▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

Papagaio-galego
Alipiopsitta xanthops

Papagaio-galego

Conteúdo

Descrição

Papagaio-galego

26 - 27 cm. altura e cerca de 260g. peso.

O Papagaio-galego (Alipiopsitta xanthops) Distingue-se por uma grande área de amarelo na cabeça, com matiz verde nuca; laranja para os lados corpo e base superior do cauda; Colar verde amarelado, barriga quase toda amarela, coxas e núcleo interno verde cauda verde; o de volta é geralmente verde com matizes amarelas.

castanho-escuro com bordas amarelas; IRIS amarela.

O Juventude menos em amarelo corpo.


Anatomia-papagaios-pt

Habitat:

Habita em florestas secas, também chamada florestas caducifólias, nas terras baixas, com a presença de palmas Mauritia, Embora eles preferem cursos de água.
Eles podem ser vistos em pares ou em bandos de até 50 cópias.

Reprodução:

Vídeo – "Papagaio-galego"

Embora exista pouca informação em relação a este, sabe-se que ninho nos ocos das árvores mais altas fechado; o Pà´r do sol geralmente três ovos eo perà­odo de incubação é 23-24 dias.

Alimentos:

É uma espécie de que existem poucos estudos de seu habitat natural. Sua principal alimento Ela consiste principalmente de frutos e sementes. Gosta muito de mangas, costumam visitar suas árvores cheias de frutas.

Distribuição:

Tamanho da sua gama (reprodução/residente): 2.700.000 km2

Interior de Brasil e área adjacente ao leste de Bolívia e Horqueta, no leste da Paraguai.

Conservação Alipiopsitta xanthops:

Estado de conservação ⓘ


estado Pouco preocupante (UICN)ⓘ

• Categoria atual da Lista Vermelha dos UICN: Quase ameaçada.

• Tendência populacional: Diminuindo.

Em 1993 dois terços do Cerrado, Esta espécie habitada, había sido moderada o gravemente alterada por la agricultura, la cría de ganado pesado, gramà­neas invasoras, o uso de pesticidas e queima anual.

Ações de conservação propostas:

• Cotejar los datos de la muestra y registros recientes para proporcionar una evaluación mejorada de la distribución y estado.

• Estimar la población total salvaje (Bianchi 2009).

• Evaluar el impacto de la pérdida de hábitat (Snyder et para o . 2000).

• Crear una red de grandes reservas en Bahia, Maranhão e Piauí.

A Papagaio-galego em cativeiro:

Ave Raro no mundo da avicultura.

Ativo, curioso e brincalhão. Agresiva con otros loros. Eles podem se tornar muito barulhento. Propensas à  obesidade

Sua reprodução raramente foi conseguida em cativeiro. El requisito básico sería aislar a una pareja compatible durante la temporada de reproducción debido al aumento de agresiones hacia otras aves durante este periodo; também necessitam de acomodações espaçosas e uma caixa de ninho de 25 x 25 x 60 cm . com a entrada de 8 cm de diâmetro.

Eles tendem a ser agressivos com seus cuidadores. O época de reprodução começa no inà­cio de maio. A implementação é de 2 - 4 ovos, que são incubados durante 26 dias. Os jovens deixam o ninho quando eles estão perto do 8 semanas de idade.

Nomes alternativos:

Yellow faced Parrot, Yellow-crowned Amazon, Yellow-crowned Parrot, Yellow-faced Amazon (inglês).
Amazone à face jaune (Francês).
Goldbauchamazone, Schoapapagei (alemão).
Papagaio-galego, chorão, curau, papagaio-acurau, papagaio-curraleiro, papagaio-de-barriga-amarela (português).
Amazona Chica, Amazona del Cerrado, Loro cara amarilla, Lora chica (espanhol).


Clasificación científica Alipiopsitta xanthops:

Johann Baptist von Spix

Ordem: Psittaciformes
Famà­lia: Psittacidae
Gênero: Alipiopsitta
Nome científico: Alipiopsitta xanthops
Citação: (von Spix, 1824)
Protonimo: xanthops Psittacus


Imagens Papagaio-galego:


Espécies do gênero Amazona

  • Amazona festiva
  • —- Amazona festiva bodini
  • —- Amazona festiva festiva
  • Amazona vinacea
  • Amazona tucumana
  • Amazona pretrei
  • Amazona agilis
  • Amazona albifrons
  • —- Amazona albifrons albifrons
  • —- Amazona albifrons nana
  • —- Amazona albifrons saltuensis
  • Amazona collaria
  • Amazona leucocephala
  • —- Amazona leucocephala bahamensis
  • —- Amazona leucocephala caymanensis
  • —- Amazona leucocephala hesterna
  • —- Amazona leucocephala leucocephala
  • Amazona ventralis
  • Amazona vittata
  • —- Amazona vittata gracilipes †
  • —- Amazona vittata vittata
  • Amazona finschi
  • Amazona autumnalis
  • —- Amazona autumnalis autumnalis
  • —- Amazona autumnalis lilacina
  • —- Amazona autumnalis salvini
  • Amazona diadema
  • Amazona viridigenalis
  • Amazona xantholora
  • Amazona dufresniana
  • Amazona rhodocorytha
  • Amazona arausiaca
  • Amazona versicolor
  • Amazona oratrix
  • —- Amazona oratrix belizensis
  • —- Amazona oratrix hondurensis
  • —- Amazona oratrix oratrix
  • Amazona tresmariae
  • Amazona auropalliata
  • —- Amazona auropalliata auropalliata
  • —- Amazona auropalliata caribaea
  • —- Amazona auropalliata parvipes
  • Amazona ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala nattereri
  • —- Amazona ochrocephala ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala panamensis
  • —- Amazona ochrocephala xantholaema
  • Amazona barbadensis
  • Amazona aestiva
  • —- Amazona aestiva aestiva
  • —- Amazona aestiva xanthopteryx
  • Amazona mercenarius
  • —- Amazona mercenarius canipalliata
  • —- Amazona mercenarius mercenarius
  • Amazona guatemalae
  • —- Amazona guatemalae guatemalae
  • —- Amazona guatemalae virenticeps
  • Amazona farinosa
  • Amazona kawalli
  • Amazona imperialis
  • Amazona brasiliensis
  • Amazona amazonica
  • Amazona guildingii

  • Fontes:

    • Livro papagaios, Papagaios e araras Neotropical
    • avibase
    • Parrots.org
    • Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
    • Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
    • Birdlife

    Fotos:

    (1) – Papagaio amarelo-faced (Alipiopsitta xanthops) metamorfose verde, o Pantanal, Brasil Por Charlesjsharp (Próprio trabalho, da Sharp Fotografia, sharpphotography) [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons
    (2) – Papagaio amarelo-faced (Alipiopsitta xanthops) metamorfose amarelo, o Pantanal, Brasil Por Charlesjsharp (Próprio trabalho, da Sharp Fotografia, sharpphotography) [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons
    (3) – Alipiopsitta xanthops, Parrot Yellow-faced; dois em uma gaiola por TJ Lin (originalmente carregada no Flickr como amazon enfrentou-amarelo) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (4) – Amarelo-enfrentado do papagaio em Giza Zoo por Hatem Moushir (Próprio trabalho) [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons
    (5) – Registro realizado na cidade de Três Lagoas-MS, área urbana. Um bando pousou em um pé de poncã para se alimentar By Jairmoreirafotografia (Próprio trabalho) [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons
    (6) – Ilustração não se parece com um. xanthops (Parrot Yellow-faced). Fisch’s Papageien monograph discusses this dubious specimen by Francis de Laporte de Castelnau [Domínio público], via Wikimedia Commons

    Sons: João Antônio de B. Vitto

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Papagaio-de-hispaniola
    Amazona ventralis

    Papagaio-de-hispaniola

    Conteúdo

    Descrição:

    28-31 cm. comprimento e 250 gramas.

    O Papagaio-de-hispaniola (Amazona ventralis) tem o frente Senhores cor e branco (extensão variável); o coroa e o bochechas superiores com penas azuis e extremidades de cor preta; abrigos de fones de ouvido e bochechas mais baixos, carvão colorido (medida variável); penas nuca e os lados da pescoço, verde esmeralda com pontas pretas visà­veis.
    Papagaio-de-hispaniola
    Manto e de volta grama verde com pontas pretas, que se tornam cada vez menos visà­vel para o fundo; Grupa Verde, ligeiramente amarelado; abrigos de supracaudales verde amarelado. maiores abrigos azul; coberteras restantes grama verde. Primário e secundário, blues, sombrio para as pontas, sobre o redes internas. Sob o asas, Verde; penas de voo verde azulado.

    O partes inferiores geralmente verde, ligeiramente amarelado, con la mayoría de las plumas mostrando márgenes negros bastante visibles (especialmente na região superior) mas à s vezes com algumas penas vermelhas Queixo; remendo marrom redimensionável no centro de barriga; coberteras infracaudales verde-amarelo pálido. Na parte superior, o cauda é verde (talvez um pouco mais escura do que o resto do partes superiores) com ponta amarelada visà­vel e redes externas penas externas com margens azuis; na parte inferior, o cauda É amarelada, com as bases das penas exteriores vermelhos. Pico Rosa; Cere branco acastanhado; pele anel orbital Branco; marrom o à­ris; pernas cinza pálido.


    Anatomia-papagaios-pt

    Não há nenhum dimorfismo sexual. Imaturo como um adulto, mas menos azul no coroa e o remendo abdominal é mais pálida marrom.

    NOTA

    Alguns autores consideram que o Papagaio-de-hispaniola isto é coespecífico (pertencentes à  mesma espécie) com o Papagaio-de-cuba. Embora intimamente relacionados, Acredita-se ser bastante diferente devido a diferenças na cor pronunciada plumagem.

    • Som do Papagaio-de-hispaniola.

    Habitat:

    Vídeo "Papagaio-de-hispaniola"

    O Papagaio-de-hispaniola Eles são distribuà­dos numa variedade de habitats florestais, desde sabanas arenosas de palmeras en tierras bajas hasta bosques de pinos de montaña y bosques húmedos de montaña. En la actualidad observadas más comúnmente en bosques de montaña en la isla Hispaniola, devido ao desmatamento continuou, embora aves também se alimentam em altitudes mais baixas. Observada acima 1,500 m (Hispaniola).

    Modos de exibição en parejas durante la cría; fuera de la época de cría, observados em pequenos bandos, normalmente até uma dúzia de aves; reuniões muito maiores, até 500 relatado nas aves do século XIX. Casais e casais com jovens muitas vezes identificáveis ​​em bandos.

    Reprodução:

    Ninhos geralmente construà­dos em cavidades de árvores, mas também em fendas de rochas, vazios de cactos e cavidades em coco. Territorial e muito agressivo ao jogar. O época de reprodução Ele abrange os meses de fevereiro a maio. Embreagem 2-3 ovos.

    Alimentos:

    Se alimentan, entre outros, de sementes o frutas de Caesalpinia, Psidium e Ficus, sementes de laranjas selvagem Citrus, milho e bananas.

    Distribuição:

    Tamanho da sua gama (nidificadora / residente): 99.000 km2

    O Papagaio-de-hispaniola são distribuà­dos pelas ilhas de Hispaniola (República Dominicana e Haiti), Isla de la Gonâve (Haiti), Isla Saona (República Dominicana), Porto Rico e, provavelmente, Cobra (Porto Rico) na west Indies. Se encuentra en números moderados en partes de la Serra de Bahoruco, Sierra Neiba e Cordillera Central em República Dominicana. Mais restrito e menos numerosos em Haiti, con la población restante aparentemente en gran parte en el sur del país.

    introduzido em Porto Rico, onde a população selvagem derivada de aves em cativeiro escapou e pelo menos um lote de aves comercializados ilegalmente foram libertados depois de descobrir uma tentativa de importar Porto Rico. populações também selvagens em Islas Vírgenes de los EEUU.

    Antiguamente muy común en Hispaniola, embora tenha havido durante o século XX uma forte declà­nio na sua população, principalmente devido à  destruição do habitat (decorrentes de agricultura e produção de carvão). Também perseguidos devido a danos nas culturas, caçados para alimentação e preso para venda como animais de estimação, a nà­vel local e internacional.

    Na década de 1930 Ele limitou-se à s florestas de montanha do interior da ilha de grande parte Hispaniola.

    Aunque sigue siendo localmente común, é bastante raro e rara na natureza.

    A população em Porto Rico É, pelo menos, várias centenas de aves e, aparentemente, aumentando.

    Conservação:

    Estado de conservação ⓘ


    estado Preocupação menor ⓘ (UICN)ⓘ

    • Categoria atual da Lista Vermelha dos UICN: Vulnerável.

    • Tendência populacional: Diminuindo.

    • Tamanho da população : 6000-15000

    Justificativa da categoria Lista Vermelha

    Esta espécie é considerada Vulnerável porque evidência anedótica sugere que houve uma rápida redução da população. O tamanho da população ea extensão exata do declà­nio não são claras, esclarecimento e levar a espécie ser reclassificados como quase ameaçada.

    Justificação da população

    O tamanho da população é preliminarmente Estima-a cair na faixa compreendida entre 10.000 e 19.999 indivà­duos. Isso é equivalente a 6,667-13,333 indivà­duos maduros, arredondado aqui para 6,000-15,000 indivà­duos maduros.

    Justificação da tendência

    Não há novos dados sobre tendências populacionais, mas suspeita-se que a espécie está em declà­nio rapidamente, Como resultado do caça, o A perda de habitat e o captura.

    Ameaças

    O conversión agrícola e produção de carvão vegetal têm destruà­do o habitat mais adequado. Também é perseguido como uma praga agrà­cola, caçado como alimentos e preso por comércio local e acima para o comércio internacional aves de gaiola. (Juniper e Parr 1998).

    El atrapar a los adultos y robar crías de los nidos para abastecer al comércio local pet É uma preocupação particular, porque em algumas áreas la mayoría de las familias poseen un loro, e eles só vivem alguns anos antes de terem de ser substituà­do (G. Woolmer em alguns. T. Branca um pouco., 2012). O que mais, atividades ninhos de roubo frequentemente causam destruição da cavidade do ninho ou árvore ninho, agravando aún más la perda de habitat de nidificação outras causas (T. Branco em um pouco .

    Ações de conservação em andamento

    Cities apêndice II.

    • Se ha iniciado una estratégia de educação com a participação da comunidade para proteger as espécies (Vasquez et ao., 1995).

    • Dentro 1997-1998, 49 aves criadas em cativeiro foram liberados e você radiografados em East National Park, República Dominicana (Vilella et ai., 1999).

    • O Reserva Biológica Loma Charco Azul, criado em 2009, Tem populações das espécies. Também, Eles têm realizado atividades recentes educación pública y divulgación, incluindo algumas ações de aplicação da lei, em várias comunidades que cercam o Jaragua National Park, perto da fronteira com Haiti.

    • En enero de 2012 Há também um estava lançamento 10 papagaios criados em cativeiro que habían sido confiscados como polluelos jóvenes de cazadores furtivos nidos. Essas gatas foram levantadas e reabilitado em National Zoological Park, e lançado com sucesso nos terrenos do Jardim Zoológico (T. Branco em um pouco ).

    Ações de conservação propostas

    Avaliar o tamanho atual da população.

    • Establecer un programa de monitoramento abrangente.

    • Determine la extensão de habitat remanescentes.

    • Determinar el impacto de várias ameaças.

    aplicar as leis e regulamentos que protegem esta espécie e seu habitat (Snyder et ao., 2000).

    • Promover melhores práticas de criação de aves para reduzindo a demanda por aves selvagens e desenvolver uma programa de cría en cautividad.

    • Educar al público sobre el impacto negativo do comércio de animais em nativa República Dominicana (T. Branca em um pouco., 2012).

    Papagaio-de-hispaniola em cativeiro:

    Ele é facilmente reproduzido em cativeiro e utilizado como mãe de aluguel para criar a las crías de la Papagaio-de-porto-rico‎ como parte do programa de recuperação para as espécies (altamente ameaçada).

    Cada amostra cativas desta espécie que é capaz de reproduzir, Ele é colocado em um programa bem gerida criação em cativeiro e não ser vendido como um animal de estimação, com o objetivo de garantir a sua sobrevivência a longo prazo.

    Nomes alternativos:

    Hispaniolan Amazon, Hispaniolan Parrot, Salle’s Amazon, Salle’s Parrot, San Domingo Amazon, San Domingo Parrot (inglês).
    Amazone à ventre pourpre, Amazone de Sallé, Amazone d’Hispaniola (Francês).
    Blaukronenamazone, Haitiamazone (alemão).
    Papagaio-de-hispaniola (português).
    Amazona de la Española, Amazona Dominicana, Cotorra, Cotorra de la Española (espanhol).

    Classificação científica:

    Ordem: Psittaciformes
    Famà­lia: Psittacidae
    Gênero: Amazona
    Nome científico: Amazona ventralis
    Citação: (Estácio Muller, 1776)
    Protonimo: Psittacus ventralis

    Imagens Papagaio-de-hispaniola:


    Espécies do gênero Amazona

  • Amazona festiva
  • —- Amazona festiva bodini
  • —- Amazona festiva festiva
  • Amazona vinacea
  • Amazona tucumana
  • Amazona pretrei
  • Amazona agilis
  • Amazona albifrons
  • —- Amazona albifrons albifrons
  • —- Amazona albifrons nana
  • —- Amazona albifrons saltuensis
  • Amazona collaria
  • Amazona leucocephala
  • —- Amazona leucocephala bahamensis
  • —- Amazona leucocephala caymanensis
  • —- Amazona leucocephala hesterna
  • —- Amazona leucocephala leucocephala
  • Amazona ventralis
  • Amazona vittata
  • —- Amazona vittata gracilipes †
  • —- Amazona vittata vittata
  • Amazona finschi
  • Amazona autumnalis
  • —- Amazona autumnalis autumnalis
  • —- Amazona autumnalis lilacina
  • —- Amazona autumnalis salvini
  • Amazona diadema
  • Amazona viridigenalis
  • Amazona xantholora
  • Amazona dufresniana
  • Amazona rhodocorytha
  • Amazona arausiaca
  • Amazona versicolor
  • Amazona oratrix
  • —- Amazona oratrix belizensis
  • —- Amazona oratrix hondurensis
  • —- Amazona oratrix oratrix
  • Amazona tresmariae
  • Amazona auropalliata
  • —- Amazona auropalliata auropalliata
  • —- Amazona auropalliata caribaea
  • —- Amazona auropalliata parvipes
  • Amazona ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala nattereri
  • —- Amazona ochrocephala ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala panamensis
  • —- Amazona ochrocephala xantholaema
  • Amazona barbadensis
  • Amazona aestiva
  • —- Amazona aestiva aestiva
  • —- Amazona aestiva xanthopteryx
  • Amazona mercenarius
  • —- Amazona mercenarius canipalliata
  • —- Amazona mercenarius mercenarius
  • Amazona guatemalae
  • —- Amazona guatemalae guatemalae
  • —- Amazona guatemalae virenticeps
  • Amazona farinosa
  • Amazona kawalli
  • Amazona imperialis
  • Amazona brasiliensis
  • Amazona amazonica
  • Amazona guildingii

  • Fontes:

    • Avibase
    • Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
    • Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
    • Birdlife

    Fotos:

    (1) – O papagaio Cuca – Cuca O Parrot por Jose Uribe AlneyFlickr
    (2) – Hispaniolan Amazon. Dois em uma gaiola por TJ Lin (originalmente carregada no Flickr como DSCN0712) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (3) – Par de papagaios Amazona ventralis no Parque Nacional Jaragua, República Dominicana By Yolanda M. Leon (Próprio trabalho) [Domínio público], via Wikimedia Commons
    (4) – A Amazon Hispaniolan em uma gaiola por Patrick Hawks (originalmente carregada no Flickr como Hispaniolan Parrot) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (5) – Blaukronenamazone (Amazona ventralis) Bávaro, Punta Cana, República Dominicana por Martingloor (Próprio trabalho) [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons
    (6) – BARRABAND, Jacques (1767/8-1809) [Perroquet à face rouge male (Hispaniolan Amazon [Amazona ventralis])] A partir de História Natural de papagaios (by François Levaillant, 1801-1805) – Wikimedia

    Sons: ante Strand, XC15749. acessà­vel www.xeno-canto.org/15749

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Papagaio-de-testa-branca
    Amazona albifrons

    Papagaio-de-testa-branca

    Conteúdo

    Descrição:

    22 - 26 cm. comprimento.

    O Papagaio-de-testa-branca (Amazona albifrons) tem o frente branca; lordes, bochechas superiores e um anel de penas em torno de olhos, Red; o coroa se mistura azul pálido com o verde nuca; o penas com margens escuras; lados pescoço verde com margens pretas estreitas. Manto, de volta e colares, grama verde, à s vezes com tonalidade verde-oliva; manto com pontas pretas indistintas; Grupa verde, cores talvez mais esmeraldas do que o resto do partes superiores.

    Grandes coberteras e alula, Red, outros coberturas Verde. O redes externas do primário, Verde, Eles ficam azuis nas pontas; redes externas do secundário, azul; redes internas do penas de voo, enegrecido. Na parte inferior, o asas verde azulado. Partes inferiores verde com bordas enegrecidas fracas com penas em garganta e o peito. Na parte superior, o cauda É amarelo no centro, Penas de estrangeiras vermelha na base, azul no redes externas. Pico chifre de cor clara, sombrio na ponta; anel orbital cinza pálido; à­ris amarelo pálido; pernas cinza pálido.


    Anatomia-papagaios-pt

    Ele apresenta uma indistinta dimorfismo sexual. O feminino Ele difere do macho no vermelho rosto Ele é limitado à  região anel de olho e ela não tem a cor vermelha em abrigos de asa. O macho imaturo Parece que feminina, mas com o vermelho na principais coberturas.

    • Som do Papagaio-de-testa-branca.

    Descrição 3 subespécie:

    Papagaio-de-testa-branca

    • Amazona albifrons albifrons

      (Sparrman, 1788) – Nominal.


    • Amazona albifrons nana

      (Miller,W, 1905) – menor as espécies nominal. Pouco diferenciado de nominal mas o verde plumagem É talvez mais pálida, yellower. Alguns indivà­duos Coast Pacífico mostram alguns vermelho na garganta.


    • Amazona albifrons saltuensis

      (Nelson, 1899) – Semelhante a nominal Mas o plumagem É fortemente impregnada de azul. O azul do coroa Ele estende-se ao nuca.

    Habitat:

    Isso adaptáveis ​​Amazona usa todos os tipos de habitats arborizadas e campo aberto com árvores, incluyendo bosque semi-perennifolio semi-perennemente húmedo y estacional (especialmente na borda), florestas de pinheiros, floresta de galeria, terrenos agrícolas con bosques abiertos, savana e matagal árido tropical com cacto, tendendo a áreas abertas mais frequentes no inclinação Caribbean.

    Usualmente Eles preferem florestas mais secas, mas onde é simpátrica com Papagaio-de-iucatã (Amazona xantholora), tiende a preferir la vegetación más húmeda y cerrada.

    Em Yucatan o Papagaio-de-testa-branca habitan en plantaciones costeras de coco mientras se cría. Em altitudes de 900 m (Oaxaca), 1.800 m (Honduras) e 1.500 m (Sonora meridional: registar apenas conhecido fora dos trópicos).

    En parejas en época de cría pero normalmente gregário, distribuà­do principalmente em pequenos grupos, com concentrações ocasionais de centenas de pássaros e alguns capoeiras comunais (por exemplo, manguezais) com vários milhares de aves.

    Reprodução:

    Vídeo – "Papagaio-de-testa-branca"

    O Papagaio-de-testa-branca ninho em árvores, cavidades da palma o termitarium arbóreo, a veces en la cavidad excavada por algún pájaro carpintero. Árboles de la especie Bursera simaruba e Caesalpinia gaumeri se Encontre entre os preferidos para nidificar em Yucatan. Reprodução De janeiro a julho, dependendo da localização.

    Um embreagem contém 3-5 ovos. Somente a fêmea incuba os. O incubação dura em torno de 24 dias.

    Alimentos:

    alimentos registrados incluem culpa de Acacia gaumeri (Yucatan), frutas de Lemaireocereus thurberi e Pachycereus e casulos de cordata Jatropha (Sonora), Ehretia tinijolia e metopium browneii (Campeche); Eles também se alimentam de frutos cultivados como manga e grãos, incluyendo maíz. Aves, muitas vezes ficar animado e gritar, enquanto a alimentação.

    Distribuição e status:

    Tamanho da sua gama (nidificadora / residente ): 2.330.000 km2

    O Papagaio-de-testa-branca elas se estendem México, do Sul da Sonora (norte a cerca de 28 °N) ao longo do Sinaloa e Ocidente Durango hacia el sur a través de la región del Pacífico hasta Oaxaca e para o norte através istmo de Tehuantepec a costa atlântica no sul Veracruz e a leste pelo Tabasco a toda Península de yucatán, incluindo o norte Guatemala e Belice.

    Eles estão presentes no sul Chiapas e nas terras baixas na Pacífico guatemalteco e, según se informa, em West O salvador, que se estende através das planà­cies de Pacífico, planà­cies áridas e Caribe Honduras hasta el Pacífico noroeste de Costa Rica e Nicarágua (onde a distribuição não está detalhado).

    Principalmente residentes sazonais, mas os visitantes em partes do intervalo (por exemplo, Yucatan, O salvador montanhas ocidentais e orientais Guatemala).

    Introduzido em áreas urbanas Ilha de Cozumel, no estado de Quintana Roo (México). A sua presença apenas em áreas urbanas da ilha, a capacidade das espécies de viver com sucesso em áreas urbanas, a abundância de árvores de fruto e uso como um animal de estimação pelos ilhéus nos permite sugerir que indivà­duos registrados são o resultado de vazamento ou foram libertados por seus proprietários.

    Usualmente comum e em conjunto com o Periquito-de-testa-laranja (Eupsittula canicularis), É a maior ave da vertiente del Pacífico de América Central; embora, obviamente, escassa em algumas áreas. O desmatamento É possivelmente promoção de aumentos da população costa caribenha da América Central. capturados para comércio do animal de estimação e caçado como alimento, por exemplo, em Yucatan, onde recentemente houve um declà­nio da população devido à  perseguição dos papagaios que se alimentam de frutas após a perda de alimentos silvestres cultivadas pelo furacão Gilbert. Sua captura se autoriza únicamente durante los meses de octubre a febrero en los estados de Guerrero, Jalisco, Michoacán, Oaxaca, Sinaloa e Tabasco e de setembro a janeiro, em Veracruz.

    Distribuição 3 subespécie:

    • Amazona albifrons albifrons

      (Sparrman, 1788) – Nominal. Costa Pacífica de México a partir de Nayarit - Oaxaca e sul do Chiapas nas terras baixas Pacífico guatemalteco. Aves no norte planà­cies da Guatemala eo interior árido, eles podem se referir à  subespécie Amazona albifrons nana.


    • Amazona albifrons nana

      (Miller,W, 1905) – Veracruz até Costa Rica, incluindo todos península de Yucatán.


    • Amazona albifrons saltuensis

      (Nelson, 1899) – Sonora, Sinaloa e Durango, em México.

    Conservação Amazona albifrons:

    Estado de conservação ⓘ


    estado Preocupação menor ⓘ (UICN)ⓘ

    • Categoria atual da Lista Vermelha dos UICN: Pouco preocupante.

    • Tendência populacional: Aumentando.

    Justificativa da categoria Lista Vermelha

    • Esta especie tiene un escala muito grande e, portanto, não é fechar com os limiares para vulnerável sob o critério de faixa de tamanho (Extensão de ocorrência abaixo 20,000 km2 combinada com uma diminuição de tamanho ou intervalo de flutuação, extensão / calidad de hábitat o tamaño de población y un pequeño número de lugares o fragmentación severa).

    • La tendencia de la população parece estar a aumentar e, Por conseguinte, a espécie não se aproxima dos limiares vulneráveis ​​sob os critérios da tendência populacional (por atacado 30% diminuir em dez anos ou três gerações).

    • O tamanho da população é muito grande e, Por conseguinte, Não é de abordagens para os limiares para vulnerável sob o critério de tamanho da população (menos de 10.000 indivà­duos maduros com declà­nio contà­nuo estimado uma percentagem mais elevada de 10% em dez anos ou três gerações ou com uma estrutura populacional específica).

    • Por estas razones la especie es evaluada como la pouco preocupante.

    Justificação da população

    Parceiros em voo Estima-se que a população total de 500.000-4.999.999 indivà­duos (A. Panjabi em um pouco., 2008).

    Justificação da tendência

    • Se sospecha que la población está aumentando a medida que la degradación del hábitat está creando novas áreas de habitat adequado.

    A Papagaio-de-testa-branca em cativeiro:

    Devido ao declà­nio dessas aves na natureza, especialmente nas populações mexicana, o Papagaio-de-testa-branca é agora, ao contrário de outros tempos, postos à  venda apenas raramente. O que mais, entre as aves recebidas pelos importadores, o machos geralmente superam em muito o fêmeas por lo que es difícil encontrar una pareja.

    Según muchas observaciones, o Papagaio-de-testa-branca capturada ainda bastante tímidas y poco sociables, especialmente se eles estavam maduros quando foram presos. Os pássaros imaturo, que pode ser manchado pelo amarelecimento da sua coroa, relativamente bem simpatizar com seus cuidadores e são facilmente adaptados a uma vida em uma gaiola ou viveiro. Diz-se ter algum talento para imitar.

    Según fuentes, as primeiras crías en cautividad Eles nasceram em 1949 no Estados Unidos por IDENTIDADE. Putman; a segunda em 1977 no República Federal Alemana por H. Muller (Walsrode) e um terceiro conjunto no Suíça em 1979; Desde entonces varios avicultores europeos han reportado éxitos de cría. El último informe llegó en 1985 a partir do parque de aves Metelen Heide em Muen-Sterland (Alemania Occidental). Allí un embreagem de cinco huevos produjo cuatro crías a mediados de junio de 1984 después de un período de incubación de 28 dias. O jovem deixou o ninho após cerca de 70 dias, pero todavía eran cuidados y alimentados activamente, principalmente pelo progenitor, por algumas semanas mais.

    Seu preço na rodada mercado europeu 1000 EUR. geralmente em silêncio as amazonas maiores. Ele pode ser ruidoso imediatamente antes e durante o temporada de reprodução.

    Estas aves podem se tornar agresivas en la temporada de cría e podem atacar o cuidador. As caixas-ninho estão melhor posicionadas para inspecção ninho pode ser realizada a partir do exterior do aviário. A fiscalização do ninho é melhor quando as aves adultas são fora do ninho, no obstante la cría en cautividad rara vez se ha logrado entre particulares.

    Susceptibles a las infecciones intestinales durante el período de aclimatación.

    Sua expectativa de vida pode superar o 50 anos.

    Nomes alternativos:

    White-fronted Parrot, Spectacled Amazon, Spectacled Parrot, White fronted Parrot, White-browed Amazon, White-browed Parrot, White-fronted Amazon (inglês).
    Amazone à front blanc, Amazone à lunettes (Francês).
    Weißstirnamazone (alemão).
    Papagaio-de-testa-branca (português).
    Amazona de Frente Blanca, Amazona Frentialba, Cotorra Frentiblanca, Lora frentiblanca, Loro Frente Blanca, loro frente-blanca, Loro Frentiblanco, Cotorra Guayabera (espanhol).
    Cabeza de Manta, Loro Manglero, Cocha, Cocho, Cucha (México).


    Clasificación científica Amazona albifrons:

    Anders Sparrman

    Ordem: Psittaciformes
    Famà­lia: Psittacidae
    Gênero: Amazona
    Nome científico: Amazona albifrons
    Citação: (Sparrman, 1788)
    Protonimo: albifrons Psittacus


    Imagens Papagaio-de-testa-branca:


    Espécies do gênero Amazona

  • Amazona festiva
  • —- Amazona festiva bodini
  • —- Amazona festiva festiva
  • Amazona vinacea
  • Amazona tucumana
  • Amazona pretrei
  • Amazona agilis
  • Amazona albifrons
  • —- Amazona albifrons albifrons
  • —- Amazona albifrons nana
  • —- Amazona albifrons saltuensis
  • Amazona collaria
  • Amazona leucocephala
  • —- Amazona leucocephala bahamensis
  • —- Amazona leucocephala caymanensis
  • —- Amazona leucocephala hesterna
  • —- Amazona leucocephala leucocephala
  • Amazona ventralis
  • Amazona vittata
  • —- Amazona vittata gracilipes †
  • —- Amazona vittata vittata
  • Amazona finschi
  • Amazona autumnalis
  • —- Amazona autumnalis autumnalis
  • —- Amazona autumnalis lilacina
  • —- Amazona autumnalis salvini
  • Amazona diadema
  • Amazona viridigenalis
  • Amazona xantholora
  • Amazona dufresniana
  • Amazona rhodocorytha
  • Amazona arausiaca
  • Amazona versicolor
  • Amazona oratrix
  • —- Amazona oratrix belizensis
  • —- Amazona oratrix hondurensis
  • —- Amazona oratrix oratrix
  • Amazona tresmariae
  • Amazona auropalliata
  • —- Amazona auropalliata auropalliata
  • —- Amazona auropalliata caribaea
  • —- Amazona auropalliata parvipes
  • Amazona ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala nattereri
  • —- Amazona ochrocephala ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala panamensis
  • —- Amazona ochrocephala xantholaema
  • Amazona barbadensis
  • Amazona aestiva
  • —- Amazona aestiva aestiva
  • —- Amazona aestiva xanthopteryx
  • Amazona mercenarius
  • —- Amazona mercenarius canipalliata
  • —- Amazona mercenarius mercenarius
  • Amazona guatemalae
  • —- Amazona guatemalae guatemalae
  • —- Amazona guatemalae virenticeps
  • Amazona farinosa
  • Amazona kawalli
  • Amazona imperialis
  • Amazona brasiliensis
  • Amazona amazonica
  • Amazona guildingii

  • Fontes:

    • Avibase
    • Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
    • Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
    • Birdlife
    • The New Parrot Handbook por Werner Lantermann,Matthew M. Vriends

    Fotos:

    (1) – De peito branco Amazon por David Oliva (originalmente carregada no Flickr como Cotorro 007) [CC POR 2.0], via Wikimedia Commons
    (2) – Weißstirnamazonen im Tiergarten Schönbrunn By spacebirdy(also known as geimfyglið (:> )=| feito com Sternenlaus-spirit) (Próprio trabalho) [CC BY-SA 3.0 ou FAL], via Wikimedia Commons
    (3) – Amazona albifrons (Amazona albifrons) Por Christoph Anton Mitterer (Flickr: P8155550) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (4) – De peito branco Amazon Amazona albifrons par empoleira-se em uma árvore no Guanacaste, Costa Rica por Steve Jurvetson (originalmente carregada no Flickr como pássaros do amor) [CC POR 2.0], via Wikimedia Commons
    (5) – De peito branco Amazon, (Amazona albifrons). Um papagaio de estimação em uma vara. Red feathers on this parrots shoulders indicate that it is a male By ➨ Redvers (Flickr) [CC POR 2.0], via Wikimedia Commons
    (6) – Weißstirnamazonen im Tiergarten Schönbrunn By spacebirdy(also known as geimfyglið (:> )=| feito com Sternenlaus-spirit) (Próprio trabalho) [CC BY-SA 3.0 ou FAL], via Wikimedia Commons
    (7) – A cativeiro Amazon de peito branco em Copán Ruinas, Copán, Honduras por Troy de Charlottesville, E.U.A. (Flickr) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (8) – A Amazon de peito branco – parte superior do corpo por sumba [CC POR 2.0 de], via Wikimedia Commons
    (9) – Um animal de estimação juvenil de peito branco Amazon em Poole, Dorset, Inglaterra por Kyle Payne da Inglaterra (Odd Looking Gaivota) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (10) – De peito branco Amazon, Amazona albifrons, Remover sozinho B. Planeta TerraFlickr

    Sons: Richard E. Webster, XC353211. acessà­vel www.xeno-canto.org/353211

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Papagaio Tresmarie
    Amazona tresmariae

    Papagaio Tresmarie

    Conteúdo

    Descrição:

    38-40 cm. comprimento e 580-650 gramas.

    O Papagaio Tresmarie (Amazona tresmariae) tem cabeça e garganta amarelo.

    O partes superiores são verdes. O partes inferiores Eles são verdes, mas mais do que amarelado partes superiores. coxas amarelo. Primário e secundário Verde, azul-violeta tornando-se a ponta. deve carpo amarelo. espéculo vermelho na base dos cinco externo secundário. a curva asas, vermelho pálido, com um pouco de amarelo.

    O cauda é verde, com ponta verde amarelado e penas laterais basicamente marcadas em vermelho na banda interna; penas ultraperiféricas franjas azul. O pernas Eles são cinza pálido. O à­ris É laranja. O pico é colorido horn-, cinzento em direcção à  base do mandíbula superior. Cere cinza escuro.


    Anatomia-papagaios-pt

    Ambos os sexos são semelhantes. O imaturo Eles são a cabeça completamente verde, excepto a mancha amarela na frente. a curva asas, Verde. deve carpo verde amarelado.

    nota taxonà´mica:

    é concedido o estatuto de espécies pelo Congreso Internacional de Ornitología.

    Habitat:

    Vídeo "Papagaio Tresmarie"

    Ter preferência por florestas de folha caduca ou perene, claro, Floresta savana, florestas de pinheiros, densos bosques de galería; menos comúnmente en bosques secos de espinos, mangues ou pântanos costeiros e áreas cultivadas com árvores dispersas.

    Residentes em toda sua área de distribuição.

    Reprodução:

    Ninho en agujeros en troncos de árboles o ramas caídas.

    Alimentos:

    consumir surtos, folhas notà­cia, frutas palma, sementes de Acácia, frutos do Macuna, figos e alguns frutos da terra cultivada.

    Distribuição:

    Endémica da Islas Marías, na costa oeste de México.

    Conservação Amazona tresmariae:

    Estado de conservação ⓘ


    estado Preocupação menor ⓘ (UICN)ⓘ

    • Categoria atual da Lista Vermelha dos UICN: Pouco preocupante.

    • Tendência populacional: Diminuindo.

    O Papagaio Tresmarie Ele tem um extremamente grande alcance e, Por conseguinte, ele não se aproxima dos limiares para Vulnerável a critério do tamanho da área de distribuição (extensão <20,000 km2 combinada com uma diminuição de tamanho ou intervalo de flutuação, extensión o calidad del hábitat o tamaño de población y un pequeño número de lugares o fragmentación severa).

    embora o tendência populacional parece estar a diminuir, Não acreditava estar em declà­nio rápido o suficiente para aproximar os limiares para Vulnerável segundo os critérios da tendência populacional (> 30% declinar ao longo de dez anos ou três gerações).

    O tamanho da população não foi quantificado, mas não se acredita que se aproxima limiares vulnerável sob o critério de tamanho da população (<10.000 indivà­duos maduros com um declà­nio contà­nuo estimado> 10% em dez anos ou três gerações ou uma estrutura populacional). Por estas razões, A espécie é avaliada como Pouco Preocupante.

    Geralmente é considerada como uma subespécie do Papagaio-campeiro (Amazona ochrocephala).

    A Papagaio Tresmarie em cativeiro:

    Estas aves pertencem Apêndice I da CITES, com proteção especial, porque eles são muito procurados.

    Nomes alternativos:

    Panama yellow-crowned amazon, Tres Maria Yellow-headed Parrot, Tres Marias Amazon, Tres Marias Parrot, Yellow-headed Parrot (Tres Marias Is.) (inglês).
    Amazone à tête jaune (forme des Tres Marias), Amazone de Três Marias, Amazone des Tres Marias (Francês).
    Gelbkopfamazone-tresmariae, Tres-Marias-Amazone (alemão).
    Tres Marias Parrot (português).
    Tres Marias Parrot, Tres Marias Amazon, amazona de Tres Marias, Amazona cabeciamarilla de tres marias, Loro de las islas María (espanhol).


    Clasificación científica Amazona tresmariae:

    Edward William Nelson
    Edward William Nelson

    Ordem: Psittaciformes
    Famà­lia: Psittacidae
    Gênero: Amazona
    Nome científico: Amazona tresmariae
    Citação: Nelson, 1900<

    Imagens Papagaio Tresmarie:


    Espécies do gênero Amazona

  • Amazona festiva
  • —- Amazona festiva bodini
  • —- Amazona festiva festiva
  • Amazona vinacea
  • Amazona tucumana
  • Amazona pretrei
  • Amazona agilis
  • Amazona albifrons
  • —- Amazona albifrons albifrons
  • —- Amazona albifrons nana
  • —- Amazona albifrons saltuensis
  • Amazona collaria
  • Amazona leucocephala
  • —- Amazona leucocephala bahamensis
  • —- Amazona leucocephala caymanensis
  • —- Amazona leucocephala hesterna
  • —- Amazona leucocephala leucocephala
  • Amazona ventralis
  • Amazona vittata
  • —- Amazona vittata gracilipes †
  • —- Amazona vittata vittata
  • Amazona finschi
  • Amazona autumnalis
  • —- Amazona autumnalis autumnalis
  • —- Amazona autumnalis lilacina
  • —- Amazona autumnalis salvini
  • Amazona diadema
  • Amazona viridigenalis
  • Amazona xantholora
  • Amazona dufresniana
  • Amazona rhodocorytha
  • Amazona arausiaca
  • Amazona versicolor
  • Amazona oratrix
  • —- Amazona oratrix belizensis
  • —- Amazona oratrix hondurensis
  • —- Amazona oratrix oratrix
  • Amazona tresmariae
  • Amazona auropalliata
  • —- Amazona auropalliata auropalliata
  • —- Amazona auropalliata caribaea
  • —- Amazona auropalliata parvipes
  • Amazona ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala nattereri
  • —- Amazona ochrocephala ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala panamensis
  • —- Amazona ochrocephala xantholaema
  • Amazona barbadensis
  • Amazona aestiva
  • —- Amazona aestiva aestiva
  • —- Amazona aestiva xanthopteryx
  • Amazona mercenarius
  • —- Amazona mercenarius canipalliata
  • —- Amazona mercenarius mercenarius
  • Amazona guatemalae
  • —- Amazona guatemalae guatemalae
  • —- Amazona guatemalae virenticeps
  • Amazona farinosa
  • Amazona kawalli
  • Amazona imperialis
  • Amazona brasiliensis
  • Amazona amazonica
  • Amazona guildingii


  • Fontes:

    • Avibase
    • Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
    • Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par

    Fotos:

    (1) – tresmariae Amazona em Cougar Mountain Zoological Park, USA perching on a zoo keepers left hand By Derrick CoetzeeCamera location47° 33′ 11.72″ N, 122° 04′ 50.26″ W View this and other nearby images on: OpenStreetMap – Google Earth 47.553255; -122.080628 [CC0], via Wikimedia Commons
    (2) – tresmariae Amazona em uma gaiola no Cougar Mountain Zoological Park por Derrick Coetzee de Seattle, E.U.A. (Tres Marias Amazon na gaiola 2) [CC0], via Wikimedia Commons
    (3) – tresmariae Amazona em Cougar Mountain Zoological Park, E.U.A.. Há dois com um guarda mulher zoológico por Derrick Coetzee [CC0], via Wikimedia Commons
    (4) – Tres Marias Amazon na gaiola por D CoetzeeFlickr
    (5) – Loro de cabeza amarilla de las Islas Tres Marías by (c) Juan Cruzado Cortés – naturalista.mx

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Papagaio-de-santa-lúcia
    Amazona versicolor

    Papagaio-de-santa-lúcia

    Conteúdo

    Descrição:

    43 cm. comprimento e 700-800 gramas.

    Papagaio-de-santa-lúcia

    O Papagaio-de-santa-lúcia (Amazona versicolor) tem o lordes, bochechas e frente, azul brilhante; coroa, abrigos de fones de ouvido e bochechas mais baixos, azul pálido com exuberante esmeralda iridescente de alguns ângulos; dicas escuros para penas no cabeça.

    e os lados posteriores dos pescoço, nuca e partes superiores, amarelada-oliva, muitos penas com pontas pretas visà­veis, dando a toda a um efeito barrado forte, especialmente na região superior. Coberteras alares azeitona verde amarelada. Principais coberturas azul tingido, descansar com pontas pretas para alguns penas. Primário blues; bases de externa secundárias forman espéculo Red, dicas azuis; secundário interno verde e azul na base até a ponta. Sob as asas, verde amarelado com pontas enegrecidas para alguns penas; penas de voo verde azulado. Queixo e garganta, azul brilhante com pontas enegrecidas para penas; pontas das penas no fundo do garganta e superior da peito, vermelho brilhante formando um remendo visà­vel área vermelha ou manchado; peito e barriga com amarelada consideravelmente verde, enegrecidas e vermelhas dicas de tijolos na área subterminal alguns penas, dando Aspecto festoneado com óxido de amostras de cores dispersos; coxas e coberteras infracaudales, verde-amarelo. Cola verde azulado no centro, penas exteriores verde com grandes pontas verdes amarelados e bases vermelhas escondidas. Pico cinza; à­ris Orange; pernas cinza.


    Anatomia-papagaios-pt

    Probablemente sem dimorfismo sexual feno.

    Imaturo ter o à­ris Castanho.

    • Som do Papagaio-de-santa-lúcia.

    Habitat:

    Vídeo "Papagaio-de-santa-lúcia"

    Principalmente eles habitam o dossel montana floresta primária, mas eles fazem incursões em áreas de crescimento secundária a alimentação. rebanhos relatados de até 20 aves. formas de vida comunidade.

    Reprodução:

    Eles se aninham na cavidades de árvore. Os ninhos observada em árvores Dacryodes excelsa, Pouleria e tetracera caribaeum. época de reprodução em fevereiro e agosto. Embreagem geralmente dois ovos, embora, de um modo geral, apenas um filhote por ninho prospera.

    Alimentos:

    Sua dieta inclui flores e frutas de Clusia, Frutos de Talauma dodecapetala, Acrocomia irenensis, Pouleria, Dacryodes excelsa, Sloanea Massoni, Byrsonima martinicensis, mirabilis Miconia, Pterocarpus officinalis e globosa Euterpe; Também foram vistos alimentando-se de bananas depois do furacão e, presumivelmente devido ao esgotamento das fontes de alimentos naturais. Ausência de áreas comuns de agosto a novembro, possivelmente ligada à  falta de fecundidade Clusia.

    Distribuição e status:

    Tamanho da área de distribuição (captação / residente): 230 km2

    Confinadas a Santa Lúcia na Pequenas Antilhas, agora nas montanhas do centro e sul, aunque antiguamente eras más generalizadas en todas partes en donde crecía el bosque húmedo. A espécie tem sofrido uma contracção da faixa desde o século XIX e agora Ocupa uma área de apenas 65-70 km2 a partir de Painço e Mont Lacombe no norte, até Mont Beucop e Calfourc no Oriente, Piton Pig, St Piton, St Desrache e Department Store no sul de Morne Gimie no oeste e Mont Houlemon no noroeste. Os resultados dos estudos sobre as espécies sugerem que a parte sudoeste desta área é a mais densamente povoada de papagaios, apesar de relativamente poucos vivem no nordeste.

    meados do século XIX abundantes século, mas diminuindo rapidamente para muito pouco no inà­cio do século XX. Posteriormente eles recuperaram, com uma população estimada de 1.000 aves em 1950. Eles diminuà­ram novamente sixties, en su mayoría debido a la caza; observações em 1977 Eles estimaram que havia mais de 100 aves. aumento constante desde então, com uma população estimada de 300-350 aves em 1990.

    O ameaças principal surgir a partir de perda de habitat e sua caça para alimentos e pet comércio como. práticas florestais que levam à  remoção de árvores maduras (locais de reprodução favoritas) podrían suponer una presión adicional. Eles parecem ser menos suscetà­vel a furacões do que suas contrapartes em Dominica, pero esto puede deberse a esfuerzos de conservación en lugar de cualquier capacidad intrínseca de soportar los efectos de tormentas severas.

    You competir por locais de nidificação com os Pearly-eyed Thrasher (Margarops fuscatus), que aumentou consideravelmente desde 1950.

    Conservação versicolor Amazona:

    Estado de conservação ⓘ


    Violação Vulnerável (UICN)ⓘ

    • Categoria atual da Lista Vermelha dos UICN: Vulnerável.

    • Tendência populacional: Em ascensão.

    • Tamanho da população : 230-330

    Justificativa da categoria Lista Vermelha

    A acção de conservação pode ter salvo a espécie da extinção. Los números ahora están aumentando y hay alguna evidencia de una extensión pequeña de la gama. Contudo, o área de habitat aparentemente adequada (mas desocupado) Isso pode ser minguante. Se isso começa a afetar o habitat ocupado, a espécie pode ser descrito como perigo de extinção. Na notà­cia, seu pequeno tamanho da população e tamanho pequeno em uma ilha estão chamando Vulnerável.

    Justificação da população

    La población se estima en 350-500 indivà­duos, aproximadamente igual 230-330 indivà­duos maduros.

    Justificação da tendência

    Não há novos dados sobre tendências populacionais, por isso, assume-se que a espécie continua aumentando.

    Ameaças

    A população humana Santa Lúcia Ela está crescendo a uma taxa considerável, aumentando a pressão na floresta e resultando em perda de habitat (Copsey 1995). O corte seletivo de árvores maduras Você pode reduzir significativamente os locais de reprodução (Juniper e Parr 1998), e o furacões, o caça e o comércio representam novas ameaças. Tem havido esforços recentes para aumentar a moratória sobre a caça dentro das reservas florestais, lo que amenazaría seriamente esta especie (J. D. Gilardi em litt., 1999).

    Ações de conservação em andamento
    Brasão de Santa Lúcia

    Anexos I e II da CITES. é protegido pela legislação nacional (J. D. Gilardi em litt., 1999).

    programas de educação e sensibilização fizeram este pássaro em uma símbolo nacional.

    Isto eliminou com sucesso caça (Juniper e Parr 1998), ajudado por uma moratória sobre a caça dentro das reservas florestais (J. D. Gilardi em litt., 1999).

    Em 1975 programa foi estabelecido criação em cativeiro, e em 1995 se había desarrollado un total de 19 aves jovens (Copsey, 1995).

    Ações de conservação propostas

    Manter a moratória sobre a caça dentro de todas as reservas florestais. Realizar um estudoo básico de la alimentación y la ecología de la cría. Designar o habitat remanescente áreas protegidas. Reavaliar os objectivos do programa criação em cativeiro.

    La Amazona de Santa Lucía en cautividad:

    Extremadamente rara; atualmente só encontrou na Jersey Zoo

    Anexos I e II CITES. é protegido pela legislação nacional.

    Cada amostra cativas desta espécie que é capaz de reproduzir, Ele é colocado em um programa bem gerida criação em cativeiro e não pode ser vendido como animal de estimação, com o objetivo de garantir a sua sobrevivência a longo prazo.

    Nomes alternativos:

    Blue-masked Amazon, Blue-masked Parrot, St Lucia Amazon, St Lucia Parrot, St. Lucia Amazon, St. Lucia Parrot, St.Lucia amazon, Versicolored Parrot, Versicoloured Parrot (inglês).
    Amazone de Sainte-Lucie, Amazone versicolore, Amazone versicolore de Sainte-Lucie (Francês).
    Blaumaskenamazone, Blaustirnamazone (alemão).
    Papagaio-de-santa-lúcia (português).
    Amazona de Santa Lucia, Amazona de Sta. Lucia (espanhol).

    Clasificación científica Amazona versicolor:

    Ordem: Psittaciformes
    Famà­lia: Psittacidae
    Gênero: Amazona
    Nome científico: Amazona versicolor
    Citação: (Estácio Muller, 1776)
    Protonimo: Psittacus versicolor

    Imágenes Amazona de Santa Lucía:


    Espécies do gênero Amazona

  • Amazona festiva
  • —- Amazona festiva bodini
  • —- Amazona festiva festiva
  • Amazona vinacea
  • Amazona tucumana
  • Amazona pretrei
  • Amazona agilis
  • Amazona albifrons
  • —- Amazona albifrons albifrons
  • —- Amazona albifrons nana
  • —- Amazona albifrons saltuensis
  • Amazona collaria
  • Amazona leucocephala
  • —- Amazona leucocephala bahamensis
  • —- Amazona leucocephala caymanensis
  • —- Amazona leucocephala hesterna
  • —- Amazona leucocephala leucocephala
  • Amazona ventralis
  • Amazona vittata
  • —- Amazona vittata gracilipes †
  • —- Amazona vittata vittata
  • Amazona finschi
  • Amazona autumnalis
  • —- Amazona autumnalis autumnalis
  • —- Amazona autumnalis lilacina
  • —- Amazona autumnalis salvini
  • Amazona diadema
  • Amazona viridigenalis
  • Amazona xantholora
  • Amazona dufresniana
  • Amazona rhodocorytha
  • Amazona arausiaca
  • Amazona versicolor
  • Amazona oratrix
  • —- Amazona oratrix belizensis
  • —- Amazona oratrix hondurensis
  • —- Amazona oratrix oratrix
  • Amazona tresmariae
  • Amazona auropalliata
  • —- Amazona auropalliata auropalliata
  • —- Amazona auropalliata caribaea
  • —- Amazona auropalliata parvipes
  • Amazona ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala nattereri
  • —- Amazona ochrocephala ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala panamensis
  • —- Amazona ochrocephala xantholaema
  • Amazona barbadensis
  • Amazona aestiva
  • —- Amazona aestiva aestiva
  • —- Amazona aestiva xanthopteryx
  • Amazona mercenarius
  • —- Amazona mercenarius canipalliata
  • —- Amazona mercenarius mercenarius
  • Amazona guatemalae
  • —- Amazona guatemalae guatemalae
  • —- Amazona guatemalae virenticeps
  • Amazona farinosa
  • Amazona kawalli
  • Amazona imperialis
  • Amazona brasiliensis
  • Amazona amazonica
  • Amazona guildingii

  • Fontes:

    • Avibase
    • Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
    • Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
    • Birdlife

    Fotos:

    (1) – Santa Lúcia Parrot(Amazona versicolor) por Josh MaisFlickr
    (2) – Chrysotis bouqueti (a.k.a. Amazona versicolor, o St. Lucia amazon, ou o St. Lucia papagaio) por Joseph Smit [Domínio público], via Wikimedia Commons

    Sons: Allen T. Chartier, XC9438. acessà­vel www.xeno-canto.org/9438

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Papagaio-de-são-vicente
    Amazona guildingii

    Papagaio-de-são-vicente

    Conteúdo

    Descrição:

    40 cm. comprimento e 580 – 700 g de peso.

    A plumagem do Papagaio-de-são-vicente (Amazona guildingii) É altamente variável, praticamente sem dois pássaros semelhantes.

    Sua frente, lordes, área do supercà­lio e bochechas superiores são blanquecinas; coroa amarelo; penas de volta pescoço e seus lados, azul dicas azuis escuros pálidos; fusão penas verdes no pescoço mostrar pontos negros. Partes superiores marrom escuro com escuros pontas pretas para algumas penas. Escapulários ouro; coverts primárias exteriores com azul pálido em redes externas.

    Papagaio-de-são-vicente

    Coberteras alares marrom com um subterminal faixa verde e extremos escuras algumas penas; borda do carpo amarelo-laranja com penas verdes dispersos. Primário azul com bases amarelo-laranja; o externo secundário Eles são iguais com bandas subterminal verdes, o interior secundário verde com pontas azuis; interior terciária verde escurecido dourar de redes externas, terciária fora verde na base tornando-se azul escuro nas pontas.

    Sob o asas, com abrigos de menor marrom com pontas verdes, grandes coberturas amarelo; penas de voo enegrecidas com amarela na base. Garganta laranja com pontas azuis ou verde-azulada; parte superior do tórax marrom dourado com dicas castanhos escuros dando um efeito barrado; barriga yellower do que o ouro peito banda subterminal escura verde e apontou para algumas penas; coberteras infracaudales verde-amarela. Cola Laranja na base de banda larga com azul brilhante e ampla termina centro amarelo. Pico cinzento pálido-chifre; à­ris Orange; pernas cinza.


    Anatomia-papagaios-pt

    Ambos os sexos são semelhantes. O imaturo Eles têm cores mais suaves.

    VARIACIÓN GEOGRÁFICA

    Papagaios lado oriental San Vicente Eles são, possivelmente, geneticamente isolado do lado ocidental: a pequena população de aves Oriental (talvez apenas cerca de 80 em 1982) mostram uma alta proporção de verde e tem as suas vozes agudos.

    • Som do Papagaio-de-são-vicente.

    Habitat:

    Vídeo "Papagaio-de-são-vicente"

    O Papagaio-de-são-vicente principalmente habitan en bosques húmedos maduros en altitudes de 125 alguns 1000 m, embora eles preferem florestas de várzea, onde eles passam a maior parte do tempo. Ocasionalmente eles deixam a floresta para visitar áreas cultivadas e até mesmo jardins. Gregarias e, geralmente, em grupos 20-30 indivíduos o en parejas. Eles forragem em rebanhos e uso poleiro Comunidade. Defienden el área alrededor del nido mientras que crían aunque también se mantienen en grupos mientras se alimentan y duermen.

    Reprodução:

    Ninhos em árvores de floresta maduras ocos, tais como Dacryodes o Sloanea grande. Las parejas comienzan la actividad de cría alrededor de febrero con los huevos puestos entre abril-mayo. Em anos de seca, ovos podem ser depositados, logo que em janeiro-fevereiro ou tão tarde quanto em julho. Si las condiciones son especialmente húmedas, aves não pode ser jogado em tudo. Embreagem dois ovos, raramente três. baixa produtividade com 50% falha sofrimento ninho natural e ninhos de sucesso com apenas dois jovens nas melhores anos.

    Alimentos:

    Sua dieta inclui plantas de Cordia sulcata, Clusia, Sloanea, Dacryodes excelsa, Ficus, Cecropia peltata, Mangifera indica, virescens Melisoma, Euterpe, ferrea Ixora, chrysophylloides Micropholis, Acrocomia aculeata, Simarouba amara, ferro Krugiodendron, Dussia Martinicensis, Andira inermis, Sem Ingoides, coriacea Byrsonima, Talauma dodecapetala, veja venosa, Psidium guajava e aiphanes erosa. O Pouteria multiflora Ele é o seu favorito.

    Distribuição e status:

    Tamanho da sua gama (nidificadora / residente): 100 km2

    endêmico para o San Vicente na Pequenas Antilhas. La distribución está estrechamente relacionada con la presencia de los bosques húmedos nativos que durante la mayor parte del siglo XX se han confinado a los lados este y oeste de las estribaciones centrales de la isla.

    Atualmente os maiores rebanhos de Papagaio-de-são-vicente habitam as cabeceiras Buccament, Cumberland, Colonaire, Congo-Jennings-Perseverança e Richmond Valley’s, onde grande parte da floresta nativa remanescente concentrada; en otros lugares en menor número.

    Algumas estimativas de sua população entre 1870 e 1920 Eles são contraditórios, mas as espécies evidentemente diminuà­da substancialmente 1950. Estimativas da população na década de setenta sugeriu que entre várias centenas a 1.000 em seguida, pássaros habitavam a ilha. exame 1982 suponía un total de 421 ± 52 pássaros ao estimar 1988 ele sugeriu 440-500. Talvez eles aumentou para 800 aves em 1994. A gama de declà­nio da população e encolhendo, está vinculada a la pérdida de la cubierta húmeda del bosque que una vez (pelo menos no lado oeste) do nà­vel do mar atingiu quase. O desmatamento parece ter parado em pelo menos alguns vales, mas habitat permanece em risco devido à  silvicultura, expansão das bananas, produção de carvão vegetal e perda de ninhos para colecionadores que procuram aves jovens para o comércio. exame 1984 sugirió que sólo sobrevivían en 16 km2 de floresta primária. Sua captura para animais de estimação e comércio internacional Ela permanece uma ameaça, mas isso e caça, que foi provavelmente a principal ameaça do final de 1950 - 1970, Eles têm diminuà­do em importância após uma campanha de educação. O restante da população também está em risco por causa de furacões que pode causar perda de plantas que consomem e locais de nidificação, así como la mortalidad directa. Em 1902 grande parte do habitat favorito desta espécie foi destruà­da pela erupção do Monte Soufrière e estes papagaios são claramente vulneráveis ​​a futuras erupções vulcânicas. Partes do habitat floresta remanescente são agora áreas protegidas e a espécie é protegido no direito interno. CITES apêndice eu.

    Conservação:

    Estado de conservação ⓘ


    Violação Vulnerável (UICN)ⓘ

    • Categoria atual da Lista Vermelha dos UICN: Vulnerável.

    • Tendência populacional: Em ascensão.

    • Tamanho da população: 250-999

    Justificativa da categoria Lista Vermelha

    conservação de Habitats, la aplicación de la ley y las campañas de concienciación pública han frenado el deslizamiento de esta especie hacia la extinción e incluso han revertido algunas de las disminuciones anteriores. Contudo, todavía califica como Vulnerável porque tem uma população muito pequena e gama em uma ilha.

    Justificação da população

    A espécie tem uma população selvagem de cerca de 730 aves (Loro Parque Foundation 2008), O que é equivalente a 487 indivà­duos maduros, colocados aquí en la banda de 250-999 indivà­duos.

    Justificação da tendência

    El número de esta especie continúa aumentando constantemente (Culzac-Wilson 2005).

    Ameaças

    Ele caça por comida, capturar para o comércio de aves em gaiolas e perda de habitat são as principais causas do declà­nio desta espécie. O desmatamento tem sido um resultado de atividades florestais, expansão das bananas, produção de carvão vegetal, perda de árvores de nidificação abatido por caçadores que procuram aves jovens para o comércio, así como desastres naturales tales como huracanes y erupciones volcánicas (Snyder et ao., 2000).

    O tatu-unido o tatú negro (Salmo salar), introduzido na ilha, socava los árboles grandes causando su caída, reduciendo el número de nidos adecuados para la Papagaio-de-são-vicente (Culzac-Wilson 2005). uma estrada está prevista através da ilha, financiado pelo governo de Taiwan, que destruiría grandes áreas de hábitat adecuado y aumentaría las tasas de deforestación (Culzac-Wilson et al., 2003). isolamento genético de subpopulações distintas podem ser de maior preocupação.

    Ações de conservação em andamento

    Anexos I e II CITES. legislação nacional que protege as espécies se aplica. O Reserve Pargo de San Vicente Foi criado para proteger todo o habitat ocupado (Juniper e Parr 1998). Las campañas exitosas de educación pública han mejorado aparentemente la percepción pública de la especie y, combinado com as medidas acima referidas, Eles reverteram algumas das reduções anteriores. Lá populações cativas San Vicente e Barbados (Woolcock 2000, Sweeney 2001). Em 2005 uma grande planta conservação das espécies publicada (Culzac-Wilson 2005) .

    Ações de conservação propostas

    Continue a monitorar a população. Continuar e reforçar as medidas de segurança existentes, incluyendo el desarrollo del programa de cría en cautividad. Estudar o sucesso reprodutivo, padrões de movimentos e exigências do habitat desta espécie (Snyder et ao., 2000) . Se opõem aos planos para a estrada cross-country e propor a melhor opção. Implementar o plano de conservação das espécies.

    A Papagaio-de-são-vicente em cativeiro:

    Cada amostra cativas desta espécie que é capaz de reproduzir, Ele é colocado em um programa bem gerida criação em cativeiro e não ser vendido como um animal de estimação, a fim de garantir a sua sobrevivência a longo prazo.

    Nomes alternativos:

    Guilding’s Amazon, Guilding’s Parrot, St Vincent Amazon, St Vincent Parrot, St. Vincent Amazon, St. Vincent Parrot, St.Vincent amazon (inglês).
    Amazone de Guilding, Amazone de Saint-Vincent (Francês).
    Königsamazon, Königsamazone (alemão).
    Papagaio-de-são-vicente (português).
    Amazona de San Vicente, Amazona de St. Vicente (espanhol).

    Classificação científica:

    Ordem: Psittaciformes
    Famà­lia: Psittacidae
    Gênero: Amazona
    Nome científico: Amazona guildingii
    Citação: (Vigors, 1837)
    Protonimo: Psittacus Guildingii

    Imagens Papagaio-de-são-vicente:


    Espécies do gênero Amazona

  • Amazona festiva
  • —- Amazona festiva bodini
  • —- Amazona festiva festiva
  • Amazona vinacea
  • Amazona tucumana
  • Amazona pretrei
  • Amazona agilis
  • Amazona albifrons
  • —- Amazona albifrons albifrons
  • —- Amazona albifrons nana
  • —- Amazona albifrons saltuensis
  • Amazona collaria
  • Amazona leucocephala
  • —- Amazona leucocephala bahamensis
  • —- Amazona leucocephala caymanensis
  • —- Amazona leucocephala hesterna
  • —- Amazona leucocephala leucocephala
  • Amazona ventralis
  • Amazona vittata
  • —- Amazona vittata gracilipes †
  • —- Amazona vittata vittata
  • Amazona finschi
  • Amazona autumnalis
  • —- Amazona autumnalis autumnalis
  • —- Amazona autumnalis lilacina
  • —- Amazona autumnalis salvini
  • Amazona diadema
  • Amazona viridigenalis
  • Amazona xantholora
  • Amazona dufresniana
  • Amazona rhodocorytha
  • Amazona arausiaca
  • Amazona versicolor
  • Amazona oratrix
  • —- Amazona oratrix belizensis
  • —- Amazona oratrix hondurensis
  • —- Amazona oratrix oratrix
  • Amazona tresmariae
  • Amazona auropalliata
  • —- Amazona auropalliata auropalliata
  • —- Amazona auropalliata caribaea
  • —- Amazona auropalliata parvipes
  • Amazona ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala nattereri
  • —- Amazona ochrocephala ochrocephala
  • —- Amazona ochrocephala panamensis
  • —- Amazona ochrocephala xantholaema
  • Amazona barbadensis
  • Amazona aestiva
  • —- Amazona aestiva aestiva
  • —- Amazona aestiva xanthopteryx
  • Amazona mercenarius
  • —- Amazona mercenarius canipalliata
  • —- Amazona mercenarius mercenarius
  • Amazona guatemalae
  • —- Amazona guatemalae guatemalae
  • —- Amazona guatemalae virenticeps
  • Amazona farinosa
  • Amazona kawalli
  • Amazona imperialis
  • Amazona brasiliensis
  • Amazona amazonica
  • Amazona guildingii

  • Fontes:

    • Avibase
    • Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
    • Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
    • Birdlife

    Fotos:

    (1) – A St Vincent Amazon no centro de reabilitação e melhoramento no Jardim Botânico, Kingstown, na ilha de São VincenBy Amazona_guildingii_-Botanical_Gardens_-Kingstown_-Saint_Vincent-8a.jpg: trabalho Chennettederivative: Snowmanradio [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (2) – A St. Vincent Amazon no World Parrot Refuge, Coombs, Colúmbia Britânica, Canadá por Herb Neufeld (Refúgio World Parrot – Coombs, BC) [CC POR 2.0], via Wikimedia Commons
    (3) – St. Vincent Amazon (Amazona guildingii) também conhecido como St. Vincent papagaio por Beralpo em ru.wikipedia [CC POR 2.5], de Wikimedia Commons
    (4) – St. Vincent Parrot – Source: próprio trabalho – Localização: Bronx Zoo, Nova york – Author: auto, Usuário:Stavenn por Nenhum autor legà­vel por máquina forneceu. Stavenn assumido (com base em reivindicações de direitos autorais). [GFDL, CC-BY-SA-3.0 ou CC BY-SA 2.5-2.0-1.0], via Wikimedia Commons
    (5) – St. Vincent Amazon em Houston Zoo, EUA por Kent Wang (originalmente carregada no Flickr como Parrot) [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
    (6) – St Vincent Parrot (1) por Mark MorganFlickr

    Sons: Jesse Fagan, XC48891. acessà­vel www.xeno-canto.org/48891

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Lóris-de-colar-rojo
    Trichoglossus rubritorquis

    Lóris-de-colar-rojo

    Conteúdo

    Lóris-de-colar-rojo

    Descrição Lóris-de-colar-rojo:

    26 cm de comprimento e 103-140 gramas de peso.

    O Lóris-de-colar-rojo (Trichoglossus rubritorquis) eles têm o cabeça violeta / azul com listras roxas / azuis no rosto; garganta e os lados da nuca enegrecido; pescoço laranja / vermelho; peito amarelo / laranja sem varrimento; abdómen Verde escuro; coxas verde / amarelo até coberteras infracaudales; partes superiores e cauda Verde; coverts infra-asa Laranja; amarelo e de banda larga sob a área. Pico laranja / vermelho. Olhos laranja escuro.
    O Juventude son parecidos a los adultos.

      taxonomia:

    Ocasionalmente, ele tratado na literatura australiana como uma espécie separada de Lóris-arco-à­ris (Trichoglossus haematodus), mas isto é apenas uma análise adequada, como aquí, todo o complexo de Lóris-molucano: difere Lóris-molucano (Trichoglossus moluccanus) em seu colarinho Alaranjado do fogo vs. verde pálido; pescoço Azul vs. verde; vs barriga preta. azul; e do Lóris-de-forstein (Trichoglossus forsteni) em seu colarinho Alaranjado do fogo vs. verde amarelado; nuca azul vs. caranguejo vermelho; nuca azul vs. azul escuro ou verde; tamanho maior.

    Espécies Monotípico.

    • Som do Lóris-de-colar-rojo.

    Habitat:

    Não houve nenhuma movimentos sazonais de grande escala são comuns ao longo do ano em alguns lugares.

    É mais común en las tierras bajas, mas cabe 2400 metros acima do nà­vel do mar. Eles podem ser observados em uma ampla variedade de áreas, incluindo assentamentos, florestas, plantações de coco, Savanas, florestas de eucalipto e manguezais. Se encuentran en bandadas mixtas con otros loros; grupos pequenos e ruidosos. Nà´mades, uma vez que eles dependem de árvores floridas. Pousa comunitariamente em grupos de centenas de aves.

    Reprodução:

    Biología reproductiva muy parecida a la del Lóris-arco-à­ris (Trichoglossus haematodus). Maio de janeiro temporada no Território do Norte. O Pà´r do sol Normalmente, dois ou três ovos.

    Alimentos:

    Dieta muito semelhante ao Lóris-arco-à­ris (Trichoglossus haematodus) que se alimenta de néctar, frutas, flores e insetos, incluindo spiralis Pandanus. Ele também pode ser encontrado em torno das estações de alimentação artificial.

    I needed distribuição Lori:

    Ampliação da distribuição (reprodução/residente): 1.100.000 km2

    Norte autoctono Austrália, que habitam as terras baixas. Integrado ou hibridizada com Lóris-arco-à­ris (Trichoglossus haematodus) no península de Queensland, Austrália, no sudoeste cabo york.

    Conservação Lóris-de-colar-rojo:


      Justificativa da categoria Lista Vermelha


    estado

    1. Categoria atual da lista vermelha do UICN: Precupación menor.

    2. A tendência de população: Diminuindo.

    3. Tamanho da população : Se desconhece.

    Esta espécie tem um extremamente grande área de distribuição, e, portanto, não se aproxima dos limiares Vulnerável sob o critério de gama de tamanho (Extensão de ocorrência <20,000 km2 combinada com um tamanho de área que diminuem ou distribuição flutuante, extensão / qualidade do habitat, ou tamanho populacional e um pequeno número de lugares ou fragmentação grave).

    Enquanto a tendência de a população parece estar diminuindo., acredita-se que o declínio não seja rápido o suficiente para se aproximar dos limiares vulneráveis de acordo com o critério de tendência populacional (diminuição de mais de 30% em dez anos ou três gerações).

    O tamanho da população não foi quantificado, mas não se acredita-se aproximar os limiares Vulnerável sob o critério de tamanho da população (<10.000 indivà­duos maduros com um valor estimado> 10% declà­nio contà­nuo em dez anos ou três gerações, ou com uma estrutura populacional específica). Por estas razões, a espécie é avaliada como Pouco preocupante.

      Justificação da população

    Tamanho da população global não foram quantificado, mas a espécie é descrita como abundante (poço et para o. 1997).

      Justificação tendência

    Suspeita-se que a população está a diminuir devido à  nà­veis insustentáveis ​​de exploração.

      Ameaças

    As espécies tem sido objecto de um intenso comércio: a partir de 1981, Quando ele foi incluà­do na Apêndice II do CITA, eles têm sido 100.388 indivà­duos capturados no comércio internacional (UNEP-WCMC CITES comércio de banco de dados, Janeiro 2005).

    Em cativeiro:

    Na Europa, esta espécie de Lori tem sido largamente importado do inà­cio do século passado, e em 1910 ele conseguiu levantar no zoológico Londres (quatro anos depois, la primera cría en França). Atualmente é raro fora Austrália. Longevidade: 20 anos na natureza, 15-25 anos em cativeiro.

    Nomes alternativos

    Australian rainbow lory, Rainbow Lorikeet (Red-collared), Red collared Lorikeet, Red-collared Lorikeet (inglês).
    Loriquet à col rouge, Loriquet à collier rouge, Loriquet à tête bleue (à col rouge), Loriquet à tête bleue (rubritorquis) (Francês).
    Australischer Blauwangenallfarblori, Darwin-Allfarblori, Rotnackenlori (alemão).
    Periquito-arco-íris (rubritorquis), Lóris-de-colar-rojo (português).
    Lori cuellirrojo, Lori Arcoiris (rubritorquis) (espanhol).


    Thomas Horsfield
    Thomas Horsfield

    Classificação científica:


    Ordem: Psittaciformes
    Famà­lia: Psittaculidae
    Gênero: Trichoglossus
    Nome científico: Trichoglossus rubritorquis
    citação: Vigors & Horsfield, 1827
    Protonimo: Rubritorquis Trichoglossus

    Imagens “Lóris-de-colar-rojo”:

    Và­deos do "Lóris-de-colar-rojo"


    “Lóris-de-colar-rojo” (Trichoglossus rubritorquis)

      Fontes:

      1. Avibase
      2. Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
      3. Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
      4. Birdlife

      Fotos:

      (1) – Um Lorikeet Red-de-coleira em Cincinnati Zoo, Ohio, EUA pelo Pe. Ted Bobosh [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
      (2) – Um Lorikeet Red-de-coleira em Cincinnati Zoo, Ohio, USA by Ted [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
      (3) – Red-collared Lorikeet standing on a man’s cap at Lion Country Safari, Flórida, EUA pelo trabalho derivado: Snowmanradio (falar)Trichoglossus_haematodus_rubritorquis_-Lion_Country_Safari-6.jpg: Duncan Rawlinson de Vancouver, BC [CC POR 2.0 ou CC POR 2.0], via Wikimedia Commons
      (4) – Lorikeet vermelho de gola (Trichoglossus rubritorquis) no Bird Park Walsrode, Germany by Quartl [CC BY-SA 3.0], de Wikimedia Commons
      (5) – Lorikeet vermelho de gola (Trichoglossus haemotodius rubritorquis) por Geoff WhalanFlickr
      (6) – Lorikeet vermelho de gola (Trichoglossus haemotodius rubritorquis) por Geoff WhalanFlickr
      (7) – Lorikeet vermelho de gola (Trichoglossus haematodus rubritorquis) por Graham WinterfloodFlickr
      (8) – Trichoglossus haematodus rubritorquis Localização tomadas: Lion Country Safari, Loxahatchee, Flórida Foto por David J. pólo [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons
      (9) – Lorikeet vermelho de gola (Trichoglossus haemotodius rubritorquis) por Geoff WhalanFlickr
      (10) – Uma pintura de um Lorikeet Red-de-coleira (Originalmente a legenda “Trichoglossus rubritorquis. Parrakeet por Edward Lear gola de Scarlet [Domínio público]

      Sons: Phil Gregory, XC287820. acessà­vel www.xeno-canto.org/287820

    ▷ O mundo dos animais de estimação: Cães, gatos, aves, répteis, anfà­bios

    Lóris-molucano
    Trichoglossus moluccanus

    Lóris-molucano


    Lóris-molucano

    Conteúdo

    Descrição “Lóris-molucano”:

    A partir de 25-30 cm comprimento; 70-169 gramas e uma envergadura de 46 cm.

    Lóris-molucano

    A plumagem do Lóris-molucano (Trichoglossus moluccanus) É muito brilhante. O cabeça Ele é azul brilhante, com uma pescoço amarelo-esverdeado e o resto do partes superiores (asas, para trás e cauda) verde brilhante. O peito É vermelho com borda azul-preto. O barriga É verde brilhante, e o coxas e o Grupa Eles são amarelo com verde brilhante. Em voo, uma asa barra amarela em nà­tido contraste com o vermelho do coverts infra-asa.

    Há pouco a distinguir visualmente entre os sexos; No entanto, para um observador agudo, seu dimorfismo É prontamente aparente.

    O Juventude ter o pico Preto, que se torna gradualmente laranja em adultos.

    marcas Trichoglossus moluccanus assemelhar-se ao Lóris-arco-à­ris (Trichoglossus haematodus), Mas com um barriga azul e mama mais laranja com pouca ou nenhuma varredura azul-preto.

    Taxonomia de Lorikeet arco-íris

    Com uma exceção, as espécies foram tratados até agora como um grupo de subespécies dentro do grupo estendida Lóris-arco-à­ris (Trichoglossus haematodus), mas eles diferem do Trichoglossus haematodus o peito vermelho pálido sem barras ; sua barriga azul contra verde ou escuro; sua capa azul pálida sem borda preta e seu tamanho maior.

    subespécies Trichoglossus moluccanus eyrei (Sul de Austrália) Ele está incluà­do dentro da espécie nominal. Pequena população híbrida de espécies presentes emparelhadas com o Loris Musk (Glossopsitta concinna) em SE Austrália Meridional (Península Yorke).

    • Som do Lóris-molucano. (1)

    (1) Algumas espécies estão sob pressão extrema por causa de armadilhas e perseguição. Portanto, a disponibilidade aberta de registros de alta qualidade dessas espécies pode piorar ainda mais os problemas, sendo esta a razão pela qual o download dessas gravações é off. Em conclusão, próprios gravadores são livres para compartilhar esses arquivos em xeno-canto, mas eles terão de aprovar o acesso a essas gravações.

    Nós não tomamos esta ação levemente, e gostaríamos que não fosse necessário, mas estamos convencidos de que os impactos negativos da oferecendo fácil acesso a essas gravações superam os benefà­cios. Para aceder a estas gravações, Você pode entrar em contato diretamente com o gravador.

    Subespécies de descrição:

    • Trichoglossus moluccanus moluccanus

      (Gmelin, 1788) – Nominal.

    • Trichoglossus moluccanus septentrionalis

      (Robinson, 1900) – Como a espécie nominal mas com listras roxas/azuis mais brilhantes no cabeça e o cauda mais curto.

    Habitat:

    O Lóris-molucano muitas vezes eles viajam juntos em pares e ocasionalmente responder a chamadas de voar como um rebanho, em seguida, eles se dispersam novamente em pares. Casais defender agressivamente a sua alimentação e nidificação contra outra larcoiris garanhão e outras espécies de aves. Não só eles afugentar pássaros menores, como o Melà­fago-barulhento (Manorina melanocephala) e o Filemón Pequeño (Anthochaera chrysoptera), mas também para maior, como o Verdugo Flautista (Gymnorhina tibicen).

    Reprodução:

    Em Austrália, A reprodução ocorre geralmente durante a primavera (Setembro-dezembro), mas pode variar de uma região para outra com as mudanças na disponibilidade de alimentos e clima. Sites aninhando Eles são variáveis ​​e podem incluir lacunas como árvores de eucalipto alto, troncos de palmeiras ou pedras salientes.

    Casais vezes ninho na mesma árvore com outros casais Lóris-molucano ou de outras espécies de aves. O tamanho da embreagem é entre um e três ovos, que são incubadas durante cerca de 25 dias. tarefas de incubação são realizadas pela fêmea sozinha.

    O Lóris-molucano são principalmente monogâmico e permanecer emparelhado por longos períodos, se não para a vida.

    Alimentos:

    néctar e pólen de árvores e arbustos nativos, especialmente de eucalipto (por exemplo, gummifera Eucalyptus, Eucalyptus maculata).

    Distribuição Lóris-molucano:

    Ampliação da distribuição (reprodução/residente): 3,810,000 km2

    Endémica Leste e Sudeste Austrália (de cabo york para o Península Eyre, Sul de Austrália)

    Eles foram registradas pela primeira vez em Perth em 1968 e acredita-se que a população veio de menos de dez aves que foram deliberadamente libertadas ou escaparam de aviários.

    Desde o inà­cio da década 1960, a população tem crescido exponencialmente e se espalhou rapidamente por todo 174 km2 área metropolitana. A população atual é estimada em 8.400 aves e sua faixa está se expandindo a uma taxa de 0,7 km por ano.

    viajante Tasmânia.

    Distribuição de subespécies:

    • Trichoglossus moluccanus moluccanus

      (Gmelin, 1788) – Nominal.

    • Trichoglossus moluccanus septentrionalis

      (Robinson, 1900) – Norte de Queensland (Península do Cabo York), no noroeste da Austrália; também as Ilhas do Estreito de Torres (Boigu e Saibai excepto, no extremo norte) e foi introduzido no distrito de Perth, no sudoeste da Austrália..

    Conservação “Lóris-molucano”:


    estado

    1. Categoria atual da lista vermelha do UICN: Pouco preocupante.

    2. A tendência de população: Diminuindo.

    3. Tamanho da população : Estranho.

    Justificativa da categoria Lista Vermelha

    Esta espécie tem um extremamente grande área de distribuição, e, portanto, não se aproxima dos limiares para vulnerável sob os critérios de gama de tamanho (Extensão de ocorrência <20,000 km2 combinada com um tamanho de área que diminuem ou distribuição flutuante, extensão / qualidade do habitat, ou tamanho populacional e um pequeno número de lugares ou fragmentação grave). Enquanto a tendência da população parece estar diminuindo, acredita-se que o declínio não seja rápido o suficiente para se aproximar dos limiares vulneráveis de acordo com o critério de tendência populacional (diminuição de mais de 30% em dez anos ou três gerações).

    O tamanho da população não foi quantificado, mas não se acredita que a aproximar os limiares para vulnerável sob o critério de tamanho da população (<10.000 indivà­duos maduros com um valor estimado> 10% declà­nio contà­nuo em dez anos ou três gerações, ou com uma estrutura populacional específica). Por estas razões, a espécie é avaliada como Pouco preocupante.

    Justificação da população

    Tamanho da população global não foram quantificado, mas a espécie é descrita como abundante no norte da Austrália e raro Tasmânia (poço et para o. 1997).

    Justificação tendência

    Suspeita-se que a população está em declà­nio devido a nà­veis insustentáveis ​​de exploração.

    Ameaças do arco-à­ris Lori

    As espécies tem sido objecto de um intenso comércio: a partir de 1981, Quando ele foi incluà­do na Apêndice II do CITA, eles têm sido 100.388 indivà­duos capturados no comércio internacional (UNEP-WCMC CITES comércio de banco de dados, Janeiro 2005).

    Em cativeiro:

    Não é muito comum. Sua longevidade isto é 20 anos em estado selvagem, 15-25 anos em cativeiro e seu preço de mercado é de cerca de aves selvagens 250 EUR.

    Nomes alternativos:

    Rainbow Lorikeet, Rainbow Lorikeet (Rainbow) (inglês).
    Loriquet à tête bleue (de Swainson), Loriquet à tête bleue (moluccanus), Loriquet arc-en-ciel, Loriquet de Swainson (Francês).
    Regenbogenlori (alemão).
    Lóris-molucano, Periquito-arco-íris (moluccanus) (português).
    Lori arcoiris, Lori de Arco Iris (espanhol).


    Gmelin, Johann Friedrich
    Gmelin, Johann Friedrich

    Classificação científica:


    Ordem: Psittaciformes
    Famà­lia: Psittaculidae
    Gênero: Trichoglossus
    Nome científico: Trichoglossus moluccanus
    citação: (Gmelin, JF, 1788)
    Protonimo: moluccanus Psittacus

    Imagens “Lóris-molucano”:

    Và­deos do "Lóris-molucano"


    “Lóris-molucano” (Trichoglossus moluccanus)

      Fontes:

      1. Avibase
      2. Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
      3. Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
      4. Birdlife
      5. contribuidores da wikipedia, “lorikeet do arco-à­ris,” Wikipédia, A enciclopédia livre, https://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Rainbow_lorikeet&oldid=876097068 (acessada janeiro 10, 2019).

      Fotos:

      (1) – A moluccanus Rainbow Lorikeet Trichoglossus em Melbourne, Austrália por Alfred Pecado [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
      (2) – moluccanus Rainbow Lorikeet Trichoglossus em um alimentador do pássaro do jardim, Sydney, Austrália por Tim Douglas de Sydney, Austrália [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
      (3) – Lorikeets do arco-à­ris (Trichoglossus moluccanus) frenesi alimentar South Island Molle, Airlie Beach, Central Queensland, AUSTRàLIA por Bernard DUPONTFlickr
      (4) – arco-à­ris Lorikeet (Trichoglossus moluccanus) Kangaroo Flat, Vic por patrickkavanaghFlickr
      (5) – Rainbow Lorikeet Trichoglossus moluccanus, Daintree Village, Queensland, Austrália por JJ Harrison (jjharrison89@Facebook.com) [GFDL ou CC POR 3.0], de Wikimedia Commons
      (6) – moluccanus arco-à­ris Lorikeets Trichoglossus em Broulee, Nova Gales do Sul, Austrália por Steve Shattuck de Canberra, Austrália [CC POR 2.0], via Wikimedia Commons
      (7) – moluccanus Trichoglossus por Skitterphoto [CC0], via Wikimedia Commons
      (8) – lorikeet do arco-à­ris, Trichoglossus moluccanus, Royal Botanic Gardens, Melbourne, Austrália por Derek Keats de Joanesburgo, África do Sul [CC POR 2.0], via Wikimedia Commons
      (9) – moluccanus arco-à­ris Lorikeets Trichoglossus em um alimentador do pássaro em Narooma, Nova Gales do Sul, Austrália por Robyn Jay [CC BY-SA 2.0], via Wikimedia Commons
      (10) – Uma imagem digital de Trichoglossus moluccanus, pelo ilustrador cientà­fico estimado Ferdinand Bauer [Domínio público], via Wikimedia Commons

      Sons: Marc Anderson, XC434383. acessà­vel www.xeno-canto.org/434383