Terrier japonês
Japón FCI 259 . Terrier de pequeno porte.

Terrier japonês

Quase não desfruta de difusão e está praticamente para ser descoberto.

Conteúdo

História

No meio da era Edo, sobre 1700, um pequeno cachorro apareceu no Japão que se parecia muito com o tipo terrier. Foi o resultado de um cruzamento entre pequenos cães japoneses com Fox Terriers ingleses de pelo liso, que foi trazido para o porto de Nagasaki por marinheiros holandeses. Naquela época, o porto de Nagasaki era o único porto aberto aos países ocidentais, especialmente o holandês. Depois de várias gerações, alguns descendentes desses cães foram criados como uma espécie de Galgo italiano.

Em torno de 1900, ao final da era Meiji, alguns dos melhores dos cães mencionados foram vistos no distrito de Kobe e chamados “Terriers de Kobe”. Seu tipo era algo entre moderno Fox Terrier liso e o moderno Terrier Japonês. Eles foram os primeiros terriers a serem criados no Japão. Isso “Kobe Terrier” e alguns de seus ancestrais também foram chamados “Oyuki Terrier” e “Mikado Terrier” e dizem que foram carinhosamente cuidados pelos nativos e também por estrangeiros.

Em torno de 1916 Um ancestral do Terrier Japonês apareceu no distrito de Nada, perto de Kobe, um cão chamado “KURO” (Nascido em 1913 em Kobe), Isso significa “Black” em Japonês. Este cachorro era um cruzamento entre um Toy Terrier inglés e um Bull terrier miniatura, ambos importados de países ocidentais. Estes filhotes foram criados com cães do referido Kobe Terrier. O resultado foi um cachorro de pêlo muito curto, magro e pequeno do tipo Terrier e era chamado de TERRIER JAPONÊS (NIHON) desde então. Naqueles dias, Os principais criadores do Condado de Osaka envolvidos em consanguinidade e linhagem para consolidar a aparência. Graças aos seus esforços, a raça foi firmemente estabelecida em 1930.

Em 1932 O CLUBE NIHON TERIA foi fundado sob a presidência de Tamara KIKUJIRO. O TERRIER JAPONÊS era ideal para criadores de cães da cidade e se tornou moda.

Em 1940, onde cidades foram construídas em todos os lugares e com essas cidades cresceu a demanda por um cão menor e mais ativo do que os grandes cães de guarda, o TERRIER JAPONÊS se tornou muito popular. No entanto, em toda a sua história, esta raça foi duas vezes ameaçada de extinção. A primeira vez, durante a segunda guerra mundial e novamente, sobre 1948, devido à perda de popularidade entre os japoneses, uma vez que outras raças ocidentais estavam mais na moda.

Embora o TERRIER JAPONÊS tenha sido reconhecido pelo F.C.I. (Federation Cynologique Internationale) em 1964, esta raça era praticamente desconhecida fora do Japão.

De acordo com os documentos, três linhas básicas de TERRIER JAPONÊS foram mencionadas: “MARCO” (pelo Sr.. Nobuaki Shigematsu, Prefeitura de Yamaguchi), “APLIQUE” (pelo Sr.. Sumiko Amano, Cidade de Hamamatsu) e “TAMA TAKAHARA” (pelo Sr.. Jun Takahara, Tal).

Em torno de 1985, havia menos que 50 cadelas disponíveis para reprodução em todo o Japão. Após o grande esforço de alguns voluntários, que estavam cientes da necessidade de proteção imediata da raça, o número de cães atingiu cerca de 400 cães reprodutores após sete anos.

Por conseguinte, menção especial deve ser feita aos esforços do Sr.. Junho TAKAHARA, cujo engajamento tornou o JAPONÊS TERRIER conhecido além das fronteiras do Japão.

A raça não foi vista em países europeus até 1991, Quando um casal de Terriers japoneses chegou à França a pedido da Sra.. Luisa González de Castejón. Seus nomes de cachorro eram “Kuroyuri Maru de Tama Takahara” (masculino) e “Keshinome Brains de Tama Takahara” (feminino).

Outro criador europeu também se juntou a esta aventura nos anos 90: O Sr.. Roberto Verde de Nápoles (Itália) ele também possuía três lindos terriers japoneses.

Uma e outra vez, houve e ainda há alguns criadores que cuidam desta raça, mas infelizmente não foi possível estabelecer uma população estável na Europa.

Após 2 anos estabelecendo contato com o criador japonês Sr.. Thoshihide OZAKI conseguiu importar o PRIMEIRO TERRIER JAPONÊS em 4.11.2014 para a ÁUSTRIA. “YODOGIMI de OZAKI FARM JP” Nascermos 28.06.2014. Este cão foi registrado no Kennel Club austríaco (ÖHZB) con JAPT 1.

Para criar uma base reprodutiva, mais cães foram importados do Japão nos últimos anos. No total 4 mulheres foram trazidas para a Áustria e dois homens (HIBIKI suíço da Ozaki Farm JP / 2017 & SHIN de Ozaki Farm JP / 2018) foram transferidos para a Suíça. Em 2017 o primeiro Terrier Japonês foi registrado na Suíça.

Características físicas

É um cachorro pequeno, elegante na aparência, e uma configuração definida e compacta.

Altura do ombro: 30 cm – 33 cm; Peso: Uns poucos 5 kg

Peles: Curta (2mm) suave, denso e brilhante; o casaco não precisa de nenhum cuidado adicional;

Cor: Cabeça: Tricolor (fogo e branco); Corpo: Cor básica branca com pequenas manchas pretas ou castanhas.

Os criadores do JAPANESE TERRIER são muito exigentes em termos de aparência e marcação de cores., que às vezes são considerados mais importantes do que suas habilidades esportivas. As cores e marcações ideais em um Terrier Japonês são o preto, castanho chocolate e bege: O chefe, orelhas e osso do nariz devem ser de cor escura, preto ou marrom chocolate. O focinho no nariz e em cada bochecha e acima de cada olho deve ser castanho claro. O maxilar inferior ficará branco. Uma clara “V” é visível no pescoço. Ocasionalmente, também há cabeças cinza-escuras com marcas marrom-claras. No entanto, esta é considerada a pior das variações de cores. Isso é diferente com as cabeças pretas profundas. Esta cor preta é permitida, porque lembra um dos velhos cachorros kobe.

Caráter e habilidades

O TERRIER JAPONÊS não é apenas um cachorrinho muito inteligente, mas também travesso e cheio de temperamento de terrier. Conhecê-lo significa amá-lo por sua grande sensibilidade. Tem um caráter alegre e participará de jogos com prazer e alegria. É um cão de um homem só cuja devoção lisonjeia seu dono. Como um cão doméstico atento avisa da abordagem de um estranho, mas sem ser agressivo. É muito fácil de treinar e pode aprender todos os tipos de truques. Seu maior esforço é agradar seu dono. Como parceiro de esportes, ele tem grandes habilidades e instintos inatos. Tem um excelente olfato e boa visão, mas ainda não tem ambições de caça. Nunca é briguento, Ela se dá bem com outros cães, especialmente com sua própria raça.

É um cachorrinho independente, cujas características o tornam um agradável “parceiro”. É adequado para jovens, para atletas e jovens de coração. E uma coisa é especialmente importante para o pequeno terrier: aconchegando-se com seu dono.

Atitude: O terrier japonês é um cão pequeno, mas ainda precisa de atividade suficiente. É o companheiro ideal para pessoas ativas. Gosta de aprender e, portanto, também é adequado para jogos mentais ou esportes caninos adequados para raças pequenas.

É um “perro faldero” no sentido positivo. Mas isso só se você estiver cansado das muitas corridas!

Com as crianças:

O TERRIER JAPONÊS é muito apegado aos seus donos e gosta de um bom aconchego. No entanto, ele não é um cachorro babá. Como em todas as raças de cães pequenos, o tamanho pequeno do corpo tem vantagens ao viajar, mas se torna uma desvantagem com – e falo com carinho – as mãos desajeitadas das crianças. Isso significa que quando eles têm filhos, certifique-se de que as crianças manuseiem o cão com cuidado. Ofereça ao cão uma área onde ele possa recuar se ficar muito pesado para ele. Se isso for observado, nada impede a cooperação positiva.

A nutrição correta do Terrier Japonês

A nutrição adequada é extremamente importante para evitar doenças relacionadas à dieta. É importante ter uma dieta balanceada que se adapte à sua amada. Devido à sua natureza ativa, o Terrier Japonês tem suas próprias necessidades nutricionais. É muito ágil, então você precisa prestar atenção a uma fonte de alimentação suficiente.

Alimentos integrais de alta qualidade são precisamente adaptados às necessidades nutricionais do seu cão. Isso garante um suprimento de todos os nutrientes de que seu cão necessita.. Alimentos preparados de alta qualidade têm a vantagem de não serem necessários aditivos alimentares.

Os terriers são frequentemente suscetíveis a alergias à base de grãos que contêm glúten. Neste caso, você deve garantir que a comida contém outras fontes de carboidratos. Arroz ou batatas são uma boa alternativa aqui. A intolerância alimentar pode causar erupções cutâneas, inflamação e problemas digestivos.

Recomenda-se alimentar o seu terrier várias vezes ao dia em pequenas porções. Após cada alimentação, uma pausa na digestão deve ser garantida. Você deve evitar comer antes das atividades esportivas planejadas.

Cuidado de Terrier Japonês

O pelo do seu Terrier Japonês é extremamente fácil de cuidar, uma vez que mede apenas cerca de 2 cm de comprimento. Não perca muito, mas você vai gostar de remover pelos soltos com uma luva de silicone. Até a caspa pode ser removida e a circulação sanguínea da pele é estimulada.

O cabelo do seu terrier não fica muito grosso. Por conseguinte, recomenda-se vestir um casaco durante os meses frios. Se você ficar ao ar livre por um longo período de tempo, proteja seu estômago e nariz com leite solar.

Ao cuidar dos dentes do seu terrier, você deve se certificar de não alimentá-lo com alimentos que contenham açúcar. Esses dentes danificados, que por sua vez pode levar a sérios problemas digestivos.

O Terrier Japonês tem uma musculatura altamente desenvolvida, mas sua estrutura óssea é muito boa. Por conseguinte, o uso de um arnês de cachorro é recomendado em vez de uma coleira. Se você ficar em casa sozinho por um tempo, mastigar ossos de um tamanho adequado pode ser usado como um brinquedo.

Imagens do Terrier Japonês

Fotos:

1 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorski por https://commons.wikimedia.org/wiki/User:Pleple2000
2 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorsk por Pleple2000 / CC BY-SA
3 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorski por Pleple2000 / CC BY-SA
4 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Exposição de terrier japonês em cães em Konopiska, Polônia. O proprietário é Paweł Gąsiorski. por Pleple2000 / CC BY-SA
5 – Um Terrier Japonês por Canárias / CC BY-SA
6 – Bernie Lindsey, meu cachorro por Bernielindsey44 em en.wikipedia / Domínio público
7 – Na foto Amakakeru-Meiji White Oleander – Terrier Japonês. por Paweł Gąsiorski / CC BY-SA

Vídeos do Terrier Japonês

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 259
  • Grupo 3: – Terriers
  • Seção 2: – Terrier de pequeno porte. Sem prova de trabalho.
  • Federações:
    • FCI – Terriers 2 Terrier de pequeno porte.
    • Japan Kennel Club – Terriers
    • FCI Japanese Terrier Breed Standard

      FCI Japanese Terrier Breed Standard
      APARSEGURO GERAL: É um cachorro pequeno, elegante na aparência, e uma configuração definida e compacta. Cabelo medindo aproximadamente 2 mm é muito curto.

      PROPORÇÕES IMPORTANTES: A relação entre a altura na cernelha e o comprimento do corpo é 1: 1. O focinho e o crânio têm o mesmo comprimento.

      TODESEMPENHO E DESEMPENHO: O Terrier Japonês é ágil e com um temperamento animado.

      CABEZA

      GIOhN CRANIANA:

      • Cenfurecido: Plana e moderadamente estreita.
      • Ddepressão naso-frontal (stop): Não muito definido.

      GIOhN FACIAL:

      • Nariz: Black. Leme nasal é reto.
      • Labios: Eles são finos e apertados.
      • Mandíbulas / Dentes: Dentes brancos fortes. A articulação é em forma de tesoura.
      • Bochechas: Fina, não volumoso.
      • Ojos: Médias, forma oval e cor escura.
      • Obares: Implementação de alta. Eles são bastante pequenos, fina, Em forma de V, e cair para frente. No entanto, dobrado e levantado em ambos os lados do crânio são permitidos.

      COMELLO: É de comprimento moderado, forte, e gradualmente se alarga em direção à região do ombro sem barbelas.

      COMERPO

      • Cruz: Alta.
      • Dorso: Curto e firme.
      • Ele(m)o: Ligeiramente arqueado.
      • Gsemelhança: Poderoso.
      • Peco: Profundo, embora a região peitoral não seja muito larga. As costelas são bem arqueadas.
      • Línmenor ea e barriga: Barriga bem coletado.

      COLA: Moderadamente magro; Tradicionalmente, amputado no país de origem.

      En países onde o corte da cauda é proibido, a cauda natural é ligeiramente curva e afunila em direção à ponta. Em movimento é moderadamente alto.

      EXTREMIDADES

      MEMBROS ANTERIORES:

      • Ho(m)bros: Levemente inclinados.
      • Antbraços: Eles são heterossexuais; os ossos não são pesados.
      • Pemé anterior: Eles são bons juntos. As almofadas dos pés são elásticas; unhas são duras e de preferência escuras.

      MEMBROS POSTERIORES:

      • Coxas: Longo.
      • Cajadoemlla: Moderadamente angulado.
      • Ajarretes: Moderadamente angulado.
      • Metatarso: Vertical.
      • Pemé mais tarde: Eles são bons juntos. As almofadas dos pés são elásticas; unhas são duras e de preferência escuras.

      MOVIMENTO: É leve e ágil.

      MANTO

      Pelo: Curta, suave, denso e brilhante.

      Color: Tricolor, com cabeça preta, fogo e branco. Branco com manchas pretas, marcas pretas ou castanhas no corpo.

      TAMÃO:

      Tanto para os homens, como para mulheres, altura é sobre 30 a 33 cm.

      FALTAS: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

      FALTAS DESQUALIFICANDO:

      • Agressividade ou extrema timidez.
      • Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
      • Cabelos longos.
      • Prognatismo superior ou inferior pronunciado.

      N.B.:

      • Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
      • Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para criação

      EleAs últimas alterações estão em negrito.

      TRaduCTIONN: Senhorita. Brigida Nestler.

      SuaPERevisao Tecnica: SR. Miguel Angel Martinez.

      Nomes alternativos:

        1. Nippon Terrier, Nihon Teria, Nihon Terrier, Kobe Terrier, Mikado Terrier, Oyuki (snowy) Terrier (Inglês).
        2. Nihon teria (Francês).
        3. Nippon-Terrier, Nishon-Terrier (Alemão).
        4. nihon, nippon terrier (Português).
        5. Nihon teria, Terrier Nipón, Terrier Japonés (español).
      5 1 voto
      Classifique a entrada

    Partilhar é preocupar-se!!

    Inscrever-se
    Notificar de
    hóspede

    Este site usa Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados comentário é processado.

    0 Comentários
    Comentários em linha
    Exibir todos os comentários
    ações
    0
    Amaria seus pensamentos, por favor comente.x