Terrier japonês
Japón FCI 259 . Terrier de pequeno porte.

Terrier japonês

Quase não desfruta de difusão e está praticamente para ser descoberto.

conteúdo

História

No meio da era Edo, sobre 1700, um pequeno cachorro apareceu no Japão que se parecia muito com o tipo terrier. Foi o resultado de um cruzamento entre pequenos cães japoneses com Fox Terriers ingleses de pelo liso, que foi trazido para o porto de Nagasaki por marinheiros holandeses. Naquela época, o porto de Nagasaki era o único porto aberto aos países ocidentais, especialmente o holandês. Depois de várias gerações, alguns descendentes desses cães foram criados como uma espécie de Galgo italiano.

Em torno de 1900, ao final da era Meiji, alguns dos melhores dos cães mencionados foram vistos no distrito de Kobe e chamados “Terriers de Kobe”. Seu tipo era algo entre moderno Fox Terrier liso e o moderno Terrier Japonês. Eles foram os primeiros terriers a serem criados no Japão. Isso “Kobe Terrier” e alguns de seus ancestrais também foram chamados “Oyuki Terrier” e “Mikado Terrier” e dizem que foram carinhosamente cuidados pelos nativos e também por estrangeiros.

Em torno de 1916 Um ancestral do Terrier Japonês apareceu no distrito de Nada, perto de Kobe, um cão chamado “KURO” (Nascido em 1913 em Kobe), Isso significa “Black” em Japonês. Este cachorro era um cruzamento entre um Toy Terrier inglés e um Bull terrier miniatura, ambos importados de países ocidentais. Estes filhotes foram criados com cães do referido Kobe Terrier. O resultado foi um cachorro de pêlo muito curto, magro e pequeno do tipo Terrier e era chamado de TERRIER JAPONÊS (NIHON) desde então. Naqueles dias, Os principais criadores do Condado de Osaka envolvidos em consanguinidade e linhagem para consolidar a aparência. Graças aos seus esforços, a raça foi firmemente estabelecida em 1930.

Em 1932 O CLUBE NIHON TERIA foi fundado sob a presidência de Tamara KIKUJIRO. O TERRIER JAPONÊS era ideal para criadores de cães da cidade e se tornou moda.

Em 1940, onde cidades foram construídas em todos os lugares e com essas cidades cresceu a demanda por um cão menor e mais ativo do que os grandes cães de guarda, o TERRIER JAPONÊS se tornou muito popular. No entanto, em toda a sua história, esta raça foi duas vezes ameaçada de extinção. A primeira vez, durante a segunda guerra mundial e novamente, sobre 1948, devido à perda de popularidade entre os japoneses, uma vez que outras raças ocidentais estavam mais na moda.

Embora o TERRIER JAPONÊS tenha sido reconhecido pelo F.C.I. (Federation Cynologique Internationale) em 1964, esta raça era praticamente desconhecida fora do Japão.

De acordo com os documentos, três linhas básicas de TERRIER JAPONÊS foram mencionadas: “MARCO” (pelo Sr.. Nobuaki Shigematsu, Prefeitura de Yamaguchi), “APLIQUE” (pelo Sr.. Sumiko Amano, Cidade de Hamamatsu) e “TAMA TAKAHARA” (pelo Sr.. Jun Takahara, Tal).

Em torno de 1985, havia menos que 50 cadelas disponíveis para reprodução em todo o Japão. Após o grande esforço de alguns voluntários, que estavam cientes da necessidade de proteção imediata da raça, o número de cães atingiu cerca de 400 cães reprodutores após sete anos.

Por conseguinte, menção especial deve ser feita aos esforços do Sr.. Junho TAKAHARA, cujo engajamento tornou o JAPONÊS TERRIER conhecido além das fronteiras do Japão.

A raça não foi vista em países europeus até 1991, Quando um casal de Terriers japoneses chegou à França a pedido da Sra.. Luisa González de Castejón. Seus nomes de cachorro eram “Kuroyuri Maru de Tama Takahara” (masculino) e “Keshinome Brains de Tama Takahara” (feminino).

Outro criador europeu também se juntou a esta aventura nos anos 90: O Sr.. Roberto Verde de Nápoles (Itália) ele também possuía três lindos terriers japoneses.

Uma e outra vez, houve e ainda há alguns criadores que cuidam desta raça, mas infelizmente não foi possível estabelecer uma população estável na Europa.

Após 2 anos estabelecendo contato com o criador japonês Sr.. Thoshihide OZAKI conseguiu importar o PRIMEIRO TERRIER JAPONÊS em 4.11.2014 para a ÁUSTRIA. “YODOGIMI de OZAKI FARM JP” Nascermos 28.06.2014. Este cão foi registrado no Kennel Club austríaco (ÖHZB) con JAPT 1.

Para criar uma base reprodutiva, mais cães foram importados do Japão nos últimos anos. No total 4 mulheres foram trazidas para a Áustria e dois homens (HIBIKI suíço da Ozaki Farm JP / 2017 & SHIN de Ozaki Farm JP / 2018) foram transferidos para a Suíça. Em 2017 o primeiro Terrier Japonês foi registrado na Suíça.

Características físicas

É um cachorro pequeno, elegante na aparência, e uma configuração definida e compacta.

Altura do ombro: 30 cm – 33 cm; Peso: Uns poucos 5 kg

Peles: Curta (2mm) suave, denso e brilhante; o casaco não precisa de nenhum cuidado adicional;

Cor: Cabeça: Tricolor (fogo e branco); Corpo: Cor básica branca com pequenas manchas pretas ou castanhas.

Os criadores do JAPANESE TERRIER são muito exigentes em termos de aparência e marcação de cores., que às vezes são considerados mais importantes do que suas habilidades esportivas. As cores e marcações ideais em um Terrier Japonês são o preto, castanho chocolate e bege: O chefe, orelhas e osso do nariz devem ser de cor escura, preto ou marrom chocolate. O focinho no nariz e em cada bochecha e acima de cada olho deve ser castanho claro. O maxilar inferior ficará branco. Uma clara “V” é visível no pescoço. Ocasionalmente, também há cabeças cinza-escuras com marcas marrom-claras. No entanto, esta é considerada a pior das variações de cores. Isso é diferente com as cabeças pretas profundas. Esta cor preta é permitida, porque lembra um dos velhos cachorros kobe.

Caráter e habilidades

O TERRIER JAPONÊS não é apenas um cachorrinho muito inteligente, mas também travesso e cheio de temperamento de terrier. Conhecê-lo significa amá-lo por sua grande sensibilidade. Tem um caráter alegre e participará de jogos com prazer e alegria. É um cão de um homem só cuja devoção lisonjeia seu dono. Como um cão doméstico atento avisa da abordagem de um estranho, mas sem ser agressivo. É muito fácil de treinar e pode aprender todos os tipos de truques. Seu maior esforço é agradar seu dono. Como parceiro de esportes, ele tem grandes habilidades e instintos inatos. Tem um excelente olfato e boa visão, mas ainda não tem ambições de caça. Nunca é briguento, Ela se dá bem com outros cães, especialmente com sua própria raça.

É um cachorrinho independente, cujas características o tornam um agradável “parceiro”. É adequado para jovens, para atletas e jovens de coração. E uma coisa é especialmente importante para o pequeno terrier: aconchegando-se com seu dono.

Atitude: O terrier japonês é um cão pequeno, mas ainda precisa de atividade suficiente. É o companheiro ideal para pessoas ativas. Gosta de aprender e, portanto, também é adequado para jogos mentais ou esportes caninos adequados para raças pequenas.

É um “perro faldero” no sentido positivo. Mas isso só se você estiver cansado das muitas corridas!

Com as crianças:

O TERRIER JAPONÊS é muito apegado aos seus donos e gosta de um bom aconchego. No entanto, ele não é um cachorro babá. Como em todas as raças de cães pequenos, o tamanho pequeno do corpo tem vantagens ao viajar, mas se torna uma desvantagem com – e falo com carinho – as mãos desajeitadas das crianças. Isso significa que quando eles têm filhos, certifique-se de que as crianças manuseiem o cão com cuidado. Ofereça ao cão uma área onde ele possa recuar se ficar muito pesado para ele. Se isso for observado, nada impede a cooperação positiva.

A nutrição correta do Terrier Japonês

A nutrição adequada é extremamente importante para evitar doenças relacionadas à dieta. É importante ter uma dieta balanceada que se adapte à sua amada. Devido à sua natureza ativa, o Terrier Japonês tem suas próprias necessidades nutricionais. É muito ágil, então você precisa prestar atenção a uma fonte de alimentação suficiente.

Alimentos integrais de alta qualidade são precisamente adaptados às necessidades nutricionais do seu cão. Isso garante um suprimento de todos os nutrientes de que seu cão necessita.. Alimentos preparados de alta qualidade têm a vantagem de não serem necessários aditivos alimentares.

Os terriers são frequentemente suscetíveis a alergias à base de grãos que contêm glúten. Neste caso, você deve garantir que a comida contém outras fontes de carboidratos. Arroz ou batatas são uma boa alternativa aqui. A intolerância alimentar pode causar erupções cutâneas, inflamação e problemas digestivos.

Recomenda-se alimentar o seu terrier várias vezes ao dia em pequenas porções. Após cada alimentação, uma pausa na digestão deve ser garantida. Você deve evitar comer antes das atividades esportivas planejadas.

Cuidado de Terrier Japonês

O pelo do seu Terrier Japonês é extremamente fácil de cuidar, uma vez que mede apenas cerca de 2 cm de comprimento. Não perca muito, mas você vai gostar de remover pelos soltos com uma luva de silicone. Até a caspa pode ser removida e a circulação sanguínea da pele é estimulada.

O cabelo do seu terrier não fica muito grosso. Por conseguinte, recomenda-se vestir um casaco durante os meses frios. Se você ficar ao ar livre por um longo período de tempo, proteja seu estômago e nariz com leite solar.

Ao cuidar dos dentes do seu terrier, você deve se certificar de não alimentá-lo com alimentos que contenham açúcar. Esses dentes danificados, que por sua vez pode levar a sérios problemas digestivos.

O Terrier Japonês tem uma musculatura altamente desenvolvida, mas sua estrutura óssea é muito boa. Por conseguinte, o uso de um arnês de cachorro é recomendado em vez de uma coleira. Se você ficar em casa sozinho por um tempo, mastigar ossos de um tamanho adequado pode ser usado como um brinquedo.

Imagens do Terrier Japonês

Fotos:

1 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorski por https://commons.wikimedia.org/wiki/User:Pleple2000
2 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorsk por Pleple2000 / CC BY-SA
3 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorski por Pleple2000 / CC BY-SA
4 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorski. por Pleple2000 / CC BY-SA
5 – Um Terrier Japonês por Canárias / CC BY-SA
6 – Bernie Lindsey, meu cachorro por Bernielindsey44 em en.wikipedia / Domínio público
7 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Terrier Japonês. por Paweł Gąsiorski / CC BY-SA

Vídeos do Terrier Japonês

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 259
  • Grupo 3: – Terriers
  • Seção 2: – Terrier de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Terriers 2 Terrier de pequeno porte.
    • Japan Kennel Club – Terriers
    • FCI Japanese Terrier Breed Standard

      FCI Japanese Terrier Breed Standard
      APARSEGURO GERAL: É um cachorro pequeno, elegante na aparência, e uma configuração definida e compacta. Cabelo medindo aproximadamente 2 mm é muito curto.

      PROPORÇÕES IMPORTANTES: A relação entre a altura na cernelha e o comprimento do corpo é 1: 1. O focinho e o crânio têm o mesmo comprimento.

      TODESEMPENHO E DESEMPENHO: O Terrier Japonês é ágil e com um temperamento animado.

      CABEZA

      GIOhN CRANIANA:

      • Cenfurecido: Plana e moderadamente estreita.
      • Ddepressão naso-frontal (parar): Não muito definido.

      GIOhN FACIAL:

      • Nariz: Black. Leme nasal é reto.
      • Labios: Eles são finos e apertados.
      • Mandíbulas / Dentes: Dentes brancos fortes. A articulação é em forma de tesoura.
      • Bochechas: Fina, não volumoso.
      • Ojos: Médias, forma oval e cor escura.
      • Obares: Implementação de alta. Eles são bastante pequenos, fina, Em forma de V, e cair para frente. No entanto, dobrado e levantado em ambos os lados do crânio são permitidos.

      COMELLO: É de comprimento moderado, forte, e gradualmente se alarga em direção à região do ombro sem barbelas.

      COMERPO

      • Cruz: Alta.
      • Dorso: Curto e firme.
      • Ele(m)o: Ligeiramente arqueado.
      • Gsemelhança: Poderoso.
      • Peco: Profundo, embora a região peitoral não seja muito larga. As costelas são bem arqueadas.
      • Línmenor ea e barriga: Barriga bem coletado.

      COLA: Moderadamente magro; Tradicionalmente, amputado no país de origem.

      En países onde o corte da cauda é proibido, a cauda natural é ligeiramente curva e afunila em direção à ponta. Em movimento é moderadamente alto.

      EXTREMIDADES

      MEMBROS ANTERIORES:

      • Ho(m)bros: Levemente inclinados.
      • Antbraços: Eles são heterossexuais; os ossos não são pesados.
      • Pemé anterior: Eles são bons juntos. As almofadas dos pés são elásticas; unhas são duras e de preferência escuras.

      MEMBROS POSTERIORES:

      • Coxas: Longo.
      • Cajadoemlla: Moderadamente angulado.
      • Ajarretes: Moderadamente angulado.
      • Metatarso: Vertical.
      • Pemé mais tarde: Eles são bons juntos. As almofadas dos pés são elásticas; unhas são duras e de preferência escuras.

      MOVIMENTO: É leve e ágil.

      MANTO

      Pelo: Curta, suave, denso e brilhante.

      Color: Tricolor, com cabeça preta, fogo e branco. Branco com manchas pretas, marcas pretas ou castanhas no corpo.

      TAMÃO:

      Tanto para os homens, como para mulheres, altura é sobre 30 a 33 cm.

      FALTAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

      FALTAS DESQUALIFICANDO:

      • Agressividade ou extrema timidez.
      • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
      • Cabelos longos.
      • Prognatismo superior ou inferior pronunciado.

      N.B.:

      • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
      • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para criação

      EleAs últimas alterações estão em negrito.

      TRaduCTIONN: Senhorita. Brigida Nestler.

      SuaPERevisao Tecnica: SR. Miguel Angel Martinez.

      Nomes alternativos:

        1. Nippon Terrier, Nihon Teria, Nihon Terrier, Kobe Terrier, Mikado Terrier, Oyuki (snowy) Terrier (Inglês).
        2. Nihon teria (Francês).
        3. Nippon-Terrier, Nishon-Terrier (Alemão).
        4. nihon, nippon terrier (Português).
        5. Nihon teria, Terrier Nipón, Terrier Japonés (español).

    Skye terrier
    Escocia FCI 75 .Terrier de pequeno porte.

    Skye terrier

    O Skye É um típico Terrier: tenaz duro com uma propensão a casca e escavação.

    conteúdo

    História

    O Skye Terrier é uma das raças mais antigas da Escócia. O terrier Skye era conhecido como as ilhas ocidentais compreendendo o terrier Skye com uma mistura de raças como os seus antepassados, incluindo protótipos Cairn Terrier.

    As referências a um terrier ilha escocesa de Skye volta a muito tempo atrás. Em seu livro do século XVI “Ingleses Dogs”, Johannes Caius escreveu que a Skye Terrier foi “fora das fronteiras bárbaras dos países mais distante norte… o que, por causa do comprimento do cabelo, ele se parece ou rosto ou corpo”. Isso certamente soa como uma descrição da pelagem profusa Skye.

    Os cães foram criados para caçar e matar raposas, texugos e lontras que fazenda de gado ou danos materiais causados ​​ameaçado. Seu longo casaco e seu cabelo facial foram feitos para protegê-los de lesões e tempo chuvoso típico da Escócia.

    Três séculos depois, o Rainha Vitória, amante do cão, Tornou-se interessado na corrida durante uma de suas visitas a Escócia, e os cães se tornaram animais de estimação da moda Noblewomen. Diz-se que mesmo uma duquesa teria vergonha de mostrar sua cara no parque sem a companhia de um Skye. Um retrato de Rainha Vitória com um de seus Skyes, Rona II, Foi pintado por William Nicholson, e outros Sykes apareceu em pinturas Sir Edwin Landseer.

    Sob ameaça de extinção

    Há preocupação de que a raça possa desaparecer completamente, desde durante 2012 Só 44 filhotes nasceram no Reino Unido. O período particularmente mais baixo para esta raça foi em 2005, quando eles se registraram apenas 30 Filhotes. Hoje, esta é a raça canina mais ameaçada dentro da classificação UK Kennel Club de Raças Vulneráveis3, e calcula-se que, se continuarmos assim dentro 40 anos a raça pode se extinguir.

    Sabia?

    Um dos terrier de Skye melhor conhecido e amado era Greyfriars Bobby, que fielmente ele observava o túmulo de seu proprietário, John Gray, durante 14 anos após a morte do homem. A estátua em homenagem a lealdade do cão é visitado Edinburgh para amantes do cão em todo o mundo.

    Características físicas

    O Skye Terrier é um corpo longo cão. Seu comprimento é o dobro do seu tamanho, com cabelos de comprimento bom. Move-se aparentemente sem esforço. seus membros, corpo e mandíbulas são fortes. Sua cabeça é longa e poderosa. Ele tem um corpo longo e sob. As bordas planas ocorrer porque o revestimento que cai em frente.

    O manto é de camada dupla. A camada interior deve consistir de cabelo curto, espesso, macia e felpuda. A camada exterior para o cabelo razoavelmente longo, disco rígido, reta, achatados sem ondulações que nunca deveria evitar o movimento. Na cabeça, o cabelo é mais curto, mais suave e cai sobre os olhos testa assistindo, mas não impedindo a visão. Ele encontra o cabelo dos lados da cabeça, orelhas circundantes como uma franja permitindo apreciar a maneira.

    Sua cor pode ser preto, escuro ou cinzento claro, Griffon, creme, todos com manchas pretas.
    Sua altura ideal é 25 – 26 cm.
    Comprimento da ponta do nariz à ponta da cauda: 105 cm. As fêmeas são ligeiramente menor nas mesmas proporções.

    Deus o abençoe

    O terrier de Skye Eles podem ser afetados por várias condições médicas, incluindo problemas nos olhos (como o glaucoma e o deslocamento da lente), hipotiriodismo, da doença de von Willebrand (um distúrbio da coagulação do sangue), alergias e colite ulcerativa.

    O “claudicação de Skye” o “cojera de cachorro” às vezes ocorre em filhotes entre 3 e 10 meses de idade. Você pode resolver sem tratamento, mas alguns veterinários sugerem que a actividade é restrito. O terrier de Skye Eles também podem ser submetidos a formas genéticas de doença de fígado e rim. O criador de seu cachorro deve estar disposto – Na verdade, ansioso – de revisar os registros de saúde de seus cães e discutir a prevalência destes e de outros problemas de saúde em suas linhas.

    Caráter e habilidades

    O Skye É um Terrier clássico: para negrito, bom, qualquer coisa, as pessoas amigas que sabem, reservado e cauteloso com estranhos. Uma palavra escocesa velha, “inteligente”, Aplica-se também a ele. É um cão inteligente e as pessoas prudentes vai considerar cuidadosamente antes de decidir se concedida suas afeições. No entanto, Uma vez que você é dado, Elas são dadas vida.

    Ele pode não parecer um grande atleta, à primeira vista, mas Skye tem resistência, força e agilidade em abundância. Você vai encontrá-lo, participando na agilidade, obediência e rastreamento, mas é também um sofá dispostos parceiro. Dois ou três passeios 15 minutos ou jogos de dia atender às suas necessidades de exercício, mas ele está disposto a mais jogo se você estiver. Se suas licenças de temperamento, Skye também pode ser uma alegre terapia cão, visitar as pessoas em instalações, tais como asilos e hospitais infantis.

    Como todos os terrier, Skye tem a mente de seu próprio, mas aprende bem. Treinar este cão sensível com firmeza amar e desfrutar de sua confiança e respeito vai ganhar.

    Classificações de Skye Terrier

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Skye terrier” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Skye Terrier fotos

    Vídeos Skye terrier

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:Grupo 3 –> Terriers. / Seção 2 –> Terriers - de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
    • FCI 75
    • Federações: FCI , AKC , ANKC , CKC , KC , NZKC , UKC
    • FCI Estádar Skye terrier

    Nomes alternativos:

      1. Skye (Inglês).
      2. Skye (Francês).
      3. Skye (Alemão).
      4. Skye (Português).
      5. Skye (español).

    Fotos:

    1 – Pleple2000 / CC BY-SA
    2 – Pleple2000 / CC BY-SA
    3 – Um terrier Skye no 2019 Kelso Dog Show © Direitos de autor Walter Baxter e licenciado para reuso sob esta licença licença Creative Commons.
    4 – Skye Terrier, Gold Country Kennel Club Dog Show, Grass Valley por Larry Miller – Cintilação

    Australian Terrier
    Australia FCI 8 . Terrier de pequeno porte.

    Australian Terrier

    O Australian Terrier é um cão cheio de energia, atencioso, com uma expressão facial que denota inteligência.

    conteúdo

    História

    O Australian Terrier É uma raça de cão da família Terrier, classificados na seção 2.

    Devido à sua aparência, Ele é muitas vezes confundido com um Yorkshire Terrier tamanho grande. Não é surpreendente porque, Esta raça vem de atravessar um Yorkshire Terrier e diferentes raças de Terrier entre o Skye Terrier, Cairn Terrier, o Norwich Terrier e outros Terrier Irlandês.

    Sua origem remonta-se no início do século XIX, quando acompanhados de seu Terrier famílias britânicas viajaram para a Austrália, e as vicissitudes do destino levou a que estes Terrier cruzado com o autóctonos…, e isto é como eles nasceram muitas corridas do mundo.

    Nos primeiros anos da sua existência, o Australian Terrier era conhecido pelo nome Broken-coated-Terrier o Broken-hair-buel-and-tan”.

    A formulação do primeiro padrão da raça, teve lugar no ano 1896, Enquanto o reconhecimento oficial do mesmo, está situado um pouco mais tarde... no 1933. Y, a revisão mais recente de dados padrão de 1962.

    Outros nomes: Terrier Australien

    Grupo 3 / Seção 2 – Terrier de pequeno porte..

    Características físicas

    É um cão muito (em relação à sua altura), aparência rústica, forte e robusto, com pernas curtas.

    A cabeça é alongada, Ele tem as trufas negras e scissor fechando dentadura. Ele apontou orelhas sendo olhos eretos e pequenos e escuros. A cauda é muitas vezes ser amputada.

    A altura do Terrier australiano é o máxima 25 cm. para a Cruz em homens e 22,5 a 23 nas fêmeas, o peso médio situa-se na 4.5 a 5 Kg.

    O cabelo é difícil, comprimento de linha reto e médio. Esta aparência rústica, precisamente, Uma vez que o cabelo é áspero ao toque e fora dá-lhe.

    A pele pode ser azul ou prata, com manchas de fogo (ou bronze) nas pernas e focinho, ou cor de areia clara ou Griffon.

    Filhotes nascem preto cor sólida e mudam de cor em três meses.

    Observações

    É uma raça de cão muito robusta, que muitas vezes tem um alto percentual de Diabetes Mellitus.

    O que é Diabetes Mellitus??

    Diabetes é definido como uma desordem no metabolismo dos hidratos de carbono, gorduras e proteínas causadas por deficiência de insulina, Pode ser absoluta ou relativa.

    A insulina é um hormônio secretado nas células beta do pâncreas, cuja produção permite para controlar o açúcar no sangue (níveis de glicose no sangue). Deficiência de insulina causa uma deterioração da capacidade dos tecidos para utilizar nutrientes, Isso se traduz em um aumento de glicose no sangue. (Hiperglicemia).

    Diabetes é classificada de acordo com a doença em seres humanos, i.e., como tipo I e tipo II.

    O tipo eu É caracterizada pela destruição das células beta, O que determina o fim de progressiva e completa perda de secreção de insulina. Cães sofrem de tipo Diabetes Mellitus pode ter um início súbito dos sintomas devido à perda rápida da capacidade de produzir insulina. Estes casos exigem insulinización da época do diagnóstico e são chamados de diabéticos 1.811 (DMID).

    Outros cães podem ter uma perda gradual da secreção de insulina, que suas células beta serão destruídas com lento. Estes animais podem ter um período inicial em que a hiperglicemia é leve ou fácil controle, Nesse caso é insulinoindependientes diabética (DMIID), Embora a longo prazo estes cães também precisam dela.

    Diabetes Mellitus Tipo II Ele é um pouco mais difícil de entender e é caracterizado por a que chamamos "resistência à insulina" e "disfuncional" células beta. A secreção de insulina por estas células será elevada, baixa ou normal, mas não o suficiente para superar a resistência a ele nos tecidos periféricos.

    ES, para explicá-lo de uma forma gráfica, É como se os tecidos periféricos não obedecer as ordens de insulina ou não eram capazes de fazer o que enviá-lo.

    Em termos de metabolismo ou síntese de glicose, Estes cães podem ter DMID ou DMIID, i.e., necessidade ou não de insulina de acordo com a magnitude do insulinorresistencia e o status funcional do beta na sua capacidade de produzir células e secretam o hormônio em pequena quantidade, normal ou alta.

    Cães também reconhece um diabetes secundário, produzido por uma intolerância de carboidrato (glicose) devido à presença de uma doença ou um tratamento de droga que antagoniza ou neutraliza os efeitos da insulina e pode levam à exaustão das células beta do pâncreas com o aparecimento da diabetes insulinodependiente.

    Os proprietários de cães diabéticos devem estar cientes de que a rotina no tratamento com insulina e alimentar tem de ser respeitado. Dois fixo-dose de insulina por dia associado com um alimento palatável para fornecer sempre a mesma fonte e a mesma quantidade de amido, sempre executar ao mesmo tempo pode reduzir o risco de hipoglicemia em cães diabéticos.

    Na América do Norte, área onde o Terrier australiano é muito popular, uma pesquisa sobre a incidência desta doença é realizada.

    Caráter e habilidades

    O padrão da raça descreve o temperamento ideal Terrier brasileiro como um aviso de espírito, “com a agressividade natural de uma manta e um caçador de cobertura“.

    Tendo em conta o Classificação dos cães de acordo com a sua inteligência funcional e obediência (Stanley Coren ’ s "A inteligência de cães") Australian Terrier fileiras 34. Significa que, é maior que a média, que indica uma boa capacidade de aprendizagem e formação.

    O australiano Terrier é um cão animado, atencioso, com uma expressão facial que denota inteligência, lealdade e fidelidade.

    Às vezes pode ser dominante para que uma boa formação desde tenra idade é a coisa certa.

    É perfeitamente adaptado para qualquer tipo de habitação, seja grande ou pequeno (Apartamento, Casa, Casa com jardim, etc.). Ele deve ser suficiente com escovação diária e uma caminhada.

    Australian Terrier fotos

    Vídeos Australian Terrier

    Avaliações do Australian Terrier

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Australian Terrier” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 8
    • Grupo 3: – Terriers
    • Seção 2: – Terrier de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Terriers 2 Terrier de pequeno porte.
    • AKC – Terriers
    • ANKC – Terriers

    Padrão FCI da raça Australian Terrier

    Padrão FCI da raça Australian Terrier
    OLHAR GERAL: É um cão robusto, Membro curto., alongado em proporção à sua altura, com o forte caráter típico dos terriers, sempre alerta, ativo e sólido.

    Sua pele grossa, sem cortar, acoplado a uma coleira bem definida em volta do pescoço que se estende até o esterno e sua cabeça longa e forte ajudam a criar uma aparência robusta e robusta.

    TOMPERAMENTO / COMPORTAMENTO: Na sua essência, ele é um terrier de trabalho, mas graças à sua fidelidade e seu caráter equilibrado, ele também é um cão de companhia.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio: Plano, largura moderada, cheio entre os olhos. Coberto por um suave "arco".
    • Links de depressão (Parar): Luz, mas definido.

    REGIÃO FACIAL:

    • Trufa: Preto, tamanho moderado, espalhando para o nariz.
    • Focinho: Forte e poderoso, tem o mesmo comprimento que o crânio. O nariz deve ser forte e não cair abaixo dos olhos. O comprimento e a força do focinho são essenciais para capacitar mandíbulas temíveis.
    • Lábios: Black, apertado e limpo.
    • Mandíbulas / Dentes: Mandíbula forte e temível. Os dentes são grandes e colocados uniformemente; os incisivos superiores caem bem perto e na frente dos inferiores (mordedura em tesoura).
    • Olhos: Eles devem ser pequenos, oval, com uma expressão astuta, marrom escuro, bem separado e não proeminente.
    • Orelhas: São pequenas, na vertical, pontudo, bem transportado, moderadamente amplo, sem ter cabelos compridos, e muito atencioso (exceto filhotes com menos de 6 meses).

    COMELLO: Bom comprimento, ligeiramente arqueado, forte e caindo suavemente sobre os ombros oblíquos.

    COMERPO: Comprimento proporcional à altura, de construção forte. Ao avaliar o corpo, deve ser dada atenção à descrição do primeiro parágrafo, onde é «um cão robusto, pernas curtas e alongadas em proporção à altura ».

    • Voltar: Topline nível. Lombo de porco: Strong.
    • No peito: De profundidade e largura moderadas, com costelas bem arredondadas. O peitoril está bem desenvolvido, a região esternal relativamente profunda.

    CAUDA: Tradicionalmente amputada, Tanto amputada como natural, é de alta implantação, bem transportado, mas não na parte de trás.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES: Visto de frente, reto e paralelo, estrutura óssea boa. Os membros anteriores são ligeiramente emplumados até o metacarpo.

    • Metacarpo: Strong, sem inclinação.
    • Pés anteriores: Pequeno, rodada, Compacto, bem almofadado, com os dedos apertados e fechados, moderadamente arqueado. Os pés não devem ser torcidos para fora ou para dentro. As unhas são fortes, preto ou escuro.

    MEMBROS POSTERIORES: De comprimento moderado, larguras. Vistos de atrás, membros posteriores devem ser paralelos do jarrete ao pé, sem estar muito afastados ou muito próximos um do outro.

    • Coxa: Forte e musculoso.
    • Joelhos: Eles têm boa angulação.
    • Jarretes: Bem angulado, colocado bem sob.
    • Pés de volta: Pequeno, rodada, Compacto, bem almofadado, com os dedos apertados e fechados, moderadamente arqueado. Os pés não devem ser torcidos para fora ou para dentro. As unhas são fortes, preto ou escuro.

    MOVIMENTO: A ação deve ser livre, Agile, elástico e energético. Vendo de frente, membros anteriores devem se mover adequadamente, sem folga nos ombros, cotovelos, o carpos. Os membros posteriores devem dar impulso e poder, com livre circulação dos joelhos e jarretes. Vistas traseiras, as extremidades devem estar paralelas ao jarrete no chão, sem estar muito perto ou muito longe um do outro.

    MANTO

    Cabelo: Consiste em uma camada externa áspera e reta de aproximadamente 6 cm de comprimento, com um subpêlo de cabelo curto com textura macia. O focinho, membros e pés inferiores devem estar livres de pêlos longos.

    Cor:

    1. Blue, Aço azul, ou azul cinza escuro, com marcações bronzeadas intensas (não arenoso) no rosto, orelhas, parte inferior do corpo, extremidades inferiores e ao redor do ânus (exceto filhotes). Quanto mais intensa e definida for a cor, Melhor Qualquer mancha preta é indesejável. O arco na cabeça deve ser azul, prata ou um tom mais claro que o resto.
    2. Areia clara ou cor vermelha é aceitável com um arco de tom mais claro Qualquer mancha ou sombreamento escuro é indesejável.
    3. Em qualquer cor, manchas brancas no peito ou no pé são penalizadas

    TAMANHO E PESO:

    • Altura à Cruz: O desejável é aproximadamente 25 cm, as fêmeas são um pouco menores.
    • Peso: O desejável é aproximadamente 6,5 kg para os machos, fêmeas sendo um pouco mais leves.

    FALTAS: Qualquer desvio dos critérios acima mencionados deve ser considerado falha, e a gravidade do que é considerado o grau de desvio para o padrão e seu impacto na saúde e bem estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou timidez excessiva.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    OBS..:

    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    As últimas alterações estão em negrito.

    TRADUCCÍON: Federação Canofílica Mexicana A.C., Reveja técnica : M.A.Martínez (FCA)

    Nomes alternativos:

      1. Aussie (Inglês).
      2. Terrier australien (Francês).
      3. Aussie (Alemão).
      4. Terrier australiano (Português).
      5. Aussie, Terrier Australiano (español).

    West Highland White Terrier
    Inglaterra FCI 5 . Terrier de pequeno porte.

    West Highland White Terrier

    É um cachorro muito animado, alegre, com grande amor próprio, determinado e independente.

    conteúdo

    História

    O West Highland White Terrier, mais conhecido como Westie, é um antigo terrier de caça escocês. Os pequenos terriers dos quais os Westie eles serviram os seres humanos por muitos anos como cães de guarda e caçadores. Além disso, eles se faziam úteis em casa todos os dias. Manter as casas livres de ratos e camundongos, afugentando uma marta ou raposa que queria se alimentar de galinhas ou pombos à noite, provou ajudantes úteis em casa e no tribunal. A verdadeira força de West Highland White Terrier foi caça à raposa ativa, a marta e a lontra. O pequeno terrier perseguiu esses ladrões sem medo e com toda determinação até o canto mais distante de sua toca., onde eles estavam tentando tirá-los da toca, enquanto os caçadores contavam. Como seus três irmãos escoceses, Skye e Cairn Terrier, o West Highland White Terrier ele é um dos quatro descendentes desses velhos Terrier de caça escocês.

    Como os outros, vem do grande pool genético de todos aqueles terriers escoceses. Somente por criação intencional, i.e., separação artificial, Nasceram quatro raças terrieres geneticamente separadas da Escócia. Seu formulário atual como “West Highland White Terrier” É o resultado de uma criação liderada como um cão companheiro e de exibição dos últimos 100 anos. Até 1924 foi criado e liderado junto com o atual Cairn-Terrier. A cor branca pura é o resultado de uma seleção de características externas desde o momento da criação da amostra. É uma expressão de esforços para tornar esses quatro irmãos originalmente idênticos cada vez mais distinguíveis um do outro.. Em 1907 a raça foi reconhecida pelo Clube britânico do Kennel. Sempre foi uma raça bastante rara na Europa. Que de repente mudou 1990.

    A indústria da publicidade reconheceu o efeito atraente desse pequeno terrier inteligente e feliz. Marcas de alimentos para cães como “César” permanecer inseparavelmente conectado com Westie. O legal Westie tornou-se amplamente conhecido como um meio de publicidade de alimentos para cães e, posteriormente, outros artigos. Muitas pessoas o conheciam como “o cachorro da televisão”. Ele era temporariamente mais conhecido que o Cachorro Salsicha o Pastor alemão. O cenário reprodutivo sério não conseguiu atender à demanda de filhotes de Westie. Isso não poderia ser dito duas vezes por multiplicadores da Alemanha e de toda a Europa. Vendedores duvidosos vendendo maciçamente filhotes no mercado de cães. Isso não foi bom para a raça canina, sua condição física e sua saúde. Ainda hoje muitos desses criadores, principalmente bem disfarçado de “amantes da raça”, brincando na Internet.

    Características físicas

    O West Highland White Terrier é um cão pequeno e administrável, de aparência impressionante e autoconfiança. Ele tem um sobretudo muito grosso com uma camada superior dura, mas não se inclina. Seu subpêlo deve ser cabelo, curto, suave e densa. Seu casaco é resistente às intempéries. Com uma altura na cernelha de cerca de 28 centímetros, pesa entre 6,5 e 8,5 kg. No entanto, o peso ideal não é dado pelo padrão. No entanto, o Westies eles são bastante pesados ​​em relação ao seu tamanho físico. É claro, a cor de um casaco WESTY sempre deve ser branco e branco puro, Afinal de contas, já está em seu nome.

    Após as experiências com o hype da moda, já em 1998 um requisito especial para uma agricultura saudável foi estabelecido na norma, para que qualquer desvio que possa “prejudicar a saúde e o bem-estar do cão”. Uma característica marcante é a cauda do West Highland White Terrier, que o padrão define como: “de 13 a 15 cm de comprimento; coberto de pêlos grosseiros, sem caneta, o mais reto possível, transportado altivamente, mas nem feliz nem curvado nas costas. Uma cauda longa não é desejável, mas em nenhuma circunstância deve ser amputada. A cauda do Westies é um bom reflexo de sua natureza inteligente.

    Caráter e habilidades

    O West Highland White Terrier ele é um cara animado, brilhante e confiante. Nele bate o coração de um verdadeiro terrier. O padrão oficial descreve seu caráter da seguinte forma: “Pequeno, Ativo, negrito, robusto, dotado de considerável autoconfiança e um ar de nitidez predatória. Alerta, alegre, corajoso, confiante, mas amigável”. O velho caçador tem uma tendência à independência e excesso de confiança. Ele gosta de se ver como imperador.

    Não se deve apenas aceitar essa característica com um sorriso e um amplo sorriso interior., mas sim aprecio. É claro, essas ambições devem ter limites, mas talvez você nem sempre deva perceber esse limite por nós humanos. O Westies eles são muito leais e carinhosos. Eles amam sua família e são extremamente amigáveis ​​às crianças.. Eles são caracterizados por seu caráter amigável e gentil. Mas eles não são cães de colo. Apesar de seu temperamento ágil, o Westies não está inquieto ou nervoso. Estão alertas, relatando circunstâncias incomuns com latidos animados.

    Westies Maintenance:

    A atitude do Westies não tem problemas. Somente a preparação é obrigatória, aparar especialmente regular. Não possui exigências quanto ao tamanho do piso. Também pode ser mantido bem no chão de uma cidade grande. Apenas um deve permitir-lhe suas caminhadas diárias. Note-se que Westies eles foram cães de caça, cuja herança vive mesmo com o companheiro de hoje. Cães pequenos são muito perseverantes e podem seguir seus donos sem problemas ao caminhar. Deve ser usado para outros animais de estimação da caixa de areia. Se ele West Highland White Terrier é educado de forma consistente e amorosa desde a idade do filhote, então este amigo robusto de quatro patas é um companheiro valioso, que se adapta fácil e voluntariamente a todas as condições de vida de seus cuidadores.

    Formação Educacional de Westie

    A educação de West Highland White Terrier é um capítulo frequentemente subestimado. Embora o filhote pareça tão fofo, especialmente em seus primeiros meses de vida, ele é um verdadeiro terrier muito seguro de si. E esse terrier quer ser educado e guiado. O Westie requer consequências na educação desde a idade adulta. embora pequeno, sonha como a maioria dos terriers em algum canto de seu cérebro de assumir a liderança do rebanho. Você só precisa levar sua educação a sério. Em todos os outros aspectos, sua educação não é problemática. Ele quer e precisa da orientação de seu mestre ou zelador e é um companheiro dócil, amigável e sociável.

    Cuidados com West Highland White Terrier

    O West Highland White Terrier são propensas a erupções cutâneas com a pele seca, e o banho frequente pode exacerbar esses problemas. O banho-los uma vez por mês – ou um intervalo mais longo- normalmente não causam problemas. É aconselhável usar sabão neutro ou xampu para bebê e evitar produtos com substâncias agressivas, exceto médico-veterinária.

    Depois de tomar banho você deverá prestar especial atenção secá-lo muito bem os ouvidos com uma toalha. Se você escovas diariamente ou regularmente, seu cabelo vai manter-se saudável e brilhante.

    Também é aconselhável executar ocasionalmente uma escovação através do arranque de pêlos mortos (conhecido como striping), É um método totalmente indolor que é realizado por uma profissional especialista em estética canina. Esse tipo de arranjo manterá a textura e as características do manto branco do Westie. Também, Ele deve ser limpa-los ouvidos semanalmente com um pedaço de algodão umedecido com água para remover o acúmulo de cera e evitar possíveis infecções.

    Devemos dar atenção especial para limpar com um pano úmido em torno do cabelo focinho após comer ou tendo cavou um buraco. O mesmo, o lagrimales deve ser limpo para evitar o acúmulo de lagañas, Uma vez que um cão ser branco se não cuidar - diligentemente- manter limpo essas peças que vão vestir um feio Brown e irão torná-lo olhar sujo ou negligenciadas. Quando eles são animais de estimação devem lavar com toalhetes molhados para bebês, especialmente a parte da barriga e que para ser um cão com pernas curtas, Se molhar quando eles fazem xixi e acabam pegando uma cor amarela feio.

    Terrier branco de montanhas do Salud del Oeste

    Cubs West Highland White Terrier eles podem ter uma doença chamada “West Osteopatia”, conhecido como “Mandíbula do leão ou Scottie” Ele consiste no crescimento anormal do osso da mandíbula. Esta doença genética é autossômica recessiva na natureza, Isso significa que um cachorro que o presente pais devem ter o gene e transmiti-lo para o cachorro; Infelizmente, a única maneira de saber se alguma cópia playlist contém este gene nasce um filhote de cachorro e tem essa anomalia. Pelo mesmo, Talvez o próprio criador não vai saber que qualquer cópia tem esta falta até a maca é nascida.

    É condição geralmente ocorre quando o cachorro é entre 3 e 6 meses de idade e desaparece para o 12 meses.

    O diagnóstico é geralmente realizado depois de raios-x. Tratamento dos sintomas é fornecer medicamentos para ajudar o cachorro para lidar com este período, permitindo-lhe de comer e usar seu focinho enquanto ele sofre de dor. Corticosteróides são os agentes terapêuticos que são usados com mais freqüência. Doença desaparece espontaneamente quando o período de rápido crescimento. Só em casos muito graves, Não respondem ao tratamento, é eutanásia.

    Nutrição / Alimentação

    A nutrição de West Highland White Terrier geralmente não é problemático, desde que venha de um bezerro sério. Não é incomum que alergias e irritações da pele exijam uma dieta alimentar.

    Expectativa de vida de Westie

    O West Highland White Terrier de educação séria tendem a ter saúde robusta e podem atingir 15 anos em bom estado físico.

    Comprar um West Highland White Terrier

    Existem muitos provedores duvidosos de Westies na Internet. No seu próprio interesse e especialmente no bem-estar dos cães, você deve observar com muito cuidado. É melhor comprar seu filhote Westie localmente de um criador membro da FCI. Aqui você deve prestar atenção especial para que não haja consanguinidade. Ou você pode ir ao abrigo de animais e procurar outros tipos de terriers. Cubs West Highland White Terrier custar em torno de 1.000 EUR.

    Comentários de West Highland White Terrier

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “West Highland White Terrier” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do West Highland White Terrier

    Fotos:

    1 – Tara posando em Simancas (Valladolid) 27 1. 2007
    2 – West Highland Terrier por Antonio Villascusa / CC POR
    3 – Um West Highland White Terrier em Capelle aan den IJssel, Holanda. por Wouter Engler / CC BY-SA
    4 – West Highland White por https://commons.wikimedia.org/w/index.php?title=User:Mateo_Squad&action=edit&redlink=1
    5 – West Highland White Terrier a partir de 1915 por não especificado (exceto aqueles com assinatura na imagem) / Domínio público
    6 – West Highland White Terrier por SheltieBoy / CC POR

    Vídeos do West Highland White Terrier

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 85
    • Grupo 3: – Terriers
    • Seção 2: – Terrier de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Terriers 2 Terrier de pequeno porte.
    • AKC – Terriers
    • ANKC – Terriers
    • CKC – Terriers
    • KC – Terriers
    • NZKC – Terriers
    • UKC – Terriers

    Padrão de FCI da raça West Highland White Terrier

    Padrão de FCI da raça West Highland White Terrier
    OLHAR GERAL: Estrutura forte; peito profundo e costelas bem desenvolvidas. Nível de volta. Membros traseiros poderosos, com boa musculatura, exibindo em alto grau a combinação de força e atividade.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO: Pequeno, Ativo, corajoso, sem medo, possuindo muita auto-estima, expressão travessa, alerta, alegre, negrito, autoconfiante e amigável

    CABEÇA: A distância do occipital aos olhos é ligeiramente maior que o comprimento da região facial. A cabeça está coberta com pêlos abundantes, formando um ângulo reto, o agudo, em relação ao eixo do pescoço. A cabeça não deve ser usada em uma posição estendida.

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio : Ligeiramente volumoso. Vista lateral, a testa tem uma curvatura suave. O crânio diminui ligeiramente do nível da orelha para os olhos.
    • Links de depressão (Parar): Muito notório, formado por uma formação óssea visível ligeiramente saliente imediatamente acima dos olhos, e uma ligeira cavidade entre eles.

    REGIÃO FACIAL:

    • Trufa: Preto e um pouco alongado, formando um ligeiro contorno com o resto do focinho. A trufa não projeta para frente.
    • Focinho: Afina gradualmente dos olhos ao nariz. O focinho deve estar bem cheio sob os olhos., sem ser côncavo ou cair bruscamente.
    • Mandíbulas / Dentes: Mandíbulas fortes e uniformes. O mais largo possível entre as presas, salvando a expressão travessa. Os dentes são grandes proporcionalmente ao tamanho do cão, com uma mordida em tesoura uniforme, i.e., que os incisivos superiores caem exatamente na frente dos inferiores, dentes sendo colocados perpendicularmente nas mandíbulas.
    • Olhos: Separado, médias, nem arredondado nem grande, o mais escuro possível e colocado bem sob as sobrancelhas grossas que dão ao cão uma expressão afiada e inteligente. Os olhos de cores claras são muito indesejáveis.
    • Orelhas: Pequeno, ereto e realizado com firmeza, terminando em ponta, implantado nem muito perto nem muito distante. Seu cabelo curto e macio (veludo) não deve ser cortado. Sem penas na ponta. Orelhas com ponta arredondada, ampla, longo, grossos ou com muito cabelo são indesejáveis.

    PESCOÇO: tempo suficiente, de uma maneira que permita a boa posição necessária da cabeça; pescoço musculoso, espessando gradualmente em direção à base, para que possa emergir suavemente dos ombros inclinados.

    CORPO: Compactar.

    • Voltar: Nível.
    • Lombo de porco: Largo e forte.
    • No peito: Profundo; as costelas na metade superior são tão arqueadas que dão uma aparência plana aos lados. As últimas costelas têm profundidade considerável, a distância da última costela ao quadril é longa o suficiente para permitir a livre circulação do corpo.

    CAUDA: 13 – 15 cm, coberto de pêlos grosseiros, sem caneta, o mais reto possível, transportado altivamente, mas nem feliz nem curvado nas costas. Uma cauda longa não é desejável, mas em nenhuma circunstância deve ser amputada.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES:

    Ombro: Inclinando-se para trás com escápulas largas e bem presas na parede torácica. A articulação do ombro posicionada para frente.

    • Cotovelos: Bem posicionado para permitir o movimento livre de membros, paralelo ao eixo do corpo.
    • Antebraço: Membros anteriores curtos e musculares, liso e espesso, coberto com cabelos curtos e duros.
    • Pés anteriores: Os anteriores são mais longos que os posteriores, rodada, fornecido em tamanho, forte, com almofadas grossas e coberto com cabelos curtos, áspero. Os pés traseiros são menores, com almofadas muito grossas. A superfície inferior das almofadas e todas as unhas são preferidas em preto.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Aparência geral: Strong, musculoso e largo no topo; membros posteriores curtos, muscular e tendão.
    • Coxas : Muito musculoso e não muito distante.
    • Joelhos: Bem inclinado.
    • Hock joint: Bem angulado e posicionado sob o corpo, de modo que eles fiquem consideravelmente juntos quando caminham ou em pé. Jarretes retos ou fracos são indesejáveis.
    • Pés de volta: Menor que os anteriores, rodada, fornecido em tamanho, forte, com almofadas grossas e coberto com cabelos curtos, áspero. Os pés traseiros são menores, com almofadas muito grossas. A superfície inferior das almofadas e todas as unhas são preferidas em preto.

    MOVIMENTO: Livre, direto e fácil em todos os tipos de caminhada. Nos membros anteriores, estende-se livremente para a frente dos ombros. O movimento do membro traseiro é livre, forte e unido. Joelhos e jarretes devem estar bem angulados; jarretes posicionados sob o corpo dão um bom empurrão. Movimentos rígidos ou afetados dos membros posteriores e jarretes de vaca são altamente indesejáveis.

    PELE: Livre de doenças cutâneas óbvias.

    MANTO

    • Cabelo: Possui camada dupla. A camada externa consiste em cabelos ásperos, de aproximadamente 5 cm de comprimento, sem ondulações. A camada interna, que parece pêlo, é curto, macio e denso. Pelagem imperfeita não é desejável.
    • Cor: Branco.

    TAMANHO E PESO:

    Altura à Cruz: Aproximadamente 28 cm.

    FALHAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    OBS..:

    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    As últimas alterações estão em negrito.

    TRADUCCÍON: Brigida Nestler / Versão original: (IN) Supervisão técnica: Miguel Angel Martinez

    Nomes alternativos:

      1. Poltalloch Terrier, Roseneath Terrier, White Roseneath Terrier, Westie (or Westy) (Inglês).
      2. Westie (Francês).
      3. Weißer Hochlandterrier, „Westie“, ursprünglich: Poltalloch Terrier, Roseneath Terrier (Alemão).
      4. Westie (Português).
      5. Westie, Westy (español).

    Terrier checo
    República Checa FCI 246 . Terrier de pequeno porte

    Terrier Checo
    vivaz “Terrier checo” Ele é pequeno e, como qualquer terrier, amores para cavar.

    conteúdo

    História

    O Terrier checo é um cão pequeno caracterizada por uma cabeça longa, aborrecido, em forma de cunha com um rosto barbudo, orelhas caídas, um corpo e um revestimento longo, cinza de seda. Em 1949, o criador Terrier escocês e ávido caçador Frantisik Horak que é hoje a República Checa cruzou os escoceses com “Sealyham terrier” para criar o que viria a ser o “Terrier checo”, um elegante terrier caçador pacote com um longo casaco, macia e sedosa. Horak amou habilidades de caça de sua Terrier escocês ea personalidade do Sealyham Terrier, mas não o revestimento branco Sealyham. Ele acreditava que tanto iria produzir um get criação de cães ao longo enquanto o grupo de caça. cães Horak foram cruzados pela primeira vez uma cadela terrier escocês chamado Donka Lovuzdar, que era tanto um cão de caça como uma apresentação de conformação cão, e Sealyham chamado Buganier Urquelle, É pertencer a uma caça rebanho Sealyhams. Ao escolher as características que ele queria (um cão que poderia ir caçar em uma sexta-feira e que poderiam ser facilmente lavado e escovado e ele estava pronto para competir em reconhecimento exposições no sábado e domingo), o Cruze foi um cão com excelentes habilidades olfativas e uma macia pele cinzenta. Ele projetou um corte de cabelo com uma tesoura para mostrar o músculo e pele macia do “Terrier checo” e dar-lhe um olhar magro. documentação Horak sobre os pedigrees de cães e cruzes que se tornaram uma das raças raras que podem ser rastreados de volta para seus fundadores.

    Características físicas

    O “Terrier checo” É um musculoso bem terrier caçador, -Pernas curtas, bem pigmentada, formato retangular. Ele tem orelhas de abano e veste um casaco comprido, fina mas sólido, ligeiramente ondulada, com um brilho sedoso, não muito enchendo. O revestimento vem em duas variedades de cores: cinza-azul (para os filhotes nascem preto) e castanho claro (para os filhotes nascem marrom escuro, chocolate). Em ambas as variedades de cores marcações amarelas permitido, cinza ou branco. O “Terrier checo” É mais do que o alto com uma linha superior que é ligeiramente levantada para trás. Eles são relativamente semelhantes aos de Sealyham terrier e o Terrier escocês. É a altura para a Cruz de 25 a 32 cm (ideal 29 cm para os machos, 27 cm para as fêmeas). O peso deve estar entre 7 e 10 kg.

    Caráter e habilidades

    Como todas as raças, o “Terrier checo” Não é adequado para todos. Pode ser mais silencioso do que algumas raças de Terrier, mas ainda um Terrier. Um filhote de cachorro “Terrier checo” É um cão muito difícil de lidar, com muita energia. Estas pequenas Terrie gosta de caçar e desenterrá-los, e eles precisam de exercício diário em um playground seguro. Ele vai perseguir uma bola e recuperar, e gosta de ir para um passeio. Eles não gostam de ser deixados sozinhos por longos períodos e pode se tornar camelôs chato se eles têm actividade regular e empresa para canalizar sua energia. O “Terrier checo” gosta e se destaca em agilidade e rastreamento. natureza cão sempre em alerta, sua desconfiança de estranhos e profundo e alto latindo-se um excelente cão de guarda. Ele é leal ao seu dono, Mas a falta de socialização durante puppyhood pode fazer mais reservados ou até mesmo medo de estranhos. O seu novo cachorrinho precisa de caminhadas diárias e viagens a lugares adequados para os cães para que você possa conhecer pessoas e ver, cheirar e ouvir coisas novas. Como a maioria dos terriers, o “Terrier checo” Eu posso ser teimoso. Isso não significa que ele é inteligente, mas terá que usar a paciência e astúcia para trem. sessões de treinamento fazem são curto e divertido. Use muitos elogios e recompensas como jogos e guloseimas quando você faz algo que você gosta. Sempre estou firme e consistente no que você pede que não deve ser confundido com o que você quer ou acha que pode fugir com ele. No entanto, É sensível, assim evitar correções severas. Você deve ser capaz de transmitir o seu desagrado através da expressão e tom de voz, Nunca gritar ou bater. Começar a treinar o seu cachorro o dia que você trazê-lo para casa. Mesmo a oito semanas de idade, Ele é capaz de absorver tudo o que você pode ensinar. Não espere até que você tenha 6 meses para começar a treiná-lo ou você vai ter que lidar com um cão mais teimoso. Sim é possível, Leve-a a um treinador para filhotes quando você tem entre 10 e 12 semanas para socializar. No entanto, Note-se que muitos tipos de filhotes de formação exigem certas vacinas (tais como tosse do canil) são um dia, e muitos veterinários recomendam exposição limitada aos cães e outros locais públicos até vacinas filhotes (incluindo a raiva, cinomose e parvovirose) Eles são concluídas. Em vez de treinamento formal, Você pode começar a treinar o seu cachorro para socializar em casa e entre amigos e familiares até a sua vacinação completo. Fale com o criador, Ele descreve exatamente o que você está procurando um cão e pede ajuda para selecionar um filhote de cachorro. Breeders ver os filhotes diariamente e pode fazer recomendações incrivelmente precisos, uma vez que eles sabem algo sobre seu estilo de vida e personalidade. Independentemente do que você quer um “Terrier checo”, olhar para aquele cujos pais têm personalidades agradáveis ​​e tem sido bem socializados desde o primeiro estágio do filhote de cachorro.
    Sabia? O “Terrier checo” É uma daquelas raças desenvolvido para trabalhar um certo tipo de terreno: no seu caso., as florestas da Bohemia. Prey variando de pato e faisão para a raposa, coelho e javali.

    Saúde do “Terrier checo”

    Todos os cães têm o potencial de desenvolver problemas de saúde genéticos, e todas as pessoas têm o potencial para doenças hereditárias. Fuja de qualquer criador que não oferece uma garantia de saúde em filhotes, para lhe dizer que a raça tem problemas não conhecidos, ou cujos filhotes são isolados a partir da parte principal da casa por motivos de saúde. Um criador respeitável será honesto e aberto sobre os problemas de saúde de raça e muitas vezes produzidos em suas linhas. Dito isto, o “Terrier checo” É uma raça saudável. Uma das sua base de corridas, el Sealyham Terrier, ele pode ter uma doença ocular chamada deslocamento da lente, por isso recomenda-se que os olhos são examinados anualmente Terrier. Alguns “Terrier checo” Eles podem desenvolver uma condição chamada Scottie Cramp hereditária, ocasionalmente, ela afeta a marcha do cão. Normalmente não é grave. Lembre-se que depois de levar um cachorro para casa nova, Você tem o poder de proteger um dos problemas mais comuns de saúde: a obesidade. Manter um “Terrier checo” com um peso adequado é uma das maneiras mais fáceis para a vida prolongar. Tirar proveito de todo o potencial de prevenção para ajudar a garantir um cão saudável para a vida.

    Classificações da Terrier Checo

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Terrier checo” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens “Terrier checo”

    Créditos: 1. Cesky Terrier Terrier checo por ceskyfreund36 / CC0 2. terrier Cesky por https://pxhere.com/es/photo/1039221 3. Inglês-Terrier – bitche durante os cães internacionais mostram em Katowice, Poland por Pleple2000 / CC BY-SA 4. terrier Cesky por https://pxhere.com/es/photo/1391429 5. terrier Cesky em uma floresta de pedra por árvores ceskyfreund36 / CC0 6. Cesky Terrier durante cães show em Katowice, Poland por Lilly M / CC BY-SA 7. Inglês-Terrier – bitche durante os cães internacionais mostram em Katowice, Poland por Pleple2000 / CC BY-SA

    Vídeos “Terrier checo”

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI:Grupo 3 –> Terriers. / Seção 2 –> Terriers - de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
    • FCI 246
    • Federações: FCI , AKC , ANKC , CKC , KC , NZKC , UKC
    • raça FCI padrão de Terrier Checo

    Nomes alternativos:

      1. Bohemian Terrier, Český Teriér (Inglês). 2. Cesky Terrier (Francês). 3. Böhmischer Terrier, Český Teriér(Alemão). 4. Ceský Teriér (Português). 5. Cesky Terrier (español).

    Terrier escocês
    Gran Bretaña Escocia FCI 73 . Terrier de pequeno porte.

    O Terrier escocês é independente, auto-confiante, alegre, bastabte inteligente e teimoso.

    conteúdo

    História

    O Terrier escocês, também conhecido como o Aberdeen Terrier, e popularmente como "Scottie", É uma das raças Terrier altas que foram agrupadas sob o nome de Skye Terrier, É uma das cinco raças de Terrier que se originou na Escócia, os outros quatro são os modernos Skye Terrier, Cairn Terrier, Dandie Dinmont Terrier, e West Highland White Terrier.

    A verdadeira origem de uma raça tão antiga quanto Terrier escocês está escuro e sem documentos. Os primeiros registros escritos sobre um cão com uma descrição semelhante à do cão Terrier escocês foi em 1436, Quando Don Leslie descreveu em seu livro a história da Escócia 1436-1561.

    Duzentos anos mais tarde, Sir Joshua Reynolds pintou o retrato de uma jovem mulher acariciando um cachorro de aparência semelhante à Terrier escocês de hoje em dia. O rei Jaime VI da Escócia era uma figura histórica importante que acompanha a história da Terrier escocês. No século 17, Quando o rei Jaime VI tornou-se James I da Inglaterra, enviou seis Terrier – acredita que os precursores do Terrier escocês- um monarca francês como um presente.. Seu amor e adoração para a corrida., Diz-se que você aumentou sua popularidade em todo o mundo.

    No século 19, nas terras altas da Escócia, incluindo a ilha de Skye, o Terrier eram abundantes, originalmente conhecido pelo termo genérico “cabelo curto” o ” Skye Terrier“. No final do século 19, Foi decidido separar estes Terrier escocês e desenvolver linhas de sangue puro e raças específicas.

    Originalmente, as corridas foram separadas em duas categorias – Dandie Dinmont Terriers e Skye Terrier (Noel Skye Terrier que é conhecido hoje, mas um genérico de nomes para um grande grupo de Terrier com diferentes todos os recursos, Ele veio a ilha de Skye).

    A história escrita e desenvolvimento inicial da corrida começaram no final de 1870 com o desenvolvimento do cão mostra. A exposição de cães necessárias em relação a um padrão da raça e, por conseguinte, a aparência e temperamento do Scottie foi escrita pela primeira vez.

    Enfim, O Skye Terrier foram divididos no que é conhecido hoje como o Terrier escocês, Skye Terrier, West Highland White Terrier e o Cairn Terrier.

    Capitão Gordon Murray e Shirley foram responsáveis por estabelecer o tipo de 1879. Pouco tempo depois, em 1879, o Scottie foram primeiro expostos no Palácio de Alexandre em Inglaterra, Enquanto no ano seguinte, eles começaram a ser classificados em grande parte da mesma forma como é feito hoje. A primeira raça escrita padrão foi escrita por JB Morrison e DJ Thomson gray e apareceu no livro ilustrado Vero mostra de The Dog, publicado em 1880. O padrão descreve a cor da raça como “cinza, acinzentado ou tigrado “.

    Em 1881, o “Terrier escocês Clube da Inglaterra” Ela foi fundada, sendo o primeiro clube dedicado à raça.

    O Scottie é a única raça de cachorro que viveu na Casa Branca mais de três vezes.

    Em Maio de 2007, Carnegie Mellon University, usou a imagem de um Terrier escocês como seu animal de estimação oficial.

    É uma raça Terrier pequena com uma forma distinta e ele teve muitos papéis na cultura popular.

    Eles têm sido pertencentes a uma variedade de celebridades, incluindo o Presidente 32 dos Estados Unidos, Franklin Delano Roosevelt, o Scottie “Fala” Ele inclui Franklin Delano Roosevelt em uma estátua em Washington, DC, assim como o 43 Th Presidente dos Estados Unidos afirma George W.. Bush . Eles também são conhecidos por ser uma peça para jogar o monopólio do jogo de tabuleiro.

    Descrito como um cão territorial, lutador, eles podem ser um cão de guarda boas e tendem a ser muito fiel à sua família.
    Scottish Terrier pode ser mais propenso a distúrbios de coagulação, transtornos comuns, doenças auto-imunes, alergias e câncer do que outras raças de cães e não uma doença é o nome da raça chamado Cãibra Scotty. É também um maior sucesso raças de cães no show de Westminster Kennel Club do cão com um show melhor em 2010.

    Características físicas

    O Scottish Terrier é pequeno mas resistente, eles têm pernas curtas, isto é Chunky e resistente, com um cabeça longa na proporção do seu tamanho. Scottish Terrier devem ter grandes patas adaptadas para escavação.

    Seus orelhas eles são eretos e o cauda É uma das características proeminentes da raça. Seus olhos eles são pequenos, claras e escuras marrom ou quase negros e amendoados.

    O altura a cernelha para ambos os sexos deve ser de aproximadamente 25 cm, e o comprimento da parte de trás da Cruz até que a fila é de aproximadamente 28 cm. Em geral, é um cão bem equilibrado, Ele deve pesar 8.5 a 10 kg e uma fêmea 8 a 9,5 kg.

    Scottish Terrier muitas vezes tem um disco rígido manto, áspero, longo, o mau tempo-resistente, uma camada externa e uma camada macia, densa anexado à pele. Combinado, com uma longa barba na camada, as sobrancelhas, as pernas e a parte inferior do corpo. O chefe, as orelhas, a cauda e costas são tradicionalmente curtos, eles são partes abrangidas pelo corte de cabelo do Terrier escocês.

    O a paleta de camada Que vai de cinza escuro para preto de jato, o ” Tigrado “(uma mistura de preto e marrom).

    A cor pode aparecer “trigo” (palha para quase branco), mas não deve ser confundido com o Cairn Terrier ou West Highland White Terrier .

    Caráter e habilidades

    A raça é conhecida por ser independentes e autoconfiantes, alegre, inteligente e tem sido apelidado o “Difícil de descascar”. Eles são descritos como muito afetuoso, Eles também têm descrito como teimoso. Às vezes é descrito como uma corrida distante, Embora tenha sido observado que eles tendem a ser muito leal e afetuoso para sua família.

    O apelido de Earl de Dumbarton quarto corrida “o intransigente“. A raça moderna disse que foi capaz de rastrear sua linhagem para uma única fêmea, chamada lasca II.

    Tem sido sugerido que o Terrier escocês pode ser um bom cão de guarda, devido à sua tendência a latir apenas quando necessário e que tende a ser reservado com estranhos. Terrier escocês foram criados para caçar e combater os texugos.

    Por conseguinte, o Scottie é propenso a escavação, como perseguir pequenos vermes, como os esquilos, ratos e camundongos.

    O Scottie são territoriais, eles são sempre aviso, eles são rápidos e energético em seus movimentos, talvez ainda mais do que outras raças de Terrier.

    No que diz respeito à saúde, o Terrier escocês tem uma chance maior de desenvolver alguns tipos de câncer, com respeito a outro Thoroughbred.

    Classificações Terrier escocês

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Terrier escocês” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ


    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável


    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    2.0 Avaliação
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do Terrier escocês

    Vídeos do Terrier escocês

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 73
    • Grupo 3: – Terriers
    • Seção 2: – Terrier de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Terriers 2 Terrier de pequeno porte.
    • AKC – Terriers
    • ANKC – Terriers
    • CKC – Terriers
    • KC – Terriers
    • NZKC – Terriers
    • UKC – Terriers

    Padrão FCI da raça Terrier escocês

    Padrão FCI da raça Terrier escocês
    ASPECTO GERAL: É um cachorro compacto, Tamanho adequado para caça subterrânea quem deve excluir cães com excesso de peso. Seus membros são curtos; de porte alerta, apresenta uma imagem de grande poder e atividade em um volume reduzido. A cabeça dá a impressão de ser longa em comparação com o tamanho do cachorro. É muito ágil e ativo, apesar de seus membros curtos.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES: O crânio e o focinho têm o mesmo comprimento.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO: É um cão fiel, justo, nobre, independente e reservado, mas corajoso e muito inteligente. Ousado, mas nunca agressivo.

    CABEÇA: Longo, mas proporcional ao tamanho do cão. Realizar um pescoço musculoso de comprimento moderado, mostrando qualidade.

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio: O comprimento do crânio deve permitir largura suficiente, embora mantendo a aparência de ser estreito. O crânio deve estar quase plano.
    • Depressão fronto-nasal (Parar): Leve, mas visível, entre crânio e focinho, bem ao nível dos olhos.

    REGIÃO FACIAL:

    • Trufa: Preto. Longo; de perfil, a linha do nariz ao queixo parece descer para trás.
    • Focinho: Deve ser forte e profundo em toda a sua extensão.
    • Mandíbulas / Dentes: Dentes grandes, com mordedura em tesoura perfeita e completa, isto é, a face interna dos incisivos superiores está em contato próximo com a face externa dos incisivos inferiores e os dentes devem ser implantados perpendicularmente às mandíbulas..
    • Bochechas: Eles não devem ser proeminentes.
    • Olhos: Amêndoa, castanho escuro, separados um do outro e Nada mau sob as sobrancelhas com uma expressão afiada e inteligente.
    • Orelhas: Limpar limpo, textura fina, pontudo, ereto e implantado acima do crânio, mas não juntos. Orelhas grandes e largas na base são muito indesejáveis.

    PESCOÇO: Muscular e de comprimento moderado mostrando qualidade.

    CORPO: A linha superior do corpo é reta e nivelada. Top de linha: Proporcionalmente curto e muito musculoso. Lombo de porco: Muscular e profundo.

    No peito: Um pouco largo suspenso entre os membros anteriores. Costelas bem arredondadas e bem achatadas para dar profundidade ao peito. O tórax vigorosamente ligado aos membros posteriores.

    CAUDA: Deve ser de comprimento moderado, dando ao cão uma harmonia geral. Espessa na sua implantação e desbaste em direção à ponta, transportado verticalmente ou com uma ligeira curvatura.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Aparência geral: O tórax está bem colocado na frente dos membros anteriores
    • Ombro: Largos e inclinados.
    • Cotovelo: Não deve ser virado para fora ou colocado sob o corpo.
    • Antebraço: Certo com bons ossos.
    • Metacarpo: Em linha reta.
    • Pés anteriores: Bom tamanho, com boas almofadas para os pés, dedos bem arqueados e juntos. Os pés dianteiros são ligeiramente maiores que os posteriores.

    MEMBROS POSTERIORES:

    Aparência geral: Notavelmente poderoso para o tamanho do cão. Nádegas grossas e largas.

    Coxa: Profundo.

    Joelho: Bem angulado.

    Metatarso: Jarretes curta, forte, sem virar para dentro ou para fora.

    Pés de volta: Bom tamanho, com boas almofadas para os pés, dedos bem arqueados e juntos. Os pés traseiros são ligeiramente menor que os anteriores.

    MOVIMENTO: Uniforme e fácil, direita para frente e para trás com um empurrão por trás dando um passo regular.

    MANTO

    • Cabelo: Colado ao corpo; camada dupla: camada interna curta, denso e liso; camada externa dura, fio denso e texturizado; as duas camadas protegem dos elementos.
    • Cor: Black, trigo ou qualquer cor tigrada.

    TAMANHO E PESO

    Altura à Cruz: 25 – 28 cm

    Peso: 8,5 – 10,5 kg.

    FALHAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    1. Agressividade ou extrema timidez.
    2. Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    OBS..:

    1. Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    2. Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    As últimas alterações estão em negrito.

    TRADUCCION: Brigida Nestler / Versão original: (IN) Supervisão técnica: Miguel Angel Martinez

    Nomes alternativos:

      1. Scottie, Aberdeenie (Inglês).
      2. Scottish terrier (Francês).
      3. Scottish (Alemão).
      4. Scottish Terrier (Português).
      5. Scottie, Aberdeen terrier, Terrier escocés (español).

    Sealyham terrier
    Inglaterra FCI 74 . Terrier de pequeno porte.

    Sealyham Terrier

    Sua cor branca foi selecionada para que os cães o distinguissem facilmente da presa.

    conteúdo

    História

    Suas origens e história são mais conhecidas do que as da maioria das outras raças terrier..
    O capitão Tucker-Edwards, que viviam em sua propriedade Sealy Ham em Pembrokeshire / País de Gales, Ele começou em meados do século XIX a criar uma raça que se encaixava em suas idéias de um cão adequado para caçar texugos., lontras e martas. No entanto, Nunca ficou claro quais raças estavam realmente envolvidas na criação do Sealyham. O Dandie Dinmont Terrier, o Welsh corgi pembroke, o Bullterrier e o Fox Terrier provavelmente foram usados ​​para obter o cão de caça afiado desejado, negrito, insensível e corajoso.
    Após a morte do capitão em 1891, sua filha e suas amigas continuaram a educação. Em 1910 a raça foi admitida nas exposições do campeonato e, portanto, foi reconhecida como uma raça. Logo esses terrestres galeses vitais e intrépidos causaram uma ótima impressão e a demanda aumentou..

    Qualquer que seja a mistura exata de raças, o capitão teve um sucesso admirável, criando um caçador destemido e trabalhador que também era um companheiro encantador pelo fogo. Os anos entre as guerras mundiais foram o auge da raça na América. O Sealys eles ganharam o prêmio Westminster Best Dog Show três vezes desta vez, entre eles estava o cão show mais famoso da era da Proibição, um Sealy chamado bootlegger. Seu alto perfil foi reforçado por proprietários de alto nível de Hollywood como Humphrey Bogart, Gary Cooper e Cary Grant.

    A popularidade de Sealyham terrier entre os donos de animais diminuiu desde aqueles dias inebriantes, considerando as muitas qualidades da raça. “Eles poderiam ser um dos segredos mais bem guardados dos cães”, diz um amante de Sealyham terrier. Hoje, a raça é um pouco maior e mais afável do que os terrier terrier de primeira geração criados pelo capitão Edwardes. Sua bondade é muito útil como terapeutas em lares e hospitais infantis.

    Características físicas

    Com menos de 31 cm (12 polegadas) no ombro e um peso aproximado de 9 kg (24 libras) , o Sealyham terrier eles não são grandes o suficiente para serem considerados cães de tamanho médio, mas eles estão entre os cães pequenos mais fortes e substanciais.

    A Sealyham terrier típico é bem musculoso, bem torneado, com etapas longas e determinadas. O revestimento impermeável é predominantemente branco, e sua cabeça longa e larga é fornecida com luxuosos pêlos faciais. Apesar de sua reputação de ser o mais grosseiro entre os terriers de pernas curtas, esses terriers são fofos, engraçado, afetuosa, extrovertido e treinável, embora um pouco teimoso. Sua atenção e seu latido de cachorro grande fazem Sealys excelentes cães de guarda. Abençoado com uma natureza adaptável, o Sealys estão dispostos a viver na cidade ou no país.

    Caráter e habilidades

    O Sealies são os terriers típicos, desde que tenham certeza de si e sejam curiosos. No entanto, eles são mais macios e menos barulhentos do que outras raças terrier, o que facilita a convivência com eles.

    O Sealies eles são extrovertidos e amigáveis, mas alerta. Eles tendem a ser reservados com estranhos e são excelentes cães de guarda com um latido impressionante. Eles respondem bem a técnicas de treinamento positivas e aprendem rapidamente, mas seu senso de humor geralmente resulta em um toque inteligente em qualquer comando que eles são solicitados a executar., especialmente se eles têm uma audiência.

    São cães orgulhosos que se consideram membros da família plenos e iguais e esperam ser tratados dessa maneira..

    Como todo cachorro, o Sealies precisa de socialização precoce – exposição a muitas pessoas, Visualizações, sons e experiências diferentes – quando eles são jovens. A socialização ajuda a garantir que o seu cachorro Sealyham Terrier cresça e se torne um cão completo..

    Saúde de Sealyham Terrier

    O Sealyham Terriers não tem problemas de saúde significativos. No entanto, como com qualquer cachorro, existem algumas condições e doenças que Sealyhams eles poderiam ser propensos, como deslocamento de lente e displasia da retina.

    Luxação da lente. A lente do olho pode se mover quando o ligamento de suporte está danificado. Às vezes, pode ser tratado com medicação ou cirurgia, mas em casos graves, pode ser necessário remover o olho.
    Displasia da retina. É uma malformação do desenvolvimento da retina com a qual o cão nasce. A maioria dos casos é leve e não há perda visível da visão. Oftalmologistas veterinários podem fazer testes para determinar se os filhotes são afetados quando têm 7 a 12 semanas de idade. A displasia da retina não deve afetar a capacidade do cão de funcionar como companheiro, mas o Sealyhams afetado não deve ser elevado.
    Embora essas doenças raramente sejam relatadas em Sealyham Terriers, você deve pesquisar criadores e encontrar aqueles que fazem os testes adequados no seu canil para garantir que você obtenha o cão mais saudável possível.

    Cuidados com o Sealyham Terrier

    O tamanho pequeno e a construção robusta do Sealyham terrier faça uma boa escolha para os habitantes da cidade ou do campo. É relativamente ocioso em ambientes fechados e pode se adaptar à vida sem um pátio, contanto que você caminhe diariamente. Se você tem um pátio, deve ser cercado para evitar perseguir outros animais ou caçar.

    O Sealyhams eles são bastante discretos, não estão “ocupado” como a maioria dos terriers. Devido ao seu tamanho, sua lealdade a suas famílias e sua preferência por temperaturas frias, eles têm melhor desempenho como cães domésticos.

    Como a maioria dos terriers, para o Sealies eles gostam de cavar e latir. Este cão é um pensador independente e requer manuseio firme e consistente., mas responde bem ao treinamento com técnicas de reforço positivo, como recompensas alimentares, elogiar e brincar.

    Às vezes o Sealies pode ser difícil treinar em casa, mas paciência e uma programação regular geralmente traz sucesso.

    Preparação do Sealyham Terrier

    O Terriers de Sealyham têm demãos duplas de comprimento médio e resistentes às intempéries. O subpêlo é denso e macio, enquanto a camada superior é dura e magra. Os pêlos ao redor do rosto e do focinho são muito longos, em comparação com o resto do casaco. O Sealyham eles são todos brancos, embora alguns tenham marcas de limão, marrom ou texugo na cabeça e orelhas.

    Para ficar bem, o Sealyham Terriers eles devem ser escovados três vezes por semana para evitar a formação de emaranhados nos cabelos longos da cabeça, pernas e peito. Escovar à mão – arrancando cabelos mortos para estimular o crescimento de novos cabelos – mantém a textura correta do revestimento duro, mas isso pode ser um processo trabalhoso.

    Muitos donos de animais optam por cortar o pelo do cachorro. A desvantagem é que o pêlo se torna muito mais macio e pode lançar mais do que apenas peles nuas, que sai apenas um pouco. Você pode aprender como cortar seu Sealy você mesmo ou você pode levá-lo a um cabeleireiro profissional.

    Outras necessidades de higiene são higiene dentária e cuidados com as unhas.. Escove seus dentes Sealyham pelo menos duas a três vezes por semana para eliminar o acúmulo de tártaro e as bactérias que o acompanham. Diariamente é melhor.

    Cortar as unhas uma ou duas vezes por mês, segundo seja necessário. Se você pode ouvir o clique das unhas no chão, eles são muito longos. Unhas curtas mantêm os pés em boa forma e não arranham as pernas quando o Sealyham pule para cumprimentá-lo.

    Comece a se acostumar com o seu Sealyham terrier tê-lo escovado e examinado quando é um filhote. Manuseie seus pés com frequência – os cães são sensíveis aos pés – e olhe em sua boca e ouvidos.

    Faça da preparação uma experiência positiva, cheia de elogios e recompensas, e estabelecerá as bases para facilitar exames veterinários e outras manipulações quando adulto.

    Imagens de Sealyham Terrier

    Fotos:

    1 – fechar a fotografia de um Sealyham Terrier por Chuck em MA / CC BY-SA
    2 – Cadela do Sealyham Terrier Alice von der Löwenburg por Dr. Sabine Schumann / Domínio público
    3 – Sealyham_terrier no show nacional em Rybnik – Pedra para Pleple2000 / CC BY-SA
    4 – Um Sealyham Terrier (Smith de seis pacotes Snuffy) na floresta por https://commons.wikimedia.org/wiki/User:Ionwind
    5 – Sealyham terrier – Westminster Kennel Club Dog Show, Cidade de Nova York. por Animais Assessor de Brooklyn, E.U.A. /
    6 – Sealyham terrier – Westminster Kennel Club Dog Show, Cidade de Nova York. por Animais Assessor de Brooklyn, E.U.A. /

    Vídeos do Sealyham Terrier

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 74
    • Grupo 3: – Terriers
    • Seção 2: – Terrier de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Terriers 2 Terrier de pequeno porte.
    • AKC – Terriers
    • ANKC – Terriers
    • CKC – Terriers
    • KC – Terriers
    • NZKC – Terriers
    • UKC – Terriers

    Padrão FCI da raça Sealyham Terrier

    Padrão FCI da raça Sealyham Terrier
    ASPECTO GERAL: É um cão de livre circulação, Ativo, equilibrado, de substância forte em um corpo pequeno. De contorno oblongo, não quadrado.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO: É um cachorro vigoroso, ativo e apto para o trabalho. Alerta e corajoso, mas por natureza amigável.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA:

    Crânio: Ligeiramente curvado e largo entre as orelhas.

    REGIÃO FACIAL:

    • Trufa: Preto.
    • Focinho: Maxilares temíveis, quadrado e longo.
    • MANDÍBULAS / dentes: Dentes uniformes e fortes, os caninos se encaixam bem e são longos em comparação com o tamanho do cão. Maxilares fortes com mordedura em tesoura regular, i.e., que a face interior dos incisivos superiores é, em contacto estreito com a face exterior dos incisivos inferiores; dentes deve ser definido quadrado nas mandíbulas.
    • Bochechas: Os ossos não são proeminentes.
    • Olhos: Escuro, bem colocado, redondo e médio. Preferencialmente bordas escuras bem pigmentadas, mas não pigmentados são tolerados.
    • Orelhas: Médias, ligeiramente arredondado na ponta e levado para as laterais das bochechas.

    PESCOÇO: Bastante longo, espessura, musculoso e bem colocado nos ombros oblíquos.

    CORPO: Médio longo, flexível.

    • Voltar: Nível.
    • No peito: Tórax largo e profundo, bem descido entre os membros anteriores.
    • Costelas: Bem arqueado.

    CAUDA: Anteriormente o costume época amputar a cauda.

    • Amputada: Médio longo. Espessura, com ponta arredondada. Inserido na mesma linha na parte traseira e tampa ereta. Os quartos traseiros devem exceder a inserção da cauda.
    • Sem amputar: Cauda de comprimento médio para o cão manter um bom equilíbrio. Espessa no afilamento da raiz até a ponta. Idealmente transportado ereto, sem estar excessivamente nas costas e sem ter um modelador ou enrolado. Os quartos traseiros devem exceder a inserção da cauda.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES: Membros curtos, forte e o mais reto possível, compatível com um peito bem abaixado.

    • Ombro: A ponta dos ombros está alinhada com a ponta dos cotovelos.
    • Cotovelos: Bem colado nas laterais do peito.

    MEMBROS POSTERIORES: Especialmente poderoso para o tamanho do cão.

    • Coxas: Espaçoso e musculoso.
    • Articulação do joelho: Bem angulado.
    • Articulação do pé-quente (Hock): Strong, bem angulado, paralelo um ao outro.
    • Pés: Rodada, semelhante ao gato, com almofadas grossas para os pés. Pés virados para a frente.

    VIAGEM / MOVIMENTO: Rápido e vigoroso com muito impulso.

    MANTO

    Cabelo: Camada externa longa, disco rígido, textura semelhante a fio. Camada interna à prova de intempéries.

    Cor: Total branco ou branco com manchas de limão, cor marrom, azul ou texugo na cabeça e orelhas. Manchas pretas excessivamente manchadas são indesejáveis.

    ALTURA E PESO

    A altura na cernelha não deve exceder 31 cm (12 polegadas).

    peso ideal: Machos aproximadamente 9 kg (20 Português libras) .

    Fêmeas aproximadamente 8,2 kg (18 Português libras). A conformação geral, o equilíbrio de formas, tipo e substância são critérios essenciais.

    FALHAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    1. Agressividade ou extrema timidez.
    2. Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    OBS..:

    1. Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    2. Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    As últimas alterações estão em negrito.

    TRADUCCION: Lic. Oscar Valverde Calvo (Costa Rica) e Jorge Nallem (Uruguai).

    Nomes alternativos:

      1. Welsh Border Terrier, Cowley Terrier (Inglês).
      2. Sealyham (Francês).
      3. Sealyham (Alemão).
      4. Sealyham (Português).
      5. Sealyham (español).

    Norfolk Terrier
    Inglaterra FCI 272 . Terrier de pequeno porte.

    Norfolk Terrier

    O Norfolk Terrier é animada, Alegre e adapta-se o campo e a cidade.

    conteúdo

    História

    O Norfolk Terrier ele é um terrier muito pequeno, baixo crescimento. Até 1964 formou uma raça de cães junto com o Norwich Terrier. Ambos diferem apenas na forma de suas orelhas. Enquanto o Norfolk Terrier tem orelhas inclinadas, o Norwich Terrier tem orelhas em pé. No passado, esses cães eram criados juntos e era sempre uma surpresa que os filhotes tivessem orelhas. Porque os juízes das feiras pelo menos sentiram que preferiam os cães com orelhas caídas, eles queriam ter os ouvidos caídos ou inclinados em uma classe própria. No entanto, em pé ou com as orelhas penduradas, eles são terriers maravilhosos, pequenos vivazes que você pode desfrutar. Eles vêm do Oriente Médio da Inglaterra. Lá, esses pequenos terriers serviram ao povo por muitos anos como cães de guarda e caçadores em casa e na corte..

    Mantendo ratos e camundongos, afugentando uma marta ou raposa que queria se alimentar de galinhas ou pombos à noite, provou ajudantes úteis em casa e no tribunal. No entanto, o pequeno Norfolk Terrier não era, como muitos outros terriers um pouco maiores, usado para caça de raposa ativa, a marta e a lontra. Não precisava ir atrás desses predadores. Não teria faltado coragem e determinação. O Norwich Terrier e Norfolk eles foram úteis como um gato, mas muito mais defensivo e eficaz, especialmente quando se trata de combater ratos. Eles também tinham o valor agregado de serem cães de guarda e alarmes de perigo e estavam mais aptos a lidar com situações severas., condições de tempo chuvoso e frio do centro da inglaterra.

    Então esses pequenos terriers já estavam espalhados nas cidades séculos atrás. Como um resultado, foram criados apenas para adequação às suas tarefas. Com orelhas eretas ou caídas, isso não importava. Enquanto suas tarefas se afastavam dos ratos para acompanhar a psique humana, as sutilezas de sua aparência externa também entraram em jogo. Um separou o terrier em duas raças. Em 1954, ambos foram reconhecidos oficialmente pela FCI sob o nome de Norwich Terrier. A variante da orelha com ponta foi reconhecida como uma raça separada em 1962.

    Características físicas

    É um cão pequeno, inteligente, Membro curto., Compacto e robusto; Tem costas curta e sua estrutura e ossos fortes.

    Norfolk Terrier tem uma camada dupla de cabelo: uma camada superior dura, camada de nervuras e a quente e macia.

    Idealmente, deve-se Pente o cabelo uma vez por semana para remover os pêlos soltos, mortos e impedir que o tapete.

    ES um dos menores cães Terrier, um “Demônio” para o seu tamanho. Afetuoso mas não briguentos, Constituição robusta.

    O amputação da cauda é opcional. Amputação média, implementado em um nível com a linha ereto dorsal e realizada. Cauda de tamanho moderado para dar o cão um equilíbrio global, espessura na base e é sintonizado em direção a ponta, reta como possível, Felizmente realizada, mas não de forma excessiva.

    Sua movimento é natural, baixa e alta pressão. Membros anteriores dirigido para a frente dos ombros. Uma boa angulação dos membros traseiros fornece-lhe uma grande força motriz.

    O Membro subsequente mudança em consonância com as anteriores, com a livre circulação dos quadris, e eles devem dobrar bem nos joelhos e jarretes. Topline nível.

    O cabelo isto é disco rígido, textura rugosa (fio), linha reta e bem conectado ao corpo. Muito tempo e áspero no pescoço e ombros.

    O cabelo é curto e suave na cabeça e orelhas, com exceção de algumas sobrancelhas luz e bigode.

    Sobre a cor, Podemos encontrar todos os tons de avermelhado, trigo, Black and Tan ou cinzento. As manchas ou manchas brancas são indesejáveis, mas permitido.

    O altura ideal para a Cruz é entre 25 e 26 cm.

    Caráter e habilidades

    Norfolk Terrier não deve ser agressivo, apesar de ser capaz de se defender se necessário. Eles, junto com Norwich Terrier e o Border Terrier, tem o temperamento mais suave do grupo Terrier.

    Como companheiro, Eles amam as pessoas e as crianças e eles são bons animais de estimação. Seu nível de atividade é geralmente uma reflexão que o ritmo do seu ambiente.

    Esta raça não deve permanecer ou viver fora, que prosperam com contato humano. Em geral, Norfolk Terrier geralmente não cavar, mas, como qualquer cão, Ele cavará por tédio quando fica sozinho por muito tempo.

    De um modo geral, viver bem com outros animais de estimação quando introduzido como um cão. Ao ar livre, eles são caçadores naturais e têm um forte instinto de presas a pequenos bugs.

    O Norfolk Terrier é um cão auto-confiante, eles são elegantes, eles são a cabeça e cauda ereta. Um Terrier de Norfolk que é tímido ou transportar o rabo entre as pernas é atípica.

    O temperamento típico de Norfolk Terrier é feliz, Alegre e confiante. A maior punição seria ignorada pela família.

    Norfolk Terrier foram criados como cães de celeiro para livrar os estábulos de animais nocivos. Hoje, eles são companheiros domésticos e devem ter uma vontade agradável para viver com o povo.

    A expectativa de vida de um Terrier de Norfolk é de 12 a 15 anos.

    Observações

    Hoje, a procura de Norfolk Terrier é muito mais a oferecer

    Eles são cães que tendem a ter ninhadas pequenas e criadores responsáveis desenvolveram a raça, eles só se reproduzem cães saudáveis que são bom temperamento, linhagem, bom pedigree e que melhor refletem o padrão da raça.

    Norfolk Terrier Educação

    A educação desta raça é um capítulo frequentemente subestimado.. Embora o cachorro já pareça tão fofo, especialmente em seus primeiros meses de vida, ele é um verdadeiro terrier muito seguro de si. E esse terrier quer ser educado e guiado. Por conseguinte, o Norfolk Terrier requer conseqüências na educação desde a idade do filhote. embora pequeno, sonha como a maioria dos terriers em algum canto de seu cérebro de assumir a liderança do rebanho. No fundo, ele se sente solto como um mastim ou um dinamarquês. Então você só precisa levar sua educação a sério. Em todos os outros aspectos, não há nenhum problema. Ele quer e precisa da orientação de seu mestre ou amante e é um companheiro dócil, amigável e sociável, que sempre traz um sorriso em nossos rostos.

    Norfolk Terrier Saúde e Cuidados

    O casaco deve ser preparado regularmente. O Norfolk não conhece uma mudança de casaco. Duas ou três vezes por ano, os cabelos mortos devem ser aparados, i.e., rasgado – mas com moderação.

    O pequeno Norfolk Terrier é uma raça bastante robusta de cachorro.

    Nutrição / Alimentação

    Norfolk Terrier nutrição não tem problemas.

    Expectativa de vida do Norfolk Terrier

    O Terriers de Norfolk eles tendem a ter saúde robusta e uma expectativa de vida média de 15 anos e mais.

    Compre um Norfolk Terrier

    A melhor maneira de comprar seu cachorro Norfolk é comprá-lo localmente de um criador membro da FCI ou dar uma olhada no abrigo. Um cão desta raça custa cerca de 1.000 EUR.

    Norfolk Terrier comentários

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Norfolk Terrier” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    adaptação ⓘ


    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ cão amigável


    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    necessidade social ⓘ

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    casa ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    sanita ⓘ

    1.0 Avaliação
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    cascas ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    saúde ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ territorial

    3.0 Avaliação
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    inteligência ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    versatilidade ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    vigilância ⓘ

    4.0 Avaliação
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    alegria ⓘ

    5.0 Avaliação
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Norfolk Terrier fotos

    Vídeos do Norfolk Terrier

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 272
    • Grupo 3: – Terriers
    • Seção 2: – Terrier de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Terriers 2 Terrier de pequeno porte.
    • AKC – Terriers
    • ANKC – Terriers
    • CKC – Terriers
    • KC – Terriers
    • NZKC – Terriers
    • UKC – Terriers

    Padrão FCI da raça Norfolk Terrier

    Padrão FCI da raça Norfolk Terrier
    ASPECTO GERAL: É um dos menores cães terrestres. Crafty, Membro curto., Compacto e robusto; Tem costas curta e sua estrutura e ossos fortes. Cicatrizes honrosas resultantes de deterioração são permitidas.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO: Ele é um "demônio" por seu tamanho. Afetuoso mas não briguentos, Constituição robusta. Alerta e corajoso.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA:

    • Crânio: Largura, apenas ligeiramente arredondado e largo entre as orelhas.
    • Links de depressão (Parar): Bem definido.

    REGIÃO FACIAL

    • Focinho: Forte e em forma de cunha; seu comprimento é inferior a um terço da distância medida da depressão occipital à depressão frontal-nasal (Parar).
    • Lábios: Em anexo.
    • Mordida / Dentes : Maxilares robustos, dentes fortes e razoavelmente grandes, com dentes saudáveis, mordida completa e em tesoura, isto é, a face interna dos incisivos superiores está em contato com a face externa dos incisivos inferiores; os dentes devem ser colocados perpendicularmente às mandíbulas.
    • Olhos: oval, marrom escuro ou preto, com uma expressão de alerta e um visual inteligente e animado.
    • Orelhas: Médias e em forma de V, ligeiramente arredondado na ponta, levado adiante pelas bochechas.

    PESCOÇO: Comprimento forte e médio.

    CORPO: Compactar, curto, nivelado de volta, costelas bem arredondadas.

    CAUDA: Amputação da cauda anteriormente opcional.

    1. Amputação média, cauda implantada nivelada com a linha dorsal e transportada ereta
    2. Cauda de tamanho moderado para equilibrar o cão

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES:

    • Aparência geral: Afiado.
    • Ombro: Bem inclinado para trás e aproximadamente o comprimento do braço.
    • Antebraço: Membros anteriores curtos, poderoso e na vertical.
    • Pés anteriores: Redondo e com almofadas grossas.

    MEMBROS POSTERIORES:

    • Aparência geral: Bem musculoso.
    • Joelho: bem angulados.
    • Metatarso: Jarretes bem descido e reto quando visto por trás, dotado de grande força motriz.
    • Pés de volta: Redondo e com almofadas grossas.

    MOVIMENTO: Natural, baixa e alta pressão. Os membros anteriores são direcionados para a frente a partir dos ombros. Uma boa angulação dos membros traseiros fornece-lhe uma grande força motriz.

    Os membros traseiros estão se movendo em consonância com o anterior, com a livre circulação dos quadris, e eles devem dobrar bem nos joelhos e jarretes. Topline nível.

    MANTO

    • Cabelo: Durado, textura rugosa (fio), reto e perto do corpo. Muito tempo e áspero no pescoço e ombros. O cabelo é curto e suave na cabeça e orelhas, com exceção de algumas sobrancelhas luz e bigode. Higiene excessiva é indesejável.
    • Cor: Todos os tons de vermelho, trigo, Black and Tan ou cinzento. As manchas ou manchas brancas são indesejáveis, mas permitido.

    TAMANHO E PESO: A altura ideal na cernelha é: 25 cm.

    FALHAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES:

    • Agressividade ou extrema timidez.
    • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    OBS..:

    • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para parentalidade.

    As últimas alterações estão em negrito.

    TRADUCCÍON: Brigida Nestler / Versão original: (IN) Supervisão técnica: Miguel Angel Martinez

    Nomes alternativos:

      1. Norfolk (Inglês).
      2. Norfolk (Francês).
      3. Norfolk (Alemão).
      4. Norfolk (Português).
      5. Terrier de Norfolk (español).

    Utilização de cookies

    Este web site utiliza cookies para que você tenha a melhor experiência de usuário. Se você continuar navegando você está dando seu consentimento para a aceitação dos cookies acima mencionados e a aceitação de nosso política de cookies, Clique no link para obter mais informações.cookies de plugin

    ACEITAR
    Aviso de cookies