Cão de aponte frisão
Holanda FCI 222 . Tipo Epagneul (Spaniel)

Cão de aponte frisão

O Cão de aponte frisão é muito parecido com o Spaniel perdigueiro de Drente, mas menor. É praticamente desconhecido fora da Holanda.

Conteúdo

História

O Cão de aponte frisão, o Stabijhoun, É uma das cinco raças de cães mais raras do mundo. Criado no século 19, é reconhecido como o tesouro nacional da Holanda. Como poderia ser diferente com apenas 1.000 espécimes vivos? Vem das terras florestais da Frísia. Agricultores pobres, eles não podiam pagar mais de um cachorro, eles realmente precisavam de um trabalhador versátil. Da caça à vigilância e proteção do gado, também foi capaz de eliminar roedores. Na verdade, poderia fazer quase qualquer coisa.

É possível que ele descendesse do Spaniels importado para a Holanda pelos espanhóis e cruzado com o Spaniel perdigueiro de Drente. Ele também teria laços familiares com ele Pequeno munsterlander.

É muito pouco conhecido fora de seu país de origem.

Foto: “Cão de aponte frisão” por https://en.wikipedia.org/wiki/File:Stabyhounlayingingrass.jpg

Características físicas

O Cão de aponte frisão ele tem uma tez robusta e um belo pelo preto, marrom ou laranja, às vezes com manchas brancas. O cabelo liso é de comprimento médio, suave e sedoso ao toque. Eles são cães de tamanho médio.

Altura e peso

    Tamanho macho: De 53 - 53 cm

    Tamanho fêmea: De 50 - 50 cm

    Peso macho: De 15 - 20 kg

    Peso fêmea: De 14 - 20 kg

Caráter e habilidades

Se você tiver a sorte de encontrar um Cão de aponte frisão, você certamente apreciará seu caráter dócil. Calma e paciente, eles são cães inteligentes que às vezes podem ser teimosos. Extremamente paciente com crianças e outros animais, esta raça é, com educação adequada, obediente e leal ao seu dono. Embora o Cão de aponte frisão tem um temperamento calmo por dentro, requer muito exercício e atividade física.

Eles desconfiam de estranhos, mas eles não são agressivos por natureza. Sua educação é fácil de trabalhar porque ele é obediente por natureza. No entanto, deve ser iniciado desde os primeiros meses com métodos benevolentes e consistentes.

O Cão de aponte frisão ele é um cachorro muito próximo de seu dono, tornando difícil suportar a solidão. Períodos de solidão podem causar ansiedade e levar a distúrbios comportamentais, como destruição ou latido. Ele também é um cachorro barulhento que late regularmente., o que pode levar a problemas na vizinhança.

Com seu instinto de caça, ele pode ser um fugitivo para seguir uma trilha, se sua propriedade não está devidamente vedada.

Saúde

O Cão de aponte frisão é um cão forte e robusto que não é afetado por nenhuma patologia particular. No entanto, tema o calor e não deve ficar em um local com sombra durante uma onda de calor, pois você está em risco de forte insolação.

Limpeza

O Cão de aponte frisão é um cão resistente que não requer muita manutenção. Sua pelagem deve ser escovada regularmente para evitar nós.

Olhando para seus olhos e ouvidos, eles devem ser limpos regularmente, especialmente se for um cachorro que vive no exterior.

Classificações do “Cão de aponte frisão”

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Cão de aponte frisão” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens do “Cão de aponte frisão”

Fotos:

1 – “Cão de aponte frisão” por https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Stabyhoun.jpg
2 – 10 adolescente de um mês Stabij por Molliever, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
3 – Uma foto de um stabyhoun filhote de wetterhoun para o stabyhoun página wiki de Daisai Gaming, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
4 – Stabijs – exposição mundial de cães 2010 por MJ Klaver
5 – “Cão de aponte frisão” por https://en.wikipedia.org/wiki/File:Binky_Stabyhoun.jpg
6 – “Cão de aponte frisão” por https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Stabyhoun_with_11_puppies.jpg

Vídeos do “Cão de aponte frisão”

Stabyhoun puppy, mum and Welsh Springer Spaniel playing
Working Stabyhoun

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 222
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Spaniel (Spaniel). Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Epagneul (Spaniel)
  • AKCHound
  • FSSFoundation Stock Service
  • UKCGun Dog

Padrão da raça FCI “Cão de aponte frisão”

Seção:Padrões FCI

Padrão FCI Nº 222 / 9.01.1999 / E
FRISON PERDIGUERO
(Stabyhoun)
TRADUCCION: Federação Mexicana de Canófila, A.C..
ORIGEM: Holanda.
DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO: 30.05.1989.

CLASSIFICAÇÃO FCI

:

Grupo 7 : Cães de Parar ou Cães Apontadores.
Seção 1.2 Cães de Parar Continentais, tipo “Spaniel”.
Com prova de trabalho.

UTILIZAÇÃO

: Cão mostra.

OLHAR GERAL

: Cão de amostra de proporções normais, cabelos compridos com estrutura corporal forte e formato quadrado; ele não é desajeitado ou magro; a pele não tem dobras ou queixo duplo; lábios não estão pendurados.

COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO: Está apegado ao seu mestre, pacífico e amigável como um cão doméstico; é inteligente, obediente e capaz de aprender; é silencioso, alerta, sem mostrar falsidade ou astúcia.

CABEÇA

: É magro. Bem proporcionado ao corpo, é mais longo do que largo; O crânio e o focinho têm o mesmo comprimento.

REGIÃO CRANIANA:
Crânio: É ligeiramente abobadado; não estreito, mas também não dá a impressão de ser largo; sua transição para as bochechas mostra uma ligeira convexidade.
Nasofrontal depression (Stop): Pouco forte.

REGIÃO FACIAL

:

Trufa: Preto em cães cuja cor básica é preta e marrom em cães cuja cor básica é laranja-marrom. A trufa é bem desenvolvida, não dividir; as janelas estão abertas.
Focinho: Poderoso, diminui gradualmente em direção à trufa, sem ser apontado. Focinho reto e largo; seu perfil não é convexo nem côncavo.
Lábios: Aderente, não pendurado.
Mordida / Dentes: Dentes poderosos, mordida da tesoura.
Bochechas: Mal desenvolvido.
Olhos: Colocado na linha horizontal, médio e redondo; pálpebras firmemente aderidas ao globo ocular, conjuntiva não visível; eles não são protuberantes ou afundados. Sua cor é marrom escuro em cães pretos e marrom em cães cuja cor básica é marrom ou laranja. Os olhos de uma ave de rapina são punidos.
Orelhas: Definir bastante baixo. O pavilhão auricular é tão subdesenvolvido que as orelhas ficam planas nas laterais da cabeça sem formar uma dobra. Orelhas com pavilhão auricular fortemente desenvolvido não são aceitáveis, que não são dobrados diretamente em sua inserção, mas mais baixos e, portanto, não ficam planos nas laterais da cabeça. As orelhas são de comprimento médio e em formato de espátula de pedreiro. O cabelo que cobre as orelhas é típico da raça : é longo na base da orelha e gradualmente encurta para baixo, de modo que no terço inferior eles são cobertos com cabelos curtos. Cabelos longos são lisos; cabelo levemente ondulado é tolerado; cabelo cacheado é inaceitável.

PESCOÇO

: Curto e arredondado; cabeça normalmente portada baixa, o pescoço forma um ângulo obtuso com a linha superior das costas. O pescoço é ligeiramente arqueado, e não tem pele flácida ou queixo duplo.

CORPO

: Strong.

Voltar: Em linha reta, bastante longo.
Lombo: Poderoso.
Alcatra: Pouco inclinado.
No peito: Visto de frente, é bastante largo. É mais amplo do que profundo, de modo que os membros da frente fiquem bem separados uns dos outros. O peitoril não em forma de quilha atinge apenas os cotovelos e não abaixo. Costelas bem arqueadas e dorso bem desenvolvido.
Barriga: Apenas ligeiramente retraído.

CAUDA

: Longo, chega até a articulação tíbio-tarsal; sua inserção não é alta. Em repouso é carregado baixo, pendurado, o terço inferior dobrando-se um pouco. Durante o movimento é transportado mais alto, mas nunca enrolado. A cauda é coberta com pêlos longos ao redor, sem formar ondas ou cachos. Estúpido, mas não forma penas.

MEMBROS

MEMBROS ANTERIORES
Ombro: Escápulas muito próximas ao tronco e oblíquas, com boa angulação da articulação escapulo-umeral.
Antebraço: Forte e reto.
Metacarpo: Em linha reta, não está inclinado.
Pés anteriores: Os dedos são bem desenvolvidos e arqueados; não tem pés de gato ou lebre; almofadas duras.
MEMBROS POSTERIORES: Strong, com boas angulações em todas as articulações.
Perna: Não muito longo.
Jarrete: Colocado baixo.
Metatarso: Curta.
Pés de volta: Redondo com almofadas bem desenvolvidas.

PELES

CABELO: O cabelo de corpo inteiro é longo e reto, embora possa ser ligeiramente ondulado na região da garupa.
O cabelo que cobre a cabeça é curto. Na parte de trás dos membros anteriores e nas calças, cabelo é grosso e grosso, mais grosso do que emplumado. Os membros posteriores são cobertos por cabelos longos. A presença de cabelos ondulados indica uma cruz: Por conseguinte, cães com esse tipo de pele não devem ser reconhecidos como Stabyhoun.
COR: Black, marrom ou laranja com manchas brancas; manchas ou manchas podem aparecer na parte branca.

TAMANHO

:

Tamanho ideal em machos 53 cm
Tamanho ideal em mulheres 50 cm

FALTA

S: Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
OBS..: Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Stabij, Beike, Stabijhoun, Fryske Stabij (Inglês).
    2. Stabyhoun (Francês).
    3. Stabijhoun (Alemão).
    4. (em alemão: stabyhoun) (Português).
    5. Perro de muestra frisón, Perro de muestra de Frisia (español).

Braco-eslovaco
Eslovaquia FCI 320 . Tipo Braco

Braco-eslovaco

O Braco-eslovaco em um cão obediente e fácil de treinar.

Conteúdo

História

O Braco-eslovaco é uma raça relativamente nova. Remonta ao final da década de 1950, na Tchecoslováquia após a Segunda Guerra Mundial e acredita-se que tenha sido desenvolvido usando o Weimaraner, o Braco alemão de pelo duro e o Griffon de caça checo.

A qualquer momento, os eslovacos que desenvolveram a raça perguntaram ao Club Weimaraner da Alemanha para reconhecer este cachorro com o nome de Weimaraner de pelo duro, mas o pedido foi rejeitado.

O cão resultante é uma verdadeira maravilha, que combina os talentos de um cão de caça (nas planícies, na floresta e na água), um cão de trabalho e um cão de companhia. Adapta-se a todos os climas.

Foto: Slovakian Wire-haired Pointing Dog por Ing. Michal Urbano (criadores HP), Domínio público, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Braco-eslovaco é um braco alto, solidamente construído e não muito pesado. Esta raça foi criada para ser um cão de trabalho, com nobreza em suas formas. A cauda é cortada pela metade quando permitido por lei. É bastante alto, usado em repouso e em ação horizontal. Os olhos são amendoados, âmbar, com uma expressão inteligente. Em cachorros e cães jovens, são azuis. As orelhas caídas são colocadas sobre o olho, eles são arredondados e não muito longos.

Braco-eslovaco
“Braco-eslovaco” durante a exposição de cães em Rybnik – pedra, Polônia

O subpêlo consiste em uma penugem curta e fina que normalmente cai no verão. A camada superior é sobre 4 cm de comprimento, disco rígido, reto e bem colocado. Na parte inferior do focinho, os cabelos são mais longos e mais macios e formam um bigode. Acima dos olhos, são mais pronunciados e obliquamente eretos. A testa e o occipital são cobertos por cabelos curtos e duros. Eles são curtos e macios nas orelhas. A cauda também é fornecida com o cabelo, mas não é escovado. A cor básica é “cinza”: é uma areia sombreada com marrom. Marcas brancas são permitidas nas pontas das pernas e no peito. Manchas escuras menores ou maiores podem marcar cinza. Também há um casaco salpicado.

Caráter e habilidades

O Braco-eslovaco descrito no padrão FCI como fácil de treinar e compatível. Eles são selecionados por suas características de trabalho, como Cão apontador. Eles caçam nas planícies, florestas e água. Eles funcionam principalmente após o tiro, procurando e recuperando o jogo.

O Braco-eslovaco é animado, feliz e ansioso para agradar. Ele tem muita energia e é muito inteligente, mas fica entediado facilmente. Isso às vezes pode tornar o treinamento um pouco difícil, e deve trabalhar para tornar as sessões de treinamento divertidas, interessante e não muito longo. Eles precisam de uma mão firme e consistente na disciplina com estrutura e limites. Palavras ásperas ou castigo físico devem ser evitados. Eles têm um forte vínculo com suas famílias, e pode desenvolver ansiedade de separação sem o condicionamento adequado.

o Braco-eslovaco eles são os mais felizes fazendo coisas com seu dono. Isso torna a raça uma ótima candidata como companhia canina para proprietários que amam caminhadas., andar de bicicleta ou correr. É imperativo que eles tenham oportunidades de correr livremente, de preferência em uma área cercada, já que seu instinto de caça é muito forte, e o cão não será capaz de resistir ao impulso de perseguir a presa.

Saúde

O Braco-eslovaco é uma raça geralmente saudável, e criadores responsáveis ​​examinam seus criadores para condições de saúde, como cotovelo e displasia de quadril, atrofia progressiva da retina e catarata.

Limpeza

O Braco-eslovaco requer apenas um cuidado mínimo para manter boas condições. Limpá-los com um pano úmido geralmente é suficiente entre os banhos. Usar uma luva ou um pente no casaco durante o outono pode ajudar a manter a queda de cabelo em sua casa.. As unhas dos pés devem ser aparadas a cada quatro semanas. Um regime de cuidados dentários deve começar cedo para evitar problemas mais tarde na vida.

Classificações do “Braco-eslovaco”

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Braco-eslovaco” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vídeos do “Braco-eslovaco”

Dog Breed Video: Slovakian Rough Haired Pointer
Slovakian wire haired pointer – training

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 320
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco
  • KCgundog
  • AKCGroup: Foundation Stock Service

Padrão da raça FCI “Braco-eslovaco”

Padrão-FCI n ° 320 / 17.02.1998 / E
BRACO ESLOVACO DE PELO DURO(Stavac de cabelo grosso eslovaco)
TRADUCCION : IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico)
ORIGEM : Eslováquia.
DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 06.01.1995

UTILIZAÇÃO :

Cão mostra.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

  • Grupo 7 - Cachorros apontadores.
  • Seção 1.1 - Cães de Parar Continentais, tipo Braco. Com prova de trabalho.

OLHAR GERAL :

Este é um animal de força moderada. Embora ele seja um cão trabalhador, sua aparência é nobre. A cor da camada externa do cabelo é "cinza" e o cabelo é duro. Deve estar apto para trabalhar na planície, na floresta e na água e especialmente para o trabalho após o tiro, para procurar e trazer o jogo ferido. É um cão obediente e fácil de treinar.

PROPORÇÃO SIGNIFICATIVA :

A correlação entre a altura na cernelha e o comprimento do tronco deve ser 10:9 em machos e 10:8 nas fêmeas. Este animal deve ser construído solidamente, mas não parece áspero.

CABEÇA :

É bastante longo, fina, sem dobras na pele e é proporcional ao corpo.

REGIÃO CRANIANA :

  • Crânio : Tem uma forma retangular; arcos superciliares devem ser pronunciados; O sulco frontal é visível. A protrusão occipital é palpável ao toque.
  • Nasofrontal depression (Stop) : Moderadamente inclinados (cerca de 45 °).

REGIÃO FACIAL :

  • Trufa : É grande e de cor escura. As janelas estão abertas.
  • Focinho : Tem aproximadamente o mesmo comprimento do crânio. É alto e largo. Leme nasal é reto.
  • Lábios : Moderadamente desenvolvido. Eles são bem colados e de cor escura.
  • Mandíbulas / Dentes : Mandíbula uniforme e robusta. Os dentes são bem desenvolvidos. A articulação é em forma de tesoura.
  • Olhos : Eles são amendoados e bem afundados nas cavidades. Eles são de cor âmbar e têm expressão inteligente. Em cachorros e cães jovens são azuis. Pálpebras são escuras.
  • Orelhas : Eles são de comprimento conveniente e inseridos acima da região dos olhos. A raiz é larga e as pontas são redondas.

PESCOÇO :

É o comprimento médio, Delgado, sem dobras de pele. Ele é bem musculoso e se ergue alto na região da cernelha.

CORPO :

  • Top de linha: Como um todo., o cachorro é muito compacto e bastante volumoso. As costas são retas e o pescoço é inserido alto. A cabeça do cachorro está levantada.
  • Cruz : É bem pronunciado e está bem conectado com as costas.
  • Voltar : Em linha reta, bem musculado. Sólido, ligeiramente inclinado para trás.
  • Alcatra : É largo e bastante longo, não muito alto ou muito oblíquo.
  • No peito : É bastante longo e largo. Tem forma oval e é proporcional ao resto do corpo. Desce até os cotovelos. As costelas são firmes e o peitoril é bem desenvolvido.
  • Ventre e flancos : Eles são moderadamente retraídos.

CAUDA : É moderadamente grosso e inserido bastante alto. Quando o cachorro está em repouso, derruba-a e quando ela está em ação, pega horizontalmente. A cauda é muito peluda, mas não em forma de pincel. É cortado na metade de seu comprimento.

MEMBROS

MEMBROS ANTERIORES : Como um todo., eles são bem desenvolvidos. Vistos de frente o de perfil, eles são de chumbo.

  • Ombro : Bem desenvolvido e musculoso. A omoplata é oblíqua.
  • Ângulo escapulo-umeral : É 110 °.
  • Ângulo do cotovelo : É 135 °. Antebraço : Vertical, magro e musculoso.
  • Carpo : É quase vertical. : Bem grosso, relativamente curto e quase vertical.
  • Pés dianteiros : Eles são redondos, dedos estão bem juntos e arqueados. Unhas e almofadas são escuras. As unhas internas dos dedos devem ser removidas.

MEMBROS POSTERIORES : Como um todo e visto de perfil, eles são bem angulados. Visto de trás, eles são de chumbo.

  • Coxas : Eles são bastante longos, largo e bem musculoso.
  • Ângulo coxal-femoral : De 80 ° a 85 °
  • Ângulo femoro-tibial (joelho) : Entre 125 ° e 130 °.
  • Perna : Ampla, bastante longo e muito viscoso.
  • Ângulo do jarrete : Entre 125 ° e 135 °.
  • Metatarso : É quase vertical.
  • Pés traseiros : Eles são redondos, dedos estão bem juntos e arqueados. Unhas e almofadas são escuras. Os quintos dedos devem ser removidos.

MOVIMENTO :

É equilibrado e ágil. Durante o trabalho na planície, o cachorro galopa.

PELE :

Não muito grosso. É elástico e sem dobras. Sua cor é cinza.

PELES

CABELO :

A camada interna do cabelo apresenta-se na forma de um cabelo curto e fino. Ela geralmente derrama durante o verão. A camada externa dos cabelos mede cerca de 4 cm; o cabelo esta duro, suave e preso. Os pêlos sob o focinho são mais longos e mais macios e formam uma barba. Acima dos olhos, os cabelos são mais marcados e aparecem obliquamente. A testa e o occipital são cobertos por pêlos curtos e duros. Eles são curtos e macios nas orelhas. A cauda é muito espessa.

COR :

A cor de base é areia marrom sombreada (é chamado de «cinza»), com variedades mais claras ou mais escuras, com ou sem marcas brancas nos membros e no peito. Também "cinza" com manchas mais ou menos grandes e, eventualmente, malhado.

TAMANHO :

Altura à Cruz : É de 62 – 68 cm nos machos e 57 – 64 cm nas fêmeas.

FALHAS :

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

FALTAS GRAVES

• Aparência áspera e falta de elegância.
• Cabeça muito grande.
• orelhas muito longas ou muito grossas.
• Dorso convexo.
• Cabelo muito longo ou sedoso.
• Cabelo muito curto, Sem barba.
• Cor muito clara, puxando esbranquiçado.
• Tamanho muito grande ou muito pequeno, em relação ao que é estabelecido pela norma.

FALHAS ELIMINATÓRIAS

  • Cão agressivo ou medroso.
  • Todos os defeitos anatômicos, como prognatismo superior ou inferior, entrópio, ectrópio, posição irregular do membro.
  • Qualquer outra cor de base diferente de "cinza" (cor de areia sombreado castanho).

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Slovak Rough-haired Pointer, Slovakian Wirehaired Pointer (Inglês).
    2. (Nom d’origine : Slovensky Hrubosrsty Stavac), Griffon d’Arrêt Slovaque à poil dur (Francês).
    3. SHS, Slovenský hrubosrstý stavač (Alemão).
    4. Braco eslovaco de pêlo duro, (em eslovaco: Slovenský hrubosrsty stavac) (Português).
    5. Grifón de muestra eslovaco de pelo duro (español).

Braco de Saint-Germain
Francia FCI 115 . Tipo Braco

Braco de Saint-Germain

O Braco de Saint-Germain é pouco conhecido fora das fronteiras francesas.

Conteúdo

História

Um cão de caça versátil que tem sido usado não apenas para mirar, mas também para lançar e recuperar, o Braco de Saint-Germain pode trabalhar com uma variedade de caça, incluindo coelhos e faisões. Ao contrário da maioria dos cães de caça, tradicionalmente, esta raça tem sido popular em exposições e foi criada para ter uma aparência muito uniforme e específica.

Criado originalmente na França, misturando Pointer inglês com o Braco francês tipo Gasconha, Acredita-se que esta raça tenha se desenvolvido no início 1830 e afirma ter uma herança muito elegante. O rei Carlos X da França recebeu dois cães Pointer inglês que eram caçadores muito talentosos. A fêmea, ligar saudades, ela foi criada com um cachorro Braco Francês local, e o legado de Braco de Saint-Germain começado. Inicialmente, a raça foi chamada Compiegne Pointers devido à localização dos canis em que foram criados, mas este nome foi alterado posteriormente quando os canis foram transferidos para a região de Saint Germain. Muitos dos cães produzidos foram mostrados em exposições caninas em toda a França e, Nesse momento, eles eram a raça de Pointer mais exibido em seu país natal.

A corrida Braco de Saint-Germain era inicialmente muito popular e em 1913 um clube foi formado com o objetivo de aumentar sua prevalência na França, bem como melhorar a raça. Infelizmente, o tamanho da população da raça Braco de Saint-Germain foi bastante reduzido em todas as guerras mundiais. Eles nunca se recuperaram totalmente do declínio drástico no tamanho da população que ocorreu na primeira metade do século XX., mas eles ainda são uma raça que tem um seguidor leal e não está em perigo de extinção hoje.

En los últimos años, a Pointer inglês entrar no pool genético de Braco de Saint-Germain para aumentar seus números e adicionar alguma diversidade genética. Mesmo que poucos, Se houver algum, dos membros da raça foram exportados internacionalmente, o UKC concedeu total reconhecimento à raça em 2006 dentro do seu grupo de cães de caça.

Foto: Braque_saint-germain na Exposição Canina Mundial em Poznań por Pleple2000, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

Braco Saint Germain
Braque saint-germain na Exposição Canina Mundial em Poznań por Pleple2000, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

A aparência de Braco de Saint-Germain é particularmente importante para criadores, embora seja principalmente um cão de caça. Historicamente, participaram de um grande número de exposições de cães francesas. Os membros da raça devem ser de constituição média, com bons músculos e ossos pesados. O crânio do cão deve ser redondo e do mesmo comprimento que o focinho.

Seu nariz rosa deve ter narinas bem abertas, enquanto seus grandes olhos dourados devem mostrar uma expressão plácida e relaxada. Suas orelhas são curvas na ponta e não devem ultrapassar o nível dos olhos. Os ombros do Braco de Saint-Germain eles são impressionantemente longos e seus membros devem ser robustos e pesados. Eles têm um peito largo e costas retas, embora seu traseiro se curve ligeiramente. A cauda afiada do cão é portada em um ângulo horizontal distinto quando em movimento.

O casaco curto do Braco de Saint-Germain deve ser branco desbotado com marcações laranja, e prefere-se que as orelhas sejam laranja em todos os lugares. Ao contrário da Pointer inglês, cabelo preto não é tolerado. Os machos medem entre 56 e 62 cm de altura, enquanto as fêmeas menores alcançam alturas entre 53 e 60 cm. A maioria dos membros da raça vai pesar entre 18 e 27 kg.

Caráter e habilidades

Embora seja verdade que Braco de Saint-Germain tradicionalmente se destacou no show floor, é principalmente um cão de caça e, como tal, tem o caráter esperado de um animal de trabalho. Esta raça é fácil de treinar e adora ser mantida ativa e receber uma tarefa.. Eles devem ter um “boca macia”, o que significa que eles não machucam ou prejudicam a presa que recuperam. Eles também tendem a trabalhar em pacotes, o que significa que eles normalmente se dão bem com outros cães. Embora seja inegável que eles têm um instinto natural para perseguir pequenos animais, anedoticamente, eles se dão bem com os pequenos animais de estimação em sua casa, aos quais foram apresentados desde a infância.

O Braco de Saint-Germain ele é realmente um cão de família e se dá melhor quando mantido dentro de casa com a companhia humana. Ele é particularmente afetuoso com aqueles em quem confia e terá um vínculo estreito com cada membro de sua família. Eles não são tipicamente uma raça que exibe qualquer agressão, o que significa que eles são adaptados para crianças, embora eles não fossem bons cães de guarda. Embora seja verdade que esta raça estará disposta a fazer amizade com qualquer criança que encontrar, Recomenda-se cautela com crianças muito pequenas que podem não ser capazes de resistir a cumprimentos rápidos e brincadeiras barulhentas!

Educação

Mais do que muitas outras raças de cães, o Braco de Saint-Germain pode ser um verdadeiro mimo para treinar. É um cão disposto a agradar ao dono e tem inteligência para cumprir com relativa facilidade a maioria das tarefas que lhe são confiadas.. Os treinadores terão mais sucesso quando se concentrarem nos comportamentos mais naturais da raça, como recuperação.

Costuma-se dizer que o Braco de Saint-Germain é um cão resistente e muito menos sensível do que outras raças estreitamente relacionadas. Os treinadores têm a opção de usar métodos mais firmes do que eles esperam, No entanto, continuará a obter os melhores resultados com o uso de técnicas de reforço positivo (em vez de negativos).

Exercício

Não muito atrás quando se trata de exercícios, o Braco de Saint-Germain ele é um cachorro que adora estar fora de casa. Tem grande resistência ao trabalhar e é capaz de viajar grandes distâncias por longos períodos de tempo sem parecer se cansar. Se mantido apenas como um animal de companhia, os proprietários devem ser capazes de fornecer uma ou duas horas de exercícios sólidos por dia e também devem manter o cão estimulado com vários jogos e sessões de treinamento.

Qualquer tentativa de manter esta raça em um pequeno apartamento ou casa ou exercê-la por menos tempo do que o recomendado, provavelmente levará a um cão frustrado que se tornará um animal de estimação difícil. É provável que a ansiedade se desenvolva nessas situações, hiperatividade e comportamentos destrutivos.

Saúde

Infelizmente, não há informações específicas sobre a saúde do Braco de Saint-Germain, e até o momento não houve estudos sobre a raça. Um cão trabalhador, é geralmente aceito como uma raça resistente. O proprietário prudente estaria ciente dessas possíveis condições de saúde:

Quadril Displasia.

    A pontuação do quadril deve ser realizada por criadores responsáveis ​​para garantir que a pequena população de Braco de Saint-Germain fique saudável. Um simples raio-x dos quadris permitirá ao veterinário avaliar a qualidade das articulações do quadril e informar ao criador se elas são boas o suficiente para permitir a reprodução..

Infecções de ouvido

    Quando o canal auditivo fica obstruído com um acúmulo de resíduos fedorentos, uma infecção provavelmente está presente. As orelhas também podem ser vermelhas, quente e sensível. Os cães afetados tendem a balançar a cabeça e esfregar o rosto no chão. As infecções ocorrem principalmente devido à proliferação de bactérias e leveduras, embora também possam ser devido a um corpo estranho, como uma semente de grama dentro do canal auditivo ou ácaros da orelha.

Limpeza

A pelagem curta do Braco de Saint-Germain não precisa ser escovado mais de uma ou duas vezes por semana. As unhas dos pés podem precisar ser aparadas a cada poucos meses, particularmente se você não anda em superfícies duras. As garras claras da raça facilitam o corte das garras, já que o corte é visível, tornando-o mais evitável do que em cães com garras de pigmentação escura.

O dever de cuidados mais importante que um proprietário não deve negligenciar, é a manutenção de uma boa higiene do ouvido. As orelhas devem ser limpas a cada uma a duas semanas com um limpador de orelhas de cachorro. Os proprietários também devem garantir que as orelhas estejam secas por dentro e por fora após serem expostas à água..

Classificações do “Braco de Saint-Germain”

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Braco de Saint-Germain” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 1 fora de 5
1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vídeos do “Braco de Saint-Germain”

Braco de Saint-Germain

Saint Germain Pointer Dog Raça – Braque Saint Germain

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 115
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco. Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.1: Tipo Braco
  • UKCGundog

Padrão da raça FCI “Braco de Saint-Germain”

FCI Padrão No. 115 / 21.01.2004 / E

BRACO SAINT- GERMAIN
(Braque Saint-Germain)

TRADUCCION : IRIS Carrillo (Federação de canil de Porto Rico).

ORIGEM : França.

DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 25.03.2003.

UTILIZAÇÃO :

Cão mostra, usado principalmente para pássaros de caça, mas também pode ser usado para caçar animais com pelo.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
Seção 1.1 Cães de Parar Continentais. Com prova de trabalho.

BREVE RESUMO HISTÓRICO : Este é um descendente de cães que vêm do cruzamento de um ponteiro e um ponteiro. A raça foi criada para 1830 Sobre as verdadeiras cadelas de Compiègne, e então em Saint Germain en Laye. Este cachorro teve um grande boom até o início do século 20 e foi o cão de exposição mais representado nas primeiras exposições de cães, especialmente na primeira exposição francesa em Paris, em 1863. O clube da raça criado em março 1913.

OLHAR GERAL :

De proporções médias e linhas craniofaciais paralelas ou ligeiramente divergentes e uma depressão nasofrontal moderadamente pronunciada. Os ossos são bastante sólidos e os músculos estão adaptados para trabalhos que requerem resistência. Seu pelo é fulvo e branco, sem presença de preto. É quando o cão em ação, sua busca é de largura média e seu galope é uniforme e elástico.

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : Caçador acima de tudo, ele é muito sociável, equilibrado, afetuoso, e não suporto ser maltratado durante o treinamento. Em resumo, é fácil treinar.

Caça em todos os tipos de terreno e com paixão, o faisão, a perdiz e a galinhola, quem traz seu mestre suavemente. Por ser muito carinhoso com os humanos, aprecia a vida familiar.

CABEÇA

REGIÃO CRANIANA :

Crânio : Levemente arqueado, ogival nas costas. O occipital é protuberante. O arco zigomático é pouco acentuado.
Nasofrontal depression (Stop) : Não é muito acentuado.

REGIÃO FACIAL :

Focinho : O canal nasal é reto ou ligeiramente convexo ; tem o mesmo comprimento que o crânio.
Trufa : Ampla ; narinas estão bem abertas e rosa escuro.
Lábios : Cubra completamente o maxilar inferior. São bastante finos e não apresentam manchas pretas.
Mandíbulas / Dentes : As mandíbulas são robustas e têm o mesmo comprimento. Os dentes são fortes e bem alinhados. A articulação é em forma de tesoura.
Palato : Não há manchas pretas.
Olhos : Totalmente aberto ; eles são bem grandes e amarelos dourados. Eles estão bem inseridos nas órbitas e seu olhar é franco e doce.
Orelhas : Eles ocorrem no nível da linha dos olhos e não são muito longos. O pavilhão tem uma dobra longitudinal. Eles são redondos no membro e ligeiramente separados da cabeça.

PESCOÇO :

Muscular, bastante longo e ligeiramente arqueado. Um queixo duplo muito leve é ​​tolerado.

CORPO :

Voltar : Horizontal.
Lombo de porco : Bem curto, Largura, robusto.
Alcatra : Suavemente inclinada.
No peito : Longo, altura e largura. A ponta do esterno é ligeiramente proeminente. As costelas são longas e flexíveis.
Barriga : Levemente levantado ; progressivamente se junta ao peito, sem interrupção. Uma vez que o peito é alongado, o flanco é curto.

CAUDA :

É baixo e não ultrapassa a ponta do jarrete. É grosso na base e termina em ponta. É quando o cão em ação, apresentado horizontalmente.

MEMBROS :

Boa estrutura óssea. Durante o descanso, músculos são visíveis sob a pele.

MEMBROS ANTERIORES :
Ombro : Eles são longos, oblíqua, muscular, como deveriam ser as de um galopador.
Braços : Eles são levemente inclinados.
Antebraços : Strong, muscular, vertical.
Metacarpo : Curto, muito ligeiramente inclinado, visto de perfil.
Pés anteriores : Longo, dedos juntos, as unhas são muito claras, e ainda branco ; os rolamentos são sólidos.

MEMBROS POSTERIORES : Vistos de atrás, são perpendiculares ao solo.
Coxas : Eles são longos, y musculosos.
Pernas : Bem musculoso.
Jarretes : Eles são largos e ficam no eixo do corpo.
Metatarsos : Curto, vertical, magro.
Pés de volta : Idêntico aos anteriores.

MOVIMENTO :

O movimento normal é o galope; isso deve ser elástico, equilibrado e sustentado, extensão média. Durante todos os movimentos, cabeça deve estar ligeiramente acima da margem das costas, nunca abaixo. Braque Saint Germain cobre bem o terreno, qualquer que seja o movimento adotado.

PELE :

É bastante bom.

PELES

CABELO :

Curto e não muito fino.

COR :

Branco fosco com manchas laranja (Griffon); cor salpicada é aceita, embora não seja o mais desejável. As orelhas são castanhas; uma pequena parte do branco é aceita, mas não é o mais desejável.

TAMANHO

Altura à Cruz : Machos : 56 cm para 62 cm.
Fêmeas : 54 cm para 59 cm.
Com 2 cm extra para espécimes excepcionais.

FALHAS :

Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.
• Crânio : Muito largo.
• olhos : Pequeno, encarando, cor limão.
• Orelhas : Semelhante às orelhas dobradas dos cães cães de caça.
• Grupo : Muito íngreme.
• Tortas : Esmagado ; presença de rudimentares.

FALHAS ELIMINATÓRIAS

• Cão temeroso ou agressivo.
• Falta de tipo (qualquer espécime cujas características o separam de seus pares).
• Presença de cor preta, acima de tudo em :
• A trufa
• Os lábios
• O paladar
• Olhos (a cor marrom também é uma falta eliminatória).
• As umas.
• Falta mais de um dente, além de PM1 ; prognosticismo, dentes desalinhados.
• Tamanho que vai além dos limites.

Qualquer cão apresentando sinais claros de anormalidades físicas ou de comportamento deve ser desqualificado.

NOTA : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. St. Germain Pointing Dog (Inglês).
    2. Braque Saint-Germain (Francês).
    3. Braque Charles bzw. Braque Compiegne (Alemão).
    4. (em francês: Braque Saint-Germain) (Português).
    5. Braco de Saint Germain (español).

Pequeno Sabujo Suíço
Suiza FCI 60 . Farejadores de pequeno porte

Pequeno Sabujo Bernés
Pequeno Sabujo Bernés

O cão Pequeno Sabujo Suíço, pouco estimulado, muitas vezes se torna um animal de estimação irritante que pode ser difícil de treinar.

Conteúdo

História

No início do século XX, a caça começou a mudar na Suíça. Terrenos de caça privados foram introduzidos e o tamanho padrão do Sabujo Suíço ele era muito rápido e entusiasmado para caçar adequadamente dentro desses campos de caça menores. Os caçadores decidiram desenvolver uma raça diferente de caça que pudesse caçar com eficiência e eficácia em áreas de caça privadas fechadas.. Muitas pessoas pensam isso Pequeno Sabujo Suíço é apenas uma versão menor do Sabujo Suíço. Embora isso seja parcialmente verdade, Eles são uma raça diferente que se originou de cruzar o Sabujo Suíço com o Basset Hound. O objetivo final era desenvolver uma raça cada vez mais curta., mas também tinha as mesmas quatro variantes de cores que o Sabujo Suíço. Esperava-se que os cães resultantes tivessem um forte olfato para trabalhar o nariz e uma voz melodiosa para soar o alarme durante a caça..

O Pequeno Sabujo Suíço Ele é um excelente caçador e tem a capacidade de rastrear cheiros por quilômetros em terrenos acidentados. O Pequeno Sabujo Suíço tornou-se o cão de caça de pessoas que caçam em terras privadas.

O United Kennel Club reconheceu o Pequeno Sabujo Suíço em 2006. A Federation Cynologique Internationale (FCI) os aceitou e adotou o padrão oficial da raça sob o nome de Schweizer Niederlaufhund em 2015.

O Pequeno Sabujo Suíço ainda um companheiro de caça popular em sua Suíça natal.

Foto: Small Bernese Hound Smooth-coated male por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

Em proporção menor que o Sabujo Suíço. O formato do corpo é retangular, moderadamente longa, e forte conformação. Cabeça de tamanho médio, fina, elegante, com expressão facial amigável
e atencioso. Suas orelhas são muito longas, inserção baixa, e ele os usa dobrados. Membros finos e fortes. Ao caminhar com calma, ele fica com o rabo pendurado, em atividade, dobra ligeiramente para cima.

O Pequeno Sabujo Suíço vem em quatro variedades diferentes. A única diferença entre as variedades é a cor, mas cada variedade tem seu próprio nome.

Variantes Pequeno Sabujo Suíço

Pequeno Sabujo de JuraPequeno Sabujo BernésPequeno Sabujo de SchwyzPequeno Sabujo de Lucerna
Pequeno cão de Juraequeño de Jura
Pequeno Sabujo de Jura
Pequeno Sabujo Bernés
Pequeno Sabujo Bernés
Pequeno Sabujo de Schwyz
Pequeno Sabujo de Schwyz
Pequeno Sabujo de Lucerna
Pequeno Sabujo de Lucerna
  • O Pequeno Sabujo de Jura tem uma pelagem lisa que é preta com manchas castanhas sobre os olhos.
    O Pequeno Sabujo de Jura tem apenas uma pelagem e pode ter apenas uma pequena quantidade de branco em seu corpo.
  • O Pequeno Sabujo Bernés tem dois tipos de pele:
    a pelagem lisa e a pelagem áspera.
    A pelagem áspera tem uma única pelagem dura e uma pequena barba.
    O Pequeno Sabujo Bernés é preto e branco com marcas de fogo sobre os olhos; muitos chamam de tricolor.
  • O Pequeno Sabujo de Schwyz tem uma pelagem lisa e única que é predominantemente branca com manchas amarelo-avermelhadas; manchas vermelho-alaranjadas também são aceitáveis.
  • O Pequeno Sabujo de Lucerna tem uma pelagem lisa e única que é predominantemente branca, mas salpicada de preto ou cinza dando a ilusão de um corpo azul. Eles têm manchas pretas com manchas castanhas sobre os olhos.
  • Fotos:

    1 – Small Bernese Hound Smooth-coated male por Canárias, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons
    2 – Jura low-run dog by Bhv The Max
    3 – Este cão é um pequeno cão Schwyz por pets.ch
    4 – Little Lucerne Hound por catálogo carlosh

    Caráter e habilidades

    Quando ele está caçando, o Pequeno Sabujo Suíço é incansável e implacável, exibindo resistência e força de caráter impressionantes. Eles tendem a ser animados e excitáveis, ansiosos para fazer seu trabalho. A maioria da Pequeno Sabujo Suíço eles estão felizes em caçar independentemente, sem qualquer ordem real de seu mestre.

    Apesar de ter sido criado para caçar, a maioria dos membros da raça pode fazer a transição de cão de caça para animal de estimação da família facilmente e geralmente são afetuosos e demonstram seus donos. Eles são bons amigos de crianças e outros cães, mas eles não podem ser confiáveis ​​com pequenos animais, incluindo gatos e coelhos.

    Os temperamentos individuais variam, e enquanto alguns podem ser hóspedes calmos e pacíficos da casa, outros podem ser excitáveis ​​e nervosos. Cães com mais energia geralmente podem ser ensinados a se acomodar em ambientes fechados, uma vez que tenham sido devidamente exercitados.. Idealmente, o exercício deve ser feito na forma de caça, pois isso não apenas queima o excesso de energia, mas também ocupa sua mente curiosa. O cão Pequeno Sabujo Suíço, pouco estimulado, muitas vezes se torna um animal de estimação irritante que pode ser difícil de treinar.

    Não ser um cachorro agressivo, o Pequeno Sabujo Suíço não deve ser usado como cão de guarda, pois não tende a assustar intrusos e geralmente não sente a necessidade de proteger sua propriedade.

    Treinamento “Pequeno Sabujo Suíço”

    A frase “a síndrome de cachorro pequeno” pode ser mencionado quando se fala sobre Pequeno Sabujo Suíço, porque eles têm a reputação de agir como cães grandes em corpos de cães pequenos. Cheio de confiança, animado e independente, esta não é uma raça para o treinador novato. O trabalho de obediência pode ser um desafio particular, como eles têm um caráter de espírito livre e uma mente própria.

    Os treinadores devem ser firmes e inflexíveis, mantendo suas sessões de treinamento curtas e interessantes para manter o interesse do cão. Como esta raça gosta de assumir uma posição dominante no lar, ele deve aprender seu lugar desde cedo, para evitar qualquer mau comportamento.

    A maioria dos cachorros Pequeno Sabujo Suíço ainda são usados ​​como cães de caça na Suíça hoje, o que significa que seus requisitos de exercício são facilmente atendidos durante a temporada de caça. No caso de cães que não trabalham, ou quando a temporada de caça acabar, os proprietários devem reservar um tempo para atender às necessidades deste cão ativo.

    Um ambiente rural é o lugar ideal para Pequeno Sabujo Suíço, quem precisa de terreno amplo para explorar e não gosta de ficar confinado. É essencial que sua propriedade esteja bem vedada para evitar aventuras solo.

    Saúde “Pequeno Sabujo Suíço”

    Não existem muitas doenças que afetam o Pequeno Sabujo Suíço mais do que outras raças, mas há um punhado de condições que devem ser observadas em indivíduos:

    Infecções de ouvido

    As orelhas caídas são propensas a desenvolver infecções de ouvido, particularmente se um cachorro passa muito tempo fora de casa molhado e enlameado. Manter os ouvidos limpos pode evitar que isso se torne um problema.

    Quadril Displasia.

    Articulações do quadril malformadas podem levar a desconforto vitalício e mobilidade reduzida. Radiografias dos quadris (um processo chamado “pontuação do quadril”) deve ser realizada quando um cão reprodutor tem mais de um ano de idade para garantir que seus quadris sejam de boa qualidade para serem transmitidos.

    Limpeza “Pequeno Sabujo Suíço”

    Embora haja vários tipos de cabelo diferentes dentro da raça, todos são fáceis de manter e pouco precisam de cuidados. A escovação semanal será suficiente. O Pequeno Sabujo Suíço você só precisará tomar banho algumas vezes por ano. Se os proprietários sentirem necessidade de disfarçar seus “odor para cão” eles podem usar shampoo seco, evitando o risco de ressecar a pele e o pelo.

    Orelhas do Pequeno Sabujo Suíço deve ser limpo semanalmente e idealmente deve ser verificado diariamente em busca de sinais de infecção. Eles devem estar completamente secos após serem molhados.

    Classificações do “Pequeno Sabujo Suíço”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pequeno Sabujo Suíço” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “Pequeno Sabujo Suíço”

    Cachorro suíço de perna baixa + Schweizer Laufhund + Cão laranja
    Schweizer Laufhund CERVA

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 60
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.3: Farejadores de pequeno porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.3: Farejadores de pequeno porte.
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI “Pequeno Sabujo Suíço”

    FCI Padrão No. 60 / 28.06.2002 / E
    SMALL SWISS HOUND (Cachorro suíço de perna baixa)
    TRADUCCION : Federação Canófila Mexicana a.c..
    ORIGEM : Suíça.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 28.11.2001.

    UTILIZAÇÃO :

    É um cão de caça no sentido estrito da palavra. Ele é um caçador independente, caçando com uma casca ; procura e encurrala sua presa com grande segurança, mesmo em terrenos difíceis. O Pequeno Sabujo Suíço também é usado para sangrar o animal ferido.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    Grupo 6 : Sabujos,cães rastreadores(exceto sighthounds e raças semelhantes).

    Seção 1.3 : Cães de caça de pequenos detalhes com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : Por volta do final do século passado, sistema de caça por zona introduzido em alguns cantões da Suíça. Os sempre premiados cães suíços de tamanho médio eram considerados rápidos demais para o distrito de caça, é por isso que eles decidiram substituí-los por pequenos cães do tipo hound. A nova raça pequena surgiu através de uma seleção planejada e cruzamentos apropriados até que o chamado "Niederlaufhund" fosse obtido sistematicamente., que tem as seguintes características : tem uma altura relativamente baixa na cernelha, semelhante ao cão suíço em sua atraente pelagem colorida, tem um latido harmonioso de um cão, tem uma vontade apaixonada de pesquisar, no trabalho de rastreamento e sangramento do animal ferido. The Little Swiss Hound Club, conhecido no início como o Clube do "Schweizerische Dachsbracken", foi fundada em 1º de junho, 1905.

    OLHAR GERAL :

    Cão bloodhound (Cachorro correndo), proporcionalmente menor do que o cão suíço, com altura na cernelha de 35-43 cm para os machos e 33-40 cm para as fêmeas; o formato do corpo é retangular, moderadamente longa, e forte conformação. Cabeça de tamanho médio, fina, elegante, com expressão facial amigável e atenciosa. Suas orelhas são muito longas, inserção baixa, e ele os usa dobrados. O tórax moderadamente largo e alto e o arco das costelas oferecem bastante espaço para o coração e os pulmões. Membros finos e fortes. Ao caminhar com calma, ele fica com o rabo pendurado, em atividade, dobra ligeiramente para cima.

    Variedades de cores :

    • Little Bernese Hound,
    • Pequeno cão Jura,
    • Pequeno Cão de Lucerna e
    • Pequeno cão de caça Schwyz.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO : De olfato fino, é ágil e resistente ; pequeno cão de caça, apaixonada, que mantém a trilha segura e caça com uma casca harmoniosa e persistente. É gentil por natureza, nem medroso nem agressivo. O temperamento dele é calmo, mas animado.

    CABEÇA :

    Fina, elegante. Visto de frente, é longo e estreito e se alarga lentamente em direção às bochechas.

    REGIÃO CRANIANA

    • Crânio : Ligeiramente convexo, sem rugas na frente, sem sulco frontal. Crista occipital não proeminente. A linha que vai da crista occipital ao stop é quase tão longa e forma uma linha paralela com a linha que vai do stop ao nariz..
    • Nasofrontal depression (Stop) : Moderadamente marcado.

    REGIÃO FACIAL

    • Trufa : Está escuro com as janelas abertas.
    • Focinho : Poderoso, bastante longo e moderadamente profundo, nuca pontiaguda. O focinho de preferência reto ou ligeiramente convexo, bastante estreito.
    • Lábios : Lábios superiores ligeiramente caídos e com bordas arredondadas na frente, nunca apontou. Canto de lábio fechado.
    • Mandíbulas / Dentes : Mordedura em tesoura muito forte, regular e completa, ou seja, os incisivos superiores se sobrepõem aos inferiores sem deixar espaço entre eles. Os dentes são implantados em uma posição vertical na poderosa mandíbula. Mordida em torquês permitida. A falta de dois PM1 ou PM2 é tolerada (pré-molares 1 ou 2 ). La falta de M3 (molares 3) não é levado em consideração.
    • Bochechas : Mal desenvolvido.
    • Olhos : Escuro, límpios, de forma ligeiramente oval; expressão gentil. Eles não devem ser afundados ou protuberantes. A fenda das pálpebras é rígida com pálpebras bem aderentes. Bordas da pálpebra bem pigmentadas.
    • Orelhas : Inserção baixa, estreito e ligeiramente para trás, não mais alto que a linha dos olhos. Em seu comprimento, alcançam pelo menos a ponta do nariz ; Ele os usa bem dobrados e caem perto de suas bochechas ; sua textura é macia e eles são cobertos com cabelos finos. Pinna não se projeta.

    PESCOÇO :

    Moderadamente longa, leve e elegante, mas com bons músculos. A pele da garganta está solta, mas um queixo duplo notável não é desejado.

    CORPO

    • Top de linha : Gaita, desce ligeiramente da inserção do pescoço até a garupa.
    • Voltar : Em linha reta, empresa, moderadamente longa.
    • Lombo de porco : Largo e forte, flexível.Grupa : Desce suavemente em direção à inserção da cauda; quadris não devem ser visíveis.
    • No peito : Largura e altura, alcançando os cotovelos; a ponta do esterno é visível, mas não muito proeminente. As costelas são longas e moderadamente arredondadas. O arco costal se estende bem para trás.
    • Linha inferior e barriga : A linha da barriga é elevada ligeiramente em direção aos membros posteriores. Os flancos estão moderadamente cheios.

    CAUDA :

    Baixo definido em continuação harmônica com a garupa ; comprimento médio, alcançando pelo menos o jarrete ; com bastante cabelo ; termina em uma ponta elegante, featherless. Em repouso e ao caminhar, fica pendurado sem flexão perceptível. Quando ativo ou excitado, ele o usa ligeiramente levantado, mas nunca virou nas minhas costas.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES

    • Como um todo. : Seus músculos são fortes, mas não parece tão pesado. Vistos de frente, as patas dianteiras são finas, muito reto e vertical com bons ossos e pés sólidos, direcionado para a frente.
    • Ombro : Seus músculos são fortes ; as omoplatas são planas e juntas, relativamente longo e inserido obliquamente ; o ângulo da articulação do ombro é de cerca de 90 °.
    • Braço : Quase tão longo quanto as omoplatas, colocado obliquamente.
    • Cotovelos : Naturalmente colado na lateral.
    • Antebraço : Strong, Delgado, muito direto, um pouco mais curto que os braços.
    • Articulação Ulnar-carpal : Strong.
    • Metacarpo : Curta ; visto de frente, sua posição é vertical, nunca desviou ; visto de lado, nunca deve ser totalmente reto, mas ligeiramente inclinado em relação ao solo.
    • Pés dianteiros : Arredondado, empresa, Compacto. Dedo curto, bem arqueado. Almofadas duras e ásperas. Unhas sólidas. Pêlo fino entre os dedos.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Como um todo. : Eles têm músculos fortes, bem proporcionado em relação aos membros anteriores. Boas angulações nas articulações do joelho e jarrete (Tibio-Tarsian). Membros posteriores paralelos, nem muito perto nem separado. Na posição natural, eles devem ser colocados ligeiramente para trás. Ossos ligeiramente menos fortes do que os dos membros anteriores.
    • Coxa : Bom comprimento e largura, forte e bem musculoso.
    • Joelho : Boa angulação ; não entrou nem saiu.
    • Perna : Proporcionalmente longo, com posição inclinada. Os ossos são ligeiramente menos fortes do que os dos membros anteriores.
    • Articulação do pé-quente : Strong, bem angulado, colocação baixa.
    • Metatarso : Curta, visto por trás em uma posição reta e paralela.
    • Pés traseiros : Bastante redondo e firme ; dedos fechados e curtos ; almofadas duras e ásperas. Unhas fortes. Cabelo fino entre os dedos. Sem esporas, exceto em países onde a amputação não é permitido por lei.

    MOVIMENTO :

    • Movimentos naturais favoritos : trote ou galope, que cobrem muito terreno. Trote, o movimento deve ser livre e dinâmico, com passos longos dos membros anteriores e forte impulso dos posteriores. Os membros se movem em linhas retas e paralelas.
    • Ação frontal : Nem estreito, nem desviante, com os dedos nem muito afastados nem fechados.
    • Ação traseira : Praticamente paralelo, com um impulso perceptível, nem muito estreito nem muito largo, nem em forma de vaca nem em forma de barril.

    PELE :

    Bem aderente e alongado, sem rugas.

    PELES

    CABELO :

    • Pelo liso : Curta, suave, bem aderente, mais fino na cabeça e orelhas.

    • Pelo duro : Durado, elástico, boa pasta ; com pouco subpêlo ; a barba é subdesenvolvida.

    COR :

    Existem quatro variedades de cores.

    • Pequeno Sabujo Bernés: Esta variedade existe com cabelos duros e com cabelos lisos. Sempre tricolor : preto branco e castanho (Red). A cor básica é o branco com grandes placas pretas. Branco muito ligeiramente salpicado de preto é permitido. Cor de fogo (manchas marrom-avermelhadas) os olhos, bochechas, na parte interna e superior das orelhas e ao redor do ânus. Uma capa preta é permitida. Pele negra sob cabelo preto, Marmoreio branco-escuro sob o cabelo branco.
    • Pequeno Sabujo de Jura: Esta variedade existe com cabelos lisos, raramente com cabelo duplo (Stockhaar). De preferência, preto profundo com manchas castanhas sobre os olhos, bochechas, no peito e / ou extremidades. O bem : cor marrom-avermelhada (fogo) com capa preta ou "sela" preta. Uma pequena mancha branca no peito é tolerada. Pele negra sob o cabelo preto e mais clara sob o bronzeado.
    • Pequeno Sabujo de Lucerna: Esta variedade tem cabelo liso. Cor básica branca- denso acinzentado ou manchado de preto-esbranquiçado com grandes manchas escuras ou pretas. Cor de fogo (manchas marrom-avermelhadas) os olhos, bochechas, abaixo da inserção da cauda, no peito e membros. Uma capa preta é permitida. Pele negra sob o cabelo preto e mais clara sob o cabelo manchado de azul.
    • Pequeno Sabujo de Schwyz: Esta variedade tem cabelo liso. Cor básica branca, com placas grandes ou menores amarelo-avermelhadas ou vermelho-laranja. Alguns respingos vermelhos isolados não são considerados ausentes. Cães com capa vermelha são permitidos. Pele cinza escura sob o cabelo laranja e mais clara sob o cabelo salpicado de azul.

    TAMANHO

    Altura à Cruz : Machos : 35 – 43 cm,Fêmeas : 33 – 40 cm.Tolerância : +/- 2 cm

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima é considerado faltando e a gravidade é considerada o grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

    • Ossos que são muito finos ou muito grossos ; falta de substância.
    • Cabeça espessa, pouco harmonioso.
    • Nariz parcialmente cor de carne.
    • Olhos claros ou expressão perdida.
    • Conjunto de orelhas muito altas ; orelhas chatas, grosso ou muito curto.
    • Mandíbula notavelmente desenvolvida.
    • Sela ou costas arqueadas (carpa).
    • Garupa curta, inclinado.
    • Peito raso, plano ou em forma de barril. Caixa torácica irregular (costelas esmagadas : peito em forma de sino).
    • Cauda portada muito alta, muito curvado.
    • Membros anteriores dobrados, desviado para dentro ou para fora.
    • Direto de volta (ângulo amplo) ; braço muito curto.
    • Articulação ulnar-carpal fraca, metacarpos esmagados.
    • Pés esmagados, pés de lebre.

    • Angulações dos membros posteriores muito retas ; membros em forma de vaca ou barril.
    • Falta de cor e marcações.- No Little Bernese Hound : muitos respingos de preto no branco.- No Little Schwyz Hound : muitos respingos vermelho-laranja no branco. Pele de carvão (Tizne) nos ouvidos, na inserção da cauda e / ou nas placas.
    • Comportamento questionável, ligeiramente agressivo.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS

    • Comportamento muito temeroso ou agressivo.
    • Nariz totalmente cor de carne.
    • Prognatismo superior o inferior, arcade incisivo desviou.
    • Falta de incisivos ou caninos; caninos na posição errada; faltando mais de três pré-molares e / ou molares.
    • Entropión, ectrópio.
    • Esterno muito curto, peito quebrado.
    • cauda enrolada ou quebrada.
    • Todas as combinações de cores que não correspondem às indicadas na norma.
    • Altura na cernelha : Machos menor de 33 cm e maior que 45 cm. mulheres com menos de 31 cm e maior que 42 cm.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Schweizerischer Niederlaufhund (Inglês).
      2. Schweizerischer Niederlaufhund (Francês).
      3. Schweizer Niederlaufhund (Alemão).
      4. Schweizerischer Niederlaufhund (Português).
      5. (en suizo, Schweizerischer Niederlaufhund) (español).

    Sabujo Suíço
    Suiza FCI 59 . Farejadores de médio porte

    Sabujo de Schwyz
    Sabujo de Schwyz

    No padrão da raça, o temperamento de Cão suíço É descrito como “Vivaz e apaixonado pela caça, sensível, dócil e muito apegado ao seu mestre”.

    Conteúdo

    História

    Diz-se que o Sabujo Suíço está entre os membros mais antigos do Grupo de Hounds. De acordo com uma carta do século 15 para Ernst, Eleitor da Saxônia (1441-86), Os cães suíços de trabalho estavam entre os melhores. Imagens do século 17 mostram matilhas de cães “com a mesma cor e o mesmo tamanho, cabeças grandes e orelhas muito longas”.

    Três séculos depois, o escritor alemão de cães Richard Strebel escreveu em “Die Deutschen Hunde” (Raças de cães alemães, 1903-05) que cães que viviam separadamente em uma área restrita da Suíça, portanto, se desenvolveram separadamente.

    Na década de 1890, parecia que cães de raça pura foram marcados para morrer na Suíça, apesar da criação do Sabujo de Schwyz, Sabujo de Berna e Sabujo de Lucerna. Alguns cães foram exportados para a Escandinávia e, graças ao cruzamento com cães nativos, o Stövares (cães escandinavos) eles estavam florescendo. Mas ao mesmo tempo, o Thurgauer Laufhund desapareceu silenciosamente na Suíça, e o Aargauer Laufhund deu lugar a Sabujo de Jura (Bruno du Jura).

    Em 1903, J. Dust del Swiss Kennel Club fundou o Schweizerische Laufhunde-Club (Swiss Hound Club) e em 1907 um apelo foi feito para salvar o Cão suíço de extinção. Então algo notável aconteceu: o clube da raça comprou cães suíços de boa qualidade e os deu a criadores e caçadores prudentes. Regras e regulamentos de teste foram desenvolvidos e uma série de obrigações foram estabelecidas: -) apenas um cachorro de cada vez durante a caça; b) o cachorro tinha que estar sob controle durante a caça; c) um cachorro que desapareceu durante a caça teve que retornar ao seu dono dentro de meia hora; y d) o cachorro deveria voltar assim que a buzina soasse, independentemente de o cachorro estar olhando. Usando essas regras, o clube da raça tentou excluir cães desobedientes e forçou os proprietários a criar e treinar adequadamente seus cães.

    Quatro variedades

    O desenvolvimento de Sabujo Suíço começou na década de 1930, mas levou tempo e esforço. Em 1937, apenas cinco cães foram incluídos no livro genealógico suíço. O Dr. O. Vollenweider conseguiu reunir 11 colecionadores de cães na cidade de Soleura, no noroeste da Suíça. Cães adequados foram selecionados para reprodução e, em 1933, um padrão de raça foi publicado. No padrão, variedades foram distinguidas pela cor e padrão da pelagem.

    Em 1944, 150 Hounds suíços foram inscritos em uma exposição de cães. (Como um país neutro, A Suíça não participou da Segunda Guerra Mundial) Não era mais proibido trabalhar com cães com a língua de fora, e os cães de mais de 20 polegadas (50 centímetros) a Cruz.

    Tenta salvar ou restaurar o Laufhund de Argovia eles não tiveram sucesso; em 1933, o padrão da raça foi cancelado. Quatro variedades permaneceram: o Sabujo de Berna, o Sabujo de Jura (Bruno du Jura), o Sabujo de Lucerna e o Sabujo de Schwyz. Seus nomes os conectam com cidades e áreas da Suíça (Berna, Luzerna, Jura), ou com a Suíça.

    É dito que entre 1902 e 1922, Uns poucos 1.200 cães suíços, principalmente Sabujo de Schwyz Branco amarelo, eles foram criados na Noruega. Alguns anos, havia mais cães suíços fora da Suíça do que em seu país de origem. Em 1993, sobre 1.000 cópias de Sabujo de Lucerna eles viveram na Suécia.

    A França é outro importador. Setenta e cinco Sabujo de Jura (Bruno du Jura) inscrito em uma exposição em Lyon em 1976. Não é surpreendente que o Jura é encontrado predominantemente na França e na Suíça, e que se estende à Alemanha. Desde o século 15, Hounds suíços também foram exportados para a Itália. De acordo com Räber, eles frequentemente se cruzavam com seu primo italiano, o Sabujo italiano de pelo curto.

    Foto: XXXVIII Wystawa krajowa psów rasowych w Częstochowie. Gończy ze Schwyz: Ella Haniccina Zahradka z hodowli Z Pastorowej Sfory należąca do Mariusza i Wioletty Antoszczuk por acorrentado, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

    Variedades Swiss Hound:

    1 Sabujo de Berna

    Sabujo de Berna

    O Sabujo de Berna É usado principalmente para caçar lebre.

    O Sabujo Suíço tem uma origem muito antiga. Su existencia en Suiza desde la época de los Romanos se compruebe gracias a un

    Leia mais

    2 Sabujo de Jura (Bruno du Jura)

    Bruno du Jura

    O Sabujo de Jura É muito distante com estranhos e necessita de tratamento firme se mantidos como animais de estimação.

    No ano de 1882 se estableció un estándar para cada una de las cinco

    Leia mais

    3 Sabujo de Lucerna

    Sabujo de Lucerna

    O Sabujo de Lucerna é um cão cheio de energia, mas gentil e dócil. Muito apegado ao seu mestre.

    A raça foi originalmente criada na área de Lucerna, Suíça. Ya en apariencia está estrechamente relacionado con el

    Leia mais

    4 Sabujo de Schwyz

    Sabujo de Schwyz

    O Sabujo de Schwyz eles são uma raça muito viva e enérgica que requer uma quantidade significativa de exercícios diários.

    O Sabujo de Schwyz tem origens antigas, os detalhes são um pouco confusos embora. Os cães de

    Leia mais

    Pastor-de-shetland
    Escocia FCI 88 . Cães Pastores.

    Shetland Sheepdog

    O Pastor de Shetland é muito familiar, adorável com crianças, inteligente e leal.

    Conteúdo

    História

    No século XIX, nas Ilhas Shetland do Norte da Escócia, os ancestrais de Pastor-de-shetland, frequentemente chamado de Sheltie, ajudaram rebanhos de ovelhas e soaram o alarme quando estranhos se aproximaram de sua fazenda.

    No entanto, as origens exatas deste cão são tão escuras quanto a névoa que cobre sua terra natal. Sua semelhança com ele Collie de pelo longo apóia a teoria de que é descendente desses cães, que se acredita ter sido importado da Escócia. No entanto, Criadores de Colleys e vários especialistas refutam esta afirmação.

    Para eles, o Abrigo teria se desenvolvido isoladamente nessas ilhas, e seriam o resultado de cruzamentos diferentes. As raças mais frequentemente citadas como contribuintes para sua criação são as Cão-islandês-de-pastoreio, o Yakki de Groenlandia (uma raça extinta), o Cavalier King Charles Spaniel, o Pomerânia e o Border Collie.

    Em qualquer caso., no início do século 20 era frequentemente cruzada Collie de pelo longo, o que reforçou a semelhança entre as duas raças.

    O certo é que seu pequeno tamanho foi fruto de um trabalho de seleção muito racional.. Semelhante a “Pony of Shetland”, conhecido por seu tamanho em miniatura, os locais deram preferência a animais que precisavam de pouca comida, uma mercadoria rara nesta região difícil.

    Embora o Pastor-de-shetland era especialmente apreciado em suas ilhas nativas por suas qualidades de cão pastor e alerta, foi principalmente sua aparência que lhe permitiu sair de lá. Os visitantes da Inglaterra no final do século 19 ficaram maravilhados com o tamanho pequeno e a textura da pelagem do cão. Pastor-de-shetland, e logo eles queriam levar algo para casa, o que eles fizeram. Em breve, alguns moradores decidiram começar a criar para exportação, selecionando criadores por altura e pelo. Mais e mais indivíduos partem para conquistar a Grã-Bretanha e o resto do mundo. No entanto, não houve padrões de raça nem consultas entre os diferentes criadores, então a corrida se desenvolveu em direções às vezes muito distantes umas das outras.

    As coisas mudaram após o reconhecimento oficial em 1909 pelo Kennel Club, a organização líder na Grã-Bretanha. O nome escolhido foi simplesmente o nome pelo qual o cão era conhecido até então, o Pastor-de-shetland. Este reconhecimento ajudou a estabilizar a raça ao estabelecer um quadro bem definido no qual os diferentes criadores deveriam trabalhar..

    No entanto, o nome escolhido não foi do agrado dos criadores de colleys, que os pressionou e ganhou seu caso em 1914: então foi oficialmente renomeado como Pastor-de-shetland.

    Entretanto, os primeiros espécimes chegaram aos Estados Unidos e, já em 1911, o American Kennel Club (AKC) também aceitou. Não foi até 1948 que o United Kennel Club (UKC), a outra organização de referência nos Estados Unidos, ele fez o mesmo. Foi seguido pela Fédération Cynologique Internationale (FCI) em 1954, bem como por todas as outras instituições importantes, incluindo o Canadian Kennel Club (CCC).

    Embora o Pastor-de-shetland agora é comum em todo o mundo, paradoxalmente, tornou-se raro em sua ilha de origem, onde foi substituído pelo Border Collie para pastar.

    Este declínio também pode ser visto no resto da Grã-Bretanha. Por exemplo, As inscrições anuais do Kennel Club caíram de mais de 1300 Menor que 800 em menos de uma década.

    O fenômeno também está ocorrendo nos Estados Unidos, onde ele agora ocupa a posição 25 (de um pouco menos que 200) nas classificações de popularidade do AKC, com base no número anual de pessoas registradas na organização. Em outras palavras, perdeu muito terreno em comparação com as décadas de 1980 e 1990, em que ele estava quase constantemente entre os 10 primeiro, alcançando um máximo de 40.000 registros em 1993. A queda é lenta, mas constante, desde o começo de 2010, Eu ainda estava no 20 primeiras posições.

    A corrida “Pai” do Pastor-de-shetland "o"Abrigo"quantas vezes alcunha", eles são o Border Collie.

    Características físicas

    O Abrigo eles têm um manto duplo, O que torna muito mais do que outros cães desta raça peleche. Cabelos longos, cobrindo a camada espessa e macia base, é o repelente de água, Enquanto a camada de base fornece alívio para o calor e o frio.

    Há três principais cores: Sable, Ele varia entre o dourado e mogno; Tri-color, formada por black, Branco e Tan, e azul mirlo, composta em tons de cinza, Branco, Black and Tan.

    Preto e branco: é menos comum, mas ainda aceitável.

    Areia: a cor mais conhecida, domina sobre outras cores. A sombra Sabre, ou mogno, por vezes, pode ser confundido com o Tricolor abrigo por causa da grande quantidade de sombreamento escuro em seus casacos. Outro nome para ele Abrigo “sombreamento”, é branco e sable trifactorado. Este nome vem da mistura de um tricolor e um sable e branco. Outros é aceitável mas menos comum cor Sable Merle, que às vezes pode ser difícil distinguir entre sable regular depois da hora de cachorro. O sabre mirlo tem manchas de castanho escuro sobre um fundo castanho claro, em comparação com o preto e cinza azul Merle.

    Existem outras duas cores que são um pouco raras, inaceitáveis no anel. O branco cor-cabeça (maioria de cabeça branca “normalmente” marcado), Ele é que o produto de dois cães cruzou branco facotrados. Merle duplo, o produto da passagem de dois Abrigo pássaro azul, eles podem ser ultrapassados, mas têm uma alta incidência da surdez ou cegueira do que outras cores.

    A altura ideal na Cruz, nos machos 37,5 cm. As fêmeas 35,5 cm. Um desvio maior de 2,5 cm acima ou abaixo destas medidas é considerada altamente indesejável.

    Caráter e habilidades

    É um cão de companhia excelente, altamente leais. É alegre, inteligente e sempre pronto para obedecer. O abrigo é amor, leal e afetuoso com a família e do curso, à margem, com estranhos; por esta razão que o abrigo deve ser socializado. Alguns podem ser muito reservado. Esta raça é muito bem com crianças se levantam com eles desde tenra idade; No entanto, seu pequeno tamanho torna mais fácil para uma criança para prejudicá-los acidentalmente, Esse monitoramento é necessário. Também considere trazendo um abrigo adulto para uma casa com crianças pequenas, eles podem não ser compatíveis.

    Alguns abrigo tendem a mostrar uma semelhante a uma personalidade Terrier que tende a ser hiperativo, e sempre pronto, No entanto este temperamento não é sancionado no padrão da raça. Alguns podem ser tímido, mas este temperamento especificamente não é recomendado pela norma. A tendência para a timidez, Ele pode ser reduzido com adequada socialização. O abrigo médio é um cão de guarda excelente, dar alarme barks quando uma pessoa está na porta ou passar um carro na rua.

    O instinto de pastoreio é forte em muitos abrigo. Amo a perseguir e pastagens incluindo, esquilos, Patos, pombos e crianças. O amor de abrigo executar em grandes áreas abertas.

    Eles normalmente gostam de jogar. Eles são melhores com um proprietário sensível, mas firme. O abrigo é, em primeiro lugar e acima de tudo, um pastor inteligente e amor para mantê-los ocupados, Apesar de seu nível de atividade, de um modo geral, Ele coincide com o nível de seu proprietário. Como eles são muito inteligentes, eles são altamente treinados. Falta de estimulação intelectual e exercício, Ele pode levar a comportamentos indesejáveis, incluindo barking excessivo, fobias e nervosismo. Felizmente os comportamentos irritantes podem diminuir em grande parte por uma hora de exercício para fazer o cão com seu proprietário.

    Em sua categoria., a raça domina concorrência cão agilidade. Eles também analisar a concorrência de obediência, Flyball, Pastagem, Controle e prova de talento.

    É um cão muito inteligente, De acordo com Dr. Cidade de Stanley, especialista em inteligência animal. O Abrigo É um dos cães mais brilhantes que ocupa o número da posição 6 no O ranking dos 132 corridas avaliadas. Sua pesquisa descobriu que uma média de de que abrigo poderia compreender um novo comando em menos 5 repetições e rendimentos para o comando pela primeira vez o 95% as vezes ou mais.

    Saúde

    Semelhante a Collie de pelo longo, Há uma tendência para herdar malformações e doenças nos olhos. Cada cachorro deve ter seus olhos examinados por um veterinário qualificado olho. Algumas linhas podem ser suscetíveis a hipotireoidismo, Epilepsia, Quadril Displasia., ou alergias de pele. A expectativa de vida do abrigo é entre 10 e 15 anos, Embora alguns em alguns podem ser mais e em outros podem ser menos.

    Doença de von Willebrand é um transtorno sangramento herdado. A raça de abrigo, cães afetados, como regra geral, eles não vivem muito tempo. O tipo de transportar abrigo III Von Willebrand, que, É a mais grave dos três níveis. Existem testes de DNA que foram desenvolvidos para encontrar a doença em cães abrigo. Ele pode ser feito em qualquer idade e vai mostrar um dos seguintes resultados: afetados, transportadora ou afetadas não. O abrigo pode também sofrer de hipotireoidismo, Ele é o baixo funcionamento da glândula tireóide. Os sintomas clínicos incluem, perda de cabelo, desmaio e baixo peso.

    Apesar de cães de raça pequena não são susceptíveis de serem afectadas por displasia da anca, Ela foi identificada em alguns espécimes de abrigo. Ocorre quando a cabeça do fêmur e o acetábulo não cabem corretamente, Isso faz com que a dor e/ou claudicação. Quadril Displasia é pensada para ser genético; Muitos criadores enviado para testar seus cães para certificar-se de que eles estão livres deste.

    Classificações do “Pastor-de-shetland”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Pastor-de-shetland” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 88
    • Grupo 1: – Cães de Pastor e Boiadeiros (exceto Boiadeiros Suíços).
    • Seção 1: Cães Pastores. Com prova de trabalho.
    • FCI – Grupo 1 cães de pastoreio, Seção 1 Cães Pastores
    • AKC – Pastoreio
    • ANKC – Grupo 5 (Cães trabalhadores)
    • CKC – Grupo 5 (Pastoral)
    • KC – Pastoral
    • NZKC – Trabalho
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI “Pastor-de-shetland”

    ORIGEM : Grã-Bretanha.

    UTILIZAÇÃO :

    pastor alemão.

    CLASSIFICAÇÃO FCI

    – Grupo 1 : Cães pastores e cães boiadeiros (exceto Boiadeiros Suíços).
    – Seção 1 : Cães Pastores.
    Sem prova de trabalho.

    OLHAR GERAL

    O Pastor-de-shetland é um cão de trabalho pequeno e de pêlo comprido, De grande beleza, sem sinais de peso ou aspereza, ação livre e graciosa. Sua estrutura deve ser simétrica para que nenhuma parte de seu corpo pareça desproporcional.
    As peles, juba e babador muito abundantes, a beleza da cabeça e a doçura da expressão se combinam para apresentar o espécime ideal.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES

    O crânio e o focinho devem ter o mesmo comprimento, o ponto de equilíbrio sendo o ângulo interno do olho.
    Um pouco mais longo da ponta do ombro à ponta da garupa do que a altura na cernelha.

    TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO

    É um cão alerta, delicado, Inteligente, forte e ativo. Carinhoso e leal ao seu mestre, reservado com estranhos, mas nunca nervoso.

    CABEÇA

    A cabeça deve ser refinada e elegante sem exageros; visto de cima ou de lado deve ter a forma de uma cunha longa truncada, que é refinado desde as orelhas até a trufa. A largura e a profundidade do crânio devem ser proporcionais ao seu comprimento e ao comprimento do focinho. Deve ser considerado em conjunto com o tamanho do cão.

    REGIÃO CRANIANA

      – Crânio : Achatado, moderadamente largo entre as orelhas, sem protuberância occipital. A linha superior do crânio é paralela a – a linha superior do focinho.
      – Nasofrontal depression ( Stop) : Luz, mas definido.

    REGIÃO FACIAL

    A expressão característica é obtida a partir da perfeita harmonia e combinação do crânio e do focinho, do formulário, a cor e colocação de seus olhos e a posição correta e porte de suas orelhas.

      – Trufa : Preto.
      – Focinho : Bem arredondado.
      – Lábios : Black, empresa.
      – Mandíbulas / dentes : Mandíbulas de igual comprimento, rede e forte, mandíbula inferior bem desenvolvida. Dentadura saudável com mordedura em tesoura perfeita, regular e completa, Quer dizer que a face interna dos incisivos maxilares está em contato com o lado exterior dos incisivos inferiores e colocados perpendicularmente às garras. É altamente desejável que a dentadura contenha 42 dentes devidamente colocados.
      – Bochechas : Plano, amarre suavemente com o focinho.
      – Olhos : São médias, em forma de amêndoa e colocada em posição oblíqua. A cor deve ser marrom escuro, exceto no caso de espécimes merle, em que um ou ambos os olhos podem ser azuis ou com listras azuis. As bordas dos olhos devem ser pretas.
      – Orelhas : Pequeno, moderadamente largo na base, colocados bastante próximos uns dos outros no topo do crânio. Quando o cachorro está em repouso, eles são jogados de volta; quando ele está atento, ele os traz para frente e os carrega semi-eretos com as pontas caídas para frente.

    PESCOÇO

    Musculoso e bem arqueado, o suficiente para usar sua cabeça com orgulho.

    CORPO

      – Voltar : Em linha reta, com uma curvatura delicada.
      – Alcatra : Desce gradualmente em direção aos membros posteriores.
      – No peito : Profundo, desce até os cotovelos. As costelas são bem arqueadas, mas afunila na metade inferior para permitir o movimento livre dos membros anteriores e ombros.

    CAUDA

    Tem uma implantação baixa, vértebras diminuem gradualmente de tamanho em direção à ponta, que atinge pelo menos os jarretes. Possui cabelo abundante e uma ligeira curvatura para cima. Quando o cão está se movendo, ele pode ser carregado ligeiramente levantado, mas nunca nas costas e enrolado.

    MEMBRO:

    MEMBROS ANTERIORES

    Membros frontais parecem retos quando vistos de frente; eles são musculosos e bem proporcionados com ossos fortes, mas não pesados.

      – Ombro : As omoplatas devem ser inclinadas, separados na região da cernelha apenas pelas vértebras, e deve se inclinar para fora para permitir a curvatura desejada das costelas. A articulação do ombro deve ser bem angulada.
      – Braço : O braço e a escápula devem ter aproximadamente o mesmo comprimento.
      – Cotovelos : Articulação úmero-rádio-ulnar (cotovelo) é equidistante do solo à região da cruz.
      – Metacarpo : Forte e flexível.

    MEMBROS POSTERIORES

      – Coxa : Amplo e musculoso; o fêmur deve se juntar à pelve em um ângulo reto.
      – Joelho : A articulação fêmoro-tíbio-patelar deve ter uma angulação marcada.
      – Jarrete : Nítido, angular, bem descido. Com ossos fortes. Vistos por trás, devem ser retos.

    PÉS

    Oval, com almofadas fortes. Dedos arqueados e juntos.

    MOVIMENTO

    Movimento ágil, reunido e engraçado; com um impulso dado pelos membros posteriores que cobre a extensão máxima com o mínimo esforço. Movimento ambling é altamente indesejável, marchar através dos membros, balançando o corpo, bem como o movimento rígido e com deslocamento vertical significativo.

    PELES:

    CABELO

    O casaco é duplo: a pelagem externa é cabelo comprido, áspero e liso. O subpêlo é curto, suave e densa. A juba e o peito têm pelos abundantes. Os membros anteriores têm franjas abundantes. Membros posteriores, nos jarretes, eles são cobertos com cabelo muito abundante, enquanto sob eles, o cabelo está mais curto. A pelagem deve acomodar o corpo e não dominar ou alterar a forma do cão. O cabelo do rosto é curto. Espécimes de pêlo curto são altamente indesejáveis.

    COR

      – Cebellina : Claro ou escuro. Todos os tons são permitidos, de ouro pálido a mogno escuro; mas esses tons devem ser de um tom intenso. Lobo e cores cinza são indesejáveis.
      – Tricolor : Cor preta intensa no corpo, e neles manchas coloridas de fogo brilhantes são preferidas.
      – Blue Merle : Prata azul claro, salpicado ou manchado de preto. As manchas bronzeadas profundas são preferidas, embora sua ausência não deva ser penalizada. Grandes marcas pretas e marcas de ardósia ou ferrugem na camada externa ou interna do cabelo são altamente indesejáveis. A aparência geral deve ser azul.
      – Preto e branco e preto e castanho : Também são cores reconhecidas.
      Podem existir manchas brancas (exceto nos espécimes pretos e castanhos) na frente, a gola e o peitoril, o peito, os membros e a ponta da cauda. Todas ou algumas manchas brancas são preferíveis (exceto nos espécimes pretos e castanhos), mas sua ausência não deve ser penalizada. Manchas brancas no corpo são altamente indesejáveis.

    TAMANHO

    – Altura ideal na cernelha :
    – Machos : 37 cm
    – Fêmeas : 35,5 cm
    Um desvio maior de 2,5 cm acima ou abaixo dessas medidas é considerado altamente indesejável.

    FALHAS

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falha, e a gravidade disso é considerada em proporção ao grau de desvio do padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

    FALHAS DE DESCALIFICANTES

    Cão agressivo ou medroso.
    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    N.B.:
    Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.
    Apenas cães funcional e clinicamente saudáveis, com a conformação típica da raça, deve ser usado para pais.

    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO: 19.08.2013.
    TRADUCCION: Lic. Valverde Calvo (Costa Rica) e Jorge Nallem (Uruguai).
    Informações obtidas de http://www.fci.be/es/nomenclature/PERRO-PASTOR-DE-SHETLAND-88.html

    Nomes alternativos:

      1. Shetland Collie, Dwarf Scotch Shepherd, Sheltie (Inglês).
      2. Shetland, Sheltie (Francês).
      3. Sheltie (Alemão).
      4. Sheltie (Português).
      5. Miniature Collie, Sheltie (español).

    Smaland Hound
    Suecia FCI 129 - Farejadores de médio porte

    Smaland Hound

    O Smaland Hound é usado para caçar lebre e raposa; Não é um cão de carga e não é usado para caça de veados.

    Conteúdo

    História

    A história de Smaland Hound começa no condado de Smaland, no sul da Suécia; existia uma grande variedade de sabujos no século XIX. Alguns, de origem alemã, Polonês ou báltico, tinha chegado na companhia de soldados voltando após as grandes guerras entre 1611 e 1678.

    Estes cães de caça foram posteriormente cruzados com cães de fazenda locais do tipo Spitz e cães ingleses, se tornando os ancestrais de Smaland Hound. O tamanho, a cor e o comprimento da cauda variavam naquela época: alguns cães eram pretos e castanhos, outro vermelho ou amarelo. No entanto, manchas brancas eram comuns. Alguns filhotes nasceram com cauda curta.

    Durante os primeiros anos do século 20, grandes esforços foram feitos para reconstruir o tipo do antigo Smalandsstövare, especialmente a variedade de cauda curta. O primeiro padrão, escrito em 1921, permite que os cães tenham caudas curtas e longas. Foi decidido primeiro que a cor seria preto e castanho, mas vermelho e amarelo eram permitidos, bem como as manchas brancas.

    O Smaland Hound recebeu infusões contínuas de sangue novo, às vezes usando linhas fortes de outras raças de cães. O novo sangue foi usado pela última vez na década de 1990. 1950, Quando, por um curto período, cães de origem desconhecida foram registrados, mas tipo aceito, como Smaland Hound.

    Foto: Smalandsstovare por amoreaquattrozampe.it

    Características físicas “Smaland Hound”

    Smaland-Stövare
    Smaland-Stövare

    O Smaland Hound ele é um cachorro robusto, igual a Rottweiler, e elegante. Seus olhos são castanhos escuros com uma expressão calma. As orelhas estão espetadas para cima, ligeiramente levantado quando o cachorro está prestando atenção. Eles são carregados pendurados, com pontas arredondadas. A cauda é colocada na extensão da linha das costas, reto ou ligeiramente em forma de sabre. Pode ser curto ao nascer.

    Cabelo: duração média, áspero, bem preso ao corpo; mais grosso nas costas e decote. O subpêlo é colorido: preto e ardente (todos os tons variam de âmbar a marrom avermelhado). Pequenos pontos brancos são permitidos no babador e nos dedos.

    Tamanho: machos 46-54 cm (ideal 50 cm); fêmeas 42-54 cm (ideal 45 cm).

    Caráter e habilidades “Smaland Hound”

    Estas Cães formar um vínculo forte com seus proprietários, sendo leal e dedicado, gentil e amoroso, o que também os torna ótimos companheiros em casa.

    Quando eles caçam, eles são usados ​​principalmente para caçar raposas e lebres. Ele é dotado de um talento excepcional, ele é um cão corajoso e determinado.

    Em casa, é um gentil, companheiro de familia calmo e carinhoso. Eles são conhecidos por serem territoriais e desconfiados de estranhos, o que os torna bons cães de guarda que não deixarão de alertar seus mestres sobre saqueadores.

    O Smaland Hound é muito inteligente e eles aprendem facilmente. Ele se dá bem com seus colegas se eles cresceram juntos, mas deve ser apresentado com delicadeza e atenção a outros cães e outros animais.

    É um cão que precisa de muito tempo na presença de seu dono, você precisa de espaço e capacidade de gastar sua energia. Por conseguinte, não é um cão para donos que estão ausentes ou não têm tempo suficiente para se dedicar a ele.

    A raça precisa de espaço e, portanto, não é adequada para morar em apartamento.

    Classificações do “Smaland Hound”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Smaland Hound” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vídeos do “Smaland Hound”

    Smålandsstövare / Smalands Hound / Smalandstevare

    harjakt med smålandsstövare diva

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 129
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.2: Farejadores de médio porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Farejadores de médio porte.
    • UKCScenthounds

    Padrão da raça FCI “Smaland Hound”

    FCI Padrão No. 129 / 12.1.1998 / E

    SMÅLAND HOUND
    (Smålandsstövare)

    TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila, A.C..

    ORIGEM : Suécia.

    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 17.07.1997.

    UTILIZAÇÃO :

    Cão do tipo Bloodhound usado para caçar lebre e raposa. Não é um cão de carga e não é usado para caça de veados.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    ▷ Grupo 6 : Sabujos, cão de trilha (exceto sighthounds e raças semelhantes.
    ▷ Seção 1.2 : Farejadores de médio porte.
    Com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : No século 19, havia uma grande variedade de cães parecidos com cães de caça no condado de Småland. Alguns, cujos ancestrais vieram de cães alemães, Pólos e países bálticos, Eles haviam acompanhado os soldados que retornaram a Småland após participarem das grandes guerras (1611-1718). Ditos cães, junto com cães de fazenda tipo spitz locais, adicionado a cães ingleses, tornaram-se os fundadores do Småland Hound. Nesse tempo, havia diferenças de tamanho, bem como a cor e o comprimento da cauda. Alguns eram pretos e castanhos, outro vermelho ou amarelo; manchas brancas eram comuns. Alguns cães nasceram com cauda curta.
    No início do século 20, grandes esforços foram feitos para restaurar o antigo Småland Hound., principalmente na variedade de cauda curta, embora o primeiro padrão estabelecido em 1921 permitiu a cauda natural e a cauda longa. Foi decidido que a cor era principalmente preto e castanho, mas vermelho e amarelo também foram aceitos, bem como marcações brancas.

    O Småland Hound continuou a apresentar novos suplementos de sangue, às vezes com linhas fortes de outras raças. A última vez que sangue novo foi adicionado foi na década de 1950, quando, por um curto período, alguns cães do tipo aceito foram registrados como cães Småland, mas com antecedentes desconhecidos.

    OLHAR GERAL :

    É um cão robusto com aparência elegante. Ele é de constituição forte, sem ser pesado. O casaco deve ser áspero.

    PROPORÇÕES IMPORTANTES :

    O corpo é quase quadrado. A altura do corpo deve ser quase igual à metade da altura na cernelha.

    COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO : Ele é um cachorro calmo, amando, temperamento entusiástico e confiável.

    CABEÇA

    REGIÃO CRANIANA :
    Crânio : Médio longo e fino. Ele é mais largo entre as orelhas.
    Stop : Bem definido; a distância do occipital ao stop deve ser igual à do stop à ponta do nariz.

    REGIÃO FACIAL :

    ▷ Trufa : Preto, com narinas grandes.
    ▷ Focinho : Bem desenvolvido, sem ser grosso ou pontudo. Ponte nasal reta e paralela à linha do crânio.
    ▷ Lábios : O lábio superior pende apenas ligeiramente sobre o lábio inferior.
    ▷ Bochechas : Eles não são importantes.
    ▷ MANDÍBULAS / dentes : Mordedura em tesoura. Dentes fortes e bem desenvolvidos.
    ▷ Olhos : Marrom escuro; expressão calma.
    ▷ Orelhas : Inserção alta, ele os levanta um pouco quando está atento. Eles são ligeiramente mais curtos do que a distância da base da orelha até o meio do focinho. Eles pendem achatados e as pontas são arredondadas.

    PESCOÇO :

    Moderadamente longa, poderoso sem ser grosso, desce harmoniosamente em direção aos ombros. A pele que cobre o pescoço é firme e flexível.

    CORPO :

    ▷ Cruz : Bem marcado.
    ▷ Voltar : Curto, e forte.
    ▷ Lombo de porco : Muscular e ligeiramente arqueado.
    ▷ Alcatra : Suavemente inclinada, longo e largo.
    ▷ No peito : Bem desenvolvido com costelas bem arqueadas.
    ▷ Linha inferior e barriga : Barriga ligeiramente retraída.

    CAUDA :

    • Pode ser longo e inserido em linha reta com as costas. Reto ou ligeiramente curvado em forma de sabre. Quase não atinge as articulações tíbio-tarsais. Caudas de comprimento médio também são permitidas. Quando o cachorro se move, é preferível que a cauda não seja transportada acima do nível das costas.
    • cauda curta é permitida, cauda natural ou de urso.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :
    ▷ Informações gerais : Visto de frente, os membros anteriores são retos e paralelos. Ossos fortes devem dar a impressão de estar em harmonia com a aparência geral do cão..
    ▷ Ombro : Eles são longos, muscular, bem colado e bem direcionado para trás.
    ▷ Braços : Longo, formar um ângulo reto com os ombros.
    ▷ Cotovelos : Colado ao corpo, sem ser visível abaixo do tórax.
    ▷ Metacarpo : Flexível e ligeiramente inclinado com o antebraço.
    ▷ Pés anteriores : Empresa, com dedos bem angulados e fechados.

    MEMBROS POSTERIORES :
    ▷ Informações gerais : Visto de trás, eles são fortes e paralelos.
    ▷ Coxa : Tem músculos bem desenvolvidos, vistos de lado, as coxas são largas.
    ▷ Joelho : Bem angulado.
    ▷ Articulações do tarso quente : Com boa angulação
    ▷ Metatarso : Curta, magro e reto.
    ▷ Pés de volta : Semelhante ao anterior. Esporas são indesejáveis.

    MOVIMENTO :

    Paralelo, forte, cobre o espaço.

    PELES

    CABELO :

    Médio longo, áspero, a camada externa colada é mais espessa nas costas e pescoço. O subpêlo é curto, denso e liso. Sobre a cabeça, orelhas e frente dos membros, o casaco deve ser curto e liso. Abaixo da cauda e na parte de trás das coxas, camada externa deve ser mais longa do que na parte de trás. O cabelo é abundante entre os dedos e as almofadas.

    COR :

    Preto e Tan. Fogo: qualquer tom de âmbar a marrom avermelhado. Algumas pequenas marcações brancas no peitoril e nos dedos são permitidas.

    TAMANHO :

    Altura na cernelha : Machos : 46-54 cm. Tamanho ideal : 50 cm.
    Fêmeas : 42-52 cm. Tamanho ideal : 46 cm.

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e sua gravidade é considerada até o grau de
    desvio padrão e suas consequências na saúde e bem-estar do cão.

    • Proporções incorretas, p.ej. corpo muito retangular.
    • Definição errônea de características sexuais.
    • Cabeça pesada, crânio largo.
    • Focinho curto ou pontudo.
    • Comissura labial pendular.
    • Prognatismo superior o inferior, mordida nivelada.
    • Olhos claros.
    • Costas muito longas.
    • Garupa curta, inclinado.
    • Cauda portada acima do nível das costas
    • Movimentos restritos dos membros posteriores.
    • Pele curta ou fina.
    • Falta de marcas de fogo; pontas pretas dos cabelos na cor bronzeada.
    • Muita cor branca ou cabelo branco em lugares não permitidos.
    • Fígado e cor marrom.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS

    • Covardia, agressão em direção do proprietário.
    • Cachorro muito reservado, temeroso.
    • Prognatismo superior o inferior marcado.
    • Variações na altura na cernelha menor ou maior que 1 cm.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

    NOTA : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. (Swedish: Smålandsstövare) (Inglês).
      2. Smålandsstövare (Francês).
      3. Småland-Bracke, Smålandsstövare (Alemão).
      4. Smalandsstovare (Português).
      5. Cazador de Småland (sueco: Smålandsstövare) (español).

    Sabujo de Schille
    Suecia FCI 131 - Farejadores de médio porte

    Sabujo de Schille

    A propagação de Sabujo de Schille é regular no seu país de origem, mas muito pequeno no exterior.

    Conteúdo

    História

    O Sabujo de Schille É uma raça de trabalho que existe na Suécia desde a Idade Média. No entanto, a raça não foi realmente estabelecida e reconhecida até 1952. Este reconhecimento é em grande parte devido a um criador, Per Schiller, quem deu o nome à raça.

    Em 1886, na primeira exposição de cães sueca, eles foram mostrados 189 sabujos. Entre eles estavam Tamburini e Ralla I, um irmão e uma irmã pertencentes a Per Schiller. Eles descendiam dos famosos cães de caça do Propriedade Kaflas. Esses cães provavelmente vieram do sul da Alemanha: bastante pequeno, fulvo com pelo preto e leves manchas brancas.

    O Sabujo de Schille eles foram baseados no cruzamento de cães suíços, Alemães e austríacos, bem como em cães de caça britânicos, especialmente o Harriers, para produzir uma raça rápida e leve que rapidamente adquiriu seu tipo. curiosamente, Per Schiller trabalhou ao lado de um médico sueco chamado Adolf Hamilton, e também levou ao desenvolvimento de um cão semelhante chamado Sabujo de Hamilton, que pode ser diferenciado de Sabujo de Schille pelo seu casaco tricolor.

    Ainda muito raro fora de seu país natal, o Sabujo de Schille foi reconhecido pelo Swedish Kennel Club em 1907.

    O Sabujo de Schille tem sido tradicionalmente usado como cão farejador, embora alguns o descrevam como um cão de caça. A raça é conhecida por sua velocidade e capacidade olfativa superior; capaz de rastrear rapidamente sua presa e uivar alto quando seu mestre se aproxima, alertando de sua posição. É um cão resistente que pode tolerar bem os invernos frios suecos.. Muitas vezes, trabalhe individualmente em vez de em matilha e normalmente cace coelhos e raposas. Ainda hoje, muitos cães ainda trabalham como caçadores, embora sejam igualmente bons animais domésticos.

    Fotos: Schiller Hound during International show of dogs in Katowice – Spodek, Poland por Pleple2000, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

    Características físicas

    A conformação de Sabujo de Schille é de um cão atlético, e com seu corpo bem musculoso e membros fortes, você é claramente adequado para sua função. Sua cabeça é relativamente pequena, mas longa e possui stop bem definido. A ponte do seu nariz deve ser reta e o nariz em si é preto com narinas largas. Seus olhos castanhos escuros são brilhantes e alertas, bem no fundo do seu rosto. Suas orelhas de implantação média e alta caem perto de seu rosto e não se estendem além de sua mandíbula. Seus membros longos e finos são paralelos e são certamente uma das principais razões para sua velocidade impressionante; dando a eles um passo muito longo. Seu corpo é retangular e eles têm um peito profundo com costas robustas e sólidas.. Sua cauda longa e afilada não deve ser portada muito alta no anel de exposição..

    O pelo brilhante e reto do Schillerstövare se encaixa perfeitamente em sua pele. O casaco de cima é bastante resistente, embora o pelo mais curto em seu rosto e orelhas seja mais macio ao toque. Predominantemente bronzeado, o casaco também tem um casaco preto proeminente. Apenas pequenas manchas brancas são permitidas na pelagem. Seu pelo é habilmente projetado para protegê-los em condições de tempo gelado.

    O Sabujo de Schille É um cão de tamanho médio a grande para a caça de raposas e lebre, o que isso mede 53-61 cm até a cernelha e pesa 18-25 kg . A pelagem é áspera e não muito curta, e está perto do corpo.

    Caráter e habilidades

    Esses cães vivazes vivem a vida ao máximo e são um prazer estar perto. Sempre alerta, precisam de muita atenção e desejam companhia humana. O Sabujo de Schille eles formarão um vínculo estreito com sua família, e embora tolerem bem as crianças, requer supervisão quando com crianças mais novas, pois podem ser bastante perturbadores.

    O Sabujo de Schille são normalmente mantidos dentro de casa e podem ser colegas de casa calmos e educados, embora eles possam latir melodiosamente às vezes. A natureza vigilante deste cão significa que ele sempre alertará seu dono sobre quaisquer convidados não anunciados., No entanto, eles não são territoriais o suficiente para serem usados ​​como cães de guarda. A desconfiança deste cachorro em pessoas novas pode ser um problema, embora isso geralmente possa ser superado por uma socialização precoce e completa.

    Embora não seja convencionalmente trabalhado em matilhas de cães, o Sabujo de Schille pode se socializar bem com outros cães se tiver a oportunidade. É claro, animais menores não estão seguros em sua companhia e provavelmente serão vistos como pouco mais do que uma presa.

    Saúde

    A maioria dos membros da raça vive até a adolescência e tende a gozar de boa saúde.. Existem algumas condições a serem consideradas quando se trata de Sabujo de Schille:

    Quadril Displasia.

    Quadris malformados resultam em uma marcha irregular, perda muscular ao longo da vida e desconforto. Os caninos afetados são tratados com uma variedade de terapias, incluindo fisioterapia, hidroterapia e analgésico farmacêutico. Programas de rastreamento prudentes em cães adultos em idade reprodutiva podem ajudar a reduzir a incidência geral na população. Se um cão em idade reprodutiva obtém uma pontuação baixa no quadril, deve ser castrado e removido do canil.

    Infecções de ouvido

    As orelhas caídas dos cães de caça são um ímã para infecções, pois criam ambientes úmidos dentro do canal auditivo para o desenvolvimento de bactérias e leveduras.. Manter os ouvidos limpos e secos pode reduzir o potencial de infecção. Se a cera se acumular, um limpador de ouvido deve ser usado. As infecções não devem ser infectadas e devem ser tratadas assim que forem detectadas. Infecções crônicas e queixosas podem representar um verdadeiro desafio para a cura e deixar o cão muito desconfortável e infeliz enquanto persistem.

    Classificações do “Sabujo de Schille”

    Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão “Sabujo de Schille” você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

    Adaptação ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Ⓘ Cão amigável

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    A perda de cabelo ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Nível de afeto ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade de exercício ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Necessidade social ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Casa ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Sanita ⓘ

    Avaliado 1 fora de 5
    1 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com estranhos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Cascas ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Saúde ⓘ

    Avaliado 5 fora de 5
    5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    ⓘ Territorial

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Amigável com gatos ⓘ

    Avaliado 2 fora de 5
    2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Inteligência ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Versatilidade ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Crianças amigável ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Vigilância ⓘ

    Avaliado 3 fora de 5
    3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Alegria ⓘ

    Avaliado 4 fora de 5
    4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

    Imagens do “Sabujo de Schille”

    Fotos:

    1 – Uma Sabujo de Schille fêmea por Canárias, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
    2 – Uma Sabujo de Schille fêmea por Canárias, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
    3 – Sabujo de Schille (Pôster de procurado de Schiller) Exposição canina internacional em Katowice 28 – 30. 03.2008 por Nome Lilly Mreal: Małgorzata Miłaszewska, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
    4 – Sabujo de Schille durante show de cachorros em Katowice, Poland por Lilly M, CC BY-SA 2.5, via Wikimedia Commons
    5 – “Sabujo de Schille” por https://pixabay.com/es/photos/cachorro-hound-schillerst%C3%B6vare-837998/
    6 – Sabujo de Schille (Pôster de procurado de Schiller) Exposição canina internacional em Katowice 28 – 30. 03.2008 por Nome Lilly Mreal: Małgorzata Miłaszewska, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

    Vídeos do “Sabujo de Schille”

    Schillerstøveren Cora jager hare som unghund.
    Uttak på hare med Schillerstøveren Tilda

    Tipo e reconhecimentos:

    • CLASSIFICAÇÃO FCI: 131
    • Grupo 6: – Sabujos Farejadores e Raças Assemelhadas.
    • Seção 1.2: Farejadores de médio porte. Com prova de trabalho.

    Federações:

    • FCI – Grupo 6: Sabujos, farejadores e raças assemelhadas. – Seção 1.2: Farejadores de médio porte.

    Padrão da raça FCI “Sabujo de Schille”

    FCI Padrão No. 131 / 12.01.1998 / E
    SCHILLER HOUND(Schillerstövare)
    TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila, A.C..
    ORIGEM : Suécia.
    DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 17.07.1997.

    UTILIZAÇÃO :

    Cão do tipo Bloodhound que late na trilha e é usado para caçar lebre e raposa. Não é um cão de carga, nem caçar em pares; também não é usado para caça de veados.

    CLASSIFICAÇÃO FCI :

    • Grupo 6 : Sabujos, cães de trilha (exceto sighthounds) e raças afins.
    • Seção 1.2 : Cães de caça de tamanho médio.

    Com prova de trabalho.

    BREVE RESUMO HISTÓRICO : Durante a primeira Exposição Canina realizada na Suécia em 1886, eles exibiram 189 cães tipo cão. Entre eles estavam um irmão e uma irmã, chamado Tamburini e Ralla I, pertencente a um fazendeiro chamado Per Schiller. Esses cães eram descendentes de cães de caça famosos mantidos na propriedade Kaflås. Esses cães provavelmente vieram do sul da Alemanha e eram relativamente pequenos, cor de bronze coberto por uma capa preta com algumas manchas brancas. O Schiller Hound foi posteriormente misturado com Swiss Hounds e consideravelmente com British Hounds., principalmente Harriers.

    Rapidamente, a raça tornou-se homogênea em tipo. O Schiller Hound foi reconhecido como uma raça pelo sueco KC em 1907.

    OLHAR GERAL :

    Ele é um cão bem proporcionado, tendinoso, aparência nobre. Mostre velocidade e força.

    PROPORÇÃO SIGNIFICATIVA : Corpo ligeiramente retangular.

    COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO :

    Vivaz e atencioso.

    CABEÇA :

    Alongada. Vista de frente e de perfil, cabeça deve ter uma aparência triangular, sem o focinho sendo apontado.

    REGIÃO CRANIANA :

    • Crânio : Apenas ligeiramente arqueado e mais largo entre as orelhas.
    • Nasofrontal depression (Stop) : Bem definido.

    REGIÃO FACIAL :

    • Trufa : Preto, com narinas bem desenvolvidas.
    • Focinho : Alongada, com ponte nasal reta e paralela à linha do crânio.
    • Lábios : Devem estar apertados e bem colados.
    • Mandíbulas/Dentes : Mordedura em tesoura, dentes fortes e bem desenvolvidos.
    • Bochechas : Eles não são proeminentes. : Marrom escuro, com expressão animada.
    • Orelhas : Inserção alta; quando eles avançam, as orelhas não alcançam o meio do focinho; levanta-os ligeiramente quando estão atentos. São macios, eles caem com a ponta perto das bochechas.

    PESCOÇO :

    Longo e forte, derrete suavemente em direção aos ombros. A pele que cobre o pescoço é firme e flexível. O decote superior deve ser bem arqueado nos homens.

    CORPO :

    • Cruz : Bem marcado.
    • Voltar : Reto e forte.
    • Lombo de porco : Muscular e ligeiramente arqueado.
    • Alcatra : Ligeiramente inclinado, longo e largo.
    • No peito : Profundo, longo e bem desenvolvido; deve chegar até os cotovelos. Costelas moderadamente saltadas.
    • Linha inferior e barriga : Barriga ligeiramente retraída.

    CAUDA :

    Inserido em continuação com a linha de fundo. Usado reto ou ligeiramente curvado em forma de sabre. É espesso na raiz e afunila em direção à ponta, atingindo as articulações tíbiotársicas. Quando o cão está movendo, é preferível que a cauda não seja transportada acima do nível das costas.

    MEMBROS

    MEMBROS ANTERIORES :

    • Informações gerais : Ossos fortes em harmonia com a aparência geral do cão. Visto de frente, eles são retos e paralelos.
    • Ombro : Longo, muscular, bem direcionado para trás e bem colado.
    • Braços : Longo, formando um ângulo reto com os ombros.
    • Cotovelos : Bem apegado ao corpo, sem ultrapassar a linha do tórax.
    • Metacarpo : Elástico, ligeiramente inclinado em direção aos antebraços.
    • Pés anteriores : oval, com dedos bem angulados e próximos.

    MEMBROS POSTERIORES :

    • Informações gerais : Visto de trás, eles são fortes e paralelos.
    • Coxas : Coberto com músculos bem desenvolvidos; visto de perfil, as coxas são largas.
    • Joelhos : bem angulados.
    • Articulações do tarso quente : bem angulados.
    • Metatarso : Curta, magro e vertical.
    • Pés de volta : Semelhante ao anterior; ergôs são indesejáveis.

    MOVIMENTO :

    Paralelo, forte, cobre o espaço.

    PELES

    CABELO :

    Rude, Não tão curto, muito bem apegado ao corpo. Sobre a cabeça, orelhas e frente dos membros, o casaco deve ser curto e liso. A camada externa do cabelo pode ser mais longa abaixo da cauda e na parte de trás das coxas.

    COR :

    Griffon (fogo) com uma capa preta bem definida cobrindo as costas e os lados do pescoço, os lados do tronco e o topo da cauda. Algumas marcas brancas são permitidas no peitoril e nos dedos. Cabelos pretos misturados com cor fulvo não são permitidos (fogo) em cães adultos. No entanto, sim, marcas pretas são permitidas nas bochechas.

    TAMANHO :

    Altura à Cruz : Macho : 53-61 cm. Tamanho ideal 57 cm (22,5 polegadas).Fêmeas : 49-57 cm. Tamanho ideal 53 cm (21 polegadas).

    FALHAS :

    Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado uma falta e a sua gravidade é considerada com o grau de desvio do padrão e suas consequências para a saúde e bem-estar do cão..

    • Razões de comprimento corporal incorretas, a altura até a cernelha e a profundidade do tórax.
    • Características sexuais indefinidas.
    • Crânio largo, occipital pronunciado.
    • focinho côncavo.
    • Prognatismo superior o inferior, mordida nivelada.
    • bochechas proeminentes.
    • Olhos claros.
    • Garupa curta, inclinado.
    • Cauda portada acima da linha posterior.
    • ângulo obtuso entre as escápulas e os braços.
    • Movimento posterior restrito.
    • Manto indefinido com presença abundante de cabelos castanhos.
    • Denso manto negro que cobre o peito, os lados do corpo, ombros e coxas.

    FALHAS ELIMINATÓRIAS

    • Covardia, agressão em direção do proprietário.
    • Cachorro muito reservado, temeroso.
    • Prognatismo superior ou inferior pronunciado.
    • Altura na cernelha que excede os limites máximo ou mínimo.

    Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.
    NOTA : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

    Nomes alternativos:

      1. Schiller Bracke, Schillerstövare (Inglês).
      2. Schillerstövare (Francês).
      3. Schiller-Bracke, Schillerstövare (Alemão).
      4. Schillerstövare (Português).
      5. Schillerstövare (español).
    Snippets de código PHP Distribuído por : XYZScripts.com