Kishu
Japón FCI 318 - Spitzs asiáticos e raças semelhantes

Kishu

Os representantes desta raça de caça japonesa são caracterizados por sua resistência, inteligência, grande coragem e, de um modo geral, um forte instinto de caça.

conteúdo

História

O Kishu tem sua origem há vários milhares de anos nas montanhas do “Península Kii“, uma região do Japão que se estende pelas atuais prefeituras de Mie, Wakayama y Nara. No passado, os cachorros não tinham um nome uniforme, eles foram diferenciados e nomeados de acordo com as seções individuais da região montanhosa do “Península Kii”: Kumano Inu (cachorro kumano), Taji Inu (cachorro taji), Ouchiyama Inu (Cão Ouchiyama).

De Hidaka a Arita o Kishus eles eram brancos e seus nomes eram Hidaka-Ken. Em 1934 todos esses cães foram agrupados sob o nome da região e foram chamados Kishu. Devido ao afastamento das regiões montanhosas, não houve cruzamentos com outras raças ou outros fenômenos de mudança de raça no Kishu Ken. Por esta razão, o Kishu é uma das raças mais originais do Japão, e uma das raças de cães mais antigas do mundo.

Em 1934 a raça foi declarada um monumento natural do Japão e, portanto, está sob proteção do Estado. Até os anos setenta era proibido vender Kishu do Japão. Os cães só podiam ser passados ​​como presentes.

Embora no início da criação em torno do 70 por cento de Kishus eles não eram brancos, esta é hoje a cor mais comum dentro da raça. Isso se deve em parte ao fato de os cães brancos serem mais fáceis de reconhecer durante a caça.. Fora do Japão, a raça mal se espalhou. Existem vários criadores nos Estados Unidos.. e apenas algumas dezenas na Europa. O Kishu tem algumas semelhanças com o Shikoku, o Kai Ken e especialmente com o Hokkaido, que também não estão fora do Japão.

Características físicas Kishu

O Kishu mede aproximadamente 46 cm de altura, e pesa em torno de 28 kg, é um cão de porte médio. A cor da pele é geralmente branca. O pêlo é curto, reta e espessa com uma camada de espessura. As orelhas são inclinadas frente e são bastante pequenas. Esta raça é forte, flexível e fácil de usar.

Caráter e habilidades de Kishu

O Kishu é um cão de caça. Na região de Kishu, os cães eram usados ​​para caçar javalis, Veados, ursos, lebres e aves. De acordo com o jogo, havia três direções de Kishus: Veados, lebre e javali / Urso. O Kishu O veado e o caçador de lebre tinham uma pele ligeiramente mais clara, o que os favorecia na caça. Devido à adequação não ideal da raça, especialmente para a caça de lebres e pequenas presas, esta categoria não prevaleceu. Hoje quase todos Kishu Kens historicamente originam-se da caça de javalis (e secundariamente também) de ursos. Estas Kishu Kens eles têm um físico mais forte, musculatura mais pronunciada e uma disposição selvagem a aguda.

Na velha maneira de caça, o caçador ficava em um local com apenas um cachorro e esperava pela presa. Métodos posteriores de caça preferem que o jogo seja trazido pelo Kishu Ken. O cão segue o jogo de forma independente e silenciosa. Como a maioria dos cães de caça nórdicos, o Kishu relata apenas quando o jogo foi colocado. A tarefa do cachorro é “mantenha a caça sob controle” até que o caçador possa atirar de uma curta distância. Especialmente os caçadores alemães costumam ser céticos ou incrédulos sobre as habilidades dos Kishu Ken para caçar o javali fisicamente superior. No Japão, No entanto, as habilidades de Kishu Ken eles são altamente valorizados. Sua ferocidade e atitude indomável o tornam muito popular para a caça de javalis no Japão.. No Japão, houve uma expressão por décadas que ilustra a aptidão especial dos Kishus como caçadores:
ichiju – ikku” – “uma arma – um cão”.

Personagem:

Os representantes desta raça de caça japonesa são caracterizados por sua resistência, inteligência, grande coragem e, de um modo geral, um forte instinto de caça. Eles são considerados cães de uma pessoa, que formam um forte vínculo com seu companheiro de duas pernas e se comportam com lealdade. O Kishus tendem a dominar o comportamento, o que pode levar a problemas com congêneres, especialmente entre os homens. Seu domínio às vezes é exibido em suas próprias quatro paredes, onde muitas vezes querem ter tudo à vista. O Kishus eles não são submissos aos seus donos e sempre mantêm sua própria cabeça. Isso leva ao fato de que normalmente só realizam tarefas quando vêem significado nelas.. Com relação a estranhos, eles se comportam indiferentes aos tímidos. Eles são condicionalmente adequados como cães de guarda.

Educação kishu

É preciso muito conhecimento e paciência para educar um Kishu, porque animais inteligentes tendem a ser teimosos e dominadores. No entanto, se você for consistente e tiver a calma necessária, o Kishu eles vão reconhecer você. Dureza está fora de lugar na educação. Não espere um comportamento submisso deste orgulhoso amigo de quatro patas. Preste atenção ao controle e gestão do comportamento de caça, às vezes muito distinto. No entanto, tenha em mente que é difícil deixar um Kishu sem coleira, porque mesmo representantes da raça com o treinamento ideal muitas vezes não estão disponíveis quando assistem à caça.

Trabalhe para mantê-lo afastado com segurança quando encontrar o jogo. Além disso, a compatibilidade social do amigo de quatro patas deve ser o centro das atenções durante a criação dos filhos. Aulas de brincadeiras e escolas de cães em geral oferecem uma boa oportunidade, porque aqui o jovem Kishu já podem entrar em contato com co-específicos de diferentes tamanhos e, assim, fortalecer suas habilidades sociais. Por favor, note que o Kishu você deve estar física e mentalmente exausto se não quiser se envolver em uma atividade alternativa desagradável – por exemplo, destruindo móveis domésticos ou caça furtiva.

Saúde Kishu

Alguns Kishus tem tendência ao hipotireoidismo, i.e., um suprimento insuficiente de hormônios da tireoide, geralmente devido à função tireoidiana limitada. Os sintomas incluem fadiga e desempenho reduzido. Os donos de um Kishu deve ter sua glândula tireóide examinada por um veterinário se esses sintomas ocorrerem. Esta doença não é fatal e geralmente pode ser bem tratada com administração, principalmente diariamente, de um medicamento apropriado. Por causa do formato dos seus olhos, a raça também tem uma maior disposição genética para mau posicionamento das pálpebras, o que podem, No entanto, ser corrigido por cirurgia. Cães Kishu eles também têm tendência a alergias alimentares e ambientais. Em todos os outros aspectos, Esta raça japonesa é considerada robusta e tem uma expectativa de vida média de 13 anos.

A dieta kishu

A melhor precaução de saúde, além de comprar de um criador responsável, É uma nutrição de alta qualidade e adequada para esta raça.. Isso significa especificamente que você deve escolher um alimento para cães em que a carne seja o componente principal e que esteja listado de acordo no topo da declaração.. O grão não deve ser incluído – não apenas um preenchimento de fundo, também pode desencadear alergias em alguns Kishus. Se alimentado com alimentação de alta qualidade desde o início, o risco de intolerâncias alimentares é reduzido. Mesmo com representantes da raça que não foram vistos antes, nenhuma mudança repentina de comida deve ser feita, mas ofereça uma nova comida lentamente. Misture quantidades crescentes da comida desconhecida com a familiar e observe se seu cão mostra reações de intolerância. É claro, água potável deve sempre estar disponível para o seu Kishu.

Se houver suspeita de que você Kishu tem uma alergia alimentar, uma dieta única faz sentido descobrir a que seu animal é sensível. Para isso você deve ter paciência e consultar o seu veterinário, porque você só precisa dar um determinado alimento por um período de tempo predeterminado. Se as queixas melhorarem com a alimentação, você pode tentar outra alimentação. Se os sintomas piorarem, entre em contato com seu veterinário para esclarecer o procedimento subsequente. Desta forma, você pode descobrir quais ingredientes você é alérgico. Kishu. Atenção: Nenhum tratamento deve ser dado durante este período, se possível.

Cuidados com Kishu

Escová-lo uma vez por semana geralmente é o suficiente para manter o pêlo desta raça em ótimas condições.. No entanto, durante a troca de casaco duas vezes por ano, você deve usar a escova com mais frequência para remover pelos mortos. Isso também tem o efeito colateral positivo de o quadrúpede perder menos pelos no chão.. A sujeira pode ser removida assim que secar, ou lavado com um pano úmido. Comparado a outras raças, o Kishus eles são considerados cães muito limpos. Quando você prepara seu cachorro pelo menos uma vez por semana, dê uma olhada em suas orelhas para limpá-las com um limpador de orelhas de cachorro, Sim é necessário, e verifique suas garras. Este último deve ser reduzido se ficar muito longo. Isso geralmente é apenas o caso para Kishus mais velhos que se movem menos, ou cães que andam principalmente em solo muito macio.

Onde posso encontrar o meu Kishu desejado?

A raça é raramente encontrada fora do Japão. No entanto, pode haver um criador de cães vivendo em sua região que tenha dedicado seu trabalho a esta raça. Além de um punhado de criadores nos EUA. e Rússia, existem alguns na europa, especialmente na República Tcheca, os paises Baixos, Polônia, Finlândia e Lituânia. Na Alemanha, não há ninhadas oficiais de Kishu nos últimos anos. Então prepare-se para viagens longas, se você decidiu adotar um Kishu – e aprenda mais sobre como adotar um cachorro no exterior antes. Evite propagandistas que tentam vender um cachorro para você Kishu – eles geralmente estão interessados ​​apenas em obter um lucro rápido e dificilmente você obterá um Kishu desta maneira.

É improvável que um Kishu adulto fora do japão, você deve ter muita sorte se estiver procurando por um cachorro de raça pura. No entanto, mesmo que você tenha se apaixonado por um Kishu, pode fazer sentido procurar raças semelhantes do tipo Spitz ou híbridos correspondentes em abrigos de animais – isso também se aplica a cachorros, É claro. A chance de sucesso é muito maior e você também deu a um amigo de quatro patas sem-teto uma nova casa. Descubra com antecedência sobre a história conhecida e o caráter do novo membro da família em potencial – muitas vezes, como no caso do seu próprio Kishu, alguma experiência com cães é importante aqui para permitir uma coexistência bem-sucedida e evitar problemas de comunicação entre o animal e o ser humano.

Avaliações do Kishu

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Kishu” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Treinamento ?

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequação do apartamento ?

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Pode ficar sozinho o dia todo ?

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado como primeiro cão ?

1.0 Avaliação
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Aumento de peso ?

1.0 Avaliação
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Deus o abençoe ?

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

inteligência ?

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Bondade com criança ?

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Tendência a morder ?

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Tendência a latir ?

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Tendência para fugir ?

5.0 Avaliação
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Força de queda de cabelo ?

4.0 Avaliação
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Adequado como cão de guarda ?

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

alegria ?

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Simpatia do gato ?

2.0 Avaliação
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de poder ?

3.0 Avaliação
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vídeos Kishu

Kishu (Kishu Inu) / Raça de cachorro
Kishu Ken (Kishu Inu)

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 318
  • Grupo 4: – Cães de tipo spitz e de tipo primitivo.
  • Seção 5: – Spitz Asiático e raças relacionadas. Sem prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 5: Cães tipo Spitz e tipo primitivo – Seção 5: Spitzs asiáticos e raças semelhantes.

Padrão FCI da raça Kishu

Padrão FCI da raça Kishu
FCI Padrão No. 318 / 16.06.1999 / E
KISHU
TRADUCCION : Federação Canífila Mexicana, A.C..
ORIGEM : Japão.
DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 20.12.1994.

UTILIZAÇÃO : Cão de caça e companheiro.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

  • Grupo 5 – Cães tipo Spitz e tipo primitivo.
  • Seção 5 – Spitz Asiático e raças relacionadas - sem prova de trabalho.

BREVE RESUMO HISTÓRICO :

Esta raça é descendente de cães de médio porte que viveram no Japão. Ele se estabeleceu nas regiões montanhosas de Kishu (Distrito de Wakayama e Mie). Anteriormente, o pelo desses cães apresentava marcas de cores brilhantes, como vermelho, gergelim ou gato malhado. No entanto, De 1934 apenas cães de cor sólida são permitidos, é por isso que as marcas de cores vivas desapareceram e não reapareceram desde 1945. Atualmente também existem cães desta raça com cabelo branco. Esses cães são usados ​​principalmente para caçar javalis; No entanto, eles também foram usados ​​em outras épocas para caçar veados. Esta raça tem o nome de sua região de origem e em 1934 foi considerado um "monumento natural".

OLHAR GERAL : Cachorro de tamanho médio, bem proporcionado com musculatura desenvolvida. Suas orelhas são eretas e sua cauda é enrolada ou em forma de foice.. Sua constituição é robusta e compacta com ossos fortes.

PROPORÇÃO IMPORTANTE : A relação entre a altura na cernelha e o comprimento do corpo é 10 : 11.

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : Extremamente difícil, com um caráter espontâneo, mas nobre e digno. Seu temperamento é fiel, dócil e muito acordado.

CABEÇA

REGIÃO CRANIANA :

  • Crânio : Testa grande.
  • Links de depressão (Stop) : Bastante marcado, com pouco sulco frontal perceptível.

REGIÃO FACIAL :

  • Trufa : Black; em cachorros de pelo branco, trufa de cor de fígado é permitida. Cana do nariz em linha reta.
  • Focinho : Muito espesso, Escrita cuneiforme, afinando gradualmente em direção à ponta.
  • Lábios : Muito aderente.
  • Mandíbulas / Dentes : Mordedura em tesoura poderosa.
  • Bochechas : Relativamente bem desenvolvido.
  • Olhos : Proporcionalmente pequeno, quase triangular, bem separado, castanho escuro.
  • Orelhas : Pequeno, triangular, ligeiramente direcionado para a frente e portado vigorosamente ereto.

PESCOÇO : Forte e musculoso.

CORPO

  • Cruz : Alta.
  • Voltar : Reto e curto.
  • Lombo de porco : Amplo e musculoso.
  • No peito : Profundo, costelas moderadamente arqueadas.
  • Barriga : Bem retraído.

CAUDA : Inserção alta, espessura, carrega-o vigorosamente enrolado ou em forma de foice nas costas. A ponta da cauda deve atingir aproximadamente os jarretes.

MEMBROS

MEMBROS ANTERIORES :

  • Ombro : Moderadamente oblíquo coberto com musculatura bem desenvolvida. A articulação escapulo-umeral é moderadamente angulada.
  • Cotovelos : Bem apegado ao corpo.
  • Antebraço : Em linha reta.
  • Metacarpo : Ligeiramente inclinado.

MEMBROS POSTERIORES :

  • Coxa : Longo.
  • Perna : Curto.
  • Articulação do pé-quente : Forte e resistente.

PÉS : Dedos bem arqueados e compactos; almofadas de ouvido grossas e elásticas. Unhas duras e de preferência de cor escura.

MOVIMENTO : Leve e elástico.

PELES

CABELO : O pêlo da pelagem exterior é duro e reto, o subpêlo é macio e denso. Nas bochechas e na cauda o cabelo é relativamente longo.

COR : Branco, rojo o gergelim (cabelo ruivo com pontas pretas).

TAMANHO

Altura à Cruz :

  • Nos machos : 52 cm,
  • Em fêmeas : 46 cm.

Uma variação de +/- 3 cm.

FALHAS : Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

• Características sexuais invertidas.
• Cabelo comprido.

FALHAS ELIMINATÓRIAS

• cão agressivo ou medroso.
• Prognatismo superior ou inferior pronunciado.
• Cauda pequena, cauda pendurada.
• Timidez.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Kishu-Ken, Kishu-Inu (Inglês).
    2. Kishu-Ken, Kishu-Inu (Francês).
    3. 紀州犬, Kishū-Inu, Kishu-Ken (Alemão).
    4. Kishu-Ken, Kishu-Inu (Português).
    5. Kishu-Ken, Kishu-Inu (español).

Partilhar é preocupar-se!!

5 1 voto
Classifique a entrada
Inscrever-se
Notificar de
hóspede

Este site usa Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados comentário é processado.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários

Utilização de cookies

Este web site utiliza cookies para que você tenha a melhor experiência de usuário. Se você continuar navegando você está dando seu consentimento para a aceitação dos cookies acima mencionados e a aceitação de nosso política de cookies, Clique no link para obter mais informações.cookies de plugin

ACEITAR
Aviso de cookies
ações
0
Amaria seus pensamentos, por favor comente.x