Tiriba-de-orelha-branca
Pyrrhura leucotis

Tiriba-de-orelha-branca

Conteúdo

Descrição:

Tiriba-de-orelha-branca

O Tiriba-de-orelha-branca (Pyrrhura leucotis) medida 21 centímetros comprimento e 50-53 gramas, É a menor espécie periquitos de cauda longa.

Seus bochechas e frente, Eles são brown brown principalmente, azul acima olhos e sobre bochechas mais baixos; coroa e nuca, marrom escuro, pontilhada com laranja-castanho a partir das extremidades de canetas; abrigos de fones de ouvido branco a castanho claro; nuca com tons de verde azulado.

Manto e superior da de volta, verde com margens escuras espalhadas sobre algumas penas; parte inferior do de volta, alcatra e abrigos de supracaudales, marrom. Coberteras alares exceto verde principais coberturas que são azul e remendo Vermelho na asas curvadas.

Primário blues. Na parte inferior, o asas com o abrigos de menor Verde, o abrigos de maiores cinza escuro; as penas de và´o cinza. Penas do garganta e os lados pescoço, base azul com uma faixa subterminal amarelada e pontas pretas; Penas do peito com poucos tons de azul e em vez de marrom em bases; o partes inferiores Eles são verdes com um grande remendo marrom no centro de barriga. marrom castanho com bordas verdes na base do redes externas do penas laterais; na parte inferior, o cauda É castanho avermelhado opaco.

Pico Preto; Cere Preto; anel orbital cinza; à­ris laranja castanho escuro; pernas cinza escuro.

O plumagem de ambos os sexos são similares.

estatuto taxonómico:

considerou-se subespécies Pyrrhura [leucotis ou emma] por alguns autores

  • Som do Tiriba-de-orelha-branca.

Habitat:

O Tiriba-de-orelha-branca habita florestas, arestas claras e adjacentes com árvores dispersas incluindo plantações de cacau sombreado Baía, por vezes, visitar parques e áreas residenciais. Se pueden observar, principalmente, nas terras baixas (por exemplo, - 600 metros de leste Brasil) e em florestas em altitudes mais elevadas em Northeast Brasil. Gregarias, geralmente perto de rebanhos 15-20 aves.

Reprodução:

Não há informações sobre o seu reprodução no selvagem. Embreagem 5-9 ovos em cativeiro.

Alimentos:

Provavelmente você tem um dieta comparável a seus parentes próximos em estado selvagem, em que é gravado o hypoleuca Miconia como um dos seus alimentos. Há relatos de alimentação de aves em campos de milho.

Distribuição:

Tamanho da sua gama (jogadores / residentes): 352.000 km2

La distribución de la Tiriba-de-orelha-branca Limita-se ao Sudeste Brasil, a partir de Baía ao sul da río Jequitinhonha, para o sul até Espirito Santo, incluindo o Sudeste Minas Gerais, Brasil, e previamente São Paulo.

Conservação:

  • Justificativa da Lista Vermelha da Categoria

– Isto aparece como espécies Quase ameaçada na base de que suspeita-se que houve uma diminuição da população moderadamente rápidos devido ao perda de habitat e captura.

  • Justificação da população

• Categoria atual da Lista Vermelha dos UICN: Quase ameaçada..

• Tendência populacional: Diminuindo.

• Tamanho da população : 10000-19999 indivíduos.

– O Tiriba-de-orelha-branca Acredita-se que um cidade pequena; No entanto, Marsden et al .(2000) Estima-se que existe uma população total de cerca de 19,300 indivà­duos no Biológica Federal Reserve Sooretama o Reserva Natural de Linhares no estado de Espirito Santo, com base em pesquisas 1998, É o que sugere que a população foi anteriormente subestimada.

– Até uma estimativa actualizada disponà­vel, a população foi provisoriamente colocada na banda 10,000-19,999 indivà­duos maduros, representando uma população de cerca de 15,000-30,000 indivà­duos no total, Embora a estrutura da sub-população não conhecida.

  • Tendência de justificação

Estado de conservação ⓘ


estado Pouco preocupante (UICN)ⓘ

– Suspeita-se que a espécie está em um moderada a rápida diminuição devido à  perda de habitat e captura. La tasa de disminución se piensa que no es tan rápida porque la tolerancia a los hábitats modificados de esta especie amortigüe los impactos de la deforestación en cierta medida.

  • Ameaças

– O logging Tem sido extensa, Ela está afetando a maioria dos matas de tabuleiro, em Baía e Espirito Santo.

La mayor parte de la cubierta forestal original en la que se distribuía la Tiriba-de-orelha-branca Foi eliminado mais de um século atrás; na notà­cia, estão a ser eliminado muito rapidamente as amostras restantes (poço et para o ., 1997).

– Este pássaro muitas vezes apreendido em cativeiro, sugerindo que há uma grande aves de captura para comércio. (J. Gilardi em pouco ., 2010).

Ações de conservação em andamento

Protegida em partes da Baía (Estação de Reserva Particular Veracruz, e parques nacionais Descoberta, Pau Brasil e Monte Pascoal) (Cordeiro 2002).

Monte Pascoal Ele enfrenta um futuro incerto, como tem sido invadido por indios Pataxó eles têm em grande parte eliminado área vizinha.

– Em outras partes da espécie é conhecida a partir de reservas Linhares-Sooretama (Espirito Santo), Parque Estadual do Rio Doce (Minas Gerais, Brasil) e o Reserva Biológica TingUA (Rio de Janeiro).

Ações de conservação propostas

– continuar monitorização desta espécie no campo e no comércio.

– Fortalecer a rede de áreas protegidas dentro do Mata Atlântica do Brasil conservação dos sà­tios chave.

"Tiriba-de-orelha-branca" em cativeiro:

Muito raros.

Sua dieta em cativeiro é semelhante ao de seus pares.

Sua população no estado selvagem é pequena e diminuindo em que cada espécime cativas desta espécie que é capaz de reproduzir, deve ser colocado em um programa de reprodução em cativeiro bem gerenciado e não vendido como animal de estimação, a fim de garantir a sua sobrevivência a longo prazo.

Nomes alternativos:

Maroon-faced Parakeet, Maroon-faced Parakeet (White-eared), White-eared Parakeet (inglês).
Conure emma, Conure leucotique, Conure leucotique (nominal), Conure leucotique (nominale), Conure leucotique (race nominale) (Francês).
Weißohrsittich (alemão).
tiriba-de-orelha-branca (português).
Cotorra orejiblanca, Perico Pintado, Cotorra cariparda (espanhol).


Classificação científica:

Kuhl, Heinrich
Heinrich Kuhl

Ordem: Psittaciformes
Famà­lia: Psittacidae
Gênero: Pyrrhura
Nome científico: Pyrrhura leucotis
Citação: (Kuhl, 1820)
Protonimo: Psittacus leucotis


Imagens tiriba-de-orelha-branca:

Vídeos "Tiriba-de-orelha-branca"



Espécies del género Pyrrhura
  • Pyrrhura cruentata
  • Pyrrhura devillei
  • Pyrrhura frontalis
  • —- Pyrrhura frontalis chiripepe
  • —- Pyrrhura frontalis frontalis
  • Pyrrhura lepida
  • —- Pyrrhura lepida anerythra
  • —- Pyrrhura lepida coerulescens
  • —- Pyrrhura lepida lepida
  • Pyrrhura perlata
  • Pyrrhura molinae
  • —- Pyrrhura molinae australis
  • —- Pyrrhura molinae flavoptera
  • —- Pyrrhura molinae hypoxantha
  • —- Pyrrhura molinae molinae
  • —- Pyrrhura molinae phoenicura
  • —- Pyrrhura molinae restricta
  • Pyrrhura pfrimeri
  • Pyrrhura griseipectus
  • Pyrrhura leucotis
  • Pyrrhura picta
  • —- Pyrrhura picta caeruleiceps
  • —- Pyrrhura picta eisenmanni
  • —- Pyrrhura picta picta
  • —- Pyrrhura picta subandina
  • Pyrrhura emma
  • Pyrrhura amazonum
  • —- Pyrrhura amazonum amazonum
  • —- Pyrrhura amazonum lucida
  • —- Pyrrhura amazonum snethlageae
  • Pyrrhura lucianii
  • Pyrrhura roseifrons
  • —- Pyrrhura roseifrons dilutissima
  • —- Pyrrhura roseifrons roseifrons
  • —- Pyrrhura roseifrons parvifrons
  • —- Pyrrhura roseifrons peruviana
  • Pyrrhura viridicata
  • Pyrrhura egregia
  • —- Pyrrhura egregia egregia
  • —- Pyrrhura egregia obscura
  • Pyrrhura melanura
  • —- Pyrrhura melanura berlepschi
  • —- Pyrrhura melanura chapmani
  • —- Pyrrhura melanura melanura
  • —- Pyrrhura melanura pacifica
  • —- Pyrrhura melanura souancei
  • Pyrrhura orcesi
  • Pyrrhura albipectus
  • Pyrrhura rupicola
  • —- Pyrrhura rupicola rupicola
  • —- Pyrrhura rupicola sandiae
  • Pyrrhura calliptera
  • Pyrrhura hoematotis
  • —- Pyrrhura hoematotis hoematotis
  • —- Pyrrhura hoematotis immarginata
  • Pyrrhura rhodocephala
  • Pyrrhura hoffmanni
  • —- Pyrrhura hoffmanni gaudens
  • —- Pyrrhura hoffmanni hoffmanni

  • Tiriba-de-orelha-branca (Pyrrhura leucotis)


    Fontes:

    Avibase
    – Papagaios do Mundo - Forshaw Joseph M
    – Papagaios um guia para os papagaios do mundo – Tony Juniper & Mike Par
    Birdlife

    Fotos:

    (1) – periquito Maroon-enfrentado por Gabriel Resende Veiga (Próprio trabalho) [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons

    (2) – Vários Periquitos Branco-Orelhudo (Pyrrhura leucotis) Palmitos Park, Gran Canaria, Espanha Por Bjoertvedt (Próprio trabalho) [CC BY-SA 3.0 ou GFDL], via Wikimedia Commons

    (3) – Um periquito Branco-orelhudo no Parque das Aves, Foz do Iguaçu, Brasil Por Kee Yip de Union City, Califórnia, E.U.A. (IMG_4336_P1030859Uploaded por snowmanradio) [CC POR 2.0], via Wikimedia Commons

    (4) – Parakeet Branco-orelhuda (Pyrrhura leucotis), Vale Reserve, Espírito Santo, Brasil por Brendan RyanFlickr

    (5) – Por Almond ButterscotchFlickr

    (6) – Papagaios em cativeiro /. Londres :George Bell e filhos,1884-1887 [i.. 1883-1888] por Biblioteca de patrimà´nio de biodiversidadeFlickr

    Sons: Roney Souza, XC265102. acessà­vel www.xeno-canto.org/265102

    5/5 (1 Voto)
    Compartilhe com os seus amigos !!

    Deixar um comentário