Spaniel perdigueiro de Drente
Holanda FCI 224 . Tipo Epagneul (Spaniel)

Spaniel perdigueiro de Drente

Uma peculiaridade de Spaniel perdigueiro de Drente Consiste no fato de que durante a busca a cauda faz um movimento giratório cada vez mais rápido conforme o cão se aproxima da presa..

Conteúdo

História

O Spaniel perdigueiro de Drente é uma raça canina ancestral, que pode ser encontrado em pinturas pintadas há séculos.

Originaria de Drenthe, uma província holandesa, a raça foi desenvolvida durante o século 16 a partir de cães da Espanha, quais eram os nomes deles Spionenen o Spaniolen. Na Holanda, eles receberam o nome Patrijshond, o que significa retriever.

No leste do pais, especialmente na província de Drenthe, esses cães foram criados como raças puras, sem qualquer mistura com outras raças estrangeiras, como aconteceu em outros lugares. Este isolamento permitiu que o Perdiguero permanecesse inalterado durante 3 o 4 séculos.

O 15 em Maio de 1943, foi reconhecido pelo Raad van Beheer op Kynologish Gebied dos Países Baixos, um reconhecimento fortemente encorajado pela Baronesa van Hardenbroek e Srs. van Heek junior e Quartero.

O clube da raça responsável foi fundado em 5 em Junho de 1948, com o nome de Nederlandse Vereniging de Drentsche Patrijshond.

Relacionado a ele Pequeno munsterlander e o Spaniel francês, o Spaniel perdigueiro de Drente é bastante limitado em número, e a raça é quase desconhecida fora de suas fronteiras.

Foto: “Drentsche Partridge Dog” macho por Stefanie Joksch, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Características físicas

O Spaniel perdigueiro de Drente ele é um cachorro bem proporcionado, com músculos secos, puro em suas linhas. Seu corpo revela força e também a capacidade de correr na velocidade adequada a um cão de caça. O focinho em forma de cunha é ligeiramente mais curto que o crânio. Os lábios estão bem secos e não pendem. Seu corpo, ligeiramente mais longo que a altura da cernelha, é ligeiramente alongado. Embora o pelo não seja muito longo no corpo, dá a impressão de sê-lo por causa das orelhas bem povoadas, cabelo um pouco mais abundante no pescoço e no peito, as franjas nas patas dianteiras e traseiras e na cauda espessa, abundantemente povoado por todos os lados.

Eles têm uma camada densa que cobre bem o corpo. Não é cacheado. O cabelo não é muito comprido, mas como é mais longo em algumas partes, o cão, no seu conjunto, dá a impressão de ter cabelo comprido. No pescoço e no peito, o cabelo está mais comprido. Nos ouvidos, o cabelo é longo e de preferência ondulado. As orelhas, a parte de trás das pernas dianteiras e traseiras e a parte de trás das coxas são franjadas. Cabelo de preferência ondulado na parte superior do corpo e cauda. Exceto por sua base, a cauda é abundantemente provida de pêlos longos em todos os lados. Esses fios são gradualmente encurtados em direção à ponta.

COR: Pêlo branco com manchas marrons, manchado ou não. Casacos com uma mistura de cabelos castanhos e brancos, com ou sem marcas, são menos desejáveis, como os casacos de capa. As orelhas são marrons, como o cabelo ao redor dos olhos.

TAMANHO:

Machos: 58 - 63 cm.
Fêmeas: 55 - 60 cm.

Peso: De 20 - 25 kg

Caráter e habilidades

Eles são ideais para caça em uma ampla variedade de terrenos. Eles caçam com tiros de pistola. Manter contato com o caçador é aparentemente uma qualidade inata. Uma característica de muitos cães desta raça é que, durante a caça, a cauda descreve um movimento circular, especialmente quando o cão está ciente da proximidade da presa. Quando ele está perto de caçar, o cachorro espera o caçador se aproximar e quando o caçador está atrasado, vire sua cabeça para procurar o jogo. Graças à sua adaptabilidade, o cão é capaz de caçar todos os tipos de animais nas planícies e pântanos. É também um bom retriever e se destaca na busca por jogos perdidos.. Essas características são inatas. Por esta razão, não requer treinamento longo.

O Spaniel perdigueiro de Drente Também é um cão de companhia muito bom porque é fiel, amigável, atencioso. Sua educação deve ser feita sem problemas, sem agressividade ou muita firmeza.
Este cachorro requer manutenção regular. Será cúmplice dos filhos e é possível deixá-los juntos. sob vigilância, É claro. Morar em um apartamento vai te derrubar, ele precisa ter pelo menos um jardim para ele. para desabafar e também para caminhadas diárias.

Saúde

O Spaniel perdigueiro de Drente ele é um cachorro robusto, mas você pode se machucar enquanto caça (fratura, entorse, tendinite, ferida…). Suas orelhas estão caídas, mal ventilado, propenso a infecções de ouvido. Alguns cães podem ser afetados por displasia femoral do quadril, uma malformação dos quadris que causa claudicação e dor.

Limpeza

O Spaniel perdigueiro de Drente deve ser escovado uma vez por semana para remover pelos mortos e sujeira. Você pode tomar banho uma vez por mês com um shampoo adequado.

Inspecione e limpe as orelhas flexíveis uma vez por semana. Quando voltamos da caça, vamos verificar se ele não está ferido. Boa cobertura antiparasitária e de férias será lançada.

Classificações do "Spaniel perdigueiro de Drente"

Coexistência é importante que você tem com seu novo amigo. Plantearte antes de adquirir uma raça de cão "Spaniel perdigueiro de Drente" você sabe alguns fatores. Nem todas as raças de cães são capazes de viver em um apartamento, Você deve levar em conta a sua qualidade, sua necessidade de exercício, sua interação com outros animais de estimação, seu cuidado e se você tiver crianças pequenas, o seu nível de tolerância para com eles.

Adaptação ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Ⓘ Cão amigável

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

A perda de cabelo ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Nível de afeto ⓘ

Avaliado 5 fora de 5
5 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade de exercício ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Necessidade social ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Casa ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Sanita ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com estranhos ⓘ

Avaliado 3 fora de 5
3 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Cascas ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Saúde ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

ⓘ Territorial

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Amigável com gatos ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Inteligência ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Versatilidade ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Crianças amigável ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Vigilância ⓘ

Avaliado 2 fora de 5
2 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Alegria ⓘ

Avaliado 4 fora de 5
4 fora de 5 estrelas (baseado em 1 Reveja)

Imagens “"Spaniel perdigueiro de Drente"“

Spaniel perdigueiro de Drente
Drentsche Patrijshond Bowi the Gloucester during upland game hunt in Idaho by DutchID, CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons
Spaniel perdigueiro de Drente
Dutch Partridge Dog por mjk23, CC POR 2.0, via Wikimedia Commons

Vídeos “"Spaniel perdigueiro de Drente"“

Spyker – Partridge Dog (Spaniel) – 4 Week Residential Dog Training at Adolescent Dogs
Drentsche patrijshond Indy: avonturen deel 27

Tipo e reconhecimentos:

  • CLASSIFICAÇÃO FCI: 224
  • Grupo 7: – ães de Parar ou Cães Apontadores.
  • Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Spaniel (Spaniel). Com prova de trabalho.

Federações:

  • FCI – Grupo 7: Cães de Parar ou Cães Apontadores. – Seção 1: Cães de Parar Continentais. 1.2: Tipo Epagneul (Spaniel)
  • UKCGun Dog

Padrão da raça FCI "Spaniel perdigueiro de Drente"

FCI Padrão No. 224 / 27.10.2003 / E

DRENTE PERDIGUERO
(Drentsche Partridge Dog)

TRADUCCION : Federação Mexicana de Canófila, A.C..
Avaliado por Jorge Nallem.

ORIGEM : Holanda.

DATA DE PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO : 25.03.2003.

UTILIZAÇÃO : Cão mostra.

CLASSIFICAÇÃO FCI :

Grupo 7 Cães de Parar ou Cães Apontadores.
Seção 1.2 Cães de Parar Continentais, digite "Spaniel"
Com prova de trabalho.

BREVE RESUMO HISTÓRICO : A raça teve suas origens no século 16 com ponteiros da Espanha que chegaram pela França.; eles eram chamados de "Spanioles" ou "Spioenes". Na Holanda, eles eram conhecidos como “Patrijshonde” (retrievers). Estes cães foram criados como raça pura na região leste, especialmente na província de Drenthe; eles não foram misturados com raças estrangeiras, como aconteceu em outras regiões. O 15 em Maio de 1943 a raça foi oficialmente reconhecida pela “Conselho de Administração na Área Cinológica” da Holanda. O reconhecimento foi promovido ativamente pela Baronesa de Hardenbroek e pelos Srs. Van Heek Jr. y Quartero. A raça está intimamente relacionada com o Little Münsterländer (Cão pequeno de Munsterlander apontando) e com o Spaniel Francês. O 5 em Junho de 1948 o clube da raça correspondente foi fundado sob o nome de “Associação Holandesa do Cão Perdiz Drentsche”.

OLHAR GERAL :

Cachorro bem proporcionado, secamente musculoso com uma estrutura de corte bem definida, cujo corpo mostra força e também capacidade de desenvolver a velocidade necessária para um cão de caça.

Tem um focinho em forma de cunha que é ligeiramente mais curto do que o comprimento do crânio e relativamente seco, sem lábios pendurados. Seu corpo é ligeiramente mais longo que sua altura na cernelha , portanto, ligeiramente alongado. O manto, embora realmente não demore muito no corpo, dá aquele visual porque as orelhas e cauda são bem cobertas de pelos e por causa da abundância de pelos no pescoço e no peito, bem como a presença de franjas nas orelhas, membros dianteiros e traseiros e especialmente na cauda.

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO :
É o cão de caça ideal para vários tipos de terreno. Caça dentro do alcance da espingarda. Ficar em contato com o caçador parece ser uma qualidade inata. Uma característica de vários cães desta raça é que ao procurar uma presa, a cauda tem um movimento circular, especialmente quando você sente o traço. Ao se aproximar da presa o cão espera a chegada do caçador, quando está atrasado, olhe para trás procurando por seu mestre.
Possui a adaptabilidade que o torna capaz de caçar todos os tipos de presas na terra ou na água., à parte, ele é um bom colecionador e buscador de presas perdidas. Essas características são inatas, portanto, precisa de muito pouco treinamento.
Devido à sua natureza gentil, não é bom usar métodos de força para seu treinamento.
Es leal e inteligente, que faz, junto com uma boa educação e treinamento, um cachorro de família muito estimado, além de um valioso companheiro caçador.

CABEÇA :

REGIÃO CRANIANA : O crânio é bastante largo e apenas ligeiramente abobadado.. Na linha média tem uma ranhura quase invisível do stop, que é leve, até a metade da distância para a protuberância occipital, moderadamente desenvolvido.

Nasofrontal depression (Stop) : Visto de frente e de lado, o crânio gradualmente inclina-se em direção ao focinho, as bochechas também afinam gradualmente em direção ao focinho. Os arcos superciliares são bem desenvolvidos.

REGIÃO FACIAL :

Trufa : Bem desenvolvido e de cor marrom. Janelas abertas.
Focinho : Em forma de cunha e ligeiramente mais curto que o crânio, truncado no final, nenhum sinal de corte sob os olhos. O focinho é largo, não é côncavo nem convexo. É permitida uma ligeira curva ascendente atrás do nariz. Nariz romano é uma falha séria.
Lábios : Bem fino e seco.
Mandíbulas / Dentes : Mordida forte, mordedura em tesoura bem ajustada.
Bochechas : Moderadamente desenvolvido.
Olhos : Eles são amplamente separados e posicionados de forma que fiquem bem protegidos; eles não são proeminentes ou afundados, tamanho médio e formato oval. Sua expressão mostra o caráter bem-humorado e inteligente deste cão de caça. É desejável que a cor dos olhos seja âmbar, i.e., que não são nem escuros nem muito claros como os olhos de uma ave de rapina. As pálpebras estão bem aderidas ao globo ocular.
Orelhas : Eles não são pesados, eles são altos; desde a sua inserção foi bem colado nas bochechas sem formar pregas; quando são puxados para frente, faltam três dedos para que seu comprimento alcance a ponta do nariz. Eles são largos na inserção e arredondados na ponta. O cabelo abundante que cobre as orelhas é ondulado e longo; não tem cabelo cacheado. O cabelo é mais curto na ponta das orelhas, a borda interna também com franja abundante. Quando ele é atraído pela atenção, ele coloca as orelhas para frente e as levanta. Vistas de frente, as orelhas formam um triângulo com a dobra no meio do couro destes. As orelhas são móveis mostrando diferentes estados de espírito.

PESCOÇO :

Strong, médio longo, mais curto do que longo; forma uma linha contínua e fluida entre a cabeça e o tronco. Um pescoço mais longo do que o desejado, dar a impressão de mais elegante, mas sem força é indesejável. A barbela e a pele solta na garganta são atípicas na aparência deste cão de constituição seca com linhas bem definidas e são, portanto, indesejáveis.

CORPO :

Top de linha : Uma linha suave do pescoço, de comprimento moderado, com costas retas e lombos, forma uma linha fluida que termina em uma garupa ligeiramente descendente.
Voltar : Strong, médio longo, não muito curto; junto com as patas dianteiras e traseiras bem anguladas dá a impressão de que o corpo é alongado.
Lombo de porco : Fortemente musculado.
Alcatra : Largo e comprido, ligeiramente descendente.
No peito : Alcançando profundamente os cotovelos; visto de frente é bastante largo; os membros anteriores não devem ser obstruídos por costelas excessivamente arqueadas, peito estreito e raso é considerado deficiente. Caixa torácica alongada; costelas bem desenvolvidas, curvado, não achatado ou em forma de barril.
Linha inferior : Poco retraída.

CAUDA :

Inserção muito alta, o comprimento da cauda atinge a articulação tíbio-tarsal. A primeira metade está pendente e o resto forma uma ligeira curva ascendente. Em ação, parte da cauda é portada horizontalmente e a última parte em uma ligeira curva para cima. Ele nunca usa o rabo enrolado nas costas. Exceto por sua raiz, a cauda é coberta com muita franja, que diminui em direção à ponta.

MEMBROS

MEMBROS ANTERIORES :
Ombros e braços : Escápulas compridas, inclinado para trás bem posicionado de forma que o ombro, braço e antebraço têm boa angulação. Também quando visto de frente, as escápulas são bem oblíquas, mantendo assim o corpo bem unido e harmoniosamente integrado.
Cotovelos : Apertado no peito, sem desvios para fora ou para dentro, o que poderia limitar o movimento do cão.
Antebraço : Reto e bem musculoso.
Articulação do carpo : Strong, com bons ossos.
Metacarpo : Sem desvios para fora ou para dentro, ligeiramente inclinado.
Pés dianteiros : De formato redondo ou oval com dedos unidos, arqueado e forte, com palmilhas sólidas.

MEMBROS POSTERIORES : bem desenvolvido, largo e bem musculoso.
Coxa e perna : O conjunto de ossos da pelve, coxa e perna mostram bons ângulos uma com a outra. Membros posteriores, visto de trás, eles não estão nem muito próximos nem muito distantes; são retos e absolutamente verticais.
Articulação do pé-quente : Definir baixo.
Metatarso : Curta, sem desvios para fora ou para dentro.
Pés traseiros : Igual aos avançados.

MOVIMENTO :

Movimento energético e harmonioso, cobrindo muito terreno; durante o trote, os membros não se movem muito próximos ou muito afastados; sem balançar ou desviar os cotovelos ou as articulações tibitársicas para fora. À medida que a velocidade aumenta, ele tende a buscar a linha média.

MANTO

CABELO : Pele densa, que cobre bem o corpo, sem ser cacheado; a capa não é muito longa, mas porque em algumas partes do corpo é mais longo, o cachorro dá a impressão de ter pêlo comprido. No pescoço e no peito, o cabelo está mais comprido. Sobre as orelhas, o cabelo é longo, preferência ondulada. As orelhas, a parte de trás dos membros anteriores e posteriores, coxas e cauda são cobertas por pêlos franjados.
Sem estar na base, a cauda, é coberto com cabelos longos que gradualmente encurtam em direção à ponta.

COR :

Branco com manchas marrons, com ou sem manchas. Menos desejável é uma pelagem com uma mistura de cabelo branco e castanho com ou sem manchas.. Menos desejável é o manto. As orelhas são castanhas, assim como o cabelo ao redor dos olhos.

TAMANHO :

Altura à Cruz :
Machos: 58 - 63 cm.
Fêmeas: 55 - 60 cm.
Um ou dois centímetros a mais são aceitos se o cão for bem proporcionado.

FALHAS :

Qualquer desvio dos critérios acima mencionados é considerado como falta, e a gravidade desta refere-se ao grau de desvio do padrão e seu impacto sobre a saúde e o bem-estar do cão.

Qualquer cão mostrando sinais comportamentais ou anormalidades físicas claras será desclassificado.

OBS.. : Machos devem apresentar dois testículos de aparência normais, bem desenvolvidos e acomodados a bolsa escrotal.

Nomes alternativos:

    1. Drentse Patrijshond, Drent (Inglês).
    2. (en néerlandais : Drentse Patrijshond), épagneul à perdrix de Drente, épagneul hollandais de Drente (Francês).
    3. Drentscher Hühnerhund (Alemão).
    4. (em neerlandês: Drentsche patrijshond) (Português).
    5. Drentsche Patrijshond, Drent (español).
0/5 (0 Votos)

Partilhar é preocupar-se!!

Inscrever-se
Notificar de
hóspede

Este site usa Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados comentário é processado.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
ações
0
Amaria seus pensamentos, por favor comente.x