.
  • Apariência geral: Aparência geral ruim, magreza, Obesidade.
  • Caña nasal: Longo, fechar, um pouco curvo de perfil com um nariz truncado verticalmente.
  • Línea Superior: dorso encarpado o ensillado.
  • Gsemelhança: Muita queda, longo, fechar.
  • Col-: Com inserto muito alto, ou muito baixo.
  • Antigatremidades: Jarrete de vaca, muito largo na frente, angulações erradas, falta de postura correta.
  • Pemisto é: Desproporcional ao tamanho do corpo, pé aberto ou pé de lebre,
  • Pelo: Mau aparência da pele Cabelo comprido, ondeado o alambrado.

FALTAS GRAVES:

  • ApArience geral: Estrutura leve ou linfática.
  • Celes não estão vindo: Desproporcional ao tamanho do cão, falta de volume, pare pronunciado, crânio plano ou estreito, eixos faciais do crânio longitudinal superior paralelo
  • Ojos: Cor clara, não elíptico, inclinado, pálpebras frouxamente aderidas ao globo ocular.
  • Obares: Grande, arredondado, não dobrado, não pendurado, parcialmente amputada
  • Comisto: Ausência de papada, muitos vincos ou queixo duplo.
  • Peco: Estreito, costelas planas
  • Col-: Curvo quando em repouso, um gancho na ponta, corta Amputada.
  • Membranas mucosas: Ausência de pigmentação parcial externa da boca, pálpebras, lábios e nariz.
  • Ta mão: Machos: menos de 66 cm. ou mais que 75 cm. Fêmeas: menos de 64 cm. ou mais que 71 cm

FALHAS DE DESCALIFICANTES:

  • Agressividade ou extrema timidez.
  • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
  • Tempemcidade: Atípica.
  • ApArience geral: Estrutura extremamente leve ou linfática.
  • Celes não estão vindo: Estreito e longo.
  • Caña nasal: Excessivamente longo, o perfil arqueado.
  • Dementidades: Prognatismo superior ou inferior.
  • Ojos: Clara, de diferentes cores ou dimensões, parcialmente coberto pela terceira pálpebra.
  • Obares: Implantado alto ou baixo, arredondado ou grande.
  • Col-: Ausência (anúria).
  • Mucoso: ausência de cor preta no nariz, as janelas, boca e lábios (albinismo).
  • Pelo: Cetim.


N.B.:
  • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
  • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

TRADUCCION: Rafael Santiago (Porto Rico).

Revisão técnica: Miguel Angel Martinez (Federação Cinológica Argentina).

Fonte: F.C.I - Fédération Cynologique Internationale

Nomes alternativos:

    1. Rafeiro do Alentejo, Alentejo-Mastiff, alentejo mastiff (Inglês).
    2. mâtin de l’Alentejo, mastiff de l’Alentejo (Francês).
    3. Rafeiro do Alentejo, Rafeiro, Alentejo-Mastiff (Alemão).
    4. Mastim Português, Mastim do Alentejo (Português).
    5. Mastín del Alentejo (español).

Fotos:

1 – Rafeiro do Alentejo por https://brit-petfood.com/hr/node/8006

Redbone Coonhound
Estados Unidos Não reconhecido pela FCI

Redbone Coonhound

O Redbone Coonhound É comumente usado para a ursos de caça, guaxinins e pumas.

Conteúdo

História

Redbone Coonhound É uma raça de cão de origem americana que, Desde a sua criação tem sido usado para a ursos de caça, guaxinins, e até mesmo, Onças-pardas. Agilidade e características físicas autorizar a caça Redbone Coonhound em pântanos, nas montanhas e alguns tendem a ser usados como cães de água (oficiais de Justiça).

De acordo com o padrão das American Kennel Club: “O Redbone Coonhound é uma mistura equilibrada de beleza e temperamento, com uma segurança ar notório e grandes talentos para caça”. Esta bela corrida ganha seu primeiro registro no American Kennel Club no 1904.

Ler mais

Terrier preto da Rússia
Rusia FCI 327 . Tipos de Pinscher e Schnauzer

Terrier Ruso Negro

O Terrier preto da Rússia, precisa de muito exercício, e ele pode ser hiperativo e destrutivo

Conteúdo

História

O Terrier preto da Rússia, (em Russo: Чёрный терьер), abreviado como BRT, conhecido, também como cão de Stalin (Sobaka Stalina), É uma raça de cão desenvolvido para servir como um cão de guarda e polícia cão.

A raça foi reconhecida como tal em julho de 2004, pelo American Kennel Club.

Apesar do nome, o Terrier preto da Rússia, não é um puro Terrier: Acredita-se que eles foram usados em torno de vinte corridas no seu desenvolvimento, incluindo (entre outros) para o Airedale Terrier, o Schnauzer gigante, o Rottweiler, o Terra-nova, o Ovtcharka e o cão de água de Moscou, agora extinto.

Características físicas

O terrier preto Russo muito mais se parecer com um Schnauzer que para um Terrier. A cabeça é longa, com frente plana. O focinho forte. Os olhos são pequenos e escuros. O tronco é sólido. As pernas são retas e muscular.

O Terrier preto da Rússia, dá a impressão de grande força, agilidade e valor. É um cão robusto, rústico em aparência (mas não de gordura), e ele não deve aparecer como se seu cabelo foi esculpido ou cortado, deve ver brilhante na natureza, e ligeiramente cacheado.

A pelagem é densa e difícil, não é muito suave ao toque, Ele é tão encaracolado e o comprimento do cabelo vai ser de 4 - 10 cm. O cabelo mais longo encontrado na barba e sobrancelhas, com uma juba (não muito densa, mas mais do que o resto do corpo) O que, estende, ligeiramente, a Cruz e o pescoço., característica mais pronunciada nos machos. O brasão é baixo desprendimento e a cor é preto com alguns cabelos grisalhos.

De acordo com o padrão FCI (1983), o macho deve ter uma altura de 66 - 72 cm para a Cruz e a fêmea de 64 - 70 cm, com uma tolerância de +/- 2 cm. Eles devem pesar entre 35-70 kg.

Sabia?

Embora a palavra Terrier em seu nome, o Terrier preto da Rússia é membro da Força-Tarefa American Kennel Club.

Caráter e habilidades

Vídeos “Terrier preto da Rússia”
Terrier preto RussoTerrier preto Russo
Cães 101 - Terrier preto da RússiaCães 101 – Terrier preto da Rússia

O Terrier preto da Rússia, é um cão seguro, Vá com calma, muito inteligente, bravos e leais. Nunca deve ser tímido. Pode parecer distante, ou talvez independente, mas no seu basic precisa, é a sociedade humana e o amor de sua família.

É um cão saudável em geral e sua expectativa de vida é em torno do 14 anos.

Por causa de sua educação como um cão de trabalho, tem um trabalho muito forte instinto (“a ética do trabalho”), e por isso é bom fornecer o animal alguns jogos para entender os papéis de trabalho, vai ser tão feliz.

Formação inicial é uma necessidade., que você irá aproveitar qualquer proprietário que não foi capaz de estabelecer um curso de domínio. Eles são muito sensíveis à educação e muitas vezes Excel em competições de obediência. Também, eles são muito bons em vários esportes cão, como agilidade.

O Terrier preto da Rússia, precisa de muito exercício, e pode ser hiperativo e destrutivos se não tiver a oportunidade de gravar sua energia.

Classificações do "Terrier preto da Rússia"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Terrier preto da Rússia" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Precisa de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens “Terrier preto da Rússia”

Vídeos “Terrier preto da Rússia”

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI:
  • Grupo :
  • Seção : . .

Federações:

FCI , AKC , ANKC , CKC , KC , NZKC , UKC

Padrão da raça FCI "Terrier preto da Rússia"

FCIFCI - Terrier preto da Rússia
Terrier

Nomes alternativos:

    1. Chornyi, Russian Bear Schnauzer, Russian Black Terrier, Chornyi Terrier (Inglês).
    2. Terrier noir russe, errier noir (Francês).
    3. Russischer Schwarzer Terrier, Russischer Schwarzer Terrier (Alemão).
    4. Terrier preto da Rússia, Cão de Stalin, chiorny Terrier (Português).
    5. Perro de Stalin (español).

Schnauzer gigante
Alemania FCI 181 . Tipos de Pinscher e Schnauzer

Schnauzer Gigante

O Schnauzer gigante é um cão equilibrado, doce com crianças e desconfiada com estranhos.

Conteúdo

História

O Schnauzer gigante É uma raça de cão grande e compacto, um nativo da Alemanha. Mais antigo, amante de água e ativo, É uma das três variedades de Schnauzer.

A raça Schnauzer em suas três variedades, Tem muito velho e comum para a origem do Terrier (daqueles que descem).

Y, Embora os aires foram muito Terrier, em seguida, a criação e seleção da raça Schnauzer focaram especialmente sobre a guarda e a defesa.

Ler mais